Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.500.131.617.720.500.500.750.712.500.875.225 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 284 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 29 ir para página                         

  1 / 284 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-838256
Autor: Carballo, Carolina; Cabana, Magdalena; Ledezma, Francisca; Pascual, Carolina; Cazes, Claudia; Mistchenko, Alicia; López, Eduardo.
Título: Encefalitis por virus de Saint Louis: a propósito de un caso / Saint Louis encephalitis: case report
Fonte: Arch. argent. pediatr;114(4):e268-e271, ago. 2016. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La encefalitis por el virus de Saint Louis es una enfermedad que se transmite a través de mosquitos de la especie Culex.En Argentina, se registran casos esporádicos, habitualmente asintomáticos en niños. Se presenta el caso de una paciente con manifestaciones clínicas inusuales en edad pediátrica y lesiones en el sistema nervioso central no descritas hasta el momento en la literatura. Se trata de una niña de 8 años, que consultó por síndrome febril, cambios conductuales, ataxia, clonus y rigidez de nuca. En el líquido cefalorraquídeo, se detectó pleocitosis predominantemente mononuclear. Se realizó una resonancia magnética, que evidenció imágenes de isquemia bitalámica. La infección por virus de Saint Louis se diagnosticó por IgM en el suero y el líquido cefalorraquídeo. La paciente evolucionó de manera favorable. Al momento del egreso hospitalario, persistía con bradipsiquia y alteraciones conductuales y se recuperó definitivamente 45 días después del alta.

Saint Louis encephalitis is transmitted by Culex mosquitoes. In Argentina sporadic cases are registered. Symptomatic illness is unusual in children. We present a case of meningoencephalitis caused by an uncommon viral infection. The clinical signs and symptoms are unusual for pediatric patients and the bilateral thalamic compromise showed on magnetic resonance has not been described previously. An 8-year-old girl consulted due to fever, behavior disorders and ataxia. Clonus and neck stiffness were detected at physical exam. Cerebrospinal fluid revealed mononuclear leukocytosis; bilateral ischemic compromise was observed in thalamus by magnetic resonance. Saint Louis virus was confirmed by serology: serum and cerebrospinal fluid IgM were positive during the acute phase of the disease and serum IgG was positive four weeks later. Most of the signs and symptoms of the disease were resolved, however mild behavior disorders were observed as acute sequelae up to 45 days after hospital discharge.
Descritores: Encefalite de St. Louis/diagnóstico
-Culex
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  2 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-623870
Autor: Forattini, Oswaldo Paulo; Sallum, Maria Anice Mureb.
Título: Taxonomic study and redescription of Culex (Melanoconion) theobaldi (Lutz, 1904) (Diptera: Culicidae)
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;84(supl.4):201-208, 1989. ilus.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Based on type examination, Culex (Melanoconion) theobaldi (Lutz, 1904) is redescribed. The species Cx. (Mel.) chrysonotum Dyar & Knab, 1908, was put back as synonym of theobaldi. Besides, examination of Cx. (Mel.) chrysothorax (Newstead & Thomas, 1910) type, leads to retiring as synonym of theobaldi and considered it as "species inquirenda".
Descritores: Culex/classificação
Vetores de Doenças
-Brasil
Colômbia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bonaldo, Myrna C
Texto completo
Id: biblio-894868
Autor: Fernandes, Rosilainy Surubi; Campos, Stéphanie Silva; Ribeiro, Paulino Siqueira; Raphael, Lidiane MS; Bonaldo, Myrna C; Lourenço-de-Oliveira, Ricardo.
Título: Culex quinquefasciatus from areas with the highest incidence of microcephaly associated with Zika virus infections in the Northeast Region of Brazil are refractory to the virus
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;112(8):577-579, Aug. 2017. tab.
Idioma: en.
Projeto: European Union's; . CAPES; . FAPERJ; . FAPERJ; . CNPq; . NIH.
Resumo: Zika virus (ZIKV) is widely distributed in Brazil and the Northeast Region (NE) is the most affected zone, showing the highest incidence of microcephaly associated with ZIKV congenital infections worldwide. We report attempts to infect three populations of Culex quinquefasciatus from severely affected sites in the NE and Southeast Region (SE) of Brazil with three strains of ZIKV isolated from these localities. An Aedes aegypti population from the SE was used as a positive control. All tested Cx. quinquefasciatus populations were refractory to the ZIKV isolates. For these reasons, we believe Cx. quinquefasciatus should not be considered a potential vector of ZIKV in Brazil.
Descritores: Saliva/virologia
Culex/virologia
Zika virus/isolamento & purificação
Infecção por Zika virus/transmissão
Infecção por Zika virus/epidemiologia
Mosquitos Vetores/virologia
Microcefalia/epidemiologia
Microcefalia/virologia
-Brasil/epidemiologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828772
Autor: Costa, Isabelle Matos Pinheiro; Calado, Daniela Cristina.
Título: Incidência dos casos de dengue (2007-2013) e distribuição sazonal de culicídeos (2012-2013) em Barreiras, Bahia / Incidencia de casos de dengue (2007-2013) y distribución estacional de los culícidos (2012-1013) en Barreiras, Bahía, Brasil / Incidence of dengue cases (2007-2013) and seasonal distribution of mosquitoes (Diptera: Culicidae) (2012-2013) in Barreiras, Bahia, Brazil
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;25(4):735-744, out.-dez. 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).
Resumo: OBJETIVO: descrever a distribuição sazonal de culicídeos e a incidência dos casos de dengue em Barreiras, Bahia, Brasil. MÉTODOS: estudo descritivo com dados primários de distribuição de culicídeos em ovitrampas de abril de 2012 a março de 2013, e com dados secundários do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, Vigilância Epidemiológica e Centro de Controle de Zoonoses, sobre casos da dengue e índices de infestação do Aedes aegypti de janeiro de 2007 a março de 2013. RESULTADOS: foram coletados 16.512 culicídeos; 62,0% corresponderam ao Culex quinquefasciatus (abundante na estação seca) e 38,0% ao Aedes aegypti (predominante na estação chuvosa); foram notificados 8.373 casos de dengue, com maior incidência por 100 mil habitantes em 2009 (704,5), 2011 (429,3) e 2013 (247,2), entre janeiro e junho. CONCLUSÃO: Culex quinquefasciatus e Aedes aegypti ocorreram em todos os meses; a incidência de dengue foi maior no período chuvoso e em anos alternados.

OBJETIVO: describir la distribución estacional de culícidos y la incidencia de casos de dengue en Barreiras, Bahia, Brasil. MÉTODOS: estudio descriptivo con datos primarios sobre la distribución de culícidos en ovitrampas entre abril-2012 y marzo-2013, y con datos secundarios del Sistema de Información (Sinan), Vigilancia Epidemiológica e Centro de ontrol de Zoonosis, sobre casos de dengue y tasas de infestación de Aedes aegypti, de enero-2007 a marzo-2013. RESULTADOS: fueron colectados 16.512 ejemplares de culícidos, 62,0% eran Culex quinquefasciatus (más abundante en época de sequía) y 38,0% eran Aedes aegypti (imperante en períodos lluviosos); fueron registrados 8.373 casos de dengue, con mayor incidencia por cada 100 mil habitantes en 2009 (704,5), 2011 (429,3) y 2013 (247,2), entre enero y junio. CONCLUSIÓN: Culex quinquefasciatus y Aedes aegypti ocurrieron en todos los meses; la incidencia de dengue fue mayor en el período de más lluvia y en años alternos.

OBJECTIVE: to describe seasonal mosquito distribution and the incidence of dengue cases in Barreiras, Bahia, Brazil. METHODS: this is a descriptive study using primary data on mosquito distribution in ovitraps from April 2012 to March 2013, as well as secondary data from the Notifiable Diseases Information System, Epidemiological Surveillance and the Zoonosis Control Center about dengue cases and Aedes aegypti infestation rates from January 2007 to March 2013. RESULTS: 16,512 mosquito specimens were collected, 62.0% were Culex quinquefasciatus (most frequent in the dry season) and 38.0% were Aedes aegypti (most frequent in the rainy season); 8,373 dengue cases were recorded, with highest incidence per 100,000 inhabitants in 2009 (n=704.5), 2011 (n=429.3) and 2013 (n=247.2), between January and June. CONCLUSION: Culex quinquefasciatus and Aedes aegypti occurred in all months; dengue incidence was higher in the rainy season and in alternating years.
Descritores: Aedes
Culex
Dengue/classificação
Dengue/epidemiologia
Vetores de Doenças
Insetos Vetores
-Estações do Ano
Epidemiologia Descritiva
Incidência
Densidade Demográfica
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-966126
Autor: Sá, Ivy Luizi Rodrigues de.
Título: Revisão taxonômica dos Grupos Atratus e Educator do subgênero Melanoconion de Culex (Diptera, Culicidae) / Taxonomic review of the Atratus and Educator Groups of the subgenus Melanoconion of Culex (Diptera, Culicidae).
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 244 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Entre os múltiplos grupos que compõem as Seções Spissipes e Melanoconion do subgênero Melanoconion de Culex, Atratus e Educator apresentam espécies que estão envolvidas na transmissão de arbovírus ao ser humano e animais em ambientes rurais e silvestres. Porém, esses grupos exibem grande dificuldade na identificação das espécies, seja devido à grande semelhança morfológica entre seus representantes ou à falta de chaves de identificação atualizadas. Diante disso, objetivou-se realizar a revisão taxonômica das espécies pertencentes aos Grupos Atratus e Educator da Seção Melanoconion de Culex (Melanoconion). Para isso, foi realizado o estudo morfológico detalhado das diversas fases de desenvolvimento dos espécimes de interesse, verificada a existência de espécies a serem nomeadas e/ou espécies válidas colocadas na sinonímia de outras. Como resultado do estudo morfológico das espécies do Grupo Atratus, foram redefinidas oito espécies. Destas, duas foram validadas, pois estavam na sinonímia de outras e seis espécies desconhecidas da ciência foram descritas e serão formalmente nomeadas. Para o Grupo Educator, oito espécies foram descritas, sendo uma removida da sinonímia e três espécies desconhecidas da ciência foram descritas e serão formalmente nomeadas. Chaves de identificação ilustradas, com caracteres usados para o reconhecimento das espécies, foram elaboradas para todas as formas de desenvolvimento das espécies de ambos os grupos. Foram construídos mapas de distribuição geográfica das espécies, foram atualizados dados bionômicos, elaboradas ilustrações e pranchas fotográficas para comparação de estruturas morfológicas externas das formas imaturas, adultos e genitália masculina

Among the multiple groups that compose the Spissipes and Melanoconion Sections of the subgenus Melanoconion of Culex, the Atratus and Educator Groups present species that are involved in the transmission of arboviruses to man and animals in rural and wild environments. However, these groups present great difficulty in identifying the species, either because of the great morphological similarity between their representatives or the lack of updated identification keys. The aim of this study was to carry out a taxonomic review of the species belonging to the Atratus and Educator Groups of the Melanoconion Section of Culex (Melanoconion). Therefore, a detailed morphological study of the several stages of development of the specimens of interest was carried out, verifying the existence of species to be named and/or valid species placed in the synonymy of others. As a result of the morphological study of the Atratus Group species, eight species were redefined. Of these, two were resurrected from the synonymy of others and six species unknown to science were described and will be formally named. For the Educator Group, eight species have been described, one being removed from the synonymy and three species unknown to science have been described and will be formally named. Illustrated identification keys, with characters used for species recognition, have been created for all forms of development of species in both Groups. Geographic distribution maps of the species were created, illustrations and photographic plates for comparison of external morphological structures of the immatures forms, adults and male genitalia were provided, and bionomic data were updated
Descritores: Classificação
Culex/anatomia & histologia
-Culicidae
Limites: Animais
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; DR. 448; BR67.1; DR. evisada. 448


  6 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-939567
Autor: Dini, Katya Valéria Aparecida Barão; Marques Filho, Carlos Alberto Madeira; Parodi, Eunice Santos Martini; Aguena, Neide Yoshie; Hibi, Sumire; Dal Bom, Moacyr Giovanini; Montenegro Netto, Hildebrando.
Título: Programa de Vigilância e Controle de Culex sp no município de São Paulo.
Fonte: São Paulo; SMS; 2008. 14 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Culex
Culicidae
Política
Monitoramento Epidemiológico
Educação em Saúde
Planos e Programas de Saúde
Promoção da Saúde
Controle de Mosquitos
Controle de Mosquitos/métodos
Controle Biológico de Vetores
Limites: Animais
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1; 591.67:614.2, D585p. 2129


  7 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-939566
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenação de Vigilância em Saúde. Gerência do Centro de Controle de Zoonoses.
Título: Plano de intensificações de controle de Culex quinquefasciatus para verão de 2014.
Fonte: São Paulo; SMS; 2013. 5 p. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Culex
Culicidae
Política
Planos e Programas de Saúde
Promoção da Saúde
Controle de Insetos/métodos
Sistemas Locais de Saúde
Saúde Pública
Limites: Humanos
Animais
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1; 591.67:614.2, S239p. 2128


  8 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-936997
Autor: Marques Filho, Carlos Alberto Madeira; Dalbon, Moacyr Giovanini; Dini, Katya Valéria Aparecida Barão; Parodi, Eunice Santos Martini; Oliveira, Débora Cardoso; Hibi, Sumire; Aguena, Neide Yoshie; Campos, Kleber Agari.
Título: Controle biológico de culex quinquefasciatus com bacillus sphaericus no Rio Pinheiros, São Paulo – SP.
Fonte: São Paulo; São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenação de Vigilância em Saúde. Gerência do Centro de Controle de Zoonoses; 2011. ilus, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Bacillus
Controle
Culex
-Monitoramento Ambiental
Inseticidas
Poluição de Rios
Limites: Humanos
Animais
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1


  9 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-936993
Autor: Dini, Katya Valéria Aparecida Barão; Oliveira, Débora Cardoso; Parodi, Eunice Santos Martini; Aguena, Neide Yoshie; Filho, Carlos Alberto Marques; Hibi, Sumire.
Título: O programa de controle do mosquito culex sp (culicidae) como ferramenta na prevenção de doenças e agravos em São Paulo / SP.
Fonte: São Paulo; São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenação de Vigilância em Saúde. Gerência do Centro de Controle de Zoonoses; 2007. 1 p. ilus, graf, map.
Idioma: pt.
Resumo: Verificamos que quando as ações de monitoramento e controle, são realizadas com a periodicidade e técnicas preconizadas pelo Programa de Controle de Culex sp, os resultados são o positivos e os objetivos propostos são alcançados. A melhoria no controle destes mosquitos e a ampliação do programa para toda a cidade
Descritores: Culex
Controle de Mosquitos
Controle de Mosquitos/instrumentação
Controle de Mosquitos/organização & administração
Limites: Humanos
Animais
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1


  10 / 284 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-933629
Autor: Corrêa, Jeannie Nascimento dos Santos(aut).
Título: A morfologia do intestino médio de Culex quinquefasciatus Say, 1823 e sua interação experimental com microfilárias de Litomosoides chagasfilhoi Moraes Neto, Lanfredi e De Souza, 1997 e Wuchereria bancrofti (Cobbold, 1877) Seurat, 1921.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2003. 225 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Analisamos a morfologia do intestino médio do mosquito Culex quiquefasciatus de região endêmica e a sua interação com as microfilárias de Wuchereria bancrofti (agente da filariose humana) e de Litomosoides chagasfilhoi (agente de filariose de roedores). O intestino médio está dividido em regiões torácica e abdominal como visto em outras espécies de mosquitos. Porém, o intestino médio torácico é formado por dois tipos celulares: células principais e basais; e o intestino médio abdominal por três tipos: células principais clara e basais. Existe uma rede muscular organizar revestindo externamente o órgão, a qual sofre mudanças irreversíveis no intestino médio abdominal após o repasto sangüíneo. A estrutura da matriz peritrófica e a sua formação induzida pela alimentação sangüínea são distintas das demais espécies de mosquitos. O L. chagasfilhoi invade o intestino médio entre 1h e 3h após o repasto infectivo, enquanto que a W. bancrofti entre 30 minutos e 5 horas com o maior número de invasão nas primeiras 2 horas. O L. chagasfilhoi preferencialmente invade o intestino médio abdominal enquanto que a W. bancrofti invade o intestino médio torácico, principalmente perto da região abdominal. Ambas espécies de microfilárias cruzam o intestino médio através do espaço intercelular, causando hipertrofia e extrusão de uma a duas células epiteliais. A perda da bainha pelas microfilárias de ambas espécies não é um pré-requisito para a evasão do intestino. Etapas subseqüentes do ciclo da W. bancrofti, tais como, a melanização na hemocele e a invasão precoce da musculatura de vôo foram também observadas. Não foi possível observar tais etapas nos mosquitos infectados com L. chagasfilhoi porque eles morreram poucas horas após a invasão do intestino médio. Estas diferenças no processo de interação das espécies de microfilárias provavelmente estão relacionados com a capacidade vetorial do mosquito
Descritores: Culex/ultraestrutura
Filariose/microbiologia
Filariose/parasitologia
Insetos Vetores
Wuchereria bancrofti/crescimento & desenvolvimento
Wuchereria bancrofti/imunologia
Wuchereria bancrofti/parasitologia
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.965 2 TE, S237m, 2003. 010770



página 1 de 29 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde