Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.500.308.485.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-486764
Autor: Massaro, F. C; Rocha, O.
Título: Development and population growth of Hydra viridissima Pallas, 1766 (Cnidaria, Hydrozoa) in the laboratory / Desenvolvimento e crescimento populacional de Hydra viridissima Pallas, 1766 (Cnidaria, Hydrozoa) em laboratório
Fonte: Braz. j. biol;68(2):379-383, May 2008. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: Hydras, the most representative freshwater Cnidaria, are of common occurrence in bodies of water in every continent except Antarctica. This study was planned with the aim of maintaining a population of Hydra viridissima in laboratory culture to enable the determination of the individual and population growth-rates of this species, as well as its population doubling time and generation time, with a view to employing these common animals as test-organisms in ecotoxicological assays. The organisms were maintained in reconstituted water at 20 ± 2 °C, illuminated at 800 lux with a photoperiod of 12 hours light: 12 hours dark, and were fed on neonates of the cladoceran Ceriodaphnia silvestrii (3 or 4 neonates per hydra, 3 times a week). The individual growth-rate (k) of the species was 0.43, the maximum length of the column 2.53 mm and the generation time 6.6 ± 1.5 days on average. The hydra population showed an intrinsic growth-rate (r) of 0.0468, according to the fitted curve, and a doubling time of 14.8 ± 2.63 days. Hydra viridissima is easy to grow in the laboratory and performs well in the conditions used in this study. It is thus a promising candidate test-organism for ecotoxicological studies.

As hidras, os mais representativos Cnidaria de água doce, são organismos comuns em corpos de água doce de todos os continentes, exceto na Antártida. O objetivo do presente estudo foi manter o cultivo em laboratório da espécie Hydra viridissima, determinando-se o crescimento individual e populacional desta espécie, assim como seu tempo de duplicação da população e de geração, visando sua utilização como organismo-teste em ensaios ecotoxicológicos. Os organismos foram mantidos em água reconstituída, a uma temperatura de 20 ± 2 °C, com luminosidade de 800 lux e fotoperíodo de 12 horas luz/ 12 horas escuro, e foram alimentados com neonatas do Cladocera Ceriodaphnia silvestrii (3 a 4 neonatas por indivíduo). A taxa de crescimento individual (k) obtida foi de 0,43, o comprimento máximo da coluna das hidras foi de 2,53 mm e o tempo de geração foi, em média, de 6,6 ± 1,5 dias. A espécie apresentou uma taxa intrínseca de crescimento populacional (r) igual a 0,0468 para a curva ajustada e um tempo de duplicação da população de 14,8 ± 2,63 dias. A espécie Hydra viridissima é de fácil cultivo em laboratório e apresentou um bom desempenho nas condições testadas, sendo, portanto, um potencial organismo-teste para estudos ecotoxicológicos.
Descritores: Hydra/fisiologia
-Hydra/classificação
Hydra/crescimento & desenvolvimento
Laboratórios
Crescimento Demográfico
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde