Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.500.500.736.215.895 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 121 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 121 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-844442
Autor: Cardona-Arias, Jaiberth Antonio; Carrasquilla-Agudelo, Yoneida Elena; Restrepo-Posada, Deisy Cristina.
Título: Validez de tres métodos de inmuno-diagnóstico de neurocisticercosis: revisión sistemática de la literatura con meta-análisis 1960-2014 / Validity of three methods for inmuno-diagnostic of neurocysticercosis: systematic review of the literature with meta-analysis 1960-2014
Fonte: Rev. chil. infectol;34(1):33-44, feb. 2017. ilus, graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introduction: The screening of neurocysticercosis is complex and immunological methods have varying validity. Objective: To evaluate the validity of ELISA for antigen and antibody, and EITB for antibody in the screening of neurocysticercosis. Methods: Meta-analysis of diagnostic tests with an ex-ante protocol implemented in five databases with 15 search strategies, ensuring reproducibility in the selection and extraction of information. Sensitivity, specificity, likelihood ratios (LR), diagnostic odds ratio and ROC curve were estimated in MetaDiSc, and predictive values, and Youden index were estimated in Epidat. Results: EITB presented sensitivity of 85.7% (95% CI 83.5-87.7), specificity 93.9% (95% CI = 92.7-95.0), PLR 19.6 (95% CI = 8,6-44.6), NLR 0.16 (95% CI = 0.12-0.21), OR diagnostic 136.2 (95% CI = 54.7-342.6) and area under the curve 0.926. In ELISA for antibody sensitivity was 87.5% (95% CI = 86.1-88.8), specificity 92.2% (95% CI = 91.4-93.0), PLR 11.3 (95% CI = 8.45-15.11), NLR 0.15 (95% CI = 0.13-0.18), diagnostic OR 87.4 (95% CI = 60.1-127.1) and area under the curve 0.950. ELISA for antigen showed low diagnostic validity. No differences were found in these parameters by sample, antigen or antibody type. Conclusion: ELISA for antibodies and EITB have a similar diagnostic value, detection of serum and CSF showed a similar validity.

Introducción: La tamización de neurocisticercosis es compleja y los métodos inmunológicos presentan validez variable y generalmente bajos tamaños de muestra. Objetivo: Evaluar la validez de ELISA para detección de antígeno y anticuerpo, y EITB para detección de anticuerpo en la tamización de neurocisticercosis. Métodos: Meta-análisis de pruebas diagnósticas con un protocolo ex-ante aplicado en cinco bases de datos con 15 estrategias de búsqueda, garantizando reproducibilidad en la selección y extracción de la información. Se estimó sensibilidad, especificidad, cocientes de probabilidad (CP), razón de odds diagnósticas y curva ROC en MetaDiSC, y valores predictores, índice de Youden y exactitud en Epidat. Resultados: EITB presentó sensibilidad de 85,7% (IC 95% = 83,5-87,7), especificidad 93,9% (IC9 5% = 92,7-95,0), CPP 19,6 (IC 95% = 8,6-44,6), CPN 0,16 (IC 95% = 0,12-0,21), OR diagnóstica 136,2 (IC 95% = 54,7-342,6) y área bajo la curva 0,926. En ELISA para anticuerpos la sensibilidad fue 87,5% (IC 95% = 86,1-88,8), especificidad 92,2% (IC 95% = 91,4-93,0), CPP 11,3 (IC 95% = 8,45-15,11), CPN 0,15 (IC 95% = 0,13-0,18), OR diagnóstica 87,4 (IC 95% = 60,1-127,1) y área bajo la curva 0,950. ELISA para antígeno presentó baja validez diagnóstica. No se hallaron diferencias en estos parámetros según tipo de muestra, antígeno o anticuerpo. Conclusión: ELISA para anticuerpos y EITB presentan una utilidad diagnóstica similar, la detección de suero presentó una validez similar al líquido cefalorraquídeo.
Descritores: Taenia/imunologia
Anticorpos Anti-Helmínticos/sangue
Técnicas Imunoenzimáticas/métodos
Neurocisticercose/diagnóstico
Antígenos de Helmintos/imunologia
-Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Reprodutibilidade dos Testes
Curva ROC
Sensibilidade e Especificidade
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Metanálise
Estudo de Validação
Revisão Sistemática
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950537
Autor: Milhomem, Anália Cirqueira; Souza, Amanda Juliana Soaris de; Silva, Hidelberto Matos; Vinaud, Marina Clare; Oliveira, Milton Adriano Pelli de; Machado, Juliana Reis; Lino Júnior, Ruy de Souza.
Título: Histopathologic aspects of experimental cysticercosis and in situ cytokines profile in C57BL/6 mice / Aspectos histopatológicos da cisticercose experimental e perfil de citocinas in situ em camundongos C57BL/6
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;76(5):339-345, May 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: ABSTRACT Neurocysticercosis (NCC) is one of the parasitic infections that most affects the central nervous system. The knowledge regarding its immunopathogenesis and pathophysiology needs broadening. Taenia crassiceps cysticerci are used as the NCC experimental model. The aim of this work was to describe the general pathological processes and the in situ cytokine profile in C57BL/6 mice inoculated intracranially with viable T. crassiceps cysticerci. The histopathology analysis showed cysticerci in the extraparenchymal and intraventricular region, mononuclear inflammatory infiltration surrounding the parasite, microgliosis and meningitis. The analysis of the in situ immune profiles showed a predominance of the Th2 response. The IL-4 and IL-10 dosages were significantly increased in the infected group. The decrease in the INF-gamma dosage reflects the immunomodulation from the cysticerci. In conclusion, a T. crassiceps NCC infection in C57BL/6 mice triggers an inflammatory response, a predominance of Th2 type in situ profile, with mononuclear inflammatory cell infiltration, meningitis and microgliosis.

RESUMO Neurocisticercose (NCC) é uma das doenças parasitárias que mais afeta o sistema nervoso central. É necessário aprofundar o conhecimento em relação à sua imunopatogênese e patofisiologia. Os cisticercos de Taenia crassiceps são utilizados como modelo experimental para estudos da NCC. O objetivo deste trabalho foi descrever os processos patológicos gerais e o perfil de citocinas in situ em camundongos C57BL/6 inoculados via intracerebral com cisticercos viáveis de T. crassiceps. A análise histopatológica demonstrou cisticercos nas regiões extra-parenquimatosa e intraventricular, infiltrado inflamatório de células mononucleares ao redor do parasita, microgliose e meningite. A análise in situ do perfil de citocinas mostrou uma predominância da resposta Th2. As dosagens de IL-4 e IL-10 foram significativamente maiores no grupo infectado. Conclui-se que a NCC por T. crassiceps em camundongos C57BL/6 induz uma resposta inflamatória com predominância in situ de citocinas do perfil Th2, com infiltrado inflamatório de células mononucleares, meningite e microgliose.
Descritores: Interleucina-4/sangue
Interferon gama/sangue
Interleucina-10/sangue
Células Th2/imunologia
Neurocisticercose/imunologia
-Taenia/imunologia
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Interleucina-4/imunologia
Interferon gama/imunologia
Interleucina-10/imunologia
Neurocisticercose/patologia
Modelos Animais de Doenças
Camundongos Endogâmicos C57BL
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1088999
Autor: Moura, Vania Beatriz Lopes; Milhomem, Analia Cirqueira; Lima, Sarah Buzaim; Matos-Silva, Hidelberto; Sugita, Denis Masashi; Vinaud, Mariana Clare; Lino-Júnior, Ruy de Souza.
Título: Demyelination in experimental intraventricular neurocysticercosis / Desmielinização na neurocisticercose intraventricular experimental
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;78(2):103-111, Feb. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Neurocysticercosis (NCC) is classified as a neglected tropical disease, which affects mainly Latin America and Africa in spite of some reports in North America and Europe. NCC represents the cause of up to 30% of the reported cases of epilepsy in endemic countries. The NCC injuries present direct relation to the development stage, location, and number of parasites as well as to the host immune response. This study aimed the characterization of the inflammatory response and tissue injuries by means of the analyses of the periventricular and parenchymatous demyelination through the experimental intraventricular NCC infection. Therefore, BALB/c mice were submitted to experimental NCC inoculation with Taenia crassiceps cysticerci. Their brains were removed at 7, 30, 60, and 90 days after the inoculation (DAI), and analyzed after staining with hematoxylin and eosin (HE), Luxol Fast Blue, and Nissl. It was possible to observe ventriculomegaly, inflammatory infiltration composed by polymorphonuclear and mononuclear cells, and foamy macrophages. The presence of inflammatory cells was associated with neurodegeneration detected by the areas with demyelination observed initially in the periventricular area and lately in the parenchyma. In conclusion, the presence of cysticerci and the consequent inflammation were able to promote initial periventricular demyelination followed by parenchymatous demyelination as the infection progressed.

Resumo A neurocisticercose (NCC) é classificada como uma doença tropical negligenciada que afeta principalmente a América Latina e a África, apesar de alguns relatos na América do Norte e na Europa. A NCC é responsável por cerca de 30% dos casos de epilepsia em países endêmicos. Estas lesões parecem ter estreita relação com o estádio de desenvolvimento, com a localização e o número de parasitas, bem como a resposta imune do hospedeiro. O presente estudo objetivou caracterizar a resposta de células inflamatórias e as lesões teciduais pela análise da desmielinização periventricular e parenquimatosa ao longo da infecção experimental de NCC intraventricular. Para tanto, camundongos BALB/c foram submetidos a NCC experimental através da inoculação de cisticercos de Taenia crassiceps. O encéfalo foi retirado aos 7, 30, 60 e 90 dias após inoculação (DAI) e analisado após coloração por Hematoxilina e Eosina (HE), Luxol Fast Blue e Nissl. Observou-se ventriculomegalia, processo de infiltração inflamatório composto por células polimorfonucleares, mononucleares e macrófagos espumosos. A presença de células inflamatórias foi associada com neurodegeneração, observada pelas áreas de desmielinização que foram inicialmente periventricular e mais tardiamente no parênquima. Em conclusão, observa-se que a presença dos cisticercos e a inflamação foram capazes de promover desmielinização periventricular inicial e parenquimatosa conforme houve progressão tardia da infecção.
Descritores: Doenças Desmielinizantes
Neurocisticercose
-Taenia
Camundongos Endogâmicos BALB C
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-795085
Autor: Gomez-Puerta, Luis Antonio; Alarcon, Virgilio; Pacheco, Joel; Franco, Francisco; Lopez-Urbina, Maria Teresa; Gonzalez, Armando Emiliano.
Título: Molecular and morphological evidence of Taenia omissa in pumas (Puma concolor) in the Peruvian Highlands / Evidência molecular e morfológica de Taenia omissa em onça-pardas (Puma concolor) dos Andes Peruanos
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(3):368-373, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract A total of 41 cestodes were collected during necropsy examination on 2 pumas (Puma concolor) that were found in 2 communities in Canchis province, Cuzco region, Peru, at 4500 meters above sea level (Peruvian Andes). The cestodes were evaluated morphologically and molecularly. A fragment of the mitochondrial cytochrome c oxidase subunit 1 gene (cox1) was used as a genetic marker. All the cestodes were identified as Taenia omissa. In the present report, we give a brief description by molecular and morphological diagnosis of the cestodes and compare nucleotide sequences with previous isolates from GenBank. Upon comparison, the sequences showed a difference in the cox1 gene of 5.1 to 5.3% with other teniids sequences. This finding constitutes the first report of T. omissa in Peru and expands the geographic distribution of this parasite.

Resumo Um total de quarenta e um cestóides foram coletados durante a necropsia de duas onça-pardas (Puma concolor) encontradas em duas comunidades na província de Canchis, em Cuzco, a 4500 metros acima do nível do mar, nos Andes peruanos. Os cestóides foram avaliados morfologicamente e molecularmente. Um fragmento do gene citocromo C oxidase subunidade 1 (cox1) foi utilizado como marcador genético. Todos os cestóides foram identificados como Taenia omissa. No presente relato, dá-se uma breve descrição dos cestóides e compara-se sequências de nucleotídeos com isolados anteriores presentes no GenBank. Após a comparação, as sequências mostraram uma diferença de 5,1-5,3% entre o gene cox1 e outras sequências de tênias. Esse achado constitui o primeiro relato de T. omissa no Peru e amplia a informação sobre a distribuição geográfica deste parasita.
Descritores: Taenia/isolamento & purificação
Puma/parasitologia
-Peru
Taenia/genética
Sequência de Bases
Cestoides/classificação
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-440847
Autor: Bedaque, Eleni Aparecida.
Título: Neurocisticercose: aspectos clínicos, epidemiológicos e análise de 171 prontuários do Instituto de Infectologia Emílio Ríbas de 1980 a 1990 / Neurocisticercose: clinical aspects, epidemiologists and analysis of 171 handbooks of the Institute of Infectologia Emilio Ríbas of 1980 the 1990.
Fonte: São Paulo; s.n; 2003. 147 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: De 171 casos de neurocisticercose registrados na instituição hospitalar foram extraídos os dados possíveis de ordem clínica, epidemiológica e de exploração laboratorial. A neurocisticercose, embora reúna razoável segurança de identificação de suas bases clínicas, parasitológicas e patológicas, é, freqüentemente, omitida quando desencadeia episódios de caráter subagudo, com reacutizações que são confundidas por meningites bacterianas, meningites virais, meningites indeterminadas, afecções cerebrais neoplásicas, vasculares e uma variedade de outros diagnósticos que retardam o esclarecimento e a conduta terapêutica. O A. procedeu ao estudo individual e conjuntural, estabelecendo tabelas com dados de naturalidade, procedência, idade, ocupação, hábitos, sintomatologia, evolução. Verificou que as informações dos prontuários são deficientes, contrastando com a importância, a freqüência e as repercussões graves da doença que, em geral, não é reconhecida de pronto. Ao final, faz recomendações para que se proceda a um interrogatório meticuloso do paciente sobre a sintomatologia e os antecedentes epidemiológicos, afim de obter o diagnóstico precoce
Descritores: Cisticercose/história
Neurocisticercose/epidemiologia
Taenia
-Doenças Parasitárias
Parasitos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, B399n, 2003


  6 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-844129
Autor: Gazioglu, Abdullah; Simsek, Sami; Kizil, Omer; Ceribasi, Ali Osman; Kesik, Harun Kaya; Ahmed, Haroon.
Título: Clinical, pathological and molecular evaluations and CT scan screening of coenurosis (Coenurus cerebralis) in sheep and calves / Avaliação clínica, patológica e molecular e tomografia computadorizada de cenurose (Coenurus cerebralis) em carneiros e bezerros
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;26(1):3-9, Jan.-Mar. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aims of this study were to diagnose coenurosis by means of computerized tomography (CT) scan imaging and molecular characterization of the CO1 gene using the polymerase chain reaction (PCR). Sheep and calves were necropsied, and CT scans on the cephalic region were performed on the animals. Sections of brain tissue infected with parasites were then stained with hematoxylin and eosin for microscopic examination. Material collected from brain cysts was fixed in 70% ethanol. PCR amplification was carried out using the CO1 mitochondrial gene. A total of 60 calves and 80 sheep were examined clinically and, of these, 15 calves and 38 sheep showed signs of depression, with counterclockwise circling movements and altered head carriage. Four sheep and one calf were necropsied, and C. cerebralis cysts were detected in all of them. A hypodense cyst was monitored in the right cerebellar hemisphere on a CT scan on one sheep. A cyst was found in the left frontal lobe on a CT scan on one calf. Microscopically, C. cerebralis cysts were surrounded by a fibrous or epithelial wall that presented necrosis on cerebral sections of both the sheep and the cattle. The CO1-PCR assay yielded a 446 bp band, which was sequenced and phylogenetically analyzed: the results confirmed the presence of T. multiceps. This study reports the first use of CT imaging on naturally infected calves and sheep for diagnosing coenurosis.

Resumo Os objetivos deste estudo foram diagnosticar cenurose por tomografia computadorizada (CT) por imagem de digitalização e caracterização molecular do gene CO1, usando a Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Ovelhas e bezerros foram necropsiados, e uma tomografia computadorizada da região cefálica foi realizada nos animais. Em seguida, cortes microscópicos de cérebro infectado com parasitas foram corados com hematoxilina e eosina e posterior avaliação ao microscópio de luz. Em seguida, o material recolhido de cada cisto cerebral foi fixado em etanol a 70%. A amplificação pela PCR foi realizada utilizando-se o gene mitocondrial CO1. Um total de 60 bezerros e 80 ovelhas foram clinicamente examinados e, desses, 15 bezerros e 38 ovelhas apresentaram sinais de depressão, com movimentos circulares em sentido anti-horário, e desvio da cabeça. Quatro carneiros e uma vitela foram necropsiados, e cistos de C. cerebralis foram detectados nos animais. Um cisto hipodenso foi monitorado no hemisfério cerebelar direito por imagem do CT de um carneiro. O cisto foi encontrado no lobo frontal esquerdo por imagem do CT de um bezerro. Microscopicamente, cistos de C. cerebralis foram envolvidos por uma parede fibrosa ou epitelial, apresentando necrose em ambos os cortes cerebrais de ovinos e de bovinos. O ensaio CO1-PCR produziu uma banda de 446 pb, sequenciado e submetido à filogenia, confirmou ser T. multiceps. Este estudo relata a primeira utilização de imagens de CT em bezerros e ovelhas naturalmente infectados para o diagnóstico de coenurosis.
Descritores: Doenças dos Ovinos/diagnóstico por imagem
Taenia/isolamento & purificação
Doenças dos Bovinos/diagnóstico por imagem
Neurocisticercose/veterinária
-Doenças dos Ovinos/genética
Taenia/genética
Ovinos
Tomografia Computadorizada por Raios X/veterinária
Doenças dos Bovinos/genética
Neurocisticercose/genética
Neurocisticercose/diagnóstico por imagem
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1042536
Autor: El-Neweshy, Mahmoud Shaban; Khalafalla, Reda Elbastawisy; Ahmed, Mohamed Mohamed Sayed; Al Mawly, Julanda Hamad; El-Manakhly, El-Sayed Mohamed.
Título: First report of an outbreak of cerebral coenurosis in Dhofari goats in Oman / Primeiro relato de um surto de coenurose cerebral em cabras Dhofari em Omã
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(3):479-488, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This study documented the first outbreak of cerebral coenurosis in goats in Salalah, southern Oman. Deaths of 130 (16.6%) adult native goats in a herd (n=780) were reported from January to June 2017. Affected goats showed various nervous signs ended by death. Investigations for thiamine deficiency, polioencephalomalacia, caprine arthritis encephalitis, and listeriosis were negative. Upon necropsy, multiple (1-4) thin-walled cysts 2-3.5 cm in diameter containing clear fluid with numerous clusters of protoscolices in the cerebrum and cerebellum had replaced the brain parenchyma, causing space-occupying lesions. Parasitologically, the recovered cysts were Coenurus cerebralis, based on the arrangement of protoscolices, and the number and size of their hooks. Morphologically, each protoscolex had four suckers and a rostellum with double-crown hooks. The large and small hooks were 157.7±0.5 µm and 115±0.6 µm in length, respectively. Histopathologically, the parasite destroyed the affected tissues associated with multifocal to diffuse lymphocytic, non-suppurative meningoencephalitis; ischemic neuronal necrosis; and malacia. This is the first report of cerebral coenurosis in livestock in Oman, which should alert the local public health authorities for the application of prevention and control measures.

Resumo Este estudo documentou o primeiro surto de coenurose cerebral em cabras em Salalah, Oman. A morte de 130 (16,6%) caprinos adultos nativos (n=780) foi relatada de janeiro a junho de 2017. As cabras afetadas mostraram distúrbios neurológicos, que culminaram em óbito. Investigações para deficiência de tiamina, polioencefalomalácia, encefalite por artrite caprina e listeriose foram negativas. Na necropsia, múltiplos (1-4) cistos de paredes finas com 2-3,5 cm de diâmetro contendo líquido claro com numerosos aglomerados de protoescólices no cérebro e no cerebelo haviam substituído o parênquima cerebral, causando compressão nas estruturas adjacentes. Os cistos recuperados foram identificados como sendo de Coenurus cerebralis, com base no arranjo dos protoescólices, e no número e tamanho de seus ganchos. Morfologicamente, cada protoescólice tinha quatro ventosas e um rostelo com dupla coroa de ganchos. Os ganchos grandes e pequenos tinham 157,7±0,5 µm e 115±0,6 µm de comprimento, respectivamente. Histopatologicamente, o parasita causou a destruição dos tecidos afetados associada à meningoencefalite linfocítica não-supurativa, que variou de multifocal a difusa, necrose neuronal isquêmica e malacia. Este é o primeiro relato de coenurose em ruminantes no Oman, o que deve servir de alerta para as autoridades locais da área de saúde para a aplicação de medidas de prevenção e controle.
Descritores: Taenia/isolamento & purificação
Cabras/parasitologia
Neurocisticercose/veterinária
-Omã/epidemiologia
Surtos de Doenças
Neurocisticercose/patologia
Neurocisticercose/epidemiologia
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-57028
Autor: Deza B., Luis.
Título: Hipólito Unanue y la neurocisticercosis / Hipolito Unanue and neurocysticercosis
Fonte: Rev. neuropsiquiatr;50(2):77-82, jun. 1987.
Idioma: es.
Resumo: De acuerdo a las evidencias presentadas en esta trabajo, el primer caso de neurocisticercosis humana en el Perú fué publicado en 1972 por don Hipólito UNANUE en el Mercurio Peruano. Se discute la historia clínica del paciente y se expresan algunas reflexiones en torno a la problemática general de la cisticercosis en nuestro país
Descritores: Taenia
Cisticercose/história
-Peru
Limites: Adulto
Humanos
Masculino
História do Século XIX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Relatos de Casos
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  9 / 121 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-295150
Autor: Terashima Iwashita, Angélica.
Título: Enteroparasitosis / Enteroparasitosis
Fonte: Diagnóstico (Perú);39(4):174, jul.-ago. 2000.
Idioma: es.
Descritores: Strongyloides
Taenia
Hymenolepis
Enteropatias Parasitárias/terapia
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  10 / 121 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
ANDRADE FILHO, ANTONIO DE SOUZA
Id: lil-260332
Autor: Andrade Filho, Antônio de Souza.
Título: Neurocipticercose: Aspectos clínicos epidemiológicos e diagnóstico: estudo prospectivo de 157 pacientes na Regiäo Nordeste - Bahia / Neurocipticercosis: clinical, epidemiolocal and diagnostic aspects. study prospective analpis of 157 patients in Regiäo Nordeste - Bahia.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 1997. 106 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal Fluminense. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A Neurocisticercose (NC) é uma doença parasitária comum em nosso meio, com manifestaçäo neurológicas diversas. conhecida desde a antiguidade, descrita por volta de 380 a 375 a.c., em uma das comédias de Aristófanes, foi pela primeira vez relatada no Brasil por Magalhäes, na Bahia em 1881. É uma parasitose típica de regiöes em desenvolvimento, sensivelmente associada às precárias condiçöes de higiene e saneamente básico, particularmente em áreas de criaçäo extensiva de porcos. Esta doença é endêmica no México, América Central e América do Sul, Åfrica, Indonésia em diversos outros países. O ciclo evolutivo desta parasitose apresenta características importantes, com etapas nas quais o agente encontra-se em estágios distintos, sendo fundamental o entendimento das suas estruturas morfológicas e contribuiçäo destes estágios para perpetuaçäo da infestaçäo. O homem, no ciclo evolutivo, pode participar como hospedeiro definitivo, portador da forma adulta do verme (Taenia solium - Teníase) ou como hospedeiro intermediário, apresentando a forma larvar (Cisticercus cellulosae-Cisticercose) nos seus tecidos, principalmente no SNC (75 por cento), motivo deste estudo, como também atingindo retina, coraçäo, músculo esquelético e tecido subcutâneo, dentre outros. Na Neurocisticercose, os cistos podem localizar-se no parênquima (Substância cinzenta ou tecido periventricular), no sistema ventricular ou no espaço subracnóide (leptomenínge), causando diversos quadros clínicos. O diagnóstico da NC se baseia principalmente na história epidemiológica do paciente, sintomas clínicos, estudo do líquor cefalorraquiano e exames de neuroimagem.
Descritores: Neurocisticercose/epidemiologia
-Taenia
Brasil
Neurocisticercose/diagnóstico
Teníase
Limites: Humanos
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde
BR342.1; 553



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde