Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.500.500.736.715 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 192 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 20 ir para página                         

  1 / 192 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-750752
Autor: Costa, Danielle Priscilla Correia; Monteiro, Cassandra Moraes; Brasil-Sato, Marilia Carvalho.
Título: Digenea of Hoplias intermedius and Hoplias malabaricus (Actinopterygii, Erythrinidae) from upper São Francisco River, Brazil / Digenea de Hoplias intermedius e Hoplias malabaricus (Actinopterygii, Erythrinidae) do alto rio São Francisco, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;24(2):129-135, Apr-Jun/2015. tab.
Idioma: en.
Projeto: Capes.
Resumo: A total of 103 specimens of Hoplias intermedius (Günther, 1864) and 86 specimens of H. malabaricus (Bloch, 1794) from the upper São Francisco River, State of Minas Gerais were collected between April 2011 and August 2013, and their parasitic fauna were investigated. Four species of Digenea were found: metacercariae of Austrodiplostomum sp., and Ithyoclinostomum sp.; and adult specimens of Phyllodistomum spatula Odhner, 1902, and Pseudosellacotyla lutzi (Freitas, 1941) Yamaguti, 1954. The prevalence of the metacercariae was higher than that of the adult digeneans of erythrinids from the upper São Francisco River as a result of piscivorous feeding habits of these adult erythrinids. The presence of metacercariae and adult digeneans indicate that they act as intermediate and definitive hosts, respectively, in their biological cycles. Hoplias intermedius is a new host for the four species of Digenea, and the São Francisco River basin is a new location for the known geographical distributions of P. spatula and P. lutzi.

Um total de 103 espécimes de Hoplias intermedius (Günther, 1864) e 86 de H. malabaricus (Bloch, 1794), provenientes do alto Rio São Francisco, Estado de Minas Gerais, foram coletados entre abril de 2011 e agosto de 2013 e tiveram sua fauna parasitária investigada. Quatro espécies de digenéticos foram encontradas: metacercárias de Austrodiplostomum sp. e de Ithyoclinostomum sp.; e espécimes adultos de Phyllodistomum spatula Odhner, 1902 e de Pseudosellacotyla lutzi (Freitas, 1941) Yamaguti, 1954. A prevalência das metacercárias foi mais elevada do que as registradas para os digenéticos adultos dos eritrinídeos do alto Rio São Francisco, resultante da dieta preferencialmente piscívora desses peixes adultos. A presença de metacercárias e de espécimes adultos de digenéticos indicam que os peixes atuam como hospedeiros intermediários e definitivos, respectivamente, nos seus ciclos biológicos. Hoplias intermedius constitui novo hospedeiro para as quatro espécies de Digenea encontradas e a bacia do Rio São Francisco constitui uma nova localidade para a distribuição geográfica conhecida de P. spatula e de P. lutzi.
Descritores: Trematódeos/fisiologia
Caraciformes/parasitologia
-Brasil
Rios
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-761127
Autor: Mello, Giovanni Lemos de; Jerônimo, Gabriela Tomas; Tancredo, Karen Roberta; Brol, Jéssica; Almeida, Evelyn Jacques de; Martins, Maurício Laterça; Tsuzuki, Mônica Yumi.
Título: Development and health status of Centropomus undecimalisparasitized by Rhabdosynochus rhabdosynochus (Monogenea) under different salinity and temperature conditions / Desenvolvimento e estado de saúde de Centropomus undecimalisparasitado por Rhabdosynochus rhabdosynochus (Monogenea) sob diferentes condições de salinidade e temperatura
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;24(3):350-356, July-Sept. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study evaluated the correlation of hematological parameters with the mean abundance of the monogenean helminth Rhabdosynochus rhabdosynochus in Centropomus undecimalis reared at different temperatures and salinities. The experimental conditions were: 28 °C/0 ppt (parts per thousand); 28 °C/15 ppt; 28 °C/32 ppt; 25 °C/0 ppt; 25 °C/15 ppt; and 25 °C/32 ppt. The prevalence was 100.0% in fish at 28 °C/15 ppt, 28 °C/32 ppt and 25 °C/15 ppt, which was significantly different (p < 0.05) from those at 25 °C/32 ppt. The red blood cell (RBC) count, hematocrit and total leukocyte (WBC) count were significantly higher in fish at 28 °C/15 ppt and 28 °C/32 ppt. The mean abundance of R. rhabdosynochus, hematocrit and RBC showed positive correlations (P < 0.05) with temperature (ρ= 0.3908; ρ= 0.4771 and ρ = 0.2812). Mean abundance showed negative correlations with hemoglobin (ρ= -0.3567) and mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC) (ρ = -0.2684). No correlation between abundance and salinity was detected among the experimental conditions (ρ = -0.0204). The low numbers of monogeneans recorded (min -1 and max -33) explain the few changes to fish health. This suggests that these experimental conditions may be recommended for development of rearing of C. undecimalis in Brazil, without any influence or economic losses from R. rhabdosynochus.

Este estudo avaliou a correlação dos parâmetros hematológicos com a abundância média de helmintos monogenea Rhabdosynochus rhabdosynochus em robalo-flecha, Centropomus undecimalis, cultivado em diferentes temperaturas e salinidades. As condições experimentais foram: 28 °C/0 ‰; 28 °C/15 ‰; 28 °C/32 ‰; 25 °C/0 ‰; 25 °C/15 ‰; 25 °C/32 ‰. A prevalência (P) foi de 100,0% nos peixes de 28 °C/15 ‰, 28 °C/32 ‰, 25 °C/15 ‰ significativamente diferente (p<0,05) dos peixes de 25 °C/32 ‰ (P=75,0%). O número de eritrócitos, hematócrito e leucócitos totais foram significativamente maiores nos peixes mantidos a 28 °C/15 ‰ e 28 °C/32 ‰. A abundância média de R. rhabdosynochus, hematócrito e número de eritrócitos mostraram correlação positiva (p<0,05) com a temperatura (ρ = 0,3908; ρ = 0,4771 e ρ = 0,2812, respectivamente). Houve correlação negativa da abundância média com a hemoglobina (ρ = -0,3567) e a concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM) (ρ = -0,2684). Não houve correlação entre a abundância e a salinidade entre os tratamentos (ρ = -0,0204). O baixo número de Monogenea registrado (mín: 1 e máx: 33) justifica as poucas alterações na saúde dos animais avaliados. Isso sugere que essas condições experimentais de cultivo podem ser recomendadas para um futuro desenvolvimento do cultivo de C. undecimalis no Brasil, sem que haja influência e perdas econômicas associadas a mortalidades, por parasitos R. rhabdosynochus.
Descritores: Trematódeos/fisiologia
Perciformes/parasitologia
Doenças dos Peixes/parasitologia
-Temperatura
Nível de Saúde
Salinidade
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-795079
Autor: Bernardon, Fabiana Fedatto; Soares, Tatiele de Aguiar Lopes; Vieira, Thainá Dutra; Müller, Gertrud.
Título: Helminths of Molothrus bonariensis (Gmelin, 1789) (Passeriformes: Icteridae) from southernmost Brazil / Helmintos of Molothrus bonariensis (Gmelin, 1789) (Passeriformes: Icteridae) do extremo sul do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(3):279-285, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CAPES.
Resumo: Abstract Information about helminths of Molothrus bonariensis (Gmelin, 1789) (Passeriformes: Icteridae) are scarce; in this sense the objective of this paper was to contribute to its knowledge. Five hosts of southern Brazil were examined and the helminths Prosthogonimus ovatus, Tanaisia valida (Digenea), Diplotriaena bargusinica and Synhimantus (Dispharynx) nasuta (Nematoda) were identified. The species T. valida, P. ovatus and S. (D.) nasuta are for the first time registered for the bird in Brazil. Prosthogonimus ovatus, T. valida, D. bargusinica e S. (D.) nasuta are first recorded in M. bonariensis in the southern Brazilian state Rio Grande do Sul.

Resumo Informações sobre helmintos de Molothrus bonariensis (Gmelin, 1789) (Passeriformes: Icteridae) são escassas, nesse sentido, o objetivo do trabalho foi contribuir para esse conhecimento. Foram examinados cinco hospedeiros do extremo sul do Brasil, identificou-se os helmintos Prosthogonimus ovatus, Tanaisia valida (Digenea), Diplotriaena bargusinica e Synhimantus (Dispharynx) nasuta (Nematoda). As espécies T. valida, P. ovatus e S. (D.) nasuta são pela primeira vez registradas para a ave no Brasil. Prosthogonimus ovatus, T. valida, D. bargusinica e S. (D.) nasuta são pela primeira vez registradas em M. bonariensis no estado do Rio Grande do Sul.
Descritores: Passeriformes/parasitologia
Helmintos/isolamento & purificação
-Trematódeos/isolamento & purificação
Brasil
Nematoides/isolamento & purificação
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785156
Autor: Jerônimo, Gabriela Tomas; Pádua, Santiago Benites de; Ventura, Arlene Sobrinho; Gonçalves, Eduardo Luis Tavares; Ishikawa, Márcia Mayumi; Martins, Maurício Laterça.
Título: Parasitological assessment in the hybrid surubim (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans), with uncommon occurrence of Monogenea parasites / Avaliação parasitológica no híbrido surubim (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans), com ocorrência incomum de parasitos Monogenea
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(2):179-186tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . CNPq; . CAPES/BEX.
Resumo: Abstract This study evaluated the parasite fauna of farmed hybrid surubim (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans) and the host-parasite-environment relationship in two fish farms located in Mato Grosso do Sul, Central Brazil, South America. A total of 120 hybrids from two different farms, 60 in each season (30 in the hot and 30 in cold season) were examined during a year. Water quality was weekly measured to evaluate the interaction among environmental conditions and parasitism. Histopathology was used to observe the effects of the parasites and environment on the fish gills. The ciliate protozoan Ichthyophthirius multifiliis and the monogeneans (Ameloblastella sp., Amphocleithrium paraguayensis, Vancleaveus ciccinus, V. fungulus and V. janacauensis) were the most prevalent parasites detected in both seasons in both farms, with prevalence above 80%. It was stated that parasites did not cause important damage in the health status of the hybrid surubim. These results might be related to general good management practices and environmental quality implemented by the fish farmers. The presence of uncommon monogenean parasites to this hybrid compared to their parents causing an environmental and ecological concern is here discussed.

Resumo Este estudo avaliou a fauna de parasitos do surubim híbrido cultivado (Pseudoplatystoma reticulatum x P. corruscans) e a relação hospedeiro-parasito-ambiente em duas pisciculturas localizadas no Estado do Mato Grosso do Sul, região Centro-Oeste, Brasil. Um total de 120 híbridos de duas fazendas, 60 em cada estação (30 na estação quente e 30 na fria), foram examinados durante um ano. A qualidade da água foi medida semanalmente para avaliar a interação entre as condições ambientais e o parasitismo. Histopatologia foi usada para observar os efeitos dos parasitos e do ambiente nas brânquias dos peixes. O protozoário ciliado Ichthyophthirius multifiliis e Monogenea (Ameloblastella sp., Amphocleithrium paraguayensis, Vancleaveus ciccinus, V. fungulus e V. janacauensis) foram os parasitos mais prevalentes detectados em ambas estações nas duas fazendas, com prevalências acima de 80%. Observou-se que os parasitos não causaram danos ao estado de saúde do surubim híbrido. Esses resultados estão relacionados às boas práticas de manejo e qualidade ambiental implementada pelos produtores. É discutida a presença incomum de Monogenea para esse híbrido, comparado com seus progenitores, podendo causar preocupação ambiental e ecológica.
Descritores: Trematódeos
Infecções por Trematódeos/veterinária
Peixes-Gato/parasitologia
Quimera/parasitologia
Doenças dos Peixes/parasitologia
-Infecções por Trematódeos/parasitologia
Brasil
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-777526
Autor: Silva, Tarcísio Macedo; Pavan, Leonardo Fabrício; Guimarães-Okamoto, Priscylla Tatiana Chalfum; Milbradt, Elisane Lenita; Andreatti Filho, Raphael Lúcio; Silva, Reinaldo José da; Okamoto, Adriano Sakai.
Título: First record of Paratanaisia bragai (Digenea: Eucotylidae) in blue and gold macaw (Ara ararauna) / Primeiro registro de Paratanaisia bragai (Digenea: Eucotylidae) em arara Canindé (Ara ararauna)
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(1):112-115, Jan.-Mar. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aim of this study was to provide the first report on a new host for the digenean Paratanaisia bragai in the caninde macaw Ara ararauna along with the pathological aspects of the infection in the new host. The microscopic findings revealed the presence of granulomatous interstitial nephritis. This study contributes towards knowledge of parasitism by P. bragai in A. ararauna, and emphasizes the need to use best practices in wildlife conservation parks.

Resumo O objetivo deste estudo foi relatar, pela primeira vez, a arara canindéAra ararauna como um novo hospedeiro para o digenéticoParatanaisia bragai, bem como relatar aspectos patológicos relacionados à infecção no novo hospedeiro. Os achados microscópicos revelaram nefrite intersticial granulomatosa. Este estudo contribui para o conhecimento do parasitismo por P. bragai em A. ararauna e ainda faz um alerta para a adoção de boas práticas de criação em criatórios conservacionistas da fauna silvestre.
Descritores: Papagaios/parasitologia
Trematódeos/isolamento & purificação
Infecções por Trematódeos/veterinária
Doenças das Aves/parasitologia
-Infecções por Trematódeos/parasitologia
Infecções por Trematódeos/patologia
Doenças das Aves/patologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-899297
Autor: Fernandes, Berenice Maria Musco; Justo, Marcia Cristina Nascimento; Anjos, Camila Saraiva dos; Malta, José Celso de Oliveira; Dumbo, José Chissiua.
Título: Digenea parasites of Acestrorhynchus falcirostris (Osteichthyes, Acestrorhynchidae) in the state of Amazonas, Brazil / Digenea parasitos de Acestrorhynchus falcirostris (Osteichthyes, Acestrorhynchidae) no estado do Amazonas, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;26(4):439-445, Oct.-Dec. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This study presents the helminthofauna of digenean parasites of Acestrorhynchus falcirostris in the state of Amazonas (Brazil). Eight species belonging to four families were recovered: Metacercariae of Austrodiplostomum compactum (Diplostomidae) and Clinostomum marginatum (Clinostomidae) and mature specimens of Bellumcorpus majus, Prosorhynchoides carvajali, Rhipidocotyle santanaensis (Bucephalidae); Prosthenhystera obesa (Callodistomidae); Genarchella genarchella (Derogenidae) and Phyllodistomum spatula (Gorgoderidae). Examining specimens belonging to the genus Bellumcorpus collected from A. falcirostris, were observed a great variation in the size and shape of testes, which also could be observed in the type specimens of Bellumcorpus majus and B. schubarti. Considering the similar morphology and morphometric characteristics of both species, in this paper B. schubarti is considered synonym of B. majus. Acestrorhynchus falcirostris is a new host records for all these species of digenean, except to A. compactum and C. marginatum. Prosorhynchoides carvajali is referred for the first time in Brazil.

Resumo Esse estudo apresenta a fauna helmintológica de Digenea parasitos de Acestrorhynchus falcirostris no estado do Amazonas. Oito espécies pertencentes a quatro famílias foram estudadas: Metacercarias de Austrodiplostomum compactum (Diplostomidae) e Clinostomum marginatum (Clinostomidae) e espécimes adultos de Bellumcorpus majus, Prosorhynchoides carvajali, Rhipidocotyle santanaensis (Bucephalidae); Prosthenhystera obesa (Callodistomidae); Genarchella genarchella (Derogenidae) e Phyllodistomum spatula (Gorgoderidae). Examinando espécimes pertencentes ao gênero Bellumcorpus coletados de A. falcirostris, foi observada uma grande variação no tamanho e forma dos testículos, que também pode ser observada nos espécimes tipo de Bellumcorpus majus e B. schubarti. Considerando a morfologia e características morfométricas similares de ambas as espécies, neste artigo, B. schubarti é considerado sinônimo de B. majus. Acestrorhynchus falcirostris representa um novo hospedeiro para todas essas espécies de Digenea, exceto para A. compactum e C. marginatum. Prosorhynchoides carvajali é referido pela primeira vez no Brasil.
Descritores: Trematódeos/fisiologia
Infecções por Trematódeos/veterinária
Caraciformes/parasitologia
Doenças dos Peixes/parasitologia
-Trematódeos/isolamento & purificação
Infecções por Trematódeos/parasitologia
Brasil
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1042457
Autor: Gomes, Tássia Fernanda Furo; Melo, Francisco Tiago de Vasconcelos; Giese, Elane Guerreiro; Furtado, Adriano Penha; Santos, Jeannie Nascimento dos.
Título: Choledocystus elegans (Digenea: Plagiorchiidae) of Leptodactylus paraensis (Amphibia: Leptodactylidae) from the Brazilian Amazon / Choledocystus elegans (Digenea: Plagiorchiidae) de Leptodactylus paraensis (Amphibia: Leptodactylidae) da Amazônia brasileira
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;26(4):511-515, Oct.-Dec. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The trematodes are parasites of the several vertebrates including amphibians, however the knowledge about of the taxonomy these parasites is still confuse. The trematode Choledocystus elegans was found in the small intestine of the Leptodactylus paraensis in eastern Amazon and presents the following characteristics: several pointed tegumentary spines, papillae on the outer and inner edges of the oral and ventral suckers, a round, well-developed cirrus sac, a well-developed cirrus, oblique testicles, a ovary right side, uterine loops extending between the testicles, follicular vitellaria distributed throughout the body, starting at the genital pore region and caeca close the end of the body. For the first time, this study identified C. elegans parasitizing L. paraensis and describes morphological aspects never characterized using light and scanning electron microscopy.

Resumo Os trematodas são parasitas de vários grupos de vertebrados incluindo os anfíbios, contudo o que se conhece sobre a taxonomia destes parasitas ainda é confusa. O trematoda Choledocystus elegans foi encontrado no intestino delgado de Leptodactylus paraensis na Amazônia oriental e apresenta as seguintes características: vários espinhos pontiagudos no tegumento, papilas nas bordas externa e interna das ventosas orais e ventrais, bolsa do cirro bem desenvolvida contendo um cirro desenvolvido, testículos oblíquos, ovário destro, alças uterinas que se estendem entre os testículos, folículos vitelínicos distribuída por toda a lateral do corpo, começando ao nível do poro genital e cecos intestinais chegando até a região posterior do corpo do helminto. Pela primeira vez, este estudo identificou C. elegans parasitando L. paraensis e descreve aspectos morfológicos nunca caracterizados usando microscopia de luz comum e eletrônica de varredura.
Descritores: Trematódeos/isolamento & purificação
Trematódeos/anatomia & histologia
Brasil
-Anuros/parasitologia
Microscopia Eletrônica de Varredura
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-844128
Autor: Ramos, Dirceu Guilherme de Souza; Santos, Amanda Raiza Gonçalves Lima Oliveira; Freitas, Leodil da Costa; Braga, Ísis Assis; Silva, Erica Pereira da; Soares, Luciana Maria Curtio; Antoniassi, Nádia Aline Bobbi; Furlan, Fernando Henrique; Pacheco, Richard de Campos.
Título: Feline platynosomiasis: analysis of the association of infection levels with pathological and biochemical findings / Platinossomiase felina: análise da associação dos níveis de infecção com achados patológicos e bioquímicos
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;26(1):54-59, Jan.-Mar. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Platynosomiasis is a common feline hepatic disease caused by Platynosomum fastosum (Trematoda - Dicrocoelidae), which is also known as ‘lizard poisoning’. Most reports of feline platynosomiasis show that this disease is sporadic and manifests with uncommon lesions; its pathogenicity is still not well understood. This study aimed to describe liver injuries and enzymatic changes associated with natural P. fastosum infection in 47 stray cats in an endemic area. Overall, 38.3% (18/47) of cats were parasitized, and 2,358 flukes (P. fastosum) were collected (131 – mean intensity of parasitism; 50.2 – mean abundance). The alanine transaminase (ALT) measure was significantly higher in parasitized animals, while alkaline phosphatase (ALP) showed no statistical difference between parasitized and non-parasitized animals. In infected animals, gross pathological lesions and microscopic liver injuries ranged from mild to severe, and were similar to those in previous descriptions of feline platynosomiasis. Nonetheless, the intensity of parasitism was not related to the severity of macroscopic or microscopic hepatic injuries. However, feline platynosomiasis should be considered in the differential diagnosis of feline liver disorders, as well as, in any program of helminth control, even if no clinical abnormalities are present.

Resumo Platinossomiase é uma doença hepática felina comum causada por Platynosomum fastosum (Trematoda - Dicrocoelidae), também é conhecida como “envenenamento por lagartixa”. A maioria dos relatos de platinossomiase felina mostra que esta doença é esporádica e se manifesta com lesões incomuns; sua patogenicidade ainda não é bem compreendida. Este estudo objetivou descrever as lesões no fígado e alterações enzimáticas associadas à infecção natural por P. fastosum em 47 gatos errantes em uma área endêmica. No total, 38,3% (18/47) dos gatos estavam parasitados, e 2.358 trematódeos (P. fastosum) foram coletados (131 – intensidade média de parasitismo; 50,2 – abundância média). A quantidade de alanina transaminase (ALT) foi significativamente maior nos animais parasitados, enquanto a fosfatase alcalina (ALP) não apresentou diferença estatística entre os animais parasitados e não parasitados. Nos animais infectados, lesões patológicas macroscópicas e microscópicas hepáticas variaram de leve a grave, e foram semelhantes a descrições anteriores de platinossomiase felina. No entanto, a intensidade do parasitismo não foi relacionada à gravidade das lesões hepáticas macroscópicas ou microscópicas. Contudo, a platinossomiase felina deve ser considerada no diagnóstico diferencial de distúrbios hepáticos em felinos, assim como, em qualquer programa de controle de helmintos, mesmo que nenhuma anormalidade clínica esteja presente.
Descritores: Infecções por Trematódeos/veterinária
Doenças do Gato/parasitologia
Doenças do Gato/patologia
Dicrocoeliidae/isolamento & purificação
Hepatopatias Parasitárias/veterinária
-Trematódeos
Infecções por Trematódeos/enzimologia
Infecções por Trematódeos/parasitologia
Infecções por Trematódeos/patologia
Doenças do Gato/enzimologia
Alanina Transaminase
Hepatopatias Parasitárias/enzimologia
Hepatopatias Parasitárias/parasitologia
Hepatopatias Parasitárias/patologia
Limites: Animais
Gatos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 192 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1042489
Autor: Santi, Mariele De; Couto, Caroline do; Werther, Karin.
Título: Occurrence of Paratanaisia spp. Freitas, 1951 in a domiciled cockatiel (Nymphicus hollandicus, Psittaciformes: Cacatuidae) / Ocorrência de Paratanaisia spp. Freitas, 1951 em calopsita (Nymphicus hollandicus, Psittaciformes: Cacatuidae) domiciliada
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;27(4):575-578, Oct.-Dec. 2018. graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Abstract Digenetic eucotylids of the Paratanaisia genus are widely reported parasites of the avian renal system. The infection, commonly reported in free-living and zoo-housed birds, is described for the first time in a domiciled bird, a cockatiel kept as pet bird with free access to the yard outdoors. The bird was received at Veterinary Hospital, where clinical and radiographic evaluations suggested a case of heavy-metal poisoning. Although the bird received supportive care and a chelating agent, it died the next day. The necropsy showed friable kidneys and congestion of blood vessels in structures such as the skin, proventriculus, brain, and skullcap. The histopathological evaluation of the kidneys revealed multifocal hemorrhages, commonly found in cases of heavy-metal poisoning. Parasitic structures similar to those of the digenean trematodes Paratanaisia spp. were also observed inside dilated collecting ducts, which presented epithelial cell flattening and vacuolization. There was compression of adjacent tissue and discrete fibrotic areas. In the presence of intermediate hosts in the yard, the synanthropic nature of some wild free-living birds could make them a source of trematodes infection and dissemination for pet birds. Conversely, the infected cockatiel could also have served as a reservoir and carrier of trematodes to wild free-living birds.

Resumo Eucotilídeos digenéticos do gênero Paratanaisia são amplamente descritos como parasitas do trato urinário de aves. A infecção, comumente relatada em aves de vida livre e em zoológicos, é descrita pela primeira vez em uma ave domiciliada, uma calopsita mantida como ave de companhia com livre acesso ao jardim externo. A ave foi recebida no Hospital Veterinário onde avaliações clínicas e radiográficas sugeriram um quadro de intoxicação por metal pesado. Embora tenha recebido tratamento de suporte e agente quelante a ave veio a óbito no dia seguinte. A necropsia demonstrou rins de consistência friável e congestão dos vasos sanguíneos da pele, proventrículo, cérebro e calota craniana. A avaliação histopatológica dos rins revelou hemorragias multifocais comumente observadas em intoxicação por metais pesados. Estruturas parasitárias similares àquelas observadas em Paratanaisia spp. foram observadas no interior de ductos coletores dilatados, os quais apresentavam achatamento e vacuolização de células epiteliais. Havia compressão do tecido adjacente e discretas áreas de fibrose. Na presença de hospedeiros intermediários no jardim, a condição sinantrópica de algumas aves de vida livre poderia torná-las fonte de infecção e disseminação de trematódeos para aves domiciliadas. Em contrapartida, a calopsita infectada poderia também servir como reservatório e carreador de trematódeos para aves de vida livre.
Descritores: Trematódeos/classificação
Infecções por Trematódeos/parasitologia
Doenças das Aves/parasitologia
Cacatuas/parasitologia
-Trematódeos/isolamento & purificação
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 192 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-959199
Autor: Morsy, Kareem; Abdel-Ghaffar, Fathy; Bashtar, Abdel-Rahman; Dajem, Saad Bin; Abdel-Gaber, Rewaida; Mostafa, Marwa.
Título: Light microscopy and surface topography of Urotrema scabridum and Renschetrema indicum (Digenea) from Rhinopoma hardwickii (Chiroptera): first report in Egypt / Microscopia de luz e topografia superficial de Urotrema scabridum e Renschetrema indicum (Digenea) de Rhinopoma hardwickii (Chiroptera): primeiro relato no Egito
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;27(3):319-326, July-Sept. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This report introduced the description of two different species of digenean parasites isolated from the intestine of Rhinopoma hardwickii with new host and locality records in Egypt. The recovered helminthes were studied morphologically and morphometrically by light microscopy and the surface topography of the two species was elucidated by scanning electron microscopy (SEM). Urotrema scabridum had an elongated body, testes were tandem, ovaries were pretesticular, and vitelline follicles were observed in 2 lateral fields. SEM showed that the anterior half was covered with random and backwardly directed tegument spines. The lumen of the oral sucker was as a longitudinal slit encircled with type I dome-shaped papillae. The ventral sucker was wrinkled and covered by tongue-shaped tegument spines and several scattered papillae. Renschetrema indicum had a fusiform body with minute spines densely distributed in the anterior part of the body; testes sub-triangular, ovary fusiform; vitellaria were randomly distributed around the ceca and genital organs. SEM showed that the fore-body was ventrally concave and surrounded by cytoplasmic ridges equipped with numerous closely packed claw-shaped spines. The oral sucker was externally surrounded by two circles of papillae while the lip of the ventral sucker was rounded and surrounded by three papillae located in its upper end and anterolaterally.

Resumo O trabalho descreve duas espécies diferentes de parasitas digêneos isolados do intestino de Rhinopoma hardwickii, com novos registros de hospedeiros e localidade no Egito. Os helmintos recuperados foram estudados morfologicamente e morfometricamente por microscopia óptica, e a topografia superficial das duas espécies foi verificada por microscopia eletrônica de varredura (MEV). Urotrema scabridum apresenta um corpo alongado, testículos em tandem, ovários localizados pré-testiculares e os folículos vitelinos foram observados em 2 campos laterais. A microscopia eletrônica (ME) mostrou que a metade anterior do tegumento estava coberta com espinhos aleatoriamente e voltados para trás. O lúmen da ventosa oral apresentava-se como uma fenda longitudinal cercada de papilas em forma de cúpula tipo I. A ventosa ventral estava enrrugada e coberta por espinhos no tegumento em forma de língua e com várias papilas dispersas. Renschetrema indicum tinha um corpo fusiforme com espinhos diminutos densamente distribuídos na parte anterior do corpo; testículos sub-triangulares, ovários fusiformes; as glândulas vitelínicas estavam distribuídas aleatoriamente em torno do ceco e dos órgãos genitais. À ME a região anterior mostrou-se ventralmente côncava e cercada por cristas citoplasmáticas equipadas com numerosos espinhos em forma de unhas muito próximos. A ventosa oral apresentou-se externamente cercada por duas fileiras de papilas, enquanto a borda da ventosa ventral mostrou-se arredondada e cercada por três papilas localizadas na sua extremidade superior e antero-lateralmente.
Descritores: Trematódeos/ultraestrutura
Quirópteros/parasitologia
-Trematódeos/isolamento & purificação
Trematódeos/classificação
Microscopia Eletrônica de Varredura
Quirópteros/classificação
Egito
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 20 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde