Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.500.644.080.537 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 20 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 20 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1160746
Autor: Guimarey, P.; Darrigran, G.; Damborenea, C.; Penchaszadeh, P. E..
Título: Assessment of gonadal follicle size in the invading bivalve Limnoperna fortunei (Mytilidae)
Fonte: Biocell;35(2):59-62, Aug. 2011. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Limnoperna fortunei is an invasive gonochoristic and byssate freshwater bivalve originary from Southeast Asia. It shows great adaptive-reproductive ability, so knowledge of the gonadal cycle is an important factor for the prevention and control of this bioinvasion. This species is highly damaging to natural and human environments. We analyzed the distribution and maturity state of reproductive follicles in the mantle of both male and females. Male results are not shown but, in general, they followed the same pattern as that of females. Routine histological techniques included serial longitudinal sections and transversal sections in three body regions (anterior, middle and psoterior). Oocytes with conspicuous nucleoli were measured on both types of sections to estimate the maturity stage in the different regions. ANOVA indicates that there were no significant differences in maturity ratio between the studied regions, so that a small number of sections would render precise results to assess maturity
Descritores: Folículo Ovariano/anatomia & histologia
Folículo Ovariano/citologia
Gônadas/anatomia & histologia
Gônadas/citologia
Mytilidae
-Água Doce
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Animais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: AR40.1 - Biblioteca de la Facultad de Ciencias Médicas de la UNCuyo


  2 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1160745
Autor: Guimarey, P.; Darrigran, G.; Damborenea, C.; Penchaszadeh, P. E..
Título: Assessment of gonadal follicle size in the invading bivalve Limnoperna fortunei (Mytilidae)
Fonte: Biocell;35(2):59-62, Aug. 2011. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Limnoperna fortunei is an invasive gonochoristic and byssate freshwater bivalve originary from Southeast Asia. It shows great adaptive-reproductive ability, so knowledge of the gonadal cycle is an important factor for the prevention and control of this bioinvasion. This species is highly damaging to natural and human environments. We analyzed the distribution and maturity state of reproductive follicles in the mantle of both male and females. Male results are not shown but, in general, they followed the same pattern as that of females. Routine histological techniques included serial longitudinal sections and transversal sections in three body regions (anterior, middle and psoterior). Oocytes with conspicuous nucleoli were measured on both types of sections to estimate the maturity stage in the different regions. ANOVA indicates that there were no significant differences in maturity ratio between the studied regions, so that a small number of sections would render precise results to assess maturity
Descritores: Folículo Ovariano/anatomia & histologia
Folículo Ovariano/citologia
Gônadas/anatomia & histologia
Gônadas/citologia
Mytilidae
-Água Doce
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Animais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: AR40.1 - Biblioteca de la Facultad de Ciencias Médicas de la UNCuyo


  3 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-886687
Autor: PIE, MARCIO R; STRÖHER, PATRÍCIA R; AGOSTINIS, ANDRÉ O; BELMONTE-LOPES, RICARDO; TADRA-SFEIR, MICHELLE Z; OSTRENSKY, ANTONIO.
Título: Development of a real-time PCR assay for the detection of the golden mussel ( Limnoperna fortunei, Mytilidae) in environmental samples
Fonte: An. acad. bras. ciênc;89(2):1041-1045, Apr.-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: ABSTRACT The golden mussel, Limnoperna fortunei, is among the most devastating invasive species in freshwater habitats worldwide, leading to severe environmental disturbances and economic losses. Therefore, management efforts would be greatly improved by methods that efficiently detect and quantify the abundance of the golden mussel in freshwater habitats, particularly in early stages of colonization. In this study, we describe a highly-sensitive real-time PCR assay targeting a 100-bp region of the COI mitochondrial gene of the golden mussel. The method was able to detect as little as 0.225 pg of target DNA. This assay represents an important contribution to surveillance methods, as well as to optimize field measures to contain and manage populations of the golden mussel in its introduced range.
Descritores: Mytilidae/genética
Espécies Introduzidas
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real/métodos
-Valores de Referência
DNA/isolamento & purificação
Reprodutibilidade dos Testes
Sensibilidade e Especificidade
Genes Mitocondriais
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-839154
Autor: Cordeiro, N I S; Andrade, J T M; Montresor, L C; Luz, D M R; Araújo, J M; Martinez, C B; Pinheiro, J; Vidigal, T H D A.
Título: Physiological response of invasive mussel Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) (Bivalvia: Mytilidae) submitted to transport and experimental conditions / Resposta fisiológica do mexilhão invasor Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) (Bilvalvia: Mytilidae) submetido ao transporte e condições experimentais
Fonte: Braz. j. biol;77(1):191-198, Jan-Mar. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Vale S.A.
Resumo: Abstract Successful animal rearing under laboratory conditions for commercial processes or laboratory experiments is a complex chain that includes several stressors (e.g., sampling and transport) and incurs, as a consequence, the reduction of natural animal conditions, economic losses and inconsistent and unreliable biological results. Since the invasion of the bivalve Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) in South America, several studies have been performed to help control and manage this fouling pest in industrial plants that use raw water. Relatively little attention has been given to the laboratory rearing procedure of L. fortunei, its condition when exposed to a stressor or its acclimation into laboratory conditions. Considering this issue, the aims of this study are to (i) investigate L. fortunei physiological responses when submitted to the depuration process and subsequent air transport (without water/dry condition) at two temperatures, based on glycogen concentrations, and (ii) monitor the glycogen concentrations in different groups when maintained for 28 days under laboratory conditions. Based on the obtained results, depuration did not affect either of the groups when they were submitted to approximately eight hours of transport. The variation in glycogen concentration among the specimens that were obtained from the field under depurated and non-depurated conditions was significant only in the first week of laboratory growth for the non-depurated group and in the second week for the depurated group. In addition, the tested temperature did not affect either of the groups that were submitted to transport. The glycogen concentrations were similar to those of the specimens that were obtained from the field in third week, which suggests that the specimens acclimated to laboratory conditions during this period of time. Thus, the results indicate that the air transport and acclimation time can be successfully incorporated into experimental studies of L. fortunei. Finally, the tolerance of L. fortunei specimens to the stressor tested herein can help us understand the invasive capacity of this mussel during the establishment process.

Resumo A criação bem sucedida de animais em condições de laboratório para processos comerciais ou experimentais é uma cadeia complexa que inclui vários fatores de estresse (ex. coleta e transporte) que tem como consequência a redução das condições naturais do animal, prejuízos econômicos e resultados biológicos inconsistentes. Desde a invasão do bivalve Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) na América do Sul, vários estudos têm sido realizados para ajudar no controle e gestão dessa praga em plantas industriais que utilizam água. Relativamente pouca atenção tem sido dada ao processo de criação de L. fortunei em laboratório, sua condição quando exposta ao estresse e sua aclimatação a condições de laboratório. Considerando estes aspectos, os objetivos deste estudo foram: (i) investigar as respostas fisiológicas de L. fortunei submetidos ao processo de depuração e subsequente transporte (sem água/condição seca) em duas temperaturas, analisando as diferentes concentrações de glicogênio e (ii) monitorar as concentrações de glicogênio nos diferentes grupos, quando mantidos por 28 dias em condições de laboratório. Com base nos resultados obtidos, a depuração não afetou nenhum grupo quando eles foram submetidos a oito horas de transporte. A variação da concentração de glicogênio entre os espécimes do campo quando depurados e não depurados, foi significativa apenas em relação à primeira semana em laboratório para o grupo não depurado e à segunda semana para o grupo depurado. Além disto, a temperatura testada não afetou os grupos submetidos ao transporte. As concentrações de glicogénio foram semelhantes as dos espécimes do campo a partir da terceira semana, o que sugere que os espécimes estão aclimatados às condições de laboratoriais neste período de tempo. Assim, os resultados indicam que o transporte ao ar e o tempo de aclimatação podem ser incorporados com sucesso aos estudos experimentais com L. fortunei. Finalmente, o conhecimento sobre a tolerância de L. fortunei ao estresse pode ajudar a entender a capacidade invasiva deste durante o processo de estabelecimento.
Descritores: Adaptação Fisiológica/fisiologia
Mytilidae/fisiologia
-América do Sul
Manejo de Espécimes
Temperatura
Água
Análise de Variância
Mytilidae/química
Glicogênio/análise
Aclimatação/fisiologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888869
Autor: Camilo, V M A; Souza, J. da C; Conceição, E. de J; Luz, J R; Boehs, G; Campiolo, S.
Título: Reproductive cycle of Mytella guyanensis (Lamarck, 1819) in a Marine Reserve (RESEX Bay of Iguape), Bahia, Brazil / Ciclo reprodutivo de Mytella guyanensis (Lamarck, 1819) na Reserva Extrativista Marinha Baía do Iguape, Bahia, Brasil
Fonte: Braz. j. biol;78(2):255-264, May-Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESB.
Resumo: Abstract Mytella guyanensis, consumed and commercialized in coastal regions of Brazil, is one of several bivalve species of socioeconomic interest for coastal communities. Besides serving as a source of income and subsistence for these communities, it also contributes to their food security as it is a source of proteins and micronutrients. Thus, the reproductive cycle of this species was studied aiming to contribute to food security and its preservation. Samples were collected monthly, between March 2014 and March 2015, in a natural stock (12°38'50"S; 38°51'43"W) in a Marine Reserve (RESEX Bay of Iguape) (community Engenho da Ponte), Bahia, Brazil. Mytella guyanensis is collected by women on site, where the artisanal fishing of this resource is performed without following any specific handling procedure. Also, empirical evidence indicates overexploitation. The specimens collected were measured along the anterior-posterior axis (length), and after macroscopic analysis they were fixed in Davidson solution, processed by routine histology techniques and stained with Harris haematoxylin and eosin (H&E). The macroscopic analysis showed sexual dimorphism, with the male and female gonads presenting a milky-white and orange colour, respectively. A 1:1 sex ratio (M: F) was observed and reproduction of the species was continuous all year round. March, April, July and August were the months with highest values of gamete elimination. We suggest that a M. guyanensis management plan should restrict capture during these months, in order to sustainably regulate exploitation of this food resource in this reserve.

Resumo Mytella guyanensis, consumida e comercializada em regiões litorâneas do Brasil, é uma das diversas espécies de bivalves de interesse socioeconômico para comunidades litorâneas. Além de servir como fonte de renda e subsistência para essas comunidades, esta contribui para a sua segurança alimentar, por ser fonte de proteínas e micronutrientes. Assim, o ciclo reprodutivo desta espécie foi estudado visando contribuir com a segurança alimentar e a preservação da mesma. As amostragens foram realizadas mensalmente, entre março de 2014 e março de 2015 em um estoque natural (12°38'50"S e 38°51'43"W) na Reserva Extrativista Marinha Baía do Iguape (comunidade Engenho da Ponte), Bahia. Mytella guyanensis é coletada no local por mulheres, onde a pesca artesanal desse recurso é realizada sem seguir nenhum procedimento específico de manejo e evidência empírica indica sobrexplotação. Os espécimes coletados foram medidos ao longo do eixo ântero-posterior (comprimento) e após a análise macroscópica, foram fixados em solução de Davidson, processados por técnicas rotineiras de histologia e coradas em hematoxilina de Harris e eosina (HE). A análise macroscópica evidenciou dimorfismo sexual, com as gônadas de machos e fêmeas apresentando coloração branco leitosa e alaranjada, respectivamente. Uma proporção sexual (M: F) de 1:1 foi observada e a reprodução foi contínua ao longo do ano. Março, abril, julho e agosto apresentaram os maiores valores de eliminação de gametas. Sugerimos que um plano de manejo de M. guyanensis restrinja a captura deste durante esses meses, a fim de regular de forma sustentável a exploração desse recurso nesta reserva.
Descritores: Reprodução/fisiologia
Mytilidae/fisiologia
-Estações do Ano
Razão de Masculinidade
Brasil
Baías
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-951592
Autor: Pessotto, M A; Nogueira, M G.
Título: More than two decades after the introduction of Limnoperna fortunei (Dunker 1857) in La Plata Basin / Duas décadas após a chegada de Limnoperna fortunei (Dunker 1857) na Bacia do Prata
Fonte: Braz. j. biol;78(4):773-784, Nov. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fapesp; . OEA.
Resumo: Abstract The golden mussel, Limnoperna fortunei, is an Asian freshwater bivalve introduced in South America in the beginning of the 1990's, probably through ballast water releases in La Plata River estuary. It dispersed north through Paraná, Uruguay and Paraguay Rivers. The study evaluated the macroscale (18° to 34° S; 45° to 60° W) distribution of L. fortunei (larval stages) in the main rivers and reservoirs of La Plata Basin. Samplings were performed through 68 µm vertical plankton net hauls. Limnological variables were simultaneously determined. Larvae abundance correlated significantly with oxygen (positively) in summer, with temperature (positively) in winter and with total phosphorus and total nitrogen (both negatively) in winter. We expected densities to decrease towards north (latitudinal gradient) and increase in lentic conditions (reservoirs). Despite maximum density was found near the introduction point (La Plata River) similar value was also observed 2,000 km north (Paraguay River). The first hypothesis was refuted. The second hypothesis was partially accepted. Abundances were consistently higher in summer. Higher trophic conditions and fast flow seem to inhibit population growth. Food resources (chlorophyll a) locally influenced temporal variation. Limnoperna fortunei is widely distributed in La Plata basin, reaching high larval densities superior to 10,000 ind. m-3, in all major sub-basins. The species exhibits a high intrinsic dispersal ability (free planktonic larvae), wide tolerance to environmental factors and dispersion is potentialized by natural dispersion processes (e.g. fauna displacement) and human facilitation (e.g. commercial navigation).

Resumo O mexilhão dourado, Limnoperna fortunei, é um bivalve de água doce originário da Ásia e introduzido na América do Sul no início de 1990, provavelmente através da água de lastro liberada no estuário do rio La Plata. Dispersando-se para o norte através dos rios Paraná, Uruguai e Paraguai. Esse estudo avaliou a distribuição em macroescala (18° a 34° S; 45° a 60° W) de L. fortunei (estágios larvais) nos principais rios e reservatórios da bacia La Plata. Amostragens foram realizadas através de arrastos verticais com rede planctônica de 68 µm. Variáveis limnológicas foram simultaneamente determinadas. A abundância larval correlacionou-se significativamente com oxigênio (positivamente) no verão, com a temperatura (positivamente) no inverno e com fósforo total e nitrogênio total (ambos negativamente) no inverno. Esperávamos um decréscimo da densidade em direção ao norte (gradiente latitudinal) e aumento em condições lênticas (reservatórios). Apesar de a densidade máxima ter sido encontrada próximo do ponto de introdução (La Plata River) valores similares também foram observados 2.000 km ao norte (rio Paraguai). A primeira hipótese foi refutada. A segunda hipótese foi parcialmente aceita. Abundâncias foram consistentemente maiores no verão. Condições eutróficas e fluxo rápido parecem inibir o crescimento populacional. Recurso alimentar (clorofila a) local influenciou a variação temporal. Limnoperna fortunei está amplamente distribuído na bacia de La Plata, alcançando densidades larvais superiores a 10.000 ind. m-3 em todas as principais sub bacias. A espécie possui alta capacidade de dispersão intrínseca (larva planctônica livre), ampla tolerância aos fatores ambientais e os processos de dispersão são potencializados por processos naturais (e.g. deslocamento de fauna) e facilitação humana (e.g. navegação comercial).
Descritores: Meio Ambiente
Mytilidae/crescimento & desenvolvimento
Larva/crescimento & desenvolvimento
-América do Sul
Densidade Demográfica
Rios
Mytilidae/fisiologia
Larva/fisiologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001470
Autor: Barbosa, C A; Conceição, T A; Baliza, M D; Camilo, V M A; Juiz, P J L; Silva, I M M.
Título: Virulence genes in Escherichia coli isolates from commercialized saltwater mussels Mytella guyanensis (Lamarck, 1819) / Presença de genes de virulência em isolados de Escherichia coli provenientes de sururu Mytella guyanensis (Lamarck, 1819) comercializado
Fonte: Braz. j. biol;79(4):625-628, Nov. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The isolation of Escherichia coli from food is a major concern. Pathogenic strains of these bacteria cause diseases which range from diarrhea to hemolytic-uremic syndrome. Therefore the virulence genes in E. coli isolates from the mussel ( Mytella guyanensis) commercialized in Cachoeira, Bahia, Brazil were investigated. Samples were purchased from four vendors: two from supermarkets and two from fair outlets. They were conditioned into isothermal boxes with reusable ice and transported to the laboratory for analysis. E. coli strains were isolated in eosin methylene blue agar, preserved in brain-heart infusion medium with 15% glycerol and stored at -20 °C, after microbiological analysis. Virulence genes in the isolated strains were identified by specific primers, with Polymerase Chain Reaction. Twenty-four isolates were obtained, with a prevalence of elt gene, typical from enterotoxigenic infection, in 75% of the isolates. The stx and bfpA genes, prevalent in enterohemorragic and enteropathogenic E. coli, respectively, were not detected. The occurrence of elt virulence-related gene in the E. coli isolates of Mytella guyanensis reveals urgent improvement in food processing, including good handling practices, adequate storage and cooking before consumption, to ensure consumer's health.

Resumo O isolamento de Escherichia coli a partir de alimentos é uma grande preocupação, pois cepas patogênicas desta bactéria podem causar desde diarreia até síndrome hemolítico-urêmica. Diante do exposto, o objetivo do trabalho foi pesquisar genes de virulência em isolados de Escherichia coli provenientes do sururu Mytella guyanensis comercializado na cidade de Cachoeira, Bahia, Brasil. As amostras foram adquiridas de quatro comerciantes, sendo duas de mercados e duas em pontos de venda na feira livre da cidade de Cachoeira, acondicionadas em caixas isotérmicas com gelo reutilizável e transportadas até o laboratório para a análise. Após a análise microbiológica, as cepas de Escherichia coli foram isoladas em ágar Eosina Azul de Metileno e preservadas em caldo Brian Heart Infusion e glicerol a 15% e mantidas a - 20° C. A identificação dos genes de virulência nas cepas isoladas foi realizada utilizando primers específicos, por meio da Reação em Cadeia da Polimerase. Foram obtidos 24 isolados de Escherichia coli, destes a prevalência do gene elt , característico de Escherichia coli enterotoxigênica, foi de 75% dos isolados. Não houve a detecção dos genes stx e bfpA nos isolados, os quais são prevalentes nas cepas de Escherichia coli enterohemorrágica e Escherichia coli enteropatogênica, respectivamente. A presença do gene elt relacionado à virulência de Escherichia coli nos isolados de Mytella guyanensis revela a necessidade da melhoria no processamento, incluindo boas práticas de manipulação, armazenamento adequado e cocção previa ao consumo, visando a garantia da saúde do consumidor.
Descritores: Alimentos Marinhos/microbiologia
Fatores de Virulência
Escherichia coli/genética
Mytilidae/microbiologia
Microbiologia de Alimentos
Genes Bacterianos
-Brasil
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013083
Autor: Correia, Larissa Tenório Andrade; Veiga, Gabriela Rossiter Stux; Santos, Táscya Morganna de Morais; Cavalcante, Cristianni Gusmão; Sawaya, Ana Lydia; Florêncio, Telma Maria de Menezes Toledo.
Título: Effectiveness of mussels (Mytella falcata) in malnourished children's recovery living in the slums in Maceió, Alagoas / Eficácia do sururu (Mytella falcata) na recuperação de crianças desnutridas, moradoras de favelas de Maceió, Alagoas
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);18(1):215-221, Jan.-Mar. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to assess the efficacy of mussels (Mytella falcata) in malnourished children's recovery. Methods: 64 chronically malnourished children were accompanied for 12 months and attended at the Centro Recuperação e Educação Nutricional (Recovery Center and Educational Nutrition). The children were paired by age and malnutrition level forming three groups, which they received a balanced diet for nutritional recovery differing only on protein source. The group was offered (1) preparation of red meat, group (2) preparation of mussels and group (3) preparation of mussels in coconut milk. Results: the anthropometric assessment revealed that the children obtained a mean increase in the Z score in A-I indice of 0.70 for the group who red meat, 0.62 for the group who had mussels and 0.57 the group who had mussels cooked in coconut milk (p<0,05). An observation was made on a reduction in the prevalence of anemia with 22,8% (p=0,002), 27.8% (p=0.,007) and 42.4% (p 0.001) in groups 1, 2 and 3, respectively. Conclusion: the preparation of mussels cooked in or not in coconut milk can be an effective substitution for meat in combating child malnutrition and anemia and may be included in the children's institutions menus and in the programs that aim for children's nutritional recovery.

Resumo Objetivos: avaliar a eficácia do sururu (Mytella falcata) na recuperação de crianças desnutridas. Métodos: foram acompanhadas por 12 meses 64 crianças desnutridas crônicas atendidas no Centro Recuperação e Educação Nutricional. As crianças foram pareadas por idade e grau de desnutrição formando 3 grupos, os quais receberam dieta balanceada para a recuperação nutricional diferindo apenas na fonte de proteína. Foi ofertada ao grupo (1) preparação de carne bovina, ao grupo (2) preparação de sururu e ao grupo (3) uma preparação de sururu com leite de coco. Resultados: a avaliação antropométrica revelou que as crianças obtiveram um incremento médio em escore Z no índice A-I de 0,70 para o grupo da carne, 0,62 no grupo que recebeu sururu e 0,57 no grupo que recebeu sururu com leite de coco (pD0,05). Constatou-se ainda redução da prevalência da anemia nos grupos com percentual de redução de 22,8% (p=0,002), 27,8% (p=0,007) e 42,4% (pD0,001) nos grupos 1, 2 e 3, respectivamente. Conclusões: a preparação sururu com ou sem leite de coco pode ser um substituto eficaz da carne bovina no combate a desnutrição infantil e da anemia, podendo ser incluída no cardápio de instituições infantis e em programas que visem à recuperação nutricional de crianças.
Descritores: Transtornos da Nutrição Infantil
Áreas de Pobreza
Mytilidae
Alimentos de Coco
Anemia
-Recuperação Nutricional
Brasil
Educação Alimentar e Nutricional
Antropometria
Mortalidade Infantil
Morbidade
Nutrição da Criança
Limites: Humanos
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  9 / 20 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-774513
Autor: Ernandes-Silva, J.; Ragonha, F. H.; Jati, S.; Takeda, A. M..
Título: Limnoperna fortunei Dunker, 1857 larvae in different environments of a Neotropical floodplain: relationships of abiotic variables and phytoplankton with different stages of development / Larvas de Limnoperna fortunei Dunker, 1857 em diferentes ambientes de uma planície de inundação Neotropical: relação com variáveis abióticas e algas fitoplanctônicas em diferentes estágios de desenvolvimento
Fonte: Braz. j. biol;76(1):154-161, Feb. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Limnoperna fortunei Dunker, 1857 is an Asian invasive freshwater bivalve. Although there need to contain their spread, studies about the biology of the larvae are scarce. We correlated the larval stages of L. fortunei with biotic factors such as phytoplankton and main abiotic variables in lotic environments of the Upper Paraná River floodplain. The four samples were taken quarterly during the year 2012. The Principal component analysis (PCA) showed only spatial differences, as did a Canonical Correspondence Analysis (CCA). High densities of larvae were recorded in all samples the Paraná River and Baía River only in December, especially those in their initial stage. In the biovolume of Class of algae, Bacillarophyceae showed the highest value, but Chlorophycea who was strongly correlated with the density of D-stage larvae. The large variety of phytoplankton, especially microplankton Chlorophyceae, high values of PO4, NH4 and temperature were positively correlated with high densities of D-stage larvae. We conclude that high temperature, and food availability, indicated by phytoplankton community, favored the reproduction of L. fortunei and enhance the ability of specie dispersion due to the increase in the emission of propagules. Therefore, studies that address the biology of golden mussel larvae should be performed in order to prevent its spread.

Resumo Limnoperna fortunei Dunker, 1857 é um bivalve asiático dulcícola invasor. Embora haja necessidade de conter sua dispersão, estudos que abordam a biologia de suas larvas ainda são escassos. Analisou-se as fases larvais de L. fortunei relacionando-as a fatores bióticos como a comunidade fitoplânctônica e às principais variáveis abióticas, em ambientes lóticos da planície de inundação do alto do rio Paraná. As quatro coletas foram trimestrais durante o ano de 2012. A análise de componentes principais (PCA) demonstrou apenas diferenças espaciais, assim como a Análise de Correspondência Canônica (CCA). Altas densidades de larvas foram registradas em todas as coletas no rio Paraná e no rio Baía apenas no mês de dezembro, principalmente para as larvas em estádio inicial. No biovolume das classes de algas, Bacillarophyceae obteve o maior valor, porém Chlorophycea foi a que fortemente correlacionou-se com a densidade de larvas D. A grande variedade de fitoplâncton, em especial de Chlorophyceae microplanctônica, altos valores de PO4, NH4 e temperatura estiveram positivamente correlacionadas com altas densidades de larvas D. Conclui-se que, altas temperaturas, e disponibilidade de alimento, como a comunidade fitoplanctônica, favorecem a reprodução de L. fortunei e aumentam a capacidade de dispersão da espécie devido ao incremento na emissão de propágulos. Portanto, estudos que abordem a biologia das larvas de mexilhão-dourado devem ser realizados a fim de evitar sua propagação.
Descritores: Distribuição Animal
Cadeia Alimentar
Mytilidae/fisiologia
Fitoplâncton/fisiologia
-Larva/crescimento & desenvolvimento
Larva/fisiologia
Mytilidae/crescimento & desenvolvimento
Dinâmica Populacional
Rios
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 20 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-768242
Autor: Fujita, D. S.; Takeda, A. M.; Coutinho, R.; Fernandes, F. C..
Título: Influence of antifouling paint on freshwater invertebrates (Mytilidae, Chironomidae and Naididae): density, richness and composition / Influência de revestimentos antiincrustantes em invertebrados aquáticos (Mytilidae, Chironomidae and Naididae): densidade, riqueza e composição
Fonte: Braz. j. biol;75(4,supl.1):70-78, Nov. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CTHIDRO/CNPq.
Resumo: Abstract We conducted a study about invertebrates on artificial substrates with different antifouling paints in order to answer the following questions 1) is there lower accumulation of organic matter on substrates with antifouling paints, 2) is invertebrate colonization influenced by the release of biocides from antifouling paints, 3) is the colonization of aquatic invertebrates positively influenced by the material accumulated upon the substrate surface and 4) is the assemblage composition of invertebrates similar among the different antifouling paints? To answer these questions, four structures were installed in the Baía River in February 1st, 2007. Each structure was composed of 7 wood boards: 5 boards painted with each type of antifouling paints (T1, T2, T3, T4 and T5), one painted only with the primer (Pr) and the other without any paint (Cn). After 365 days, we observed a greater accumulation of organic matter in the substrates with T2 and T3 paint coatings. Limnoperna fortunei was recorded in all tested paints, with higher densities in the control, primer, T2 and T3. The colonization of Chironomidae and Naididae on the substrate was positively influenced by L. fortunei density. The non-metric multidimensional scaling (NMDS) of the invertebrate community provided evidence of the clear distinction of invertebrate assemblages among the paints. Paints T2 and T3 were the most similar to the control and primer. Our results suggest that antifouling paints applied on substrates hinder invertebrate colonization by decreasing the density and richness of invertebrates.

Resumo O estudo dos invertebrados em substrato artificial com diferentes revestimentos antiincrustantes foi realizado com o intuito de responder as seguintes questões 1) Há menor acumulação de material orgânico nos substratos com revestimentos antiincrustantes? 2) A colonização de invertebrados é afetada pela liberação de biocidas dos revestimentos antiincrustantes? 3) A colonização dos invertebrados aquáticos é facilitada por material acumulado sobre a superfície do substrato? 4) A composição da assembléia é similar entre os diferentes revestimentos? Para realização deste estudo, quatro estruturas foram instaladas em 01 de fevereiro de 2007 no rio Baía. Em cada estrutura foram colocadas sete placas de madeira: cinco placas com aplicação de um tipo de revestimentos antiincrustantes (T1, T2, T3, T4 e T5), uma placa apenas com a aplicação do primer (Pr) e a outra placa permaneceu sem aplicação de nenhum revestimento (Cn). Ao final dos 365 dias em que os substratos ficaram submersos observou-se maior acumulação de material orgânico nos substratos dos revestimentos T2 e T3. Limnoperna fortunei foi registrada em todos os revestimentos testados, com maiores densidades encontradas no controle, primer, T2 e T3. A colonização de Chironomidae e Naididae sobre os substratos foi influenciada pela densidade de L. fortunei. A ordenação (NMDS) evidenciou a separação da assembléia de invertebrados entre os revestimentos. Os revestimentos T2 e T3 foram os mais similares ao controle e ao primer. Os resultados obtidos sugerem que revestimentos antiicrustantes aplicados sobre substratos dificultam a colonização de invertebrados, reduzindo a densidade e riqueza de invertebrados.
Descritores: Chironomidae/efeitos dos fármacos
Mytilidae/efeitos dos fármacos
Oligoquetos/efeitos dos fármacos
Pintura/toxicidade
Praguicidas/toxicidade
Poluentes Químicos da Água/toxicidade
-Biodiversidade
Brasil
Incrustação Biológica/prevenção & controle
Densidade Demográfica
Rios
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde