Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.268.475.868.488.230 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 122 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 122 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Póvoa, Marinete Marins
Rangel, Elizabeth Ferreira
Texto completo
Id: biblio-1041388
Autor: Santos, Thiago Vasconcelos dos; Galardo, Allan Kardec Ribeiro; Póvoa, Marinete Marins; Rangel, Elizabeth Ferreira.
Título: Increasing potential risk for American visceral leishmaniasis in Amapá, Brazil
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;49(6):772-773, Dec. 2016.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: INTRODUCTION: The present note discusses some evidence on the increasing potential risk for American visceral leishmaniasis (AVL) transmission in the Northern Brazilian State of Amapá, the Guianan-Amazon biome. METHODS Early and present data about AVL were collected, including our recent entomological findings. RESULTS: The spread of the sand fly vector Lutzomyia longipalpis, and a sylvatic reservoir host, the crab-eating fox Cerdocyon thous in that region represents important findings related to the epidemiology of AVL in the Guianan-Amazon biome. CONCLUSIONS: These observations suggest that Brazilian authorities need to develop surveillance strategies in these risk areas.
Descritores: Psychodidae/parasitologia
Leishmania donovani/isolamento & purificação
Reservatórios de Doenças
Raposas/parasitologia
Insetos Vetores/parasitologia
Leishmaniose Visceral/transmissão
-Brasil/epidemiologia
Leishmaniose Visceral/epidemiologia
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039201
Autor: Kumar, Vinod; Tiwari, Neeraj; Gedda, Mallikarjuna Rao; Haque, Rizwanul; Singh, Rakesh K.
Título: Leishmania donovani infection activates Toll-like receptor 2, 4 expressions and Transforming growth factor-beta mediated apoptosis in renal tissues
Fonte: Braz. j. infect. dis;21(5):545-549, Sept.-Oct. 2017. graf.
Idioma: en.
Projeto: Department of Science and Technology.
Resumo: Abstract The present study was aimed to identify the underlying mechanisms of improper renal function in Leishmania donovani infection that causes VL. Mice (BALB/c) were infected with L. donovani and different parameters for proteinuria were assessed. The levels of superoxide anion (O2 -), hydrogen peroxide (H2O2), lipid peroxidation (MDA), inflammatory cytokines, and toll-like receptor (TLR) 2 and 4 expression were found significantly elevated at 60th day in these animals and declined at 90th day post infection. However, TGF-β and caspase 3 activities were higher at 90th day in comparison to 60th day post infection. These findings suggested that exacerbated inflammatory conditions correlate with abnormal renal functions in L. donovani infection, which is further augmented by activated TLRs expressions by circulating leishmanial antigens. Further, the increased levels of TGF-β and caspase 3 at 90th day suggested TGF-β mediated apoptotic cell death of renal and other cells during later stages of disease that may eventually result in release of host and parasitic factors in urine during visceral leishmaniasis.
Descritores: Fator de Crescimento Transformador beta/sangue
Receptor 2 Toll-Like/sangue
Receptor 4 Toll-Like/sangue
Rim/parasitologia
Rim/patologia
Leishmaniose Visceral/patologia
-Leishmania donovani
Apoptose
Modelos Animais de Doenças
Leishmaniose Visceral/sangue
Camundongos Endogâmicos BALB C
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-203781
Autor: Diógenes, Maria Jmsé Nogueira.
Título: Parasitismo cutâneo na leishmaniose visceral americana: aspectos clínicos e histopatológicos.
Fonte: Säo Paulo; s.n; 1987. 55 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Paulista de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Descritores: Leishmania donovani
Leishmaniose Visceral
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central
BR1.2; 710


  4 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-663631
Autor: Aria, Laura; Acosta, M. E; Rojas, A; Guillén, Ivalena; Meza, Teresa; Pedrozo, M. G.
Título: Comparación de dos cepas de Leishmania en el ELISA para el diagnóstico de leishmaniosis visceral canina / Comparison of two Leishmania strains in an ELISA for the diagnosis of canine visceral leishmaniasi
Fonte: Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.);10(1):70-75, jun. 2012. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: La leishmaniosis visceral es una enfermedad causada por protozoos del género Leishmania, afecta fundamentalmente al hombre y a los caninos, englobando un amplio espectro de procesos patológicos que parten desde cuadros cutáneos autocurables a viscerales con desenlace fatal. La leishmaniosis se conoce en Paraguay desde los años 1913; y se observa un aumento de los casos en paralelo al proceso de deforestación y expansión agrícola. La infección en los caninos es causada por parásitos del género Leishmania complejo L. donovani, especies L. infantum en el viejo mundo y L. chagasi en el nuevo mundo. Entre las técnicas de diagnóstico serológico se destacan la aglutinación directa (DAT), la inmunofluorescencia indirecta (IFI), el ELISA, la inmunocromatografía y el inmunoblotting. La sensibilidad y especificidad de cada una de ellas dependen en gran medida del antígeno utilizado. Sin embargo, pocos análisis comparativos se han hecho con tests que utilizan diferentes antígenos para identificar el mejor antígeno. El trabajo realizado fue un estudio analítico que tuvo como objetivo comparar a las dos cepas de leishmania: L. chagasi y L. donovani utilizadas en el ELISA indirecto para el diagnóstico serológico de leishmaniosis visceral canina que se realiza en el IICS. Del total de muestras analizadas, 173/185 (94%) resultaron concordantes. Utilizando la prueba de ELISA con antígeno L. chagasi como referencia, el antígeno de L. donovani dio una positividad y negatividad del 92% y 100% respectivamente. Se obtuvo una excelente concordancia (Kappa 0.82) y una fuerte asociación de 125.29 (p<1x10-7) por chi2. Estos resultados sugieren que el antígeno L. donovani podría ser utilizado en el ELISA indirecto para la detección de anticuerpos anti-leishmania en caninos
Descritores: Leishmania donovani
Leishmania infantum
-Testes Sorológicos
Responsável: PY3.1 - Biblioteca


  5 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-623629
Autor: Evans, Tom.
Título: Development of monoclonal antibodies to assay for circulating antigen in visceral leishmaniasis
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;83(supl.1):471-475, Nov. 1988.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Annual Meeting on Basic Research in Chagas's disease, 15, Apresentado em: Meeting of the Brazilian Society of Protozoology4, Caxambu, 7-10 Nov. 1988.
Descritores: Leishmania donovani/imunologia
Leishmaniose Visceral/diagnóstico
Anticorpos Monoclonais/análise
-Antígenos de Protozoários
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-623587
Autor: Zilberstein, D.
Título: Calcium as a possible second messenger of external signals in Leishmania Donavani
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;83(supl.1):261-261, Nov. 1988.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Annual Meeting on Basic Research in Chagas's disease, 15, Apresentado em: Meeting of the Brazilian Society of Protozoology4, Caxambu, 7-10 Nov. 1988.
Descritores: Leishmania donovani/metabolismo
Sistemas do Segundo Mensageiro
Cálcio/fisiologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-943114
Autor: Freire, Mariana Lourenço.
Título: Avaliação de desempenho e custos diretos de kits comercialmente disponíveis no Brasil e do protótipo DAT-LPC para o diagnóstico da leishmaniose visceral humana.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2017. 101 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A leishmaniose visceral (LV) humana é uma doença potencialmente fatal se não diagnosticada e tratada precocemente. Assim, a disponibilização de testes diagnósticos com elevado desempenho, simplicidade de uso e baixo custo, são de extrema importância para o controle da LV. Uma das dificuldades para o diagnóstico da LV no Brasil é a atual comercialização de testes diagnósticos não validados no país. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho e estimar os custos diretos dos kits diagnósticos para LV humana registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária e comercialmente disponíveis no Brasil. Para avaliação de desempenho dos testes, foram incluídos no estudo amostras de soro de 237 pacientes residentes em área endêmica para LV, que apresentavam clínica sugestiva da doença e exame parasitológico de aspirado de medula óssea realizado, sendo 160 pacientes não portadores do vírus da imunodeficiência humana (HIV) e 77 portadores de HIV. Os custos diretos foram estimados através da técnica de microcusteio sob a perspectiva do Sistema Único de Saúde. Os seguintes testes foram incluídos nas análises: IFI Leishmaniose Humana (Fundação Oswaldo Cruz); IT LEISH® (BIO-RAD Laboratories, Inc.); Kalazar Detect™ (Inbios International, Inc.); Leishmania ELISA IgG +IgM (Vircell S. L.); Ridascreen Leishmania Ab (R-Biopharm AG); Leishmania IFA IgG (Vircell S. L.) e DAT-LPC protótipo

Na análise global dos testes, apenas o teste não comercial DAT-LPC e o IT LEISH® apresentaram acurácia diagnóstica acima de 90%, sendo 93,7% e 91,1%, respectivamente. Para os pacientes não portadores de HIV, os testes com melhor desempenho foram IT LEISH®, DAT-LPC e Kalazar Detect™, apresentando sensibilidade e especificidade de 96,3% e 96,3%; 93,8% e 97,5%; 92,5 e 95,0%, respectivamente. Já para os pacientes portadores de HIV, o DAT-LPC foi o único teste que apresentou desempenho satisfatório, com sensibilidade de 89,5% e especificidade de 89,7%. Os testes Leishmania ELISA IgG +IgM, Ridascreen Leishmania Ab e Leishmania IFA IgG, apresentaram acurácia inferior a 88%, tanto na análise global como nas estratificada. Em termos de custo, o DAT-LPC foi o teste que apresentou menor custo direto, estimado em R$ 15,47, seguido do Kalazar Detect™ e do IT LEISH® realizado em sangue capilar digital, estimado em R$ 22,34 e R$ 26,82, respectivamente. Para os testes Leishmania IFA IgG, Leishmania ELISA IgG+IgM e Ridascreen® Leishmania Ab, o elevado custo não foi compensado pelo desempenho obtido no presente estudo. Os dados alcançados permitem recomendar o estabelecimento de critérios rigorosos para registro de testes para o diagnóstico da LV no país. O erro diagnóstico é agravado pela toxicidade dos medicamentos atualmente disponíveis para o tratamento da doença, em caso de resultados falso-positivos e pelo atraso do início do tratamento e manutenção da elevada letalidade, em caso de resultados falso-negativos
Descritores: Leishmania donovani/parasitologia
Leishmaniose Visceral/diagnóstico
Kit de Reagentes para Diagnóstico
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.936 4, F866a, 2017


  8 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-942730
Autor: Silva, Shara Regina da.
Título: Avaliação da infecciosidade em cães vacinados com Leish-Tec® (Hertape Saúde Animal S/A) para Lutzomyia longipalpis (Diptera: Psychodidae, Phlebotominae).
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2015. 85 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O presente trabalho avaliou a transmissibilidade de Leishmania spp. para Lutzomyialongipalpis em 136 cães nativos e beagles-sentinelas, vacinados ou não (placebo) com Leish-Tec® (vacina anti-leishmaniose visceral canina), domiciliados em Porteirinha, município endêmico para leishmaniose visceral, em Minas Gerais. Esses animais foram selecionados a partir da amostra total de cães que compõem o ensaio clínico de fase III que determinou a eficácia da vacina Leish-Tec®, conforme diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde do Brasil. Além da técnica de xenodiagnóstico, esses cães também foram submetidos aos testes diagnósticos ELISA, RIFI, teste rápido Kalazar DetectTM e exames de detecção do parasito. Uma tendência de redução da infectividade (p-valor 0,052) foi observada no grupo de cães vacinados com Leish-Tec®que apresentaram resposta sorológica positiva ao antígeno vacinal A2. Os testes RIFI, Kalazar DetectTM e xenodiagnóstico apresentaram maior percentual de positividade entre os cães sintomáticos da amostra (p<0,05), quando comparados aos cães assintomáticos, na análise global.

Na análise estratificada e, para o grupo de cães que recebeu vacina, as diferenças se mantiveram para a RIFI e o teste rápido, mas não para o xenodiagnóstico; já para os cães que receberam placebo, as diferenças entre grupos clínicos se mantiveram para o xenodiagnóstico e teste rápido, mas não para a RIFI. Nossos resultados sugerem que a Leish-Tec® possui potencial de redução da infectividade em cães vacinados e desafiados em área endêmica e que a vacinação com Leish-Tec® pode contribuir para a redução da transmissão da leishmaniose visceral canina, desde que utilizada como medida protetiva individual e em conjunto com as demais estratégias, individuais e coletivas, de prevenção e controle da doença. Com relação à diferença de desempenho dos testes diagnósticos entre grupos clínicos, nossos resultados apontam para a necessidade de desenvolvimento de testes mais eficazes no diagnóstico da infecção assintomática por Leishmania e demonstra que essas diferenças interferem nos resultados e devem ser consideradas na avaliação de ensaios clínicos.
Descritores: Leishmania donovani/parasitologia
Vacinas contra Leishmaniose/uso terapêutico
Leishmaniose Visceral/imunologia
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.936 4, S586a, 2015


  9 / 122 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-940912
Autor: Lopes, Josiane Valadão.
Título: Epidemiologia da leishmaniose visceral no município de Sabará, Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2014. xviii, 108 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A proposta deste trabalho foi estudar algumas das variáveis envolvidas na transmissão da leishmaniose visceral (LV) em oito bairros do município de Sabará(MG). Para o levantamento da fauna de flebotomíneos, influência dos fatores climáticos, identificação de repasto sanguíneo e infecção natural por Leishmania,para isso foram realizadas capturas utilizando armadilhas luminosas do tipo HP,tanto no peri como no intradomicílio, nos seguintes bairros: Alvorada, Novo Alvorada, Alvorada Velho, Bom Retiro, Nova Vista, Casa Branca, Rio Negro e Ana Lúcia, no período de janeiro de 2011 a dezembro 2012. Além desses estudos, foram realizados dois inquéritos caninos censitários nos mesmos bairros, nos anos de 2011 e 2012, para o cálculo da taxa de positividade. Para análises parasitológicas e moleculares, foram selecionados aleatoriamente 50 cães soropositivos para os testes de RIFI e ELISA, que foram eutanasiados e necropsiados para obtenção de amostras de pele, linfonodo mesentérico e baço, além de aspirado de medula óssea.Com essas amostras, foram realizados os testes: exame direto (parasitológico), PCRe mielocultura visando confirmar a infecção e identificar a espécie de Leishmania circulante.

A fauna flebotomínica foi constituída de quatro espécies, sendo Lutzomyia longipalpis a mais abundante, totalizando 95,0% dos exemplares capturados. Destes, 23,0% foi capturado no intradomicílio. Verificou-se uma tendência no aumento do número de espécimens após o período chuvoso. Das 28 fêmeas ingurgitadas, 67,9% se alimentaram no homem (Homo sapiens) e 25,0%tiveram como fonte alimentar a ave (Gallus gallus). Nove pools foram utilizados para verificar a infecção natural, destes três se apresentaram positivos e, após sequenciamento de DNA, foi observado que a espécie circulante nos vetores foi Leishmania infantum. A taxa média de infecção canina foi de 4,25% em 2011 e 3,34% em 2012. A positividade das amostras (pele, baço, medula e linfonodo)obtidas dos cães soropositivos foi de 100,0% pela PCR, 76,0% pela mielocultura e 66,0% pelo exame parasitológico direto. Entre os quatro tipos de amostras estudadas, o linfonodo foi o tecido que apresentou maior positividade (98,0%). O sequenciamento de DNA das amostras positivas de linfonodo indicou Le. infantum como sendo a espécie circulante nos cães do município. Após se correlacionarem os casos humanos, caninos e a presença da espécie Lu. longipalpis, encontrada positiva para Le. infantum, pode-se sugerir que os bairros Alvorada e Nova Vista merecem atenção especial como importantes áreas de risco para LV no município.
Descritores: Leishmania donovani/parasitologia
Leishmaniose Visceral/diagnóstico
Leishmaniose Visceral/epidemiologia
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.936 4, L864e, 2014


  10 / 122 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-940910
Autor: Mourão, Maria Vitória Assumpção.
Título: Evolução de parâmetros clínicos e da carga parasitária em sangue periférico de crianças hospitalizadas por leishmaniose visceral.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2012. XVI, 111 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: No Brasil, observa-se aumento dos casos de leishmaniose visceral (LV) nos últimos anos, associado à alta letalidade. É necessária a identificação de indicadores sensíveis e específicos que reconheçam precocemente a gravidade e possibilitem intervenção imediata e adequada. O objetivo do presente estudo prospectivo foi correlacionar parâmetros clínicos e laboratoriais e carga parasitária à evolução da LV em crianças. Foram incluídas 48 crianças com diagnóstico de LV, internadas no Hospital Infantil João Paulo II, em Belo Horizonte, de junho de 2010 a junho de 2011.Os pacientes foram avaliados clinicamente e tiveram amostras de sangue periférico coletadas antes (T0), entre 10 e 15 dias (T1) e entre 40 e 60 dias (T2) após início do tratamento. Nestas amostras, a carga parasitária foi quantificada por PCR quantitativa em tempo real (qPCR), sendo o gene alvo a SSU rRNA de Leishmania. Evolução grave foi definida como internação em UTI ou administração de amina vasoativa, ventilação mecânica ou hemotransfusão. As manifestações clínicas mais observadas à admissão foram febre, palidez e hepatosplenomegalia, associado à pancitopenia, elevação das aminotransferases hepáticas e hipoalbuminemia. Apositividade da RIFI e dos testes rápidos Kalazar Detect® e Diamed-IT Leish® foi de 66,7%, 85,4% e 100%, respectivamente.

Observou-se elevada positividade (100%)em exames de PCR convencional em sangue periférico e aspirado de medula óssea. Como tratamento específico, administrou-se Glucantime® em 45,8%,anfotericina B desoxicolato em 35,5%, anfotericina B lipossomal em 8,3% e associação de anfotericina B lipossomal e Glucantime® em 10,4% dos pacientes.Considerou-se que 56,2% das crianças apresentaram evolução grave, mas sem nenhum óbito. Em T2, todos apresentavam melhora clínica. A classificação por critérios de gravidade proposta pelo Ministério da Saúde em 2006 foi aplicada à admissão, não apresentando boa acurácia para detecção de casos com evolução grave. O qPCR apresentou bom desempenho e foi positivo em todas as crianças em T0. Observou-se variação ampla da carga parasitária em T0, não correlacionada a características clínicas e laboratoriais, a critérios de gravidade e escores preditores de óbito à admissão e à evolução grave durante a internação. Redução significativa do número de cópias do fragmento gênico foi constatada em T1 e T2, que não variou de acordo com a medicação usada. Identificaram-se como fatores de risco para evolução grave idade menor do que 12 meses, taquidispneia, infecção,hepatomegalia volumosa, anemia, plaquetopenia e hipoalbuminemia à admissão.
Descritores: Criança
Leishmania donovani/parasitologia
Leishmaniose Visceral/sangue
Reação em Cadeia da Polimerase/instrumentação
Limites: Criança
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.936 4, M929e, 2012



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde