Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.300.930 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 462 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 47 ir para página                         

  1 / 462 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-783225
Autor: Hippólito, Daise Damaris Carnietto de; Roberto, Thiago Nunes; Araújo, Miriam Rando; Pukinskas, Sandra Regina Brasil Stolf.
Título: Diferentes intervalos de tempo de leitura do sistema API 20C AUX® na identificação de leveduras de interesse médico / Different reading time intervals of the API 20C AUX® system for identifying the yeasts of medical interest
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;74(1):71-74, 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Infecções de corrente sanguínea por leveduras do gênero Candida são uma das principais causas de morbidade e mortalidade em pacientes imunocomprometidos. Candida albicans permanece a espécie mais isolada nestas infecções e é de fácil e rápida identificação. Contudo, existem outras espécies, como C. parapsilosis, C. tropicalis, C. glabrata e C. krusei, que são encontradas com menor frequência e que necessitam de maior período de tempo e de metodologias comerciais automatizadas ou semi-automatizadas para sua identificação. Neste estudo foram analisadas 146 cepas de leveduras quanto à capacidade do Sistema API 20C AUX® (Biomerieux®, França) em identificar corretamente o gênero e a espécie de microrganismos em diferentes períodos de leitura, visando-se a liberação do resultado em menor tempo. C. parapsilosis, C. guilliermondii, C. pelliculosa, C. colliculosa, Rhodotorula mucilaginosa, Saccharomyces cerevisae, Trichosporon mucoides e T. asahii foram as leveduras cujos resultados finais puderam ser liberados nos períodos de tempo de 96, 120 e 144 h. Oitenta por cento das C. glabrata e 69 % das C. tropicalis também foram identificadas nos períodos além do tempo estabelecido. Com os resultados obtidos é possível antecipar a identificação do gênero e de algumas espécies de leveduras...
Descritores: Candida/patogenicidade
Circulação Sanguínea
Infecções
Leveduras/patogenicidade
Limites: Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  2 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Rosa, Carlos Augusto
Texto completo
Id: lil-706155
Autor: Assis, Mariana Oliveira; Mamede, Maria Eugênia de Oliveira; Guimarães, Alaíse Gil; Santos, Luize Sales; Rosa, Carlos Augusto.
Título: Leveduras isoladas de uvas Vitis vinifera L. cultivadas na região equatorial brasileira / Yeasts isolated from Vitis vinifera L. grapes cultivated in Brazilian Equatorial region
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(4):718-722, out.-dez. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O Vale do Submédio São Francisco, localizado nos estados da Bahia e Pernambuco, é uma das regiões mais promissoras na produção de vinho no Brasil. É ainda desconhecida a possibilidade dessa região em produzir vinhos por fermentação espontânea e gerar produto com características típicas regionais. Neste estudo foram isoladas e identificadas as leveduras da superfície de uvas Vitis vinifera L. frescas, cultivadas na região do Vale do Submédio São Francisco, Brasil. Os isolados foram identificados pelas características morfofisiológicas, habilidade de crescimento em meio de cultura ágar L-lisina e identificação bioquímica, baseando-se em testes fisiológicos (habilidade de fermentação da glicose, assimilação de fontes de carbono e nitrogênio, osmotolerância e termotolerância). Sessenta isolados de leveduras foram obtidos no meio ágar extrato de malte-extrato de levedura (YM); e todos foram pertencentes ao grupo não-Saccharomyces. Por meio de testes fisiológicos, 20 dos 60 isolados não foram agrupados em nenhum gênero. 40 dessas leveduras foram sugestivamente identificadas como pertencentes ao gênero Hanseniaspora spp. Dessas 40 amostras, 17 receberam sugestiva identificação como pertencentes à espécie Hanseniaspora guilliermondi. Em conclusão, a microbiota da casca das uvas cultivadas nessa região é predominada por leveduras não Saccharomyces, especificamente Hanseniaspora spp.
Descritores: Hanseniaspora
Leveduras/isolamento & purificação
Vitis
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  3 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-680456
Autor: Santos, Hugo de Sousa; Muratori, Maria Christina Sanches; Marques, Ana Luísa Alves; Alves, Verbena Carvalho; Cardoso Filho, Francisco das Chagas; Costa, Amilton Paulo Raposo; Pereira, Maria Marlúcia Gomes; Rosa, Carlos Alberto da Rocha.
Título: Avaliação da eficácia da água sanitária na sanitização de alfaces (Lactuca sativa) / Evaluation of the efficacy of sodium hypochlorite in sanitization of lettuce (Lactuca sativa)
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(1):56-60, jan.-mar. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliação da eficácia da água sanitária na sanitização de alfaces (Lactuca sativa). Neste estudo, foi avaliado se a forma doméstica de utilização da água sanitária é eficiente para higienizaras alfaces (Lactuca sativa). Para tanto, foram analisadas 28 amostras de alfaces adquiridas diretamente em um supermercado no município de Teresina, PI. As amostras foram lavadas em água corrente e, na sequência, apanhadas ao acaso para formar quatro grupos, os quais foram utilizados nos diferentes tempos de tratamentos por imersão em solução de água sanitária com 200 ppm de cloro ativo: zero (controle), 15, 30 e 45 minutos. Após o tratamento, foram realizadas as análises microbiológicas: e numeração de coliformes totais, coliformes termotolerantes e Escherichia coli (EC); contagem de bactérias heterotróficas mesófilas (CBH) e de fungos (F). A solução de água sanitária com 200 ppm de cloro ativo reduziu a carga microbiana inicial de bactérias heterotróficas, coliformes termotolerantes e Escherichia coli após 15 minutos de imersão, entretanto não foi eficiente para diminuir a carga de coliformes totais, fungos filamentosos e leveduras. Concluiu-se que a forma doméstica de utilização da água sanitária, recomendada em cartilhas distribuídas aos consumidores brasileiros, não é eficiente para higienizar as alfaces contaminadas com coliformes, fungos e/ou Escherichia coli.
Descritores: Clareadores
Coliformes
Controle de Qualidade
Higiene dos Alimentos
Leveduras
Verduras
Responsável: BR76.1 - Biblioteca


  4 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-620813
Autor: Pereira, Ana Paula Maciel; Werle, Catierine Hirsch; Gonçalves, Tânia Maria Vinturim; Hoffmann, Fernando Leite.
Título: Identificação e avaliação da resistência antimicrobiana de leveduras em vegetais minimamente processados / Identification and evaluation of antimicrobial resistance of yeast in minimally processed vegetables
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;70(2):139-143, abr.-jun. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O consumo de vegetais minimamente processados vem crescendo devido às exigências dos consumidores por produtos de fácil preparo. Este produto, por ser extremamente manipulado, pode ser contaminado por microorganismos deteriorantes, como as leveduras, que possuem a capacidade de diminuir a vida útil do alimento. Neste sentido, visando à preocupação com a resistência de micro-organismos aos métodos de sanitização utilizados pelas indústrias de alimentos e diante da necessidade de maiores estudos do poder antimicrobiano do ozônio, este estudo teve por objetivo isolar e identificar as leveduras presentes nos vegetais minimamente processados e verificar sua resistência antimicrobiana frente ao hipoclorito de sódio e ozônio. Foram coletadas 84 amostras de vegetais minimamente processados. Destas, foram isoladas 47 culturas de leveduras que foram submetidas à identificação e ao ensaio de resistência ao hipoclorito de sódio (50, 100, 200 e 400 ppm) e ozônio (0,25 e 0,5 ppm). Do total de leveduras isoladas, 85,1 corresponderam à Cryptococcus laurentii, 12,8 à Arxula adeninivorans e 2,1 à Debaryomyces hansenii var. fabryii. Todas elas apresentaram resistência aos sanitizantes hipoclorito de sódio e ozônio em todas as concentrações testadas. Diante destas observações, medidas devem ser adotadas durante o processamento para evitar a contaminação por microbiota deteriorante.
Descritores: Hipoclorito de Sódio
Leveduras
Ozônio
Plantas
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-583066
Autor: Costa, Anna Carolina Borges Pereira da; Teodoro, Guilherme Rodrigues; Ferreira, Tatiane Morais; Silva, Fernando de Sá; Maria, Aguida; Khouri, Sônia.
Título: Atividade antifúngica do óleo essencial de melaleuca alternifolia sobre leveduras isoladas de candidíase bucal de gestantes HIV positivas / Antifungal activity of melaleuca alternifolia essential oil on yeasts isolated from HIV positive pregnant women with oral candidiasis
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;69(3):403-407, jul.-set. 2010. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A candidíase bucal é a infecção fúngica mais comum em portadores de HIV e, com episódios recorrentes em pacientes com Aids. Com o objetivo de pesquisar novos e eficazes agentes antifúngicos contra cepas resistentes, foi investigada a atividade antifúngica do óleo essencial de Melaleuca alternifolia, em diferentes concentrações, em leveduras isoladas de candidíase oral. O experimento foi realizado por meio da técnica de difusão em ágar. Foram avaliadas cepas padrão de Candida albicans ATCC 10231, Candida tropicalis ATCC 157, Candida glabrata ATCC 30070, Candida krusei ATCC 6258 e Candida dubliniensis ATCC 778157e os isolados da cavidade bucal de gestantes HIV positivas, sendo sete C. albicans, um C. tropicalis, um C.glabrata e um C. krusei. O óleo essencial foi analisado nas quantidades de 20 e 50 μL, nas concentrações de 10 a 100%, variando de 10 em 10%. Todas as cepas analisadas foram suscetíveis ao óleo essencial de M.alternifolia nas concentrações de 70% e 50 %, respectivamente, nos volumes de 20 μL e 50 μL. O potencial antifúngico do óleo essencial de M. alternifolia desperta interesse para o desenvolvimento de novos fármacos.

Oral candidiasis is a fungal infection mostly common in people infected with HIV and the recurrent episodes occur in patients with AIDS. Aiming at searching, a new and efficacious drug against resistant strains, the antifungal activity of essential oil from Melaleuca alternifolia at different concentrations was assessed on yeasts isolated from oral candidiasis. The experiment was performed by using agar diffusiontechnique; and the antifungal effect was evaluated on the standard strains of Candida albicans ATCC 10231, Candida tropicalis ATCC 157, Candida glabrata ATCC 30070, Candida krusei ATCC 6258 and Candida dubliniensis ATCC 778 157, and on the isolated from the oral cavity of HIV positive pregnant women, being seven C. albicans, one C. tropicalis, one C glabrata and one C. krusei. The essential oil was analyzedin quantities of 20 and 50 μL at 10-100% concentrations, ranging from 10 to 10%. All of the tested strainswere susceptible to the M. alternifolia essential oil at concentrations of 70% and 50% in volumes of 20 μL and 50 μL, respectively. The antifungal activity of essential oil from M. alternifolia holds one´s attention in manufacturing new and effective drugs.
Descritores: Antifúngicos
Candida
Candidíase Bucal
Gestantes
Leveduras
Óleos
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  6 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-542097
Autor: Ferreira, Tatiane Morais; Silva, Fernando de Sá; Teodoro, Guilherme Rodrigues; Costa, Ana Carolina Borges Pereira da; Maria, Aguida; Beltrame Júnior, Milton; Khouri, Sônia.
Título: Atividade antifúngica do citral em leveduras do gênero Candida isoladas de pacientes hospitalizados / Citral antifungal activity against Candida genus yeasts isolated from hospitalized patients
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;68(1):118-125, jan.-abr. 2009. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O citral, componente do óleo essencial de Cymbopogon citratus, tem sido pesquisado para verificar sua ação antimicrobiana em bactérias e fungos. Com o objetivo de avaliar a atividade antifúngica do citral contra leveduras do gênero Candida, no presente trabalho foram avaliadas 32 amostras de Candida albicans, 25 de C. tropicalis, 20 de C. parapsilosis e 5 de C. glabrata, coletadas de pacientes hospitalizados. O citral foi testado nas concentrações de 10%, 15%, 25%, 35%, 50% e 60% (v/v), utilizando a técnica de difusão em ágar Sabouraud. A atividade antifúngica do citral foi constatada em todas as leveduras selecionadas nas concentrações ≥25%. Mediante os resultados obtidos, sugere-se a realização de novas pesquisas sobre citral frente às demais espécies de fungos patogênicos para conhecer as características toxicológicas e farmacológicas para que esse componente possa futuramente ser utilizado como um importante princípio ativo na produção de novos agentes antifúngicos.
Descritores: Candida
Cymbopogon
Fungos
Infecção Hospitalar
Leveduras
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-352823
Autor: Morais, Vanessa A. D; Madeira, Jovita E. G. C; Dias, Edilänia C; Boncompagni, Ana Carla; Gonçalves, Rúbia C. P; Carvalho, Eunice de.
Título: Avaliaçäo Microbiológica de amostras de refrigerantes comercializadas no Estado de Minas Gerais / Microbiological evaluation of soft drink samples marketed in the state of Minas Gerais
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;62(1):1-4, 2003.
Idioma: pt.
Resumo: Com o objetivo de avaliar as condições higiênicas dos refrigerantes, foram analisadas 100 amostras de diferentes marcas, nos sabores de cola, guaraná e frutas. As amostras, em embalagens Pet 2 litros, foram coletadas aleatoriamente no período de março a novembro de 2000, em estabelecimentos comerciais, pela Vigilância Sanitária do Estado (VISA/MG). Foram utilizadas duas metodologias distintas para enumeraçäo de fungos viáveis em bebidas e Número Mais Provável para bactérias do grupo Coliforme (APHA, 1992). A primeira técnica utilizada para enumeraçäo de fungos foi a do espalhamento em superfície, em placas contendo o meio Dicloran Rosa de Bengala Cloranfenicol (DRBC), e a segunda, a técnica de membrana filtrante, empregando dois meios: M-Green Yeast and Mold e o meio DRBC. 13 por cento das amostras foram condenadas como produtos em condições higiênicas insatisfatórias por apresentarem contagens de bolores e leveduras superiores à 20UFC/mL (Portaria 451/97 do MS/SVS-ítem XII, inciso a). Destas, 46,2 por cento apresentaram leveduras, 30,8 por cento leveduras e fungos filamentosos, e 23 por cento fungos filamentosos. Näo foram detectadas bactérias do grupo coliforme (ausência em 50mL da amostra). Das amostras condenadas, 92,3 por cento eram provenientes de indústrias classificadas como ruins ou precárias de acordo com suas instalações
Descritores: Bebidas Gaseificadas
Fungos
-Leveduras
Enterobacteriaceae
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  8 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Cândido, Regina Célia
Texto completo
Id: lil-342874
Autor: Silva, Jaqueline Otero; Franceschini, Silvio Antônio; Candido, Regina Célia.
Título: Presença de leveduras em mucosas e fezes de indivíduos aparentemente saudáveis e de pessoas com sintomas de infecçäo fúngica / Presence of yeasts in the mucosae and feces of apparenty healthy indiviuals and subjects with sympotoms of ungal infection
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;61(2):113-120, 2002. graf.
Idioma: pt.
Resumo: As leveduras estäo amplamente distribuídas no ambiente sendo também habitantes normais do corpo humano. Säo consideradas patógenas oportunistas causando infecçöes que variam desde superficiais até profundas e fatais. O conhecimento da microbiota normal pode ajudar o médico a ter perspectiva sobre uma possível fonte e a importância de microrganismos isolados de infecçöes. O estudo teve como objetivo verificar a presença de leveduras em amostras de mucosas bucal, vaginal, anal e de fezes de indivíduos aparentemente saudáveis ou que apresentavam algum sintoma de infecçäo fúngica. Foram utilizados para isolamento os meios de ágar Sabouraud cloranfenicol, Biggy agar, CHROM agar Candida e Pagano Levin agar. Isolou-se leveduras em 40.7 por cento (35/86) das amostras bucais, 26.2 por cento (11/42) das amostras vaginais de pacientes assintomáticos, 44.8 por cento (13/29) das amostras vaginais provenientes de mulheres com desconforto vaginal, 34.6 por cento (9/26) das amostras anais, 77.5 por cento (31/40) das amostras de fezes. C. albicans foi a espécie prevalente em todos os tipos de amostras. As fezes apresentaram diversidade de espécies representadas pelos gêneros Candida, Saccharomyces, Rhodotorula, Trichosporon, Cryptococcus, e Hansenula atualmente, Pichia
Descritores: Leveduras
Candida albicans
Fezes
Membrana Mucosa
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  9 / 462 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-983534
Autor: Takahashi, Juliana Possatto.
Título: Caracterização molecular e perfil de suscetibilidade de Cryptococcus e outras leveduras melanizadas de ambiente contaminado com fungicidas azólicos.
Fonte: São Paulo, SP; s.n; 2016. 126 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Cepas fúngicas ambientais estão sujeitas, continuamente, à grande diversidade de ações antrópicas, como a exposição a f u n g i c i d a, o que poderia induzir à resistência adquirida a fármacos antifúngicos com estrutura química e mecanismo de ação semelhante. A resistência adquirida a fármacos azólicos(fluconazol, itraconazol, v o r i c o n a z o l, etc.) tem importante implicação clínica.O objetivo deste estudo foi isolar e caracterizar leveduras melanizadas de origem ambiental, do gênero Cryptococcus e do grupo Black Yeast Fungi (BYF),e determinar seu perfil de sensibilidade a fármacos e fungicidas azólicos...

Environmental fungal strains are subject continuously to the wide range of humanactivities, such as exposure to fungicide, which could lead to acquired resistance to antifungal drugs with similar chemical structure and mechanism of action. Theacquired resistance to azole drugs (fluconazole, itraconazole, voriconazole, etc.)has important clinical implications. The aim of this study was to isolate and characterize melanized yeast environmental origin, gender Cryptococcus and Black Yeast Fungi group (BYF), and determine its susceptibility profile to drugs and azole fungicides...
Descritores: Antifúngicos
Cryptococcus
Resistência à Doença
Suscetibilidade a Doenças
Poluição Ambiental
Leveduras
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, T147c, 2016


  10 / 462 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-871085
Autor: Ferreira, Fábio Santos.
Título: Caracterização de leveduras isoladas da corrente sanguínea em pacientes atendidos em hospitais públicos do município de Salvador, Bahia, Brasil / Characterization of yeasts isolated from the bloodstream in patients attended at public hospitals in the city of Salvador, Bahia, Brazil.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 74 p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria e Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Infecções de corrente sanguínea (ICS) por leveduras são um grave problema de saúde pública. O conhecimento sobre as ICS deve ser regionalizado e este estudo descreve essas características quanto a ocorrência das espécies e o perfil de sensibilidade ao fluconazol pelo método de Disco Difusão como também, utilizando Vitek2 para determinar a concentração inibitória mínima (CIM) em isolados obtidos de pacientes atendidos em hospitais públicos de Salvador/BA...

Bloods tream infections (BSI) yeast are a major public health problem. Knowledge about the ICS should be regionalized and this study describes these characteristics and the occurrence of species and the sensitivity profile to fluconazole by disk diffusion method but also using Vitek2 to determine the minimum inhibitory concentration (MIC) in isolates from patients treated in public hospitals in Salvador / BA...
Descritores: Circulação Sanguínea
Hospitais Públicos
Leveduras
Pacientes
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2



página 1 de 47 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde