Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.044 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 96 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 10 ir para página                        

  1 / 96 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1049056
Autor: Bortolucci, Wanessa de Campos; Oliveira, Herika Line Marko de; Silva, Eloísa Schineider; Campo, Caio Franco de Araújo Almeida; Gonçalves, José Eduardo; Piau Junior, Ranulfo; Colauto, Nelson Barros; Linde, Giani Andrea; Gazim, Zilda Cristiani.
Título: Schinus terebinthifolius essential oil and fractions in the control of Aedes aegypti / Schinus terebinthifolius óleo essencial e frações no controle do Aedes aegypti
Fonte: Biosci. j. (Online);35(5):1575-1587, sept./oct. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Several technologies have been developed to controlAedes aegypti, mainly studies on isolated plant molecules. The Schinus terebinthifolius (Raddi) (Anacardiaceae), popularly known as pink pepper is a plant widely used in reforestation of degraded areas and its fruits are used as condiments. The objective of this work was to investigate the potential of essential oils (EOs) and fractions (FRs) obtained from fresh fruits and leaves of S. terebinthifolius. The EOs were obtained by hydrodistillation (2 hours), fractionated on a chromatographic column using as the stationary phase silica gel 60 (0.063-0.2mm), mobile phases: n-hexane, dichloromethane, ethyl acetate and methanol and chemically evaluated by gas chromatography coupled to mass spectrometer (GC/MS). EOs and FRs were tested against larvae of the third stage and pupae of Ae. aegypti by Immersion Test at concentrations ranging from 500.00 to 0.003 mg mL-1 (v/v). The hexane FRs obtained from fruits and leaves were the ones that showed the greatest activity on the larvae (LC99.9= 0.60 mg mL-1 and LC99.9 0.64 mg mL-1, respectively) and pupae (LC99,9 = 2.51 mg mL-1 and 2.61 mg mL-1, respectively). These results were confirmed by the anticholinesterase activity where the hexane (fruit and leaf) FRs presented the highest inhibitory potential on the acetylcholinesterase enzyme (0.156 mg mL-1 and 0.312 mg mL-1, respectively), suggesting the likely mechanism of action. The larvicidal potential can be explained by the presence of the major compounds bicyclogermacrene and germacrene D in the hexane FRs, indicating in this way that they may replace or even act in synergisms with conventional chemical larvicides. In this way the present study opens the field for new researches, aiming the development of products with the compounds bicyclogermacrene and germacrene D, as an alternative in the control of this culicide.

Diversas tecnologias têm sido desenvolvidas para o controle do Aedes aegypti, destacando pesquisas com moléculas isoladas de plantas. A Schinus terebinthifolius (Raddi) (Anacardiaceae), conhecida popularmente como pimenta rosa é uma planta muito utilizada no reflorestamento de áreas degradadas e seus frutos são utilizados como condimentos. O objetivo deste trabalho foi investigar o potencial dos óleosessenciais (OEs) e frações (FRs) obtidos dos frutos e folhas frescos de S. terebinthifolius. Os OEs foram obtidos por hidrodestilação (2 horas), fracionados em coluna cromatográfica utilizando como fase estacionária sílica gel 60 (0,063-0,2mm), fases móveis: n-hexano, diclorometano, acetato de etila e metanol e avaliados quimicamente por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas (CG/EM). Os OEs e FRs foram testados frente a larvas do terceiro estádio e pupas do Ae. aegypti pelo Teste de Imersão em concentrações que variaram de 500,00 à 0,003 mg/mL (v/v). As FRs hexano obtidas dos frutos e folhas, foram as que apresentaram maior atividade sobre as larvas (CL99,9= 0,60 mg mL-1 e CL99,9 0,64 mg mL-1, respectivamente) e pupas (CL99,9= 2,51mg mL-1 e 2,61 mg mL-1, respectivamente). Estes resultados foram confirmados pela atividade anticolinesterase onde as FRs hexano (fruto e folha), foram as que apresentaram maior potencial inibitório sobre a enzima acetilcolinesterase (0,156 mg mL-1 e 0,312 mg mL-1, respectivamente), sugerindo desta forma o provável mecanismo de ação. O potencial larvicida encontrado pode ser explicado pela presença dos compostos majoritários biciclogermacreno e germacreno D nas FRs hexano, indicando desta forma, queestes possam vir a substituir, ou até mesmo agir em sinergismos com os larvicidas químicos convencionais. Desta forma o presente estudo abre campo para novas pesquisas, visando o desenvolvimento de produtos com os compostos bicyclogermacrene e germacrene D, como alternativa no controle deste culicídeo.
Descritores: Óleos Voláteis
Aedes
Anacardiaceae
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  2 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Czeczko, Nicolau Gregori
Malafaia, Osvaldo
Texto completo
Id: lil-785021
Autor: Scheibe, Christian Lamar; Ribas-Filho, Jurandir Marcondes; Czeczko, Nicolau Gregori; Malafaia, Osvaldo; Barboza, Luiz Eduardo Durães; Ribas, Fernanda Marcondes; Wendler, Eduardo; Torres, Orlando; Lovato, Fernanda Christo; Scapini, João Guilherme Seifert.
Título: Schinus terebinthifolius raddi (Aroeira) and Orbignya phalerata mart. (Babassu) effect in cecorrahphy healing in rats
Fonte: Acta cir. bras;31(6):402-410tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT PURPOSE: To evaluate the effect of Schinus terebinthifolius Raddi (aroeira) and Orbignya phalerata Mart. (babassu) in the healing process of cecorrhaphy in rats. METHODS : Fifty four rats were used, distributed into three groups randomly: aroeira, babassu and control, which were divided into three subgroups (six animals) according to the time of the deaths (7, 14, 21 days). All underwent the same surgical procedure, cecotomy and cecorrhaphy. The animals in group aroeira and babassu received daily dose of 100 mg/kg of hydroalcoholic extract and 50 mg/kg of aquous extract respectively, by gavage. The control group received only saline solution. The parameters evaluated were: macroscopic changes, ,resistance test to air insufflations and histological changes. RESULTS : All animals showed good healing without infection. All groups presented adhesions between cecum and neighboring organs. The resistance test insufflating of atmospheric air showed progressive increase of pressure according to the days in the aroeira group, and decrease in babassu group, without significant difference. Microscopy showed significant difference in the polymorphonuclear, hyperemia, angiogenesis, fibroblast proliferation and collagen histological variables in the 14th day. CONCLUSION : Hydroalcoholic extract of aroeira and the aqueous extract of babassu favored the healing process in cecorrhaphy in rats.
Descritores: Extratos Vegetais/farmacologia
Ceco/cirurgia
Anacardiaceae
Arecaceae
Fitoterapia
Anti-Inflamatórios/farmacologia
-Período Pós-Operatório
Distribuição Aleatória
Doenças do Ceco/prevenção & controle
Aderências Teciduais
Aderências Teciduais/etiologia
Ratos Wistar
Modelos Animais
Neutrófilos/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1048609
Autor: Berbert, Pedro Amorim; Oliveira, Marcia Terezinha Ramos de; Molina, Marília Amorim Berbert; Soares, Karina de Jesus; Coelho, Antonione Araujo.
Título: Thin-layer convective drying behaviour of brazilian peppertree leaves / Secagem em camada delgada de folhas de aroeira
Fonte: Biosci. j. (Online);35(2):540-560, mar./apr. 2019. ilus, tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Studies on the drying kinetics of medicinal, aromatic and spice plants are a necessary step towards establishing the combination of drying parameters that would not qualitatively and quantitatively alter the quality of the fresh product. The purpose of this study was to investigate the drying kinetics of Brazilian peppertree (Schinus terebinthifolius) leaves and to verify whether the theoretical diffusion and the semi-empirical Lewis drying models were capable of accurately predicting the drying curves of the product at 35, 40, and 45°C, with a dry air mass flow rate of 0.731 kg s-1 m-2. Leaves were collected at 0800 h, 1200 h and 1700 h. The goodness of fit between experimental and predicted values was based on the correlation coefficient, root mean square error, mean absolute percentage error, mean bias error, and fit index. Residual plot analysis was also considered in the selection of the most effective drying model. Temperature had a pronounced effect on mass transfer and drying rate decreased continuously during the course of drying. Leaf collection time had little influence on the drying kinetics. Effective moisture diffusivity was found to increase with temperature. The results indicated that the Lewis model was considered a better predictor of the thin-layer drying behaviour of Brazilian peppertree leaves than the theoretical model based on Fick's second law of diffusion.

Estudos sobre a cinética da secagem de plantas medicinais, aromáticas e condimentares são necessários para o estabelecimento de parâmetros operacionais de secagem de forma a não alterar significativamente a qualidade e o perfil fitoquímico dessas plantas. O objetivo do presente trabalho foi investigar a cinética da secagem das folhas da aroeira-vermelha (Schinus terebinthifolius), além de verificar se o modelo teórico de difusão e o modelo semi-empírico de Lewis são capazes de predizer com acurácia as curvas de secagem do produto a 35, 40 e 45°C, com fluxo de ar seco de 0,731 kg s-1 m-2. As folhas foram coletadas às 8:00, 12:00 e 17:00 h. O grau de adequação dos valores obtidos pelas curvas de secagem àqueles obtidos experimentalmente foi avaliado empregando-se o coeficiente de determinação, a raiz do erro quadrático médio, o erro percentual absoluto médio, o viés médio e o índice de ajuste. A análise da dispersão dos resíduos também foi utilizada na escolha do modelo de predição mais efetivo. Observou-se que a temperatura tem efeito significativo na transferência de massa e a taxa de secagem diminuiu continuamente ao longo da secagem. O horário de coleta das folhas não teve influência significativa sobre a cinética da secagem. A difusividade efetiva da água aumentou com o aumento da temperatura. Os resultados evidenciaram que o modelo de Lewis descreve com maior grau de acurácia a secagem de folhas de aroeira-vermelha que o modelo teórico baseado na Segunda Lei de Difusão de Fick.
Descritores: Plantas Medicinais
Anacardiaceae
-Cinética
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  4 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1049386
Autor: Margato, Danielle Patrícia Borges; Olivato, Gustavo Benfatti; Lisboa, João Roberto Fernandes; Wilke, Pedro Po Oi Brant; da Silva, Carolina Nunhez; Junior, Vidal Haddad.
Título: Dermatites de contato causadas por aroeiras (Anacardiaceae) no estado de São Paulo, Brasil / Contact dermatitis caused by mastic (Anacardiaceae) in the state of São Paulo, Brazil
Fonte: Diagn. tratamento;24(4):[153-157], out - dez. 2019. fig, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Contexto e objetivos: Aroeira é o nome popular de árvores da família Anacardiaceae, que inclui plantas sensibilizantes como a poison ivy norte-americana (Toxicodendron radicans), o cajueiro (Anacardium occidentale) e a mangueira (Mangifera indica). Este estudo procura caracterizar o conhecimento sobre as aroeiras e a frequência de manifestações clínicas em camponeses. Desenho e local: Foi realizado estudo retrospectivo e prospectivo com pacientes e acompanhantes residentes em ampla área rural de cerrado no Centro-Oeste paulista. Métodos: A frequência e a relação causal entre a exposição a aroeiras, comuns na região, e a dermatite eczematosa típica foi pesquisada. Para a avaliação, foi utilizado um questionário específico. Resultados: Todos os 39 entrevistados conheciam aroeiras (100%) e 17 deles (43,58%) relataram ter se aproximado ou descansado sob essas árvores. Mais da metade deles (56,41% ou 22 indivíduos) relataram dermatites que relacionaram às arvores. Os demais entrevistados não desenvolveram reações, mas conheciam pessoas que o fizeram (43,59%). Três pacientes, ou 7,69% da amostra, apresentavam lesões de padrão eczematoso, creditando-as ao contato com aroeiras-bravas (Lithraea molleoides). Discussão: Devido à alta frequência com que essas árvores são encontradas no campo (cerrado brasileiro) e aos dados obtidos, percebemos também uma alta frequência de sensibilização nas áreas rurais. Conclusões: É imperativo que as campanhas de orientação e alerta sejam desenvolvidas para aumentar a conscientização sobre riscos potenciais, de modo que o contato com essas árvores seja evitado, evitando condições alérgicas que podem ser tão extensas quanto graves.
Descritores: Saúde Pública
Estudos Retrospectivos
Anacardiaceae
Dermatite de Contato
Toxicidade
Hipersensibilidade
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  5 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1046820
Autor: Bertoloni, Analisa Vasques; Polizel, Daniel Montanher; Ferraz Junior, Marcos Vinícius de Castro; Miszura, Alexandre Arantes; Barroso, José Paulo Roman; Martins, André Storti; Sardinha, Lairana Aline; Limede, Arnaldo Cintra; Oliveira, Gabriela Bagio; Ferreira, Evandro Maia; Pires, Alexandre Vaz.
Título: Brazilian red pepper fruit essential oil (Schinus terebinthifolius) may replace monensin in high concentrate diets for feedlot lambs / Óleo essencial dos frutos de aroeira (Schinus terebinthifolius) pode substituir a monensina em dietas com elevado teor de concentrado para cordeiros confinados
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);56(3):e153845, out. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Essential oil (EO) from Brazilian red pepper fruit contains compounds with antimicrobial activity, and could be possible substitutes for the antibiotics commonly used in ruminant nutrition. The objectives of the present study were to evaluate the effects of the Brazilian red pepper fruit EO (Schinus terebinthifolius) as a substitute for monensin on performance, carcass characteristics and meat of lambs fed high concentrate diets. Forty-eight lambs were used, 24 males (20 ½ Dorper × ½ Santa Inês and 4 Santa Inês) and 24 females (24 ½ Dorper × ½ Santa Inês), with 21.54 ± 0.88 kg of initial body weight (BW) and 78 ± 2.4 days of age, in a randomized complete block design. The experiment lasted 56 days, divided into 2 periods of 28 days each. The treatments were defined by the inclusion in diets of 8 ppm of monensin (MON), and the doses 0.14% (14EO), 0.28% (28EO) and 0.42% (42EO) of red pepper fruit EO. The additives were included in a base diet with a 10:90 of forage to concentrate ratio. At the end of 56 days, 32 animals were slaughtered for the measurement of carcass parameters and meat composition. There was no interaction among treatments and periods for average daily gain (P = 0.08), DM intake (P = 0.36), feed efficiency (P = 0.24) and oocyst of Eimeria ssp. in feces (P = 0.46). The treatments did not affect (P > 0.05) the average daily gain (ADG), dry matter intake (DMI) and feed efficiency. Lambs fed diets containing monensin had less (P < 0.01) oocyst/g compared with the diet 14EO. There was no effect of diets on carcass characteristics. The treatments with higher doses of the Brazilian red pepper fruit EO had reduced mineral content of meat compared to monensin. The red pepper fruit EO demonstrated the potential to replace monensin in feedlot lambs fed high concentrate diets, maintaining performance and carcass characteristics. However, the monensin has greater capacity to control coccidiosis in feedlot lambs.

Os óleos essenciais (OE) dos frutos de aroeira possuem compostos com atividade antimicrobiana, sendo possíveis substitutos aos antibióticos comumente utilizados na nutrição de ruminantes. Os objetivos do presente estudo foram avaliar os efeitos da inclusão do óleo essencial de aroeira fruta (Schinus terebinthifolius) como substituto da monensina sobre o desempenho, características de carcaça e da carne de cordeiros alimentados com dietas contendo elevado teor de concentrado. Foram utilizados 48 cordeiros, 24 machos (20 ½ Dorper × ½ Santa Inês e 4 Santa Inês) e 24 fêmeas (24 ½ Dorper × ½ Santa Inês), com peso inicial de 21,54 ± 0,88 kg e 78 ± 2,4 dias de idade, em delineamento de blocos completos casualizados. O experimento teve duração de 56 dias, divididos em 2 períodos de 28 dias cada. Os tratamentos foram definidos pela inclusão na dieta de 8 ppm de monensina sódica (MON) e as doses de 0,14% (14EO), 0,28% (28EO) e 0,42% (42EO) de óleo essencial dos frutos da aroeira. As dietas experimentais foram compostas por 10% de volumoso e 90% de concentrado. Ao final dos 56 dias, 32 animais foram abatidos para a mensuração dos parâmetros de carcaça e análise química da carne. Não houve interação entre tratamento e período para o ganho médio diário (P = 0,08), consumo de MS (P = 0,36), eficiência alimentar (P = 0,24) e contagem de oocistos de Eimeria ssp. (P = 0,46). Não houve efeito (P > 0,05) dos tratamentos no ganho de peso médio diário (GMD), consumo de matéria seca (CMS) e eficiência alimentar (EA). Cordeiros alimentados com dietas contendo monensina tiveram menor (P < 0,01) contagem de oocistos/g de fezes comparado com a dieta 14OE. Não houve efeito das dietas sobre as características de carcaça. A inclusão de 0,28 e 0,42% de OE de aroeira fruto reduziram a concentração de matéria mineral da carne dos cordeiros comparados ao tratamento MON. O OE dos frutos da aroeira demonstrou capacidade de substituir a monensina, apresentando resultados similares com relação ao desempenho e características de carcaça. Entretanto, a monensina apresentou maior capacidade no controle de coccidiose
Descritores: Óleos Voláteis/administração & dosagem
Ovinos/imunologia
Monensin/análogos & derivados
Anacardiaceae/enzimologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-966642
Autor: Polini, Deisy Micaelli Sousa Santos; Mendoça, Cristiane Gonçalves; Teodoro, Paulo Eduardo.
Título: Selectivity of herbicides in native forest species of cerrado / Seletividade de herbicidas em espécies florestais nativas do cerrado
Fonte: Biosci. j. (Online);34(2):326-332, mar./apr. 2018. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: A aggravating problems in forest management is weed interference, which is a factor that modifies adaptation and reduces plant growth. The use of herbicides is an indispensable practice to mitigate these effects in reforestation areas. This study aimed to evaluate the selectivity of glyphosate and imazapyr in native plants of the Brazilian Cerrado, such as: Schinus terebinthifolia (Anacardiaceae), Peltophorum dubium (Fabaceae) and Handroanthus albus (Bignoniaceae). The trial was carried out in a greenhouse at Unit of Aquidauana/UEMS. Experimental design was completely randomized, with seven treatments and five replications. Selectivity of the herbicides in the seedlings of these species was evaluated at 7, 14, 21, 28 and 60 days after application (DAA) of the herbicides, by means of a percentage scale of notes, where 0% corresponds to no injury and 100% corresponds to plant death. At the same time, for the weed control evaluation, visual analysis was also performed at 7, 14, 21, 28 and 60 DAA of the herbicides, where 100% was considered plant death and 0% no injury to weed. Imazapyr herbicide, when applied in the initial post-emergence in its lower level, it is selective to the tree species, but in the other concentrations it can affect differently the survival of them. Glyphosate herbicide was the least selective to the tree species in its different concentrations, causing phytotoxic effects with changes in the seedlings morphology. The results of this study could help in the integrated management of weeds and contribute to the efficient herbicide use in planting forest species in the Cerrado.

Um dos problemas mais agravantes no manejo florestal é a interferência que as plantas daninhas podem causar no desenvolvimento e crescimento das plantas. O uso de herbicidas é uma prática indispensável para atenuar esses efeitos em áreas de reflorestamento. Este trabalho teve como objetivo avaliar a seletividade dos herbicidas glyphosate e imazapyr em mudas de espécies nativas do Cerrado brasileiro, tais como: Schinus terebinthifolia (Anacardiaceae), Peltophorum dubium (Fabaceae) e Handroanthus albus (Bignoniaceae). O experimento foi conduzido em Casa de Vegetação, na Unidade Universitária de Aquidauana/UEMS. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com sete tratamentos e cinco repetições. A seletividade dos herbicidas nas mudas destas espécies foi avaliada aos 7, 14, 21, 28 e 60 dias após aplicação (DAA) dos herbicidas, por meio de uma escala percentual de notas, em que 0% corresponde a nenhuma injúria e 100% corresponde a morte da planta. Paralelamente, para a avaliação do controle das plantas daninhas também foi realizada analise visual aos 7, 14, 21, 28 e 60 dias após aplicação (DAA) dos herbicidas, através da avaliação visual de controle, onde 100% consideram-se morte da daninha e 0% nenhuma injúria à planta daninha. O herbicida imazapyr aplicado em pós-emergência inicial em sua menor dosagem é seletivo as espécies arbóreas, mas em maiores concentrações pode afetar sua sobrevivência de forma diferenciada nas espécies. O herbicida glyphosate foi o menos seletivo às espécies arbóreas em suas diferentes concentrações, causando intoxicações às mudas com alterações em sua morfologia. Os resultados deste trabalho podem auxiliar no manejo integrado de plantas daninhas e contribuir para o uso eficiente de herbicidas em plantios de espécies florestais no cerrado.
Descritores: Pradaria
Anacardiaceae
Tabebuia
Herbicidas
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  7 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-602451
Autor: Santos, Severino Barbosa dos; Lima, Andre Caires Alvino de; Melo, Amanda Renata da Silva; Frazão, Carolina da Silva; Cherpak, Guilherme Liausu.
Título: Comparação da eficácia da aroeira oral (Schinus terebinthifolius Raddi) com omeprazol em pacientes com gastrite e sintomas dispepticos: estudo randomizado e duplo-cego / Comparision of the efficacy of oral mastic (Schinus terebinthifolius Raddi) with omeprazole in patients with gastritis and dyspeptic symptons: a randomized, double-blind
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;29(4):118-125, out.-dez. 2010. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: comparar a eficácia e segurança da aroeira oral (Schinus terebinthifolius Raddi) versus omeprazol no tratamento de pacientes com sintomas dispépticos associados à gastrite. Métodos: este estudo clínico foi prospectivo, randomizado e duplo-cego. Setenta e dois pacientes com gastrite confirmada pelo exame endoscópico e anatomopatológico foram aleatoriamente convidados a receber comprimidos de aroeira ou omeprazol, por quatro semanas. A eficácia foi avaliada pelo desaparecimento ou melhora dos sintomas e pela melhora dos achados endoscópicos e histopatológicos. A avaliação do relato de incidência de efeitos adversos do medicamento também foi feita por questionário padronizado. Exames de endoscopia digestiva alta e anatomopatológicos foram realizados antes do tratamento e após o término da terapia. Resultados: a melhora percentual dos sintomas foi maior no grupo da aroeira, mas a diferença não foi estatisticamente significativa. Também não houve diferença significativa nos resultados dos achados endoscópicos e histopatológicos entre os dois grupos. Conclusão: aroeira se mostrou tão eficiente quanto omeprazol no tratamento dos sintomas dispépticos em pacientes com gastrite.

Objective: to compare the efficacy and safety of aroeira oral (Schinus terebinthifolius Raddi) versus omeprazole in the treatment of patients with dyspeptic symptoms associated with gastritis. Methods: this was a randomized, doubleblind clinical study. Seventy two patients with gastritis were randomly assigned to receive aroeira or omeprazole daily. Efficacy was assessed by evaluating improvement on endoscopic and hystopathologics findings and by symptom disappearance rates. Safety was assessed by recording incidence of any adverse drug reactions. Upper gastro-intestinal endoscopy was conducted at baseline and after therapy. Results: there were no significant differences in the baseline characteristics between the two groups. Symptom disappearance rates were higher in the aroeiras group but the difference was not significant. There was also no significant difference in the result of endoscopic and hystopathologic data between the groups. Conclusion: aroeira appears to be as effective as omeprazole for gastritis-associated dyspeptics symptoms in gastritis patients.
Descritores: Omeprazol
Anacardiaceae
Dispepsia
Gastrite
-Método Duplo-Cego
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  8 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-880808
Autor: Melo, Denise Braz de; Holanda, Cássio Anderson Silva; Pereira, Antonia Priscila; Morais, Tayanne Maíra Dantas Martins de; Barros, Áquila Priscila Pereira; Pereira, Bruna Larisse; Ribeiro, Antonia Chessman Alencar.
Título: Fitoterapia, por que não? / Phytotherapy, why not?
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;7(Suplemento 1):52-52, jun. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Hoje podemos de forma probatória mostrar o quanto é eficaz o uso da fitoterapia;que se usada numa posologia correta, demonstraremos aos mais céticos, que por trás da beleza da natureza esconde­se uma cura potencial para muitos males. Ao longo do processo evolutivo,o homem aprendeu a selecionar plantas para a sua alimentação e para o alívio de seus males.O resultado desse processo é o domínio do conhecimento do uso de ervas medicinais por alguns povos. No entanto, deve­se ressaltar que muitas vezes, esse recurso se dá por falta de acesso ao medicamento e de forma indiscriminada. Uma das ervas que tem ampla utilização popular e uma importante utilidade;é cicatrizante;é a Aroeira.Suas indicações além de cicatrizante são:contra febre,problemas no trato urinário,contra diarréia, gripes e inflamações em geral.Objetivos: Verificar como o conhecimento popular é repassado e se realmente há eficácia; comparar o conhecimento dos vendedores envolvidos na pesquisa a respeito da real utilidade terapêutica da planta, no caso a Aroeira; verificar o conhecimento desses comerciantes a respeito das vantagens e desvantagens do uso desses produtos e analisar a possibilidade de integrar a fitoterapia às unidades de atenção à saúde, inclusive no Sistema Único de Saúde (SUS). Método: Trata­se de um estudo descritivo com abordagem quantiqualitativa, realizado através de pesquisa de campo, sendo a amostra escolhida aleatoriamente, sem definição prévia do número de participantes; juntamente com referências bibliográficas. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram uma entrevista semi estruturada, livros,sites e artigos como referência bibliográfica. Resultados: De acordo com a pesquisa de campo foi possível notar que as mulheres na faixa etária de 50 anos são responsáveis pelo maior número de compradores e vendedores. A grande maioria aprendeu sobre aservas com pais e/ou familiares.Não há padrão de medidas de consumo entre as pessoas que fazem uso das ervas.Devido a diferença cultural,há uma discrepância com relação à posologia e para que serve realmente o uso do medicamento,como também o uso destes entre as diversas classes sociais,mas com mais frequência na classe baixa.Todos,exceto um participante, desejam que a fitoterapia esteja presente no SUS. Conclusão: Diante disso é importante que repensemos a utilidade e a verdadeira função daquilo que nos rodeia (recursos naturais) que não servem apenas para adornar esse mundo, mas nos ajudam a combater, tratar ou prevenir doenças.
Descritores: Anacardiaceae
Fitoterapia
-Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  9 / 96 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-968857
Autor: Borges, Darlan Ferreira; Lopes, Everaldo Antônio; Côrtes, Fernando Rabelo; Visôtto, Liliane Evangelista; Valente, Vânia Maria Moreira; Souza, Matheus de Freitas.
Título: Nematicidal potential of essential oils of Ageratum fastigiatum, Callistemon viminalis and Schinus terebinthifolius / Potencial nematicida de óleos essenciais de Ageratum fastigiatum, Callistemon viminalis e Schinus terebinthifolius
Fonte: Biosci. j. (Online);34(6 Supplement 1):90-96, nov./dec. 2018.
Idioma: en.
Resumo: Some essential oils are rich in nematicidal compounds and can be used for the management of plant-parasitic nematodes. Laboratory and field studies aiming to evaluate the efficiency of this compounds are necessary. The objective of this research was to assess the nematicidal potential of essential oils from leaves of Ageratum fastigiatum and Callistemon viminalis, and green and mature fruits of Schinus terebinthifolius on the root-knot nematode Meloidogyne javanica. In laboratory, the essential oil of S. terebinthifolius green fruits reduced hatching by more than 80% and increased juvenile mortality by 300% when compared to Tween 20 + water. In the field, none of the essential oils controlled M. javanica in lettuce. In conclusion, the essential oil of S. terebinthifolius green fruits reduces the egg hatching and kills J2 of M. javanica in laboratory. In an infested field with an average of 555 J2/100 cm3 of soil, the application of the essential oils of S. terebinthifolius, C. viminalis and A. fastigiatum does not control M. javanica in lettuce.

Alguns óleos essenciais são ricos em compostos nematicidas e poderiam ser usados no manejo de fitonematoides. Estudos laboratoriais e de campo que visam avaliar a eficiência desses compostos são necessários. O objetivo desta pesquisa foi avaliar o potencial nematicida de óleos essenciais de folhas de Ageratum fastigiatum e Callistemon viminalis e frutos verdes e maduros de Schinus terebinthifolius sobre o nematoide de galhas Meloidogyne javanica. Em laboratório, o óleo essencial de frutos verdes de S. terebinthifolius reduziu mais de 80% a eclosão e aumentou em 300% a mortalidade de juvenis em comparação com Tween 20 + água. No campo, nenhum óleo essencial controlou M. javanica em alface. Em conclusão, o óleo de frutos verdes de S. terebinthifolius reduz a eclosão e mata J2 de M. javanica em laboratório. Em campo com infestação média de 555 J2/100 cm3 de solo, a aplicação dos óleos essenciais de S. terebinthifolius, C. viminalis e A. fastigiatum não controla M. javanica em alface.
Descritores: Tylenchoidea
Óleos Voláteis
Alface
Anacardiaceae
Ageratum
Antinematódeos
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  10 / 96 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-966372
Autor: Silva, Givanildo Zildo da; Bruno, Riselane de Lucena Alcântara; Martins, Cibele Chalita; Azevedo, Aderdilânia Iane Barbosa de; Azevedo, Camila Firmino de; Lima, Rivete Silva.
Título: Morphoanatomy of Myracrodruon urundeuva Fr. All. seedlings submitted to different levels of water in the soil / Morfoanatomia de plântulas de Myracrodruon urundeuva Fr. All. submetidas a diferentes níveis de água
Fonte: Biosci. j. (Online);33(5):1321-1331, sept./oct. 2017. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: Myracrodruon urundeuva Fr. All. is a medicinal plant of the Caatinga biome, in brazilian northeast. This region is characterized by prolonged dry periods but little is known about the plants mechanisms to tolerate low water availability during their initial phase of growth and establishment seedling. The objective of this project was to evaluate morphological and anatomic characteristics of M. urundeuva seedlings submitted to different water levels in the soil. In a first experiment, the diaspores were sown in trays containing soil taken from the place of occurrence of the species. The substratum was moistened with water to reach 10 to 60% of the soil water retention capacity, with 5% intervals. In a second experiment, the diaspores were sown in the substratum kept at 60% of its water retention capacity for 15 days for the total seedling emergence since this is the most favorable condition for the species as identified during the first phase of this experiment. After that period, plant watering was suspended and the seedling kept in substrata at 60, 30, 25, 20, 15, and 10% of their water holding capacity for an additional period of 10 days, both experiments performed in protected environment. The increasing reduction in water availability led to a reduction in the number of leaves, the leaf area and leaflet thickness, the number of stomata in the leaf and in the cotyledon, the root length and the diameter of the central root. Characteristics such as the stem length, length, width and thickness of the cotyledon were not modified by the hydric stress.

Myracrodruon urundeuva Fr. All. é uma espécie medicinal da Caatinga. Este bioma apresenta períodos de grande seca, mas pouco se sabe sobre os mecanismos de tolerância destas plantas à falta de água no início do seu desenvolvimento e estabelecimento da plântula. O objetivo deste estudo foi avaliar as características morfoanatômicas de plântulas M. urundeuva submetidas a diferentes níveis de água no solo. Em um primeiro experimento, os diásporos foram semeados em terra coletada no local de ocorrência da espécie, em bandejas. O substrato foi umedecido com água em condições de 10 a 60% da capacidade de retenção, com intervalos de 5%. Num segundo experimento, os diásporos foram semeados no substrato mantido umedecido a 60% da capacidade de retenção de água por 15 dias, para a total emergência das plântulas, por ser esta a condição mais favorável à espécie identificada na primeira etapa do trabalho. Após este período, as regas foram interrompidas e as mudas foram mantidas em substrato umedecido com 60; 30; 25; 20; 15 e 10% de capacidade de retenção por mais 10 dias, ambos experimentos realizados em ambiente protegidos. Concluiu-se que redução progressiva da água disponível no solo fez diminuir o número de folhas; área foliar e espessura do folíolo; o número de estômatos da folha e no cotilédone, o comprimento da raiz e o diâmetro do cilindro central da raiz de M. urundeuva. Características como comprimento de caule, comprimento, largura e espessura do cotilédone não foram modificadas pela condição de estresse hídrico do ambiente.
Descritores: Anacardiaceae
Desidratação
Plântulas
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central



página 1 de 10 ir para página                        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde