Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.084.500.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 80 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 80 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1171783
Autor: Castrillo María L; Horianski Marta A; Jerke Gladis.
Título: Aislamiento de cepas de Aspergillus sección Nigri en la yerba mate comercializada en Posadas (Misiones, Argentina) y evaluación de su potencial ocratoxigénico / [Isolation of Aspergillus section Nigri strains in yerba mate in Posadas (Misiones, Argentina) and evaluation of their ochratoxigenic potential].
Fonte: Rev. argent. microbiol;45(2):110-3, jun. 2013.
Idioma: es.
Resumo: The objectives of the present work were to investigate the isolation frequency of genus Aspergillus in canchada yerba mate (YMCH) and elaborated yerba mate (YME) (Ilex paraguariensis) and the proportion of section Nigri isolates, as well as to determine ochratoxin A production by Aspergillus species section Nigri. Three hundred twenty eight Aspergillus strains from 20 samples of YMCH and 1306 Aspergillus strains from 36 samples of YME were isolated; of the total, 279 from the first group of strains and 1215 from the latter group, belonged to section Nigri. For the detection of ochratoxin A production, the strains were cultivated on Czapeck yeast extract agar and the toxin was detected by thin layer chromatography under UV light. Uniserate species predominance was observed in the 1494 strains of Aspergillus section Nigri obtained (Aspergillus japonicus var. japonicus and Aspergillus japonicus var. aculeatus), whereas none of the strains analysed showed ochratoxin A production in vitro at the detection level of the methodology employed.
Descritores: Aspergillus niger/isolamento & purificação
Aspergillus niger/metabolismo
Ilex paraguariensis/microbiologia
Ocratoxinas/biossíntese
-Argentina
Tipo de Publ: Resumo em Inglês
Artigo de Revista
Responsável: AR5.1 - Centro de Gestión del Conocimiento y las Comunicaciónes


  2 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1171779
Autor: Prado Martin José G; Porto Ernani; de Alencar Severino M; da Glória Eduardo M; CorrÛa Cristina B; Ribeiro Cabral Ingridy S.
Título: Antimicrobial activity of yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hil.) against food pathogens / Antimicrobial activity of yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hil.) against food pathogens.
Fonte: Rev. argent. microbiol;45(2):93-8, jun. 2013.
Idioma: es.
Resumo: Yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hil.) has been studied for its important biological activities mainly attributed to phenolic compounds. This study evaluated the antimicrobial activity of methanolic and ethanolic extracts of yerba mate against food pathogens, such as Staphylococcus aureus, Listeria monocytogenes, Salmonella Enteritidis and Escherichia coli through minimum inhibitory (MIC) and bactericidal (MBC) concentrations, in addition to the determination of chemical composition by gas chromatography with mass spectrometry (GC-MS) and phenolic content. The most effective extract had its activity evaluated under different pH conditions by growth curve analysis. All microorganisms except E. coli were inhibited. The ethanolic extract showed the lowest MIC/MBC (0.78/0.78 mg/ml), the highest phenolic content (193.9 g.GAE/kg) and the presence of chlorogenic acid derivatives, especially 3-O-caffeoylquinic and caffeic acid. This extract was able to inhibit microbial growth at pH 7 and 8.
Descritores: Escherichia coli/efeitos dos fármacos
Extratos Vegetais/farmacologia
Ilex paraguariensis
Listeria monocytogenes/efeitos dos fármacos
Salmonella enteritidis/efeitos dos fármacos
Staphylococcus aureus/efeitos dos fármacos
-Microbiologia de Alimentos
Tipo de Publ: Artigo de Revista
Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: AR5.1 - Centro de Gestión del Conocimiento y las Comunicaciónes


  3 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1148026
Autor: Pimentel, Nathalia; Rodrigues, Mhaiandry Benedetti; Flores, Rejane; Bisognin, Dilson Antônio.
Título: How do clonal plantlets of mate respond to different substrate compositions and shading levels? / Como as mudas clonais de erva-mate respondem a diferentes composições de substrato e níveis de sombreamento?
Fonte: Biosci. j. (Online);36(6):2020-2031, 01-11-2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Mate (Ilex paraguariensis A. St.-Hil) is an arboreal species of great economic and socio-environmental importance in South American countries. This specie presents several difficulties during seminal propagation, and studies related to plantlet production by vegetative propagation are fundamental for obtaining homogenous mate plantations with high leaf productivity. Therefore, the present study aimed to evaluate the effects of substrate and shading levels on the morphophysiological quality of mate plantlets produced by mini-cuttings. Rooted mini-cuttings of four mate clones were cultivated on commercial substrate, subsurface soil and vermiculite (2:1:1 v/v/v), commercial substrate and subsurface soil (2:1 v/v) or subsurface soil, cattle manure and carbonized rice hulls (2:1:1 v/v/v). After 120 days, the plantlets were randomly distributed on benches to evaluate the effects of 50 and 80% shading screens. Regardless of the clone, the commercial substrate and subsurface soil composition allowed plantlet production with satisfactory development of both aerial part and root system at 120 days of cultivation. Clone 06SM17 produced plantlets with high averages of stem diameter, shoot height, number of leaves, total length, surface area, total volume of roots, and number of root tips. Both shade levels resulted in similar stem diameters, shoot heights, numbers of leaves, and a, b, and total chlorophyll indices. Clonal mate plantlets with satisfactory morphophysiological quality are produced in commercial substrate and subsurface soil (2:1 v/v) under 50 and 80% shading.

A erva-mate (Ilex paraguariensis A. St.-Hil) é espécie arbórea de grande importância econômica e socioambiental para os países da América do Sul, que apresenta diversas dificuldades de propagação utilizando sementes, sendo os estudos relacionados à produção de mudas dessa espécie por propagação vegetativa fundamentais para a obtenção de ervais homogêneos e com alta produtividade foliar. Diante desse contexto, o presente estudo objetivou avaliar o efeito das composições de substratos e dos níveis de sombreamento na qualidade morfofisiológica das mudas de erva-mate produzidas por miniestaquia. Miniestacas enraizadas de quatro clones foram cultivadas em substrato comercial, solo de subsolo e vermiculita (2:1:1 v/v/v), substrato comercial e solo de subsolo (2:1 v/v) ou solo de subsolo, esterco bovino e casca de arroz carbonizada (2:1:1 v/v/v). Após 120 dias, as mudas foram aleatoriamente distribuídas em bancadas para avaliar o efeito do sombreamento de 50 e 80%. Independentemente do clone, a composição substrato comercial e solo de subsolo permitiu a produção de mudas com desenvolvimento satisfatório tanto da parte aérea, quanto do sistema radicular aos 120 dias de cultivo. O clone 06SM17 possibilitou a produção de mudas com altas médias de diâmetros de colo, altura da parte aérea, número de folhas, comprimento total, área superficial, volume total de raízes e número de extremidades das raízes. Os níveis de sombreamento não afetaram o diâmetro de colo, a altura da parte aérea, o número de folhas e os índices de clorofila a, b e total. Mudas clonais de erva-mate com satisfatória qualidade morfofisiológica podem ser produzidas em substrato comercial e solo de subsolo (2:1 v/v) em ambiente com 50% ou 80% sombreamento.
Descritores: Ilex paraguariensis
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  4 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147257
Autor: Schapovaloff, María E; Angeli Alves, Luis F; Urrutia, María I; López Lastra, Claudia C.
Título: Ocurrencia natural de hongos entomopatógenos en suelos cultivados con yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hil.) en Misiones, Argentina / Natural ocurrence of entomopathogenic fungi in soils cultivated with Paraguay tea (Ilex paraguariensis St. Hil.) in Misiones, Argentina
Fonte: Rev. argent. microbiol;47(2):138-142, June 2015.
Idioma: es.
Resumo: Este trabajo tuvo por objetivo aislar, identificar y caracterizar morfológicamente hongos entomopatógenos presentes en suelos cultivados con yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hil.). Se realizó una prospección de hongos entomopatógenos nativos a partir de 40 muestras de suelos cultivados con yerba mate ubicados en la provincia de Misiones, República Argentina, desde mayo de 2008 hasta junio de 2010. Las muestras de suelo se obtuvieron en cercanías de plantas de yerba mate, se aplicó la técnica de dilución seriada en medios de cultivos selectivos. Después de obtenidos los cultivos puros, los hongos fueron caracterizados macroscópica y microscópicamente, y se los identificó mediante el uso de claves taxonómicas específicas. Se aislaron 29 cepas fúngicas pertenecientes a las especies Beauveria bassiana (n = 17), Metarhizium anisopliae (n = 2) y Purpureocillium lilacinum (n = 10)

This study aimed to morphologically isolate, identify and characterize entomopathogenic fungi present in soils cultivated with Paraguay tea (Ilex paraguariensis). A survey of native entomopathogenic fungi was conducted from 40 soil samples grown with Paraguay tea in the province of Misiones, Argentina, from May 2008 to June 2010. The soil dilution plate methodology on selective culture media was used to isolate microorganisms. Taxonomic identification was performed using macroscopic and microscopic characters and specific keys. Twenty nine strains, belonging to the species Beauveria bassiana (n = 17), Metarhizium anisopliae (n = 2) and Purpureocillium lilacinum (n = 10) were isolated and identified
Descritores: Ilex paraguariensis
Ilex paraguariensis/microbiologia
Beauveria/isolamento & purificação
Metarhizium/isolamento & purificação
Fungos/isolamento & purificação
Fungos/classificação
-Microbiologia do Solo
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Estudo Observacional
Responsável: AR635.1 - FCVyS - Servicio de Información y Documentación


  5 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: lil-776411
Autor: Ferreira Cuelho, Camila Helena; de França Bonilha, Iuri; Scotti do Canto, Gizele; Palermo Manfron, Melânia.
Título: Recent advances in the bioactive properties of yerba mate
Fonte: Rev. cuba. farm;49(2), abr.-jun. 2015.
Idioma: en.
Resumo: Yerba mate (Ilex paraguariensis A. St. Hil.) is a perennial shrub of Aquifoliaceae family that grows naturally in South America and is cultivated in Argentina, Brazil, Chile, Paraguay and Uruguay. The aim of this review is to summarize concisely recent advances published in the last 4 years on the antioxidant, anti-diabetic, anti-obesity and antimutagenic activities of yerba mate. For this, a search was made in some of the databases on the web as PubMed, Google Scholar and Medline. There are several studies in the literature reporting the effects of yerba mate in the metabolic profile related to diabetes and obesity. Among the findings of the researches are the reduction of body weight, liver triglycerides and white adipose tissue. It also increases the levels of glucagon-like peptide 1 and leptin, reduces blood glucose and insulin resistance and contributes to a lower rate of growth of adipose tissue. Regarding the antioxidant properties, chlorogenic acid, caffeic acid and rutin are the compounds that contribute to the antioxidant activity. The aqueous extract also protects the red cells of hemolysis induced by hydrogen peroxide. In mutagenesis, researches suggest that dicaffeoylquinic acids in yerba mate could be potential anti-cancer agents. Saponins in leaves of yerba mate prevent the in?ammation and colon cancer in vitro. Already in skin cancer, oral and topic treatment of rats exposed at ultraviolet radiation with mate tea prevented the lipid peroxidation and DNA damage(AU)

La yerba mate (Ilex paraguariensis A. St. Hil.) es un arbusto perenne de la familia Aquifoliaceae, que crece naturalmente en Sudamérica y es cultivada en Argentina, Brasil, Chile, Paraguay y Uruguay. Esta revisión se centró en las publicaciones de los últimos 4 años sobre las actividades antioxidante, antidiabética, antiobesidad y antimutagénicas de la yerba mate. Para esto, se efectuó una búsqueda en la que se utilizaron algunas de las bases de datos en la web como PubMed, Google Académico y Medline. Se investigaron los efectos de la yerba mate en el perfil metabólico relacionados con la diabetes y obesidad. Entre los hallazgos estuvieron la reducción del peso corporal, triglicéridos del hígado y tejido adiposo blanco. Con el consumo de la yerba mate se observó que los niveles del glucagon like peptide 1 y leptina aumentan, así como reducen la glucemia y resistencia a la insulina; contribuyendo a un menor crecimiento del tejido adiposo. El ácido clorogénico, ácido caféico y rutina contribuyen con la actividad antioxidante. El extracto acuoso protege a las células rojas de la hemólisis inducida por el peróxido de hidrógeno. En la mutagénesis, las investigaciones sugieren que los ácidos dicafeoilquínico en la yerba mate pueden ser agentes anticancerígenos potenciales. Las saponinas en las hojas previenen la inflamación y el cáncer de colon in vitro. En el cáncer de piel, el tratamiento oral y tópico de ratones expuestos a la radiación ultravioleta evitó la peroxidación lipídica y el daño del ADN(AU)
Descritores: Antimutagênicos
Ilex paraguariensis/efeitos dos fármacos
Preparações de Plantas/uso terapêutico
Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Antioxidantes
-Brasil
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  6 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-782588
Autor: Santos, Clarissa Obem dos; Trindade, Simone Cézar; Silveira, Márcia Liliane Rippel; Santos, Roberta Oliveira; Sautter, Cláudia Kaehler.
Título: Caracterização, teor de polifenóis totais e atividade antioxidante em diferentes tipos de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hill.) para chimarrão / Characterization and determination of the total polyphenols contents and the antioxidant activity in four types of yerba mate (Ilex paraguariensis St. Hill.) for preparing chimarrão
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;73(1):77-86, jan.-mar. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Considerando-se a ampla utilização das folhas da erva-mate, bem como os benefícios advindos de seu emprego, neste estudo foi avaliada a qualidade de quatro tipos de ervas-mate nativas de espécime chimarrão: tradicional, com adição de 5 % e 10 % de açúcar, e a moída grossa, bem como a homogeneidade em três lotes dos produtos, correspondentes a diferentes semanas de processamento. Foram avaliadas as propriedades físico-químicas, o teor de polifenóis totais e a atividade antioxidante. Os extratos aquosos de erva-mate foram elaborados a 85 ºC, mantidos em de cocção em sistema fechado durante 10 e 30 minutos.As ervas-mate com adição de açúcar apresentaram menores teores de material mineral e de fibra bruta quando comparadas aos tipos tradicional e moída grossa. A erva-mate moída grossa acondicionada em embalagem laminada apresentou os menores valores de atividade de água em relação aos outros tipos de ervas acondicionados em embalagem de papel. A embalagem laminada também contribuiu para a menor absorção de oxigênio, que retarda a oxidação da clorofila e mantém a coloração verde do produto.Os extratos elaborados a partir da erva-mate moída grossa e os que permaneceram por maior tempo em decocção apresentaram maiores teores de polifenóis totais...
Descritores: Antioxidantes
Ilex paraguariensis
Polifenóis
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-680449
Autor: Chiesa, Lucinéia; Schlabitz, Cláudia; Souza, Claucia Fernanda Volken de.
Título: Efeito da adição de erva-mate nas características sensoriais e físico-químicas de barras de cereais / Effect of yerba mate on the sensory and physicochemical characteristicsof cereal bars
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(1):105-110, jan.-mar. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: No presente trabalho, foi procedida a produção de barras de cereais adicionadas de erva-mate, e as características físico-químicas e sensoriais foram avaliadas a fim de viabilizar uma nova alternativa de aproveitamento tecnológico dessa matéria-prima. Foram elaboradas quatro formulações de barras de cereais, adicionando-se 0%, 5%, 10% e 20% de erva-mate em pó do tipo chimarrão, as quais foram submetidas às análises físico-químicas para efetuar a determinação dos teores de umidade, cinzas, proteínas, lipídeos e carboidratos, e das características sensoriais de aceitação dos atributos referentes a aparência, sabor, textura, impressão global e intenção de compra. As barras de cereais adicionadas de 5%e 10% de erva-mate apresentaram índices de aceitabilidade de aproximadamente 70%. A formulação com 10% de erva-mate resultou em 9,13% de proteínas e 8,77% de lipídeos, cujos valores foram superiores e inferiores, respectivamente, aos dos detectados nas barras de cereais comercializadas na região. Esses produtos mais saudáveis, de maior valor nutricional e de menor teor de gordura atendem às exigências do atual mercado consumidor. Os resultados obtidos neste estudo comprovam a viabilidade de uso da erva mate no desenvolvimento de novos produtos alimentícios.
Descritores: Fenômenos Químicos
Análise de Alimentos
Grão Comestível
Ilex paraguariensis
Responsável: BR76.1 - Biblioteca


  8 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-542101
Autor: Carvalho, Suzana; Stuart, Rodrigo Makowiecky; Pimentel, Ida Chapaval; Dalzoto, Patricia do Rocio; Gabardo, Juarez; Zawadneak, Maria Aparecida Cassilha.
Título: Contaminação fúngica em chás de camomila, erva-doce e erva-mate / Fungi contamination in the chamomile, anis and mate teas
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;68(1):91-95, jan.-abr. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A avaliação da qualidade microbiológica de produtos armazenados, utilizados como plantas medicinais, é fundamental para garantir a segurança alimentar, em função do potencial micotoxigênico apresentado por algumas espécies de fungos. No presente trabalho foram realizados o isolamento, a quantificação e a identificação de fungos potencialmente produtores de micotoxinas em amostras de chás de camomila (Chamomilla recutita L.), erva-doce (Pimpinella anisum L.) e erva-mate (Ilex paraguariensis St.-Hil.), adquiridas em estabelecimentos comerciais da cidade de Curitiba, PR, Brasil. As amostras foram analisadas nas formas de infusão fria, de infusão tradicional e de cocção. Não houve diferenças significativas nos valores de UFC/g nas amostras de camomila, erva-mate e erva-doce analisadas na forma de infusão. Foram observadas diferenças significativas em amostras de camomila e erva-doce em forma de infusão fria em relação às demais formas de processamento de amostras, contudo essas não foram evidentes nas amostras de erva-mate. Os principais gêneros de fungos isolados das amostras analisadas foram Aspergillus sp (35,9%); Penicillium sp (9,4%); Fusarium sp (0,21%); Rhizopus sp (11,5%), Ulocladium sp (18,4%) e Mycelia sterilia (6,84%). Entre os fungos potencialmente toxigênicos, o Aspergillus sp foi o mais frequente nos três tipos de chás, seguido de Penicillium sp e Fusarium sp. Considerando que os fungos com potencial micotoxigênico persistem mesmo após a infusão ou cocção, recomenda-se que estratégias sejam desenvolvidas para garantir a qualidade e a segurança alimentar dos produtos consumidos pela população.
Descritores: Chá
Ilex paraguariensis
Matricaria
Micotoxicose
Micotoxinas
Pimpinella
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  9 / 80 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lázzari, Flávio A
Texto completo
Id: lil-383425
Autor: Borges, Larissa R; Lazzari, Sonia M. N; Lazzari, Flávio A.
Título: Análise de matérias estranhas em amostras de erva-mate, Ilex paraguariensis St. Hil, provenientes de sistemas de cultivo nativo e adensado / Extraneous material in maté, Ilex paraguariensis St. Hil, from native and compact cultivation systems
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;62(2):77-82, 2003. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A erva-mate é um produto amplamente consumido in natura, e deve, portanto, ser livre de contaminação por insetos e outras matérias estranhas a fim de garantir sua qualidade. Com o objetivo de comparar a qualidade sanitária da erva-mate procedente de dois sistemas diferentes de cultivo, foram analisadas, pelo método da flutuação descrito na AOAC em três repetições, duas amostras de erva-mate da área nativa e duas da adensada, além de uma amostra comercial usada como referência. Insetos adultos, larvas, ácaros e pêlos de roedores, cuja tolerância é zero, foram recuparados das amostras. Fragmentos de inseto também excederam o padrão estabelecido pelo Ministério da Saúde. As amostras de erva-mate comercial apresentaram os níveis mais elevados de fragmentos de insetos (73,3 fragmentos/10g); seguidas pelas amostras da 1. e 2. poda da área adensada (38,3 e 66,3) e 1 e 2. poda do erval nativo (34,3 e 23,3). Assim, todas as amostras estavam fora dos padrões e seriam condenadas. A adoção de rigorosas medidas sanitárias deveriam ser realizadas na colheita e em todo o processo para a manutenção da qualidade do produto. Uma revisão dos atuais padrões de qualidade também é necessária para adequar os limites de contaminação à realidade da cadeia produtiva da erva-mate
Descritores: Cultivos Agrícolas
Análise de Alimentos
Ilex paraguariensis
-Contaminação de Alimentos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  10 / 80 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-886913
Autor: BARBOSA, JULIERME Z; MOTTA, ANTONIO C V; CONSALTER, RANGEL; POGGERE, GIOVANA C; SANTIN, DELMAR; WENDLING, IVAR.
Título: Plant growth, nutrients and potentially toxic elements in leaves of yerba mate clones in response to phosphorus in acid soils
Fonte: An. acad. bras. ciênc;90(1):557-571, Mar. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Native to subtropical region of South America, yerba mate is responsive to P under some conditions, but the degree of influence of genetic and soil on the growth and composition of the leaf is unknown. The aim of study was to evaluate plant growth, nutrients and potentially toxic elements in leaves of yerba mate clones in response to P application in acid soils. In greenhouse condition, two yerba mate clone seedlings were grown (210 days) in pots, each clone in a completely randomized design in factorial scheme (with and without P; four acid soils). The elemental composition of leaves and the growth of plants were determined. Phosphorus promoted plant growth, but this was not accompanied by increased P in leaf tissue in all conditions tested. The P effect on the elemental composition varied: decrease/null (N, K, Mg, Mn, Cu, Ni, B, Mo, Al, Cd); increase/null (C/N, C, Ca, Fe, V); increase/decrease/null (Zn, Ba, Pb) and; null (Cr). The soils affect the elemental composition of the leaves, especially Mn, with accumulation greater than 1000 mg kg-1. The Ba, Pb, Al and Zn in the leaves varied among clones. Yerba mate response to P was affected by edaphic and plant factors.
Descritores: Fósforo/química
Solo/química
Células Clonais/química
Folhas de Planta/química
Ilex paraguariensis/crescimento & desenvolvimento
Ilex paraguariensis/química
-Valores de Referência
Sementes/crescimento & desenvolvimento
Sementes/efeitos dos fármacos
Fatores de Tempo
Oligoelementos/análise
Distribuição Aleatória
Folhas de Planta/efeitos dos fármacos
Ilex paraguariensis/efeitos dos fármacos
Fertilizantes
Desenvolvimento Vegetal/efeitos dos fármacos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde