Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.157 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 25 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 25 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Chavasco, Jorge Kleber
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146428
Autor: Silva, Ana Flávia da; Lopes, Marisa de Oliveira; Cerdeira, Cláudio Daniel; Ribeiro, Ingridy Simone; Rosa, Isael Aparecido; Chavasco, Jorge Kleber; Silva, Marcelo Aparecido da; Marques, Marcos José; Silva, Geraldo Alves da.
Título: Study and evaluation of antimicrobial activity and antioxidant capacity of dry extract and fractions of leaves of Raphanus sativus var. oleiferus Metzg / Estudo e avaliação da atividade antimicrobiana e capacidade antioxidante do extrato seco e frações de folhas de Raphanus sativus var. oleiferus Metzg
Fonte: Biosci. j. (Online);36(2):606-618, 01-03-2020. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: The radish (Raphanus sativus L.) is a vegetable of the Brassicaceae family cultivated worldwide and has several medicinal properties. Its biological activities are related to various secondary metabolites present in the species, especially phenolics. Thus, the objectives of this study were the chemical analysis and evaluation of the antioxidant and antimicrobial activities of the dry extract and fractions of the fodder turnip leaves (R. sativus var. oleiferus Metzg.). Samples were analyzed by mass spectrometry and the antioxidant activity was evaluated using the 2,2-diphenyl-1-picrylhydrazyl (DPPH) radical method and the reducing power method. Antimicrobial activity was determined by the agar diffusion and microdilution methods. The total phenols were concentrated in the butanol fraction (121.27 mg GAE/g) and the flavonoids were concentrated in the ethyl acetate fraction (98.02 mg EQ/g). The ethyl acetate fraction showed the best antioxidants results, with 83.45% of free radical scavenging and 11.34% of ferric ions reduction. The analysis of antimicrobial activity showed that the dry extract had the highest average zone of inhibition against Bacillus subtilis (18.67 mm). Smaller values of the minimum inhibitory concentration for Micrococcus luteus were, and the ethyl acetate fraction showed a lower minimum inhibitory concentration (0.1 mg/ml) for that microorganism. There was a strong correlation between the antioxidant activity and the content of phenols and flavonoids. The results showed the potential antioxidant and antimicrobial activities of this extract with the ethyl acetate fraction being most promising for further studies.

O rabanete(Raphanus sativus L.) é um vegetal da família Brassicaceae cultivado em todo o mundo e possui diversas propriedades medicinais. Suas atividades biológicas estão relacionadas aos vários metabólitos secundários presentes na espécie, especialmente os compostos fenólicos. Desta forma, os objetivos deste estudo foram realizar análises químicas e avaliar as atividades antioxidante e antimicrobiana do extrato seco e das frações das folhas de R. sativus var. oleiferus Metzg. As amostras foram analisadas em espectrômetro de massas e o potencial antioxidante foi avaliado pelos métodos do radical DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazila) e do poder redutor. A atividade antimicrobiana foi determinada pelos métodos de difusão em ágar e da microdiluição. Observou-se que os fenóis totais se concentraram na fração butanólica (121,27 mg EAG/g), enquanto que e os teores de flavonoides concentraram-se na fração acetato de etila (98,02 mg EQ/g). A fração acetato de etila apresentou os melhores resultados antioxidantes, com porcentagem de sequestro dos radicais DPPH de 83,45% e com porcentagem de redução dos íons férrico de 11,34%. A análise da atividade antimicrobiana revelou que o extrato seco teve maior média de halos de inibição frente ao Bacillus subtilis(18,67 mm). Os menores valores da concentração inibitória mínima foram para Micrococcus luteus, sendo que a fração acetato de etila demonstrou menor concentração inibitória mínima (0,1 mg/mL) para esse micro-organismo. Houve uma forte correlação entre a atividade antioxidante e o teor de fenóis e de flavonoides. Os resultados demonstraram potenciais ações antioxidante e antimicrobiana do extrato e das frações avaliados, sendo a fração acetato de etila promissora para estudos posteriores.
Descritores: Raphanus
Anti-Infecciosos
Antioxidantes
-Plantas Medicinais
Bacillus subtilis
Micrococcus luteus
Brassicaceae
Compostos Fenólicos
Fenômenos Químicos
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  2 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1118082
Autor: Iurkiv, Luciana; Eckstein, Barbara; Lorenzetti, Eloisa; Stangarlin, José Renato.
Título: Biotic and abiotic resistance inducers for controlling white rust in rocket (Eruca sativa) / Indutores de resistência bióticos e abióticos para controle de ferrugem branca em rúcula (Eruca sativa)
Fonte: Arq. Inst. Biol;87:e0202019, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Induced resistance emerges as an alternative method for controlling plant diseases. This study aimed to evaluate the efficacy of biotic and abiotic resistance inducers for controlling white rust in rocket (Eruca sativa), as well as biochemical changes (peroxidase) and fitness costs. The experiments were developed with the abiotic inducers acibenzolar-S-methyl (ASM) (12.5, 25, and 50 mg ai L-1) and citrus biomass (CB) (0.1, 0.25, and 0.5%), as well as with the biotic ones Saccharomyces cerevisiae (25 mg mL-1), Bacillus thuringiensis (25 mg p.c. mL-1), Saccharomyces boulardii (25 mg mL-1), and phosphorylated mannan oligosaccharide (PMO) (0.25%), in preventive and curative interventions. Fungicide mancozeb (1.6 g ai L-1), Bordeaux mixture (1%), and water were the control treatments. Leaf samples were collected 3, 7, 11, 15, and 19 days after the treatments to determine peroxidases and assess the severity and production. Concerning abiotic inducers, all doses of ASM and CB 0.5% (preventive) and CB 0.25% (curative) reduced the severity of white rust, whereas, among biotic inducers, only PMO applied preventively controlled the disease. Peroxidase activity was higher for CB 0.25% and ASM 50 mg L-1. Bordeaux mixture induced higher peroxidase activity.(AU)

A indução de resistência surge como um método alternativo para o controle de doenças em plantas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de indutores de resistência bióticos e abióticos no controle de ferrugem branca em rúcula (Eruca sativa), bem como alterações bioquímicas (peroxidase) e o impacto na produção. Foram desenvolvidos experimentos com os indutores abióticos acibenzolar-S-metil (ASM) (12,5; 25 e 50 mg i.a. L-1) e biomassa cítrica (BC) (0,1; 0,25 e 0,5%), e os bióticos Saccharomyces cerevisiae (25 mg p.c. mL-1), Bacillus thuringiensis (25 mg p.c. mL-1), Saccharomyces boulardii (25 mg p.c. mL-1) e manano-oligossacarídeo fosforilado (MOF) (0,25%), sendo aplicados preventiva e curativamente. Como controles foram utilizados o fungicida mancozeb (1,6 g i.a. L-1), calda bordalesa (1%) e água. Amostras de folhas foram coletadas aos 3, 7, 11, 15 e 19 dias após os tratamentos para a determinação de peroxidases, e avaliações de severidade e produção. Entre os indutores abióticos, todas as doses de ASM e BC 0,5% (preventivamente) e BC 0,25% (curativamente) reduziram a severidade da ferrugem branca, enquanto entre os indutores bióticos, apenas o MOF aplicado preventivamente, controlou a doença. A atividade de peroxidase foi superior para BC 0,25% e ASM 50 mg L-1. O tratamento com calda bordalesa também incrementou a atividade de peroxidase.(AU)
Descritores: Doenças das Plantas
Saccharomyces
Bacillus thuringiensis
-Peroxidase
Brassicaceae
Eficiência
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  3 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888815
Autor: Grigolli, J F J; Grigolli, M M Kubota; Ramalho, D G; Martins, A L; Vacari, A M; De Bortoli, S A.
Título: Phytophagy of the predator Podisus nigrispinus (Dallas, 1851) (Hemiptera: Pentatomidae) fed on prey and Brassicaceae / Fitofagia do predador Podisus nigrispinus (Dallas, 1851) (Hemiptera: Pentatomidae) em diferentes brassicáceas
Fonte: Braz. j. biol;77(4):703-709, Nov. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The purpose of this study was to investigate the development and reproduction of the zoophytophagous predator Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) fed kale, broccoli and cabbage affects its. Nymphs and adults of this predator were fed on larvae of Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae) as prey with kale, cabbage, or broccoli. In the nymph period, the duration and prey consumption were similar with all the Brassicacea cultivar. However, nymph viability was higher for predators with broccoli leaves. The mean weight of 5th-instar nymphs, newly emerged females and the sex ratio were similar among the Brassicacea cultivars, while newly emerged males were heavier with kale and broccoli leaves. The supply of broccoli leaves resulted in greater oviposition, higher number of eggs per egg mass and longer longevity of P. nigrispinus males and females. Furthermore, the consumption of P. xylostella larvae by adult predators was higher with these cultivars. The net reproductive rate (R0) and mean generation time (T) were highest for predators with prey and broccoli leaves. The reproductive parameters of P. nigrispinus were enhanced when fed on P. xylostella larvae with and broccoli leaves, which can be an alternative diet in laboratory rearing of this predator.

Resumo O objetivo deste estudo foi verificar o desenvolvimento e reprodução do zoofitófago Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) em couve, brócolis e repolho. Ninfas e adultos deste predador foram alimentados com lagartas de Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae) como presa e receberam folhas de couve, repolho ou brócolis. Durante o período ninfal, a duração do período e o consumo de presas foram semelhantes com as diferentes cultivares de brassicácea. Porém, a viabilidade ninfal foi maior para predadores com folhas de brócolis. O peso de ninfas de quinto instar e de fêmeas recém-emergidas e a razão sexual de P. nigrispinus foram semelhantes entre as cultivares de brassicáceas, enquanto que o peso de machos recém-emergidos foi maior com folhas de couve e brócolis. Folhas de brócolis proporcionaram maiores número de oviposições, ovos por postura e longevidade de machos e fêmeas de P. nigrispinus. Além disso, o consumo de lagartas de P. xylostella por adultos desse predador fora maiores com esta cultivar. A taxa líquida de reprodução (R0) e o tempo médio de geração (T) foram maiores para predadores com presa e folhas de brócolis. Podisus nigrispinus alimentados com lagartas de P. xylostella e folhas de brócolis apresentaram melhores parâmetros reprodutivos, podendo ser uma alternativa para a criação deste predador em laboratório.
Descritores: Comportamento Predatório
Brassicaceae/química
Heterópteros/fisiologia
Mariposas/química
Ninfa/fisiologia
-Heterópteros/crescimento & desenvolvimento
Cadeia Alimentar
Larva/crescimento & desenvolvimento
Larva/química
Mariposas/crescimento & desenvolvimento
Ninfa/crescimento & desenvolvimento
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-964237
Autor: Mereles H, Fátima Mereles.
Título: La diversidad, los usos y la conservación de las especies vegetales en los humedales del Paraguay / Diversity, uses and conservation of plant species in the wetlands of Paraguay
Fonte: Rojasiana;7(2):171-185, 2006.
Idioma: es.
Descritores: Plantas Comestíveis
Plantas Medicinais
Conservação dos Recursos Naturais
Magnoliopsida
Áreas Alagadas
-Paraguai
Fatores de Risco
Brassicaceae
Cyperaceae
Nymphaeaceae
Typhaceae
Responsável: PY37.1 - Biblioteca


  5 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1048571
Autor: Steiner, Fábio; Zuffo, Alan Mario.
Título: Drought tolerance of four vegetable crops during germination and initial seedling growth / Tolerância de quatro espécies de hortaliças ao déficit hídrico durante a germinação e crescimento inicial das plântulas
Fonte: Biosci. j. (Online);35(1):177-186, jan./fev. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Seeds of arugula (Eruca sativa Miller, cv. Cultivada), carrot (Daucus carota L., cv. Nantes), eggplant (Solanum melongena L., cv. Embú) and watermelon [Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai cv. Crimson Sweet] were submitted to different osmotic potentials induced by polyethylene glycol(PEG) with the objective of evaluate the effects of drought stress on seed germination and initial seedling growth. Seeds were distributed in plastic boxes containing blotter paper, soaked with PEG solutions prepared with osmotic potentials 0.0 (control), ­0.2, ­0.4, and ­0.8 MPa and kept into a seed germinator, at 25 °C for 14 days. A completely randomized design in a 4 × 4 factorial scheme with four replicates of 50 seeds each was used. The results showed that by increasing of the osmotic potential level, germinated seeds number, germination rate index, root and shoot length, shoot and root dry matter, and seedling vigor indices decreased, while mean germination time and root: shoot ratio increased in all four vegetable crops. Additionally, the carrot and watermelon are more susceptible than arugula and eggplant to drought stress, with germination response declining more rapidly with the rise of osmotic potential level. Arugula and eggplant crops tolerate water stress of up to ­0.2 MPa, without reducing germination of the seeds; however, the growth of shoots and roots are inhibited. The germination process of eggplant and watermelon seeds are completely inhibited at ­0.8 MPa osmotic potential, whereas germination of carrot seeds is completely inhibited at ­0.4 MPa osmotic potential. Severe drought stress limits the process of seed germination and initial seedling growth of vegetable crops.

Sementes de rúcula (Eruca sativa Miller, cv. Cultivada), cenoura (Daucus carota L., cv. Nantes), berinjela (Solanum melongena L., cv. Embú) e melancia [Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai cv. Crimson Sweet] foram submetidas a diferentes potenciais osmóticos simulados com polietileno glicol (PEG 6000) com o objetivo de avaliar os efeitos do estresse hídrico na germinação e no crescimento inicial das plântulas. As sementes foram distribuídas em caixas plásticas tipo Gerbox® contendo papel mata-borrão, o qual foi umedecido com diferentes soluções de PEG preparadas com quatro níveis de potenciais osmótico [0 (controle); ­0,2; ­0,4; e ­0,8 MPa]. As caixas plásticas foram então mantidas em câmara de germinação à 25 °C por 14 dias. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 × 4, com quatro repetições de 50 sementes cada. Os resultados mostraram que o aumento do nível de potencial osmótico da solução reduziu a porcentagem de germinação das sementes, o índice de velocidade de germinação, o comprimentos da parte aérea e da raiz principal, a produção de matéria seca da parte aérea e das raízes e os índices de vigor das plântulas, enquanto que o tempo médio de germinação e a relação entre a matéria seca da raiz/parte aérea aumentou em todas as quatro espécies de hortaliças. As culturas de cenoura e melancia são mais susceptível que a rúcula e a berinjela ao estresse hídrico, com resposta de germinação declinando mais rapidamente com o aumento do nível de potencial osmótico. A rúcula e a berinjela toleram estresse hídrico de até ­0,2 MPa, sem reduzir o processo de germinação das sementes; no entanto, o crescimento da parte aérea e das raízes são inibidos. O processo de germinação das sementes de berinjela e melancia são completamente inibidos em potencial osmótico de ­0.8 MPa, ao passo que a germinação das sementes de cenoura é completamente inibida em potencial osmótico de ­0.4 MPa. O estresse hídrico severo limita o processo de germinação das sementes e crescimento inicial de plântulas das quatro espécies de hortaliças.
Descritores: Sementes
Daucus carota
Brassicaceae
Citrullus
Desidratação
Solanum melongena
-Verduras
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  6 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-996829
Autor: Nogueira, Luciano; Almeida, André Cirilo de Sousa; Freitas, Marcelo Mueller de; Ribeiro, Zulene Antonio; Boiça Junior, Arlindo Leal; Jesus, Flávio Gonçalves de.
Título: Attractiveness, non-preference for feeding and oviposition to Ascia monuste orseis Godart (Lepidoptera: Pieridae) in collard greens / Atratividade, não-preferência para alimentação e oviposição de Ascia monuste orseis Godart (Lepidoptera: Pieridae) em couve comum
Fonte: Arq. Inst. Biol;85:e0362017, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: Collard greens Brassica oleracea var. acephala is one of the most important horticultural grown in Brazil for human feeding. The caterpillar Ascia monuste orseis (Lepidoptera: Pieridae) stands out among the important pest in Brassicaceae causing severe plant defoliation. The objective of this study was to identify resistant genotypes (antixenosis) in 26 collard greens genotypes to A. monuste orseis. In free-choice test, randomized blocks were used; and in the non-choice test we adopted a completely randomized design. Manteiga de Jundiaí, crespa de Capão Bonito, couve de Arthur Nogueira 1, manteiga I-1811, manteiga de Ribeirão Pires I-1811, orelha-de-elefante and Pires 1 de Campinas presented antixenosis (non-preference for oviposition). Pires 1 de Campinas, manteiga I-1811, manteiga de São José, verde-escura and manteiga de Monte Alegre presented antixenosis (non-preference for feeding). These collard greens genotypes can be directly used by farmers for cultivation or by breeders as donor sources in breeding programs for resistance to A. monuste orseis.(AU)

Brassica oleracea var. acephala (couve comum) é uma das mais importantes olerícolas cultivadas no Brasil para alimentação humana. A lagarta Ascia monuste orseis (Lepidoptera: Pieridae) destaca-se entre as pragas mais significativas no cultivo de Brassicaceae por causar severa desfolha na planta. O objetivo deste trabalho foi identificar, em 26 genótipos de couve comum, fontes de resistência (antixenose) a A. monuste orseis. No teste de livre escolha, adotou-se o esquema casualizado de blocos; e no teste sem chance de escolha o esquema foi inteiramente casualizado. Manteiga de Jundiaí, crespa de Capão Bonito, couve de Arthur Nogueira 1, manteiga I-1811, manteiga de Ribeirão Pires I-1811, orelha-de-elefante e Pires 1 de Campinas apresentaram antixenose (não preferência para oviposição). Pires 1 de Campinas, manteiga I-1811, manteiga de São José, verde-escura e manteiga de Monte Alegre apresentaram antixenose (não preferência para alimentação). Esses genótipos de couve comum podem ser cultivados diretamente por agricultores ou ser usados por melhoristas em programas de melhoramento genético para resistência a A. monuste orseis.(AU)
Descritores: Controle de Pragas/métodos
Brassicaceae
-Brassica
Lepidópteros
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  7 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1009424
Autor: De Bortoli, Sergio Antonio; Carvalho, Jackeline da Silva; Vacari, Alessandra Marieli; Goulart, Roberto Marchi.
Título: Consumo foliar da traça-das-crucíferas em couve e brócolis tratados com sinigrina / Leaf area consumed by diamondback moth feeding on kale and brocolis treated with sinigrin
Fonte: Arq. Inst. Biol;81(3):264-271, July-Sept. 2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A estimativa da área foliar, em função da sua redução causada pelo consumo por insetos filófagos, é uma metodologia básica em várias áreas da Entomologia, como, por exemplo, em estudos sobre resistência de plantas, entomologia econômica e ecologia nutricional. Um dos fatores que pode interferir na quantidade de área foliar consumida pelo fitófago é a presença de certos químicos nas folhas, como a sinigrina em brassicáceas. Dessa forma, foram aplicadas em folhas de couve e brócolis diversas concentrações de sinigrina (0,2, 0,4, 0,8, 1,6, e 3,2 mg/mL em solução a 5% de Tween20(r)), medindo-se o consumo da área foliar por lagartas de P. xylostella, o qual foi aferido pela porcentagem de redução da área, diferença de peso e escala visual de notas. Os resultados mostraram que as concentrações 0,2, 0,4 e 3,2 mg/mL de sinigrina aumentam o consumo em folhas de couve e diminuem em folhas de brócolis por lagartas de P. xylostella. As metodologias utilizadas proporcionam resultados similares, sendo as estimativas de peso fresco e nota visual mais práticas.(AU)

Leaf area estimation, based on their reduction due to consumption by phytophagous insects, is a basic methodology in several areas of Entomology, for instance, in studies about plant resistance, economic entomology and nutritional ecology. One of the factors that can affect the amount of leaf area consumed by insects is the presence of certain chemicals in the leaves, such as sinigrin in Brassicaceae. Thus, several concentrations of sinigrin were applied on the leaves of cabbage and broccoli (0.2, 0.4, 0.8, 1.6, and 3.2 mg/mL in 5% Tween20(r) solution) in order to measure leaf area consumption by larvae of P. xylostella, estimated by the percentage of area reduction, weight loss and visual scale of notes. The results show that the concentrations of 0.2, 0.4 and 3.2 mg/mL of sinigrin increase larvae consumption of P. xylostella on kale leaves and decrease it on broccoli leaves. The methodologies used provide similar results, and fresh weight measurements and visual grades are more practical.(AU)
Descritores: Brassicaceae
Insetos
-Controle de Pragas
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  8 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-964554
Autor: Fuzhao, Nian; Leifeng, Zhao.
Título: Molecular characterization and expression pattern of a novel cadmium resistance gene of tobacco / Caracterização e padrão de expressão molecular de um novo gene de fumo para resistência ao cádmio
Fonte: Biosci. j. (Online);31(4):1024-1029, july/aug. 2015.
Idioma: en.
Resumo: Cadmium (Cd) of tobacco is a pollutant that is extremely toxic to the health of humans. Protein plant cadmium resistance 8 gene has been characterized to increase the plant Cd resistance. In present experiment, the complete mRNA sequence of tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene was amplified using the rapid amplification of cDNA ends methods. The full-length tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene mRNA was 887bp containing an 555 bp open reading frame, which encodes a protein of 184 amino acids. BLAST analysis revealed that tobacco protein plant cadmium resistance 8 protein shares high homology with the protein plant cadmium resistance 8 of potato (81%), Lycopersicon esculentum (80%), Eutrema salsugineum (60%), Capsella rubella (58%) and thale cress (57%). Results also showed that tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene has a closer genetic relationship with the protein plant cadmium resistance 8 gene of Lycopersicon esculentum. The expression profile was studied and the results indicated that tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene was highly expressed in root, moderately expressed in stem, and hardly expressed in flower and leaf. These results established the primary foundation of utilizing tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene to decrease the cadmium content of tobacco and benefit the health of humans in the future.

Cádmio (Cd) oriundo do fumo é um poluente que é extremamente tóxico a saúde humana. Um gene encontrado na planta de fumo que codifica uma proteína para resistência (gene 8) tem sido caracterizado para aumentar a resistência do fumo na absorção do elemento Cádmio (Cd).No experimento realizado a seqüência do mRNA de fumo que codifica uma proteína foi amplificada usando métodos de amplificação de CDNAs. A proteína completa codificada pelo gene 8 apresenta um mRNA com 887 pb com uma fita de leitura de 555 pb, a qual codifica 184 aminoácidos. A análise de BLAST demonstrou uma homologia de 81 % com o gene 8 da batateira, de 80 % com o tomateiro (Lycopersicon esculentum), 60 % para Eutrema salsugineum , 58 % para Capsella rubella e 57 % para o agrião. A proteína expressada pelo gene 8 para resistência do fumo a absorção do Cádmio também apresenta um forte relacionamento genético com a proteína expressa pelo gene 8 do tomateiro (Lycopersicon esculentum). Os perfis da expressão protéica para a proteína oriunda do gene 8 do fumo foi de grande magnitude em raiz, moderadamente expressa no caule e de difícil expressão nas flores e nas folhas. Estes resultados obtidos fundamentam o uso deste gene 8 de fumo para resistência ao Cádmio com o propósito de reduzir o teor de cádmio na planta de fumo e com reflexos benéficos para a saúde humana no futuro.
Descritores: Tabaco
Cádmio
Lycopersicon esculentum
Brassicaceae
Capsella
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  9 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-529829
Autor: Ruzic, Romana; Jerman, Igor; Skarja, Metod; Leskovar, Robert T; Mogilnicki, Lea.
Título: Effects of electrically transferred molecular information on the germination of garden cress / Efeitos de informação molecular transferida eletricamente sobre a germinação do agrião
Fonte: Int. j. high dilution res;7(24):122-131, 2008. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: We followed a hypothesis that biologically relevant information from various substances can be non-chemically transferred to organisms through a combination of a high voltage electric field that can stably imprint information into water or a water solution. A special device was constructed, and a thoroughly tested biological sensor system (i.e. cress seedlings exposed to a defined heat stress), was used. The results demonstrate a clear evidence of biological effects of electrically imprinted information of biologically active substances into water solution, however not necessarily with an obvious connection to the effects of the original (donor) substance. The growth reaction of cress seedlings was either stimulatory or inhibitory, depending on the time of the application.

Seguimos a hipótese de que informação biologicamente relevante de várias substâncias pode ser transferida de maneira não química a organismos, através da combinação de um campo elétrico de alta intensidade, que pode imprimir estavelmente informação na água ou sistemas aquosos. Foi construído um aparelho especial e foi utilizado um sistema sensor especial, amplamente provado (plantas de agrião expostas a estresse térmico definido). Os resultados demonstram evidência dos efeitos de informação eletricamente impressa de substâncias biologicamente ativas em soluções aquosas. No entanto, estes efeitos não estão necessariamente ligados aos próprios da substância original (doadora). A reação de crescimento das plantas de agrião foi ora estimulatória ou inibidora, dependendo do momento da aplicação.
Descritores: Brassicaceae
Citocinas
Germinação
Herbicidas
Homeopatia
Responsável: BR926.1 - Biblioteca Artur de Almeida Rezende Filho


  10 / 25 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-912600
Autor: Santos, Juciléia Irian dos; Rogério, Flávia; Migliavacca, Rafaela Alenbrant; Gouveia, Beatriz; Silva, Tiago Benetoli da; Barbosa, Mauro Cezar.
Título: Efeito da adubação potássica na cultura do crambe / Effect of potassium fertilization in crambe culture
Fonte: Biosci. j. (Online);28(3):346-350, may/june 2012. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O crambe é uma planta brassica de inverno, com alto teor de óleo que apresenta grande potencial para a produção de matéria prima para biodiesel. É uma cultura de inverno que possui ciclo curto de desenvolvimento que varia de 90 a 100 dias, sendo utilizada como alternativa para a entressafra. Este trabalho foi realizado no município de Umuarama ­ PR, em Latossolo Vermelho distrófico típico, o delineamento experimental foi de blocos casualizados e teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de doses de potássio (0, 15, 30, 60 e 90 kg ha-1) na cultura do crambe. A aplicação de doses de potássio resultou em aumento significativo da produtividade da cultura, no entanto não influenciou na massa de 100 grãos, massa seca e teor de óleo.

Crambe abyssinica is a winter brassica, with high oil content showing great potential for source of raw material for biodiesel production. It's a winter crop with short development cycle, ranging from 90 to 100 days, being used as an option for off season. This work was conducted in Umuarama County, Parana State, Latossoil Red dystrophic typical, the experimental design was a randomized complete block and aimed to evaluate the effect of potassium growing application (0, 15, 30, 60 and 90 kg ha-1) in the crambe crop. It was possible to observe that the application of different potassium doses resulted in significant increasing in yield crop, however didn't influence mass of 100 grains, dry mass and oil content.
Descritores: Potássio
Brassicaceae
Biocombustíveis
-Produção Agrícola
Responsável: BR396.4



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde