Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.177.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-782971
Autor: VENTURA, A.C.S.S.; da SILVA, C.B.; SIMIONATTO, E.; BURCI, L.M.; de OLIVEIRA, M.; DALARMI, L.; MIGUEL, O.G.; MIGUEL, M.D..
Título: Efeito fitotóxico do óleo volátil de Cleome guianensis Aubl. sobre o crescimento inicial de Senna occidentalis L. / Phytotoxic effect of Cleome guianensis Aubl. on the initial growth of Senna occidentalis L.
Fonte: Rev. bras. plantas med;18(1,supl.1):349-355, 2016. graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Aleloquímicos são substâncias liberadas por certas espécies vegetais no ambiente que influenciam a germinação e o desenvolvimento de outras plantas. O objetivo desse estudo foi avaliar o potencial fitotóxico de Cleome guianensis Aubl., bem como determinar o grau de estresse oxidativo causado em Senna occidentalis L. Para isso, o óleo das folhas de C. guianensis, nas concentrações 0,5 µg/mL, 1,0 µg/mL, 2,5 µg/mL e 5,0 µg/mL, em solução de 5 ml foi testado em bioensaios de germinação e de crescimento da raiz primária e do hipocótilo de S. occidentalis. Os indivíduos de S. occidentalis foram macerados, homogeneizados e submetidos a ensaios de quantificação da catalase, peroxidase, SOD e de peroxidação lipídica. Os resultados indicam que todas as concentrações do óleo volátil causaram um efeito negativo sobre a germinação e crescimento de S. occidentalis. Na concentração 5,0 µg/mL, houve 56% de inibição da germinação e 83% de inibição de crescimento do hipocótilo. Ainda, o óleo aumentou a atividade das enzimas induzidas pelo estresse oxidativo catalase, peroxidase e superóxido dismutase (SOD). Quanto à peroxidação lipídica, o óleo nas concentrações 1,0 µg/mL, 2,5 µg/mL e 5,0 µg/mL aumentou a produção de malondialdeído. Sendo assim, conclui-se que C. guianensis apresenta aleloquímicos que influenciam na germinação e no crescimento de S. occidentalis, além de aumentar a atividade das enzimas catalase, peroxidase, SOD e a produção de malondialdeído em S. occidentalis. Dessa forma, sugere-se a realização de estudos sobre o perfil químico do óleo a fim de descobrir as substâncias responsáveis por tais resultados e consolidar o potencial fitotóxico de C. guianensis.

ABSTRACT Allelochemicals inhibit the germination and growth of other plants. The purpose of this study was to assess the phytotoxic potential of Cleome guianensis Aubl., as well as determine the degree of oxidative stress caused in Senna occidentalis L. For this purpose, oil from the leaves of C. guianensis in concentrations of 0.5 µg/mL, 1.0 µg/mL, 2.5 µg/mL, and 5.0 µg/mL were tested in bioassays on the germination and growth of S. occidentalis. Specimens of S. occidentalis were macerated, homogenized, and submitted to catalase, peroxidase, superoxide dismutase (SOD), and lipid peroxidation quantification tests. Results showed that all concentrations of the volatile oil had a negative effect on S. occidentalis germination and growth. In the 5.0 µg/mL concentration, the oil inhibited 56% of germination and 83% of hypocotyl growth. In addition, the oil increased the activity of the enzymes induced by oxidative stress: catalase, peroxidase, and superoxide dismutase SOD. For lipid peroxidation, the oil in the 1.0 µg/mL, 2.5 µg/mL and 5.0 µg/mL concentrations increased the production of malondialdehyde. In addition, C. guianensis presents allelochemicals that influence the germination and growth of S. occidentalis, also enhancing activity of the catalase, peroxidase, and SOD enxymes, as well as malondialdehyde production in S. occidentallis. Hence, further studies of the chemical profile of this oil should be performed in order to discover which allelochemicals are responsible for these results and consolidate the phytotoxic potential of C. guianensis.
Descritores: Alelopatia
Cleome/química
Senna (Planta)/classificação
-Estresse Oxidativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-700020
Autor: Silva, A.L.; Chaves, F.C.M.; Lameira, R.C.; Bizzo, H.R..
Título: Rendimento e composição do óleo essencial de Piper aduncum L. cultivado em Manaus, AM, em função da densidade de plantas e épocas de corte / Yield and composition of the essential oil from Piper aduncum L, cultivated in Manaus, AM, regarding plant density and cutting period
Fonte: Rev. bras. plantas med;15(4,supl.1):670-674, 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A pimenta-de-macaco (Piper aduncum L. - Piperaceae) é uma espécie usada na medicina popular em quase todo o Brasil e apresenta alto teor de óleo essencial (2,5 a 4,0%) rico em dilapiol - éter fenílico com ação inseticida. O presente trabalho teve como objetivo contribuir para o sistema de cultivo da espécie P. aduncum nas condições de Manaus - AM. O experimento foi realizado na área experimental da Embrapa Amazônia Ocidental. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com quatro repetições, cada repetição com quatro plantas na área útil. Sete densidades de plantas (0,5 m x 0,5 m; 1,0 m x 0,5 m; 1,0 m x 1,0 m; 1,5 m x 1,0 m; 1,5 m x 1,5 m; 2,0 m x 1,5 m e 2,0 m x 2,0 m, E1 a E7, respectivamente) e três épocas de corte (C1 - 6 meses após transplantio; C2 - rebroto de C1 aos 6 meses - plantas com idade de 12 meses, no campo; C3 - rebroto de C2 aos 6 meses - plantas com 18 meses, no campo), portanto em esquema fatorial. Foi observado que o segundo corte (C2) apresentou maior produção, no espaçamento E4. Não houve diferença estatística para o teor de óleo essencial em C1, independente da densidade de plantas. Com relação ao rendimento (produção) em óleo essencial, o melhor foi observado com o corte C2, nos espaçamentos E3 e E4, com 76,0 kg/ha e 88 kg/ha, respectivamente, contendo até 85,6% de dilapiol no óleo. Assim, a melhor condição de cultivo nas condições de teste foi observada para o período de corte C2 e espaçamentos de 1,0 m x 1,0 m, e de 1,0 m x 1,5 m.

Pimenta-de-macaco (monkey pepper - Piper aduncum L. - Piperaceae) is a species used in folk medicine throughout Brazil, containing an essential oil (2.5 to 4.0% yield) rich in dillapiole, an arylpropanoid with insecticide action. The objective of this research was to improve the cultivation system of P. aduncum in local conditions of Manaus, AM. The study was conducted in the experimental fields of Embrapa Western Amazon, and used randomized blocks with four replicates, each replicate with four plants in its testing area. Seven plant densities (0.5 m x 0.5 m; 1.0 m x 0.5 m; 1.0 m x 1.0 m; 1.5 m x 1.0 m; 1.5 m x 1.5 m; 1.5 m 2.0 m; 2.0 m x 2.0 m, E1 to E7 respectively) and three cutting periods (C1 - 6 months after transplanting, C2 - regrowth of C1 after 6 months (plants with 12 months in the field) and C3 - regrowth of C2 after 6 months (plants with 18 months in the field), therefore in a factorial scheme. A larger production was observed in the second cutting (C2) in the plant density E4. There were no statistical differences in the essential oil content in C1, regardless of densities. In relation to the essential oil yield, the best result was observed for the cutting period C2 in the E3 and E4 densities, 76.0 kg/ha and 88 kg/ha, respectively, with a dillapiole content of up to 85.6%. Therefore, the best cultivation condition according to the test was observed for the cutting after 12 months of transplantation and plant density of 1.0 m x 1.0 m or 1.5 m x 1.5 m.
Descritores: Cleome/crescimento & desenvolvimento
Óleos Voláteis/farmacologia
-Cultivos Agrícolas
Plantas Medicinais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-435182
Autor: El-Shenawy, Nahla S; Soliman, Maha F. M; Abdel-Nabi, Ismail M.
Título: Does Cleome droserifolia have anti-schistosomiasis mansoni activity? / Cleome droserifolia tem atividade anti-esquistossomose mansônica?
Fonte: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo;48(4):223-228, July-Aug. 2006.
Idioma: en; pt.
Resumo: The present study was undertaken to assess the effect of the crude extract of Cleome droserifolia (CD) leaves on experimentally infected mice with Schistosoma mansoni. Two groups of mice, showing a patent infection of S. mansoni, one of them was daily treated with an alcoholic extract of CD leaves (0.31 g kg-1 body weight, i.p.) for 21 days. The schistosomicidal activity of the CD extract was evaluated, three weeks post-treatment, on some parasitological and histopathological aspects including worm load, oogram pattern, faecal eggs releasing and granuloma formation. In addition, serum thyroid hormones levels (tri-iodothyronine; T3 and tetra-iodo-thyronin; T4), serum total protein contents and hepatic reduced glutathione (GSH) were evaluated. Treatment using CD extract resulted in a weak reduction in worm burden (32.46 percent) and affected the viability of both mature and immature eggs as indicated by the increase in the percentage of dead eggs and the decrease in the percentage of live ones. In addition, a week post-treatment, eggs elimination was observed in the stool of the infected-treated group which was low compared to the infected group. There was a suppressive effect of the extract on granuloma formation that could be due to the antioxidant effect of the extract. These data are confirmed by increasing hepatic GSH, serum total proteins and thyroid hormone levels in the infected-treated group as compared to the infected group. Treatment significantly enhanced b globulin fractions of the protein. Based on these assumptions, CD extract has beneficial effects on thyroid hormones status and anti-schistosomiasis activity. The beneficial effects of CD extract could be related to its direct effects on the parasite, and secondary to its effect on the antioxidant capacity of the host. The present study could emphasize the precise mechanism (s) of CD extract protection.

O presente estudo foi realizado para verificar o efeito do extrato cru de folhas de Cleome droserifolia (CD) em camundongos experimentalmente infectados com Schistosoma mansoni. Em dois grupos de camundongos mostrando infecção patente por S. mansoni, um deles foi tratado diariamente com extrato alcoólico de folhas de CD (0.31g kg-1 por peso corporal, i.p.) por 21 dias. A atividade esquistossomicida do extrato de CD foi avaliada, três semanas após o tratamento, em alguns aspectos parasitológicos e histopatológicos incluindo carga parasitária, padrão de oograma, eliminação fecal de ovos e formação de granuloma. Além disto, níveis séricos de hormônio tireoideano (tri-iodotironina: T3 e tetra-iodotironina: T4), conteúdo sérico total de proteínas e glutatione hepático reduzido (GSH) foram avaliados. Tratamento usando extrato de CD resultou em fraca redução da carga de vermes (32,46 por cento) e afetou a viabilidade de ovos maduros ou não, como indicado pelo aumento na porcentagem de ovos mortos e o descrécimo na porcentagem de ovos viáveis. Além disso, uma semana após o tratamento, a eliminação de ovos foi observada nas fezes do grupo infectado-tratado que foi baixa comparada ao grupo infectado. Houve efeito supressivo do extrato sobre a formação de granuloma que poderia ser devido ao efeito antioxidante do extrato. Estes dados são confirmados pelo aumento do GSH hepático, soro total de proteínas e níveis dos hormônios tireoideanos no grupo infecto-tratado quando comparado com o grupo infectado. O tratamento aumentou significativamente as frações beta-globulina da proteína. Baseado nestas afirmativas o extrato de CD tem efeitos benéficos sobre o nível dos hormônios tireoideanos e da atividade anti-esquistossomica. Os efeitos benéficos do extrato de CD poderiam estar relacionados com seu efeito direto sobre o parasita, e secundariamente por seus efeitos na capacidade anti-oxidante do hospedeiro. O presente trabalho poderia enfatizar o(s) mecanismo(s) preciso(s) desta proteção do extrato de CD.
Descritores: Cleome/química
Granuloma/parasitologia
Schistosoma mansoni/efeitos dos fármacos
Esquistossomose mansoni/tratamento farmacológico
Esquistossomicidas/farmacologia
-Modelos Animais de Doenças
Relação Dose-Resposta a Droga
Fezes/parasitologia
Glutationa/análogos & derivados
Granuloma/tratamento farmacológico
Extratos Vegetais/farmacologia
Fatores de Tempo
Hormônios Tireóideos/sangue
Limites: Animais
Masculino
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde