Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.198.500.984 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895501
Autor: Oliveira Neto, Temístocles Soares de; Riet-Correa, Franklin; Barbosa, Francisca Maria Sousa; Nascimento, Harlan Hallamys Lima; Carvalho, Lucas Rannier Ribeiro Antonino; Alves, Alexandre José; Lucena, Ricardo Barbosa.
Título: Intoxicação por Portulaca elatior (Portulacaceae) em bovinos / Portulaca elatior (Portulacaceae) poisoning in cattle
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(8):785-789, Aug. 2017. ilus.
Idioma: pt.
Projeto: Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia.
Resumo: Descreve-se um surto de intoxicação aguda em bovinos causado pela ingestão de Portulaca elatior na região nordeste do Brasil. O surto resultou da ingestão a partir da administração da planta no cocho pelo criador para os bovinos. Quatro de cinco bovinos foram intoxicados e dois morreram. Os sinais clínicos incluíram dor abdominal, tremores musculares, intensa salivação, timpanismo moderado e desidratação. O curso clínico da doença variou de 10 a 18 horas. Os achados macroscópicos incluíram desidratação, avermelhamento das mucosas dos pré-estômagos, abomaso e intestinos, além de ulceração da mucosa ruminal. Nos dois casos foi notada a presença de fragmentos de Portulaca no interior do rúmen. Os achados histológicos foram de degeneração e necrose das camadas superficiais do epitélio dos pré-estômagos, necrose e inflamação da mucosa intestinal e necrose linfoide. As atividades de AST e GGT estavam dentro dos valores de normalidade. O diagnóstico de intoxicação associado à ingestão de P. elatior foi baseado na epidemiologia, sinais clínicos e lesões. A ausência de informação sobre a toxicidade de P. elatior foi a principal causa para a ocorrência da intoxicação acidental.(AU)

An outbreak of acute poisoning in cattle caused by the ingestion of Portulaca elatior occurred in the northeastern Brazil. The outbreak resulted from ingestion of the plant provided by the farmer. Four out of five cattle were poisoned and two died. Clinical signs included abdominal pain, muscle trembling, intense salivation, mild bloat and dehydration. The course of the disease ranged from 10 to 18 hours. Gross findings included dehydration, reddening of the mucosa of forestomachs, abomasum, and intestine, with ulcerations of the ruminal mucosa. The presence of Portulaca leaves in the rumen was noted in both cases. The main histologic lesions were superficial to full thickness degeneration and necrosis of the stratified epithelium lining the forestomachs, necrosis and inflammation of the intestinal mucosa, and lymphoid necrosis. The serum activities of AST and GGT and serum were within normal ranges. The diagnosis of poisoning associated with ingestion of P. elatior was based on the epidemiology, clinical signs and lesions. The lack of information about the toxicity of P. elatior was the main cause for the accident of poisoning.(AU)
Descritores: Intoxicação por Plantas/veterinária
Rúmen
Portulacaceae/toxicidade
Necrose/veterinária
-Plantas Tóxicas
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde