Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.318 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 7 [refinar]
Mostrando: 1 .. 7   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 7 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888810
Autor: Maia, V C; Monteiro, R F.
Título: Lopesia davillae (Diptera, Cecidomyiidae), a new species of gall midge from Brazil associated with Davilla rugosa (Dilleniaceae) / Lopesia davillae (Diptera, Cecidomyiidae), uma nova espécie de cecidomiídeo do Brazil associada à Davilla rugosa (Dilleniaceae)
Fonte: Braz. j. biol;77(4):680-685, Nov. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Lopesia davillae, a new species of gall midge associated with the reproductive structures of Davilla rugosa (Dilleniaceae), is described and illustrated (larva, pupa, male, female, and damage) based on material collected in Rio de Janeiro, Brazil. This new species is compared with its congeneric species. This is the first record of Lopesia on Dilleniaceae.

Resumo Lopesia davillae, uma nova espécie de Cecidomyiidae associada a estruturas reprodutivas de Davilla rugosa (Dilleniaceae), é descrita e ilustrada (larva, pupa, macho, fêmea e dano) com base em material coletado no estado do Rio de Janeiro, Brasil. A nova espécie é comparada com as outras espécies conhecidas do mesmo gênero. Este é o primeiro registro de Lopesia em Dilleniaceae.
Descritores: Cadeia Alimentar
Dilleniaceae/crescimento & desenvolvimento
Dípteros/classificação
Herbivoria
-Pupa/anatomia & histologia
Pupa/classificação
Pupa/crescimento & desenvolvimento
Brasil
Dípteros/anatomia & histologia
Dípteros/crescimento & desenvolvimento
Larva/anatomia & histologia
Larva/classificação
Larva/crescimento & desenvolvimento
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-705089
Autor: Macedo, Jéssica Marques; Souza, Luciana Godoy Pellucci; Valenzuela, Virgina del Carmem Troncozo; Oliveira, Alaíde Braga; Castilho, Rachel Oliveira; Jácome, Rose Lisieux Ribeiro Paiva.
Título: Variação sazonal nos teores de flavonoides, taninos e atividade antioxidante de Davilla rugosa Poir / Seasonal variation in the flavonoid and tannin contents and antioxidant activity of Davilla rugosa Poir
Fonte: Rev. ciênc. farm. básica apl;34(4), dez. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Davilla rugosa Poir. (Dilleniaceae) é uma trepadeira, conhecida como folha de lixa e cipó-cabloco, com distribuição geográfica ampla no Brasil. É utilizada como analgésica, vasoconstritora, antiúlcera, útil no tratamento das hemorroidas e varizes. O objetivo do trabalho foi investigar a influência da variação sazonal sobre alguns parâmetros das folhas de D. rugosa, como os teores de flavonoides e taninos. Os teores de flavonoides e taninos, determinados nas 4 estações do ano, foram avaliados segundo a Farmacopeia Brasileira e foram mais elevados no verão (0,71%; 16,73%) seguido do outono (0,58%; 16,39%). Considerando que substâncias fenólicas são, provavelmente, os responsáveis pela atividade anti-inflamatória e antiulcerogênica, podemos inferir que a melhor época de coleta, que conduza a uma matéria-prima com concentrações desejáveis de princípios ativos, é, preferencialmente, no verão seguida do outono. A atividade antioxidante do extrato de acetato de etila, desengordurado com hexano, submetido ao teste do DPPH, apresentou uma CE50 de 24,73 ±2,95 μg/mL e no ensaio do fosfomobdênio de 1,85 ±0,57 mmol de ácido ascórbico/mg de extrato seco. A atividade antioxidante encontrada nos extratos reforça os efeitos anti-inflamatórios e antiúlcera gástrica atribuídos para a espécie.

Davilla rugosa Poir. (Dilleniaceae) is a woody vine, popularly known as “folha de lixa e cipó-caboclo”, native to forest edges widely distributed across Brazil. It is used as an analgesic, vasoconstrictor and anti-ulcer agent and is useful in the treatment of hemorrhoids and varicose veins. The aim of this study was to investigate the influence of seasonal changes on some parameters of its leaves, such as the contents of flavonoids and tannins and antioxidant activity. The contents of flavonoids and tannins were determined in each of the four seasons, as recommended by the Brazilian Pharmacopeia, and found to be highest in summer (0.71%; 16.73%), followed by autumn (0.58%; 16.39%). Considering that phenolic substances are probably responsible for the anti-inflammatory and anti-ulcerogenic activities, we can infer that the best time for collection, to obtain a raw material with good concentrations of these metabolites, is in summer and autumn. The antioxidant activity of the ethyl acetate extract, subjected to the DPPH test after defatting with hexane, showed an EC50 of 24.73 +2.95 μg/mL and the equivalent of 1.85 +0.57 mmol ascorbic acid/mg dry extract in the phosphomolybdenum assay. The antioxidant activity determined for this extract enhances the anti-inflammatory and anti-ulcer activities attributed to the species.
Descritores: Antioxidantes
Dilleniaceae
Flavonoides
Taninos
-Fitoterapia
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  3 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-595825
Autor: Kumar, Sunil; Kumar, Vipin; Prakash, Om.
Título: Antidiabetic and antihyperlipidemic effects of Dillenia indica (L.) leaves extract / Efeitos antidiabético e anti-hiperlipidêmico de extratos de folhas de Dillenia (L. )
Fonte: Braz. j. pharm. sci;47(2):373-378, Apr.-June 2011. tab.
Idioma: en.
Resumo: The present study was carried out to evaluate antidiabetic and antihyperlipidemic effects of Dillenia indica methanolic leaves extracts in streptozotocin induced diabetic Wistar rats by administering graded oral doses (250 and 500 mg/kg body weight) for 21 days. The extract showed significant antidiabetic activity (p<0.001). Furthermore, the decreased body weight of rats was significantly improved after extract treatments. Daily oral treatment with the extract for 21 days to diabetic rats, also resulted in significant reduction in serum cholesterol, triglycerides and serum transaminase levels but HDL-cholesterol level was found to be improved (p<0.001) as compared to the diabetic control group. The extract treatment also showed to enhance serum insulin level in diabetic rats as compared to the diabetic control group. In conclusion, D. indica leaf extract might be useful for diabetes mellitus management and other abnormalities associated with this metabolic disorder.

Realizou-se o presente estudo para avaliar os efeitos antidiabético e anti-hiperlipidêmico de extratos metanólicos de folhas de Dillenia indica em ratos wistar com diabetes induzido por estreptozotocina por meio da administração de doses orais (250 e 500 mg/kg de peso corporal) por 21 dias. O extrato mostrou atividade antidiabética significativa (p<0,001). Além disso, a diminuição do peso corporal dos ratos foi significativamente melhorada após o tratamento com os extratos. O tratamento com doses orais do extrato por 21 dias aos ratos diabéticos também resultou em redução significativa do colesterol, triglicerídios e níveis de transaminase séricos, mas o nível de HDL-colesterol foi melhorado (p<0,001), quando comparado ao grupo controle diabético. O tratamento com extrato também mostrou aumento do nível sérico de insulina em ratos diabéticos comparativamente ao grupo controle diabético. Em conclusão, o extrato de folha de D. indica poderia ser útil para o controle do diabetes mellitus e de outras anormalidades associadas a essa disfunção metabólica.
Descritores: Hipolipemiantes
Dilleniaceae/efeitos dos fármacos
Dilleniaceae/química
Extratos Vegetais/uso terapêutico
Hipoglicemiantes
-Análise de Variância
Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Hiperglicemia/induzido quimicamente
Insulina/efeitos adversos
Análise Estatística
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Ratos
Adulto Jovem
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  4 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-582262
Autor: Kushima, Hélio.
Título: Efeito dos extratos metanólicos das folhas de Davilla elliptica e Davilla nitida na vigência de colite experimental induzida por ácido trinitrobenzenosulfônico em ratos / Effects of methanol extracts of leaves of Davilla elliptica and Davilla nitida in the presence of experimental colitis induced by trinitrobenzene sulfonic acid in rats.
Fonte: Botucatu; s.n; 2010. [58] p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista. Instituto de Biociências de Botucatu para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A doença inflamatória intestinal (DII) corresponde a um conjunto de desordens crônicas inflamatórias intestinais, de etiologia ainda desconhecida, sendo a retocolite (RCU) e a doença de Crohn (DC) as duas doenças mais representativas e de maior importância clínica. Devido a pouca eficácia das terapias convencionais, muitos pacientes recorrem a métodos alternativos, como o uso de plantas medicinais. As espécies Davilla elliptica St. Hil e Davilla nitida (Vahl) Kubitzki (família Dilleniaceae) são plantas arbustivas comumente encontradas no Cerrado brasileiro. D. elliptica, conhecida como lixeirinha, é utilizada na medicina popular para o tratamento de afecções do trato gastrointestinal, como úlceras e gastrites, e também utilizado como antiinflamatório. D. nitida (cipó de fogo) apresenta um grande potencial para o tratamento de doenças do trato gastrointestinal, pois semelhante a D. elliptica, apresenta comprovada ação gastroprotetora e ambas possuem perfis fitoquímicos semelhantes, compostos basicamente de polifenóis. Os objetivos deste trabalho foram avaliar os efeitos preventivos e/ou curativos dos extratos metanólicos de D. elliptica (EDE) e D. nitida (EDN) em modelos experimentais de colite (agudo e crônico) induzidos pelo ácido trinitrobenzenosulfônico (TNBS) em ratos e os possíveis mecanismos decorrentes dessas ações farmacológicas. A partir dos resultados anteriormente obtidos da ação gastroprotetora de ambos os extratos, foram selecionadas as doses empregadas nos modelos experimentais de colite. Foi constatado que altas doses (500 mg/kg) de EDE e EDN administradas oralmente, promovem o agravamento das injúrias no cólon (aumento de 47 e 21 das lesões, respectivamente). Porém, ao avaliar os efeitos agudos de ambos os extratos no modelo de colite com doses menores (31.2, 62.5 e 125 mg/kg), ocorreram reduções significativas das áreas (para ambos os extratos) e dos escores das lesões (somente de EDN) promovidas pelo TBNS.
Descritores: Ácido Trinitrobenzenossulfônico/farmacologia
Colite Ulcerativa/prevenção & controle
Colite Ulcerativa/terapia
Dilleniaceae
Extratos Vegetais/uso terapêutico
Fitoterapia
Ratos
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação
BR33.1


  5 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-535420
Autor: Soares, M. L; Bustamante, K. G. L; Figueiredo, A. D. L; Pimenta, F. C; Fiuza, T. S; Bara, M. T. F; Tresvenzol, L. M. F; Paula, J. R.
Título: Análise da atividade antimicrobiana das folhas de Davilla elliptica St.-Hil. (Dilleniaceae) / Investigation of antimicrobial activity of Davilla elliptica St.-Hil. leaves (Dilleniaceae)
Fonte: Rev. ciênc. farm. básica apl;30(2), 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Davilla elliptica St.-Hil. (Dilleniaceae) é um arbusto,usado popularmente como adstringente, tônico, sedativo, diurético, no tratamento de hemorróidas, hérnia e em aplicações tópicas como anti-séptico na limpeza de ferimentos. O presente estudo teve por objetivo avaliara atividade antimicrobiana dos extratos etanólicos brutos das folhas de D. elliptica coletadas em Alexânia e Goiânia, Goiás, Brasil. Os extratos etanólicos brutos foram obtidos, por maceração a frio, a partir das folhas dessecadas e pulverizadas. A atividade antimicrobiana foi avaliada utilizando 25 cepas de microrganismos (Gram-negativos, Gram-positivos e levedura) através da determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) utilizando-se o inoculador de Steers. Os extratos obtidos de plantas coletados nas duas localidades inibiram o crescimento de todas as cepas avaliadas. O extrato da amostra coletada em Alexânia apresentou atividade antimicrobiana com CIM variando de 0,371 mg/mL a 0,743 mg/mL. O extrato da amostra coletada em Goiânia apresentou CIM variando de < 0,023 mg/mL a 11,9 mg/mL. Os extratos etanólicos brutos das folhas de D. elliptica foram mais ativos contra as bactérias Gram-positivas do que para as bactérias Gram-negativas.

Davilla elliptica St.-Hil.(Dilleniaceae) is a shrub, whose leaves are traditionally used in Brazilian popular medicine as an astringent, tonic, sedative and diuretic and to treat hemorrhoids and hernia and it is applied a topical antiseptic to clean wounds. The aim in this study was to assess the antimicrobial activity of crude ethanol extracts of D. elliptica leaves collected in the towns of Alexânia and Goiânia, state of Goiás, Brazil. The crude extracts were obtained by cold maceration, of the dried and pulverized leaves in ethanol. Antimicrobial activities against 25 strains of microorganisms (Gram-negative bacteria, Gram-positive bacteria and a yeast) were tested determining by the Minimal Inhibitory Concentration (MIC) in agar plates inoculated with using a Steers replicator. Extracts of from inhibited the growth of all strains evaluated. The extract of the sample collected in Alexânia showed antimicrobial activity with MICs ranging from 0.371 mg/mL to 0.743 mg/mL, while that collected in Goiânia showed MICs ranging from <0.023 mg/mL to 11.9 mg/mL. The D. elliptica crude leaf ethanol extracts evaluated were more active against Gram-positive than Gram-negative bacteria.
Descritores: Dilleniaceae
Plantas Medicinais
Testes de Sensibilidade Microbiana/métodos
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  6 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-533177
Autor: Vilar, Juliana Brandstetter; Andrade, Laryssa Silva de; Leite, Kaio Ramos; Ferreira, Heleno Dias; Chen, Lee Chen.
Título: Assessment of genotoxicity and cytotoxicity of "lixeira" (Curatella americanaL. ) using the prophage λ induction test (SOS inductest) / Avaliação da genotoxicidade e citotoxicidade de "lixeira" (Curatella americana L.) utilizando o teste de indução profago λ (teste de indução SOS)
Fonte: Braz. j. pharm. sci;45(3):491-496, July-Sept. 2009. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: Curatella americana L., commonly known as "lixeira" in Brazil, has been used in folk medicine to treat ulcers and inflammations. The purpose of the present work was to evaluate the cytotoxic and genotoxic potential of the ethanolic extract of C. americana stem bark using the prophage λ induction test (SOS inductest). To evaluate the cytotoxicity of this plant, after treatment with different concentrations of the extract, Escherichia coli WP2s(λ) cultures were diluted in M9 buffer, inoculated into LB plates, and incubated for 24 h at 37 ºC. To assess genotoxicity, the lysogenic strain E. coli WP2s(λ) was treated with different concentrations of the extract. Then, the lysogenic strain was added to the indicator strain (RJF013), LB(1/2)(malt/amp), seeded into plates with the matches, and incubated for 24 h at 37 ºC. After this period, the total number of colonies and the number of plaques were counted to evaluate C. americana cytotoxicity and genotoxicity, respectively. Our results showed that although the extract of "lixeira" did not modify the survival of bacteria (p > 0.05), it caused a significant increase in prophage λ induction, especially at the higher concentrations (p<0.05). Therefore, we conclude that the ethanolic extract of C. americana stem bark did not present cytotoxic effect, but some genotoxic potential was observed.

Curatella americana L., comumente conhecida como "lixeira" no Brasil, é utilizada em medicina popular para tratamento de úlceras e inflamações. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o potencial citotóxico e genotóxico do extrato etanólico das cascas de C. americana utilizando o Induteste SOS. Para avaliar a citotoxicidade da planta, depois de tratadas com diferentes concentrações do extrato, culturas de E. coli WP2s(λ) foram diluνdas em tampão M9 e semeadas em placas LB. Para avaliar a genotoxicidade da planta, a cepa lisogênica WP2s(λ) de E. coli foi tratada com diferentes concentrações do extrato. Em seguida, esta foi adicionada à cepa indicadora (RJF013) e ambas foram semeadas em placas em meio LB(1/2)(malt)(amp). Todas as culturas foram incubadas por 24 h a 37 ºC. Posteriormente, o número total de colônias e o número de centros infecciosos foram computados para a avaliação da citotoxidade e da genotoxicidade desta planta, respectivamente. Os resultados mostraram que embora o extrato de C. americana não tenha modificado a sobrevivência bacteriana (p > 0,05), provocou aumento significativo (p < 0,05) na indução do profago λ, especialmente nas concentrações mais altas. Assim, concluiu-se que o extrato etanólico das cascas de C. americana não apresentou atividade citotóxica, mas foi observada ação genotóxica direta.
Descritores: Citotoxicidade Imunológica
Dilleniaceae
Genotoxicidade
Prófagos/patogenicidade
-Análise de Variância
Ativação Transcricional/genética
Lisogenia
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  7 / 7 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Vilegas, Wagner
Leite, Clarice Queico Fujimura
Carlos, Iracilda Zeppone
Texto completo
Id: lil-463483
Autor: Lopes, Flávia Cristine Mascia; Placeres, Marisa Campos Polesi; Jordão Junior, Cleso Mendonça; Higuchi, Célio Takashi; Rinaldo, Daniel; Vilegas, Wagner; Leite, Clarice Queico Fujimura; Carlos, Iracilda Zeppone.
Título: Immunological and microbiological activity of Davilla elliptica St. Hill. (Dilleniaceae) against Mycobacterium tuberculosis
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;102(6):769-772, Sept. 2007. graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP. Biota.
Resumo: Mycobacterium tuberculosis is responsible for over 8 million cases of tuberculosis (TB) annually. Natural products may play important roles in the chemotherapy of TB. The immunological activity of Davilla elliptica chloroform extract (DECE) was evaluated in vitro by the determination of hydrogen peroxide (H2O2), nitric oxide (NO), and tumor necrosis factor-alpha (TNF-alpha) release in peritoneal macrophages cultures. DECE was also tested for its antimycobacterial activity against M. tuberculosis using the microplate alamar blue assay. DECE (50, 150, 250 mug/ml) stimulated the production of H2O2 (from 1,79 ± 0,23 to 7,27 ± 2,54; 15,02 ± 2,86; 20,5 ± 2,1 nmols) (means ± SD), NO (from 2,64 ± 1,02 to 25,59 ± 2,29; 26,68 ± 2,41; 29,45 ± 5,87 mumols) (means ± SD) and TNF-alpha (from 2,44 ± 1,46 to 30,37 ± 8,13; 38,68 ± 1,59; 41,6 ± 0,90 units/ml) (means ± SD) in a dose-dependent manner and also showed a promising antimycobacterial activity with a minimum inhibitory concentration of 62,5 mug/ml. This plant may have therapeutic potential in the immunological and microbiological control of TB.
Descritores: Antibióticos Antituberculose/farmacologia
Dilleniaceae/química
Macrófagos/microbiologia
Mycobacterium tuberculosis/efeitos dos fármacos
-Antibióticos Antituberculose/isolamento & purificação
Peróxido de Hidrogênio/metabolismo
Testes de Sensibilidade Microbiana
Macrófagos/metabolismo
Óxido Nítrico/biossíntese
Extratos Vegetais/farmacologia
Fator de Necrose Tumoral alfa/biossíntese
Limites: Animais
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde