Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.341 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 26 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 26 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1132255
Autor: Pegorin, Giovana SantAna; Marques, Márcia Ortiz Mayo; Mayer, Cassia Roberta Malacrida; Santos, Lucinéia.
Título: Development of a Phytocosmetic Enriched with Pequi (Caryocar brasiliense Cambess) Oil
Fonte: Braz. arch. biol. technol;63:e20190478, 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The pulp oil of Caryocar brasiliense Camb., better known as pequi, is used in the typical cuisine of the Brazilian Cerrado region. It is also used in folk medicine to combat several types of disease of the respiratory system and skin. However, since its exploration is purely extractive, the exhaustion of this plant is already foreseen. Thus, in order to establish the sustainable use of pequi and contribute to its maintenance, this study aimed to develop a phytocosmetic with antioxidant and photoprotective properties using the oil of this fruit. Initially, the cytotoxicity of the oil was evaluated in order to establish the safety of its use and its fatty acid composition. Then, from the cream enriched with the oil, it was evaluated the antioxidant and photoprotector potentials, quantified the total phenolic content and examined the quality of the formulation. Pequi oil showed high percentages of palmitic (52.11%) and oleic (44.57%) fatty acids and absence of cytotoxicity. The analysis of the cream revealed 168.8 mg of total phenols in gallic acid equivalent per 100 g of oil. The evaluation of antioxidant activity showed an EC50 of 2.921 mg/mL and a capacity of inhibiting the lipoperoxidation process higher than 100%. The obtained sun protection factor was 11.40 at the concentration of 6.25 mg/mL. The quality tests revealed small disturbances in the cream stability that can be solved by further research and improvement of the formulation. The pequi oil can be converted into a phytocosmetic of great commercial value.
Descritores: Protetores Solares/análise
Óleos Vegetais/química
Cosméticos/química
Ericales/química
-Testes de Toxicidade
Compostos Fitoquímicos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1179536
Autor: Quispe-Díaz, Iván M; Salinas-Diaz, Michael C; Sare Salvador, Osmer E; Ybañez-Julca, Roberto O; Asunción Álvarez, Daniel.
Título: Efecto oxitócico del decocto de la flor sagrada de los incas (Cantua buxifolia) sobre útero aislado de rata estrogenizada / Oxytocic effect of the deck of the sacred flower of the incas (Cantua buxifolia) on the isolated uterus of a strogenized rat
Fonte: Rev. peru. med. integr;5(3):110-114, 2020. tab, graf, ilus.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo. El objetivo de este estudio fue investigar el efecto del decocto de la flor sagrada de los incas (Cantua buxifolia) sobre útero aislado de rata estrogenizada. Materiales y métodos. La planta entera fue utilizada para preparar el decocto, obteniendo concentraciones finales 4 mg/mL. Se utilizaron seis ratas hembras procedentes del Instituto Nacional de Salud; posteriormente, se les estrogenizó con valerato de estradiol (solución 0,3%) durante tres días previos al experimento. Luego se sacrificaron mediante dislocamiento cervical y se aislaron los segmentos uterinos de las ratas; finalmente, se fijó en los baños de órgano aislado, determinándose la amplitud, frecuencia de contracción y actividad uterina en los grupos problema (Cantua buxifolia) y oxitocina. Resultados. El decocto de Cantua buxifolia 4 mg/mL evidenció incremento de la amplitud, frecuencia de la contracción y actividad uterina similar a oxitocina en concentración de 2X10-5 UI, (p=0,829; p=1,00 y p=0,762, respectivamente). Conclusión. El decocto de Cantua buxifolia tiene efecto oxitócico en útero aislado de rata estrogenizada.

Objective. The objective of this study was to investigate the effect of the decoct of the sacred flower of the Incas (Cantua buxifolia) on the isolated uterus of estrogenized rats. Materials and methods. The whole plant was used to prepare the decoct, obtaining final concentrations of 4 mg/mL. Six female rats from the National Institute of Health were used, subsequently they were estrogenized with estradiol valerate (0.3% solution) for three days prior to the experiment. Then, they were sacrificed by cervical dislocation and the uterine segments of the rats were isolated, finally it was fixed in the isolated organ baths, determining the amplitude, frequency of contraction and uterine activity in the problem groups (Cantua buxifolia) and oxytocin. Results. The decoct of Cantua buxifolia 4 mg/mL showed an increase in amplitude, frequency of contraction and uterine activity similar to oxytocin at a concentration of 2X10-5 IU, (p = 0.829; p = 1.00 and p = 0.762, respectively). Conclusion. Cantua buxifolia decoct has an oxytocic effect in the isolated uterus of estrogenized rats.
Descritores: Ocitócicos
Ericales
-Peru
Saponinas
Útero
Flavonoides
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Silva, Marcelo Eustáquio
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1041304
Autor: Fagundes, Miliane Martins de Andrade; Viana, Ana Maria Fernandes; Carvalho, Mayara Medeiros de Freitas; Silva, Marcelo Eustáquio.
Título: Evaluation of the biological quality of defatted pequi (Caryocar brasiliense Cambess) seed flour protein supplemented with lysine to rats (Rattus norvegicus) / Avaliação da qualidade biológica da proteína da farinha da semente do pequi (Caryocar brasiliense Cambess) desengordurada e suplementada com lisina em ratos (Rattus norvegicus)
Fonte: Rev. Nutr. (Online);32:e180129, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective In the biome of the Brazilian Cerrado, there are a lot of fruit tree species that stand out for their sensory quality and for presenting potentialities in the market of pulp and almond. Among these species, the pequi deserves attention because it has an almond rich in proteins and that is little explored. The aim of this study was to evaluate the biological quality of defatted pequi seed flour supplemented with lysine. Methods Two designs were done in this study; in the first, the animals were divided into four diet groups: control, protein-free, defatted pequi seed flour and defatted pequi seed flour supplemented with lysine. The protein-free diet was exempt of proteins and the other diets had a protein content of 10% and differed in protein source (casein: control diet or defatted pequi seed flour: test diets). The experiment lasted for 14 days. In the second design, 36 animals were used and followed-up for 28 days. The division of the experimental groups was kept, except for the protein-free diet group, which was excluded. By the end of the test, the animals were anaesthetised and euthanized. Results The results showed that the protein efficiency ratio of the control group was significantly higher than the other groups. For the other indices, the groups that received defatted pequi seed flour did not differ statistically among themselves. Conclusion These findings have shown an effect of supplementation on the protein efficiency ratio when comparing the test diets, however, when compared to the control group, no improvement was found.

RESUMO Objetivo O bioma cerrado é rico em espécies frutíferas que destacam-se por suas qualidades sensoriais e por apresentarem potencialidades no mercado de polpas e amêndoas. Dentre essas espécies, o pequi merece atenção porque possui uma amêndoa rica em proteínas e que é pouco explorada. Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade biológica da farinha da semente do pequi desengordurada e suplementada com lisina. Métodos Neste estudo foram feitos dois delineamentos: no primeiro os animais foram divididos em quatro grupos: controle, aprotéico, farinha da semente do pequi desengordurada e farinha da semente do pequi desengordurada suplementada com lisina. A dieta aprotéica era isenta de proteínas e as demais dietas apresentavam um teor de 10% de proteínas e diferiram quanto à fonte protéica (caseína: dieta controle e farinha da semente do pequi desengordurada: dietas testes). Esse experimento teve duração de 14 dias. No segundo delineamento, utilizou-se 36 animais que foram acompanhados por 28 dias, a divisão dos grupos experimentais foi mantida, exceto o grupo dieta aprotéica que foi excluído. Ao final dos experimentos, os animais foram anestesiados e eutanasiados. Resultados Os resultados mostraram que o coeficiente de eficiência protéica do grupo controle foi significativamente superior aos demais grupos. Para os demais índices biológicos de avaliação da qualidade protéica, os grupos que receberam a farinha da semente do pequi desengordurada não diferiram estatisticamente entre si. Conclusão Os achados mostraram um efeito da suplementação no coeficiente de eficiência protéica quando comparamos as dietas testes, no entanto, quando comparado ao grupo controle, não houve melhora.
Descritores: Ericales
-Ratos
Sementes
Proteínas
Alimentos Fortificados
Lisina
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  4 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-781405
Autor: Pinto, L C L; Morais, L M O; Guimarães, A Q; Almada, E D; Barbosa, P M; Drumond, M A.
Título: Traditional knowledge and uses of the Caryocar brasiliense Cambess. (Pequi) by “quilombolas” of Minas Gerais, Brazil: subsidies for sustainable management / Conhecimento tradicional e usos de Caryocar brasiliense Cambess. (Pequi) por quilombolas de Minas Gerais, Brasil: subsídios para o manejo sustentável
Fonte: Braz. j. biol;76(2):511-519, Apr.-June 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Programa de Extensão Universitária do Ministério da Educação.
Resumo: Abstract Local knowledge of biodiversity has been applied in support of research focused on utilizing and management of natural resources and promotion of conservation. Among these resources, Pequi (Caryocar brasiliense Cambess.) is important as a source of income and food for communities living in the Cerrado biome. In Pontinha, a “quilombola” community, which is located in the central region of State of Minas Gerais, Brazil, an ethnoecological study about Pequi was conducted to support initiatives for generating income for this community. Data were collected through semi-structured interviews, participant observation, and crossing. The most relevant uses of Pequi were family food (97%), soap production (67%), oil production (37%), medical treatments (17%), and trade (3%). Bees were the floral visitors with the highest Salience Index (S=0.639). Among frugivores that feed on unfallen fruits, birds showed a higher Salience (S=0.359) and among frugivores who use fallen fruits insects were the most important (S=0.574). Borers (folivorous caterpillars) that attack trunks and roots were the most common pests cited. According to the respondents, young individuals of Pequi are the most affected by fire due to their smaller size and thinner bark. Recognition of the cultural and ecological importance of Pequi has mobilized the community, which has shown interest in incorporating this species as an alternative source of income.

Resumo O conhecimento local acerca da biodiversidade vem sendo utilizado em pesquisas voltadas ao uso e manejo de recursos naturais aliados à conservação. Entre estes recursos, destaca-se o Pequi (Caryocar brasiliense Cambess.) devido à sua importância econômica e alimentar para comunidades que vivem no Cerrado. No quilombo de Pontinha, localizado na região central do estado de Minas Gerais, um estudo etnoecológico sobre o Pequi foi desenvolvido, a fim de subsidiar iniciativas de geração de trabalho e renda para esta comunidade. Informações foram obtidas por meio de entrevistas semiestruturadas, observação participante e travessia. Alimentação familiar (97%), produção de sabão (67%), produção de óleo (37%), tratamento medicinal (17%) e comércio (3%) foram os principais usos do Pequi citados pelos comunitários. Abelhas foram os visitantes florais com maior Índice de Saliência (S=0,639). Dentre os frugívoros que se alimentam de frutos não caídos, as aves apresentaram maior Saliência (S=0,359) e os insetos foram os mais importantes frugívoros entre os que utilizam frutos caídos (S=0,574). Brocas, lagartas folívoras e que atacam troncos e raízes foram as pragas mais citadas. Os indivíduos jovens de Pequi são, segundo os entrevistados, os mais afetados pelo fogo devido ao menor porte e por ter a casca menos espessa. O reconhecimento da importância cultural e ecológica do Pequi tem mobilizado a comunidade, que demonstra interesse em fazer dessa espécie uma alternativa de renda.
Descritores: Abelhas/fisiologia
Aves/fisiologia
Ericales
Frutas
-Brasil/etnologia
Etnobotânica
Biodiversidade
Grupos Populacionais
Meio Ambiente
Fenômenos Ecológicos e Ambientais
Herbivoria
Preferências Alimentares
Limites: Humanos
Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989455
Autor: Vale, A F; Ferreira, H H; Benetti, E J; Rebelo, A C S; Figueiredo, A C R; Barbosa, E C; Simões, K.
Título: Antioxidant effect of the pequi oil (Caryocar brasiliense) on the hepatic tissue of rats trained by exhaustive swimming exercises / Efeito antioxidante do óleo de pequi (Caryocar brasiliense ) no tecido hepático de ratos treinados por exercícios de natação exaustivos
Fonte: Braz. j. biol;79(2):257-262, Apr.-June 2019. graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPEG.
Resumo: Abstract Increased oxygen consumption and activation of specific metabolic pathways during or after physical exercise lead to the formation of reactive oxygen and nitrogen species. An investigation was made into the effects of pequi oil supplementation in protecting liver cells against injury resulting from oxidative stress. The experiments involved 20 male adult Wistar rats ( Rattus norvegicus). The animals were divided into four experimental groups: Group 1: sedentary control group; Group 2: exercise control group; Group 3: supplemented sedentary group; and Group 4: supplemented exercise group. Supplementation consisted of pequi oil administered by oral gavage (400 mg). The animals of the exercised groups were subjected to 20 swimming sessions for 5 weeks (with progressive increase of 10 minutes until exhaustion). Samples were collected from the right hepatic lobe for histopathological analysis and determination of malondialdehyde levels. The histopathological analyses revealed that the animals of the exercised control group had moderate liver damage, while the animals of the supplemented exercised group had slight tissue damage, and the sedentary control and sedentary supplemented groups showed no tissue damage. The malondialdehyde levels showed higher and statistically significant in exercise control group when compared to the other evaluated groups (p<0.05). In conclusion the supplementation with pequi oil had a protective effect on liver cells against damage caused by oxygen free radicals during strenuous exercise, as demonstrated by the indicator of lipid peroxidation.

Resumo Aumento do consumo de oxigênio e ativação de vias metabólicas específicas durante ou após a atividade física conduz para formação de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio. Uma investigação foi realizada sobre os efeitos da suplementação com óleo de pequi na proteção das células hepáticas contra lesões resultantes do estresse oxidativo. Na realização dos experimentos foram utilizados 20 ratos machos adultos da linhagem Wistar (Rattus novergicus ). Os animais foram divididos em quatro grupos experimentais: grupo 1: grupo sedentário controle; grupo 2: grupo treinado controle; grupo 3: grupo sedentário suplementado e grupo 4: grupo treinado suplementado. Na suplementação foi utilizado o óleo de pequi ministrado por gavagem oral (400 mg). Os animais dos grupos treinados foram submetidos a 20 sessões de natação por um período de 5 semanas (com aumento progressivo de 10 minutos até a exaustão). Foram retiradas amostras do lobo hepático direito para análises histopatológicas, e dosagem de malondialdeído. As análises histopatológicas revelaram que os animais do grupo treinado controle tiveram danos hepáticos moderados; já os animais do grupo treinado suplementado tiveram danos teciduais leves; os grupos sedentário controle e sedentário suplementado não apresentaram injúrias teciduais. Os níveis de malondialdeído mostraram-se maiores e estatisticamente significativos no grupo treinado controle quando comparados aos outros grupos avaliados (p<0,05). Podemos concluir que a suplementação com óleo de pequi teve efeito protetor nas células hepáticas contra os danos causados pelos radicais livres de oxigênio durante os exercícios exaustivos, conforme demonstrado pelo indicador de peroxidação lipídica.
Descritores: Natação/fisiologia
Óleos Vegetais/farmacologia
Ericales/química
Fígado/efeitos dos fármacos
Antioxidantes/farmacologia
-Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011292
Autor: Rabbers, A. S; Rabelo, R. E; Oliveira, L. P; Ribeiro, M; Martins, V. C. A; Plepis, A. M. G; Vulcani, V. A. S.
Título: Additive effect of pulp pequi oil (Caryocar brasiliense Camb. ) on the biocompatibility of collagen and gelatin membranes in subcutaneous implants / Efeito aditivo do óleo de polpa de pequi (Caryocar brasiliense Camb. ) sobre a biocompatibilidade de membranas de colágeno e gelatina implantadas no subcutâneo
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(3):811-818, May-June 2019. tab, ilus.
Idioma: en.
Projeto: Fundo de Amparo à pesquisa do estado de Goiás.
Resumo: Trauma or disease inflicted by tissue injuries may cause tissue degeneration. The use of biomaterials for direct or indirect repair has emerged as a promising alternative, and has become an important research topic. The pequi fruit (Caryocar brasiliense Camb.) has shown antifungal, antibacterial, anti-inflammatory, healing, antitumor, and antioxidant properties. The objective of this study was to develop a new biomaterial using a combination of collagen, gelatin, and pulp pequi oil, and to evaluate its biocompatibility in comparison with that of biomaterials produced without pulp pequi oil. Membranes were prepared from a mixture of bovine tendon collagen, commercial gelatin, and pulp pequi oil. The inflammatory and cicatricial processes were assessed via histopathology of the tissue interface/implants in the subcutaneous tissues and quantitative evaluation of leukocyte and collagen production in Wistar rats. It was observed that the presence of pequi oil reduced the amount of foreign-body giant cells and favored the recruitment of fibroblasts (P< 0.01), thereby promoting greater production of collagen membrane than that in the membranes of control samples. Therefore, it can be concluded that the addition of pequi oil improved the biocompatibility of collagen and accelerated the healing process.(AU)

Trauma ou lesões causadas por doenças podem enfraquecer e degenerar os tecidos humanos e animais. O uso de biomateriais para reparação direta ou indireta surgiu como uma alternativa promissora e tornou-se um importante tema de pesquisa. O óleo de pequi (Caryocar brasiliense Camb.) mostrou propriedades antifúngicas, antibacterianas, anti-inflamatórias, curativas, antitumorais e antioxidantes. O objetivo deste estudo foi obter um novo biomaterial, produzido pela combinação de óleo de pequi, colágeno e gelatina, para avaliar sua biocompatibilidade em comparação às membranas produzidas sem o óleo. As membranas foram preparadas por meio da mistura de colágeno de tendão bovino, gelatina comercial e óleo de pequi. Os processos inflamatórios e cicatriciais foram avaliados por histopatologia da interface / implantes de tecido subcutâneo de ratos Wistar para avaliação quantitativa da produção de leucócitos e colágeno. Observou-se que a presença de óleo de pequi reduziu a quantidade de células gigantes de corpo estranho e favoreceu o recrutamento de fibroblastos (P<0,01), promovendo, assim, maior produção da membrana de colágeno em comparação com a membrana de controle. Portanto, pode-se concluir que a adição de óleo de pequi melhorou a biocompatibilidade do colágeno e acelerou o processo de cicatrização.(AU)
Descritores: Materiais Biocompatíveis/uso terapêutico
Lesões dos Tecidos Moles/veterinária
Ericales
-Cicatrização
Colágeno/uso terapêutico
Gelatina/uso terapêutico
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895488
Autor: Moura, Léa R; Orpinelli, Stiwens R. T; Sousa, Julia H; Faleiro, Mariana B. R; Conceição, Edemilson C; Sugita, Denis M; Beletti, Marcelo E; Moura, Veridiana M. B. D.
Título: Ação do extrato etanólico da casca do pequi (Caryocar brasiliense) na cardiotoxicidade crônica induzida por doxorrubicina em ratos / Caryocar brasiliense shell ethanol extract in chronic cardiotoxicity induced by doxorubicin in rats
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(7):713-724, jul. 2017. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A doxorrubicina (DOX) é um quimioterápico utilizado no tratamento de neoplasias malignas, porém possui a cardiotoxicidade como efeito colateral. O objetivo deste trabalho foi verificar quanto à ação do extrato etanólico da casca do pequi (Caryocar brasiliense) (EECP) por meio de avaliação morfológica (macroscópica, microscópica e ultramicroscópica), bem como avaliar a expressão de metaloproteinases (MMP2 e MMP9) e seus inibidores teciduais (TIMP1 e TIMP2) no miocárdio de ratos submetidos à cardiotoxicidade crônica pela DOX, tratados ou não com o EECP. O experimento teve duração de três meses e foram utilizados 30 ratos da raça Wistar, distribuídos em seis grupos de cinco animais. G1 e G2 receberam como pré-tratamento 300mg/kg e 600mg/kg de EECP, respectivamente, por gavagem, durante sete dias e mantiveram o tratamento durante os 21 dias de aplicação da DOX. Em G1, G2, G3, G4 e GC, a cardiotoxicidade foi induzida com aplicações semanais de 2mg/kg de DOX, via intraperitoneal, totalizando quatro aplicações (8mg/kg) e, nos ratos do grupo Sham (GS), foi aplicado 1ml de solução fisiológica. Os animais do G3 receberam diariamente 300mg/kg e os do G4 600mg/kg de EECP, por gavagem, durante os 21 dias de aplicação da DOX. Os do GC e GS receberam 1 ml de água, diariamente, também por gavagem. Após o término das aplicações, os animais foram mantidos por dois meses, totalizando três meses de experimento. A avaliação macroscópica foi realizada após 90 dias, momento em que foram colhidas amostras para análise em microscopia eletrônica, histopatologia e imunoistoquímica. Ao exame necroscópico foi observada ascite nos animais que receberam DOX. Houve baixo índice de mortalidade (3,33%), representado pela morte de um rato que desenvolveu pneumonia por falsa via. Não foi observada alteração no peso e nas medidas do coração dos ratos. Nas doses de 300 e 600mg/kg, o EECP atenuou a degeneração vacuolar miocítica. Na dose de 600mg/kg, o EECP reduziu a quantidade de células de Anitschkow e a fragmentação das miofibrilas. Não houve resultado significativo quanto à imunomarcação das MMP e, quanto a seus inibidores (TIMP), houve maior imunomarcação de TIMP2 no GC, grupo que recebeu apenas DOX. Concluiu-se que o extrato etanólico da casca do pequi (EECP) é eficiente em minimizar os efeitos da cardiotoxicidade crônica induzida pela DOX no miocárdio de ratos, considerando que nas doses de 300 e 600mg/kg o EECP atenua a degeneração vacuolar miocítica e, na dose de 600mg/kg, o EECP reduz a quantidade de células de Anitschkow e a fragmentação das miofibrilas.(AU)

Doxorubicin (DOX) is a chemotherapic drug used in the treatment of malignancies, but has the cardiotoxicity as collateral effect. The objective of this study was to evaluate the action of pequi shell etanolic extract (Caryocar brasiliense) (PSEE) through morphological evaluation (macroscopic, microscopic and ultramicroscopic), and to evaluate the expression of metalloproteinases (MMP2 and MMP9) and its tissue inhibitors (TIMP1 and TIMP2) in the myocardium of rats with chronic cardiotoxicity by DOX and treated or not with PSEE. The experiment lasted three months and 30 Wistar rats were divided into six groups of five animals. G1 and G2 received 300mg/kg and 600mg/kg of PSEE, respectively, as pretreatment, by gavage for seven days and continued treatment for 21 days of application of DOX. In G1, G2, G3, G4 and GC, cardiotoxicity was induced with weekly applications of 2mg/kg DOX, intraperitoneally, totaling four applications (8 mg/kg), and in the Sham group (GS) 1ml of saline solution was applied. G3 animals received daily 300mg/kg of PSEE, and G4, 600mg/kg, by gavage, for 21 days of application of DOX. The GC and GS received 1ml of water daily by gavage also. After the completion of the application, the animals were kept for two months, with three months of experiment. Macroscopic evaluation was performed after 90 days, at which time samples were taken for analysis in electron microscopy, histopathology and immunohistochemistry. At necropsy, ascites was observed in animals that received DOX. There was a low mortality rate (3.33%), being one mouse that developed false road pneumonia. There was no change in weights and measures of the rat hearts. At doses of 300 and 600mg/kg, the PSEE attenuates myocyte vacuolar degeneration. At a dose of 600mg/kg, PSEE reduces amount Anitschkow cells. There was no significant result on the immunostaining of MMP, but considering their inhibitors (TIMP) there was a greater immunostaining of TIMP2 in GC, the group that received only DOX. It was concluded that PSEE is effective in minimizing effects of chronic cardiotoxicity induced by DOX in the myocardium of rats, whereas at doses of 300 and 600mg/kg, PSEE attenuates vacuolar degeneration in myocytes and at the dose of 600mg/kg the PSEE reduces the amount of Anitschkow cells and myofibrils fragmentation.(AU)
Descritores: Extratos Vegetais/uso terapêutico
Ericales/química
Cardiotoxicidade/terapia
Cardiotoxicidade/veterinária
-Doxorrubicina/toxicidade
Ratos Wistar
Etanol
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-846667
Autor: Tôrres, Lucillia Rabelo de Oliveira.
Título: Avaliação físico-química de óleos da amêndoa de pequi ( Caryocar brasiliense Camb. ) obtidos artesanalmente e por prensagem a frio e sua influência sobre marcadores bioquímicos, oxidativos e inflamatórios de ratos submetidos à toxicidade aguda por tetracloreto de carbono / Evaluation of physical-chemistry properties of handmade and cold-pressed pequi ( Caryocar brasiliense Camb. ) almond oil and its influence on biochemical, oxidative and inflammatory markers in rats subjected to carbon tetrachloride-induced acute toxicity.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 94 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O óleo da amêndoa de pequi (Caryocar brasiliense Camb.) é considerado um coproduto do fruto, consumido na região do Cerrado, bioma brasileiro. Ele é fundamental para agregar valor e ampliar a utilização deste fruto regional a outros setores produtivos comerciais. Relatos na literatura apontam que o óleo possui capacidade antioxidante e efeitos benéficos sobre doenças inflamatórias, que estão associados à presença de ácidos graxos insaturados e fitoquímicos em sua composição química. Por outro lado, o tetracloreto de carbono (CCl4) é uma potente hepatotoxina, capaz de gerar radicais livres que levam ao estresse oxidativo e à inflamação. Nesse contexto, o objetivo do presente estudo foi caracterizar os óleos da amêndoa de pequi obtidos artesanalmente e por prensagem a frio e verificar o efeito de seus constituintes graxos e bioativos sobre parâmetros oxidativos e inflamatórios de ratos submetidos à toxicidade aguda induzida por tetracloreto de carbono. Inicialmente, foram investigados os parâmetros de qualidade dos óleos, bem como o perfil de ácidos graxos, teores de compostos bioativos, capacidade antioxidante e estabilidade termo-oxidativa. Os óleos da amêndoa de pequi apresentaram boa qualidade e resistência termo-oxidativa e mostraram-se ricos em ácido graxo oleico, além de possuírem compostos com propriedades antioxidantes, como fenólicos, carotenoides, tocoferóis e fitosteróis. Posteriormente, o efeito do tratamento por 22 dias com óleos da amêndoa de pequi artesanal ou prensado a frio (3 mL/kg) sobre a toxicidade aguda induzida pelo CCl4 em ratos "Wistar" machos foi avaliado. Para tal, foram determinados marcadores bioquímicos séricos, perfil lipídico, peroxidação lipídica, marcadores do sistema de defesa antioxidante e detoxificante, além de parâmetros inflamatórios do tecido hepático. De maneira geral, verificou-se que os óleos da amêndoa de pequi não minimizaram as alterações hepáticas induzidas pelo CCl4, evidenciadas pelas enzimas marcadoras do dano hepático e por parâmetros inflamatórios, no entanto os animais tratados com o óleo prensado a frio aumentaram sua capacidade antioxidante

The pequi (Caryocar brasiliense Camb.) almond oil is considered a by-product of the fruit, consumed in the Brazilian savannah region. It is essential to add value and increase the use this regional fruit to other commercial productive sectors. The pequi almond oil has been reported to possess antioxidant capacity and beneficial effect on inflammatory diseases due its chemical composition in unsaturated fatty compounds and phytochemicals. On the other hand, the carbon tetrachloride (CCl4) is a potent hepatotoxin that is capable of generating free radicals and lead to oxidative stress and inflammation. In this context, the aim of this study was to characterize the pequi almond oils obtained by handmade and cold-press process and verify the effect of their fatty acids and bioactive constituents on oxidative and inflammatory parameters in rats submitted to carbon tetrachloride-induced acute toxicity. Initially, quality parameters, chemical composition and thermo-oxidative stability of the oils were investigated. The pequi almond oils showed good quality and thermo-oxidative resistance and shown to be rich in oleic fatty acid, besides the presence of compounds with antioxidant properties, such as phenolics, carotenoids, tocopherols and phytosterols. Subsequently, the effect of the oils (3 mL/kg) treatment for 22 days on acute toxicity induced by CCl4 in male Wistar rats was evaluated. The serum biochemical markers levels, lipid profile, lipid peroxidation, markers of antioxidant defense and detoxication and inflammatory parameters in liver tissue were determined. In general, it was found that the pequi almond oil not minimized liver alterations induced by CCl4, as evidenced by the liver function enzymes and the inflammatory parameters, however in animals which received the cold pressed oil was increased antioxidant capacity
Descritores: Toxicidade Aguda/prevenção & controle
Biomarcadores/química
Intoxicação por Tetracloreto de Carbono
Estresse Oxidativo
Ericales/classificação
-Tetracloreto de Carbono/administração & dosagem
Cromatografia Gasosa/métodos
Peroxidação de Lipídeos
Óleos Voláteis/efeitos adversos
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 641.19, T693a. 30100022112-F


  9 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-837321
Autor: Lima, Alessandro de.
Título: Caracterização química, avaliação da atividade antioxidante in vitro e in vivo, e identificação dos compostos fenólicos presentes no Pequi ( Caryocar brasiliense, Camb. ) / Chemical characterization, in vitro and in vivo antioxidant activity evaluation, and identification of the phenolic compounds present in the pequi fruit ( Caryocar brasiliense, Camb. ).
Fonte: São Paulo; s.n; 2008. 182 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O estresse oxidativo produzido no organismo relaciona-se com o aparecimento e/ou desenvolvimento de uma série de doenças crônico-não transmissíveis. Os compostos fenólicos, presentes nos vegetais, são capazes de neutralizar as estruturas radicalares; diminuindo, portanto, o risco de surgimento de patologias a elas associadas. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a atividade antioxidante do fruto e da amêndoa do pequi e a participação desta atividade na prevenção do processo oxidativo em ratos. Foram obtidos, de forma seqüencial, os extratos etéreo, alcoólico e aquoso, bem como as frações de ácidos fenólicos livres (AFL), esterificadas solúveis (AFS) e insolúveis (AFI) da polpa e da amêndoa do pequi. Todos os extratos e frações foram avaliados quanto à atividade antioxidante in vitro pelos ensaios de co-oxidação do ß-caroteno/ácido linoléico, DPPH (radical 1,1-diphenil-2-picrilhydrazil), ABTS (radical 2,2'azinobis-(3-ethylbenzthiazoline-6-sulfonic acid), ORAC (Capacidade de Absorção de Radicais Oxigênio) e Rancimat; e apresentaram expressiva atividade antioxidante. Entre os extratos, o aquoso da polpa apresentou maior atividade; entre as frações, a AFL da polpa se destacou nos ensaios ß-caroteno/ácido linoléico, DPPH e ABTS. Os extratos e frações foram também avaliados quanto à composição em ácidos fenólicos, por HPLC. Encontraram-se os ácidos elágico, gálico, 4-OH benzóico, p-cumárico e procianidina B2. O ácido elágico esteve presente em todos os extratos e/ou frações, sempre em maior concentração; a procianidina B2, apenas no extrato aquoso da amêndoa. Na avaliação da atividade antioxidante in vivo, em ratos normais, foi administrado, por gavagem, extrato aquoso (100 e 300 mg/kg v.o.) e AFL (40 e 100 mg/kg v.o.) obtidos da polpa do pequi. Evidenciaram-se redução da lipoperoxidação e elevação da atividade das enzimas antioxidantes catalase (CAT), superóxido dismutase (SOD), glutationa peroxidase (GPx) e glutationa redutase (GR) no cérebro e no fígado dos animais que receberam o extrato aquoso a 300 mg/kg e a fração AFL a 100 mg/kg. Isso demonstra que o pequi possui propriedades antioxidantes tanto in vitro como in vivo

The oxidative stress produced in live organisms is related to the appearance and/or development of a series of non-transmissible chronic diseases. Phenolic compounds present in vegetables are able to neutralize these substances, thus reducing the risk of development of free radicals associated to pathologies. The aim of this work was to evaluate the antioxidant activity in the pulp and almond of the pequi fruit and its effects in preventing the oxidative process in rats. Extracts were obtained by means of sequential extraction in which solvents with different polarities (ether, ethanol and water) were used, as well as free phenolic acid fraction (and) soluble esters and insolublebound compounds from the pulp and almond of the pequi. The total antioxidant capacity was estimated through the following methods: ß-carotene bleaching, DPPH (1,1- diphenyl-2-picrylhydrazyl radical), ABTS (2,2'azinobis-(3-ethylbenzthiazoline-6-sulfonic acid), oxygen radical absorbance capacity (ORAC), and Rancimat assays. All extracts and fractions of phenolic acids showed a significant antioxidant activity. Among the extracts, the pulp aqueous extract showed higher activities than the others. Free phenolic acids fraction from the pulp of the pequi was better compared to other fractions in ß-carotene bleaching, DPPH and ABTS assays. Phenolic acids composition was identified by HPLC. It was found ellagic, gallic, 4-Hydroxybenzoic, p-coumaric and procyanidin B2 acid being ellagic acid presents at larger amounts in all extracts and fractions, whereas procyanidin B2 was found only in the aqueous extract of the almond from pequi. For evaluating the antioxidant activity in vivo, aqueous extract (100 and 300 mg/kg b.w.) and free phenolic acids (40 and 100 mg/kg b.w.) obtained from pequi pulp were administered in rats by oral gavage. It was observed a decrease in the levels of lipid peroxidation and an increased activity of antioxidant enzymes catalase (CAT), superoxide dismutade (SOD), glutathione peroxidase (GSHPx), and glutathione reductase (GSSGr) in the brain and liver of animals that received aqueous extract at 300 mg/kg b.w. and free phenolic acids fraction at 100 mg/kg, which demonstrate that pequi fruit has both in vitro and in vivo antioxidative properties
Descritores: Antioxidantes/farmacologia
Compostos Fenólicos/análise
Ericales/classificação
-Produtos Biológicos/análise
Valor Nutritivo
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 641, L732c. 30100013414


  10 / 26 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-771157
Autor: BEZERRA, N.K.M.S.; BARROS, T.L.; COELHO, N.P.M.F..
Título: A ação do óleo de pequi (Caryocar brasiliense) no processo cicatricial de lesões cutâneas em ratos / The effect of the Pequi oil (Caryocar brasiliense) in the healing of skin lesions in mice
Fonte: Rev. bras. plantas med;17(4,supl.2):875-880, 2015. graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO O objetivo deste estudo foi analisar o efeito do óleo de pequi no processo cicatricial de lesões cutâneas em ratos. A pesquisa foi iniciada após a provação da CEUA- FACID sob o nº de protocolo 005/12 e obedeceu aos princípios éticos da experimentação animal de acordo com a Lei Federal nº 11.794/2008. Foram utilizados 20 ratos machos, Wistar (Rattusnorvegicus), peso corpóreo de 300-350g, divididos aleatoriamente em dois grupos iguais: GI- controle (C); GII- tratado com óleo de pequi (T). Cada grupo foi dividido em dois subgrupos, de cinco animais cada, conforme os tempos experimentais estudados de 7(A) e 14(B) dias. Após anestesia e antissepsia foi produzida cirurgicamente ferida circular de 2,5 cm de diâmetro na região dorso lombar do animal. Os animais do Grupo II foram tratados com aplicação tópica diária de 1 ml do óleo de pequi, respeitando os tempos experimentais descritos. Concomitante à mensuração da área da lesão, os ratos foram eutanasiados para realização do processamento histológico e análise do percentual de regressão das lesões. No grupo GII nos diferentes tempos experimentais de 7 e 14 dias foi observado maior percentual de regressão das lesões em relação ao GI (p < 0,05). A partir da análise histológica foi possível detectar que no GII houve menor número de células inflamatórias e maior número de fibroblastos em relação ao GI nos diferentes tempos experimentais (p < 0,001). Conclui-se que o uso do óleo de pequi apresentou influência positiva no processo de reparo de lesões cutâneas em ratos, por promover maior velocidade do reparo tecidual, fato evidenciado pelo fechamento mais rápido das feridas e observação de características inflamatórias reduzidas no grupo tratado em relação ao grupo controle, sugerindo que a inflamação pode já ter regredido no grupo tratado.

ABSTRACT The aim of this study was to analyze the effect of pequi oil in the healing process of skin lesions in rats. The research was initiated after the ordeal of CEUA- FACID with protocol No. 005/12 and following the ethical principles of animal experimentation according to the Federal Law No. 11,794 / 2008. 20 Wistar rats were used (Rattus norvegicus), with body weight ranging from 300-350g. They were randomly divided into two groups: GI control (C) and GII treated with pequi oil (T). Each group was divided into two subgroups of five animals each, according to the experimental study of 7 days (A) and 14 (B) days. After anesthesia and antisepsis, a circular wound of 2.5 cm of diameter was surgically inflicted in the lumbar dorsal region of the animal. The animals in Group II were treated with daily topical application of 1 ml of pequi oil, respecting the described experimental times. Concomitantly with the measurement of the injury area, the rats were euthanized so that a histological processing and a regression analysis of the percentage of injuries could be performed. In GII, at different experimental times of 7 and 14 days, there were a higher percentage of lesions regression compared to GI (p <0.05). From the histological examination it was possible to detect that, at GII, there were a lower number of inflammatory cells and increased number of fibroblasts compared to IM at different time of the trial (P <0.001). It is concluded that the use of pequi oil presented positive influence on the healing process of skin lesions in rats by promoting quicker tissue repair, as indicated by the faster closure of the wounds and the observation of reduced inflammatory characteristics in the group treated compared to the control group, suggesting that the inflammation could have already receded in the treated group.
Descritores: Desenluvamentos Cutâneos/classificação
Óleos Voláteis/análise
Ratos/classificação
Ericales/classificação
Cicatrização
-Inflamação/diagnóstico
Ferimentos e Lesões/diagnóstico
Limites: Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde