Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.456.875.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-394078
Autor: Souza, Antonia Queiroz Lima de; Souza, Afonso Duarte Leão de; Astolfi Filho, Spartaco; Pinheiro, Maria Lúcia Belém; Sarquis, Maria Inez de Moura; Pereira, José Odair.
Título: Atividade antimicrobiana de fungos endofíticos isolados de plantas tóxicas da amazônia: Palicourea longiflora (aubl. ) rich e Strychnos cogens bentham / Antimicrobial activity of endophytic fungi isolated from amazonian toxic plants: Palicourea longiflora (aubl. ) rich and Strychnos cogens bentham
Fonte: Acta amaz;34(2):185-195, 2004. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Das plantas tóxicas da Amazônia Palicourea longiflora e Strychnos cogens foram isolados 571 fungos endofíticos e 74 bactérias endofíticas. Palicourea longiflora (Rubiaceae) e outras espécies desse gênero estão relacionadas a 90 por cento das mortes de gado na região Amazônica. Strychnos cogens (Loganiaceae) e outras espécies de Strychnos são utilizadas pelos indígenas na confecção de "curares". Entre os endófitos isolados de P. longiflora foram identificados os fungos: Colletotrichum sp. e seu telemorfo Glomerella sp., Guignardia sp., Aspergillus niger, Phomopsis sp. e Xylaria sp., além da bactéria Burkholderia gladioli, pertencente a um grupo de fixadoras de nitrogênio. Dos isolados de S. cogens foram identificados os fungos: Colletotrichum sp., Guignardia sp., Aspergillus niger e Trichoderma sp. Uma amostra de 79 isolados fúngicos teve seus metabólitos extracelulares bioensaiados contra microrganismos patogênicos e fitopatogênicos: 19 isolados inibiram um ou mais microrganismos-teste. Dos oito isolados com melhores resultados de inibição, as móleculas bioativas eram menores que 12.000 daltons, fato verificado pela diálise dos metabólitos.
Descritores: Bactérias
Bioensaio
Rubiaceae
Strychnos
Endófitos
Fungos
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-611456
Autor: Vasconcelos, J. M; Rodrigues, M. A; Vasconcelos Filho, S. C; Sales, J. F; Silva, F. G; Santana, J. G.
Título: Dormancy break in seeds of quina (Strychnos pseudoquina A. St.-Hil.) / Superação da dormência de sementes de quina (Strychnos pseudoquina A. St.-Hil.)
Fonte: Rev. bras. plantas med;13(4):507-511, 2011. tab.
Idioma: en.
Resumo: "Quina" (Strychnos pseudoquina A. St. Hil) is a medicinal plant species from the Brazilian Cerrado. As its seeds show dormancy, they were subjected to the treatments pre-cooling at 5ºC during 7 days, pre-heating at 40ºC during 7 days, pre-soaking in sulfuric acid PA during 5 and 15 min, pre-soaking in boiling water during 5 and 15 min, pre-soaking in 100 and 200 ppm gibberellic acid during 48 h, pre-soaking in distilled water during 24 and 48 h, and mechanical scarification to break dormancy. Counts were daily conducted from the 2nd day after the experiment implementation until the germination stabilization at the 65th day. The germination speed index (GSI) and the germination percentage were evaluated. Germination rates above 96 percent were reached in seeds pre-soaked in water during 48 h and substrate moistened with water or KNO3.

A quina (Strychnos pseudoquina A. St.-Hil) é espécie medicinal do Cerrado Brasileiro. As sementes apresentam dormência e, por isso, foram submetidas aos tratamentos pré-resfriamento a 5ºC durante 7 dias, pré-aquecimento a 40ºC durante 7 dias, pré-embebição em ácido sulfúrico P.A. durante 5 e 15 minutos, pré-embebição em água fervente durante 5 e 15 minutos, pré-embebição em ácido giberélico a 100 e 200 ppm, durante 48 horas, pré-embebição em água destilada durante 24 e 48 horas e escarificação mecânica, visando à superação da dormência. Foram realizadas contagens diárias entre o 2º dia após a implantação do experimento até a estabilização da germinação, que ocorreu no 65º dia. Foram avaliados o índice de velocidade de germinação (IVG) e a porcentagem de germinação. Taxas de germinação acima de 96 por cento foram atingidas em sementes pré-embebidas em água durante 48 horas e substrato umedecido com água ou KNO3.
Descritores: Germinação
Sementes/crescimento & desenvolvimento
Strychnos/embriologia
-Loganiaceae/crescimento & desenvolvimento
Loganiaceae/efeitos adversos
Loganiaceae/embriologia
Plantas Medicinais
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-496753
Autor: Honório-França, Adenilda Cristina; Marins, Camila Moreira Ferreira; Boldrini, Fernando; França, Eduardo Luzía.
Título: Evaluation of hypoglicemic activity and healing of extract from amongst bark of "Quina do Cerrado" (Strychnos pseudoquina ST. HILL) / Avaliação da atividade hipoglicemiante e cicatrizante de extrato da entrecasca da Quina do Cerrado (Strychnos pseudoquina ST. HILL)
Fonte: Acta cir. bras;23(6):504-510, Nov.-Dec. 2008. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: Evaluation the hypoglycemic and healing effects of the Strychnos pseudoquina. METHODS: 33 Wistar rats were divided in the following groups, group 1 not sensitized with alloxan and untreated by aqueous extracts; group 2 sensitized with aloxana and untreated by aqueous extracts of Quina; group 3 sensitized by aloxana ad treated with the aqueous extract of quina. Diabetes was induced by alloxan diabetogenic drugs at a dose of 42 mg/kg of weight. The glycemias was evaluated by glycemic measuring Accu-check®. To verify the healing, was made a longitudinal cut of 1 cm in the back of the mouse. The group 3 was treated with a microemulsion containing Strychnos pseudoquina. Wounds were macroscopically evaluated during pre-determined days after the cut (1st, 3rd, 7th, 9th, 14th). RESULTS: The glycemia levels in the group treated with Strychnos pseudoquina were lower than the group sensitized by alloxan and not treated with Strychnos pseudoquina. There was no difference between the healing of the wounds treated with quina and another groups. CONCLUSIONS: Strychnos pseudoquina presents hypoglycemic effect. Meanwhile the topical use of the microemulsion of Strychnos pseudoquina presents no macroscopically significant effect on the healing of wounds in diabetic rats.

OBJETIVO: Avaliar o efeito hipoglicemiante e cicatrizante de Strychnos pseudoquina. MÉTODOS: Utilizou-se 33 ratos Wistar, divididos nos seguintes grupos: grupo 1 não sensibilizado pela aloxana e não tratado pelo extrato aquoso; grupo 2 sensibilizado com aloxana e não tratado pelo extrato aquoso de Quina; grupo 3 sensibilizado pela aloxana, tratado com o extrato aquoso de Quina. O diabetes foi induzido pela aloxana, droga diabetôgenica, na dose de 42mg/Kg de peso de rato. As glicemias foram avaliadas pelo medidor de glicemia Accu-check®. Para verificar a cicatrização, foi realizado um corte de 1 cm longitudinal na região dorsal do rato, sob anestesia inalatória. O grupo 3 foi tratado com uma microemulsão contendo "Quina do Cerrado". As feridas foram avaliadas macroscopicamente nos períodos pré-determinados (1º, 3°, 7°, 9º e 14° dias após o corte). RESULTADOS: Os níveis glicêmicos do grupo com "Quina do Cerrado" foram menores que os do grupo sensibilizado pela aloxana e não tratados. Não houve diferença entre a cicatrização das feridas tratadas com Quina comparada à dos outros grupos. CONCLUSÕES: Strychnos pseudoquina apresenta efeito hipoglicemiante. Entretanto o seu uso tópico em microemulsão não apresenta efeito significativo na cicatrização de feridas em ratos diabéticos.
Descritores: Diabetes Mellitus Experimental/tratamento farmacológico
Hipoglicemiantes/farmacologia
Fitoterapia
Extratos Vegetais/farmacologia
Strychnos/química
Cicatrização/efeitos dos fármacos
-Análise de Variância
Glicemia/análise
Glicemia/efeitos dos fármacos
Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Extratos Vegetais/uso terapêutico
Ratos Wistar
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-418158
Autor: Pontes, A. R. M.
Título: Seed cleaning of Strychnos ramentifera (Loganiaceae) by ants in Maracá Island, Brazilian Amazonia
Fonte: Braz. j. biol;65(3):551-553, Aug. 2005. ilus.
Idioma: en.
Descritores: Formigas/fisiologia
Comportamento Animal/fisiologia
Sementes
Strychnos/crescimento & desenvolvimento
-Brasil
Ecossistema
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde