Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.583.520.757 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 72 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 72 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Weiblen, R
Texto completo
Id: lil-761228
Autor: Kubiça, TF; Alves, SH; Weiblen, R; Henzel, A; Martins, M; Lovato, LT.
Título: Atividade in vitro de plantas condimentares (Rosmarinus officinalis L., Lippia graveolens HBK e Thymus vulgaris L. ) contra o calicivírus felino / In vitro activity of plants used as condiments (Rosmarinus officinalis L., Lippia graveolens HBK e Thymus vulgaris L. ) against the feline calicivirus
Fonte: Rev. ciênc. farm. básica apl;36(1), mar. 2015. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O calicivírus felino (FCV) é um importante patógeno de gatos que causa lesões ulcerativas orais e infecções respiratórias. O vírus tem sido utilizado como modelo experimental para avaliação de agente antivirais contra norovírus (NoVs). Nesse estudo, investigou-se a ação dos óleos essenciais de alecrim (Rosmarinus officinalis L.), orégano mexicano (Lippia graveolens HBK.) e tomilho (Thymus vulgaris L.) frente ao FCV, in vitro. A toxicidade celular foi testada pelo método de MTT e os ensaios antivirais pelo teste de redução de placas. Três protocolos foram aplicados: a) diferentes concentrações não tóxicas dos óleos essenciais (CNTOE) foram incubadas com o vírus por 1 hora antes da inoculação (ensaio virucida); b) CNTOE foram adicionadas às células CRFK e incubadas por 1 hora antes da adsorção viral (ensaio de pré-tratamento); c) CNTOE foram adicionadas às células após a inoculação do FCV e mantidas por 18 horas (ensaio de pós-tratamento). A CC 50 para os óleos de alecrim, orégano mexicano e tomilho foram: 1300,21 ?g mL -1 ; 435,92 ?g mL -1 e 675,34 ?g mL -1 ; respectivamente. O óleo essencial de tomilho apresentou índice de seletividade [IS=CC 50 /CI 50 ] de 8,57 para o ensaio de pré-tratamento e 6,2 no ensaio virucida. O óleo de alecrim mostrou atividade antiviral no ensaio virucida (IS=6,54) e de pós-tratamento (IS=6,86). O orégano mexicano apresentou IS de 5,75 no ensaio virucida e 5,59 no de pós-tratamento. Conclui-se que os óleos essenciais de tomilho e alecrim apresentaram atividade frente ao FCV em diferentes momentos da infecção viral.(AU)

The feline calicivirus (FCV) is an important pathogen of feline causing oral ulcerative lesions and respiratory disease. This virus has been used as a model to evaluate antiviral compounds against Norovirus (NoVs). In this study, the essential oils of rosemary (Rosmarinus officinalis L.), mexican oregano (Lippia graveolens HBK) and thyme (Thymus vulgaris L.) were examined for their activity towards FCV, in vitro. The cytotoxicity was determined by the MTT test and the antiviral assays were performed by the plaque reduction test. Three protocols were applied: a) different non-toxic concentrations of the essential oils (NTCEO) were incubated with the virus for 1 hour before viral inoculation (virucidal assay); b) NTCEO were added to CRFK cells and incubated for 1 hour before viral adsorption (pre-treatment assay); c) NTCEO were added to cells after virus inoculation and maintained for 18 hours (post-treatment assay). The cytotoxic concentration at 50% (CC 50 ) for the essential oils of rosemary, mexican oregano, and thyme were: 1300.21 ?g mL -1 ; 435.92 ?g mL -1 and 675.34 ?g mL -1 ; respectively. The essential oil of thyme showed a selectivity index (IS=CC 50 /CI 50 ) of 8.57 at the cell pre-treatment assay and 6.2 at the virucidal assay. The essential oil of rosemary showed antiviral activity at the virucidal assay (IS=6.54) and, also, at the post- treatment assay (IS=6.86). The mexican oregano showed an IS of 5.75 at the virucidal assay and 5.59 at the post-treatment. Therefore, it can be concluded that the essential oils of thyme and rosemary show antiviral activity against FCV in different times of the infection.(AU)
Descritores: Óleos Voláteis/uso terapêutico
Thymus serpyllum/uso terapêutico
Calicivirus Felino
Infecções por Caliciviridae/tratamento farmacológico
Norovirus
Rosmarinus/toxicidade
Origanum/toxicidade
-Colorimetria/métodos
Fitoterapia
Limites: Animais
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  2 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1053216
Autor: Bilska, Agnieszka; Kobus-Cisowska, Joanna; Kmiecik, Dominik; Danyluk, Bozena; Kowalski, Ryszard; Szymanowska, Daria; Gramza-Michalowska, Anna; Szczepaniak, Oskar.
Título: Cholinesterase inhibitory activity, antioxidative potential and microbial stability of innovative liver pâté fortified with rosemary extract (Rosmarinus officinalis)
Fonte: Electron. j. biotechnol;40:22-29, July. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Background: Rosemary (Rosmarinus officinalis) contains active substances that have desirable properties for industrial and herbal medicine applications, e.g., essential oils (1.5­2.5%), tannins, flavonoids, triterpenes, saponins, resins, phytosterols, rosmarinic acid and many others. The aim of this study was to determine the influence of rosemary extract and 20% rapeseed oil substitution for animal fat on storage changes and inhibition of cholinesterases in liver pâté. Results: Preliminary research showed that rosemary extract exhibited antioxidative activity in the system of accelerated Rancimat and Oxidograph tests. Then, rosemary extract was used as an ingredient in liver pâté. During the experiment, meat samples were refrigerated and tested on days 1, 5, 8, 12 and 15 after production. The study proved that the substitution of 20% of animal fat with rapeseed oil decreased the content of saturated acids and increased the content of monoenic fatty acids by approximately 5% and polyene fatty acids by 40%. Conclusions: In addition to antioxidative activity, the rosemary extract affected the health-promoting value of the samples, which inhibited cholinesterase activity during the entire storage period. The extract inhibited AChE more than BChE.
Descritores: Extratos Vegetais/química
Inibidores da Colinesterase
Rosmarinus/química
Produtos da Carne
Antioxidantes/química
-Peróxidos
Óleos Voláteis
Substitutos da Gordura
Análise de Componente Principal
Ácidos Graxos/análise
Fígado
Produtos da Carne/microbiologia
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140737
Autor: Calderón Rodrigo, Elber.
Título: Efecto Antibacteriano del Aceite Esencial de Rosmarinus Officinalis "Romero" frente a Cepas de Escherichia Coli ATCC25922 comparado con Ciprofloxacino / Antibacterial Effect of Essential Oil of Rosmarinus Officinalis "Rosemary" against Strains of Escherichia Coli ATCC25922 compared to Ciprofloxacin.
Fonte: Trujillo; s.n; 2018. 1-41 p. tab, graf, ilus.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad César Vallejo para obtenção do grau de Especialista.
Resumo: El objetivo principal de la presente investigación fue evaluar si el aceite esencial de la hoja de Rosmarinus officinalis "romero" tenía efecto antimicrobiano frente a cepas de Escherichia coli ATCC25922 comparado con ciprofloxacino a dosis de 30 ug, en un estudio in vitro. Se utilizaron diluciones del aceite esencial de Rosmarinus officinalis al 25%, 50%, 75% y 100%, se consideró un control negativo con agua destilada. Se realizaron 11 repeticiones por cada grupo estudiado. Encontrándose efecto inhibitorio a la dilución del 100% (17.36mm, DS: 1.027 ± 0.310; IC 95%; 16.67-18.05) valores considerados como eficacia intermedia según la denominación CLSI (>21mm), no superando los valores alcanzados por el control positivo ciprofloxacino (29.82mm, DS: 0.982 ± 0.296; IC 95%; 29.16-30.48mm). Al 75% el efecto inhibitorio fue (12.64mm, DS: 1.027 ± 0.310; IC 95%; 11.95-13.33), al 50% fue (9.55mm, DS: 0.522 ± 0.157; IC 95%; 9.19-9.9mm), mientras que al 25% no se observó efecto antibacteriano. El análisis ANOVA fue altamente significativo (0.000) asimismo los grupos estudiados fueron homogéneos según la prueba de Tukey. Se concluye que se presentó cierto grado de inhibición sobre Escherichia coli ATCC25922, no superando el halo de inhibición del ciprofloxacino.
Descritores: Rosmarinus
Escherichia coli
Antibacterianos
-Plantas Medicinais
Técnicas In Vitro
Medicina Tradicional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140736
Autor: Castro Negreiros, Yesabella Brigitte.
Título: Eficacia antibacteriana de los aceites esenciales de Mentha Piperita "menta" y Rosmarinus officinalis "romero", sobre Staphylococcus aureus, estudio in vitro / Antibacterial efficacy of the essential oils of Mentha Piperita "mint" and Rosmarinus officinalis "rosemary", on Staphylococcus aureus, in vitro study.
Fonte: Trujillo; s.n; 2016. 1-49 p. tab, graf, ilus.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad César Vallejo para obtenção do grau de Especialista.
Resumo: El objetivo principal de la presente investigación fue Evaluar la eficacia antimicrobiana de los aceites esenciales de Mentha piperita "menta" y Rosmarinus officinalis "romero", sobre las cepas de Staphylococcus aureus, estudio in vitro. El método aplicado fue por conveniencia con una muestra de 30 placas por cada planta. En el procedimiento se cultivó la cepa en el medio de Mueller Hinton. Mediante el método de Kirby y Bauer, se preparó los discos con los aceites esenciales de Rosmarinus officinalis y Mentha piperita, los aceites de dichas plantas fueron obtenidos por arrastre por vapor de agua. Al llevar a cabo el estudio microbiológico, se usó el aceite esencial de Rosmarinus officinalis a concentraciones de 25%, 50%, 75% y 100%; Mentha piperita al 25%, 50% ,75% y 100%. Estos aceites esenciales fueron comparados con la Amoxicilina de 250mg. Al ejecutar el estudio in vitro se lograron los subsiguientes resultados: Los halos inhibitorios de la amoxicilina de 250mg fue de 26,100±1,4227mm en comparación con el aceite de romero que fue al 25 % 6.757 ± ,4281mm; al 50% 7,417±,5427 mm, al 75% de 8,067± ,7397mm y al 100% de 7,400±,6074mm frente al S. aureus. Con el aceite esencial de Mentha al 25 % tuvo un promedio de halos de inhibición de 2,600± 2,8479 mm; al 50% 1,783 ± 2,5854mm, al 75% de 3,000 ± 3,0822mm y al 100% 5,567 de ± 2,0583 mm en comparación con amoxicilina de 250 µg fue 25,667±1,7876mm frente a las cepas de Staphylococcus aureus. Concluyendo finalmente que de los dos aceites esenciales ninguno presento eficacia antibacteriana sobre Staphylococcus aureus así mismo la amoxicilina de 250mg tampoco mostro ser eficaz contra las cepas de Staphylococcus aureus, sin embargo comparando los halos inhibitorios de ambos aceites esenciales con la amoxicilina de 250mg, esta obtuvo halos inhibitorios más amplios.
Descritores: Staphylococcus aureus
Mentha piperita
Rosmarinus
-Plantas Medicinais
Técnicas In Vitro
Medicina Tradicional
Anti-Infecciosos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Almeida, Anna Christina de
Texto completo
Id: lil-783210
Autor: Rocha, Camila Ribeiro; Careli, Roberta Torres; Silva, Rayane Patrícia; Almeida, Anna Christina de; Martins, Ernane Ronie; Oliveira, Eliandra Maria Bianchini; Duarte, Eduardo Robson.
Título: Óleo essencial de Rosmarinus officinalis L. como sanitizante natural para controle de bactérias sésseis em superfície utilizada para corte de alimentos / Essential oil of Rosmarinus officinalis L. as natural sanitizer for controlling the sessile bacteria and as antimicrobial on the food-cutting surfaces
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;73(4):338-344, out.-dez. 2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se neste estudo determinar as concentrações mínimas inibitórias (CMI) e as concentrações bactericidas mínimas (CBM) pela técnica de macrodiluição em caldo do óleo essencial (OE) de Rosmarinus officinalis L. sobre as cepas padrões de Staphylococcus aureus, Escherichia coli, SalmonellaCholeraesuis e Pseudomonas aeruginosa. Avaliou-se também a ação antibacteriana de soluções do OE sobre estes micro-organismos aderidos, por 12 h a 37 °C sob agitação, em superfície de polipropileno utilizada para corte de alimentos. As soluções sanitizantes de OE foram formuladas com base nos valores encontrados nas CBM, para cada estirpe bacteriana separadamente. A ação sanitizante da solução contra as células aderidas à superfície foi avaliada após 20 e 40 minutos de contato. Para E. coli, S. Choleraesuise P. aeruginosa, o tempo de 20 minutos de contato foi suficiente para a remoção total das células aderidas, e para S. aureus houve redução significativa para ambos os períodos avaliados. O OE de alecrim pode ser considerado como alternativa natural para realizar o controle de bactérias patogênicas e contaminantes na indústria de alimentos...
Descritores: Bactérias
Contaminação de Alimentos
Rosmarinus
Óleos Voláteis
-Polipropilenos
Limites: Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  6 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-620886
Autor: Cavalcanti, Yuri Wanderley; Almeida, Leopoldina de Fátima Dantas de; Padilha, Wilton Wilney Nascimento.
Título: Atividade antifúngica e antiaderente do óleo essencial de Rosmarinus officinalis sobre Candida / Antifungal and antiadherent activity of the essential oil from Rosmarinus officinalis on Candida
Fonte: Arq. odontol;47(3):146-152, 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar a atividade antifúngica e antiaderente do óleo essencial de Rosmarinus officinalis (Alecrim) sobre Candida albicans (ATCC289065) e C. tropicalis (ATCC40042). Materiais e Métodos: Determinou-se a atividade antifúngica pela Concentração Inibitória Mínima (CIM) e Concentração Fungicida Mínima (CFM), obtidas através das técnicas de microdiluição e de esgotamento, respectivamente. Os produtos foram avaliados da concentração inicial de 72mg/mL até 0,5625mg/mL. A atividade antiaderente foi avaliada segundo as concentrações CIM, 2CIM e 4CIM. Em tubos de vidro estéreis, foram adicionados: 1 corpo de prova de resina acrílica estéril; 2mL de Caldo Sabouraud-Dextrose estéril; 0,2mL do inoculo fúngico e 2mL do óleo essencial de R. officinalis nas concentrações testadas, ou água destilada estéril (Controle de Crescimento), ou nistatina (100.000UI/mL – Controle Positivo). Os produtos testados foram adicionados em duas condições: junto aos demais componentes do dispositivo de aderência (t=0h); e após 24h da inserção desses componentes (t=24h). Os microrganismos que aderiram aos corpos de prova foram dispersos, diluídos 10 e 100 vezes em água destilada estéril e transferidos, em triplicata, para placas de agar Sabouraud Dextrose 4%. Após 48 horas de incubação a 37ºC, o número de Unidades Formadoras de Colônia por mililitro (UFC/mL) foi determinada para cada espécime. Aplicaram-se os testes Mann Whitney e ANOVA (pós-testes deTukey e Dunnet). Resultados: A CIM e CFM foram determinadas na concentração 0,5625mg/mL. Quando comparado ao controle de crescimento, o óleo essencial de R. officinalis provocou inibição da aderênciaem todas as concentrações testadas, porém com efeito inferior à nistatina. Observou-se maior atividade antiaderente para t=24h (p<0,001) e maior concentração do produto natural (p<0,05). Conclusão: O óleo essencial de R. officinalis exerceu atividade antifúngica e antiaderente sobre C. albicans e C. tropicalis...
Descritores: Candida albicans
Candida tropicalis
Rosmarinus/uso terapêutico
-Antifúngicos/administração & dosagem
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca


  7 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Queiroz, Lélia Maria Guedes
Texto completo
Id: lil-544394
Autor: Alves, Polliana Muniz; Pereira, Jozinete Vieira; Higino, Jane Sheila; Pereira, Maria do Socorro Vieira; Queiroz, Lélia Maria Guedes.
Título: Atividade antimicrobiana e antiaderente in vitro do extrato de rosmarinus officinalis linn. (alecrim) sobre microrganismos cariogênicos / Antimicrobial and antiadherent activity, in vitro, of rosmarinus officinalis linn. (alecrim) extract tested on cariogenic microrganisms
Fonte: Arq. odontol;44(2):5-10, 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A atividade antimicrobiana e antiaderente in vitro do extrato do alecrim (Rosmarinus officinalis Linn.) foram avaliadas sobre Streptococcus mitis, S. mutans, S. sanguis, S. sobrinus e L. casei. O estudo foi realizado utilizando-se técnicas bacteriológicas. Os ensaios foram realizados pelas técnicas de ágar difusão em placas para determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) e técnica dos tubos inclinados para a Concentração Inibitória Mínima de Aderência (CIMA). Os resultados mostraram a potencialidade daRosmarinus officinalis Linn. na inibição do crescimento bacteriano e síntese de glucano, sugerindo a sua utilização, como meio alternativo, no controle de bactérias cariogênicas.
Descritores: Cariogênicos/farmacocinética
Técnicas In Vitro
Placa Dentária/fisiopatologia
Rosmarinus/uso terapêutico
-Produtos com Ação Antimicrobiana
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca


  8 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1057983
Autor: Pinto, Natália Berne; Castro, Leonardo Mortagua de; Azambuja, Rosária Helena Machado; Capella, Gabriela de Almeida; Moura, Micaele Quintana de; Terto, Wesley Douglas; Freitag, Rogério Antonio; Jeske, Sabrina Taiza; Villela, Marcos Marreiro; Cleff, Marlete Brum; Leite, Fábio Pereira Leivas.
Título: Ovicidal and larvicidal potential of Rosmarinus officinalis to control gastrointestinal nematodes of sheep / Potencial ovicida e larvicida de Rosmarinus officinalis para controle de nematódeos gastrintestinais de ovinos
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(4):807-811, Oct.-Dec. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Gastrointestinal Nematode Infection (GIN) are the main constraint to the production of small ruminants. Studies of medicinal plants have been an important alternative in the effort to control these parasites. Therefore, the purpose of this study was to evaluate the in vitro ovicidal and larvicidal activity of essential oil of Rosmarinus officinalis. The oil was extracted, analyzed by gas chromatography and tested on GIN eggs and larvae in six concentrations, 227.5mg/mL, 113.7mg/mL, 56.8mg/mL, 28.4mg/mL, 14.2mg/mL and 7.1mg/mL. To determine the ovicidal activity, GIN eggs were recovered from sheep feces and incubated for 48h with different concentrations of the oil. For the evaluation of larval migration, third-stage larvae (L3) were obtained by fecal culture, and associated with the essential oil for 24h at the same concentrations, after which they were left for another 24 hours on microsieves, followed by the count of migrating and non-migrating larvae. The assays of R. officinalis oil showed a significant (p<0.05) 97.4% to 100% inhibition of egg hatching and a significant (p<0.05) 20% to 74% inhibition of larval migration. The main constituent revealed by gas chromatography was Eucalyptol. The results indicate that R. officinalis essential oil has ovicidal and larvicidal activity on sheep GINs.

Resumo As infecções por nematódeos gastrintestinais (ING) constituem a maior limitação à produção de pequenos ruminantes. Na busca do controle desses parasitos, estudos com plantas medicinais têm sido uma importante alternativa. Visto isto, o estudo desenvolvido teve como objetivo avaliar a ação ovicida e larvicida in vitro do óleo essencial de Rosmarinus officinalis. O óleo foi extraído, analisado por cromatografia gasosa e testado sobre ovos e larvas de ING em seis concentrações, 227,5mg/mL; 113,7mg/mL; 56,8mg/mL; 28,4mg/mL; 14,2mg/mL; 7,1mg/mL. Para determinar a ação ovicida, ovos de ING foram recuperados de fezes de ovinos e incubados por 48h com as diferentes concentrações do óleo. Na avaliação da migração das larvas, as larvas de terceiro estágio (L3) foram obtidas por coprocultura, e associadas ao óleo essencial por 24h nas mesmas concentrações, permanecendo por mais 24h em microtamises, seguindo-se a contagem de larvas que migraram e que não migraram. Os testes in vitro com o óleo de R. officinalis mostraram o nível de significância (p<0.05) 97,4% a 100% na inibição da eclodibilidade e 20% a 74% na inibição da migração das larvas. Na análise por cromatografia gasosa o constituinte majoritário foi o eucaliptol. Os resultados apresentados mostram que o óleo essencial de R. officinalis possui ação ovicida e larvicida sobre ING de ovinos.
Descritores: Óvulo/efeitos dos fármacos
Óleos Voláteis/farmacologia
Ovinos/parasitologia
Extratos Vegetais/farmacologia
Rosmarinus/química
Larva/efeitos dos fármacos
Nematoides/efeitos dos fármacos
-Óleos Voláteis/isolamento & purificação
Cromatografia Gasosa
Testes de Sensibilidade Parasitária
Relação Dose-Resposta a Droga
Nematoides/isolamento & purificação
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 72 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-450800
Autor: Ramalho, Valéria C; Jorge, Neuza.
Título: Atividade antioxidante do a-tocoferol e do extrato de alecrim em óleo de soja purificado / Antioxidant ativity of a-tocopherol and rosemary extract antioxidant activity in purified soybean oil
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;65(1):15-20, jan.-abr. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A oxidação lipídica é uma das mais importantes alterações que afetam tanto o óleo ou a gordura assim como o alimento que os contêm, que é responsável pelo desenvolvimento de sabor e odor desagradáveis. A aplicação de antioxidantes, em termos técnicos, é um dos caminhos mais simples para reduzir a oxidaçãode gorduras. Há indícios de que os antioxidantes sintéticos podem ter efeitos indesejáveis para a saúde humana, o que tem estimulado a busca por antioxidantes naturais como fonte alternativa. Este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antioxidante do extrato de alecrim, contendo 4% de diterpenosfenólicos, em comparação com o -tocoferol, com 97% de pureza, utilizando como substrato lipídico óleo de soja purificado. A atividade dos antioxidantes foi avaliada nas concentrações de 0, 100, 300, 500, 800 e 1.000 mg/kg para o extrato de alecrim (ALE) e 0, 100, 200, 400, 600 e 700 mg/kg para o -tocoferol(TOC), por meio da determinação da estabilidade oxidativa utilizando o Rancimat. A ordem da atividade antioxidante encontrada foi 600 mg/kg TOC > 400 mg/kg TOC > 1.000 mg/kg ALE >200 mg/kg TOC >800 mg/kg ALE >500 mg/kg ALE >100 mg/kg TOC >300 mg/kg ALE >100 mg/kg ALE.
Descritores: Antioxidantes
Rosmarinus
alfa-Tocoferol
Óleo de Soja
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  10 / 72 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-780849
Autor: Radaelli, Marcela; Silva, Bárbara Parraga da; Weidlich, Luciana; Hoehne, Lucélia; Flach, Adriana; Costa, Luiz Antonio Mendonça Alves da; Ethur, Eduardo Miranda.
Título: Antimicrobial activities of six essential oils commonly used as condiments in Brazil against Clostridium perfringens
Fonte: Braz. j. microbiol;47(2):424-430, Apr.-June 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Despite recent advances in food production technology, food-borne diseases (FBD) remain a challenging public health concern. In several countries, including Brazil, Clostridium perfringens is among the five main causative agents of food-borne diseases. The present study determines antimicrobial activities of essential oils of six condiments commonly used in Brazil, viz., Ocimum basilicum L. (basil), Rosmarinus officinalis L. (rosemary), Origanum majorana L. (marjoram), Mentha × piperita L. var. Piperita (peppermint), Thymus vulgaris L. (thyme) and Pimpinella anisum L. (anise) against C. perfringens strain A. Chemical compositions of the oils were determined by GC–MS (gas chromatography–mass spectrometry). The identities of the isolated compounds were established from the respective Kováts indices, and a comparison of mass spectral data was made with those reported earlier. The antibacterial activity was assessed from minimum inhibitory concentration (MIC) and minimum bactericidal concentration (MBC) using the microdilution method. Minimum inhibitory concentration values were 1.25 mg mL-1 for thyme, 5.0 mg mL-1 for basil and marjoram, and 10 mg mL-1 for rosemary, peppermint and anise. All oils showed bactericidal activity at their minimum inhibitory concentration, except anise oil, which was only bacteriostatic. The use of essential oils from these common spices might serve as an alternative to the use of chemical preservatives in the control and inactivation of pathogens in commercially produced food systems.
Descritores: Óleos Vegetais/farmacologia
Óleos Voláteis/farmacologia
Clostridium perfringens/efeitos dos fármacos
Antibacterianos/farmacologia
-Óleos Vegetais/análise
Brasil
Óleos Voláteis/análise
Testes de Sensibilidade Microbiana
Clostridium perfringens/crescimento & desenvolvimento
Ocimum basilicum/química
Rosmarinus/química
Origanum/química
Thymus (Planta)/química
Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas
Antibacterianos/análise
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde