Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.859.500.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carvalho, Joäo Ernesto de
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-889402
Autor: Silva, Aline Teixeira Maciel e; Magalhães, Cássia Gonçalves; Duarte, Lucienir Pains; Mussel, Wagner da Nova; Ruiz, Ana Lucia Tasca Gois; Shiozawa, Larissa; Carvalho, João Ernesto de; Trindade, Izabel Cristina; Vieira Filho, Sidney Augusto.
Título: Lupeol and its esters: NMR, powder XRD data and in vitro evaluation of cancer cell growth
Fonte: Braz. J. Pharm. Sci. (Online);53(3):e00251, 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT The triterpene lupeol (1) and some of its esters are secondary metabolites produced by species of Celastraceae family, which have being associated with cytotoxic activity. We report herein the isolation of 1, the semi-synthesis of eight lupeol esters and the evaluation of their in vitro activity against nine strains of cancer cells. The reaction of carboxylic acids with 1 and DIC/DMAP was used to obtain lupeol stearate (2), lupeol palmitate (3) lupeol miristate (4), and the new esters lupeol laurate (5), lupeol caprate (6), lupeol caprilate (7), lupeol caproate (8) and lupeol 3',4'-dimethoxybenzoate (9), with high yields. Compounds 1-9 were identified using FT-IR, 1H, 13C-NMR, CHN analysis and XRD data and were tested in vitro for proliferation of human cancer cell activity. In these assays, lupeol was inactive (GI50> 250µg/mL) while lupeol esters 2 -4 and 7 - 9 showed a cytostatic effect. The XRD method was a suitable tool to determine the structure of lupeol and its esters in solid state. Compound 3 showed a selective growth inhibition effect on erythromyeloblastoid leukemia (K-562) cells in a concentration-dependent way. Lupeol esters 4 and 9 showed a selective cytostatic effect with low GI50 values representing promising prototypes for the development of new anticancer drugs.
Descritores: Triterpenos/análise
Celastraceae/classificação
-Produtos Biológicos
Quimioprevenção/estatística & dados numéricos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-687008
Autor: Céspedes, Carlos L; Alarcon, Julio.
Título: Biopesticidas de origen botánico, fitoquímicos y extractos de Celastraceae, Rhamnaceae y Scrophulariaceae / Biopesticides of botanical origin, phytochemicals and extracts from Celastraceae, Rhamnaceae and Scrophulariaceae
Fonte: Bol. latinoam. Caribe plantas med. aromát;10(3):175-181, mayo 2011.
Idioma: es.
Projeto: FONDECYT; . Direccion de Investigación de la Universidad del Bio Bio.
Descritores: Celastraceae/química
Praguicidas
Extratos Vegetais
Rhamnaceae/química
Scrophulariaceae/química
-Inseticidas
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-611447
Autor: Lima, D. M; Biasi, L. A; Zanette, F; Zuffellato-Ribas, K. C; Bona, C; Mayer, J. L. S.
Título: Capacidade de enraizamento de estacas de Maytenus muelleri Schwacke com a aplicação de ácido indol butírico relacionada aos aspectos anatômicos / Rooting capacity of Maytenus muelleri Schwacke cuttings with indolebutyric acid application related to anatomical aspects
Fonte: Rev. bras. plantas med;13(4):422-438, 2011. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A espinheira-santa (Maytenus muelleri - Celastraceae) é a planta medicinal nativa do Sul do Brasil, cujas folhas são tradicionalmente utilizadas pela medicina popular para o tratamento de úlceras e outros problemas gástricos. Existem poucos trabalhos publicados sobre a produção de mudas e técnicas de propagação vegetativa da espécie. A propagação de espinheira-santa por estaquia poderia ser um método eficiente para obtenção de material homogêneo, com características genéticas desejáveis, produzido a partir de plantas matrizes selecionadas. O presente trabalho teve por objetivo estudar os efeitos da aplicação de ácido indol butírico (AIB), em solução e em pó, no enraizamento de estacas de espinheira-santa coletadas nas quatro estações do ano (abril/2005 a janeiro/2006), bem como averiguar, por meio de análises anatômicas e histoquímicas das estacas, a presença de possíveis impedimentos à iniciação do enraizamento adventício. Estacas provenientes de ramos de plantas matrizes de seis anos cultivadas da Estação Experimental do Canguiri, Pinhais, PR, foram coletadas e tratadas com AIB (0, 1500, 3000 mg L-1 ou mg kg-1), em solução alcoólica (50 por cento v/v) e em talco. Aos 365 dias foram avaliadas as porcentagens de estacas enraizadas e mortas, número e comprimento médio de raízes formadas por estaca. Análises anatômicas e histoquímicas com lugol e cloreto férrico foram realizadas. A estação mais promissora para o enraizamento foi o verão/2006 com 62,50 por cento para o tratamento controle, devido à menor lignficação dos ramos no período de intenso crescimento vegetativo. O número médio de raízes formadas por estaca foi de 6,94 (solução) e o comprimento médio de raízes formadas/estaca chegou a 4,82 cm nesta mesma estação. As concentrações de AIB aplicadas não foram eficientes na indução radicial, independentemente do modo de aplicação. Foi detectada a presença de uma camada quase contínua de fibras e braquiesclereídes, a qual constitui barreira anatômica à indução radicial. Os testes histoquímicos revelaram a presença de amido e de compostos fenólicos nas estacas, em todas as estações do ano. A dificuldade ou demora no enraizamento não pode ser justificada pela falta de reservas de amido nos tecidos das estacas, mas pode ser justificada pela presença de compostos fenólicos, possivelmente do grupo dos monofenóis, que causam a degradação do AIA, interferindo negativamente na indução do enraizamento.

"Espinheira-santa" (Maytenus muelleri - Celastraceae) is a medicinal plant native to Southern Brazil, the leaves of which are traditionally used in popular medicine for the treatment of stomach ulcers and other gastric problems. There are few published studies about seedling production and vegetative propagation techniques for this species. The propagation of "espinheira-santa" by cuttings could be an efficient method to obtain homogeneous material, with desirable genetic characteristics, produced from selected mother plants. This paper aimed to study the effects of indolebutyric acid (IBA) application, in solution and in powder, on the rooting of "espinheira-santa" cuttings, collected in four seasons (April/2005 to January/2006), as well as to investigate, by means of cutting anatomical and histochemical analyses, the presence of possible impediments to adventitious rooting initiation. Cuttings from branches of six-year mother plants grown at "Estação Experimental do Canguiri", Pinhais, Paraná State, Brazil, were collected and treated with IBA (0, 1500, 3000 mg L-1 or mg kg-1) in alcoholic solution (50 percent v/v) and in powder. After 365 days, the percentages of rooted and dead cuttings, the number and mean length of roots/cutting were evaluated. Anatomical and histochemical analyses were performed with lugol and ferric chloride. The most promising season for rooting was Summer/2006, with 62.50 percent of rooting for the control treatment, due to the lesser lignification degree of branches in intense vegetative growth period. The mean number of roots/cutting was 6.94 (solution) and the mean length of roots/cutting was 4.82 cm in that same season. The applied IBA concentrations were not efficient in inducing root growth, regardless of the application method. An almost continuous layer of fibers and stone cells was detected, constituting an anatomical barrier for rooting induction. The histochemical tests revealed the presence of starch and phenolic compounds in cuttings, in all seasons. The difficulty or delay in rooting cannot be justified by the absence of starch reserve in the cutting tissues but by the presence of phenolic compounds, possibly of the group of monophenols, which cause IAA degradation, negatively affecting rooting induction.
Descritores: Brotos de Planta/anatomia & histologia
Brotos de Planta/crescimento & desenvolvimento
Maytenus
Plantas Medicinais/crescimento & desenvolvimento
Raízes de Plantas/anatomia & histologia
Raízes de Plantas/crescimento & desenvolvimento
-Celastraceae/anatomia & histologia
Celastraceae/crescimento & desenvolvimento
Fertilizantes
Substratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-582764
Autor: Santos, V. L; Souza, M. F. V; Batista, L. M; Silva, B. A; Lima, M. S; Souza, A. M. F; Barbosa, F. C; Catão, R. M. R.
Título: Avaliação da atividade antimicrobiana de Maytenus rigida Mart. (Celastraceae) / Evaluation of the antimicrobial activity of Maytenus rigida Mart. (Celastraceae)
Fonte: Rev. bras. plantas med;13(1):68-72, 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A realização de estudos farmacológicos é fundamental para comprovar a eficácia do uso de plantas medicinais pela população para o tratamento de doenças e descobrir novos fitoterápicos. Esse estudo teve como objetivo avaliar o potencial antimicrobiano do extrato etanólico e fase acetato de etila do bom nome (Maytenus rigida Mart.) sobre Staphylococcus aureus ATCC 25923, 3 amostras de Staphylococcus aureus multirresistentes isoladas de pacientes com infecções nosocomiais, Escherichia coli ATCC 25922, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853 e Salmonella sp. (228-R-Tet, 118-R-Sut e 01-S) isoladas de ambiente aquático, utilizando o método de difusão em agar. Os testes revelaram que o extrato e fase de M. rigida apresentaram atividade antimicrobiana in vitro frente a todas as cepas de S. aureus testadas, apresentando concentração inibitória mínima (MIC) de 400 mg mL-1. Entretanto, estes produtos não apresentaram atividade frente às linhagens de bactérias Gram-negativas testadas, Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa e Salmonella sp.

Ppharmacological studies are essential to prove the effectiveness of using medicinal plants to treat diseases and discover new phytotherapics. This study aimed to evaluate the antimicrobial potential of ethanol and ethyl acetate extracts of "bom-nome" (Maytenus rigida Mart.) against Staphylococcus aureus ATCC 25923, three samples of multiresistant Staphylococcus aureus isolated from patients with nosocomial infections, Escherichia coli ATCC 25922, Pseudomonas aeruginosa ATCC 27853 and Salmonella sp. (228-R-Tet, 118-R-Sut and 01-S) isolated from water environment, using the agar diffusion test. Both extracts showed in vitro antimicrobial activity against all S. aureus strains, presenting 400 mg mL-1 minimum inhibitory concentration (MIC). However, these products did not show activity against strains of the Gram-negative bacteria Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa and Salmonella sp.
Descritores: Antimitóticos/análise
Técnicas In Vitro
Maytenus
-Celastraceae/enzimologia
Infecção Hospitalar/microbiologia
Plantas Medicinais
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-532458
Autor: Ribeiro, JC; Andrade, SF; Bastos, JK; Maistro, EL.
Título: Evaluation of the genotoxic potential of Austroplenckia populnea (Reiss) Lundell chloroform fraction from barkwood extract in rodent cells in vivo / Avaliação do potencial genotóxico da fração clorofórmica de cascas do caule de Austroplenckia populnea em células de roedores in vivo
Fonte: Braz. j. biol;69(4):1141-1147, Nov. 2009. tab.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . FAPESP; . FAPEMIG. Rede Mineira de Ensaios Toxicológicos e Farmacológicos de Produtos Terapêuticos.
Resumo: The genotoxic effect of the Austroplenckia populnea chloroform fraction from barkwood extract was tested in vivo on peripheral blood cells of Swiss mice with the comet assay (SCGE), and the clastogenic effect was investigated on peripheral blood cells of Swiss mice and bone marrow cells of Wistar rats, with the micronucleus and chromosome aberrations tests. The animals were treated by gavage with 3 concentrations of the extract: 300, 600 and 900 mg.kg-1. Peripheral blood cells of Swiss mice were collected 4 and 24 hours after the treatment to the SCGE assay and 48 and 72 hours to the micronucleus test. Bone marrow cells of Wistar rats were collected 24 hours after the treatment to the micronucleus and chromosome aberration tests. The results showed that the A. populnea chloroform fraction induced an increase in the average number of DNA damage in peripheral blood cells at the three concentrations tested, but this increase was not statistically significant. In the micronucleus and chromosome aberrations test, no significant increase was observed in the mean number of micronucleated polychromatic erythrocytes (MNPCE) of Swiss mice or MNPCE or chromosome aberrations for the rat bone marrow cells, for any of the tested doses. Our findings enable us to conclude that by the comet assay, A. populnea chloroform fraction from barkwood extract showed no genotoxic effects, and by the micronucleus and chromosome aberration tests, the extract fraction showed no clastogenic/aneugenic effects on the rodent cells tested.

O possível efeito genotóxico da fração clorofórmica de cascas de caule de Austroplenckia populnea foi testado in vivo em células do sangue periférico de camundongos Suíços pelo ensaio cometa, e o seu possível efeito clastogênico foi investigado em células de sangue periférico de camundongos Suíços e células da medula óssea de ratos Wistar, respectivamente pelos testes do micronúcleo e de aberrações cromossômicas. Os animais foram tratados por via oral com três concentrações do extrato: 300, 600 e 900 mg.kg-1 de peso corpóreo. Células do sangue periférico dos camundongos foram coletadas 4 e 24 horas após o tratamento para a realização do ensaio cometa, e 48 e 72 horas para o teste do micronúcleo. Células da medula óssea dos ratos Wistar foram coletadas 24 horas após o tratamento para os testes do micronúcleo e de aberrações cromossômicas. Os resultados mostraram que a fração clorofórmica do extrato de A. populnea induziu um pequeno aumento no número médio de danos ao DNA nas células sanguíneas nas três concentrações testadas, mas tal aumento não foi estatisticamente significativo. Nos testes do micronúcleo e de aberrações cromossômicas não houve um aumento significativo no número médio de eritrócitos policromáticos micronucleados (EPM) dos camundongos, bem como nos EPM e aberrações cromossômicas nas células da medula óssea dos ratos, em nenhuma das doses testadas. Nossos resultados nos permitem concluir que, pelo ensaio cometa, a fração clorofórmica de cascas do caule de A. populnea não apresentou efeito genotóxico, e, pelos testes do micronúcleo e de aberrações cromossômicas, o extrato não mostrou efeitos clastogênicos e/ou aneugênicos nas células analisadas dos roedores.
Descritores: Celastraceae/química
Clorofórmio/toxicidade
Extratos Vegetais/toxicidade
-Células Cultivadas
Clorofórmio/isolamento & purificação
Relação Dose-Resposta a Droga
Testes de Mutagenicidade/métodos
Extratos Vegetais/isolamento & purificação
Ratos Wistar
Limites: Animais
Camundongos
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Agra, Maria de Fátima
Texto completo
Id: lil-465471
Autor: Santos, Vanda Lucia dos; Costa, Viviam Bruna Machado; Agra, Maria de Fátima; Silva, Bagnólia Araújo da; Batista, Leônia Maria.
Título: Pharmacological studies of ethanolic extracts of Maytenus rigida Mart (Celastraceae) in animal models
Fonte: Rev. bras. farmacogn = Braz. j. pharmacogn.;17(3):336-342, jul.-set. 2007. tab.
Idioma: en.
Resumo: The crude ethanol extract (EEOH) of the bark of Maytenus rigida Mart (Celastraceae) a plant used in Brazil herbal traditional medicine, was tested for anti-inflammatory, antiulcer and antidiarrhoeal activities in animal models. No acute toxicological sign was observed in animals treated with the highest dose (5000 mg/kg, p.o. or 2000 mg/kg i.p.) of EEOH. The extract doses of 250, 500 or 750 mg/kg revealed a significant inhibitory effect (P < 0,01) in carrageenin-induced rat paw oedema and exhibited ulcer-protective properties against ethanol-induced ulceration in rats. An anti-diarrhoeal activity (P < 0.01) was also observed in castor-oil-induced diarrhoeal in mice. The intestinal transit was significantly (P < 0.01) reduced, however the pretreatment did not reduce the weight of intestinal contents. These results support the popular applications of Maytenus rigida for the treatment of inflammation, ulcer and diarrhoea in Brazil herbal traditional medicine.

O extrato etanólico bruto (EEOH) da casca de Maytenus rigida Mart (Celastraceae) uma planta da medicina popular do Brasil, foi testado para a atividade antiinflamatória, antiúlcera e antidiarréica em modelos animais. Não foi observado sinal de toxicidade aguda nos animais tratados com doses elevadas do EEOH (5000 mg/kg, v.o. ou 2000 mg/kg i.p.). O extrato nas doses de 250, 500 e 750 mg/kg mostrou um significante efeito inibitório (P < 0,01) no edema de pata induzido por carragenina e exibiu propriedade protetora contra a ulceração induzida por etanol em ratos. Também uma atividade antidiarréica (P < 0,01) foi observada na diarréia induzida por óleo de rícino em camundongos. O trânsito intestinal foi reduzido significativamente (P < 0.01), porém o pré-tratamento não reduziu o peso do conteúdo intestinal em ratos. Os resultados dão suporte à utilização de Maytenus rigida na medicina popular do Brasil para o tratamento da inflamação, da úlcera e da diarréia.
Descritores: Anti-Inflamatórios
Celastraceae
Maytenus
Plantas Medicinais
Limites: Animais
Camundongos
Ratos
Responsável: BR8.1 - Biblioteca Central



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde