Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.650.940.800.575.912.250.882 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1057981
Autor: Al-Quraishy, Saleh; Thagfan, Felwa Abdullah; Al-Shaebi, Esam Mohamed; Qasem, Mahmood; Abdel-Gaber, Rewaida; Dkhil, Mohamed Abdel Monam.
Título: Salvadora persica protects mouse intestine from eimeriosis / Salvadora persica protege o intestino do rato da eimeriose
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(4):605-612, Oct.-Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Eimeriosis is a global poultry health problem. In the current study, we investigated the role of Salvadora persica leaf extracts (SE) against murine eimeriosis induced by Eimeria papillata. The infection induced an oocyst output of 6242 ± 731 oocysts/g feces. After treatment with 300 mg⁄kg SE, the oocysts expelled in feces decreased by approximately 3-fold. In addition, the total number of E. papillata in the parasitic stage decreased in the jejunum of mice after treatment with SE. In addition, SE significantly reduced the number of apoptotic cells by approximately 2-fold in the infected jejunum. SE ameliorated the changes in glutathione, malondialdehyde, and catalase due to E. papillata infection. Finally, SE regulated the cytokine genes, interleukin (IL)-1β, IL-6, interferon-γ, and tumor necrosis factor-α, and the apoptotic genes, B-cell lymphoma-2, Bax, and Caspase-3. SE protects the jejunum from E. papillata induced injury and may have potential therapeutic value as a food additive during eimeriosis.

Resumo A eimeriose é um problema global de saúde avícola. No presente estudo, investigou-se o papel dos extratos de folhas de Salvadora persica (SE) contra a eimeriose murina induzida por Eimeria papillata. A infecção induziu uma produção de oocistos de 6242 ± 731 oocistos/g de fezes. Após o tratamento com 300 mg⁄kg SE, os oocistos eliminados nas fezes diminuíram em aproximadamente 3 vezes. Além disso, o número total de E. papillata no estágio parasitário diminuiu nos jejunos de camundongos após o tratamento com SE. Da mesma forma, o SE reduziu significativamente o número de células apoptóticas em aproximadamente 2 vezes no jejuno infectado. O estudo mostrou que o SE melhorou as alterações na glutationa, malonaldeído e catalase devido à infecção por E. papillata. Finalmente, o SE regulou os genes das citocinas, interleucina (IL) -1β, IL-6, interferon-γ e fator de necrose tumoral α, e os genes apoptóticos, linfoma-2, Bax e Caspase-3. Assim, o SE protegeu os jejunos das lesões induzidas por E. papillata e pode ter potencial valor terapêutico como aditivo alimentar durante a eimeriose.
Descritores: Extratos Vegetais/farmacologia
Coccidiose/parasitologia
Salvadoraceae/química
Eimeria/efeitos dos fármacos
Fezes/parasitologia
Antiprotozoários/farmacologia
-Contagem de Ovos de Parasitas
Modelos Animais de Doenças
Camundongos Endogâmicos C57BL
Antiprotozoários/isolamento & purificação
Limites: Animais
Masculino
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde