Base de dados : LILACS
Pesquisa : B03.280 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 134 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 134 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147142
Autor: Ulbrich, Lisiane Araujo.
Título: Diagnóstico do tratamento de esgotos no Rio Grande do Sul e sua associação aos riscos com a saúde / Diagnosis of sewage treatment in Rio Grande do Sul and its association with health risks.
Fonte: Porto Alegre; s.n; 2020. 92 p. mapas, ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Estado do Rio Grande do Sul. Secretaria de Estado da Saúde. Escola de Saúde Pública para obtenção do grau de Especialista.
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo estimar o volume de esgoto gerado no RS em Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO kg/dia), e o volume de esgoto (DBO kg/dia) que chega até as estações de tratamento de esgoto ETEs; diagnosticar a eficiência das estações de tratamento de esgotoem relação ao percentual de remoção de (DBO kg/dia); correlacionando com a presença de cianobactérias próximas aos pontos de captação de água superficial para consumo humano; analisar se há inativação ou remoção de protozoários no lançamento do efluente ao retornar ao manancial. Como resultado obteve-se o volume total de matéria orgânica lançada nos corpos hídricos por dia estimado no Rio Grande do Sul é 511.769,00 DBO kg/dia no RS. As Estações de Tratamento de Esgoto captam 390.285,45 DBO kg/dia apresentaram resultados de remoção de 145.500,50 DBO kg/dia e de 22.963,21 DBO kg/dia residual; O volume ocioso das ETEs fica em torno de 5.049,89 L/s. O processo de eliminar ou inativar grande quantidade de protozoários presentes no afluente se dá através de etapas terciárias avançadas nas ETEs. Não encontramos no RS no ano 2019 ETEs com esses tipos avançados de tratamento. Sugere-se então que haja um melhor aproveitamento destas estações de tratamento no que se refere à quantidade e qualidade de volume de esgoto tratado e que sejam ampliados estudos para viabilidade de projetos de execução de novas ETEs para os demais municípios que despejam seus esgotos in natura nos mananciais impactando-os.

This work aims to estimate the volume of sewage generated in RS in Biochemical Oxygen Demand (BOD kg/day), and the volume of sewage (BOD kg/day) that reaches the sewage treatment stations (STS)s; diagnose the efficiency of sewage treatment station in relation to the percentage of removal (BOD kg/day); correlating with the presence of cyanobacteria close to the surface water intake points for human consumption; analyze if there is inactivation or removal of protozoa in the discharge of the effluent when returning to the source. As a result, the total volume of organic matter released into water bodies per day estimated in Rio Grande do Sul is 511,769.00 BOD kg/day in RS. The Sewage Treatment Plants capture 390,285.45 BOD kg/day showed removal results of 145,500.50 BOD kg/day and 22,963.21 BOD kg/day residual; The idle volume of ETEs is around 5,049.89 L/s. The process of eliminating or inactivating a large amount of protozoa present in the tributary takes place through advanced tertiary stages in the STSs. We did not find in RS in the year 2019 STSs with these advanced types of treatment. It is therefore suggested that there is a better use of these treatment plants with regard to the quantity and quality of the volume of treated sewage and that studies for the feasibility of projects for the execution of new STSs be expanded to the other municipalities that dump their raw sewage in water sources impacting them.
Descritores: Poluentes da Água/análise
Tratamento de Águas Residuárias/prevenção & controle
Cianobactérias/patogenicidade
Riscos Ambientais
Risco à Saúde Humana
Correlação de Dados
-Estações de Tratamento de Águas Residuárias
Técnicas de Pesquisa
Saneamento Básico
Meio Ambiente
Exposição Ambiental/prevenção & controle
Matéria Orgânica/análise
Promoção da Saúde/métodos
Microbiologia
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)
BR599.1


  2 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1121037
Autor: Rodas-Pernillo, Evelyn; Vasquez-Moscoso, Camila A; García, Ovidio F.
Título: Dinámica del consumo y aporte de nutrientes de fitoplancton, dominado por Microcystis sp. (Cyanophyceae) del lago de Amatitlán / Dynamics of the consumption and nutrient supply of phytoplankton, dominated by Microcystis sp. (Cyanophyceae) of Lake Amatitlán
Fonte: Cienc. tecnol. salud;7(1):129-136, 2020. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El impacto antrópico cercano al lago de Amatitlán ha generado niveles altos de eutrofización que conllevan cambios en la dinámica del ecosistema. Uno de ellos es la proliferación de cianobacterias del género Microcystis que pueden llegar a ser perjudiciales para la fauna y flora de lugar e incluso para los seres humanos. Se presenta el caso de cultivo de un consorcio de fitoplancton, tomado directamente del lago y llevado al laboratorio en condiciones controladas, para medir su consumo y aporte de nitrógeno y fósforo, además de los cambios en los factores fisicoquímicos y la biomasa. Se observó la presencia de diatomeas del genero Nitszchia y cianobacterias como Dolichospermum, con una marcada dominancia de Microcystis sp. Se analizó el porcentaje de cambio en la concentración de nutrientes. Los resultados indican que hubo un aumento en las concentraciones de amonio, nitrato y nitrógeno inorgánico disuelto, mientras que disminuyó el nitrógeno total, el fósforo total y los ortofosfatos. Esto indica que hay aporte de nitrógeno inorgánico, consumo de fósforo y nitrógeno orgánico. El fósforo parece ser el nutriente limitante, ya que, al consumirse en un 90 % la biomasa empieza a decrecer.

The anthropic impact near lake Amatitlán has generated high levels of eutrophication that lead to changes in ecosystem dynamics. One of them is the proliferation of cyanobacteria of the genus Microcystis that can be harmful to the fauna and flora of the place and even to humans. The case of cultivation of a phytoplankton consortium, taken directly from the lake and taken to the laboratory under controlled conditions, to measure its consumption and contribution of nitrogen and phosphorus, in addition to changes in physicochemical factors and biomass is presented. The presence of diatoms of the genus Nitszchia and cyanobacteria such as Dolichospermum was detected, with a marked dominance of Microcystis sp. The percentage change in nutrient concentration was analyzed. The results indicated that there was an increase in the amounts of dissolved inorganic ammonium, nitrate and nitrogen, while total nitrogen, total phosphorus and orthophosphates decreased. This indicates that there is contribution of inorganic nitrogen, consumption of phosphorus and organic nitrogen. Phosphorus seems to be the limiting nutrient, since, when consumed by 90 %, biomass begins to decrease.
Descritores: Lagos/análise
Cianobactérias
Microcystis
-Fósforo/análise
Fitoplâncton
Eutrofização
Nitrogênio/análise
Limites: Humanos
Responsável: GT49.1


  3 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1041817
Autor: Sánchez, Cecilia I; Benintende, María C; Benintende, Silvia M.
Título: Población de cianobacterias en suelos arroceros: efecto de las rotaciones / Cyanobacteria populations in rice soils: rotation effects
Fonte: Rev. argent. microbiol;51(1):72-76, mar. 2019. graf.
Idioma: es.
Resumo: Este trabajo tuvo como objetivo evaluar el efecto de rotaciones arroceras sobre la población de cianobacterias durante el ciclo de cultivo. El estudio se condujo en Entre Ríos (Argentina). Se evaluaron cuatro rotaciones: arroz-soja (AS); arroz-soja-maíz-soja (ASMS): arroz-arroz (AA) y arroz-pradera (AP). Muestras de suelo y agua se tomaron en cuatro estados del cultivo: implantación, macollaje, panoja embuchada y madurez fisiológica. El número potencial de cianobacterias fue menor en relación a otras áreas arroceras. Los menores recuentos se registraron en el período de implantación y los mayores en el de panoja embuchada. El análisis estadístico no mostró efecto de las rotaciones sobre el número de cianobacterias, aunque AA presentó la mayor abundancia. Se reconocieron un total de 13 géneros de cianobacterias Lyngbya, Oscillatoria,Plectonema, Spirulina, Anabaena, Nostoc, Aulosira, Calothrix, Gloeotri-chia, Aphanocapsa,Croococcus, Mycrocystis y Gloeocapsa. La rotación AP registró la riqueza de géneros.Las rotaciones AS y AA presentaron mayor proporción de cianobacterias filamentosas. Los valores de biodiversidad de Simpson fueron bajos. Se concluyó que las rotaciones arroceras evaluadas tuvieron efecto sobre la proporción de cianobacterias unicelulares a filamentosas, los géneros presentes y la riqueza.

The aim of this study was to evaluate the effect of different rice rotations on cyanobacteria populations during the growing season. The study was conducted in Entre Ríos (Argentina). Four crop rotations were evaluated: rice-soybean (AS); rice-soybean-corn-soybean (ASMS); rice-rice (AA) and rice-pasture (AP). Soil and water samples were collected in 4 stages: implantation, tillering, booting and physiological maturity. The potential number of cyanobacteria population was lowerin relation to other rice sites previously reported. The lowest counts were recorded during implantation whereas the highest counts were obtained during booting. The statistical analysis showed no effect of rotation on the variable number of cyanobacteria, although AA was the most abundant. A total of 13 taxa were identified: Lyngbya, Oscillatoria, Plectonema, Spirulina, Anabaena, Nostoc, Aulosira, Calothrix, Gloeotrichia, Aphanocapsa, Croococcus, Mycrocystis and Gloeocapsa. AP rotation recorded the lowest number of genera. AS and AA had a higher proportion of filamentous cyanobacteria. Simpson's index was low. It was concluded that crop rotations had a differential effect on some aspects of cyanobacteria population such as the proportion of unicellular to filamentous cyanobacteria, genera presence and richness.
Descritores: Cianobactérias/classificação
Cianobactérias/crescimento & desenvolvimento
Rotação de Cultivos
-Oryza/microbiologia
Amostras de Água
Análise Estatística
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: AR635.1 - FCVyS - Servicio de Información y Documentación


  4 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-782600
Autor: Ramos, Catarina Paula da Silva; Pinheiro, Irapuan Oliveira; Silva, Edvani Maria da; Leandro, Kátia Christina.
Título: Estudo da presença da toxina microcistina na água de reservatório de Mundaú (Garanhuns-PE) pelas metodologias ELISA e CLAE / Study on the occurrence of microcystin toxin in water reservoir of Mundaú (Garanhuns-PE) by ELISA and HPLC methodologies
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;73(2):169-177, abr.-jun. 2014. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: As cianobactérias são responsáveis pela produção de cianotoxinas que, uma vez acumuladas, podem causar sérios danos à saúde humana e animal. As microcistinas são o tipo mais comum de cianotoxinas e são promotoras de tumores hepáticos. O reservatório de Mundaú, localizado no município de Garanhuns-PE,foi o local escolhido por apresentar histórico de florações de cianobactérias produtoras de microcistinas.Neste trabalho foi investigada a presença de microcistinas em amostras de água bruta do reservatório do rio Mundaú utilizando-se as técnicas de Enzyme Linked Immunosorbent Assay (ELISA) e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Durante quinze meses consecutivos, as amostras de água foram coletadas em duplicata no ponto de captação deste manancial e analisadas por ambas metodologias ELISAe CLAE. A presença de microcistinas foi detectada em 100 % das amostras, confirmando-se a relevância do monitoramento de microcistinas em águas de abastecimento público, pois assim como o rio Mundaú,vários mananciais de Pernambuco apresentam florações de cianobactérias que podem ser tóxicas.Este trabalho deixou como legado a implantação da referida análise no Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN-PE), e demonstrou sua importância como metodologia complementar à contagem das cianobactérias, para fornecer subsídios às ações preventivas de vigilância à saúde...
Descritores: Microbiologia da Água
Cianobactérias/patogenicidade
Cromatografia Líquida/métodos
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/métodos
Microcistinas
-Brasil
Limites: Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-595184
Autor: Fonseca, Fernando Stopato da; Ruvieri, Valter; Onaka, Eduardo Makoto; Santana, Rosana Lisboa; Scorsafava, Maria Anita; Sabino, Myrna.
Título: Influência de fatores climatológicos na ocorrência de microcistina / Influence of climatic factors on the occurrence of microcystin
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;69(4):461-466, out.-dez. 2010. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: As toxinas de cianobactérias têm sido um problema de saúde pública pela capacidade de contaminar águas dos reservatórios. Microcistinas (MCs) são compostos fortemente hepatotóxicos produzidos por diferentes cianobactérias, sendo a mais comum a Microcystis aeruginosa. Este estudo, realizado em 2005, pesquisou a ocorrência de MCs na região noroeste do Estado de São Paulo, bem como sua relação com a temperatura e o índice pluviométrico. A pesquisa de MCs nas amostras de água foi realizada por meio de ELISA (kitcomercial), empregando-se anticorpo monoclonal. As concentrações de MCs mostraram variação temporal e foram relativamente menores durante as altas temperaturas. Apesar da contaminação detectada não ser considerada alta, recomenda-se a realização de constante monitoramento.

Cyanobacteria toxins have been a public health problem, due to the ability incontaminating waters ofreservoirs. Microcystins (MCs) are strongly hepatotoxic produced by various cyanobacteria, notablyMicrocystis aeruginosa. The present investigation, conducted in 2005, aimed at studying the occurrenceof MCs in the northwestern region of São Paulo State, and also its relationship with temperature and rainfalls, which favor the development of cyanobacteria. The MCs were determined in water samples by meansof commercial ELISA kit using a monoclonal antibody. Concentrations of MCs showed temporal variationand being relatively lower during the high temperatures. In spite of the contamination has not been high,a constant monitoring is recommended.
Descritores: Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Cianobactérias
Flores
Microcistinas
Microcystis
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  6 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Silva, Joäo Andrade da
Costa, Maria José de Carvalho
Bion, Francisca Martins
Texto completo
Id: lil-563604
Autor: Donato, Nilcimelly Rodrigues; Silva, João Andrade da; Costa, Maria José de Carvalho; Barbosa, Mayara Queiroga; Bion, Francisca Martins; Carvalho Filho, Edvaldo Vasconcelos de; Veras, Robson Cavalcante; Medeiros, Isac Almeida de.
Título: Uso da Spirulina platensis na recuperação de ratos submetidos à dieta de restrição proteica / Use of Spirulina platensis for recovering rats under protein restriction diet feeding
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;69(1):69-77, jan.-mar. 2010. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo avaliou a ação da espirulina como fonte protéica na recuperação do estado nutricional de ratos machos adultos. Foram estudados 48 animais, divididos em quatro grupos de acordo com a dieta: grupo controle de caseína (CC) e grupo controle de espirulina (CE), que receberam dieta equilibrada durante todo o experimento; grupo recuperado de caseína (RC) e grupo recuperado de espirulina (RE), que consumiram dieta com restrição protéica durante 60 dias e, a seguir, receberam a dieta equilibrada à base de caseína e espirulina, respectivamente, durante 90 dias. Foram analisadas a composição centesimal e a microbiológica da Spirulina platensis, bem como o ganho em peso dos animais. Após o sacrifício dos animais, foram realizadas as análises para determinação do peso do fígado e do aspecto histopatológico, da gordura corporal e dos constituintes sanguíneos. A espirulina utilizada continha 59,65% de proteína, 3,72% de lipídios, 17,53% de resíduo mineral fixo e 7,81 de umidade, e não apresentou contaminação por microrganismos. Não houve diferenças significativas quanto à gordura corporal e constituintes protéicos séricos entre os quatro grupos de animais. Em relação ao ganho de peso não foi constatada diferença entre os grupos CC e CE, nas diferentes semanas de números 1, 5, 6, 7 e de 10 a 18, contudo esta ocorrência não foi observada nos grupos RC e RE. O peso relativo do fígado diminuiu nos animais com restrição protéica, principalmente no grupo RC, porém sem alterações histopatológicas, e os constituintes lipídios tiveram valores diminuídos. Conclui-se que o uso da Spirulina platensis na recuperação de ratos com dieta de restrição protéica reduz a lipemia.

This investigation aims at evaluating the effects of spirulin as a protein source for recovering the nutritional status of adult male rats. Forty-eight animals were studied and divided by four groups according to the feed diet: casein control (CC) group and spirulin control (SC) group, which received balanced diet during the whole experiment; recovered casein (RC) group and recovered spirulin (RS) group, which received a protein-restriction diet for 60 days and, afterwards, they were fed with balanced diet based on casein and spirulin, respectively, for 90 days. The centesimal and microbiologicalcomposition of Spirulina platensis and animals weight gains could be evaluated. After being euthanized the animal's liver weight and its histopathologic aspects were analyzed, besides the body fat and blood components. The spirulinused contained 59.65% of protein, 3.72% of lipids, 17.53 of fixed mineral residue and 7.81% of humidity, and showed no microorganism contamination. Significant differences on body fat and serum protein contents could not be observedamong the four animal groups. Regarding the weight gains, there was no difference among the animals of groups CC and SC in different weeks of experiments numbers 1, 5, 6, 7 and from 10 to 18, but these findings were not observed among the RC and RS groups. The relative liver weight decreased in animals under protein restriction, mainly in the group RC, but no histopathological alterations could be observed, and lipid contents decreased. In conclusion, the useof Spirulina platensis for recovering rat on protein restriction diet induces a reduction of lipemia.
Descritores: Cianobactérias
Dieta com Restrição de Proteínas
Lipase Lipoproteica
Spirulina
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-542098
Autor: Andrade, Carolina Mendes de; Gomes, Cícero Tiago da Silva; Aragão, Nísia Karine Cavalcanti Vasconcelos; Silva, Edvani Maria; Lira, Giulliari Alan da Silva Tavares de.
Título: Estrutura da comunidade fitoplanctônica com ênfase em Cyanobacteria no reservatório de Tapacurá-PE / Structure of the phytoplankton community with emphasis on cyanobacteria in Tapacurá reservoir-PE
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;68(1):109-117, jan.-abr. 2009. mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O reservatório de Tapacurá, localizado a 30 km da cidade do Recife, caracteriza-se como um importante manancial de abastecimento do município e de parte de sua região metropolitana. Com o objetivo de caracterizar qualitativamente e quantitativamente a comunidade fitoplanctônica deste ecossistema, foram realizadas 12 amostragens, no período de junho/2006 a janeiro/2007, em uma única estação, próxima ao ponto de captação de água. A frequência de ocorrência, abundância, dominância, índice de diversidade específica e equitabilidade dos táxons foram determinados como parte complementar do estudo. Foram identificados 22 táxons com predominância dos grupos: Cyanobacteria (45,0%), Chlorophyta (36,0%) Chrysophyta (9,0%) Euglenophyta (5,0%) e Cryptophyta(5,0%). As Cyanobacteria apresentaram as maiores densidades, contribuindo em média com 95,0% dos organismos quantificados. Quanto à frequência de ocorrência, 32,0% dos táxons foram considerados muito frequentes, 32,0% frequentes, 27,0% pouco frequentes e 9,0% raros. Dos táxons identificados nove destacaram-se como abundante sem pelo menos uma das amostragens. Raphidiopsis mediterranea e Microcystis aeruginosa foram as únicas espécies que apresentaram dominância durante o período estudado. As maiores densidades observadas para espécies de Cyanobacteria configuram-se como potenciais riscos à saúde pública, uma vez que alguns destes táxons apresentam histórico de produção de toxinas.
Descritores: Cianobactérias
Fitoplâncton
Reservatórios de Água
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  8 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-886773
Autor: CORDEIRO, RAQUEL S; VAZ, IZABELA C D; MAGALHÃES, SÉRGIA M S; BARBOSA, FRANCISCO A R.
Título: Effects of nutritional conditions on lipid production by cyanobacteria
Fonte: An. acad. bras. ciênc;89(3,supl):2021-2031, 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais.
Resumo: ABSTRACT The present study evaluated the effects of the culturing media and the levels of nitrogen and phosphorus on the growth, biomass productivity and lipid production of four species of Microcystis (M. novacekii, M. aeruginosa, M panniformis and M. protocystis). The lipid extract was obtained by refluxing with dichloromethane (Soxhlet). The biomass and biomass productivity yields were maximized with ASM-1 medium treatment enriched with nitrogen and/or phosphorus (0.25-0.65 g/L and 25-50.7 mg/L d-1, respectively). The lipid extract yields from M. panniformis and M. novacekii were inversely correlated with the concentration of nitrogen and directly correlated with the concentration of phosphorus (35.8 % and 31.7 %). The lipid extract yield from M. aeruginosa was inversely correlated with the nutrient concentration (23.3 %). M. protocystis exhibited a higher lipid content in the control medium (41.5 %) than in the nitrogen-enriched media. The recorded results show that a nutrient-poor culture medium favours cell growth and stimulates lipid accumulation, which directly affects the cost of cultivation by reducing nutrient consumption. All studied species may serve as biomass sources for biodiesel production, although M. protocystis exhibited the highest lipid production. Further studies are necessary to determine the composition of the recorded lipid extract.
Descritores: Biocombustíveis/microbiologia
Lipídeos/biossíntese
-Fósforo/metabolismo
Cianobactérias/química
Biomassa
Meios de Cultura/farmacologia
Nitrogênio/metabolismo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 134 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-452048
Autor: Fonseca, Fernando Stopato da.
Título: Microcistina em água superficial no Noroeste Paulista e avaliação de parâmetros que favorecem sua produção / Mycrocistin in superficial water in the Paulista Norwest and evaluation of parameters that favours its production.
Fonte: São Paulo; s.n; 2007. 105 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Pesquisas com toxinas de cianobactérias têm tido grande importância em saúde pública, devido à contaminação de águas de reservatórios e rios. Alguns gêneros de cianobactérias produzem compostos com enorme potencial hepatotóxico. Dentre estas toxinas, as microcistinas são as mais encontradas e estudadas, e podem ser produzidas por vários gêneros de cianobactérias tais como Microcystis, Oscillatoria e Anabaena. Dependendo da sua concentração, podem contaminar a água para o consumo humano e organismos produzidos nestes locais, ocasionando desde diarréias até a morte. O presente trabalho teve como objetivo estudar a ocorrência de microcistinas em uma região no noroeste paulista, nas cidades de São José do Rio Preto (SJRP), Pindorama, Icêm e Buritama, com diferentes fontes de poluição, avaliando os fatores climáticos e as características físico-químicas da água modificadas pela ação humana, que favorecem o desenvolvimento de cianobactérias. Com relação à qualidade da água das 30 amostras, o fósforo foi encontrado em grande quantidade, indicando contaminação e podendo induzir a um bloom de cianobactérias. O ponto da represa de Nova Avanhandava (Buritama) aparece com a menor concentração de fósforo e o mais distante dos centros urbanos. Com a análise de 30 amostras de águas brutas pelo método de kit ELISA, observou-se 73% de presença de microcistina, indicando uma alta prevalência, embora tenham sido encontradas em concentrações abaixo de 0,5 µg/L em 53% das amostras, entre 0,5 µg/L e 1,0 µg/L em 6,7%, e acima do valor máximo permitido de 1,0 µg/L para águas destinadas a consumo humano em 13%. A variação da concentração de microcistinas encontradas nas amostras foi alta, de 0,09µg/L na represa de SJRP até 3,18µg/L na represa em Pindorama. Esses dados indicam a necessidade de monitoramento dos locais estudados e medidas de prevenção dessas cianotoxinas nos ecossistemas e em saúde pública.
Descritores: Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Microbiologia da Água
Cianobactérias
Poluentes Ambientais
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, F676m, 2007


  10 / 134 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933301
Autor: Fonseca, Fernando Stopato da.
Título: Microcistina em água superficial no Noroeste Paulista e avaliação de parâmetros que favorecem sua produção.
Fonte: São Paulo; s.n; 2007. 105 p. ilus, map, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Pesquisas com toxinas de cianobactérias têm tido grande importância em saúde pública, devido à contaminação de águas de reservatórios e rios. Alguns gêneros de cianobactérias produzem compostos com enorme potencial hepatotóxico. Dentre estas toxinas, as microcistinas são as mais encontradas e estudadas, e podem ser produzidas por vários gêneros de cianobactérias tais como Microcystis, Oscillatoria e Anabaena. Dependendo da sua concentração, podem contaminar a água para o consumo humano e organismos produzidos nestes locais, ocasionando desde diarréias até a morte. O presente trabalho teve como objetivo estudar a ocorrência de microcistinas em uma região no noroeste paulista, nas cidades de São José do Rio Preto (SJRP), Pindorama, Icêm e Buritama, com diferentes fontes de poluição, avaliando os fatores climáticos e as características físico-químicas da água modificadas pela ação humana, que favorecem o desenvolvimento de cianobactérias. Com relação à qualidade da água das 30 amostras, o fósforo foi encontrado em grande quantidade, indicando contaminação e podendo induzir a um bloom de cianobactérias. O ponto da represa de Nova Avanhandava (Buritama) aparece com a menor concentração de fósforo e o mais distante dos centros urbanos. Com a análise de 30 amostras de águas brutas pelo método de kit ELISA, observou-se 73% de presença de microcistina, indicando uma alta prevalência, embora tenham sido encontradas em concentrações abaixo de 0,5 µg/L em 53% das amostras, entre 0,5 µg/L e 1,0 µg/L em 6,7%, e acima do valor máximo permitido de 1,0 µg/L para águas destinadas a consumo humano em 13%. A variação da concentração de microcistinas encontradas nas amostras foi alta, de 0,09µg/L na represa de SJRP até 3,18µg/L na represa em Pindorama. Esses dados indicam a necessidade de monitoramento dos locais estudados e medidas de prevenção dessas cianotoxinas nos ecossistemas e em saúde pública.
Descritores: Cianobactérias
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Microcystis
Poluentes Ambientais
Microbiologia da Água
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, F676m, 2007; BR76.1



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde