Base de dados : LILACS
Pesquisa : B03.440.450.600 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-752474
Autor: Headley, Selwyn A; Bracarense, Ana Paula F. R. L; Oliveira, Victor H. S; Queiroz, Gustavo R; Okano, Werner; Alfieri, Alice F; Flaiban, Karina K. M. C; Lisbôa, Júlio A. N; Alfieri, Amauri A.
Título: Histophilus somni-induced thrombotic meningoencephalitis in cattle from northern Paraná, Brazil / Meningoencefalite trombótica-induzida por Histophilus somni em bovinos da região norte do Paraná
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;35(4):329-336, 04/2015. tab, ilus.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . CNPq; . CNPq; . MAPA; . MAPA; . MAPA.
Resumo: Thrombotic meningoencephalitis (TME) is a fatal neurological disease of cattle, predominantly from North America, that is caused by Histophilus somni with sporadic descriptions from other countries. This manuscript describes the occurrence of spontaneous TME in cattle from northern Paraná, Brazil. Most cattle had acute neurological manifestations characteristic of brain dysfunction. Hematological and cerebrospinal fluid analyses were not suggestive of bacterial infections of the brain. Histopathology revealed meningoencephalitis with vasculitis and thrombosis of small vessels that contained discrete neutrophilic and/or lymphocytic infiltrates admixed with fibrin at the brainstem, cerebral cortex, and trigeminal nerve ganglion of all animals. All tissues from the central nervous system used during this study were previously characterized as negative for rabies virus by the direct immunofluorescence assay. PCR and RT-PCR assays investigated the participation of infectious agents associated with bovine neurological disease by targeting specific genes of H. somni, Listeria monocytogenes, bovine herpesvirus -1 and -5, bovine viral diarrhea virus, and ovine herpesvirus-2. PCR and subsequent sequencing resulted in partial fragments of the 16S rRNA gene of H. somni from brain sections of all animals with histopathological diagnosis of TME; all other PCR/RT-PCR assays were negative. These findings confirmed the participation of H. somni in the neuropathological disease observed in these animals, extend the geographical distribution of this disease, and support previous findings of H. somni from Brazil.(AU)

Meningoencefalite trombótica (Thrombotic meningoencephalitis- TME) é uma doença neurológica fatal de bovinos ocasionada por Histophilus somni. A infecção tem sido descrita predominantemente na América do Norte e de forma esporádica em outros países. O objetivo deste estudo é relatar a ocorrência de TME em bovinos da região norte do estado do Paraná, Brasil. A maioria dos animais apresentaram sinais clínicos neurológicos característicos de disfunção cerebral aguda. Análises hematológicas e do fluido cerebrospinal não foram sugestivas de infecção bacteriana do cérebro. A histopatologia revelou meningoencefalite com vasculite e trombose de pequenos vasos com discreto infiltrado neutrofílico e/ou linfocítico mesclada com fibrina no tronco e córtex cerebral e no gânglio do nervo trigêmio de todos os animais. As amostras de sistema nervoso central incluídas nesse estudo foram previamente caracterizadas como negativas para raiva por meio de técnica de imunofluorescência direta. A participação de agentes infecciosos associados à doença neurológica em bovinos foi avaliada por técnicas moleculares como PCR e RT-PCR para amplificação parcial de genes de H. somni, Listeria monocytogenes, herpesvírus bovino 1 e 5, vírus da diarreia viral bovina e herpesvírus ovino 2. As seções do cérebro de todos os animais com diagnóstico histopatológico de TME foram positivas em PCR para a detecção do gene 16S rRNA de H. somni. O sequenciamento dos produtos amplificados confirmou a presença de DNA de H. somni nos fragmentos de cérebro avaliados. As reações de PCR/RT-PCR para todos os outros micro-organismos avaliados resultaram negativas. Os resultados desse estudo confirmaram a participação do H. somni nos episódios de doença neurológica observada nos animais avaliados, amplia a distribuição geográfica da TME e ratifica estudos prévios realizados no Brasil que demonstraram a presença de H. somni em outras formas de manifestação clínica das infecções por essa bactéria.(AU)
Descritores: Infecções por Pasteurella/veterinária
Pasteurellaceae
Doenças do Sistema Nervoso Central/veterinária
Meningoencefalite/veterinária
-Doenças dos Bovinos/etiologia
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-768141
Autor: Moustacas, V. S; Silva, T. M. A; Costa, É. A; Costa, L. F; Paixão, T. A; Santos, R. L.
Título: Real-time PCR for detection of Brucella ovis and Histophilus somni in ovine urine and semen / PCR em tempo real para detecção de Brucella ovis e Histophilus somni em urina e sêmen ovino
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;67(6):1751-1755, nov.-dez. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: A epididimite infecciosa ovina é uma das principais enfermidades reprodutivas de carneiros. O presente estudo teve por objetivo desenvolver protocolos de PCR em tempo real para B. ovis e H. somni e avaliar sua aplicabilidade em amostras de sêmen e urina de carneiros. Delinearam-se primers e sondas espécie-específicos para cada agente. As sondas foram delineadas com o sistema TaqMan incorporando um marcador FAM para B. ovis e Cy5 para H. somni na extremidade 5' e um quencher na extremidade 3'. A PCR em tempo real para B. ovis e H. somni foi altamente sensível, uma vez que a amplificação de DNA ocorreu com até 0,2ng de DNA/reação. A especificidade dos iniciadores e sondas foi avaliada com amostras de DNA de outros agentes causadores de epididimite ovina e nenhuma amplificação inespecífica foi observada. A aplicabilidade da técnica em amostras biológicas também foi confirmada, pois não houve perda de eficácia (P>0,05) quando comparada à PCR convencional com amostras de sêmen e urina de carneiros experimentalmente infectados.
Descritores: Brucella ovis/isolamento & purificação
Epididimite/diagnóstico
Ovinos/microbiologia
Pasteurellaceae/isolamento & purificação
Sêmen/microbiologia
Urina/microbiologia
-Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-728816
Autor: Silva, Vanessa A. S; Kim, Pomy C. P; Barros, Mércia R; Vilela, Sineide M. O; Silva, Leonildo B. G; Mota, Rinaldo A.
Título: Identificação de Avibacterium paragallinarum em frangos de corte e poedeiras comerciais no Estado de Pernambuco / Avibacterium paragallinarum identification in broiler and commercial laying hens in the state of Pernambuco, Brazil
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;34(9):819-821, set. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: As aves da indústria avícola brasileira são suscetíveis a surtos de doenças infecciosas relacionadas a perdas econômicas, principalmente por enfermidades infecciosas causadas por Mycoplasma, Avibacterium paragallinarum e vírus que acometem o trato respiratório. Objetivou-se neste estudo pesquisar o envolvimento de A. paragallinarum em surto de doença respiratória aviária. Foram coletados 18 swabs da região infraorbitária dos seios nasais de aves, sendo seis amostras de frangos de corte com sinais clínicos e 12 de poedeiras com sinais clínicos. As amostras foram cultivadas em meios específicos para o agente e também testadas com a técnica molecular Reação em Cadeia de Polimerase. Das amostras analisadas no isolamento, 100% foram negativas. Na PCR, duas (16,66%) foram positivas. A detecção de A. paragallinarum na PCR em galinhas poedeiras com sinais clínicos respiratótios indica que esta bactéria está associada à etiologia da síndrome respiratória das aves nas granjas no estado de Pernambuco...

Pullets of the Brazilian poultry industry are susceptible to outbreaks of infectious diseases with economic losses, mainly caused by Mycoplasma, Avibacterium paragallinarum and viruses affecting the respiratory tract. The objective of this study was to verify the involvement of A. paragallinarum in an outbreak of avian respiratory disease. Eighteen swabs from the infra-orbital sinuses were collected, six samples from broilers and twelve from hens with clinical signs. The samples were cultured in specific media for the agent and also tested with the molecular technique of Polymerase Chain Reaction (PCR). All samples cultured in specific media were negative; PCR revealed two samples (16.66%) as positive. The detection of A. paragallinarum by PCR in laying hens with clinical respiratory signs indicates that this bacterium is associated with the etiology of respiratory syndrome in poultry farms in the state of Pernambuco...
Descritores: Aves Domésticas/microbiologia
Infecções por Pasteurellaceae/diagnóstico
Pasteurellaceae/isolamento & purificação
-Doenças Respiratórias/veterinária
Infecções por Pasteurellaceae/epidemiologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde