Base de dados : LILACS
Pesquisa : B04 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 269 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 27 ir para página                         

  1 / 269 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-729474
Autor: Moreira-Soto, Andrés; Troyo, Adriana; Corrales-Aguilar, Eugenia.
Título: Síndrome Respiratorio de Medio Oriente causado por un coronavirus y el Hajj: ¿potencial para una emergencia internacional? / Middle East Respiratory Syndrome caused by a coronavirus and Hajj: an international health threat?
Fonte: Med. UIS;27(1):25-33, ene.-abr. 2014. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: La epidemiología de enfermedades infecciosas en eventos de concentración masiva requiere de un amplio planeamiento y control por parte de los centros de salud de cada país involucrado. El Síndrome Respiratorio de Medio Oriente causado por un coronavirus es causado por un nuevo virus identificado en Medio Oriente en el 2012. Hasta octubre del 2013 se cuentan con 138 casos confirmados por laboratorio con 60 muertes. Cada año, alrededor de dos millones de peregrinos se dirigen hacia La Meca en Arabia Saudita durante el Hajj, una de las concentraciones religiosas masivas más importantes del mundo. Este año se presenta una alerta particular por el Hajj dado que el coronavirus podría ser potencialmente diseminado hacia otros países debido a la movilización de personas que implica este acontecimiento. América posee 4,6 millones de residentes musulmanes, por lo que un adecuado seguimiento de las personas que viajaron a Medio Oriente es imperativo para evitar la diseminación de este coronavirus hacia el continente. La siguiente revisión tiene como objetivo actualizar al lector sobre el tema, brindando información general de los coronavirus, especialmente sobre el que causa el Síndrome Respiratorio de Medio Oriente, la historia en el surgimiento de la enfermedad y sus manifestaciones clínicas; se propone además una serie de recomendaciones generales para las autoridades de salud de cada país para evitar así una epidemia. (MÉD.UIS. 2013;27(1):25-33).

Infectious diseases epidemiology during a mass gathering requires ample planning and implementation of control measures by health authorities in each country involved. Middle East Respiratory Syndrome caused by a coronavirus is caused by a newly identified virus in the Middle East during 2012. Until October 2013, 138 laboratory confirmed cases with 60 deaths have been reported. Every year, almost two million pilgrims direct themselves towards the Mecca in Saudi Arabia during the Hajj, one of the most important religious massive gatherings worldwide. This year represents a particular alert for this event due to the possibility that Middle East Respiratory Syndrome caused by a coronavirus can thus be disseminated throughout the world because of pilgrims' mobilization. The American continent possesses 4.6 million Muslim residents that may participate in this event. Therefore, an adequate surveillance of the people who traveled to the Middle East is mandatory in order to avoid virus dissemination to our continent. Here we present an up-to-date topic revision, giving general information about coronaviruses, emphasizing on the coronavirus causing the Middle East Respiratory Syndrome, the history of its emerging and its clinical manifestations. We propose also a series of general recommendations directed to the health authorities of each country for appropriate control of disease to prevent dissemination and a potential epidemic. (MÉD.UIS. 2013;27(1):25-33).
Descritores: Coronavírus da Síndrome Respiratória do Oriente Médio
-Vírus
Saúde Pública
Coronavirus
Doenças Transmissíveis Emergentes
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO48.1 - Biblioteca Médica


  2 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1103499
Autor: Castrignano, Silvana Beres.
Título: O papel das nucleases no laboratório de biologia molecular: vilãs ou aliadas? / The role of nucleases in the molecular biology laboratory: villains or allies?
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;(77):1-5, 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Em laboratório de biologia molecular existem normas para prevenir que nucleases destruam os ácidos nucleicos em análise. Rígida adesão a estas normas é primordial, principalmente em laboratórios de análises clínicas e ao se lidar com amostras com número restrito de cópias do genoma-alvo. Em contraposição, diversas nucleases têm tido importância fundamental, por exemplo, na identificação do ácido nucleico de vírus, investigação de RNA mensageiro, purificação de vírus em abordagem metagenômica, edição de genomas com o sistema CRISPR/Cas e descoberta de enzimas. O conhecimento de como nucleases podem ser tanto vilãs quanto aliadas é essencial na formação de todos que trabalham no campo de biologia molecular.

In a molecular biology laboratory there are standards to prevent nucleases from destroying the nucleic acids under analysis. Strict adherence to these standards is paramount, mainly in clinical analysis laboratories and when dealing with samples with a limited number of copies of the target genome. In contrast, several nucleases have been of fundamental importance, for example, in the identification of the type of viral nucleic acid, investigation of messenger RNA, virus purification in metagenomic approach, genome editing with the CRISPR/Cas system, and enzyme discovery. Knowledge of how nucleases can be both villains and allies is essential in the training of all working in the field of molecular biology.
Descritores: Ribonucleases
Vírus
Técnicas de Laboratório Clínico
Desoxirribonucleases
Biologia Molecular
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  3 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-638479
Autor: São Paulo. Centro de Referência e Treinamento em DST/AIDS.
Título: Manual para manejo das doenças sexualmwente transmiissíveis em pessoas vivendo com HIV / Manual for management of diseases sexualmwente transmiissíveis in people living with HIV.
Fonte: São Paulo; São Paulo. Centro de Referência em DST/AIDS; 2011. 152 p.
Idioma: pt.
Descritores: HIV
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Hepatite
Herpes Genital
Vírus
-HIV
Doenças Sexualmente Transmissíveis/diagnóstico
Doenças Sexualmente Transmissíveis/imunologia
Doenças Sexualmente Transmissíveis/patologia
Doenças Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle
Doenças Sexualmente Transmissíveis/transmissão
Responsável: BR1310.1 - Núcleo de Biblioteca
BR1310.1. 2779; BR1310.1. 2780


  4 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-587578
Autor: Kfouri, Renato de Ávila(edt); Berezin, Eitan Naanan(edt).
Título: Atualização em vírus respiratórios / Update on respiratory viruses.
Fonte: São Paulo; Guinom Propaganda & Comunicação; 2011. 98 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Doenças Respiratórias
Epidemiologia
Infecções Respiratórias
Vírus
Vírus da Influenza A Subtipo H1N1
Limites: Humanos
Responsável: BR1310.1 - Núcleo de Biblioteca
BR1310.1; L2689


  5 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Avila, Sandra do Lago Moraes de
Id: lil-431333
Autor: Ferreira, A. Walter; Ávila, Sandra do Lago Moraes de.
Título: Diganostico laboratorial das principais doenças infeccionsas e auto-imunes / Laboratory techniques and procedures of the infectious diseases and auto-immunes principal.
Fonte: Rio de Janeiro; Guanabara Koogan; 2001. 443 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Doenças Autoimunes
Bactérias
Fungos
Helmintos
Hipersensibilidade
Sorologia
Testes Sorológicos
Vírus
Limites: Humanos
Responsável: BR1310.1 - Núcleo de Biblioteca
BR1310.1; L1433


  6 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-260864
Autor: Succi, Regina Célia de Menezes.
Título: Aleitamento materno e doenças infecciosas / Breast feeding and infection diseases
Fonte: In: Farhat, Calil Kairalla; Carvalho, Eduardo da Silva; Carvalho, Luiza Helena Falleiros Rodrigues; Succi, Regina Célia de Menezes. Infectologia pediátrica. Säo Paulo, Atheneu, 1998. p.12-5, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Aleitamento Materno
Transmissão Vertical de Doença Infecciosa
Doenças Transmissíveis
-Parasitos
Bactérias
Vírus
HIV
Simplexvirus
Deltaretrovirus
Citomegalovirus
Fungos
Hepatite
Doença de Chagas
Limites: Humanos
Feminino
Lactente
Responsável: BR31.1 - SIDC - Serviço de Informação e Documentação Científica
BR31.1; WC100, F225i, 2 ed.,1998


  7 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Coimbra, Terezinha Lisieux M
Souza, Luiza T.M. de
Rocco, Iray Maria
Id: lil-236635
Autor: Nagamori, Adélia Hiroko; Coimbra, Terezinha Lisieux M; Nassar, Elza da Silva; Pereira, Luiz Eloy; Souza, Luiza T.M. de; Kimura, Elza Keiko; Rocco, Iray Maria.
Título: Presença de Bunyavirus (Sorogrupo Bunyamwera) no Estado de Säo Paulo, Brasil / Presence of Bunyaviruses (Bunyamwera Serogroup) in Säo Paulo State, Brazil
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;57(2):13-8, dez.1998. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Sete vírus foram isolados de camundongos sentinela, expostos em área de floresta, na Regiäo da Mata Atântica, Estado de Säo Paulo, Brasil, de 1974 a 1981. Estäo incluidas cinco amostras de Maguari, uma Kairi e uma de Tucunduba. Foi a primeira vez que esses vírus foram detectados no Estado de Säo Paulo. Os isolados foram identificados por testes sorológicos de Hemaglutinaçäo, Inibiçäo de Hemaglutinaçäo, Fixaçäo de Complemento e Neutralizaçäo em camundongos lactentes. Os resultados mostram que esses vírus pertencem os sorogrupo Bunyamwera. Como existem relatos de doença humana causada por vírus pertencente a esse grupo, conclue-se que é necessário estudar os aspectos ecológicos envolvendo os ciclos de manutençäo desses vírus, assim como a possibilidade de sua transmissäo em seres humanos no Estado de Säo Paulo, Brasil
Descritores: Vírus Bunyamwera/isolamento & purificação
Camundongos/virologia
Monitoramento Epidemiológico
-Vírus/isolamento & purificação
Testes Sorológicos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  8 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Ueda, Marli
Id: lil-176064
Autor: Ueda, Marli; Tanaka, Hatune; Kisielius, Jonas J; Joazeiro, Paulo P; Weigl, Dalton R.
Título: Diagnóstico rápido de vírus por microscopia eletrônica / Rapid virus diagnosis by electron microscopy
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;55(2):57-65, jul.-dez. 1995. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A Seçäo de Microscopia Eletrônica(ME) do Instituto Adolfo Lutz(IAL) realiza diagnósticos rápidos de: Herpesvírus, Poxvírus, Papilomavírus, Rotavírus, Adenovírus, Calcivírus, "Small Round Vírus Particles-SRVP", agente de Norwalk, Parvovírus e bacteriófagos em diversas amostras biológicas. Contribui também no controle de qualidade de antígenos virais como Sarampo, Influenza, Rocio, Dengue, Hepatite A e B, HIV e outros. A coloraçäo negativa é uma das técnicas utilizadas no diagnóstico rápido de vários vírus associados às doenças humanas. A morfologia, a subestrutura e o diâmetro säo características importantes para diferenciar esses vírus. Apesar da impossibilidade de se realizar exames em larga escala, do alto custo e da necessidade de técnicos especializados, é uma técnica de fácil execuçäo, com obtençäo rápida do resultado. É útil para detectar vírus de difícil cultivo e é o único método que permite observar mais de um agente numa mesma amostra. Embora existam vários laboratórios de ME em Universidades e em Instituiçöes de Pesquisa, cada laboratório está empenhado em sua linha de pesquisa e säo poucos os que se dedicam à área de diagnóstico rápido de vírus
Descritores: Vírus
Diagnóstico
Microscopia Eletrônica
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  9 / 269 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mancini, Dalva Assunçäo Portari
Cruz, Aurea Silveira
Texto completo
Id: lil-413933
Autor: Kawamoto, Adélia Hiroko Nagamori; Mancini, Dalva Assunção Portari; Pereira, Luiz Eloy; Cianciarullo, Aurora Marques; Cruz, Aurea Silveira; Dias, Andrea Luppi Fernandes; Mendonça, Rita Maria Zucatelli; Pinto, José Ricardo; Durigon, Edison Luiz.
Título: Investigation of influenza in migrating birds, the primordial reservoir and transmitters of influenza in Brazil
Fonte: Braz. j. microbiol;36(1):88-93, jan.-mar. 2005. mapas, tab.
Idioma: en.
Resumo: Os mais importantes reservatórios do vírus influenza são os pássaros. A manutenção do vírus influenza em hospedeiros naturais, inclusive o homem, permite que esse vírus realize rearranjos entre as suas cepas. O recente relato de uma cepa influenza aviária A(H5N1), em humanos, se deu em uma criança com doença respiratória fatal, na China em 1977. O presente estudo foi conduzido para elucidar o transporte da influenza por pássaros que migram, anualmente, através de ambos hemisférios o do Norte e do Sul, com especial atenção voltada à espécies Vireo olivaceo [Juruviara(BR) e Red-eyed vireo(USA)] que viaja do USA para o Brasil, e vice-versa, e a espécie Elaenia mesoleuca [Tuque(BR) e (USA)] que voa por todo o Hemisfério Sul. Essas espécies de pássaros, que residem e migram em São Paulo, e que demonstram transportar o vírus influenza, foram selecionadas. As partículas virais isoladas foram observadas por microscópio eletrônico. O vírus influenza foi detectado pelos testes: House Duplex/PCR e Gloria. Os resultados revelam que os pássaros das espécies: Elaenia mesoleuca e Vireo olivaceus são transportes do vírus influenza enquanto cruzam ambos Hemisférios. Para o conhecimento da função que os pássaros migratórios podem desempenhar na epidemia de influenza, no Brasil, caracterização dos subtipos deste vírus estão sendo realizados.
Descritores: Vírus da Influenza A
Vírus
Aves
Técnicas In Vitro
Migração Animal
-Meios de Cultura
Métodos
Tipo de Publ: Revisão de Integridade Científica
Estudo Comparativo
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica


  10 / 269 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-871087
Autor: Calux, Samira Julien.
Título: Infecção oculta pelo vírus da Hepatite B em pacientes infectados por HIV / Hidden infection by Hepatitis B virus in HIV-infected patients.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 96 p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria e Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A infecção pelo vírus da hepatite B (HBV) é um problema global de saúde pública e estima-se que mais de dois bilhões de indivíduos estejam infectados por HBV em todo o mundo. Entre eles, aproximadamente 240 milhões estão cronicamente infectados e 780 mil vêm a óbito em consequência desta infecção. O diagnóstico laboratorial da hepatite B é realizado através da pesquisa de antígenos e anticorpos no soro/plasma. A hepatite B oculta é definida pela presença de HBV-DNA na ausência de antígeno de superfície (S), com ou sem anticorpos detectáveis...

Hepatitis B virus (HBV) infection is a global health problem. It is estimated that two billion people are infected with HBV around the world. Among them, it is possible that chronic infection affects 240 million people and 780,000 die due this infection. Hepatitis B laboratory diagnosis is accomplished by antigens and antibodies research in serum/plasma. Occult hepatites B is defined like the presence of HBV DNA in the serum/plasma of individuals testing HBsAg negative, with detectable or undetectable antibodies...
Descritores: Hepatite B
Infecções por HIV
Vírus
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2



página 1 de 27 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde