Base de dados : LILACS
Pesquisa : B04.080 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 175 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 18 ir para página                         

  1 / 175 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1145138
Autor: Milby, Keilla Martins; Discipline of Emergency and Evidence-Based MedicineAtallah, Alvaro Nagib; Rocha-Filho, César Ramos; Pinto, Ana Carolina Pereira Nunes; Rocha, Aline Pereira da; Reis, Felipe Sebastião de Assis; Carvas Junior, Nelson; Civile, Vinicius Tassoni; Santos, Rodolfo Rodrigo Pereira; Ferla, Laura Jantsch; Trevisani, Giulia Fernandes Moça; Ramalho, Gabriel Sodré; Puga, Maria Eduarda dos Santos; Discipline of Emergency and Evidence-Based MedicineTrevisani, Virgínia Fernandes Moça.
Título: SARS-CoV-2 and arbovirus infection: a rapid systematic review
Fonte: Säo Paulo med. j;138(6):498-504, Nov.-Dec. 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT BACKGROUND: The numbers of cases of arboviral diseases have increased in tropical and subtropical regions while the coronavirus disease (COVID-19) pandemic overwhelms healthcare systems worldwide. The clinical manifestations of arboviral diseases, especially dengue fever, can be very similar to COVID-19, and misdiagnoses are still a reality. In the meantime, outcomes for patients and healthcare systems in situations of possible syndemic have not yet been clarified. OBJECTIVE: We set out to conduct a systematic review to understand and summarize the evidence relating to clinical manifestations, disease severity and prognoses among patients coinfected with severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) and arboviruses. METHODS: We conducted a rapid systematic review with meta-analysis, on prospective and retrospective cohorts, case-control studies and case series of patients with confirmed diagnoses of SARS-CoV-2 and arboviral infection. We followed the Cochrane Handbook recommendations. We searched EMBASE, MEDLINE, Cochrane Library, LILACS, Scopus and Web of Science to identify published, ongoing and unpublished studies. We planned to extract data and assess the risk of bias and the certainty of evidence of the studies included, using the Quality in Prognosis Studies tool and the Grading of Recommendations Assessment. RESULTS: We were able to retrieve 2,407 citations using the search strategy, but none of the studies fulfilled the inclusion criteria. CONCLUSION: The clinical presentations, disease severity and prognoses of patients coinfected with SARS-CoV-2 and arboviruses remain unclear. Further prospective studies are necessary in order to provide useful information for clinical decision-making processes. Protocol registration number in the PROSPERO database: CRD42020183460
Descritores: Infecções por Arbovirus/complicações
Coinfecção/virologia
COVID-19/complicações
-Arbovírus
Prognóstico
Estudos Prospectivos
Estudos Retrospectivos
SARS-CoV-2
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056050
Autor: Silva, Stefany Martins; Rodrigues, Izabella Caroline Gebrim; Santos, Rodrigo da Silva; Ternes, Yves Mauro Fernandes.
Título: The direct and indirect effects of the pneumococcal conjugated vaccine on carriage rates in children aged younger than 5 years in Latin America and the Caribbean: a systematic review / Efeitos diretos e indiretos da vacina pneumocócica conjugada no estado de portador em crianças menores de 5 anos, na América Latina e no Caribe: uma revisão sistemática
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eRW4890, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To demonstrate the impact of pneumococcal conjugate vaccine in Streptococcus pneumoniae carriage status in children younger than 5 years in Latin America and the Caribbean. Methods A systematic literature review was carried out on the direct and indirect effects of pneumococcal vaccine in the carriage status, after implementation in childhood immunization programs. Studies carried out in children younger than 5 years were selected from the PubMed® and Virtual Health Library databases, and data collected after implementation of pneumococcal vaccine in Latin America and the Caribbean, between 2008 and 2018. Results From 1,396 articles identified, 738 were selected based on titles and abstracts. After duplicate removal, 31 studies were eligible for full-text reading, resulting in 6 publications for analysis. All selected publications were observational studies and indicated a decrease in the carriage and vaccine types, and an increase in the circulation of non-vaccine serotypes, such as 6A, 19A, 35B, 21 and 38. We did not identify changes in the antimicrobial resistance after vaccine implementation. Conclusion A decrease in the carriage status of vaccine types and non-vaccine types was detected. The continuous monitoring of pneumococcal vaccine effect is fundamental to demonstrate the impact of the carriage status and, consequently, of invasive pneumococcal disease, allowing better targeting approaches in countries that included pneumococcal vaccine in their immunization programs. Our study protocol was registered in PROSPERO (www.crd.york.ac.uk/prospero) under number CRD42018096719.

RESUMO Objetivo Demonstrar o impacto das vacinas pneumocócicas conjugadas no estado de portador de Streptococcus pneumoniae em crianças menores de 5 anos na América Latina e no Caribe. Métodos Foi realizada revisão sistemática da literatura sobre os efeitos diretos e indiretos da vacina pneumocócica no estado de portador em crianças menores de 5 anos, após a implantação da vacina nos calendários de imunização infantil. A partir de dados da PubMed®e da Biblioteca Virtual da Saúde, foram selecionados estudos de portador em crianças menores de 5 anos, com dados coletados após implementação da vacina de 2008 a 2018, na América Latina e no Caribe. Resultados Dos 1.396 artigos identificados, 738 foram selecionados mediante leitura de títulos e resumos. Após a extração dos duplicados, 31 foram elegíveis para leitura do texto completo, restando 6 artigos para análise. Todos os estudos selecionados eram observacionais e indicavam diminuição do portador e tipos vacinais, e aumento da circulação de sorotipos não vacinais, como 6A, 19A, 35B, 21 e 38. Não foi observada alteração na resistência antimicrobiana após a introdução da vacina. Conclusão Detectou-se redução no estado de portador, dos tipos vacinais e não vacinais. O monitoramento contínuo do efeito das vacinas pneumocócicas é fundamental, para demonstrar o impacto do estado de portador e, consequentemente, da doença pneumocócica invasiva, permitindo o melhor direcionamento nas ações em saúde para os países que incluíram a vacina no calendário de imunização. Nosso protocolo de estudo foi registrado no PROSPERO (www.crd.york.ac.uk/prospero) sob o número CRD42018096719.
Descritores: Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/métodos
Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/métodos
Dengue/diagnóstico
-Arbovírus/isolamento & purificação
Padrões de Referência
Brasil
Imunoglobulina G/imunologia
Imunoglobulina M/imunologia
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/normas
Testes Sorológicos/métodos
Testes Sorológicos/normas
Reação em Cadeia da Polimerase
Sensibilidade e Especificidade
Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/normas
Dengue/imunologia
Vírus da Dengue/isolamento & purificação
Anticorpos Antivirais/imunologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056051
Autor: Arai, Karina Emy; Bo, Carolina Rodrigues Dal; Silva, Ana Paula Marques Aguirra da; Rodrigues, Silvia Sanches; Mangueira, Cristóvão Luis Pitangueira.
Título: Performance evaluation of an indirect immunofluorescence kit for the serological diagnosis of dengue / Avaliação do desempenho de kit de imunofluorescência indireta para o diagnóstico sorológico de dengue
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO5078, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To evaluate the performance of indirect immunofluorescence for serological diagnosis of dengue virus in a population with high prevalence of arboviruses. Methods: Two-hundred serum samples from patients with clinical suspicion of dengue fever were tested by immunoenzymatic and indirect immunofluorescence assay BIOCHIP® mosaic. Specificity, sensitivity and Kappa coefficient were calculated. Discordant samples were tested by polymerase chain reaction for confirmation. Results: Of the 200 samples, 20% were positive and 80% negative for anti-dengue virus IgM antibodies in the immunoenzymatic test. Of the 40 positives, 25% were negative in indirect immunofluorescence. Of these ten discordant results, only 20% were also negative in the polymerase chain reaction (PCR). Of the 160 negatives in the immunoenzymatic test, 5% were positive in indirect immunofluorescence. Of these nine discordant results, 33% were positive in the PCR. The Kappa coefficient was 0.7 (0.572-0.829). Sensitivity and specificity of indirect immunofluorescence were respectively 75% and 94%. For anti-dengue virus IgG antibodies, of the 200 samples, 15.5% were positive and 84.5% were negative in the immunoenzymatic test. Of the 31 positives, 12.9% were negative in indirect immunofluorescence. Of these four discordant results, 25% were negative in the PCR. Of the 169 negatives, 8% were positive in indirect immunofluorescence. Of these 14 discordant results, 64% were also positive in the PCR. The Kappa coefficient was 0.695 (0.563-0.83). Sensitivity and specificity of indirect immunofluorescence were 87.1% and 91.7%, respectively. Conclusion: For diagnosis of acute infection, the immunoenzymatic test is enough, and the use of additional methods is not warranted. Replacing the immunoenzymatic test by indirect immunofluorescence would compromise the sensitivity for IgM. However, indirect immunofluorescence can distinguish three arboviruses simultaneously, an advantage during concomitant epidemics.

RESUMO Objetivo: Avaliar o desempenho da imunofluorescência indireta no diagnóstico sorológico de dengue em uma população com alta prevalência de arboviroses. Métodos: Duzentas amostras de soro de pacientes com suspeita clínica de dengue foram testadas por ensaio imunoenzimático e imunofluorescência indireta mosaico BIOCHIP®. Foram calculados especificidade, sensibilidade e coeficiente Kappa. Nas amostras discordantes, realizou-se reação em cadeia da polimerase como método confirmatório. Resultados: Das 200 amostras, 20% foram positivas e 80% negativas para IgM antivírus da dengue no ensaio imunoenzimático. Das 40 positivas, 25% foram negativas na imunofluorescência indireta. Destas dez negativas, apenas 20% eram também negativas na reação em cadeia da polimerase. Das 160 negativas no ensaio imunoenzimático, 5% foram positivas na imunofluorescência indireta. Por fim, dentre as nove discordantes, 33% tiveram vírus da dengue detectado na reação em cadeia da polimerase. O coeficiente Kappa foi 0,70 (0,57-0,82). Sensibilidade e especificidade por imunofluorescência indireta foram, respectivamente, 75% e 94%. Para IgG antivírus da dengue, de 200 amostras, 15,5% foram positivas e 84,5% negativas no ensaio imunoenzimático. Das 31 positivas, 12,9% foram negativas na imunofluorescência indireta. Destas quatro discordantes, 25% apresentaram vírus da dengue não detectado na reação em cadeia da polimerase. Das 169 negativas, 8% foram positivas na imunofluorescência indireta. Destas, 64% foram positivas também na reação em cadeia da polimerase. O coeficiente Kappa foi 0,695 (0,56-0,83). Sensibilidade e a especificidade por imunofluorescência indireta foram, respectivamente, 87,1% e 91,7%. Conclusão: Ensaio imunoenzimático seria suficiente para diagnóstico sorológico de infecção aguda, não justificando a incorporação da imunofluorescência indireta. Substituir ensaio imunoenzimático pela imunofluorescência indireta poderia comprometer a sensibilidade para IgM. Contudo, a imunofluorescência indireta auxilia diferenciar três arboviroses simultaneamente, sendo vantajoso em epidemias concomitantes.
Descritores: Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/métodos
Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/métodos
Dengue/diagnóstico
-Arbovírus/isolamento & purificação
Padrões de Referência
Brasil
Imunoglobulina G/imunologia
Imunoglobulina M/imunologia
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/normas
Testes Sorológicos/métodos
Testes Sorológicos/normas
Reação em Cadeia da Polimerase
Sensibilidade e Especificidade
Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo/normas
Dengue/imunologia
Vírus da Dengue/isolamento & purificação
Anticorpos Antivirais/imunologia
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284389
Autor: Lima, Maura Antonia.
Título: Circulação de anticorpos contra o vírus amarílico em população simiana da região da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera, São Paulo, Brasil / Circulation of yellow fever virus antibodies in a simian population in the Porto Primavera Hydroelectric Plant region, in São Paulo.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 72 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução - A febre amarela (FA) é uma doença infecciosa de origem viral transmitida por mosquitos. O vírus da FA mantém-se em dois ciclos básicos: um ciclo urbano do tipo homem-mosquito e um ciclo silvestre onde o vírus é mantido por meio da infecção de macacos e da transmissão transovariana nos mosquitos. Assim, é necessária uma vigilância ativa sobre as populações de primatas não humanos, a fim de detectar a circulação do vírus amarilico, quando ainda está restrito a uma epizootia, bem como determinar, pela presença de anticorpos, uma possível circulação de vírus em regiões consideradas indenes ou de transição para a doença. Objetivo - padronizar o teste imunoenzimático ELISA (Enzyme Linked Immunosorbent Assay) para verificar a prevalência de anticorpos da classe IgG para o vírus da FA em soros de bugios (Alouatta caraya) que habitam a região do reservatório da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera, SP. Resultados - O teste ELISA foi padronizado utilizando-se conjugado comercial anti-macacos e foi utilizado para testar amostras de 570 macacos. Nenhuma amostra testada foi reativa para a presença de anticorpos contra o vírus da FA. Conclusões - Os resultados são coerentes com a epidemiologia da FA na região. Mesmo sendo considerada área de transição não se conhece, até o momento, ocorrência de epizootia ou surto de FA na população humana da área e investigações entomológicas não tem apontado a presença de vetores de FA. O teste mostrou-se sensível, rápido e útil para a vigilância epidemiológica da doença. Além da observação da circulação viral nos macacos é necessária a vigilância entomológica de vetores da doença para a tomada de medidas de prevenção, como vacinação.

transmitted by mosquitoes. The YF virus maintains itself in two basic cycles: an urban, man-mosquito-type cycle and a wild cycle, in which the virus is maintained through the infection of monkeys and transovarian transmission in mosquitoes. Thus, active surveillance of non-human primate populations is required to detect yellow fever virus circulation while it is still epizootic and to determine, through the presence of antibodies, possible virus circulation in regions that are considered either exempt of or transitional for the disease. Objective - standardize the ELISA (Enzyme Linked Immunosorbent Assay) to check the prevalence of IgG-class antibodies against the YF virus in the sera of monkeys (Alouatta caraya) that inhabit the Porto Primavera Hydroelectric Plant reservoir region, in São Paulo. Results - The ELISA test was standardized using a commercial anti-monkey conjugate to test samples collected from 570 monkeys. None of the tested samples were reactive to the presence of YF virus antibodies. Conclusions - The results are coherent with the YF epidemiology in the region. Even though it is considered a transition area, thus far no YF epizootic occurrence or outbreak among the human population has been reported in the area and entomological investigations have not pointed to the presence of YF vectors there. The test revealed to be very sensitive, fast, and useful for the disease's epidemiological surveillance. Besides the viral circulation in the reservoirs, it is necessary an entomological surveillance on the vectors to take measures of prevention, as vaccination.
Descritores: Arbovírus
Febre Amarela
Reservatórios de Doenças
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Monitoramento Epidemiológico
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-899753
Autor: Ríos-González, Carlos; Serradas-Aponte, M. Laura; Camel-Calderón, Orianna; De Benedictis-Serrano, Ginno.
Título: Reflexiones sobre la importancia y el impacto del desarrollo de vacunas contra las arbovirosis / Reflections about the importance and impact of the development of vaccines against arbovirosis
Fonte: Rev. chil. infectol;34(5):520-521, oct. 2017.
Idioma: es.
Descritores: Infecções por Arbovirus/prevenção & controle
Arbovírus/imunologia
Vacinas Virais
-Vacinação/tendências
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-962190
Autor: Lima-Camara, Tamara Nunes.
Título: Emerging arboviruses and public health challenges in Brazil / Arboviroses emergentes e novos desafios para a saúde pública no Brasil
Fonte: Rev. saúde pública (Online);50:36, 2016. graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Environmental modification by anthropogenic actions, disordered urban growth, globalization of international exchange and climate change are some factors that help the emergence and dissemination of human infectious diseases transmitted by vectors. This review discusses the recent entry of three arboviruses in Brazil: Chikungunya, West Nile, and Zika virus, focusing on the challenges for the Country's public health. The Brazilian population is exposed to infections caused by these three arboviruses widely distributed on the national territory and associated with humans. Without effective vaccine and specific treatment, the maintainance and integration of a continuos entomological and epidemiological surveillance are important so we can set methods to control and prevent these arboviruses in the Country.

RESUMO A modificação do ambiente por ações antrópicas, o crescimento urbano desordenado, o processo de globalização do intercâmbio internacional e as mudanças climáticas são alguns fatores que vêm facilitando a emergência e disseminação de doenças infecciosas humanas transmitidas por vetores. Este comentário aborda a recente entrada de três arbovírus no Brasil, Chikungunya (CHIKV), West Nile (WNV) e Zika (ZIKV), com enfoque nos desafios para a Saúde Pública do País. Transmitidos por mosquitos vetores amplamente distribuídos no território nacional e associados ao homem, a população brasileira encontra-se exposta à infecção por esses três arbovírus. Na ausência de vacina eficaz e tratamento específico, são importantes a manutenção e integração de uma vigilância entomológica e epidemiológica contínua, a fim de direcionarmos métodos de controle e prevenção contra essas arboviroses no País.
Descritores: Infecções por Flavivirus/prevenção & controle
Doenças Transmissíveis Emergentes/prevenção & controle
Febre de Chikungunya/prevenção & controle
Infecção por Zika virus/prevenção & controle
Insetos Vetores
-Arbovírus
Brasil/epidemiologia
Vírus Chikungunya/isolamento & purificação
Infecções por Flavivirus/epidemiologia
Aedes
Culex
Doenças Transmissíveis Emergentes/epidemiologia
Flavivirus/isolamento & purificação
Febre de Chikungunya/epidemiologia
Zika virus/isolamento & purificação
Infecção por Zika virus/epidemiologia
Anopheles
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Uruguai
Texto completo
Id: biblio-1180962
Autor: Dendi, Álvaro; Millán, Claudia; Blengio, Andreína; Lorenzo, Martín; Sobrero, Helena; Moraes, Mario.
Título: Arbovirus en Uruguay, un problema potencial. Revisión desde una óptica perinatal / Arbovirus in Uruguay, a potential problem. Review from a perinatal perspective / Arbovírus no Uruguai, um problema potencial. Revisão a partir de uma perspectiva perinatal
Fonte: Rev. méd. Urug;37(1):e402, mar. 2021. tab.
Idioma: es.
Resumo: Resumen: Los arbovirus son microorganismos transmitidos al ser humano por artrópodos. Existen más de 100 tipos de arbovirus, con una presentación clínica común para todos ellos de fiebre, síntomas articulares, hemorrágicos y neurológicos1. Además, representan un riesgo particular para la mujer embarazada y el feto por el potencial teratogénico que algunos de ellos presentan, particularmente a nivel del sistema nervioso central. Utilizando los motores de búsqueda de Pubmed y de Google Scholar, realizamos una búsqueda bibliográfica enfocada a los arbovirus en general y luego enfocada en cada una de las patologías específicas abordadas, que fueron definidas en función del riesgo de ingreso a nuestro país y sus potenciales consecuencias. El objetivo de esta revisión es analizar las principales características de presentación de los arbovirus, en particular dengue, zika, chikungunya y fiebre amarilla ante la eventualidad de la aparición de casos de transmisión vertical, para que nuestros recursos humanos especializados tengan un marco de referencia del manejo actualizado. Esta revisión nos permitió concluir sobre los elementos comunes de estas virosis, así como sus potenciales afectaciones en el feto y en el recién nacido, y nos planteó el desafío vinculado a su dificultad diagnóstica por las reacciones cruzadas.

Summary: Arbovirus are microorganisms transmitted to humans through arthropods. There are more than 100 different arboviruses with a common clinical presentation of fever, articular, hemorrhagic and neurological symptoms1. They represent a mayor risk to pregnant women and fetuses due to their teratogenic effect, particularly affecting the central nervous system. We performed a specific search focused on arbovirus using search engines Pubmed and Google Scholar and we classified evidence according to the risk of a certain virus entering our country and its potential consequences. The objective of this review is to update the main clinical characteristics of arbovirus, particularly Dengue, Zika, Chikungunya and Yellow Fever particularly due to the potential introduction of these viruses in our country and the possibility of vertical transmission, so that our human resources have a guide on how to approach these patients nowadays. This review allowed us to conclude on common characteristics of these viruses, their possible consequences on fetus and newborns, and concluding on the difficulty of etiological diagnosis due to cross reactions.

Resumo: Os arbovírus são microrganismos transmitidos ao homem por artrópodes. Existem mais de 100 tipos de arbovírus, com apresentação clínica comum a todos eles de febre, sintomas articulares, hemorrágicos e neurológicos1. Além disso, representam um risco particular para a gestante e para o feto devido ao potencial teratogênico que alguns deles apresentam, principalmente ao nível do sistema nervoso central. Realizamos uma busca bibliográfica utilizando Pubmed e Google Scholar sobre arbovírus em geral e posteriormente, sobre cada uma das patologias específicas abordadas que foram definidas de acordo com o risco de entrada em nosso país e suas possíveis consequências. O objetivo desta revisão é analisar as principais características de apresentação dos arbovírus, em particular dengue, Zika, Chikungunya e febre amarela, considerando a possibilidade de casos de transmissão vertical, para servir como uma referência atualizada para os profissionais especializados nesta área. Esta revisão permitiu elaborar conclusões sobre os elementos comuns a esses vírus, bem como suas possíveis afetações no feto e no recém-nascido, e apresentou o desafio relacionado à dificuldade diagnóstica devido às reações cruzadas.
Descritores: Arbovírus
Febre Amarela
Vírus Chikungunya
Dengue
Zika virus
-Transmissão Vertical de Doenças Infecciosas
Limites: Humanos
Gravidez
Recém-Nascido
Responsável: UY6.1 - Biblioteca


  8 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1043322
Autor: Fonseca Júnior, Dalton Pereira da; Serpa, Lígia Leandro Nunes; Barbosa, Gerson Laurindo; Pereira, Mariza; Holcmam, Marcia Moreira; Voltolini, Júlio Cesar; Marques, Gisela Rita Alvarenga Monteiro.
Título: Vectors of arboviruses in the state of São Paulo: 30 years of Aedes aegypti and Aedes albopictus / Vetores de arboviroses no estado de São Paulo: 30 anos de Aedes aegypti e Aedes albopictus
Fonte: Rev. saúde pública (Online);53:84, jan. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To describe the infestation of the municipalities of São Paulo by the vectors Aedes aegypti and Aedes albopictus, characterize seasonality and analyze average temperatures and larval densities. METHODS We used maps with information on the infestation of municipalities between 1986 and 2015. The analysis of larval density of the species by the Wilcoxon test used the Breteau index values for Ae. aegypti and Ae. albopictus obtained from the Superintendency for Endemic Diseases Control database. In the seasonal description, arithmetic means of each vector were calculated by month and year. Mean temperature analyses were presented on maps with color gradients. RESULTS The state of São Paulo is currently almost totally infested, with co-occurrence of species in 93.64% of the municipalities. The seasonality analysis showed the first quarter as the most favorable period for larval abundance. The increase of mean temperatures in geographical areas coincided with the temporal trajectory of Ae. aegypti territorial expansion. The mean larval density found was higher for Ae. aegypti than for Ae. albopictus (p = 0.00). CONCLUSIONS Initially, these Culicidae occupied distinct and opposing areas. Over time, however, co-occurrence showed how great their capacity for adaptation is, even in the face of different social and urban conjunctures. The increase of the mean temperature contributed to Ae. Aegypti 's geographic expansion, as well as to the clearly seasonal profile of both species. In general, larval infestation by Ae. aegypti prevailed, which evidenced its competitive superiority. These data provide a better understanding of the dynamics of arboviral transmission in the state of São Paulo and can be used in vector surveillance and control.

RESUMO OBJETIVO Descrever a infestação dos municípios paulistas pelos vetores Aedes aegypti e Aedes albopictus , caracterizar a sazonalidade e analisar as temperaturas médias e as densidades larvárias. MÉTODOS Foram empregados mapas com informações sobre a infestação dos municípios entre 1986 e 2015. A análise da densidade larvária das espécies pelo teste de Wilcoxon utilizou os valores do índice de Breteau para Ae. aegypti e Ae. albopictus obtidos no banco de dados da Superintendência de Controle de Endemias. Na descrição sazonal, foram calculadas as médias aritméticas de cada um por mês e ano. As análises de temperaturas médias foram apresentadas em mapas com gradientes de cores. RESULTADOS O estado de São Paulo apresenta-se na atualidade quase totalmente infestado, com coocorrência das espécies em 93,64% dos municípios. A análise da sazonalidade evidenciou o primeiro trimestre como o período mais favorável para a abundância larval. Observou-se elevação das temperaturas médias em áreas geográficas coincidentes com a trajetória temporal da expansão territorial de Ae. aegypti . O valor médio da densidade larvária de Ae. aegypti foi maior do que o verificado para Ae. albopictus (p = 0,00). CONCLUSÕES Esses culicídeos apresentaram, inicialmente, ocupação em áreas distintas e opostas. Entretanto, no decorrer do tempo, a coocorrência mostrou quão grande é a capacidade de adaptação, mesmo em face de conjunturas sociais e urbanas diferentes. A elevação da temperatura média contribuiu para a expansão geográfica de Ae. aegypti , assim como para o perfil nitidamente sazonal de ambas as espécies. No geral, a infestação larvária por Ae. aegypti foi predominante, o que evidenciou sua superioridade competitiva. Tais dados propiciam maior entendimento da dinâmica de transmissão de arboviroses no estado de São Paulo e são subsídios para a vigilância e o controle desses vetores.
Descritores: Arbovírus
Aedes
Mosquitos Vetores
-Estações do Ano
Temperatura
Fatores de Tempo
Brasil/epidemiologia
Estudos Retrospectivos
Densidade Demográfica
Cidades/epidemiologia
Análise Espaço-Temporal
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 175 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1253304
Autor: Peña Rosas, Gloria D; Maldonado Lira, Beatriz M; Suáres, Pedro; España Francis, Nelfa A.
Título: Caracterización de brote de dengue en barrios de parroquia Esmeraldas / Characterization of dengue outbreak in neighborhoods of Esmeraldas Parish
Fonte: Más Vita;3(1):7-17, mar. 2021. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Uno de los principales problemas de los países tropicales son las enfermedades transmitidas por vectores. Entre ellas tenemos el dengue, zika y chikungunya, cuyo vector es un mosquito el Aedes aegyptiy Aedes albopictus. En el Ecuador, el dengue representa un problema prioritario en salud pública, desde el repunte del dengue en 1988 ha presentado varios ciclos epidémicos. Objetivo: Por lo anteriormente expuesto, se establece como objetivo de la investigación, caracterizar el brote de dengue que se presentó en el período Enero ­Febrero del año 2019, en barrios de la parroquia Esmeraldas, para evidenciar cuáles factores siguen recurrentes en la zona. Materiales y métodos: La investigación fue cuantitativa de corte transversal, descriptiva. La muestra fue no probabilística, los pacientes se presentaron de manera espontánea, se tomaron en cuenta variables como la edad, ocupación, síntomas, automedicación, tipo de medicamentos auto indicados, reinfección, viaje a zonas endémicas y condición de la vivienda. Las muestras fueron analizadas mediante prueba rápida Wondfo Whole Blood/Serum/Plasma test para NSI, IgG y IgM; en las instalaciones de la Escuela de Laboratorio Clínico de la Pontificia Universidad Católica de Ecuador (PUCESE). Los datos fueron procesados en Excel y analizados mediante el programa estadístico SPSS. Resultados: Los resultados que se obtuvieron permitieron caracterizar este brote relacionando las distintas variables, encontrando que en la mayoría de los casos es DSSA, dengue sin síntomas alarma y que no distingue edad, sexo, ni ocupación en el contagio. También, se encontró que las personas se automedican, en su mayoría, tratándose con paracetamol cuando los síntomas leves permanecen más de 5 días y no acuden al médico. Conclusión: Estos resultados nos permitieron concluir que este brote no presentó ninguna característica relevante que lo diferencie de los anteriores y que los factores y causas se mantienen, las personas desconocen las causas y prevención del contagio con el virus(AU)

One of the main problem in tropical countries is vector-borne diseases. Among them, we have Dengue, Zika and Chikungunya, whose vector is a mosquito Aedes aegypti and Aedes albopictus. In Ecuador, dengue represents a priority problem in public health, since the dengue rebound in 1988 has presented several epidemic cycles. Objective: For the above reasons, the objective of the research is to characterize the outbreak of dengue that occurred in the period January-February 2019, in neighborhoods of the parish of Esmeraldas, to show which factors are still recurrent in the area. Materials and methods: The research was quantitative, cross-sectional and descriptive. The sample was non-probabilistic, patients presented spontaneously, variables such as age, occupation, symptoms, self-medication, the type of self-prescribed medication, reinfection, travel to endemic areas and housing conditions were taken into account. Samples were analyzed by Wondfo Whole Blood/Serum/Plasma rapid test for NSI, IgG and IgM; at the facilities of the Clinical Laboratory School of the Pontificia Universidad Católica de Ecuador (PUCESE). Data were processed in Excel and analyzed using SPSS statistical software. The results: The results obtained allowed us to characterize this outbreak by relating the different variables, finding that in most cases it is DSSA, dengue without alarm symptoms and that it does not distinguish between age, sex or occupation in the contagion. It was also found that most people self-medicate, treating themselves with paracetamol when mild symptoms last more than 5 days and do not go to the doctor. Conclusion: These results allowed us to conclude that this outbreak did not present any relevant characteristic that differentiates it from previous outbreaks and that the factors and causes remain the same, people are unaware of the causes and prevention of infection with the virus(AU)
Descritores: Medicina Tropical
Doenças Transmissíveis
Doenças Endêmicas
Dengue/epidemiologia
-Arbovírus
Saúde Pública
Aedes
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  10 / 175 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-829666
Autor: Figueiredo, Luiz Tadeu Moraes.
Título: How are so many foreign arboviruses introduced in Brazil?
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;49(6):665-667, Dec. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Infecções por Arbovirus/transmissão
Arbovírus/classificação
-Infecções por Arbovirus/classificação
Infecções por Arbovirus/história
Brasil
Espécies Introduzidas/história
Insetos Vetores
Limites: Humanos
Animais
História do Século XIX
História do Século XX
História do Século XXI
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 18 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde