Base de dados : LILACS
Pesquisa : B04.280.382.100.562.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Martins, N. R. S
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-827951
Autor: Blume, G. R; Cardoso, S. P; Oliveira, M. L. B; Matiolli, M. P; Gómez, S. Y. M; Reis Júnior, J. L; Sant'Ana, F. J. F; Martins, N. R. S.
Título: Visceral Marek's disease in white-peafowl (Pavo cristatus) / Doença de Marek visceral em pavão-branco (Pavo cristatus)
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;68(6):1602-1608, nov.-dez. 2016. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Marek's disease (MD) is a lymphoproliferative disorder caused by Gallid herpesvirus 2 (MDV) that infects mainly domestic gallinaceous birds although wild birds may occasionally be affected. The current report describes the anatomopathological and molecular findings of a case of MD in a white-peafowl (Pavo cristatus). The signs included apathy, hyporexia, and diarrhea. Grossly, 0.5 to 1.5cm in diameter, yellow, soft nodules were observed in the skeletal muscle, lung, kidney, air sacs, small intestine, heart, ovary, ventriculus, and proventriculus. Microscopically, numerous atypical round neoplastic cells were noted. The molecular detection of MDV DNA was implemented to amplify part of the meq gene and products were sequenced for the phylogenetic analysis. Template DNA was obtained from tissues of the affected bird and from blood of all the gallinaceous birds of the Zoo. The expected amplicon for the partial amplification of MDV meq gene was obtained and the amplicons were sequenced. Sequences obtained enabled grouping the strain (accession no. KT768121) with MDV serotype 1 strains from the GenBank. Based on the anatomopathological and molecular findings, the diagnosis of MD in a white-peafowl was reached, and to the authors' knowledge, no previous report regarding MD was published in Pavo cristatus.(AU)

Doença de Marek (MD) é uma desordem linfoproliferativa causada pelo Gallid herpesvirus 2 (MDV), que infecta principalmente galináceos domésticos, porém aves silvestres podem ser ocasionalmente afetadas. O presente relato descreve os achados anatomopatológicos e moleculares de um caso de MD em um pavão-branco (Pavo cristatus). Os sinais clínicos incluíram apatia, hiporexia e diarreia. Macroscopicamente, foram observados nódulos macios, de 0,5 a 1,5cm de diâmetro, no músculo esquelético, no pulmão, nos rins, nos sacos aéreos, no intestino delgado, no coração, no ovário, no ventrículo e no proventrículo. Microscopicamente, numerosas células redondas neoplásicas atípicas foram notadas. A detecção molecular do DNA do MDV foi implementada para amplificar parte do gene meq, e os produtos foram sequenciados para análise filogenética. DNA foi obtido de tecidos de aves afetadas e do sangue de todos os galináceos do zoológico. A esperada amplificação de parte do gene meq de MDV amplificado foi ampliada e sequenciada. As sequências obtidas permitiram o agrupamento da cepa (acesso KT768121) com cepas do sorotipo 1 de MDV do GenBank.. O diagnóstico de MD em pavão-branco foi obtido com base nos achados anatomopatológicos e moleculares e, pelo conhecimento dos autores, não há relatos anteriores publicados de MD em Pavo cristatus.(AU)
Descritores: Galliformes/virologia
Herpesvirus Galináceo 2/isolamento & purificação
Doença de Marek/diagnóstico
-Linfoma/veterinária
Vírus Oncogênicos
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Brentano, Liana
Wentz, Ingon
Id: lil-114041
Autor: Romero, Carlos H; Brentano, Liana; Rowe, Cheryl Ann; Wentz, Ingon; Flores, Robis S; Rodrigues, Júlio César.
Título: Ocorrência de anticorpos para vírus aviários em frangos de corte em regiäo de intensa produçäo avícola / Occurrence of antibodies for avian viruses in broilers in a region of high density poultry production
Fonte: Pesqui. vet. bras;9(1/2):1-7, jan.-jun. 1989. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Amostras de sangue foram obtidas ao abate de 60 frangos de corte, de 43 a 56 dias de idade, de cada uma de 60 granjas sem problemas sanitários aparentes localizadas em uma regiäo de alta densidade de produçäo avícola. As granjas correspondiam a 10% do número total que existe na regiäo e estavam localizadas em um raio de 50 km. Todos os frangos tinham sido vacinados contra a doença de Marek no primeiro dia de vida. Os soros foram avaliados no teste de imunodifusäo para anticorpos para reovírus aviário (RVA), vírus da doença infecciosa da bursa (VDIB), vírus da bouba aviária (VBA), vírus herpes de perus (HVT), adenovírus aviário do grupo 1 (AVA-1) e do grupo 2 (AVA-2). Os mesmos soros foram examinados no microteste de soroneutralizaçäo em placas para anticorpos para o vírus da bronquite infecciosa (VBI) e o vírus da laringotraqueíte infecciosa (VLTI), bem como anticorpos inibidores da hemoaglutinaçäo para o vírus da doença de Newcattle (VDN). Anticorpos para RVA, detectados em 2172 (63,6%) de 3418 soros, e para AVA-1, em 2701 (78,2%) de 3456 soros, foram demonstrados em todas as 60 granjas, enquanto que, anticorpos para o VDIB, em 3086 (89,4%) de 3452 soros, foram encontrados em somente 57 destas granjas. Estes resultados indicam que os três vírus säo ubíquos em frangos de corte da regiäo estudada. Anticorpos para o VBA em 14 (0,5%) de 2935 soros, para o VDN em seis (0,2%) de 3320 soros, foram encontrados em cinco de 59 e em uma de 60 granjas, respectivamente, indicando que esses dois vírus ocorrem apenas raramente. Anticorpos para HVT, em 315 (9,0%) de 3484 soros, foram detectados em 39 de 60 granjas testadas, sugerindo resposta sorológica pobre à vacinaçäo e baixa exposiçäo de campo ao vírus da doença de Marek. Anticorpos para o VBI, em 61 (2,1%) de 2925 soros, foram encontrados em 12 de 57 granjas testadas. Porém, em apenas uma granja a percentagem de reagentes era significativa (41%); nas outras 11 granjas a percentagem de frangos com anticorpos variava de 1,7 a 16,1%. Finalmente, näo foram detectados anticorpos em 3491 soros de 60 granjas testada para AVA-2, nem em 3035 soros de 59 granjas testadas para o VLTI, indicando que esses vírus näo existem na área geográfica estudada. O significado de todos os achados é discutido
Descritores: Anticorpos
Aviadenovirus
Bronquite
Estudos de Coortes
Herpesvirus Galináceo 2
Laringite
Vírus da Doença de Newcastle
Reoviridae
Testes Sorológicos
Traqueíte
Bouba
-Aves
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde