Base de dados : LILACS
Pesquisa : B04.820.095.775 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 8 [refinar]
Mostrando: 1 .. 8   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 8 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1177895
Autor: Olivares, Alberto Ignacio Olivares.
Título: Estudo epidemiológico da diarreia aguda, correlação com etiologia viral e antígenos do grupo histo-sanguíneo em crianças ≤ 5 anos atendidas no Hospital da Criança de Santo Antônio em Boa Vista, Roraima, 2016-2017 / Epidemiological study of acute diarrhea, correlation with viral etiology and antigens of the histo-blood group in children ≤ 5 years old attended at the Hospital da Criança of Santo Antônio in Boa Vista, Roraima, 2016-2017.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2020. 157 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Neste estudo avaliamos o impacto das doenças diarreicas agudas (DDA) associadas aos rotavírus A (RVA), norovírus, adenovírus (HAdV), sapovírus (SaV), bocavírus (HBoV) e astrovírus (HAstV) em crianças ≤ 5 anos atendidas na emergência do Hospital da Criança de Santo Antônio (HCSA), Boa Vista, Roraima (RR), no período de outubro de 2016 a outubro de 2017. Foram coletadas, paralelamente, amostras de fezes e de saliva de 734 crianças sendo 485 com DDA e 249 com infecção respiratória aguda (IRA, grupo controle). O estudo teve a aprovação do CEP:1.333.480, 23/11/2015, UFRR. Os RVA, norovírus, HAdV, SaV e HBoV foram pesquisados nas 734 amostras de fezes e HAstV em 170 amostras de crianças com DDA. Adicionalmente, a presença dos HBoV foi também investigada em 38 amostras de saliva sendo 25 de crianças com DDA e 13 IRA. O perfil de susceptibilidade AB0, Lewis e secretor dos antígenos do grupo histosanguíneo (HBGA) foi determinado para todas as 734 crianças em salivas pela fenotipagem e em amostras de salivas pela genotipagem, sendo para o gene FUT2 em 166 amostras e para FUT3 em 42 amostras. Os aspectos clínicos, epidemiológicos e a cobertura da vacina Rotarix® (RV1) foram também avaliados. Os RVA, norovírus e SaV foram investigados pela metodologia de transcrição reversa seguida de amplificação genômica quantitativa (RT-qPCR); os HBoV e HAdV pela amplificação genômica quantitativa (qPCR) e os HAstV por amplificação genômica qualitativa (RT-PCR). A genotipagem dos HBoV e a detecção/genotipagem dos HAstV foi realizada pela PCR seguida de sequenciamento nucleotídico (método Sanger). O Ensaio imunoenzimático (EIA) e a amplificação genômica específica (PCR-touchdown), seguida de sequenciamento nucleotídico (Sanger) foram utilizadas respectivamente para a fenotipagem e genotipagem dos HBGA.

Nas crianças com DDA (n=485), observou-se as seguintes frequências virais: RVA (22,7%), norovírus (38%), HAdV (33,6%), SaV (7,3%) e HBoV (14,2%). Nas crianças com IRA (n=249), observou as seguintes frequências: RVA (19,3%), norovírus (21,3%), HAdV (39,5%), SaV (5,6%) e HBoV (14,1%). O perfil de detecção do HBoV nas 76 amostras de saliva e fezes pareadas foi diferente e correlacionado com os genótipos 1 a 3 detectados. Quanto aos HAstV, nas 170 amostras investigadas, observou-se as seguintes frequências e genótipos: HAstV clássicos: HAstV3 (0,60%) e HAsV5 (1,8%); HAstV não clássicos: HAstVMLB1-2 (3,5%), sendo esta a primeira descrição do HAstVMLB2 no Brasil. A cobertura vacinal para RV1 calculada foi de 61% e crianças vacinadas na faixa etária entre 6 e 24 meses apresentaram frequências mais elevadas de infecção pelo RVA. As 734 crianças apresentaram majoritariamente (54.5%) o perfil Lea+b+ (fraco secretor) e polimorfirmos de nucleotídico único (SNPs) foram detectados nos genes FUT2 e FUT3. Foi detectada susceptibilidade (HBGA) para a infecção pelos HAdV em crianças com IRA, perfil fraco secretor e grupo sanguíneo A ou O, de acordo com valores de Odds Ratio (OR) calculado. As frequência dos vírus detectados principalmente para os norovírus e HAdV em crianças com DDA, demostram a importância da etiologia viral nas DDA em crianças ≤ 5 anos de idade no período do estudo e podem estar relacionadas ao fator de susceptibilidade ao HBGA (incluindo heterogeneidade genética) e a baixa cobertura de RV1. (AU)
Descritores: Infecções por Rotavirus
Adenovírus Humanos
Pré-Escolar
Infecções por Caliciviridae
Sapovirus
Disenteria
Avastrovirus
Limites: Humanos
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  2 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Linhares, Alexandre da Costa
Texto completo
Id: lil-788955
Autor: Portal, Thayara Morais; Siqueira, Jones Anderson Monteiro; Costa, Larissa Cristina Prado das Neves; Lima, Ian Carlos Gomes de; Lucena, Maria Silvia Sousa de; Bandeira, Renato da Silva; Linhares, Alexandre da Costa; Luz, Claudia Regina Nunes Eloi da; Gabbay, Yvone Benchimol; Resque, Hugo Reis.
Título: Caliciviruses in hospitalized children, São Luís, Maranhão, 1997-1999: detection of norovirus GII. 12
Fonte: Braz. j. microbiol;47(3):724-730, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Gastroenteritis is one of the most common diseases during childhood, with norovirus (NoV) and sapovirus (SaV) being two of its main causes. This study reports for the first time the incidence of these viruses in hospitalized children with and without gastroenteritis in São Luís, Maranhão. A total of 136 fecal samples were tested by enzyme immunoassays (EIA) for the detection of NoV and by reverse transcription-polymerase chain reaction (RT-PCR) for detection of both NoV and SaV. Positive samples for both agents were subjected to sequencing. The overall frequency of NoV as detected by EIA and RT-PCR was 17.6% (24/136) and 32.6% (15/46), respectively in diarrheic patients and 10.0% (9/90) in non-diarrheic patients (p < 0.01). Of the diarrheic patients, 17% had fever, vomiting and anorexia, and 13% developed fever, vomiting and abdominal pain. Of the 24 NoV-positive samples, 50% (12/24) were sequenced and classified as genotypes GII.3 (n = 1), GII.4 (6), GII.5 (1), GII.7 (2), GII.12 (1) and GII.16 (1). SaV frequency was 9.8% (11/112), with 22.6% (7/31) in diarrheic patients and 4.9% (4/81) in nondiarrheic (p = 0.04) ones. In diarrheic cases, 27.3% had fever, vomiting and anorexia, whereas 18.2% had fever, anorexia and abdominal pain. One SaV-positive sample was sequenced and classified as GII.1. These results show a high genetic diversity of NoV and higher prevalence of NoV compared to SaV. Our data highlight the importance of NoV and SaV as enteropathogens in São Luís, Maranhão.
Descritores: Caliciviridae/classificação
Infecção Hospitalar
Infecções por Caliciviridae/epidemiologia
Infecções por Caliciviridae/virologia
-Filogenia
Brasil
Caliciviridae/genética
Incidência
Infecções por Caliciviridae/diagnóstico
Infecções por Caliciviridae/história
Evolução Molecular
Norovirus/classificação
Norovirus/genética
Sapovirus/classificação
Sapovirus/genética
Gastroenterite/história
Gastroenterite/epidemiologia
Gastroenterite/virologia
Genótipo
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
História do Século XX
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Linhares, Alexandre da Costa
Texto completo
Id: biblio-945879
Autor: Aragão, Glicélia Cruz; Oliveira, Darleise de Souza; Santos, Mirleide Cordeiro dos; Mascarenhas, Joana D'Arc Pereira; Oliveira, Consuelo Silva de; Linhares, Alexandre da Costa; Gabbay, Yvone Benchimol.
Título: Molecular characterization of norovirus, sapovirus and astrovirus in children with acute gastroenteritis from Belém, Pará, Brazil / Caracterização molecular de norovírus, sapovírus e astrovírus em crianças com gastroenterite aguda em Belém, Pará, Brasil
Fonte: Rev. Pan-Amazônica Saúde (Online);1(1):149-158, 2010. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: The importance of norovirus (NoVs), sapovirus (SaVs) and human astrovirus (HAstVs) as causes of gastroenteritis outbreaks are already well-defined, but a few studies have described sporadic cases of acute gastroenteritis caused by these viral entities. The aim of this study was to determine the role of these viruses in the etiology of acute gastroenteritis in children enrolled to participate in hospital – and emergency department – based intensive surveillance carried out in Belém, Brazil, from March to September 2003. A total of 305 stool specimens from patients with severe gastroenteritis were collected and screened by reverse transcription followed by polymerase chain reaction (RT-PCR), using the specific primers Mon 269 and Mon 270 for HAstVs, p289 and p290 for human calicivirus (HuCVs), and Mon 431/433 and Mon 432/434 for NoVs. Sequencing of RT-PCR HAstV, HuCVs and NoVs amplicons was carried out using the same primers. Of the 305 samples tested, 96 (31.5 percent) were positive, with 51 diagnosed as HuCVs, 40 as HAstVs and five as mixed infections. Of the 56 (18.4 percent) HuCVs sequenced, 30 were NoVs (9.8 percent) of genogroups GI-4 and GII-4, and 15 (4.9 percent) were SaVs of types GI-1, GI-2 and GII-1. HAstVs, including genotypes 1, 8 and 2, were detected in 45 (14.7 percent) samples. This study has highlighted the importance of these viruses as causes of acute gastroenteritis and established the circulation of different genotypes during the study period. These results reinforce the need for establishing an intensive surveillance for gastroenteritis caused by these viruses to assess the burden of disease and to monitor the circulation of genotypes.

A importância dos norovírus (NoVs), sapovírus (SaVs) e astrovírus humanos (HAstVs) como causa de surtos de gastroenteritis já está bem definida. Entretanto, poucos estudos têm descrito casos esporádicos de gastroenterites aguda causados por esses agentes. O objetivo deste estudo foi determinar o papel destes vírus na etiologia da gastroenterite aguda em crianças atendidas durante uma vigilância intensiva realizada em hospitais e ambulatórios de Belém, Brasil, de março a setembro de 2003. Um total de 305 espécimes fecais de pacientes com gastrenterite grave foram coletados e testados por reação em cadeia da polimerase precedida de transcrição reversa (RT-PCR), utilizando iniciadores específicos Mon 269 e Mon 270 para os HAstVs; p289 e p290 para os calicivírus humanos (HuCVs); e Mon 431/433 e Mon 432/434 para os NoVs. Sequenciamento dos amplicons de HAstV, HuCVs e NoVs, obtidos por RT-PCR, foi realizado usando os mesmos iniciadores. Das 305 amostras testadas, 96 (31,5 por cento) apresentaram resultados positivos, sendo que 51 diagnosticadas como HuCVs, 40 como HAstVs e cinco infecções mistas. Das 56 (18,4 por cento) amostras de HuCVs sequenciadas, 30 foram NoVs (9,8 por cento) pertencentes aos genogrupos GI-4 e GII-4, e 15 (4,9 por cento) SaVs dos grupos GI-1, GI-2 e GII-1. HAstVs foram detectados em 45 (14,7 por cento) das amostras, incluindo os genótipos 1, 8 e 2. Esta pesquisa ressalta a importância destas viroses como causa de gastrenterite aguda e demonstra a circulação de diferentes genótipos durante o período de estudo. Estes resultados reforçam a necessidade de se estabelecer uma vigilância intensiva das gastrenterite causadas por estes vírus, de forma a poder avaliar o impacto da doença e monitorar os genótipos circulantes.
Descritores: Gastroenterite/etiologia
Mamastrovirus
Norovirus
Sapovirus
-Infecções por Astroviridae
Infecções por Astroviridae/diagnóstico
Dados de Sequência Molecular
Reação em Cadeia da Polimerase/métodos
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Criança
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  4 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Cardoso, Divina das Dores de Paula
Texto completo
Id: lil-737525
Autor: Santos, Hugo César Pereira; Turones, Larissa Córdova; Fiaccadori, Fabíola Souza; Cardoso, Divina das Dôres de PAula; Souza, Menira Borges de Lima Dias e.
Título: Screening of fecal samples from asymptomatic children, for norovirus detection, using a third generation enzyme immunoassay commercial kit
Fonte: Rev. patol. trop;43(2):143-149, 2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Norovirus is the leading cause of non-bacterial acute gastroenteritis outbreaks worldwide. Recently, third generation Enzyme Immunoassay (EIA) commercial kits have been developed, and controversial results have been obtained by different studies regarding the sensitivity and specificity of these assays. Therefore, the aim of this study was to test 60 fecal samples, previously tested as positive by RT-PCR for caliciviruses (40 norovirus-positive and 20 sapovirus-positive samples), for qualitative determination of genogroup I and II noroviruses by a commercial EIA kit (RIDASCREEN® Norovirus (C1401) 3rd Generation, R-Biopharm, Darmstadt, Germany). The samples were obtained from 30 children aged less than five years, mostly asymptomatic, who attend a day-care center in Goiânia, Goiás, Brazil. The results conferred a positivity rate for NoV of 35 percentand a specificity rate of 100 percent for the EIA, when compared to the RT-PCR. The test also failed to detect samples that were positive for GI.1 and GI.4 norovirus. The presumably lower viral load of asymptomatic children might be related to the poor sensitivity. Our results reinforce the notion that screening of samples by molecular assays, especially of samples that might have a low number of viral particles such as those obtained from asymptomatic patients, should not be replaced by the use of EIA kits...

Triagem de amostras fecais de crianças assintomáticas utilizando-se um kit comercial de Elisa 3a geração determinação qualitativa de norovírus dos genogrupos I e II por meio de kit comercial de EIE (RIDASCREEN® Norovirus (C1401) 3rd Generation, R-Biopharm, Darmstadt, Germany). Previamente testadas, elas se mostraram positivas para calicivírus por RT-PCR (40 positivas para norovirus e 20 positivas para sapovirus). As amostras foram obtidas de 30 crianças menores de 5 anos de idade, predominantemente assintomáticas, que frequentavam uma creche em Goiânia, Goiás, Brasil. Os resultados revelaram índices de 35 porcento de positividade para os norovírus e de 100 porcento de especificidade para o EIE quando comparado a RT-PCR. O teste também falhou em detectar amostras que eram positivas para norovírus GI.1 e GI.4. A carga viral, presumidamente mais baixa, das crianças assintomáticas pode estar relacionada com a baixa sensibilidade. Os resultados reforçam o entendimento de que a triagem de amostras por ensaios moleculares não deve ser substituída pelo uso de kits de EIE, especialmente quando se tratar de amostras que, presumidamente, apresentem um baixo número de partículas virais como as obtidas de pacientes assintomáticos...
Descritores: Fezes/parasitologia
Gastroenterite/epidemiologia
Norovirus
Sapovirus
Limites: Criança
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  5 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-634603
Autor: Gomes, K. A.; Stupka, J. A.; Diana, A.; Parra, G. I..
Título: Caracterización molecular de calicivirus aislados de brotes de gastroenteritis ocurridos en la Argentina durante los años 2005 y 2006 / Molecular characterization of calicivirus strains detected in outbreaks of gastroenteritis occurring in Argentina during 2005 and 2006
Fonte: Rev. argent. microbiol;40(4):222-228, oct.-dic. 2008. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Con el objetivo de determinar la incidencia de calicivirus, rotavirus y astrovirus en brotes de gastroenteritis ocurridos en diversas regiones de la Argentina durante los años 2005 y 2006, se analizaron muestras de materia fecal provenientes de 7 brotes con resultado de coprocultivo negativo. Para el diagnóstico de rotavirus se utilizó un ELISA comercial, mientras que para el diagnóstico de calicivirus y astrovirus se utilizó el método de RT-PCR. De las 74 muestras analizadas, 20 fueron positivas para calicivirus, 17 para rotavirus y una para astrovirus. No se identificaron infecciones virales mixtas. En 5 muestras positivas para calicivirus se secuenció una región del gen de la polimerasa; 4 de ellas correspondieron al género Norovirus y una al género Sapovirus. El análisis filogenético de las muestras secuenciadas determinó la presencia de norovirus de los genogrupos GI y GII; dentro de este último, se identificaron los genotipos GII-4, GII-b y GII-17. El análisis de la muestra en la cual se identificó sapovirus reveló la presencia del genotipo GI-1. Este estudio representa una continuación del análisis epidemiológico molecular de calicivirus asociados a brotes de gastroenteritis iniciado en 2004 y constituye la primera comunicación de la circulación de norovirus del genotipo GII-17 en la Argentina.

In order to determine the incidence of calicivirus, rotavirus and astrovirus in outbreaks of gastroenteritis occurring in different regions of Argentina during 2005 and 2006, fecal samples from seven nonbacterial outbreaks were analyzed. A commercial ELISA was used for rotavirus detection, while RT-PCRs were used for calicivirus and astrovirus. Of the 74 samples analyzed, 20 were calicivirus positive, 17 were rotavirus positive and one was astrovirus positive. No mixed infections were detected. A partial region of the RdRp gene was sequenced in five calicivirus positive-samples; 4 of them belonged to Norovirus genus and one to Sapovirus genus. The phylogenetic analysis of norovirus-positive-samples revealed the presence of strains from genogroups GI and GII; genotypes GII- 4, GII-b and GII-17 were identified within the latter. Phylogenetic the sapovirus-positive-sample revealed the presence of genotype GI-1. This study represents a follow-up of the of molecular epidemiology analysis of calicivirus associated to gastroenteritis outbreaks that have been carried out by our group since 2004, and constitutes the first report of the circulation of genotype GII-17 in Argentina.
Descritores: Infecções por Caliciviridae/virologia
Caliciviridae/isolamento & purificação
Surtos de Doenças
Gastroenterite/virologia
RNA Viral/genética
-Argentina/epidemiologia
Infecções por Astroviridae/epidemiologia
Infecções por Astroviridae/virologia
Sequência de Bases
Infecções por Caliciviridae/epidemiologia
Caliciviridae/genética
Genótipo
Gastroenterite/epidemiologia
Dados de Sequência Molecular
Mamastrovirus/isolamento & purificação
Norovirus/genética
Norovirus/isolamento & purificação
Filogenia
Infecções por Rotavirus/epidemiologia
Infecções por Rotavirus/virologia
Rotavirus/isolamento & purificação
Alinhamento de Sequência
Sapovirus/genética
Sapovirus/isolamento & purificação
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Criança
Pré-Escolar
Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas


  6 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barreto, M. L
Leite, J. P. G
Texto completo
Id: lil-511337
Autor: Xavier, M. P. T. P; Oliveira, S. A; Ferreira, M. S. R; Victoria, M; Miranda, V; Silva, M. F. M; Strina, A; Barreto, M. L; Miagostovicht, M. P; Leite, J. P. G.
Título: Detection of caliciviruses associated with acute infantile gastroenteritis in Salvador, an urban center in Northeast Brazil
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;42(5):438-444, May 2009. ilus.
Idioma: en.
Projeto: Pronex; . CGLAB-SVS; . CNPq; . IOC-Fiocruz; . Cyted.
Resumo: Acute gastroenteritis caused by viruses is one of the leading causes of infantile morbidity. The aim of the present study was to investigate the presence of human caliciviruses of the genera norovirus and sapovirus in children up to 3 years of age with acute gastroenteritis from low-income communities in the city of Salvador, Brazil. This study is an extension of previous work carried out to establish the profile of the most prevalent enteric pathogens present in these communities. In this report, 139 fecal samples, collected from July 2001 to January 2002 were analyzed by RT-PCR and 13 (9 percent) were positive for human caliciviruses. By sequencing, seven isolates were characterized as norovirus genogroup GII and one as sapovirus genotype GII/1. Sequencing of the previously detected group-A rotaviruses and human astroviruses was also performed and revealed the circulation of rotavirus group A genotypes G1P[8] and G9P[8], and human astrovirus genotypes 6, 7, and 8. No mixed infection was observed. Community-based studies provide geographically representative information on disease burden. However, there are only a few reports in developing countries concerning the genotypes of the most important gastroenteric viruses detected in such communities. The present findings demonstrate the wide diversity of genotypes of the most important viruses responsible for acute gastroenteritis circulating in low-income communities.
Descritores: Infecções por Caliciviridae/virologia
Gastroenterite/virologia
Norovirus/genética
Sapovirus/genética
-Doença Aguda
Brasil/epidemiologia
Infecções por Caliciviridae/diagnóstico
Infecções por Caliciviridae/epidemiologia
Fezes/virologia
Genótipo
Gastroenterite/diagnóstico
Gastroenterite/epidemiologia
Dados de Sequência Molecular
Norovirus/isolamento & purificação
Filogenia
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
RNA Viral/análise
Sapovirus/isolamento & purificação
População Urbana
Limites: Pré-Escolar
Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-479861
Autor: Barry, Aline F; Alfieri, Alice F; Alfieri, Amauri A.
Título: Detection and phylogenetic analysis of porcine enteric calicivirus, genetically related to the Cowden strain of sapovirus genogroup III, in Brazilian swine herds
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;28(1):82-86, jan. 2008. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Sapovirus of the Caliciviridae family is an important agent of acute gastroenteritis in children and piglets. The Sapovirus genus is divided into seven genogroups (G), and strains from the GIII, GVI and GVII are associated with infections in swine. Despite the high prevalence in some countries, there are no studies related to the presence of porcine enteric sapovirus infections in piglets in Brazil. In the present study, 18 fecal specimens from piglets up to 28 days were examined to determine the presence of sapovirus genome by RT-PCR assay, using primers designed to amplify a 331 bp segment of the RNA polymerase gene. In 44.4 percent (8/18) of fecal samples, an amplified DNA fragment was obtained. One of these fragments was sequenced and submitted to molecular and phylogenetic analysis. This analysis revealed high similarity, with nucleotides (87 percent) and amino acids (97.8 percent), to the Cowden strain, the GIII prototype of porcine enteric calicivirus. This is the first description of sapovirus in Brazilian swine herds.

O sapovírus classificado na família Caliciviridae é um importante causador de gastroenterite aguda em crianças e leitões. O gênero Sapovirus é dividido em sete genogrupos (G), sendo que as estirpes dos GIII, GVI e GVII estão associadas com infecção em suínos. Apesar da alta prevalência da infecção em alguns países, ainda não existem estudos referentes à presença do calicivírus entérico suíno nos rebanhos brasileiros. No presente estudo 18 amostras de fezes de leitões com até 28 dias foram avaliadas pela RT-PCR para a presença do genoma do sapovírus, utilizando os primers desenvolvidos para amplificar um segmento de 331 pb do gene da RNA polimerase viral. Em 44,4 por cento (8/18) das amostras foi amplificado um fragmento de DNA. Um desses amplicons foi seqüenciado e pela análise molecular e filogenética foi verificada similaridade de 87 por cento em nucleotídeos e 97,8 por cento em aminoácidos com a estirpe Cowden, protótipo do GIII. Esta é a primeira descrição do sapovírus em rebanhos suínos brasileiros.
Descritores: Caliciviridae/isolamento & purificação
Enterite/diagnóstico
RNA Nucleotidiltransferases
Reação em Cadeia da Polimerase/métodos
Suínos
Sapovirus/isolamento & purificação
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 8 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Cardoso, Divina das Dores de Paula
Id: lil-416570
Autor: Borges, Ana Maria Tavares; Cardoso, Divina das Dores de Paula.
Título: Calicivírus humanos / Human caliciviruses
Fonte: Rev. patol. trop;34(1):17-26, jan.-abr. 2005.
Idioma: pt.
Resumo: Os calicivírus humanos (HuCVs) têm sido descritos como importantes patógenos nas gastrenterites agudas em todo o mundo. Esses vírus pertencem à família Caliciviridae, que possui quatro gêneros, dentre os quais apenas Norovirus e Sapovirus infectam o homem. Possuem RNA de fita simples, de polaridade positiva e são poliadenilados na extremidade 3'.São desnudos, apresentam um nucleocapsídeo de simetria icosaédrica, têm diâmetro de 27-40 nm e uma arquitetura típica com cerca de 32 depressões em formato de cálice. Os HuCVs possuem uma grande diversidade genética, o que dificulta estudos de caracterização genômica. O conhecimento sobre a epidemiologia da infecção por calicivírus e a disponibilidade de métodos rápidos e eficazes de detecção desses vírus são importantes para as estratégias de prevenção e controle.
Descritores: Infecções por Caliciviridae
Norovirus
Sapovirus
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde