Base de dados : LILACS
Pesquisa : B04.820.565.284.689 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 74 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 74 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-987035
Autor: Perú. Ministerio de Salud; .Instituto Nacional de Salud.
Título: Directiva sanitaria para la eliminación de muestras biológicas, residuos infecciosos y potencialmente infecciosos con poliovirus / Sanitary directive for the elimination of biological samples, infectious and potentially infectious waste with poliovirus.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20170500. 15 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La finalidad de la presente directiva es garantizar la adecuada gestión y manejo de muestras biológicas, residuos infecciosos y potencialmente infecciosos con poliovirus, generados en los establecimientos de salud y en servicios médicos de apoyo, públicos, privados y mixtos, así como en instituciones de investigación y otras que manejan muestras biológicas
Descritores: Guias como Assunto
Eliminação de Resíduos de Serviços de Saúde
-Poliovirus
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  2 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-788842
Autor: Brasil. Ministério da Saúde; .Brasil. Secretaria de Vigilância em Saúde; .Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações.
Título: Plano de Erradicação da Poliomielite: estratégia no Brasil / Plan for the Eradication of Poliomyelitis: strategy in Brazil.
Fonte: Brasilia; s.n; dez. 2015. 71 p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Segundo a resolução WHA41.28,da Assembleia Mundial da Saúde realizada em 1988, iniciou-se o programa global de erradicação da poliomielite. Vários progressos têm sido alcançados como a inexistência de casos pelo poliovírus selvagem tipo 2 desde 1999 e pelo poliovírus selvagem tipo3 desde 11 de novembro de 20121. Outro momento marcante para a erradicação global da poliomielite foi 68ª Assembleia Mundial da Saúde realizada no período de 18 a 26 de maio de 2015 em Genebra, que reuniu autoridades sanitárias de 194 países. Neste evento, foi definida a Resolução WHA68.3, na qual constam novos acordos sobre a erradicação global da poliomielite, reforçando que a erradicação só poderá ser alcançada por meio do compromisso global, que foi endossado pelos países membros2. Os acordos definidos na Resolução WHA68.3são frutos das conclusões da reunião do Grupo Consultor Estratégico de Especialistas (SAGE) da Organização Mundial da Saúde (OMS), realizada no período 21 a 23 de outubro de 2014. Destacaram que os preparativos para a retirada do componente tipo 2 da vacina poliomielite 1, 2 e 3 (atenuada), chamada de Vacina trivalente atenuada contra poliomielite soro tipos 1,2,3 (VOPt), encontram-se em processo e devem ser concluídos até abril de 2016. A partir desse período, todos os países deverão empreender esforços para a substituição da vacina trivalente pela vacina poliomielite 1 e 3 (atenuada), conhecida como Vacina atenuada bivalente soro tipo 1 e 3 contra poliomielite (VOPb), que continuará a proteger contra o poliovírus tipo 1 e 3. A partir dessa retirada, os fabricantes deixarão de fornecer a vacina trivalente e os países não poderão de utilizá-la em seus programas de imunização. Os paísesmembros incluindo o Brasil, na 68ª Assembleia Mundial de Saúde,endossaram o compromisso internacional de...
Descritores: Colaboração Intersetorial
Erradicação de Doenças
Estratégias Nacionais
Vigilância em Saúde Pública
Poliomielite/prevenção & controle
Poliovirus/patogenicidade
-Brasil
Programas de Imunização/normas
Vacinas contra Poliovirus/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-734194
Autor: Treiber, Stephanie.
Título: Avaliação de pseudopeptídeos derivados do ácido tartárico na replicação dos polivírus / Evaluation pseudopeptides derivatives of tartaric acid in the replication of poliovirus.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2013. xiv,75 p. tab, ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo cruz para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os poliovírus são responsáveis por causar a poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil ou pólio, que já foi de alta incidência no Brasil e em muitos outros países, deixando centenas de indivíduos com sequelas paralíticas. Atualmente, esta doença é rara no mundo devido ao sucesso da utilização sistemática da vacina oral atenuada. Em 1988, a OMS lançou um programa para erradicar a pólio mundialmente e o desenvolvimento de antivirais contra poliovírus é considerado uma condição necessária para o sucesso deste programa. Neste trabalho, analisou-se a possível atividade antiviral de sete pseudopeptídeos derivados do ácido tartárico na replicação dos poliovírus em culturas celulares. Essas moléculas foram sintetizadas racionalmente de acordo com os alvos específicos virais (as proteases virais). A viabilidade celular foi avaliada através da incorporação do vermelho neutro pelas células vivas e posterior quantificação por espectrofotômero. A avaliação da atividade antiviral foi realizada através da observação do efeito citopático nas células infectadas por poliovírus que foram incubadas com diferentes concentrações dos compostos. Os compostos testados neste estudo apresentaram faixas de concentração não-tóxicas às células, mas não afetaram a replicação dos poliovírus, não apresentando, portanto, nenhuma atividade antiviral. De qualquer maneira, estudos sobre o potencial antiviral de moléculas candidatas é de extrema importância e devem ser estimulados, uma vez que atualmente, não existe nenhum composto antiviral contra poliovírus aprovado para uso em humanos...
Descritores: Antivirais
Poliomielite
Poliovirus
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1


  4 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-706239
Autor: Avilán Rovira, J. M.
Título: Avances hacia la interrupción de la transmisión del polio virus salvaje a nivel mundial: enero 2011-marzo 2012 / Progress toward interruption of wild poliovirus transmission worldwide: january 2011-march 2012
Fonte: Gac. méd. Caracas;120(3):246-250, jul.-sept. 2012.
Idioma: es.
Descritores: Doenças Endêmicas/prevenção & controle
Poliovirus/imunologia
Vacina Antipólio Oral/administração & dosagem
-Ásia/epidemiologia
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  5 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-701711
Autor: González, Marcela; Sandoval, Carmen; Valenzuela, Patricia; Montecinos, Luisa; Martínez, Constanza; Godoy, Paula; Abarca, Katia.
Título: La vacuna polio oral en lactantes no interfiere con la detección de enterovirus en sangre / Oral polio vaccine in infants does not interfere in detection of enterovirus in blood
Fonte: Rev. chil. infectol;30(6):626-629, dic. 2013. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introduction: There is not known if a viraemia post-oral polio vaccine (OPV) is detectable by modern molecular techniques. Such viraemia could affect the performance of the real time-polymerase chain reaction (PCR) for non polio enterovirus (EV) detection, technique of growing clinical use for the study of febrile infants. Objective: To determine viraemia post-first dose of OPV in healthy infants, by molecular techniques. Patients and Methods: 50 infants less than three months without previous VPO were randomized in 5 groups: a control group with pre-vaccination blood sample (BS), group 1 BS at day 2, group 2 BS at day 4, group 3, BS at day 6 and group 4, BS at day 8 post-vaccination. Conventional and specific PCR for poliovirus and real time PCR for non polio EV were performed in BS and in OPV samples. Results: No genetic material of poliovirus was detected in any infant, while in 9 of them (18%) non polio EV was identified. Real time PCR for EV did not amplify poliovirus from OPV samples. Discussion: Results suggest that no post VPO viraemia detectable by molecular methods exists. Considering that real time PCR for EV does not allow to identify polio virus, no false positives of the test are expected as a result of a recent VPO vaccination. We documented presence of non polio EV in blood of healthy asymptomatic infants.

Introducción: No existen estudios que indiquen si la vacuna polio oral (VPO) produce viremia detectable mediante métodos moleculares. Una eventual viremia podría afectar el rendimiento de la RPC tiempo real para detectar enterovirus (EV) no polio, examen de creciente uso clínico en lactantes pequeños con fiebre sin foco. Objetivo: Determinar viremia post VPO en lactantes sanos, por métodos moleculares. Métodos: 50 menores de 3 meses, al momento de recibir su primera VPO se distribuyeron en forma aleatoria en 5 grupos: control, muestra de sangre pre-vacunación; grupo 1, muestra al 2° día; grupo 2, al 4° día; grupo 3, al 6° día y grupo 4, al 8° día post-vacunación. Se realizó RPC convencional específica para virus polio y RPC tiempo real para EV no polio en las muestras de sangre y en muestras de VPO. Resultados: No se identificó presencia de material genético de virus polio en lactante alguno, mientras que en 9 (18%) se identificó presencia de EV no polio. La RPC tiempo real para EV no polio no amplificó material genético a partir de las muestras de VPO. Discusión: Los resultados sugieren que no existe viremia post-VPO detectable por métodos moleculares. Considerando que la RPC tiempo real de EV no polio de uso clínico no permite identificar la presencia de virus polio, estos hallazgos indican que no existirán falsos positivos de este examen como resultado de una vacunación VPO reciente. Adicionalmente se documentó presencia de EV no polio en sangre de lactantes asintomáticos.
Descritores: Anticorpos Antivirais/sangue
Enterovirus/isolamento & purificação
Poliovirus
Poliomielite/prevenção & controle
Vacina Antipólio Oral/imunologia
-Enterovirus Humano B/genética
Enterovirus Humano B/isolamento & purificação
Enterovirus/genética
Poliomielite/imunologia
Poliovirus/genética
Poliovirus/imunologia
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
Limites: Feminino
Seres Humanos
Lactente
Masculino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-691486
Autor: Tavares, Fernando Neto.
Título: Caracterização molecular e análise filogênica de amostras de poliovírus selvagens endêmicos na era pré-eliminação e de outros enterovirus associados a surtos no Brasil / Molecular characterization and phylogenetic analysis of samples of wild poliovirus was endemic in the pre-elimination and other enteroviruses associated with outbreaks in Brazil.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2012. xiv,106 p. graf, tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os enterovírus humanos ( Picornavirdae) são vírus de transmissão predominantemente entéric, podem ser encontrados em todas as regiões do mundo e são um dos agentes mais prevalentes entre os causadores de doenãs em humanos.Atualmente mais de 100 sorotipos de enterovírus humanos foram descritos e grande parte das infecções são assintomáticas.Surtos e casos esporádicos de enteroviroses são frequentemente notificados em diversas regiões do mundo causando conjutivite hemorrágica aguda,meningite asséptica,doença de mão pé e boca e poliomielite.A poliomielite é uma doença infecciosa de caráter agudo, que pode assumir desde formas assintomáticas até formas paralíticas, que ocorre seguida a uma infecção causada por um dos três sorotipos de poliovírus(PV). No Brasil, a poliomielite foi eliminada em 1989 graças à utilização da vacina oral atenuada desenvolvida por Sabin e licenciada no início dos anos 60.Os PV selvagens estão hoje restritos a apenas quatro países( Nigéria,Afeganistão,Paquistão e Índia). Entretanto vários surtos causados pela reintrodução dos poliovírus selvagens em países que já haviam eliminado o vírus tem sido relatados.Com o objetivo de se caracterizar geneticamente os polivírus selavagens que cirularam no Brasil, a análise de três regiões distintas do genoma viral(VP, protease 2C e polimerase 3D) foi realizada.Foram utilizados poliovírus isolados de casos de paralisia flácida aguda que ocorreram no Brasil, no período de 1981 a 1988. No estudo foi realizado também osequenciamento nucleotídico do genoma completo de uma amostra de PV! Que circulou na região Nordeste em 1988. Sessenta e um isolados foram analisados (31 PV1 E 30 PV3) inicialmente por RT-PCR, para a confirmação do sorotipo, e posteriormente por sequenciamento nucleotídico. A análise do gene que codifica a principal proteína do capsídeo viral,VP1, demonstrou que apenas um genótipo, para cada um dos dois sorotipos de PV estudados,estava em circulação no Brasil à época em que os PV selvagens que circularam no Brasil no período de estudo.As amostras brasileiras de PV1 apresentaram uma maior identidade com amostras virais que circularam no República Dominicana e Haiti( Ilha de Hispanhola), enquanto que os PV3 selvagens apresentaram uma maior identidade com vírus isolados na Colômbia. Não foi possível,entretanto, estabelecer uma relação direta de ancestralidade entre as amostras.As sequências das regiões não estruturais 2C e 3D não apresentaram uma distribuição uniforme não sendo suficientemente definidas para que pudéssemos inferir o grau de relacionamento filogenético entre as amostras.Devido à indisponibilidade de sequências nucleotíticas de sorotipos de enterovírus não pólio (ENVP) da espécie C que circularam no Brasil e em outros países nos anos 80,não foi possível avaliar com precisão a presença de recombinação entre os polivírus analisados nas regiões 2C e 3D.A caracterização dos EVNP é de extrema importÂncia para a investigação da diversidade de vírus co-circulante e para relacionar o tipo de sintoma clínico com o sorotipo viral envolvido,incluindo a investigação de vias de transmissão de enterovírus durante a ocorrência de surtos,além de contribuir para estudos epidemiológicos e relacionados com a evolução dos enterovírus.
Descritores: Enterovirus
Epidemiologia
Filogenia
Poliomielite
Poliovirus
Vacinas contra Poliovirus
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1


  7 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-688254
Autor: Garcia, Hugo Leonardo Pereira.
Título: Vigilância laboratorial das paralisias flácidas agudas no Brasil, no período de 2007 a 2011: identificação das espécies de enterovírus isoladas / Laboratory surveillance of acute flaccid paralysis in Brazil, in the period 2007-2011: species identification of enteroviruses isolated.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2012. xvi,101 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os enterovírus humanos (Picornaviridae) são vírus de transmissão predominantemente entérica, possuem distribuição cosmopolita, estando entre os agentes mais prevalentes como causadores de patogenias em humanos. Atualmente, já foram descritos mais de 100 sorotipos para os enterovírus humanos e em grande parte dos casos as infecções associadas são assintomáticas. Surtos e casos esporádicos de enteroviroses são frequentemente notificados em diversas regiões do mundo causando conjuntivite hemorrágica aguda, meningite asséptica, doença de mão pé e boca e poliomielite. A poliomielite é uma doença infecciosa de caráter agudo, que pode assumir desde formas assintomáticas até formas paralíticas (paralisia flácida aguda ou PFA), causada em geral por um dos três sorotipos de poliovírus (PV). O PV selvagem está eliminado do Brasil desde 1989, atualmente sendo restrito a apenas quatro países (Nigéria, Afeganistão, Paquistão, Índia). Entretanto surtos de PFA associados à PV de origem vacinal e a enterovírus não pólio recombinantes tem sido notificados. A caracterização de EVNP é de extrema importância para a investigação da diversidade de vírus co-circulantes, e para relacionar os sintomas clínicos com o sorotipo viral envolvido, incluindo a investigação de vias de transmissão de enterovírus, durante a ocorrência de surtos, além de contribuir para estudos epidemiológicos e com a evolução de enterovírus. Neste estudo foram analisadas amostras relacionadas à PFAs, utilizando RT-PCR e PCR com o objetivo de identificar quais são as espécies de enterovírus humanos associadas. Os membros da espécie C foram sequenciados para a identificação de sorotipo. De um total de 190 amostras, 79 eram da espécie C, 78 da espécie B, 32 da espécie A e 1 amostra era correspondente as espécies A e C,não sendo encontradas amostras da espécie D. Entre as amostras da espécie C,58 correspondiam a PV.Os dados obtidos apresentam similaridades com estudos similares na Europa e Ásia, cobrindo um aspecto pouco observado na epidemiologia dos enterovírus em território brasileiro.
Descritores: Conjuntivite
Enterovirus
Meningite Asséptica
Paralisia
Picornaviridae
Poliomielite
Poliovirus
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1


  8 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-672410
Autor: Jackson, ST; Mullings, AM; Booth, TF; MacDonald, L; Henry, SO; Khan, CA; McLaughlin, PD.
Título: Molecular analysis and implications of neurovirulent circulating vaccine-derived poliovirus in Jamaica: a case report and review of literature / Análisis molecular e implicaciones del poliovirus derivado de las vacunas neurovirulentas circulantes (reporte de un caso y revisión de la literatura)
Fonte: West Indian med. j;57(5):511-514, Nov. 2008. tab.
Idioma: en.
Resumo: As the goal to eradicate wild polio virus (WPV) is approached, outbreaks associated with vaccine derived polioviruses (VDPV) with neurovirulent properties have emerged. The relevance for the spread of infection by nonparalytic cVDPV cases, with mutations associated with neurovirulence, is discussed with reference to the molecular analysis of a VDPV isolated from a Jamaican child who presented with aseptic meningitis. Potential risks to the Jamaican community resulting from circulation of cVDPV, and critical factors defined by the World Health Organization (WHO) in the global eradication of Polio are analyzed in the context of immunization coverage, and the need to stop all Oral Polio Vaccine (OPV) use once wild polioviruses (WPVs) have been eradicated.

A medida que nos hemos acercado a la meta de erradicar el virus de la polio salvaje (VPS), se han producido brotes asociados con los poliovirus derivados de la vacuna (VDPV) con propiedades neurovirulentas. El presente trabajo discute la importancia de estos en la diseminación de la infección por casos no paralíticos de cVDPV, en relación con el análisis molecular de un VDPV aislado a partir de un niño jamaicano que presentaba meningitis aséptica. Los riesgo potenciales para la comunidad jamaicana como resultado de la circulación de cVDPV, y los factores críticos definidos por la Organización de Mundial de la Salud (OMS) en la erradicación global de la polio, se analizan en el contexto de la cobertura de la inmunización, y la necesidad de detener todo uso de la Vacuna Oral de la Polio (VOP), una vez que los poliovirus salvajes (PVS) hayan sido erradicados.
Descritores: Poliovirus
Poliomielite/epidemiologia
Poliomielite/prevenção & controle
Vacina Antipólio Oral/efeitos adversos
Vacinação/efeitos adversos
-Programas de Imunização
Jamaica
Vacina Antipólio Oral/administração & dosagem
Poliovirus/patogenicidade
Fatores de Risco
Limites: Pré-Escolar
Seres Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 74 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-649927
Autor: Esteve-Jaramillo, Alejandra; López-Collada, Vesta L Richardson.
Título: Hacia la erradicación de la poliomielitis: logros y retos en México
Fonte: Salud pública Méx;54(5):537-543, sept.-oct. 2012. graf.
Idioma: es.
Resumo: Desde la implementación de las estrategias globales de erradicación, la incidencia de parálisis poliomielítica ha disminuido dramáticamente. Cuatro estrategias han contribuido notablemente: a) Altas coberturas de inmunización con vacuna oral de polio (VOP), b) Inmunización suplementaria durante los Días Nacionales de Vacunación, c) Vigilancia epidemiológica efectiva de casos de parálisis flácida aguda (PFA), y d) Bloqueos vacunales en zonas de alto riesgo. Sólo quedan tres países polioendémicos, no obstante, cualquier país corre el riesgo potencial de importación del virus de algunas de estas áreas, de la liberación accidental del virus resguardado en laboratorios de diagnóstico clínico o investigación, o de la presencia de virus circulantes derivados de vacuna en el medio ambiente. Este documento pretende exponer los antecedentes históricos que hicieron posible la eliminación de la enfermedad en México, así como los retos para lograr un mundo libre de poliomielitis.

Since the strategies to eradicate polio were implemented, the incidence of paralytic polio has dropped dramatically. Four main strategies have greatly contributed: a) High immunization coverage rate with oral polio vaccine (OPV), b) Supplementary immunization activities during the National Immunizations Days c) An effective epidemiological surveillance system for acute flaccid paralysis (AFP) and d) Intensified immunization activities in high risk areas. Three countries remain polio endemic, nevertheless, any country has a potential risk of the virus importation from one of these endemic areas; an accidental release of poliovirus from a research or clinical laboratory, or from having a circulating vaccine-derived poliovirus in the environment. The present document aims to provide an historical background that made possible the disease elimination in Mexico. Moreover, we discuss the challenges that every country needs to face in order to achieve a polio-free world.
Descritores: Poliomielite/prevenção & controle
-Derramamento de Material Biológico/prevenção & controle
Doenças Endêmicas
Saúde Global
Programas Governamentais
Programas de Imunização
Incidência
México/epidemiologia
Vacina Antipólio de Vírus Inativado
Vigilância da População
Poliomielite/epidemiologia
Poliomielite/transmissão
Vacina Antipólio Oral/efeitos adversos
Poliovirus/patogenicidade
Poliovirus/fisiologia
Vírus Reordenados/patogenicidade
Vacinação/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 74 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-645230
Autor: Chile. Ministerio de Salud. Subsecretaria de Salud Pública. División de Planificación Sanitaria. División de Prevención y Control de Enfermedades. Departamento de Inmunizaciones Departamento de Epidemiología. Unidad de Vigilancia de Enfermedades No Transmisibles y Estudios.
Título: Informe de parálisis flacida aguda año 2011 / Report of acute flaccid paralysis in 2011.
Fonte: Santiago de Chile; Chile. Ministerio de Salud; 2012. 6 p. tab, graf, mapas.
Idioma: es.
Descritores: EPIDEMIOLOGICAL SURVEILLANCE
Poliovirus
Poliomielite/epidemiologia
-Chile
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: CL27.1 - Biblioteca de Salud Dr. Bogoslav Juricic Turina
CL27.1



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde