Base de dados : LILACS
Pesquisa : C01.252.400.825 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 59 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 59 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1045967
Autor: Paes, Carina de Barros.
Título: Avaliação do risco de transmissão de Rickettsia (Rickettsia rickettsii) por carrapatos do gênero Amblyomma na área do Parque Estadual do Juquery, Franco da Rocha, estado de São Paulo, Brasil / Risk assessment of transmission of Rickettsia (Rickettsia rickettsii) by Amblyomma ticks in Juquery State Park area, Franco da Rocha, São Paulo state, Brazil.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 68 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A Febre Maculosa é uma doença de importância crescente na Saúde Pública, especialmente no estado de São Paulo, onde a transmissão ocorre em áreas que sofreram ação humana. Rickettsia rickettsii é uma bactéria intracelular obrigatória e no ser humano causa uma enfermidade febril conhecida no Brasil como Febre Maculosa Brasileira. O principal vetor do agente etiológico no Brasil é o carrapato da espécie Amblyomma sculptum, porém no estado de São Paulo também se destaca como vetor, o carrapato Amblyomma aureolatum, principalmente em áreas urbanas próximas a fragmentos de mata. Foi realizada uma caracterização da área do Parque Estadual do Juquery, Franco da Rocha, com coletas de espécimes de locais com e sem a presença de hospedeiros (capivaras) e verificação do vetor em hospedeiros em cães que circulam nas áreas de mata do parque e na sua Zona de Amortecimento. Foram empregadas técnicas laboratoriais para inquérito soroepidemiológico em animais domésticos (hospedeiros/sentinelas) através da técnica da Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI). Os carrapatos coletados nas técnicas empregadas no ambiente estão relacionados às capivaras presentes na área. As coletas realizadas nos cães foram positivas para Amblyomma aureolatum. No inquérito soroepidemiológico pela técnica de RIFI, houve uma soroprevalência de 60%. As variáveis de paisagem, quando comparadas à soroprevalência determinam a existência de relação entre elas, sendo a cobertura florestal a variável de maior influência. Nas duas áreas havia cães positivos na Reação de Imunofluorescência Indireta para Rickettsia rickettsii. A área de estudo passou de uma classificação de área silenciosa para área de risco para a Febre Maculosa Brasileira no município de Franco da Rocha, sendo indicadas ações de vigilância compatíveis para essa classe de risco.

Brazilian spotted fever is a disease of growing importance in public health, especially in the state of São Paulo, where transmission occurs in areas that have suffered human action. Rickettsia rickettsii is a mandatory intracellular bacterium and in humans causes a febrile illness known in Brazil as Brazilian Spotted Fever. The main vector of the etiological agent in Brazil is the tick Amblyomma sculptum, but in the state of São Paulo also stands out as a vector, the tick Amblyomma aureolatum, mainly in urban areas near forest fragments. A characterization of the area of the Juquery State Park, Franco da Rocha, was performed with specimens collected from places with and without the presence of hosts (capybaras) and vector verification in hosts in dogs that circulate in the forest areas of the park and in the region. its buffer zone. Laboratory techniques were used for seroepidemiological investigation in domestic animals (hosts / sentinels) using the Indirect Immunofluorescence Reaction (IFAT) technique. The ticks collected in the techniques used in the environment are related to the capybaras present in the area. Dog collections were positive for Amblyomma aureolatum. In the seroepidemiological survey by the IFAT technique, there was a 60% seroprevalence. Landscape variables, when compared to seroprevalence, determine their relationship, with forest cover being the most influential variable. In both areas there were dogs positive for the Rickettsia rickettsii Indirect Immunofluorescence Reaction. The study area went from a silent area classification to a risk area for Brazilian Macular Fever in the city of Franco da Rocha, and compatible surveillance actions were indicated for this risk class.
Descritores: Infecções por Rickettsia
Febre Maculosa das Montanhas Rochosas
Doenças Transmitidas por Carrapatos
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  2 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-878005
Autor: Oliveira, Stefan Vilges de; Gazeta, Gilberto Salles; Gonçalves, Rodrigo Gurgel.
Título: Febre maculosa no Brasil: situação epidemiológica e a distribuição geográfica de carrapatos em cenários de mudanças climáticas / Spotted fever in Brazil: current epidemiological profile and the geographical distribuition of ticks in climate change scenarios / La fiebre manchada en Brasil: situacíon actual epidemiológica y distribuicíon geográfica de garrapatas en escenarios de cambio climático
Fonte: Rev. baiana saúde pública;41(1):https://doi.org/10.22278/2318-2660.2017.v41.n1.a2599, dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: No Brasil, os quadros clínicos da febre maculosa podem ser resultantes da infecção por duas espécies de riquétsias. Rickettsia rickettsii é registrada na região Sul e Sudeste e está relacionada a casos graves da doença. Rickettsia sp. cepa Mata Atlântica foi identificada no Sul, Sudeste e Nordeste, causando febre maculosa mais branda. Febre maculosa é doença de notificação compulsória ao Ministério da Saúde que promove ações de vigilância epidemiológica e assistência médica com o objetivo de reduzir a morbimortalidade. No entanto, a doença ainda é pouco conhecida. Sabe-se que os carrapatos do gênero Amblyomma atuam como vetores, podendo parasitar hospedeiros silvestres, domésticos e eventualmente o homem. O conhecimento da distribuição geográfica potencial desses vetores torna-se importante nas ações de vigilância epidemiológica. Dessa forma, o presente estudo tem os seguintes objetivos: 1) atualizar o perfil epidemiológico da febre maculosa no Brasil; 2) avaliar preditores de evolução fatal por febre maculosa; 3) analisar a distribuição geográfica potencial de carrapatos do Complexo Amblyomma cajennese em cenário atual e futuro sob influência das mudanças climáticas. Na primeira abordagem, verificamos o crescente número de registros da doença nos últimos anos e observamos a expansão espacial da febre maculosa no país com uma ascendente taxa de letalidade. Por meio desses registros, um estudo do tipo caso-controle avaliou fatores preditores de evolução fatal por febre maculosa. Neste, verificou-se que residir em área urbana, relatar a presença de carrapato e apresentar quadro clínico com presença de linfadenopatia são fatores protetores. Enquanto os sinais de gravidade como hipotensão, choque, estupor, coma e convulsão estão associados as maiores chances de morte. Quando analisamos a distribuição geográfica potencial de carrapatos do Complexo Amblyoma cajenennese utilizando a modelagem de nicho ecológico, verificamos que áreas do Cerrado, Amazônia, Pantanal e Mata Atlântica apresentam ampla adequabilidade para manutenção dessas espécies. No entanto, em cenários de mudanças climáticas, verificamos uma tendência de redução dessas áreas (nos anos de 2050 e 2070). Nossos dados indicam que a presença do vetor pode ser restringida (e consequentemente a doença), se considerarmos a não adaptação dos carrapatos aos novos climas. Os métodos empregados neste estudo buscam, de forma complementar, o entendimento epidemiológico da febre maculosa e poderão ser utilizados para predição, prevenção e, consequentemente, para redução da morbimortalidade desta importante doença no Brasil.

In Brazil, two species of rickettsiae are responsible for the clinical manifestations of spotted fever. Rickettsia rickettsii is registered in the South and Southeast region and is related to severe cases of the disease. Rickettsia sp. Strain Atlantic Forest was identified in the south, southeast and northeast causing milder spotted fever. Spotted fever is a notifiable disease to the Ministry of Health that promotes actions of epidemiological surveillance and medical assistance aimed at reducing morbidity and mortality. However, the disease is still poorly understood. It is known that the ticks of the genus Amblyomma act as vectors, able to parasitize wild, domestic and eventually man hosts. Knowledge of the potential geographical distribution of these vectors becomes important for epidemiological surveillance actions. Thus, the present study has the following objectives: 1) update the epidemiological profile of spotted fever in Brazil; 2) evaluate predictors of fatal evolution due to spotted fever; 3) analyze the potential geographic distribution of the Amblyomma cajennese Complex ticks in current and future scenarios under the influence of climate changes. In the first approach, we verified the increasing number of records of the disease in recent years and observed the spatial expansion of spotted fever in the country with an ascending lethality rate. From these records, a case-control study evaluated predictors of fatal spotted fever progression. In this study, it was verified that residing in urban areas, reporting the presence of ticks and presenting clinical features with presence of lymphadenopathy are protective factors. While signs of severity such as hypotension, shock, stupor, coma, and seizure, were strongly associated with the risk of death. When analyzing the potential geographic distribution of Amblyoma cajenennese Complex ticks using ecological niche modeling, we found that areas of Cerrado, Amazon, Pantanal and the Atlantic Forest present wide suitability for the maintenance of these species. However, in climate change scenarios we have seen a tendency to reduce these areas (in the years 2050 and 2070). Our data indicate that the presence of the vector may be restricted (and consequently the disease) if we consider the non-adaptation of ticks to the new climates. The methods used in this study seek to complement the epidemiological understanding of spotted fever and can be used for prediction, prevention and consequently to reduce the morbimortality of this important disease in Brazil.

Los cuadros clínicos de fiebre manchada en Brasil, pueden ser resultantes de infecciones producidas por dos especies de Rickettsia. Rickettsia rickettsii es registrada en la región Sur y Sureste y relacionada a casos clínicos más graves de la enfermedad. Rickettsia sp. cepa Mata Atlântica ha sido identificada en el Sur, Sureste y Noreste causando casos clínicos menos graves. La fiebre manchada es una enfermedad de notificación obligatoria al Ministerio de la Salud, que promueve acciones de vigilancia epidemiológica y atención médica a fin de reducir la morbimortalidad. Sin embargo, la enfermedad sigue siendo desconocida. Hay suficiente evidencia que las garrapatas del género Amblyomma son los principales vectores de los patógenos, parasitan hospederos silvestres, domésticos y en ocasiones a los humanos. El conocimiento de la potencial distribución geográfica de esos vectores es esencial en las acciones de vigilancia epidemiológica. Por lo tanto, este estudio tiene los siguientes objetivos: 1) actualizar el perfil epidemiológico de la fiebre manchada en Brasil; 2) evaluar los predictores que conducen a la evolución fatal de los casos de fiebre manchada; 3) analizar el potencial de distribución geográfica de las garrapatas del complejo Amblyomma cajennese en el escenario actual y futuro bajo la influencia del cambio climático. En el primer enfoque, evidenciamos el creciente número de registros de la enfermedad en los últimos años y observamos la expansión espacial de la fiebre manchada en el país, con tasa de aumento de la mortalidad. A partir de estos registros, un estudio caso-control evaluó los predictores de evolución fatal de los casos de fiebre manchada. Se ha verificado que residir en área urbana, relatar la presencia de garrapatas y manifestar cuadro clínico con presencia de adenopatía son factores de protección. Mientras que los signos de gravedad como hipotensión, shock, estupor, coma y convulsiones se asocian con la mayor probabilidad de muerte. Cuando se analiza el potencial de distribución geográfica de las garrapatas del complejo A. cajenennese utilizando el modelo de nicho ecológico, hemos encontrado que las áreas de los biomas: Cerrado, Amazonia, Pantanal y Mata Atlántica, son aptos para la manutención de esas especies. No obstante, también evidenciamos que en escenarios de cambio climático hay una tendencia de reducción de estos biomas (años 2050 y 2070). Nuestros resultados indican que la presencia del vector puede ser restringido y, por lo tanto, la enfermedad, teniendo en cuenta la falta de adaptación de las garrapatas a los nuevos escenarios climáticos. Los métodos empleados en el presente estudio buscan complementar el entendimiento epidemiológico de la fiebre manchada y pueden ser utilizados para la predicción, prevención y, consecuentemente, para la reducción de la morbimortalidad de esta enfermedad de interés en salud pública en Brasil.
Descritores: Febre Maculosa das Montanhas Rochosas/epidemiologia
Doenças Transmitidas por Carrapatos
Ecossistema
Monitoramento Epidemiológico
FREEZE ETCHINGABATTOIRS
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  3 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895407
Autor: Nogueira, Rita de Maria Seabra; Silva, Arannadia Barbosa; Sato, Tayra Pereira; Sá, Joicy Cortez de; Santos, Ana Clara Gomes dos; Amorim Filho, Edvaldo Franco; Vale, Tássia Lopes do; Gazêta, Gilberto Salles.
Título: Molecular and serological detection of Theileria equi, Babesia caballi and Anaplasma phagocytophilum in horses and ticks in Maranhão, Brazil / Detecção molecular e serológica de Theileria equi, Babesia caballi e Anaplasma phagocytophilum em equinos e carrapatos no Maranhão
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(12):1416-1422, dez. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Equine piroplasmosis is a tick-borne disease caused by the intraeytrhocytic protozoans Babesia caballi and Theileria equi. It has been reported as a main equine parasitic disease. In addition, Anaplasma phagocytophilum, the causative agent of granulocytic ehrlichiosis, causes a seasonal disease in horses. Both diseases, can be detrimental to animal health. In this sense, blood samples and ticks were collected from 97 horses raised in the microregion of Baixada Maranhense, Maranhão State, Brazil. Serum samples were subjected to Indirect Fluorescence Antibody Test (IFAT) and blood samples and ticks to Polymerase Chain Reaction (PCR) to evaluate the infection by Theileria equi, Babesia caballi and Anaplasma phagocytophilum. The overall seroprevalence was 38.14%, 18.55% and 11.34% for T. equi, B. caballi and A. phagocytophilum, respectively. The results of PCR from blood samples showed 13.40% and 3.09% positive samples to T. equi and B. caballi, respectively. A total of 170 tick specimens were collected and identified as Dermacentor nitens, Amblyomma cajennense sensu lato and Rhipicephalus (Boophilus) microplus. It was detected 2.35% (4/170) and 0.59% (1/170) positive tick samples by PCR for T. equi and B. caballi, respectively. All samples were negative to A. phagocytophilum. No statically difference (p>0.05) was observed when gender, age, use of ectoparasiticide and tick presence were analyzed. A BLASTn analysis of the sequenced samples indicated 97 to 100% similarity with T. equi 18S rRNA gene sequences in GenBank and 98 to 100% with B. caballi. Genetic analysis classified the obtained sequences as T. equi and B. caballi cluster, respectively. It can be concluded that these pathogens occur and are circulating in the studied area.(AU)

A piroplasmose equina é uma doença transmitida por carrapatos causada pelos protozoários intraeritrocitários Babesia caballi e Theileria equi. É relatada como uma doença parasitária comum em equinos. Além disso, Anaplasma phagocytophilum, o agente causal da ehrlichiose granulocítica, causa uma doença sazonal em equinos. Ambas as doenças, podem ser prejudiciais para a saúde animal. Nesse sentido, amostras de sangue e carrapatos foram coletadas de 97 cavalos criados na microrregião da Baixada Maranhense, estado do Maranhão, Brasil. As amostras de soro foram submetidas ao Teste de Imunofluorescência Indireta (RIFI) e amostras de sangue e os carrapatos a Reação da Polimerase em Cadeia (PCR) para avaliar a infecção por Theileria equi, Babesia caballi e Anaplasma phagocytophilum. A prevalência foi de 38,14%, 18,55% e 11,34% para T. equi, B. caballi e A. phagocytophilum, respectivamente. Os resultados da PCR para as amostras de sangue demonstraram 13,40% e 3,09% de positividade para T. equi e B. caballi, respectivamente. Um total de 170 specimens de carrapatos foi coletado e foram identificados Dermacentor nitens, Amblyomma cajennense sensu lato and Rhipicephalus (Boophilus) microplus. Obteve-se 2,35% (4/170) e 0,59% (1/170) positivos por PCR para T. equi e B. caballi, respectivamente. Todas as amostras foram negativas para A. phagocytophilum. Não houve diferença estatística significativa (p>0.05) em relação ao sexo, idade, uso de ectoparasiticida e presença de carrapatos. A análise BLASTn das amostras sequenciadas para gene 18S rRNA indicaram 97 a 100% de similaridade com T. equi e 98-100% com B. caballi no GenBank. Análises genéticas classificaram as sequencias obtidas no mesmo clado que T. equi e B. caballi, respectivamente. Podemos concluir que estes patógenos estão circulando na área de estudo.(AU)
Descritores: Babesiose/parasitologia
Theileria/parasitologia
Anaplasma phagocytophilum
Cavalos/parasitologia
-Doenças Transmitidas por Carrapatos
Vetores de Doenças
Ectoparasitoses/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-966334
Autor: Prado, Rubens Fabiano Soares; Campos, Carlos Henrique Coelho; Cordeiro, Matheus Dias; Pires, Marcus Sandes; Cepeda, Marcio Barizon; Mafra, Claudio; Massard, Carlos Luiz; Fonseca, Adivaldo Henrique.
Título: Soroprevalência de anticorpos homólogos anti-Borrelia burgdorferi em equinos de uso militar no Brasil / Seroprevalence of homologous antiBorrelia burgdorferi antibodies in horses of military use in Brazil
Fonte: Rev. bras. ciênc. vet;24(2):72-76, abr.-jun./2017. il..
Idioma: pt.
Resumo: A maioria das atividades de treinamento militar transcorre em ambiente de risco para aquisição de doenças de transmissão vetorial, incluindo importantes zoonoses e doenças emergentes/reemergentes. O objetivo deste estudo foi relatar a ocorrência de anticorpos homólogos da classe IgG anti-Borrelia burgdorferi em equinos de uso militar no Brasil, assim como analisar os fatores de risco associados à soropositividade nos animais. Foram estudados dois plantéis de equinos, sendo um no município de Resende, estado do Rio de Janeiro, tendo sido encontrada prevalência de 29,9%, e outro no município de São Borja, estado do Rio Grande do Sul, com prevalência de 44,7%, totalizando 474 animais e prevalência de 39,24%. Na análise dos fatores de risco associados, observou-se que a infestação por carrapatos constituiu-se no fator de risco para a soropositividade. A evidência de circulação de Borrelia spp. com soroprevalência nos equinos reforça seu papel como sentinela, sendo fator de alerta para potencial ocorrência de casos humanos. Os resultados obtidos reforçam a importância da vigilância epidemiológica dos carrapatos vetores e sua associação tanto com agentes infecciosos de risco para a saúde do efetivo militar humano, como nos equinos de uso militar nas regiões avaliadas. Isto também realça a necessidade da adoção de medidas de proteção coletivas e individuais visando mitigar o risco de doenças transmitidas por carrapatos em atividades militares.
Descritores: Zoonoses
Prevalência
Doenças Transmitidas por Carrapatos
Limites: Animais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  5 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-876836
Autor: Oliveira, Stefan Vilges de; Caldas, Eduardo Pacheco de; Limongi, Jean Ezequiel; Gazeta, Gilberto Salles.
Título: Avaliação dos conhecimentos e atitudes de prevenção sobre a febre maculosa entre profissionais de saúde no Brasil / Knowledge and attitudes of prevention evaluation of spotted fever among health care professionals in Brazil
Fonte: J. Health Biol. Sci. (Online);4(3):152-159, jul-set/2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A febre maculosa (FM) é uma doença transmitida por carrapatos, o que, no Brasil, preocupa as autoridades do Sistema Único de Saúde (SUS) por apresentar elevados coeficientes de letalidade. Objetivo: Descrever os conhecimentos e as atitudes de prevenção sobre a FM entre profissionais do SUS. Métodos: Foi realizado entre os meses de outubro a dezembro de 2015, um inquérito sobre os conhecimentos e as atitudes de prevenção sobre a FM entre os profissionais da saúde. Um questionário na plataforma FormSUS foi submetido a 426 profissionais de todo o Brasil que previamente já haviam participado de capacitações e atividades que envolviam o tema em questão. Resultados: vinte unidades federadas foram respondedoras da pesquisa (112/426). Foi possível verificar que a maioria dos profissionais de saúde conhece as condutas de notificação e de investigação epidemiológica. As incorporações recentes no programa de vigilância epidemiológica são de conhecimento da maioria dos respondentes. A rotatividade dos profissionais foi mencionada como principal dificultador das ações de vigilância da doença. Ações de fortalecimento dos programas de vigilância são realizadas de forma esporádica, somente no momento da ocorrência de casos de FM e não ocorrem de forma integral no âmbito do SUS. Conclusão: Cabe a cada segmento do SUS buscar seguir as diretrizes do sistema de vigilância epidemiológica da FM para que, de forma integral, se consiga reverter o panorama de morbimortalidade desta importante doença no Brasil. (AU)

Introduction: Spotted fever (SF) it's a tick-borne disease, that in Brazil worries the Unified Health System (named as SUS), because of its high fatality rates. Objective: Describe the knowledge and attitudes of prevention on SF between SUS professionals. Methods: It was realized in 2015, between October and December, an inquiry of the knowledge and attitudes of prevention on SF between health professionals. A questionnaire on FormSUS platform was subjected to 426 professionals from all over Brazil, who previously has participated in training and activities involving the present issue. Results: Twenty federal units answered the inquiry (112/426). It was possible to verify that most health professionals know the conduct of notification and epidemiological research. Recent incorporations in the surveillance program are known to most respondents. The turnover of professionals was mentioned as main complication on the surveillance actions of the disease. Strengthening actions regarding surveillance programs are performed occasionally, only at the time of the incident occurrence, and do not occur integrally in SUS. Conclusion: It's up to each SUS segment seek to follow the guidelines of epidemiological surveillance system for SF, to be able of reverse in full the scenario of morbidity and mortality of this important disease in Brazil. (AU)
Descritores: Doenças Transmitidas por Carrapatos
-Inquéritos Epidemiológicos
Capacitação em Serviço
Infecções por Rickettsia
Zoonoses
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1780.2


  6 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-798004
Autor: Cepeda, Marcio B; Cepeda, Patricia B; Baêta, Bruna A; Gaudêncio, Fabrício N; Cordeiro, Matheus D; Magalhães-Matos, Paulo C; Brito, Marilene F; Fonseca, Adivaldo H.
Título: Alterações bioquímicas, anatômicas e histopatológicas em fígado de Gallus gallus Linnaeus, 1758 experimentalmente infectados por Borrelia anserina Sakharoff, 1891 / Biochemical, anatomical and histopathological changes in the liver of Gallus gallus Linnaeus, 1758 experimentally infected by Borrelia anserine Sakharoff, 1891
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(8):687-693, Aug. 2016. graf, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A espiroquetose aviária é uma enfermidade septicêmica de curso agudo, cosmopolita, que acomete diversas espécies aviárias, causada por Borrelia anserina e transmitida pelo carrapato Argas miniatus. O experimento teve como objetivos avaliar as alterações bioquímicas e anátomo-histopatológicas no fígado de Gallus gallus, causadas pela infecção experimental por B. anserina. Quarenta aves da espécie G. gallus foram divididas em quatro grupos inteiramente casualizados com 10 animais cada: G1 - inoculado com soro infectado com B. anserina; G2 - inoculado com soro fisiológico a 0,9%; G3 - exposto a ninfas de terceiro ínstar de A. miniatus infectados por B. anserina; G4 - exposto a ninfas de terceiro ínstar de A. miniatus livres de B. anserina. As aves dos Grupos 1 e 3 manifestaram no 3º e 6º dias pós-inoculação (DPI) respectivamente, sintomatologia característica da doença como inapetência, perda de peso, sonolência, diarreia esverdeada, mucosas hipocoradas, penas arrepiadas e hipertermia. Os níveis de ALT do Grupo 1 mostraram-se significativamente mais elevados apenas no 12ºDPI e 24ºDPI em relação ao seu grupo controle (Grupo 2) e no Grupo 3 esses níveis se mantiveram elevados até o 20º DPI em comparação ao seu grupo controle (Grupo 4). Os níveis da enzima AST pouco oscilaram nos grupos experimentais, embora tenham sido encontradas elevações no 12ºDPI nos Grupos 1 e 3. Os fígados das aves dos Grupos 1 e 3 apresentaram à necropsia, moderada hepatomegalia, congestão, superfície irregular e coloração vermelha a cianótica; constataram-se ainda pequenos pontos esbranquiçados na superfície. A histopatologia do fígado revelou congestão, infiltrados inflamatórios mononucleares, focos de necrose fibrinoide, dilatação dos sinusoides e vacuolização de hepatócitos. A coloração de Warthin-Starry revelou, nos fígados das aves dos Grupos 1 e 3, a presença de espiroquetas compatíveis com B. anserina, frequentemente no interior de vasos sanguíneos.(AU)

Spirochetosis avian is a septicemic disease of acute course and cosmopolitan can affect various avian species, caused by Borrelia anserina and transmitted by Argas miniatus. The experiment aimed to evaluate the biochemical, anatomical and histopathological changes in the liver of Gallus gallus caused by experimental infection with B. anserina. A total of 40 fowls of the species G. gallus were divided into four randomized groups of ten fowls each: G1 - inoculated with serum infected with B. anserina; G2 - inoculated with 0.9% saline; G3 - exposed to nymphs of 3rd instar of A. miniatus infected with B. anserina; G4 - exposed to ticks nymphs of 3rd instar of A. miniatus free of B. anserina. The fowls of Groups 1 and 3 expressed at 3 and 6 days post-inoculation (DAI) respectively , symptoms characteristic of the disease as lack of appetite , weight loss , drowsiness, greenish diarrhea, pale mucous membranes , ruffled feathers and hyperthermia. ALT of group 1 levels were significantly higher only at the 12º and 24º day after inoculation (DAI) compared with its control group (group 2), and in group 3 these levels remained high until the 20º DAI as compared with its control group (group 4). AST enzyme fluctuated little in the experimental groups, although elevations at 12ºDAI has been found in group 1 and 3. The liver of fowls in groups 1 and 3, presented at necropsy moderate hepatomegaly, congestion, irregular surface and red color to cyanotic. If found even small whitish spots on the surface. The histopathology revealed congestion, mononuclear inflammatory infiltrates, fibrinoid necrotic foci, dilatation of sinusoids, and vacuolation of hepatocytes. The Warthin-Starry staining revealed in the liver of fowls in groups 1 and 3 the presence of spirochetes compatible with B. anserina, often within blood vessels.(AU)
Descritores: Infecções por Borrelia/sangue
Infecções por Borrelia/veterinária
Galinhas/anatomia & histologia
Galinhas/fisiologia
Fígado/anatomia & histologia
Fígado/fisiopatologia
-Fenômenos Bioquímicos
Infecções por Spirochaetales/veterinária
Doenças Transmitidas por Carrapatos/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785057
Autor: Teixeira, R C; Baêta, B A; Ferreira, J S; Medeiros, R C; Maya-Monteiro, C M; Lara, F A; Bell-Sakyi, L; Fonseca, A H.
Título: Fluorescent membrane markers elucidate the association of Borrelia burgdorferi with tick cell lines
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;49(7):e5211, 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: This study aimed to describe the association of Borrelia burgdorferi s.s. with ixodid tick cell lines by flow cytometry and fluorescence and confocal microscopy. Spirochetes were stained with a fluorescent membrane marker (PKH67 or PKH26), inoculated into 8 different tick cell lines and incubated at 30°C for 24 h. PKH efficiently stained B. burgdorferi without affecting bacterial viability or motility. Among the tick cell lines tested, the Rhipicephalus appendiculatus cell line RA243 achieved the highest percentage of association/internalization, with both high (90%) and low (10%) concentrations of BSK-H medium in tick cell culture medium. Treatment with cytochalasin D dramatically reduced the average percentage of cells with internalized spirochetes, which passed through a dramatic morphological change during their internalization by the host cell as observed in time-lapse photography. Almost all of the fluorescent bacteria were seen to be inside the tick cells. PKH labeling of borreliae proved to be a reliable and valuable tool to analyze the association of spirochetes with host cells by flow cytometry, confocal and fluorescence microscopy.
Descritores: Borrelia burgdorferi
Coloração e Rotulagem/métodos
Carrapatos/citologia
Carrapatos/microbiologia
-Borrelia burgdorferi/isolamento & purificação
Linhagem Celular
Células Cultivadas
Meios de Cultura
Citometria de Fluxo/métodos
Corantes Fluorescentes
Microscopia Confocal/métodos
Compostos Orgânicos
Fagocitose
Reprodutibilidade dos Testes
Spirochaetales/isolamento & purificação
Doenças Transmitidas por Carrapatos/microbiologia
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: lil-768020
Autor: González Rodríguez, Noris Thais.
Título: Presentación de caso atípico de Glaucoma neovascular / Presentation of atypical case of neovascular glaucoma
Fonte: Arch. méd. Camaguey;18(1), ene.-feb. 2014.
Idioma: es.
Resumo: El glaucoma neovascular es uno de los tipos de glaucoma secundario de más difícil detección, manejo y tratamiento. Hasta hace poco tiempo el pronóstico era uniformemente grave y con frecuencia provocaba la pérdida del globo ocular.Objetivo: describir un caso atípico de glaucoma neovascular en la provincia de Camagüey en agosto de 2012.Caso clínico: se presenta el caso de un paciente masculino de 32 años de edad con cuadro de uveítis por picadura de garrapata que provocó este tipo de glaucoma secundario, caracterizado por ojo rojo, dolor ocular intenso, sin irradiación y disminución lenta y progresiva de la agudeza visual del ojo derecho de cinco años de evolución; fue interconsultado por los especialistas del servicio de glaucoma, al examen oftalmológico predominó edema corneal moderado, desorganización del segmento anterior, hifema e hipertensión ocular marcada. Se utilizó la terapia médica habitual sin grandes resultados, como es frecuente en esta enfermedad, unida a procederes convencionales ciclodestructivos como la crioablación de retina periférica y la ciclofotocoagulaciontransescleral de contacto con láser diodo en tres cuadrantes, así como el uso de inyección Intravítrea de acetato de triamcinolona.Conclusiones: El caso que se presentó es muestra de que un diagnóstico rápido, certero y una intervención adecuada y personalizada garantizan el éxito del tratamiento...

Neovascular glaucoma is one of the types of secondary glaucoma of difficult detection, handling, and treatment. Little time ago, the prognosis was uniformly serious and it caused the loss of the eyeball.Objective: to describe an atypical case of neovascular glaucoma in the province of Camagüey in August 2012. Clinical case: the case of a thirty-two-year-old male patient is presented. The patient suffered from uveitis produced by a tick bite that caused him secondary glaucoma characterized by red eyes, intense eye pain without irradiation, and slow, progressive decrease of the visual acuity of the right eye of five years of evolution. The specialists of the glaucoma service assisted the patient. Moderate corneal edema, disorganization of the anterior eye segment, hyphema, and distinct ocular hypertension predominated in the ophthalmologic examination. The habitual medical therapy was applied without great results as it frequently happens with this disease. Conventional cyclodestructive procedures like cryoablation of the peripheral retina and transscleral cyclophotocoagulation of contact with laser diode in three quadrants, as well as intravitreal injection of triamcinolone acetate were also used.Conclusions: the reported case proves that a quick and certain diagnosis and an adequate and personalized intervention guarantee the success of the treatment...
Descritores: Glaucoma Neovascular/terapia
Doenças Transmitidas por Carrapatos
Uveíte
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CU1.3 - CPICM - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  9 / 59 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-756792
Autor: Peterson, Amy E; Vegosen, Leora; Leible, Jessica; Davis, Meghan F; Feingold, Beth; Silbergeld, Ellen.
Título: As doenças infecciosas emergentes e o ambiente / Emerging infectious diseases and the environment
Fonte: In: Galvão, Luiz Augusto C; Finkelman, Jacobo; Henao, Samuel. Determinantes ambientais e sociais da saúde. Rio de Janeiro, Opas; Editora Fiocruz, 2011. p.259-278, mapas, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Doenças Transmissíveis Emergentes
Doenças Transmitidas por Carrapatos/epidemiologia
Meio Ambiente
Exploração de Recursos Naturais
Crescimento Demográfico
-Indicadores de Desenvolvimento
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Bibliografia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  10 / 59 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-730274
Autor: Abarca, Katia; Oteo, José A.
Título: Aproximación clínica y principales rickettsiosis transmitidas por garrapatas presentes en Latinoamérica / Clinical approach and main tick-borne rickettsiosis present in Latin America
Fonte: Rev. chil. infectol;31(5):569-576, oct. 2014. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Tick-borne rickettsial diseases are potentially life threatening infections that in Latin America have an emerging and reemerging character. Until few years ago, Rickettsia rickettsia was the only tick-borne rickettsia present in America; but nowadays several other species such as R. parkeri and R. massiliae are causing disease in humans in the region. In addition, new species are being described; although their pathogenicity has not been confirmed they should be considered as potential pathogens. Since the microbiological diagnosis of rickettsioses can take days or weeks, a high clinical suspicion and early start of appropriate treatment are crucial. In this review the distribution and main clinical manifestations of tick-borne rickettsial diseases in Latin America are detailed. Since R. felis has been found in ticks and the role of this vector has not been clarified, we have included a section about this pathogen.

Las rickettsiosis transmitidas por garrapatas son infecciones potencialmente letales, que en Latinoamérica tienen carácter emergente y re-emergente. Hasta hace escasos años, la única rickettsiosis transmitida por garrapatas era causada por Rickettsia rickettsii, pero en la actualidad existen otras especies como R. parkeri y R. massiliae que están provocando enfermedad en humanos en la región. Por otro lado, se están describiendo candidatos a nuevas especies de Rickettsia, que aunque no han probado su patogenicidad deben considerarse como potencialmente patógenos. Dado que el diagnóstico microbiológico puede tardar días o semanas, resulta fundamental una alta sospecha clínica y la instauración precoz de un tratamiento adecuado. En esta revisión se detalla la distribución y principales manifestaciones clínicas de las rickettsiosis transmitidas por garrapatas en Latinoamérica. Se ha incluido una sección sobre la infección por R. felis, por haberse encontrado esta especie en garrapatas, y no haberse aclarado el papel de este vector en su ciclo epidemiológico.
Descritores: Infecções por Rickettsia/classificação
Rickettsia/classificação
Doenças Transmitidas por Carrapatos/classificação
Carrapatos/microbiologia
-América Latina
Infecções por Rickettsia/microbiologia
Rickettsia/isolamento & purificação
Doenças Transmitidas por Carrapatos/microbiologia
Limites: Animais
Seres Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde