Base de dados : LILACS
Pesquisa : C03.701 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 93 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 10 ir para página                        

  1 / 93 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1040734
Autor: Mósena, Ana Cristina S; Cruz, Dafne L; Canal, Cláudio W; Marques, Sandra M. T; Valle, Stella F; Soares, João Fábio; Mattos, Mary Jane T; Costa, Fernanda V. A.
Título: Detection of enteric agents into a cats' shelter with cases of chronic diarrhea in Southern Brazil / Detecção de agentes enteropatogênicos associados à diarreia crônica em um gatil no Sul do Brasil
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;39(8):630-634, Aug. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study carried out a survey about enteropathogenic agents in domestic cats' shelter as a stage of investigation for the intermittent chronic diarrhea. Individual fecal samples from 39 cats with free access to the external environment were submitted to parasitological examination, parvovirus, and coronavirus by PCR, and Cryptosporidium spp., Giardia spp. and Tritrichomonas foetus by real-time PCR. From the cats evaluated, 30 (76.9%) were positive for one or more enteric agents, and coinfections were observed in 11 cats samples (28.2%). Helminth eggs were observed in 48.7% of cats (19/30), 16 (41%) were positive for parvovirus or coronavirus and 25.6% (10/30) were infected by protozoa. From the positives for protozoa, five cats were positive to T. foetus (12.82%). The first finding of this protozoan through PCR was in the southern Brazil, and the second was in the whole country. Chronic diarrhea in cats may be multifactorial in shelter animals where the population density is high and the control of parasitic, and viral infections are deficient. Moreover, it is due to poor hygiene conditions in these shelters. The factors associated with the proliferation of infectious diseases in shelters are correlated with new pathogens infections such as T. foetus.(AU)

Uma pesquisa de agentes enteropatogênicos em gatos domésticos de um abrigo foi realizado como etapa da investigação das causas de diarreias crônicas intermitentes. Amostras fecais individuais de 39 gatos, com livre acesso ao ambiente externo, foram obtidas para pesquisa de helmintos através do exame parasitológico, investigação de parvovírus e coronavírus e de Cryptosporidium spp., Giardia spp. e Tritrichomonas foetus através de PCR em tempo real. Dos gatos avaliados, 30 (76,9%) foram positivos para algum ou mais de um destes agentes entéricos. Desses, 11 (28,2%) apresentaram co-infecções parasitárias. Ovos de helmintos foram observados em 48,7% dos gatos (19/30), 16 felinos (41%) foram positivos para parvovírus ou coronavírus e 25,6% (10/30) estavam infectados por protozoários. Dos positivos para protozoários, cinco apresentaram Tritrichomonas foetus (12,82%), um organismo pouco relatado no Brasil, sendo este o primeiro relato de detecção deste protozoário através de PCR em fezes de gatos no Sul do Brasil e o segundo no país. A diarreia crônica em gatos pode ser multifatorial em animais de abrigo onde a densidade populacional é elevada e os meios de controle parasitário e viral são deficitários, além das condições de higiene precárias. Os fatores associados à proliferação de doenças infecciosas em abrigos promovem o surgimento de infecções por novos patógenos como o Tritrichomonas foetus, até então pouco relatado no Brasil.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/diagnóstico
Tritrichomonas foetus
Diarreia/etiologia
Diarreia/veterinária
-Brasil
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Coinfecção/veterinária
Abrigo para Animais
Limites: Animais
Gatos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Madi, R. R
Texto completo
Id: biblio-1011256
Autor: Fujimoto, R. Y; Hide, D. M. V; Paixão, P. E. G; Abe, H. A; Dias, J. A. R; Sousa, N. C; Couto, M. V. S; Silva, R. V. B; Madi, R. R; Benavides, M. V; Ishikawa, M. M; Chagas, E. C; Boijink, C. L; Dompieri, M. H. G; Pereira, A. M. L; Maciel, P. O.
Título: Fauna parasitária e relação parasito-hospedeiro de tambaquis criados na região do Baixo São Francisco, nordeste do Brasil / Parasitic fauna and parasite-host relationship of tambaqui reared in São Francisco river basin, Brazilian northeast
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(2):563-570, mar.-abr. 2019. tab, ilus.
Idioma: pt.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Este trabalho teve como objetivo avaliar a fauna parasitária de tambaquis na região do Baixo São Francisco-AL/SE-Brasil e correlacionar os índices de prevalência e intensidade média com fatores bióticos e abióticos. Foram coletados 252 espécimes para análise parasitológica de 10 pisciculturas. Os parasitos foram contabilizados, identificados, e determinaram-se os índices de prevalência e intensidade média, que foram correlacionados com fatores bióticos e abióticos. Dos peixes coletados, 65,5% estavam parasitados por pelo menos um táxon. Foram encontrados 10 táxons: Monogeneas, Ichthyophthirius multifiliis, tricodinídeos, Piscinoodinium pillulare, Ichthyobodo sp., Dolops carvalhoi, Lernaea cyprinacea, Procamallanus (Spirocamallanus) inopinatus, Henneguya sp. e Myxobolus sp. As maiores prevalências foram encontradas para Monogeneas (49,2%) e Myxobolus sp. (31,5%). Correlações negativas entre prevalência e fatores bióticos (peso e comprimento) foram observadas para Monogeneas (r2= -0,49; r2= -0,43), Myxobolus sp. (r²= -0,46; r²= -0,39) e Henneguya sp. (r²= -0,41; r²= -0,39). O fator abiótico temperatura apresentou correlação negativa com as prevalências de Lernaea cyprinacea (r= -0,39) e tricodinídeos (r= -0,33), enquanto a condutividade elétrica apresentou correlação positiva (r= 0,40) com a prevalência de tricodinídeos. Conclui-se que a fauna parasitária dos tambaquis cultivados na região do Baixo São Francisco é diversificada e com a carga parasitária dependente da qualidade de água e do estágio de desenvolvimento dos peixes.(AU)

This study investigated the parasitic fauna of tambaquis reared in lower Sao Francisco region-Al/SE-Brazil correlating parasitic indices to abiotic and biotic factors. A total of 252 specimens of tambaqui were collected in ten fish farms for parasitological analysis. The parasites were counted, identified and the parasitological indices were determined and correlated to biotic and abiotic factors. Of all collected fish, 65,5 % were parasitized by at least one taxon. Ten taxa were found: Monogeneans, Ichthyophthirius multifiliis, trichodinids Piscinoodinium pillulare, Ichthyobodo sp, Dolops carvalhoi, Lernaea cyprinacea, Procamallanus (Spirocamallanus) inopinatus, Henneguya sp. and Myxobolus sp. The higher prevalences were found to monogeneans (49.2%) and Myxobolus sp. (31.5%). Negative correlation of prevalence and biotic factor (weight and length) were observed to monogeneans (r 2 = -0.49, r 2 = -0.43), Myxobolus sp (r²= -0.46; r²= -0.39) and Henneguya sp (r²= -0.41; r²= -0.39). Abiotic factor of temperature presented a negative correlation to prevalence of Lernaea cyprinacea and trichodinids (r= -0.39 e r= -0.33, respectively) and the electric conductivity presented positive correlation to trichodinids (r= 0.40). It was concluded that parasitic fauna of tambaquis cultured in Lower São Francisco region is diversified and the parasitic load dependent on water parameters and fish growth.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/epidemiologia
Carga Parasitária/veterinária
Peixes/parasitologia
-Parasitos
Aquicultura
Doenças dos Peixes
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895499
Autor: Oliveira, Plínio Aguiar de; Ruas, Jerônimo Lopes; Riet-Correa, Franklin; Coelho, Ana Carolina B; Santos, Bianca Lemos; Marcolongo-Pereira, Clairton; Sallis, Eliza Simone Viegas; Schild, Ana Lucia.
Título: Doenças parasitárias em bovinos e ovinos no sul do Brasil: frequência e estimativa de perdas econômicas / Parasitic diseases of cattle and sheep in southern Brazil: frequency and economic losses estimate
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(8):797-801, Aug. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Foi realizado um levantamento das doenças parasitárias de bovinos e ovinos diagnosticadas na região sul do Rio Grande do Sul, de janeiro de 1978 a dezembro de 2014 no Laboratório Regional de Diagnóstico da Universidade Federal de Pelotas. Em bovinos 10,1% de todos os diagnosticos tratavam-se de parasitoses, das quais a mais frequente foi a tristeza parasitária bovina, com 55,1% dos surtos. As parasitoses gastrintestinais mistas foram diagnosticadas em 22,35% dos casos, a hemoncose em 4,36%, a dictiocaulose em 3,52%, a fasciolose em 2,68% e a eimeriose em 1,84%. Em ovinos 33,6% dos diagnósticos realizados eram parasitoses, sendo as mais frequentes as parasitoses gastrintestinais mistas (42,7%), a hemoncose (35,4%), a coenurose (9,1%) e a fasciolose (4,4%). Estima-se que as perdas somente por mortalidade, decorrentes de doenças parasitárias em bovinos somam aproximadamente R$16.968.000/ano. Na espécie ovina as perdas econômicas causadas por mortalidade de origem parasitária são de aproximadamente R$2.016.000/ano na região sul do Rio Grande do Sul. Foi possível concluir que, em bovinos, na região sul do Rio Grande do Sul, os agentes da TPB são os principais causadores de perdas econômicas, seguidos pelas parasitoses mistas. Em ovinos a parasitose gastrintestinal mista e a hemoncose, juntas, representam mais de 70% dos diagnósticos realizados.(AU)

A survey of parasitic diseases of cattle and sheep diagnosed in Southern Brazil, from January 1978 to December 2014, was conducted in the Laboratório Regional de Diagnóstico, of Universidade Federal de Pelotas. In cattle 10.1% of all cases diagnosed were parasitic diseases, of which the most common was tick fever with 55.1% of cases. Mixed gastrintestinal parasitosis was diagnosed in 22.35% of cases, hemonchosis in 4.36%, dyctiocaulosis in 3.52%, fluke infection in 2.68%, and eimeriosis in 1.84% of the cases. In sheep 33.6% of the diagnoses was parasitosis. In sheep mixed gastrintestinal parasitosis was the most frequent with 42.7% of the cases, hemonchosis was observed in 35.4%, coenurosis in 9.1% and fluke infection in 4.4% of the cases. It is estimated that losses through mortality resulting from parasitic diseases in cattle is approximately R$16.968.000/year. In sheep the economic losses through mortality caused by parasites is about R$2.016.000/year. The results of this survey realize the importance of parasitic diseases in ruminants in Southern Brazil, based on data from more than three decades of diagnostic. It was concluded that, in cattle in southern Rio Grande do Sul, the TPB agents are the main cause of economic losses, followed by mixed parasitic infections. In sheep mixed gastrointestinal parasitosis and hemoncose together represent more than 70% of the diagnoses performed.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/economia
Doenças Parasitárias em Animais/epidemiologia
Ovinos/parasitologia
Gastroenteropatias/parasitologia
-Brasil/epidemiologia
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895430
Autor: Rondelli, Leilane A. S; Silva, Gustavo S; Bezerra, Kalinne S; Rondelli, André L. H; Lima, Samara R; Furlan, Fernando H; Pescador, Caroline A; Colodel, Edson M.
Título: Doenças de bovinos em Mato Grosso diagnosticadas no Laboratório de Patologia Veterinária da UFMT (2005-2014) / Cattle diseases in Mato Grosso diagnosed in the Veterinary Pathology Laboratory of UFMT (2005-2014)
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(5):432-440, maio 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Foi realizado um levantamento nos arquivos do Laboratório de Patologia Veterinária (LPV) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) das doenças de bovinos registradas entre os anos 2005 a 2014. Foram revisados 1124 casos. Destes, 27,6% foram amostras obtidas de necropsias realizadas por técnicos do LPV-UFMT e 72,3% foram amostras encaminhadas ao LPV-UFMT por veterinários de campo. Em 49,38% dos casos (555/1124) o diagnóstico da doença foi feito através da análise morfológica de lesões e/ou através de exames complementares. Raiva foi a principal causa de morte de bovinos neste estudo (7,82%). As doenças inflamatórias e parasitárias foram as mais prevalentes sendo diagnosticadas em 27,49% dos casos, seguida das doenças tóxicas e toxiinfecções com 9,78%. As demais categorias foram distribuídas em ordem decrescente em: neoplasmas e lesões tumoriformes (4%), doenças degenerativas (3,02%), distúrbios causados por agentes físicos (2,84%), distúrbios metabólicos e nutricionais (1,42%) e outras categorias (0,71%).(AU)

A survey was conducted on files of the Veterinary Pathology Laboratory (LPV), Federal University of Mato Grosso (UFMT), about cattle disease recorded during the years 2005 to 2014. From a total of 1124 reviewed cases, 27.6% were samples obtained from autopsies performed by technicians of the LPV-UFMT, and 72.3% were samples sent to LPV-UFMT by field veterinarians. In 49.38% of cases (555/1124) the diagnosis of the disease was made by morphological analysis of lesions and/or through additional tests. Rabies was the major cause of death in cattle in this study (7.82%). Inflammatory and parasitic disease was the most prevalent category diagnosed with 27.49% of cases, followed by toxicoses and toxinfections (9.78%). The other categories were distributed in descending order, as neoplasms and tumor-like lesions (4%), degenerative diseases (3.02%), disorders caused by physical agents (2.84%), metabolic and nutritional disorders (1.42%), and other categories (0.71%).(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/epidemiologia
Raiva/diagnóstico
Raiva/epidemiologia
Doenças dos Bovinos/diagnóstico
-Brasil
Estudos Retrospectivos
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-976412
Autor: Bassuino, Daniele M; Konradt, Guilherme; Bianchi, Matheus V; Snel, Gustavo G. M; Sonne, Luciana; Pavarini, Saulo P; Driemeier, David.
Título: Causes of death in goats in Rio Grande do Sul state, Brazil: analysis of 322 cases (2000-2016) / Causas de morte em caprinos diagnosticadas no estado do Rio Grande do Sul: análise de 322 casos (2000-2016)
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(11):2080-2087, Nov. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: The diagnosis of the cause of death in goats submitted to necropsy from January 2000 to December 2016 by Setor de Patologia Veterinária from the Universidade Federal do Rio Grande do Sul was reviewed. Epidemiological features, such as the breed, sex and age, in addition to the clinical and pathological features were evaluated. During this period, 322 goats were necropsied, in which a conclusive diagnosis was obtained in 290 (90%) goats. Goats that were part of other experimental study were excluded from this study. From these 290 cases, 167 (57.6%) corresponded to diseases of infectious origin and toxinfectious diseases, while 123 (42.4%) were classified as non-infectious conditions. Infectious diseases included 55 cases of bacterial origin, 59 cases with parasitary involvement, 14 cases of viral origin, and 39 toxinfectious cases. Non-infectious conditions were grouped into metabolic diseases (44 cases), plants or chemical substances poisoning (36), mineral and nutritional deficiencies (20), and neoplasms and developmental disorders (5). In the remaining 18 cases, a conclusive diagnosis was obtained, however the conditions did not fit into those criteria and were classified as "others". The age range of the goats in this study was from 1 day-old to 10 years-old. Most of the goats were females (201), while 121 were males. Affected breeds included Boer, Saanen, Anglo-Nubian, Toggenburg and mixed breeds. Parasitic, infectious and toxin-infectious diseases were the main cause of deaths, especially haemonchosis, pleuropneumonia, eimeriosis and enterotoxemia. Among the non-infectious conditions, metabolic disorders, especially rumen acidosis, pregnancy toxemia and urolithiasis, were directly related to the management employed in the property. Plant poisoning diagnosis was also highlighted with locally present plants, such as Sida carpinifolia, as the most important.(AU)

Foram revisadas as causas de morte de caprinos submetidos ao exame de necropsia no período compreendido entre janeiro de 2000 e dezembro de 2016 pelo Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Avaliaram-se os dados epidemiológicos relacionados à raça, sexo e idade, assim como as alterações macroscópicas e microscópicas observadas. Durante esse período, foram recebidos para necropsia 322 caprinos, nos quais em 290 casos (90%) foi obtido o diagnóstico conclusivo. Caprinos destinados à experimentação animal foram excluídos deste estudo. Do total de 290 casos, 167 (57,6%) corresponderam a enfermidades de origem infecciosa e toxi-infecciosa, enquanto 123 (42,4%) em causas não infecciosas. Entre as doenças infecciosas foram contabilizados 55 casos de origem bacteriana, 59 casos com envolvimento parasitário, 14 casos de origem viral, e 39 casos toxi-infecciosos. As doenças de caráter não infeccioso foram agrupadas em doenças metabólicas (44 casos), intoxicações por plantas ou substâncias tóxicas (36), deficiências minerais e nutricionais (20), neoplasias e distúrbios no desenvolvimento (5). Dezoito casos com diagnóstico conclusivo, mas que não se enquadravam nestas classificações foram agrupadas como "outros". A faixa etária dos caprinos neste estudo variou de um dia a 10 anos. A maior parte dos animais eram fêmeas (201), enquanto 121 eram machos. As raças dos caprinos necropsiados neste período incluíram Boer, Saanen, Anglo-Nubiano, Toggenburg e sem raça definida (SRD). As enfermidades de origem parasitárias, infecciosas e toxi-infecciosas, especialmente hemoncose, eimeriose, pleuropneumonias e a enterotoxemia acarretaram o maior número de mortes. Das causas não infecciosas, distúrbios metabólicos, como acidose lática ruminal, toxemia da prenhez e urolitíase, estiveram diretamente relacionadas com o manejo empregado nas propriedades. Evidenciou-se também a importância do diagnóstico de intoxicações por plantas relevantes da região, como Sida carpinifolia.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/mortalidade
Ruminantes
Causas de Morte
-Intoxicação por Plantas/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-914412
Autor: Bassi, Paula Boeira; Bittar, Joely Ferreira Figueiredo; Silva, Camila Cristina da; Santos, Jandra Pacheco dos; Bittar, Eustáquio Resende.
Título: Prevalência de parasitos gastrintestinais e de toxoplasmose em ovinos da região de Uberaba, MG / Prevalence of gastrointestinal parasites and toxoplasmosis sheep in the region of Uberaba, state of Minas Gerais
Fonte: Biosci. j. (Online);29(2):434-438, mar./apr. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Com o objetivo de identificar os principais parasitos gastrintestinais que acometem os ovinos, bem como a ocorrência de anticorpos IgG contra Toxoplasma gondii, foram realizados 270 exames coprológicos (OPG/OOPG) e 250 sorológicos (imunofluorescência indireta-IFI) nos ovinos da região de Uberaba-MG. Das amostras de fezes coletadas, 217 (80,37%) eram positivas, com prevalência de Strongyloidea (88,47%), Eimeria spp. (63,13%), Strongyloides sp. (24,42%), Skrjabinema sp. (0,73%) e Moniezia sp. (0,73%) e Capillaria sp. (0,46%). Dos 250 soros testados para Toxoplasma gondii, 144 (57,60%) apresentavam títulos acima do ponto de corte (64), sendo 77,78% com título de 64 e 22,22% de 128. Esses resultados são importantes para nortear proprietários e veterinários sobre a necessidade de diagnosticar e controlar as parasitoses que acometem os rebanhos ovinos.

In order to identify the gastrointestinal sheep´s parasites, and the occurrence of antibodies against Toxoplasma gondii, 270 stool tests (OPG/OOPG) and 250 serological tests (indirect immunofluorescence (IIF) were performed in properties in the region of Uberaba-MG. From the stool samples collected 217 (80.37%) were positive, with a prevalence of Strongyloidea (88.47%), Eimeria spp. (63.13%), Strongyloides sp. (24.42%), Skrjabinema sp. (0.73%), Moniezia (0.73%) and 0.46% Capillaria sp. From the 250 sera tested for Toxoplasma gondii, 144 (57.60%) had titers above the cut-off (64), 77.77% with title 64 and 22.22% with title 128. These results are important to guide owners and veterinarians about the need for prevention and control methods for parasites that affect sheep flocks.
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais
Strongyloidea
Ovinos
Toxoplasmose Animal
Eimeria
Responsável: BR396.4


  7 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-912905
Autor: Capella, Gabriela de Almeida; Pinto, Natália Berne; Perera, Soliane Carra; Giordani, Claudia; Moura, Micaele Quintana de; Castro, Leonardo Mortagua de; Motta, Tairan Ourique; Añaña, Débora de Campos; Guterres, Karina Affeldt; Silva, Cristine Cioato da; Cleff, Marlete Brum.
Título: Environmental contamination by parasitic forms in a socially vulnerable community in southern Rio Grande do Sul state: a serious public health problem / Contaminação ambiental por formas parasitárias em comunidade em vulnerabilidade social no sul do estado do Rio Grande do Sul: um grave problema de saúde pública
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);55(2):132007, 26 jul. 2018. mapas, graf.
Idioma: en.
Resumo: In Brazil, a significant percentage of the population lives without basic sanitation, experiencing so-called social vulnerability. The fact that these people share the environment with animals promotes the establishment of zoonotic parasitic infections, as well as the resultant parasitic cycles. Thus, parasites present in the environment must be identified, so that control measures can be recommended. In this context, this study's objective was to evaluate environmental contamination by parasitic forms in a socially vulnerable community in southern Rio Grande do Sul. A total of 100 soil samples collected from the community were processed by a sodium dichromate centrifuge-flotation technique and analyzed by a compound microscope (40X objective) for the identification of parasite eggs, oocysts and cysts. All points were positive for two or more parasites, with the identification of 33.59% non-identified coccidian oocysts, Strongylida (25.4%), Ascaridida (21.31%), Trichuris spp. (8.19%), Toxocara spp. (3.27%), Amoebas (4.08%), Dioctophyma renale (2.45%), and Giardia spp.(1.63%). The presence of parasitic forms in all points analyzed surpasses other studies of environmental contamination carried out in the southern region of Brazil. In addition, the identification of several parasitic forms with zoonotic potential is concerning, since it shows the possibility of parasitic transmission to humans and other animals. In view of the results, the conclusion is that the environment analyzed is contaminated by parasitic forms, constituting a serious public health problem. Therefore, implementing educational and preventive measures in the community to control parasites is of crucial importance.(AU)

No Brasil, uma parcela significativa da população não possui saneamento básico e vive em situação de vulnerabilidade social, compartilhando o ambiente com animais, possibilitando o estabelecimento de infecções parasitárias zoonóticas e a manutenção do ciclo dos parasitos. Assim, para que medidas de controle sejam preconizadas, torna-se necessário a identificação dos parasitos presentes no ambiente. Neste contexto, este trabalho avaliou a contaminação ambiental por formas parasitárias em comunidade de vulnerabilidade social no sul do Rio Grande do Sul. Foram coletadas cem amostras de solo da comunidade, que foram processadas pela técnica de centrifugo-flutuação em solução de dicromato de sódio e analisadas em microscópio composto (objetiva 40X) para a identificação dos ovos, oocistos e cistos de parasitos. Todos os pontos de coleta foram positivos para dois ou mais parasitos, sendo diagnosticados oocistos de coccídios não-identificados (33,59%), Strongylida (25,4%), Ascaridida (21,31%), Trichuris spp. (8,19%), Toxocara spp. (3,27%), Amebas (4,08%), Dioctophyma renale (2,45%), Giardia spp. (1,63%). A quantidade de formas parasitárias em todos os pontos analisados supera a contida em outros estudos de contaminação ambiental já realizados na região sul do Brasil. Além disso, a identificação de diversas formas parasitárias com potencial zoonótico é preocupante, pois evidencia a possibilidade de transmissão de parasitoses ao homem e a outros animais. Diante dos resultados, conclui-se que o ambiente em questão está contaminado por formas parasitárias, constituindo um sério problema de saúde pública. Ressalta-se a importância da implantação de medidas educativas e preventivas com a comunidade para o controle dos parasitos.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/epidemiologia
Doenças Parasitárias/epidemiologia
Vulnerabilidade Social
Solo/parasitologia
Zoonoses/etiologia
-Saneamento Básico
Brasil/epidemiologia
Limites: Seres Humanos
Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895541
Autor: Santos, Sidney F. A; Paulino, Valdinei T; Katiki, Luciana M; Veríssimo, Cecília J.
Título: Perfil do produtor de leite da região de Joanópolis/SP: como ele lida com o controle do carrapato Rhipicephalus microplus e de outras doenças de importância veterinária / Profile of dairy farmers of the Joanópolis/SP region, Brazil: how they deal with Rhipicephalus microplus control and other diseases of veterinary interest
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(1):77-88, Jan. 2018. tab, graf, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo verificou o perfil do produtor de leite do município de Joanópolis, SP, situado a 115 km de São Paulo, e como esse produtor lida com o controle do carrapato e outras doenças importantes na pecuária leiteira. Quarenta produtores de leite foram entrevistados. Verificou-se que grande parte deles se enquadra em agricultura familiar: pequenas propriedades com mão-de-obra familiar. Verificou-se que 72,5% possuem outra fonte de renda além do leite; 75% produzem menos que 100 litros de leite por dia, e a maioria não é tecnificada (ordenha manual: 72,5 %; não faz escrituração zootécnica: 55%; não aduba pastos: 80%; não utiliza inseminação artificial: 87,5%). O controle do carrapato é feito sem critérios técnicos; a aplicação do carrapaticida é feita no mesmo local da ordenha; 90% não usam equipamentos de proteção individual para aplicar o carrapaticida. O gado prevalente é o mestiço Girolando (87,5%), que, por ser mais resistente ao carrapato, deve contribuir para que 57,5% dos entrevistados estejam satisfeitos com o controle do carrapato. Verificou-se que poucos produtores (apenas 12,5%) possuem assistência técnica constante. Isso pode ser a explicação para o baixo uso de tecnologias e nas falhas observadas no diagnóstico das doenças e no controle do carrapato.(AU)

This study made a detailed description of the milk producer of the municipality of Joanópolis/SP, situated 115 km from the largest city of Brazil, São Paulo, and how they deal with tick control and other important diseases for dairy farming. Forty milk producers were interviewed. It was found that most of them fit into family farms: small farms with family labor; 72.5% have another source of income in addition to the milk; 75% produce less than 100 liters of milk per day; and most of them are not technified (72.5% do manual milking; 55% do not keep zootechnical records; 80% do not fertilize the pastures; 87.5 % do not use artificial insemination). Tick control is made without technical criteria. A hundred percent of the interviewed applied the acaricide in the same place of milking; 90% do not use protective equipment to apply the acaricide. The prevalent cattle breed is the crossbred Girolando (87.5%), a more tick resistant breed. This may contribute to 57.5% that are satisfied with tick control. It was found that few producers (only 12.5%) have constant technical assistance. This may be the explanation for the low use of technologies and the failures observed in the diagnosis of diseases and the use of tick control.(AU)
Descritores: Acaricidas
Fazendeiros
Controle de Ácaros e Carrapatos/métodos
-Brasil
Doenças Parasitárias em Animais/prevenção & controle
Rhipicephalus
Inquéritos e Questionários
Limites: Seres Humanos
Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 93 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-842020
Autor: Brum, Winnie M; Pereira, Maria A. V. da Costa; Vita, Gilmar F; Ferreira, ldemar; Mello, Ericson R; Aurnheimer, Rita de Cássia M; Sanavria, Argemiro; Padua, Elisa D.
Título: Parasitismo em aves silvestres residentes e migratórias da Ilha da Marambaia, Estado do Rio de Janeiro / Parasitism in migratory and resident wild birds of Marambaia island, Rio de Janeiro state
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(11):1101-1108, Nov. 2016. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo desta pesquisa foi buscar a presença de microrganismos em esfregaços sanguíneos de aves silvestres residentes ou migratórias da Ilha da Marambaia, município de Mangaratiba, estado do Rio de Janeiro, durante o ano de 2009. Para execução da pesquisa, 86 indivíduos referentes a 22 espécies foram capturados através de rede de neblina e após manuseio liberados ao seu habitat natural. Foi coletado sangue periférico das aves e realizado esfregaços sanguíneos. Como resultados foi diagnosticado a ocorrência de 11 (12,80%) indivíduos positivos para Plasmodium sp., um (1,16%) para microfilária e 16 (18,60%) para Borrelia sp. Foram encontrados carrapatos Amblyomma sp. (Família Ixodidae) parasitando as aves amostradas, o que sugere existir uma interação parasito-vetor-hospedeiro entre esse e o gênero Borrelia. Este estudo deve ser ampliado para outras regiões e o seu conhecimento dará maiores subsídios para outras pesquisas, voltadas principalmente para a preservação de aves em ambiente por elas escolhidos como seu habitat.(AU)

The study intended to analyze the population of migratory and resident wild bird species from Marambaia island, located in the municipality of Mangaratiba, Rio de Janeiro state, regarding the presence of microorganisms in blood smears during the year of 2009. In order to achieve the goal, 86 individuals of 22 bird species were captured using mist nets; peripheral blood was collected and blood smears performed. The birds were released after examined and sampled in situ. The diagnostic results were 11 (12.80%) birds positive for Plasmodium sp., one (1.16%) for microfilaria and 16 (18.60%) for Borrelia sp. Ticks identified as Amblyomma sp. (Ixodidae) were observed parasiting the sampled birds, suggesting that a relationship parasite-vector-host exists between these ticks and the Borrelia genus. This study should be expanded to other regions so that its results may favour other surveys, focused on conservation of wild birds in their habitat.(AU)
Descritores: Aves/parasitologia
Borrelia
Ixodidae
Microfilárias
Plasmodium
-Animais Selvagens/parasitologia
Doenças Parasitárias em Animais/diagnóstico
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 93 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-842006
Autor: Bacalhao, Max Bruno Magno; Siqueira, Raul Antunes Silva; Nery, Tiago Ferreira Lopes; Firmino, Millena de Oliveira; Oliveira Neto, Temístocles Soares de; Nascimento, Harlan Hallamys Lima; Guerra, Ricardo Romão; Lucena, Ricardo Barbosa.
Título: Ulcerative and granulomatous enteritis associated with Molineus torulosus parasitism in neotropical primates / Enterite ulcerativa e granulomatosa com parasitismo de Molineus torulosus em primatas neotropicais
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(10):1005-1008, out. 2016. ilus.
Idioma: en.
Resumo: This paper reports eleven cases of ulcerative and granulomatous enteritis associated with Molineus torulosus parasitism in different species of neotropical primates of the Sapajus genus. All of the affected monkeys had been apprehended by the environmental police and were being treated in a rehabilitation center for wild animals. The clinical history was weight loss and debility. During the necropsy, several nodules were found on the duodenum and proximal jejunum wall, with ulcers on the adjacent intestinal mucosa, including the nodules in the pancreas of four monkeys. Histologically, eosinophilic granulomas were observed in the small intestine, associated with fibrosis, eggs and adult models of Trichostrongylidae, etiology consistent with Molineus torulosus. This study describes the first cases of parasitism in Sapajus flavius, a species previously considered extinct, but recently rediscovered, and presents the occurrence of M. torulosus in two other species, Sapajus libidinosus and Sapajus apella.(AU)

São relatados 11 casos de enterite ulcerativa e granulomatosa associada ao parasitismo por Molineus torulosus em diferentes espécies de primatas neotropicais do gênero Sapajus. Todos os macacos afetados haviam sido apreendidos pela polícia ambiental e estavam sendo tratados em um centro de reabilitação de animais silvestres. O histórico clínico era de emagrecimento e debilidade. Durante a necropsia, foram constatados diversos nódulos na parede do duodeno e jejuno proximal, com úlceras na mucosa intestinal adjacente, além de nódulos no pâncreas de quatro macacos. Histologicamente, observou-se no intestino delgado, granulomas eosinofílicos associados à fibrose, ovos e exemplares adultos de tricostrongilídeos, etiologia consistente com Molineus torulosus. O presente trabalho descreve os primeiros casos de parasitismo em Sapajus flavius, uma espécie antes considerada extinta e recentemente redescoberta, e relata a ocorrência de M. torulosus em outras duas espécies, Sapajus libidinosus e Sapajus apella.(AU)
Descritores: Doença de Crohn/diagnóstico
Doença de Crohn/veterinária
Enterite/veterinária
Doenças Parasitárias em Animais
Primatas
Úlcera/veterinária
-Duodeno/patologia
Jejuno
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 10 ir para página                        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde