Base de dados : LILACS
Pesquisa : C03.701 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 89 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 89 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-976412
Autor: Bassuino, Daniele M; Konradt, Guilherme; Bianchi, Matheus V; Snel, Gustavo G. M; Sonne, Luciana; Pavarini, Saulo P; Driemeier, David.
Título: Causes of death in goats in Rio Grande do Sul state, Brazil: analysis of 322 cases (2000-2016) / Causas de morte em caprinos diagnosticadas no estado do Rio Grande do Sul: análise de 322 casos (2000-2016)
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(11):2080-2087, Nov. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: The diagnosis of the cause of death in goats submitted to necropsy from January 2000 to December 2016 by Setor de Patologia Veterinária from the Universidade Federal do Rio Grande do Sul was reviewed. Epidemiological features, such as the breed, sex and age, in addition to the clinical and pathological features were evaluated. During this period, 322 goats were necropsied, in which a conclusive diagnosis was obtained in 290 (90%) goats. Goats that were part of other experimental study were excluded from this study. From these 290 cases, 167 (57.6%) corresponded to diseases of infectious origin and toxinfectious diseases, while 123 (42.4%) were classified as non-infectious conditions. Infectious diseases included 55 cases of bacterial origin, 59 cases with parasitary involvement, 14 cases of viral origin, and 39 toxinfectious cases. Non-infectious conditions were grouped into metabolic diseases (44 cases), plants or chemical substances poisoning (36), mineral and nutritional deficiencies (20), and neoplasms and developmental disorders (5). In the remaining 18 cases, a conclusive diagnosis was obtained, however the conditions did not fit into those criteria and were classified as "others". The age range of the goats in this study was from 1 day-old to 10 years-old. Most of the goats were females (201), while 121 were males. Affected breeds included Boer, Saanen, Anglo-Nubian, Toggenburg and mixed breeds. Parasitic, infectious and toxin-infectious diseases were the main cause of deaths, especially haemonchosis, pleuropneumonia, eimeriosis and enterotoxemia. Among the non-infectious conditions, metabolic disorders, especially rumen acidosis, pregnancy toxemia and urolithiasis, were directly related to the management employed in the property. Plant poisoning diagnosis was also highlighted with locally present plants, such as Sida carpinifolia, as the most important.(AU)

Foram revisadas as causas de morte de caprinos submetidos ao exame de necropsia no período compreendido entre janeiro de 2000 e dezembro de 2016 pelo Setor de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Avaliaram-se os dados epidemiológicos relacionados à raça, sexo e idade, assim como as alterações macroscópicas e microscópicas observadas. Durante esse período, foram recebidos para necropsia 322 caprinos, nos quais em 290 casos (90%) foi obtido o diagnóstico conclusivo. Caprinos destinados à experimentação animal foram excluídos deste estudo. Do total de 290 casos, 167 (57,6%) corresponderam a enfermidades de origem infecciosa e toxi-infecciosa, enquanto 123 (42,4%) em causas não infecciosas. Entre as doenças infecciosas foram contabilizados 55 casos de origem bacteriana, 59 casos com envolvimento parasitário, 14 casos de origem viral, e 39 casos toxi-infecciosos. As doenças de caráter não infeccioso foram agrupadas em doenças metabólicas (44 casos), intoxicações por plantas ou substâncias tóxicas (36), deficiências minerais e nutricionais (20), neoplasias e distúrbios no desenvolvimento (5). Dezoito casos com diagnóstico conclusivo, mas que não se enquadravam nestas classificações foram agrupadas como "outros". A faixa etária dos caprinos neste estudo variou de um dia a 10 anos. A maior parte dos animais eram fêmeas (201), enquanto 121 eram machos. As raças dos caprinos necropsiados neste período incluíram Boer, Saanen, Anglo-Nubiano, Toggenburg e sem raça definida (SRD). As enfermidades de origem parasitárias, infecciosas e toxi-infecciosas, especialmente hemoncose, eimeriose, pleuropneumonias e a enterotoxemia acarretaram o maior número de mortes. Das causas não infecciosas, distúrbios metabólicos, como acidose lática ruminal, toxemia da prenhez e urolitíase, estiveram diretamente relacionadas com o manejo empregado nas propriedades. Evidenciou-se também a importância do diagnóstico de intoxicações por plantas relevantes da região, como Sida carpinifolia.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/mortalidade
Ruminantes
Causas de Morte
-Intoxicação por Plantas/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-914412
Autor: Bassi, Paula Boeira; Bittar, Joely Ferreira Figueiredo; Silva, Camila Cristina da; Santos, Jandra Pacheco dos; Bittar, Eustáquio Resende.
Título: Prevalência de parasitos gastrintestinais e de toxoplasmose em ovinos da região de Uberaba, MG / Prevalence of gastrointestinal parasites and toxoplasmosis sheep in the region of Uberaba, state of Minas Gerais
Fonte: Biosci. j. (Online);29(2):434-438, mar./apr. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Com o objetivo de identificar os principais parasitos gastrintestinais que acometem os ovinos, bem como a ocorrência de anticorpos IgG contra Toxoplasma gondii, foram realizados 270 exames coprológicos (OPG/OOPG) e 250 sorológicos (imunofluorescência indireta-IFI) nos ovinos da região de Uberaba-MG. Das amostras de fezes coletadas, 217 (80,37%) eram positivas, com prevalência de Strongyloidea (88,47%), Eimeria spp. (63,13%), Strongyloides sp. (24,42%), Skrjabinema sp. (0,73%) e Moniezia sp. (0,73%) e Capillaria sp. (0,46%). Dos 250 soros testados para Toxoplasma gondii, 144 (57,60%) apresentavam títulos acima do ponto de corte (64), sendo 77,78% com título de 64 e 22,22% de 128. Esses resultados são importantes para nortear proprietários e veterinários sobre a necessidade de diagnosticar e controlar as parasitoses que acometem os rebanhos ovinos.

In order to identify the gastrointestinal sheep´s parasites, and the occurrence of antibodies against Toxoplasma gondii, 270 stool tests (OPG/OOPG) and 250 serological tests (indirect immunofluorescence (IIF) were performed in properties in the region of Uberaba-MG. From the stool samples collected 217 (80.37%) were positive, with a prevalence of Strongyloidea (88.47%), Eimeria spp. (63.13%), Strongyloides sp. (24.42%), Skrjabinema sp. (0.73%), Moniezia (0.73%) and 0.46% Capillaria sp. From the 250 sera tested for Toxoplasma gondii, 144 (57.60%) had titers above the cut-off (64), 77.77% with title 64 and 22.22% with title 128. These results are important to guide owners and veterinarians about the need for prevention and control methods for parasites that affect sheep flocks.
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais
Strongyloidea
Ovinos
Toxoplasmose Animal
Eimeria
Responsável: BR396.4


  3 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-912905
Autor: Capella, Gabriela de Almeida; Pinto, Natália Berne; Perera, Soliane Carra; Giordani, Claudia; Moura, Micaele Quintana de; Castro, Leonardo Mortagua de; Motta, Tairan Ourique; Añaña, Débora de Campos; Guterres, Karina Affeldt; Silva, Cristine Cioato da; Cleff, Marlete Brum.
Título: Environmental contamination by parasitic forms in a socially vulnerable community in southern Rio Grande do Sul state: a serious public health problem / Contaminação ambiental por formas parasitárias em comunidade em vulnerabilidade social no sul do estado do Rio Grande do Sul: um grave problema de saúde pública
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);55(2):132007, 26 jul. 2018. mapas, graf.
Idioma: en.
Resumo: In Brazil, a significant percentage of the population lives without basic sanitation, experiencing so-called social vulnerability. The fact that these people share the environment with animals promotes the establishment of zoonotic parasitic infections, as well as the resultant parasitic cycles. Thus, parasites present in the environment must be identified, so that control measures can be recommended. In this context, this study's objective was to evaluate environmental contamination by parasitic forms in a socially vulnerable community in southern Rio Grande do Sul. A total of 100 soil samples collected from the community were processed by a sodium dichromate centrifuge-flotation technique and analyzed by a compound microscope (40X objective) for the identification of parasite eggs, oocysts and cysts. All points were positive for two or more parasites, with the identification of 33.59% non-identified coccidian oocysts, Strongylida (25.4%), Ascaridida (21.31%), Trichuris spp. (8.19%), Toxocara spp. (3.27%), Amoebas (4.08%), Dioctophyma renale (2.45%), and Giardia spp.(1.63%). The presence of parasitic forms in all points analyzed surpasses other studies of environmental contamination carried out in the southern region of Brazil. In addition, the identification of several parasitic forms with zoonotic potential is concerning, since it shows the possibility of parasitic transmission to humans and other animals. In view of the results, the conclusion is that the environment analyzed is contaminated by parasitic forms, constituting a serious public health problem. Therefore, implementing educational and preventive measures in the community to control parasites is of crucial importance.(AU)

No Brasil, uma parcela significativa da população não possui saneamento básico e vive em situação de vulnerabilidade social, compartilhando o ambiente com animais, possibilitando o estabelecimento de infecções parasitárias zoonóticas e a manutenção do ciclo dos parasitos. Assim, para que medidas de controle sejam preconizadas, torna-se necessário a identificação dos parasitos presentes no ambiente. Neste contexto, este trabalho avaliou a contaminação ambiental por formas parasitárias em comunidade de vulnerabilidade social no sul do Rio Grande do Sul. Foram coletadas cem amostras de solo da comunidade, que foram processadas pela técnica de centrifugo-flutuação em solução de dicromato de sódio e analisadas em microscópio composto (objetiva 40X) para a identificação dos ovos, oocistos e cistos de parasitos. Todos os pontos de coleta foram positivos para dois ou mais parasitos, sendo diagnosticados oocistos de coccídios não-identificados (33,59%), Strongylida (25,4%), Ascaridida (21,31%), Trichuris spp. (8,19%), Toxocara spp. (3,27%), Amebas (4,08%), Dioctophyma renale (2,45%), Giardia spp. (1,63%). A quantidade de formas parasitárias em todos os pontos analisados supera a contida em outros estudos de contaminação ambiental já realizados na região sul do Brasil. Além disso, a identificação de diversas formas parasitárias com potencial zoonótico é preocupante, pois evidencia a possibilidade de transmissão de parasitoses ao homem e a outros animais. Diante dos resultados, conclui-se que o ambiente em questão está contaminado por formas parasitárias, constituindo um sério problema de saúde pública. Ressalta-se a importância da implantação de medidas educativas e preventivas com a comunidade para o controle dos parasitos.(AU)
Descritores: Doenças Parasitárias em Animais/epidemiologia
Doenças Parasitárias/epidemiologia
Vulnerabilidade Social
Solo/parasitologia
Zoonoses/etiologia
-Saneamento Básico
Brasil/epidemiologia
Limites: Seres Humanos
Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-895541
Autor: Santos, Sidney F. A; Paulino, Valdinei T; Katiki, Luciana M; Veríssimo, Cecília J.
Título: Perfil do produtor de leite da região de Joanópolis/SP: como ele lida com o controle do carrapato Rhipicephalus microplus e de outras doenças de importância veterinária / Profile of dairy farmers of the Joanópolis/SP region, Brazil: how they deal with Rhipicephalus microplus control and other diseases of veterinary interest
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(1):77-88, Jan. 2018. tab, graf, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo verificou o perfil do produtor de leite do município de Joanópolis, SP, situado a 115 km de São Paulo, e como esse produtor lida com o controle do carrapato e outras doenças importantes na pecuária leiteira. Quarenta produtores de leite foram entrevistados. Verificou-se que grande parte deles se enquadra em agricultura familiar: pequenas propriedades com mão-de-obra familiar. Verificou-se que 72,5% possuem outra fonte de renda além do leite; 75% produzem menos que 100 litros de leite por dia, e a maioria não é tecnificada (ordenha manual: 72,5 %; não faz escrituração zootécnica: 55%; não aduba pastos: 80%; não utiliza inseminação artificial: 87,5%). O controle do carrapato é feito sem critérios técnicos; a aplicação do carrapaticida é feita no mesmo local da ordenha; 90% não usam equipamentos de proteção individual para aplicar o carrapaticida. O gado prevalente é o mestiço Girolando (87,5%), que, por ser mais resistente ao carrapato, deve contribuir para que 57,5% dos entrevistados estejam satisfeitos com o controle do carrapato. Verificou-se que poucos produtores (apenas 12,5%) possuem assistência técnica constante. Isso pode ser a explicação para o baixo uso de tecnologias e nas falhas observadas no diagnóstico das doenças e no controle do carrapato.(AU)

This study made a detailed description of the milk producer of the municipality of Joanópolis/SP, situated 115 km from the largest city of Brazil, São Paulo, and how they deal with tick control and other important diseases for dairy farming. Forty milk producers were interviewed. It was found that most of them fit into family farms: small farms with family labor; 72.5% have another source of income in addition to the milk; 75% produce less than 100 liters of milk per day; and most of them are not technified (72.5% do manual milking; 55% do not keep zootechnical records; 80% do not fertilize the pastures; 87.5 % do not use artificial insemination). Tick control is made without technical criteria. A hundred percent of the interviewed applied the acaricide in the same place of milking; 90% do not use protective equipment to apply the acaricide. The prevalent cattle breed is the crossbred Girolando (87.5%), a more tick resistant breed. This may contribute to 57.5% that are satisfied with tick control. It was found that few producers (only 12.5%) have constant technical assistance. This may be the explanation for the low use of technologies and the failures observed in the diagnosis of diseases and the use of tick control.(AU)
Descritores: Acaricidas
Fazendeiros
Controle de Ácaros e Carrapatos/métodos
-Brasil
Doenças Parasitárias em Animais/prevenção & controle
Rhipicephalus
Inquéritos e Questionários
Limites: Seres Humanos
Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-842020
Autor: Brum, Winnie M; Pereira, Maria A. V. da Costa; Vita, Gilmar F; Ferreira, ldemar; Mello, Ericson R; Aurnheimer, Rita de Cássia M; Sanavria, Argemiro; Padua, Elisa D.
Título: Parasitismo em aves silvestres residentes e migratórias da Ilha da Marambaia, Estado do Rio de Janeiro / Parasitism in migratory and resident wild birds of Marambaia island, Rio de Janeiro state
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(11):1101-1108, Nov. 2016. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo desta pesquisa foi buscar a presença de microrganismos em esfregaços sanguíneos de aves silvestres residentes ou migratórias da Ilha da Marambaia, município de Mangaratiba, estado do Rio de Janeiro, durante o ano de 2009. Para execução da pesquisa, 86 indivíduos referentes a 22 espécies foram capturados através de rede de neblina e após manuseio liberados ao seu habitat natural. Foi coletado sangue periférico das aves e realizado esfregaços sanguíneos. Como resultados foi diagnosticado a ocorrência de 11 (12,80%) indivíduos positivos para Plasmodium sp., um (1,16%) para microfilária e 16 (18,60%) para Borrelia sp. Foram encontrados carrapatos Amblyomma sp. (Família Ixodidae) parasitando as aves amostradas, o que sugere existir uma interação parasito-vetor-hospedeiro entre esse e o gênero Borrelia. Este estudo deve ser ampliado para outras regiões e o seu conhecimento dará maiores subsídios para outras pesquisas, voltadas principalmente para a preservação de aves em ambiente por elas escolhidos como seu habitat.(AU)

The study intended to analyze the population of migratory and resident wild bird species from Marambaia island, located in the municipality of Mangaratiba, Rio de Janeiro state, regarding the presence of microorganisms in blood smears during the year of 2009. In order to achieve the goal, 86 individuals of 22 bird species were captured using mist nets; peripheral blood was collected and blood smears performed. The birds were released after examined and sampled in situ. The diagnostic results were 11 (12.80%) birds positive for Plasmodium sp., one (1.16%) for microfilaria and 16 (18.60%) for Borrelia sp. Ticks identified as Amblyomma sp. (Ixodidae) were observed parasiting the sampled birds, suggesting that a relationship parasite-vector-host exists between these ticks and the Borrelia genus. This study should be expanded to other regions so that its results may favour other surveys, focused on conservation of wild birds in their habitat.(AU)
Descritores: Aves/parasitologia
Borrelia
Ixodidae
Microfilárias
Plasmodium
-Animais Selvagens/parasitologia
Doenças Parasitárias em Animais/diagnóstico
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-842006
Autor: Bacalhao, Max Bruno Magno; Siqueira, Raul Antunes Silva; Nery, Tiago Ferreira Lopes; Firmino, Millena de Oliveira; Oliveira Neto, Temístocles Soares de; Nascimento, Harlan Hallamys Lima; Guerra, Ricardo Romão; Lucena, Ricardo Barbosa.
Título: Ulcerative and granulomatous enteritis associated with Molineus torulosus parasitism in neotropical primates / Enterite ulcerativa e granulomatosa com parasitismo de Molineus torulosus em primatas neotropicais
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(10):1005-1008, out. 2016. ilus.
Idioma: en.
Resumo: This paper reports eleven cases of ulcerative and granulomatous enteritis associated with Molineus torulosus parasitism in different species of neotropical primates of the Sapajus genus. All of the affected monkeys had been apprehended by the environmental police and were being treated in a rehabilitation center for wild animals. The clinical history was weight loss and debility. During the necropsy, several nodules were found on the duodenum and proximal jejunum wall, with ulcers on the adjacent intestinal mucosa, including the nodules in the pancreas of four monkeys. Histologically, eosinophilic granulomas were observed in the small intestine, associated with fibrosis, eggs and adult models of Trichostrongylidae, etiology consistent with Molineus torulosus. This study describes the first cases of parasitism in Sapajus flavius, a species previously considered extinct, but recently rediscovered, and presents the occurrence of M. torulosus in two other species, Sapajus libidinosus and Sapajus apella.(AU)

São relatados 11 casos de enterite ulcerativa e granulomatosa associada ao parasitismo por Molineus torulosus em diferentes espécies de primatas neotropicais do gênero Sapajus. Todos os macacos afetados haviam sido apreendidos pela polícia ambiental e estavam sendo tratados em um centro de reabilitação de animais silvestres. O histórico clínico era de emagrecimento e debilidade. Durante a necropsia, foram constatados diversos nódulos na parede do duodeno e jejuno proximal, com úlceras na mucosa intestinal adjacente, além de nódulos no pâncreas de quatro macacos. Histologicamente, observou-se no intestino delgado, granulomas eosinofílicos associados à fibrose, ovos e exemplares adultos de tricostrongilídeos, etiologia consistente com Molineus torulosus. O presente trabalho descreve os primeiros casos de parasitismo em Sapajus flavius, uma espécie antes considerada extinta e recentemente redescoberta, e relata a ocorrência de M. torulosus em outras duas espécies, Sapajus libidinosus e Sapajus apella.(AU)
Descritores: Doença de Crohn/diagnóstico
Doença de Crohn/veterinária
Enterite/veterinária
Doenças Parasitárias em Animais
Primatas
Úlcera/veterinária
-Duodeno/patologia
Jejuno
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-833832
Autor: Buzatti, A; Santos, C. P; Fernandes, M. A. M; Yoshitani, U. Y; Sprenger, L. K; Molento, M. B.
Título: Duddingtonia flagrans no controle de nematoides gastrintestinais de equinos em fases de vida livre / Control of free living gastrointestinal nematodes of horses using Duddingtonia flagrans
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;69(2):364-370, mar.-abr. 2017. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade predatória do fungo Duddingtonia flagrans contra larvas infectantes (L3) de nematoides gastrintestinais na pastagem e no bolo fecal de equinos, em um período de 21 dias. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, com três grupos tratados (G1, G2 e G3) e um controle (C), com oito animais/grupo. Os tratados receberam 1,5x105; 3x105 e 6x105 clamidósporos de D. flagrans/kg-1peso vivo animal, G1, G2 e G3, respectivamente, durante 21 dias, com administração a cada três dias. Foram delimitadas 36 áreas de 1m2 cada, equivalendo a repetições em triplicata para cada grupo. As fezes foram coletadas dos animais nos dias 0 (D0), 15 (D15) e 30 (D30 = sete dias após a última administração dos tratamentos) e depositadas nessas áreas de pastagem. O número de larvas presentes nos bolos fecais e na pastagem foi avaliado após 14 e 21 dias de cada etapa de deposição. A avaliação da atividade predatória de D. flagrans na pastagem e nos bolos fecais demonstrou que a redução do número de L3 nos bolos fecais foi acompanhada pelo aumento da variável na pastagem. Não se constatou diferença significativa entre os grupos avaliados em decorrência da temperatura média registrada durante o período. As avaliações realizadas em um curto período podem ser insuficientes para a avaliação do efeito do fungo.(AU)

The aim of this study was to evaluate the predatory activity of the fungus Duddingtonia flagrans against infective larvae (L3 ) of gastrointestinal nematodes of horses in the pasture and dung patch during a period of 21 days. The experimental design was completely randomized, with three groups treated (G1, G2 and G3) and a control (C), with eight animals/group. The treated animals received G1: 1.5x105; G2: 3x105 and G3: 6x105 chlamydospores of D. flagrans/kg body weight during 21 days. The experiment ran in the environment using 36 areas of 1 m2 delimited on pasture, where stool samples were distributed for each group, in triplicates. Feces were collected from the animals at days 0 (D0), 15 (D15) and 30 (D30) and deposited on the pasture areas. After 14 and 21 days of each deposition step , the number of L 3 present in dung and pasture was evaluated. The number of L3 in the dung was accompanied by increase of the same variable in the pasture. The evaluation recorded in a short period may be insufficient to evaluate fungus development.(AU)
Descritores: Duddingtonia
Larva/parasitologia
Nematoides
Controle Biológico de Vetores/métodos
-Fungos
Cavalos/parasitologia
Doenças Parasitárias em Animais/prevenção & controle
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-829318
Autor: Sousa, Marlos G; Lima, Amanda B. G; Araújo, Cristiane R. A; Silva, Vinícius B. C; Ramos, Adriano T; Machado, Gisele F; Melo, Guilherme D; Carareto, Roberta.
Título: Blood pressure and renal injury in dogs with visceral leishmaniasis / Pressão sanguínea e lesão renal em cães com leishmaniose visceral
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(9):857-863, set. 2016. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Systemic hypertension is known to be a common consequence of chronic renal disease, which is frequently diagnosed in dogs with visceral leishmaniasis. Although many veterinary investigations have looked at the renal injury caused by Leishmania spp., the role played by this complication in the development of arterial hypertension documented in some animals with visceral leishmaniasis is not completely understood. In this study, 18 adult dogs with naturally-occurring visceral leishmaniasis and varying clinical signs underwent an indirect blood pressure measurement. Also, sera and spot urine were used for laboratory tests. The median systolic blood pressure was 135.2mmHg (95% confidence interval: 128.5-147.7), median mean arterial pressure was 105.8mmHg (98.3-110.4), and median diastolic arterial pressure was 88.5mmHg (77.8-92.5). No differences existed between asymptomatic and symptomatic animals regarding arterial pressure, and no correlations were documented between blood pressure and serum creatinine, blood urea, urine protein-to-creatinine ratio, urine specific gravity, and the fractional excretion of sodium and potassium. Although an association between hypertension and the identification of inflammation on histopathology could not be demonstrated in hypertensive animals, the assessment of kidney samples from 12 dogs indicated mild inflammation with a lymphoplasmacytic infiltrate (6/12), moderate inflammation with multifocal lymphoplasmacytic and histiocytic infiltrates (3/12), and multifocal degeneration and protein casts (2/12). Anti-Leishmania spp. immunohistochemistry assays stained the renal epithelium in 2/12 of the animals. Even though mild systemic hypertension was documented in a small subset of animals, no relationship between the severity of clinical signs and hypertension could be anticipated.(AU)

A hipertensão sistêmica é reconhecida como uma consequência comum da doença renal crônica, cujo diagnóstico é frequente em cães com leishmaniose visceral. Embora muitas pesquisas veterinárias tenham investigado a lesão renal causada pela Leishmania spp., o papel dessa complicação no desenvolvimento da hipertensão arterial documentada em alguns animais com leishmaniose visceral ainda não é completamente compreendido. Neste estudo, 18 cães adultos com diagnóstico de leishmaniose visceral e sinais clínicos variáveis foram submetidos à avaliação indireta da pressão arterial. Além disso, foram coletados soro e urina para análises laboratoriais. As medianas das pressões arteriais sistólica, média e diastólica foram 135,2mmHg (intervalo de confiança de 95%: 128,5-147,7), 105,8mmHg (98,3-110,4) e 88,5mmHg (77,8-92,5), respectivamente. Não foram constatadas diferenças entre os cães assintomáticos e sintomáticos em relação à pressão arterial, assim como não houve correlação entre a pressão arterial e a creatinina e uréia séricas, relação proteína-creatinina urinária, densidade urinária e excreção fracionada de sódio e potássio. Embora não tenha sido evidenciada associação entre hipertensão arterial e inflamação do tecido renal à histopatologia, a avaliação das amostras oriundas de 12 cães indicou inflamação leve, com infiltrado linfoplasmocitário (6/12), inflamação moderada com infiltrados linfoplasmocitário e histiocítico multifocais (3/12), além de degeneração multifocal e cilindros protéicos (2/12). Ensaios imunoistoquímicos anti-Leishmania spp. marcaram o epitélio renal em 2/12 animais. Apesar de hipertensão leve ter sido documentada em uma pequena parcela dos cães estudados, não se evidenciou relação entre a severidade dos sinais clínicos e o desenvolvimento de hipertensão arterial.(AU)
Descritores: Pressão Sanguínea
Hipertensão/veterinária
Rim/lesões
Leishmaniose Visceral/veterinária
Proteinúria/veterinária
-Imuno-Histoquímica/veterinária
Nefropatias/veterinária
Doenças Parasitárias em Animais/complicações
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794732
Autor: Rodríguez-Santiago, María Amparo; García-Prieto, Luis; Mendoza-Garfias, Berenit; González-Solís, David; Grano-Maldonado, Mayra I..
Título: Parasites of two coexisting invasive sailfin catfishes (Siluriformes: Loricariidae) in a tropical region of Mexico
Fonte: Neotrop. ichthyol;14(3):e160021, 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Currently many species of Amazon sailfin catfishes (Loricariidae) have been introduced to wild environments outside their native range. There is, however, little knowledge about their role as vectors of parasites that can infect native fish or even humans through its consumption. The aim of the present study was to determine the parasitic fauna of the invasive sailfin catfish species Pterygoplichthys pardalis (leopard pleco) and P. disjunctivus (vermiculated pleco) from freshwater systems in the southeast of Mexico. Four ectoparasite species were found in P. pardalis (1 protozoan: Ichthyophthirius multifiliis ; 2 monogeneans: Urocleidoides vaginoclastrum and Heteropriapulus heterotylus ; 1 digenean: Clinostomum sp.), and only one in Heteropriapulus disjunctivus (H. heterotylus ). No endoparasites were found. Ichthyophthirius multifiliis , U. vaginoclaustrum and Clinostomum sp. , were considered as rare species (prevalence <5%) since they were found in a single individual of P. pardalis . H. heterotylus was the only species shared among both host species and it occurs throughout the year. This monogenean species represents 96% of total parasites recorded in P. pardalis and 100% in P. disjunctivus. Monthly values of prevalence, intensity and abundance of H. heterotylus in both host species showed important intra-annual variations, but not differ significantly between both hosts.(AU)

Actualmente muchas especies de peces conocidos como plecos o peces diablo (Loricariidae) han sido introducidas en ambientes silvestres fuera de su área de distribución natural. Sin embargo, hay poco conocimiento acerca de su papel como vectores de parásitos que puedan infectar a los peces nativos o incluso los seres humanos a través de su consumo. El objetivo del presente estudio fue determinar la fauna parasitaria de las especies de plecos Pterygoplichthys pardalis (pleco leopardo) y P. disjunctivus (pleco vermiculado) en sistemas de agua dulce del sureste de México. Fueron encontradas cuatro especies de ectoparásitos en P. pardalis (1 protozoario: Ichthyophthirius multifiliis ; 2 monogeneos: Urocleidoides vaginoclastrum y Heteropriapulus heterotylus ; 1 digeneo: Clinostomum sp.) y una en P. disjunctivus (H. heterotylus ). No se encontraron endoparásitos. Ichthyophthirius multifiliis, U. vaginoclaustrum y Clinostomum sp. fueron consideradas como especies raras (prevalencia <5%), ya que estuvieron en un solo individuo de P. pardalis . Heteropriapulus heterotylus fue la única especie compartida entre ambas especies de peces y que estuvo presente durante todo el año, y representó el 96% del total de parásitos registrados en P. pardalis y el 100% en P. disjunctivus. La prevalencia, intensidad media y abundancia media de H. heterotylus mostraron importantes variaciones intra-anuales en ambas especies de peces, pero no difirió significativamente entre ambos hospederos.(AU)
Descritores: Peixes-Gato/parasitologia
Doenças Parasitárias em Animais/classificação
Doenças Parasitárias em Animais/diagnóstico
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 89 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-785708
Autor: Ramos, D. G. S; Santos, A. R. G. L. O; Freitas, L. C; Correa, S. H. R; Kempe, G. V; Morgado, T. O; Aguiar, D. M; Wolf, R. W; Rossi, R. V; Sinkoc, A. L; Pacheco, R. C.
Título: Endoparasites of wild animals from three biomes in the State of Mato Grosso, Brazil / Endoparasitas de animais silvestres de três biomas do Mato Grosso, Brasil
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;68(3):571-578tab, mapas.
Idioma: en.
Resumo: The population of wild animals is regulated by many biotic and abiotic factors, and parasites are a biotic factor that affects the dynamic and density of host populations. From 2002 to 2014, 62 wild animals from the biomes Pantanal, Amazon, and "Cerrado" (or Savanna), which died in attendance in the veterinary hospital or have been road-killed, underwent necropsy for parasitological examination. Overall, 36 species of parasites were identified from 24 host species. Among the parasites, the most prevalent order was Oxyurida (29.1%), followed by Strongylida (20.9%), Spirurida (19.4%), Ascaridida (16.2%), Pentastomida (3.2%), Echinostomida (3.2%), Gygantorhynchia (3.2%), Rhabditida (1.6%), Plagiorchiida (1.6%), and Monilimorfida (1.6%), especially nematodes, which have more biotic potential and is more easily adapted to the environment than other classes. The occurrence of endoparasites was observed more frequently in endothermic than ectothermic animals, and herein is reported eleven new host occurrences for endoparasites in wild animals. The study has contributed to the knowledge on the biodiversity of parasites in wild animals from three biomes in central-western Brazil.(AU)

Populações de animais selvagens são reguladas por diversos fatores bióticos e abióticos, e parasitas são um fator biótico que afetam a dinâmica e a densidade de populações. De 2002 até 2014, 62 animais silvestres provenientes dos biomas Pantanal, Amazônia e Cerrado, que vieram a óbito no atendimento do hospital veterinário ou foram encontrados atropelados em rodovias, foram submetidos à necropsia parasitológica. Ao todo 36 espécies de parasitas foram identificadas em 24 espécies de hospedeiros. Entre os parasitas, a ordem mais prevalente foi Oxyurida (29,1%), seguida por Strongylida (20,9%), Spirurida (19,4%), Ascaridida (16,2%), Pentastomida (3,2%), Echinostomida (3,2%), Gygantorhynchia (3,2%), Rhabditida (1,6%), Plagiorchiida (1,6%) e Monilimorfida (1,6%), destacando-se os nematódeos, por seu maior potencial biótico e facilidade de adaptação ao meio do que as demais classes. A maior ocorrência de endoparasitas foi observada em animais endotérmicos que ectotérmicos, e este estudo registra onze novas ocorrências de hospedeiros para endoparasitas de animais selvagens. O estudo contribui para o conhecimento da biodiversidade de parasitas em animais silvestres dos três biomas do Centro-Oeste do Brasil.(AU)
Descritores: Fatores Abióticos/análise
Animais Selvagens/parasitologia
Fatores Bióticos/análise
Nematoides
Parasitos
-Biodiversidade
Conservação dos Recursos Naturais
Ecossistema
Doenças Parasitárias em Animais
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde