Base de dados : LILACS
Pesquisa : C04.588.364 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 261 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 27 ir para página                         

  1 / 261 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Martins, Maria Cristina
Texto completo
Id: lil-730380
Autor: Barros, Jeison de Nadai; Lowen, Marcia Serva; Moraes-Filho, Milton Nunes de; Martins, Maria Cristina.
Título: Use of impression cytology for the detection of unsuspected ocular surface squamous neoplasia cells in pterygia / Uso da citologia de impressão para a detecção de células de neoplasia escamosa da superfície ocular insuspeita em pterígios
Fonte: Arq. bras. oftalmol;77(5):305-309, Sep-Oct/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Purpose: To evaluate the agreement between the methodologies of impression cytology (IC) and histopathology regarding epithelial lesions clinically diagnosed as pterygium and also regarding the detection of unsuspected and associated ocular surface squamous neoplasia (OSSN). Methods: Thirty-two Brazilian patients were included and IC was performed on all pterygia before excision. Histopathogical examination was considered the gold standard and was performed by two experienced ocular pathologists in which consensus existed regarding pterygia diagnosis. IC accuracy was assessed by sensitivity and specificity with a 95% confidence interval. Results: From the 32 primary lesions studied, histopathological examination confirmed the diagnosis of pterygium without atypical cells in 19 cases (60%) and showed unsuspected and associated OSSN cells in 13 cases (40%). IC demonstrated one false-negative and one false-positive result for atypia. Statistical analysis showed an estimated sensitivity of 92%, specificity of 94%, positive predictive value of 92%, and negative predictive value of 94%. Conclusion: IC demonstrated high agreement with histopathological analysis in the detection of atypical epithelial cells in unsuspected OSSN in Brazilian pterygia patients. .

Objetivo: Avaliar a concordância entre a citologia de impressão (CI) e os achados histopatológicos de lesões epiteliais clinicamente diagnosticadas como pterígio, no que tange a detecção de células de neoplasia escamosa da superfície ocular (NESO) insuspeita associada. Métodos: Trinta e dois pacientes brasileiros foram incluídos e a CI foi obtida de todos os pterígios antes da excisão. O exame histopatológico foi realizado por dois patologistas oculares experientes em consenso de opinião e considerado o padrão-ouro para o diagnóstico. A acurácia da CI foi avaliada pela sensibilidade e especificidade com intervalo de confiança de 95% Resultados: Das 32 lesões estudadas, o exame histopatológico confirmou o diagnóstico de pterígio sem atipia em 19 casos (60%) e mostrou células de NESO insuspeita associada em 13 espécimes (40%). A CI demonstrou um resultado falso-positivo e um falso-negativo para atipia. A análise estatística mostrou uma sensibilidade estimada de 92%, especificidade de 94%, valor preditivo positivo de 92% e valor preditivo negativo de 94%. Conclusão: A CI apresentou alta concordância com o estudo histopatológico na detecção de células epiteliais atípicas de NESO insuspeita em pterígios do Brasil. .
Descritores: Pterígio
Limbo da Córnea
Túnica Conjuntiva
Córnea
Neoplasias Oculares
-Técnicas Citológicas
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131607
Autor: Hokazono, Kenzo; Okuyama, Vinícius Tadashi; Cunha, Leonardo Provetti; Monteiro, Mário Luiz Ribeiro.
Título: Morning glory disc anomaly associated with large facial infantile hemangioma as the presenting signs of PHACE syndrome / Anomalia de Morning Glory associada à extenso hemangioma infantil como apresentação da Síndrome PHACE
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(4):338-341, July-Aug. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Infantile hemangioma, the most common benign tumor in infancy, is usually an isolated condition occurring in many different locations in the body. However, large infantile hemangioma may be associated with other systemic malformations, including central nervous system, cerebrovascular, cardiac, and ophthalmology abnormalities, a condition termed PHACE syndrome. In this paper, we describe a case of PHACE syndrome that was presented with the unique association of a large facial infantile hemangioma and morning glory anomaly.

RESUMO O hemangioma infantil é a causa mais comum de tumor benigno na infância e usualmente é uma condição isolada podendo ocorrer em diferentes regiões do corpo. No entanto, hemangiomas infantil extensos podem ser associados com outras malformações sistêmicas incluindo anomalias no sistema nervoso central, cerebrovasculares, cardíacas e oftalmológicas, uma condição denominada síndrome PHACE. Neste trabalho, descrevemos o caso de um paciente com síndrome PHACE que se apresentou com um extenso hemangioma facial e anomalia de "morning glory".
Descritores: Coartação Aórtica/complicações
Anormalidades Múltiplas
Anormalidades do Olho/complicações
Síndromes Neurocutâneas/complicações
Neoplasias Oculares/complicações
Hemangioma
-Anormalidades Múltiplas/diagnóstico
Anormalidades do Olho/diagnóstico
Neoplasias Oculares/diagnóstico
Hemangioma/complicações
Hemangioma/diagnóstico
Limites: Humanos
Lactente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131640
Autor: Jorge, Rodrigo; Bordon, Priscilla Ballalai; Fulco, Enzo Augusto Medeiros; Ribeiro, Daniel; Ribeiro, Jefferson; Chahud, Fernando; Faraj, Rafaela Q. Caixeta; Campos, Christian M. C; Almeida, Simone Ribeiro A; Norat, Lucciano; Reis, Maristella Bergamo F. dos; Torres, Virginia; Correa, Zelia M.
Título: Response to the editorial titled Public health strategy vs. golden standard for ocular cancer care in Brazil by Neto, RB / Resposta ao editorial intitulado Estratégia de saúde pública vs padrão ouro em oncologia ocular no Brasil por Neto, RB
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(5):449-451, Sept.-Oct. 2020.
Idioma: en.
Descritores: Saúde Pública
Neoplasias Oculares
-Padrões de Referência
Brasil
Olho
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1153075
Autor: Rodriguez, Ever Ernesto Caso; Sancho, Karlos Frederico Castelo Branco; Kange, Patricia Mencaroni; Barros, Jeison de Nadai; Toledo, Aline Sutili; Morales, Melina; Belfort Neto, Rubens.
Título: Novel low-cost approach to the treatment of ocular surface squamous neoplasia using pattern scanning laser photocoagulation / Nova abordagem de baixo custo para neoplasia escamosa da superficie ocular usando fotocoagulação tipo pattern scanning
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(6):505-510, Nov.-Dec. 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate the safety and 12-month effect of treatment with pattern scanning laser photocoagulation for ocular surface squamous neoplasia in a low-resource setting with extremely limited access to an operating room. Methods: Adult patients with a clinical diagnosis of ocular surface squamous neoplasia underwent a complete ophthalmologic examination. After topical anesthesia and instillation of toluidine blue 1%, the lesion was treated using pattern scanning photocoagulation for a duration time that varied from 20 to 100 ms and power from 600 to 1,800 mW. Patients were examined on a weekly basis for the first month and underwent weekly retreatment of the remaining lesions, as necessary. Patients had a minimum follow-up of 12 months. Results: Thirty-eight patients (38 eyes) were included. All patients had clinical ocular surface squamous neoplasia that was confirmed by impression cytology. The age of patients ranged from 40 to 83 years (average: 65.5 years) and 28 of them were males (74%). The patients were divided into two groups: group I (immunocompetent) and group II (immuno­suppressed). In group I, 23 patients (74%) presented complete response with lesion control after laser treatment alone. In group II, two of seven patients (28%) showed treatment response during the follow-up. The average number of treatments was 2.5 (one to six laser treatments). Procedures were well tolerated. Conclusion: Short-term results of the laser photocoagulation approach for the treatment of ocular surface squamous neoplasia conjunctival lesions were favorable, with a 74% success rate observed in immunocompetent patients. This novel strategy is a less resource-intensive alternative that could demonstrate its usefulness in settings with shortages in operating rooms and in recurrent cases. Studies with longer follow-ups and larger sample sizes are warranted to confirm our findings and evaluate the effectiveness of laser treatment in association with topical chemotherapy.

RESUMO Objetivo: Avaliar a segurança e o efeito de 12 meses de tratamento com fotocoagulação pelo pattern scanning laser para neoplasia escamosa da superfície ocular em um ambiente com poucos recursos e acesso extremamente limitado a um tratamento cirúrgico. Métodos: Pacientes adultos com diagnóstico de neoplasia escamosa de superfície ocular foram submetidos a exame oftalmológico completo. Após anestesia tópica e instilação de azul de toluidina 1%, a lesão foi tratada com laser por um tempo de duração que variou de 20 a 100 ms e potência de 600 a 1800 mW. Os pacientes foram examinados semanalmente durante o primeiro mês e fo­ram retratados semanalmente das lesões restantes, conforme necessário. Os pacientes tiveram um seguimento mínimo de 12 meses. Resultados: Trinta e oito pacientes (38 olhos) foram incluídos no estudo. Todos os pacientes apresentaram neoplasia escamosa da superfície ocular clínica, confirmada por citologia de impressão. A idade dos pacientes variou entre 40 e 83 anos (média de 65.5 anos) e 28 deles eram do sexo masculino (74%). Os pacientes foram divididos em dois grupos: Grupo I (imunocompetente) e grupo II (imunossuprimido). No grupo I, 23 pacientes (74%) apresentaram resposta completa com o controle da lesão após o tratamento com laser. No grupo II, dois dos sete pacientes (28%) apresentaram resposta ao tratamento durante o acompanhamento. A média de aplicações de laser foi de 2,5 (1 a 6 aplicações). Os procedimentos foram bem tolerados. Conclusões: Os resultados a curto prazo da abordagem de fotocoagulação a laser para o tratamento das lesões conjuntivais de neoplasia escamosa de superfície ocular foram favoráveis, com uma taxa de sucesso de 74% observada em pacientes imunocompetentes. Essa nova estratégia é uma alternativa menos intensiva em recursos que pode demonstrar sua utilidade em ambientes com escassez de salas cirúrgicas e em casos recorrentes. Estudos com acompanhamentos mais longos e amostras maiores são necessários para confirmar nossos achados e avaliar a eficácia do tratamento a laser asso­ciado à quimioterapia tópica.
Descritores: Carcinoma de Células Escamosas
Neoplasias da Túnica Conjuntiva
Neoplasias Oculares
-Carcinoma de Células Escamosas/cirurgia
Neoplasias da Túnica Conjuntiva/cirurgia
Neoplasias Oculares/cirurgia
Lasers
Fotocoagulação
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1153100
Autor: Marback, Eduardo F; Torres, Virginia Laura Lucas; Bordon, Priscilla Lupi Ballalai; Maestri, Marcelo Krieger; Teixeira, Luiz Fernando.
Título: Ocular Oncology in Brazil: What is our past, present, and future? / Oncologia Ocular no Brasil: Qual o nosso passado, presente e futuro?
Fonte: Arq. bras. oftalmol;84(1):1-1, Jan.-Feb. 2021.
Idioma: en.
Descritores: Olho/patologia
Neoplasias Oculares
-Brasil
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1179934
Autor: Geraldo, Maria Cristina Matteotti.
Título: Análise dos resultados do tratamento dos tumores malignos primários da órbita / Analysis of results of treatment of primary malignant tumors of the orbit.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 45 p. ilust, tabelas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Antônio Prudente para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Tumores malignos primários da órbita são raros e, geralmente, diagnosticados em estadios avançados. O tratamento depende do tipo histológico, estadio clínico e estruturas envolvidas. Resultados terapêuticos, geralmente, são publicados em relatos de séries retrospectivas coletadas, por longo tempo, de pacientes tratados de modo não uniforme. O objetivo deste estudo é relatar resultados de sobrevida de pacientes tratados durante uma década em duas instituições terciárias especializadas em oncologia. Método: quarenta e um pacientes foram tratados por tumores malignos primários de órbita entre janeiro de 2000 e dezembro de 2010, no A.C.Camargo Cancer Center e no Instituto Nacional de Câncer-INCA. Dados clínicos, patológicos, terapêuticos e de seguimento foram coletados, retrospectivamente, de prontuários médicos. Para análise de resultados de sobrevida utilizou-se o método de Kaplan Meier. Resultados: foram registrados 15 casos de linfoma (36,5%), 14 carcinomas (34,1%) e 8 sarcomas (19,5%). Invasão óssea foi detectada em 8 casos (19,5%) e invasão do nervo óptico, em 6 casos (14,5%). O tratamento cirúrgico foi realizado em 21 casos (51,2%), radioterapia foi indicada em 32 casos (78,0%) e 17 pacientes (41,5%) foram submetidos à quimioterapia. A sobrevida global em 5 anos foi de 69,8% e a sobrevida livre de doença em 5 anos foi de 51,8%. KPS, queixa de dor e invasão ocular relacionaram-se à redução das taxas de sobrevida global. Ausência de invasão ocular e de nervo óptico e histologia relacionaram-se com aumento das taxas de sobrevida livre de doença em 5 anos. Conclusão: Linfoma é o tumor mais frequente, seguido por carcinoma e sarcoma. Taxa de sobrevida global é favorável em pacientes com melhor performance clínico avaliado pelo KPS, ausência de dor e de invasão ocular. Taxa de sobrevida livre de doença é favorável em pacientes com tumores sem invasão ocular ou do nervo óptico

Primary malignant tumors of the orbit are rare and usually diagnosed in advanced stages. The treatment depends on the histological type, clinical stage and structures involved. Therapeutic outcomes are usually reported in retrospective series collected over a long period of time in non-uniformly treated patients. The objective of this study is to report survival outcomes of patients treated in two tertiary cancer institutions over 10 years. Method: Forty-one patients were treated for primary orbital malignancies between January 2000 and December 2010 at the A.C.Camargo Cancer Center and at the National Cancer Institute. Clinical, pathological, therapeutic and follow-up data were collected retrospectively from medical records. For the analysis of survival results we used the Kaplan Meier method. Results: 15 cases of lymphoma (36.5%), 14 carcinomas (34.1%) and 8 sarcomas (19.5%) were recorded. Bone invasion was detected in 8 cases (19.5%) and invasion of the optic nerve, in 6 cases (14.5%). Surgical treatment was performed in 21 cases (51.2%), radiotherapy was indicated in 32 cases (78.0%) and 17 patients (41.5%) underwent chemotherapy. Overall 5-year survival was 69.8% and 5-year disease-free survival was 51.8%. KPS, pain as a presenting symptom and ocular invasion were associated with a decrease in overall survival. The absence of invasion of the globe, optic nerve and histologic type were favorable with respect to an increase in disease-free survival. Conclusion: Lymphoma is the most frequent tumor, followed by carcinoma and sarcoma. Overall survival rate is favorable in cases of orbital primary malignant tumors with good KPS and those tumors not associated with pain symptoms or ocular invasion. Disease free survival rate is favorable in cases of tumors not associated with ocular invasion and optical nerve invasion
Descritores: Nervo Óptico
Terapêutica
Estudos Retrospectivos
Neoplasias Oculares
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR30.1 - Biblioteca
BR30.1


  7 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1179701
Autor: Bitencourt, Flávia Branco Cerqueira Serra Neves.
Título: Ressonância magnética com difusão na avaliação de pacientes com melanoma de coroide submetidos a braquiterapia / Diffusion-weighted magnetic resonance imaging in the evaluation of patients with choroidal melanoma submitted to brachytherapy.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 38 p. ilust, tabelas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Antônio Prudente para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O melanoma de coroide é o tumor intraocular primário mais comum em adultos. Por possibilitar a conservação do globo ocular, a braquiterapia tem sido uma opção terapêutica nestes casos. Atualmente, o método de imagem mais utilizado para avaliação deste tumor é a ultrassonografia ocular, auxiliando na estimativa do tamanho e localização da lesão para controle e planejamento do tratamento. No entanto, a redução nas dimensões do tumor só é observada tardiamente após o tratamento. O objetivo deste trabalho é avaliar o papel da ressonância magnética (RM) com difusão na avaliação de pacientes com melanoma de coroide, no momento do diagnóstico e na avaliação de resposta terapêutica após braquiterapia. Foi realizado um estudo prospectivo, unicêntrico, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, que incluiu pacientes com melanoma de coroide e indicação para braquiterapia. Foram propostos três exames de RM para cada paciente, sendo um antes e dois após o tratamento. Foi realizado cálculo do valor do coeficiente de difusão aparente (ADC) nos exames de RM e comparado com o controle tumoral local avaliado pelo acompanhamento oftalmológico (mapeamento de retina e ultrassonografia ocular). No período de 07/2018 a 06/2019, 19 pacientes foram incluídos, dos quais 13 realizaram exames de acompanhamento. A idade variou de 24 a 78 anos e 52,9% eram do sexo masculino. Na ultrassonografia ocular, a espessura e diâmetro médio dos tumores foi de 6,3 mm e 11,5 mm, respectivamente. Na RM inicial, a maioria dos tumores apresentava sinal alto ou intermediário em T1 (82,3%) e baixo em T2 (70,6%). Dois pacientes (15,4%) apresentaram sinais de progressão do tumor durante o acompanhamento e foi observada redução significativa nos valores de ADC médio entre a RM antes e após o tratamento nestes casos (p=0,02). Em conclusão, a RM com difusão demonstrou ser útil na avaliação de pacientes com melanoma de coroide e os valores de ADC médio podem ser utilizados para avaliação de resposta, permitindo identificar precocemente os pacientes com risco de progressão após a braquiterapia

Choroidal melanoma is the most common primary intraocular tumor in adults. Brachytherapy has been a therapeutic option in these cases because it allows the conservation of the eyeball. Currently, the most used imaging method for the evaluation of this tumor is ocular ultrasonography, helping to estimate the size and location of the lesion for treatment planning and follow-up. However, the reduction in tumor size is only observed late after treatment. The aim of this study is to evaluate the role of diffusion-weighted magnetic resonance imaging (DW-MRI) in the evaluation of patients with choroidal melanoma at the time of diagnosis and in the evaluation of therapeutic response after brachytherapy. A prospective, unicentric study approved by the Research Ethics Committee, which included patients with choroidal melanoma and indication for brachytherapy, was performed. Three DW-MRI examinations were proposed for each patient, one before and two after treatment. The apparent diffusion coefficient (ADC) value was calculated on DW-MRI and compared with local tumor control assessed by ophthalmologic follow-up (retinal mapping and ocular ultrasound). From 07/2018 to 06/2019, 19 patients were included, of which 13 underwent follow-up examinations. Patients' age ranged from 24 to 78 years and 52.9% were male. At ocular ultrasound, the mean tumor thickness and diameter were 6.3 mm and 11.5 mm, respectively. At initial MRI, most tumors presented high or intermediate signal at T1 (82.3%) and low signal at T2 (70.6%). Two patients (15.4%) showed signs of tumor progression during follow-up and a significant reduction in mean ADC values was observed between MR before and after treatment in these cases (p = 0.02). In conclusion, DW-MRI has shown to be useful in assessing patients with choroidal melanoma and mean ADC values can be used for response assessment, allowing early identification of patients at risk for progression after brachytherapy
Descritores: Braquiterapia
Imagem de Difusão por Ressonância Magnética
Neoplasias Oculares
Critérios de Avaliação de Resposta em Tumores Sólidos
Melanoma
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR30.1 - Biblioteca
BR30.1


  8 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827961
Autor: Ramos, Antonio; Pozo, Carmen Del; Chinchurreta, Ana; García, Fernando; Lorenzo, Mercedes; Gismero, Saturnino.
Título: Adenoid cystic carcinoma of the lacrimal sac: case report / Carcinoma adenóide cístico do saco lacrimal: relato de caso
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(5):333-335, Sept.-Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Lacrimal sac tumors are rare with a clinical presentation that typically includes obstruction of the lacrimal drainage system and epiphora as the most frequent symptom. Cribriform adenoid cystic carcinoma (ACC) is the most common malignant epithelial tumor of the lacrimal gland and minor salivary glands; however, its occurrence in the lacrimal drainage apparatus is extremely rare. Given the rarity of ACC, definitive diagnosis is almost invariably late conferring a poor prognosis. Herein we report the case of a 41-year-old woman with primary ACC of the lacrimal sac and describe the ophthalmological examination, diagnosis, and multidisciplinary treatment of this rare type of tumor.

RESUMO Tumores do saco lacrimal são raros. A apresentação clínica muitas vezes mostra uma obstrução no sistema de drenagem lacrimal sendo a epífora o sinal mais frequente. Carcinoma adenóide cístico cribriforme (ACC) é o tumor epitelial maligno mais comum da glândula lacrimal e glândulas salivares menores, mas a sua ocorrência no aparelho de drenagem lacrimal é extremamente rara. Infelizmente, devido a raridade destes tumores, o diagnóstico preciso é quase sempre atrasado, o que por sua vez leva a um pior prognóstico. Nós relatamos o caso de uma mulher de 41 anos de idade, com ACC primário do saco lacrimal e analisamos o exame oftalmológico, diagnóstico e tratamento multidisciplinar deste tipo de tumor.
Descritores: Carcinoma Adenoide Cístico/patologia
Neoplasias Oculares/patologia
Doenças do Aparelho Lacrimal/patologia
Ducto Nasolacrimal/patologia
-Imageamento por Ressonância Magnética/métodos
Carcinoma Adenoide Cístico/terapia
Neoplasias Oculares/terapia
Doenças do Aparelho Lacrimal/terapia
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-838789
Autor: Viani, Gustavo Arruda; Fendi, Ligia Issa de.
Título: Adjuvant treatment or primary topical monotherapy for ocular surface squamous neoplasia: a systematic review / Tratamento adjuvante ou monoterapia tópica primária para a neoplasia de células escamosas de superfície ocular: uma revisão sistemática
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(2):131-136, Mar.-Apr. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT In this systematic review, we evaluated studies involving adjuvant and primary topical treatment for ocular surface squamous neoplasia (OSSN). The findings were: (i) adjuvant 5-fluorouracil (5-FU) reduces the risk of relapse after surgical excision with mild side effects [level Ib, grade of recommendation (GR) A]. (ii) Primary topical mitomycin (MMC) produces a high rate of complete response, low recurrence rate, and mild side effects (level Ib, GR A). (iii) Primary chemotherapy versus adjuvant chemotherapy produce similar rates of recurrence, with no significant difference (level IIb, GR B). (iv) Adjuvant 5-FU versus MMC showed no significant differences, with mild side effects in both groups and a better toxicity profile for MMC (level III, GR C). (v) Primary topical 5-FU versus MMC versus interferon (IFN) showed similar rates of tumor recurrence, mild side effects for all drugs, and more severe side effects in the 5-FU arm, followed successively by MMC and IFN (level III, GR C).

RESUMO Revisão sistemática envolvendo estudos sobre o tratamento adjuvante e tratamento tópico primário para a neoplasia escamosa da superfície ocular. Os resultados foram: (i) 5-fluorouracil adjuvante reduziu o risco de recidiva após a excisão cirúrgica com efeitos colaterais leves (nível Ib, Grau de recomendação (GR) A). (ii) Mitomicina tópica primária produziu uma alta taxa de resposta completa, baixa taxa de recorrência e efeitos colaterais leves (nível Ib, GR A). (iii) Quimioterapia primária versus adjuvante produz taxas semelhantes de recorrência (nível IIb, GR B). (iv) 5- 5-FU versus mitomicina adjuvante não mostrou diferenças significativas nas taxas de recorrencia, com efeitos coalterais leves em ambos os grupos e melhor perfil de toxicidade para mitomicina (nível III, GR C). (v) 5- 5-FU tópico primário versus mitomicina ou interferon (INF) apresentam taxa similar de recorrência, com efeito colateral leve, mas com maior incidencia no braço 5- 5-FU, seguido pela Mitomicina e IFN (nível III, GR C).
Descritores: Carcinoma de Células Escamosas/tratamento farmacológico
Mitomicina/uso terapêutico
Doenças da Córnea/tratamento farmacológico
Neoplasias Oculares/tratamento farmacológico
Fluoruracila/uso terapêutico
-Recidiva
Proteínas Recombinantes/uso terapêutico
Administração Tópica
Quimioterapia Adjuvante/métodos
Neoplasias da Túnica Conjuntiva/tratamento farmacológico
Neoplasias da Túnica Conjuntiva/terapia
Doenças da Córnea/terapia
Neoplasias Oculares/terapia
Interferon alfa-2
Antineoplásicos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 261 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-838796
Autor: Fenelon, Eduardo Muniz; Balby, Ivelise Theresa; Neves, Nathália Teles das; Figueiredo, Florêncio; Duarte, Eliza Carla Barros; Tzelikis, Patrick Frensel.
Título: Oncocytoma of the lacrimal gland: a case report / Oncocitoma de glândula lacrimal: relato de caso
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(2):128-130, Mar.-Apr. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Here we describe a rare case of a benign tumor in the lacrimal gland of a healthy 4-year-old girl. Mild proptosis was the only abnormality observed on clinical examination. Magnetic resonance imaging of the right orbit revealed an oval, solid, well-circumscribed, homogeneous mass extending from the lacrimal gland and measuring 2.5 × 2.3 × 1.7 cm without any evidence of invasion into adjacent bones. The lesion was surgically excised and histological analyses defined the diagnosis of oncocytoma of the lacrimal gland. Although rare, oncocytoma should be included in the differential diagnosis of lacrimal gland tumors.

Resumo Nós descrevemos um raro caso de tumor benigno na glândula lacrimal em uma criança sadia de 4 anos de idade. Clinicamente, a paciente apresentava apenas uma discreta proptose. A ressonância nuclear magnética (RNM) de órbita direita revelou a presença de uma massa oval, sólida, bem-circunscrita, homogênea, se extendendo a partir da glândula lacrimal, medindo 2,5 cm x 2,3 cm x 1,7 cm, sem nenhum sinal evidente de invasão a estrutura óssea adjacente. A lesão foi cirurgicamente removida e analizada histopatologicamente, sendo estabelecido o diagnóstico de oncocitoma de glândula lacrimal. Apesar de raro, o oncocitoma deve ser incluído no diagnóstico diferencial de qualquer tumor originado da glândula lacrimal.
Descritores: Adenoma Oxífilo/diagnóstico por imagem
Neoplasias Oculares/diagnóstico por imagem
Doenças do Aparelho Lacrimal/diagnóstico por imagem
-Imageamento por Ressonância Magnética
Adenoma Oxífilo/patologia
Diagnóstico Diferencial
Eosinófilos/patologia
Neoplasias Oculares/patologia
Doenças do Aparelho Lacrimal/patologia
Limites: Humanos
Feminino
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 27 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde