Base de dados : LILACS
Pesquisa : C05.550.518.336.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 25 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 25 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alencar, Jerônimo Farias de
Id: lil-766786
Autor: Santana, Emanuelle Malzac Freire de; Urquiza, Patrícia Karla; Alencar, Jeronimo Farias de.
Título: A mobilização articular como acelerador do processode reabilitação: resultados preliminares / Joint mobilization to accelerate rehabilitation process: preliminary results
Fonte: Fisioter. Bras;13(6):424-427, Nov.-Dez. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: As fraturas da extremidade distal do rádio são aquelasque ocorrem em uma distância de até 3 cm da articulação rádio--cárpica, estando geralmente associadas à queda sobre a mão, com opunho em extensão, o que causa grande preocupação aos indivíduosdevido ao déficit funcional proporcionado. Objetivo: Realizar estudocomparativo sobre os efeitos de um tratamento baseado apenas emcinesioterapia clássica e um tratamento que a associa às técnicasde mobilização articular. Métodos: Os pacientes foram separadosaleatoriamente em dois grupos, grupo A, que recebeu tratamentocinesioterapêutico associado à mobilização articular, e grupo B,que recebeu o mesmo tratamento, sem aplicação da mobilizaçãoarticular. Após quinze sessões, os pacientes foram reavaliados. Resultados:A análise estatística, através do teste t-Student pareado, nãoapresentou diferença estatisticamente significante (α = 0.05) paraos movimentos de flexão, extensão, desvio ulnar e desvio radial. Nacomparação da evolução do grupo A em relação ao grupo B o testet-Student para amostras independentes também não apresentoudiferença estatisticamente significante (α = 0.05) para todos osmovimentos. Conclusão: Uma hipótese possível para evolução doganho dos ângulos articulares não ter sido significante é o tamanhoda amostra, porém o estudo será continuado para adesão de novospacientes e obtenção de dados mais concisos...

Fractures of the distal radius occur up to 3 cm fromthe radiocarpal joint, and are generally associated with a drop on thehand with the wrist extended, alarming individuals due to functionaldeficit generated. Objective: To conduct a comparative study on theeffects of a treatment based only on classical kinesiotherapy and atreatment that combines the technique of joint mobilization withclassical kinesiotherapy. Methods: Patients were randomly dividedinto two groups, Group A, using kinesiotherapy associated withjoint mobilization, and group B, which received the same treatmentwithout the application of joint mobilization. After fifteen sessions,patients were reassessed. Results: Statistical analysis by paired t-testdid not show statistically significance (α = 0.05) for flexion, extensionand ulnar and radial deviations. To compare the evolution ofgroup A in relation to group B, the t-test for independent samplesalso showed no statistically significant difference (α = 0.05) for allmovements. Conclusion: A possible hypothesis for the no statisticalsignificance of the evolution of the gain of joint angles is the samplesize, but this study will be continued to the accession of new patientsand more concise data collection...
Descritores: Fratura de Colles
Fisioterapia
Rádio (Anatomia)
Limites: Humanos
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  2 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-753139
Autor: Oliveira, Lindomar Guimarães; Eis, Sérgio Ragi; Mota Neto, Henrique; Moraes, Frederico Barra de; Pires, Luiz Antônio Silveira Simões; Vasconcelos, José Wanderley.
Título: Uso de risedronato na consolidação e formação do calo na fratura de Colles em mulheres na pós-menopausa - estudo solid / Use of risedronate for consolidation and callus formation in Colles fractures in postmenopausal women: solid study
Fonte: Rev. bras. ortop;50(3):274-282, May-Jun/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJETIVO: Este estudo multicêntrico, randomizado, aberto, grupo paralelo avaliou a eficácia de Actonel(r) 35 mg mais cálcio/vitamina D versus cálcio/vitamina D isoladamente na preservação da densidade mineral óssea (DMO) em mulheres pós-menopausadas com fratura de Colles. MÉTODOS: Pacientes com fratura de Colles em sete dias foram aleatoriamente designadas para receber Actonel(r) 35 mg semanalmente mais cálcio/vitamina D (Grupo AO [GAO]) ou cálcio/vitamina D (grupo O [GO]) isoladamente. As pacientes foram avaliadas após 90 e 180 dias de tratamento. RESULTADOS: Completaram as avaliações 59 pacientes no GAO e 56 no OG. No fim do estudo, a DMO do rádio no local da fratura mostrou variação negativa no GO (32,8%) que foi discretamente menor no GAO (20,8%), assim como uma perda menor na DMO no GAO comparado com o OG. Houve diferença na proporção de paciente com perda da DMO no fim do estudo nos dois grupos de tratamento em favor do GAO, apesar de não estatisticamente significante. Não houve diferença significativa na identificação radiológica da formação do calo entre os grupos de tratamento. Na maioria das pacientes a identificação radiológica do calo ocorreu depois de 90 dias. CONCLUSÃO: Mulheres pós-menopausadas com fratura de Colles que receberam risedronato sódico, além do cálcio/vitamina D, comparado com cálcio/vitamina D não mostraram diferença significativa na perda da DMO na fratura do antebraço, com tendência de efeito protetor do risedronato na perda da DMO devido à imobilização. O tempo até a consolidação da fratura não foi afetado.

OBJECTIVE: This open, randomized and blinded parallel-group multicenter study evaluated the efficacy of Actonel(r) (35 mg) plus calcium/vitamin D versus calcium/vitamin D alone for preserving bone mineral density (BMD) in postmenopausal women with Colles fractures. METHODS: Patients with a Colles fracture for seven days were randomized to receive either Actonel(r) (35 mg) once a week plus calcium/vitamin D (ACD group) or calcium/vitamin D alone (CD group). The patients were evaluated after 90 and 180 days of treatment. RESULTS: 59 ACD patients and 56 CD patients completed all the evaluations. At the end of the study, the BMD of the radius at the fracture location showed a negative change in the CD group (32.8%). The loss of BMD in the ACD group (20.8%) was slightly less than that in the CD group. There was a difference in the proportions of patients with BMD losses at the end of the study period in the two treatment groups, in favor of the ACD group, although this was not statistically significant. There was no significant difference in radiological identification of callus formation between the treatment groups. In the majority of the patients, the callus could be radiologically identified after 90 days. CONCLUSION: Postmenopausal women with Colles fractures who received risedronate sodium plus calcium/vitamin D did not show any significant difference in BMD loss in forearm fractures, in comparison with those who received calcium/vitamin D alone. Risedronate presented a tendency toward a protective effect regarding BMD loss due to immobilization. The time taken for fracture consolidation to be achieved was unaffected.
Descritores: Fratura de Colles
Difosfonatos
Consolidação da Fratura
Pós-Menopausa
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  3 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-643094
Autor: Oliveira, Ricardo Kaempf de; Binz, Mário Arthur Rockenbach; Ferreira, Marco Tonding; Ruschel, Paulo Henrique; Serrano, Pedro Delgado; Praetzel, Rafael Pêgas.
Título: Osteotomias do rádio distal com uso de placa volar de ângulo fixo / Osteotomy of the distal radius using a fixed-angle volar plate
Fonte: Rev. bras. ortop;47(2):173-185, mar.-abr. 2012. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: A consolidação viciosa do rádio distal, por sequela de fratura, pode causar incapacidade funcional, levando o paciente a apresentar dor, perda de força e diminuição da mobilidade. Baseando-se nos excelentes resultados obtidos com o tratamento cirúrgico das fraturas instáveis do rádio distal com a utilização de abordagem volar e o uso de fixação rígida com a placa volar de ângulo fixo, começamos a utilizar o mesmo método para as osteotomias do rádio distal. MÉTODO: Foi realizada uma revisão retrospectiva e encontrou-se 20 pacientes, no período de fevereiro de 2002 a outubro 2009. O tempo de acompanhamento médio foi de 43,9 meses (variando de 12-96 meses). A indicação cirúrgica foi de dor persistente, deformidade e limitação funcional após fratura de deslocamento dorsal. RESULTADOS: A deformidade média pré-operatória foi de 27º de inclinação dorsal do rádio distal, 87º de angulação ulnar e 7,3 milímetros de encurtamento do rádio. Todas as osteotomias consolidaram e a média final de angulação volar do rádio distal foi de 6,2º, com 69,3º de angulação ulnar e um milímetro de encurtamento. A mobilidade média do punho aumentou em 19,9º na flexão e em 24º na extensão. No antebraço, a supinação média aumentou em 23,5º e em 21,7º na pronação. A força do punho aumentou de 13,4 para 34,5 libras. CONCLUSÃO: O uso da placa volar de ângulo fixo por abordagem volar para as osteotomias do rádio distal permite uma correção satisfatória das deformidades e elimina a necessidade de remoção do material de síntese por complicações nos tendões.

OBJETIVE: Skewed consolidation of the distal radius, due to sequelae of fractures, may cause functional incapacity, thus leading such patients to present pain, loss of strength and diminished mobility. Based on the excellent results obtained from surgical treatment of unstable fractures of the distal radius through a volar approach and use of rigid fixation with a fixed-angle volar plate, we started to use the same method for osteotomy of the distal radius. METHODS: A retrospective review was conducted, and 20 patients treated between February 2002 and October 2009 were found. The mean length of follow-up was 43.9 months (range: 12 to 96 months). The surgical indications were persistent pain, deformity and functional limitation subsequent to a dorsally displaced fracture. RESULTS: The mean preoperative deformity was 27º of dorsal tilt of the distal radius, 87º of ulnar tilt, and 7.3 mm of shortening of the radius. All the osteotomies consolidated and the final mean volar tilt was 6.2º, with ulnar tilt of 69.3º and shortening of 1 mm. The mean mobility of the wrist increased by 19.9º (flexion) and by 24º(extension). Mean forearm supination increased by 23.5º and pronation by 21.7º. Grip strength increased from 13.4 to 34.5 pounds. CONCLUSION: Use of a fixed-angle volar plate for a volar approach towards osteotomy of the distal radius enables satisfactory correction of the deformities and eliminates the need for removal of the synthesis material caused by tendon complications.
Descritores: Fixação Interna de Fraturas
Fratura de Colles/complicações
Osteotomia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  4 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-618842
Autor: Gutiérrez E., Héctor; Gutiérrez M., Rodrigo; Aguilera E., Raúl; Ortiz M., Luis.
Título: Manejo terapéutico de pacientes con fractura del extremo distal de radio mayores de 60 años: revisión sistemática / Treatment of distal radius fractures in patients over 60 years old: a systematic review
Fonte: Rev. chil. ortop. traumatol;51(2):79-90, 2010. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: The distal radius fracture is a fairly common clinical problem in elderly patients, treatment can be either surgical or conservative. We present a synthesis of evidence relating to compare the functional improvement of both treatment modalities, through a Systematic Review of randomized Clinical Trials. Objective: To determine whether there is scientific to endorse that functional improvement in the medium and long-term conservative versus surgical management in patients with fracture of the distal radius over 60 years. Search Strategy: Were included in Search Randomized Clinical Trials (RCTs), meta analysis (MT) and systematic Reviews (RS), the databases used were Medline, CINALH, Central (Cochrane), Lilacs and PEDro. Results: We selected three RCTs that met the eligibility criteria. Conclusions: There is limited evidence that surgical methods studied did not have better functional outcomes and long-term, compares with a closed reduction and cast. The SF-36 at 3-4 months, gives a DM of 3.01 (-1.6- 7.62), difference is not statistically significant (p = 0.54).

La fractura de radio distal es un problema clínico bastante frecuente en adultos mayores, el tratamiento puede ser de tipo quirúrgico o conservador. Realizaremos una síntesis de la evidencia, relativa a comparar la mejoría funcional de ambas modalidades terapéuticas, a través de una revisión sistemática de Ensayos Clínicos Aleatorizados. Objetivo: Determinar si existe evidencia científica que avale la mejoría funcional a mediano y largo plazo del manejo quirúrgico versus el conservador en pacientes con fractura del extremo distal del radio mayores de 60 años. Estrategia de Búsqueda: Se incluyeron en la búsqueda Ensayos Clínicos Aleatorizados (ECAs), Metaanálisis (MT) y Revisiones Sistemáticas (RS), las Bases de datos usadas fueron: Medline, CINALH, Central (Cochrane), Lilacs y PEDro. Resultados: Se seleccionaron 3 ECAs que cumplían con los criterios de elegibilidad. Conclusiones: Existe limitada evidencia que los métodos quirúrgicos estudiados no presentan mejores resultados funcionales a mediano y largo plazo, comparados con una reducción cerrada más yeso. El SF-36 al 3-4 mes, da una DM de 3,01 (-1,6 - 7,62), diferencia que no es estadísticamente significativa(p = 0,54).
Descritores: Fraturas do Rádio/terapia
Procedimentos Ortopédicos/métodos
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
-Fatores Etários
Placas Ósseas
Moldes Cirúrgicos
Medicina Baseada em Evidências
Fixadores Externos
Fixação de Fratura/métodos
Fratura de Colles/terapia
Imobilização
Metanálise como Assunto
Recuperação de Função Fisiológica
Limites: Humanos
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  5 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-520016
Autor: Barbosa, Patrícia Silva Hampe; Teixeira-Salmela, Luci Fuscaldi; Cruz, Robert Bicalho da.
Título: Reabilitação das fraturas do rádio distal: [revisão] / Rehabilitation of distal radius fractures: [review]
Fonte: Acta ortop. bras;17(3):182-186, 2009. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a evidência do efeito e eleição da conduta terapêutica nas fraturas do rádio distal. A revisão sistemática utilizou as bases de dados PubMed, Lilacs, Pedro, Cochrane, Scielo, OTseeker, sem restrições de período de publicação, com as seguintes palavras chaves: fraturas do rádio, reabilitação, terapia ocupacional, fisioterapia, incluindo línguas inglesa, espanhola, francesa e portuguesa. Os estudos encontrados foram avaliados independentemente pelos dois autores utilizando critérios da escala PEDro. Estudos não experimentais foram incluídos em busca de esclarecimentos sobre a reabilitação. Foram encontrados 22 estudos, sendo 14 ensaios clínicos controlados randomizados (ECRs). Dentre eles, quatro compararam mobilização precoce com tratamento convencional apresentando evidência moderada a favor da primeira; sete confrontaram tratamento baseado em exercícios domiciliares com tratamento em consultório apontando evidência conflitiva (um deles também comprovou eficácia de mobilização acessória passiva); e três analisaram eficácia de procedimentos terapêuticos: campo eletromagnético pulsado, drenagem linfática, ultra-som, indicando evidências limitadas. Os nove estudos não experimentais encontrados não apresentaram informações suficientes sobre os questionamentos desta pesquisa. Observou-se uma tendência dos autores em utilizar os princípios gerais da reabilitação ao elaborar condutas terapêuticas, mas os procedimentos utilizados não estão bem atestados pela literatura.

The aim of this study was to assess the evidence regarding the adoption and effectiveness of therapeutic procedures employed for rehabilitation of distal radius fractures. This systematic review used the following databases: PubMed, Lilacs, PEDro, Cochrane, Scielo and OTseeker, without time restrictions. The following keywords were searched for: distal radius fracture, rehabilitation, occupational therapy, physiotherapy including reports in English, Spanish, French, and Portuguese. Twenty-two studies were retrieved and analyzed by two independent investigators following the PEDro scale criteria. Other non-experimental studies were included for additional information regarding certain rehabilitation approaches. Of the 14 randomized controlled clinical trials, four compared early mobilization to conventional therapy, showing moderate evidence in favor of earlier mobilization. Seven compared home therapy based on orientations to individual conventional therapy and found conflicting evidences. Three studies also analyzed the efficacy of the following specific therapeutic procedures: Pulsating magnetic field, lymphatic drainage, and ultrasound, which showed limited empirical support. The nine non-experimental studies did not add sufficient information regarding these issues. There was a trend to employ general principles of rehabilitation when elaborating these therapeutic approaches, but these procedures were not adequately supported by literature.
Descritores: Fratura de Colles
Fraturas do Rádio/reabilitação
Fraturas do Rádio/terapia
Condutas Terapêuticas
Traumatismos da Mão/reabilitação
-Avaliação de Resultado de Intervenções Terapêuticas
Medicina Baseada em Evidências
Rádio (Anatomia)/lesões
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL


  6 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Albertoni, Walter Manna
Texto completo
Id: lil-489018
Autor: Belloti, João Carlos; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara; Franciozi, Carlos Eduardo da Silveira; Santos, João Baptista Gomes dos; Balbachevsky, Daniel; Chap, Eduardo Chap; Albertoni, Walter Manna; Faloppa, Flávio.
Título: Are distal radius fracture classifications reproducible? Intra and interobserver agreement / As classificações das fraturas do rádio distal são reprodutíveis? Concordância intra e interobservadores
Fonte: Säo Paulo med. j;126(3):180-185, May 2008. tab.
Idioma: en.
Resumo: CONTEXT AND OBJECTIVE: Various classification systems have been proposed for fractures of the distal radius, but the reliability of these classifications is seldom addressed. For a fracture classification to be useful, it must provide prognostic significance, interobserver reliability and intraobserver reproducibility. The aim here was to evaluate the intraobserver and interobserver agreement of distal radius fracture classifications. DESIGN AND SETTING: This was a validation study on interobserver and intraobserver reliability. It was developed in the Department of Orthopedics and Traumatology, Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina. METHOD: X-rays from 98 cases of displaced distal radius fracture were evaluated by five observers: one third-year orthopedic resident (R3), one sixth-year undergraduate medical student (UG6), one radiologist physician (XRP), one orthopedic trauma specialist (OT) and one orthopedic hand surgery specialist (OHS). The radiographs were classified on three different occasions (times T1, T2 and T3) using the Universal (Cooney), Arbeitsgemeinschaft für Osteosynthesefragen/Association for the Study of Internal Fixation (AO/ASIF), Frykman and Fernández classifications. The kappa coefficient (κ) was applied to assess the degree of agreement. RESULTS: Among the three occasions, the highest mean intraobserver k was observed in the Universal classification (0.61), followed by Fernández (0.59), Frykman (0.55) and AO/ASIF (0.49). The interobserver agreement was unsatisfactory in all classifications. The Fernández classification showed the best agreement (0.44) and the worst was the Frykman classification (0.26). CONCLUSION: The low agreement levels observed in this study suggest that there is still no classification method with high reproducibility.

CONTEXTO E OBJETIVO: Para que as classificações das fraturas possam ser úteis, elas devem prover o prognóstico, apresentar concordância interobservador e reprodutibilidade intraobservador. O objetivo foi avaliar a concordância intra e interobservadores das classificações das fraturas do rádio distal. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo de validação (concordância intra e interobservadores), desenvolvido no Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (Unifesp-EPM), São Paulo, Brasil. MÉTODO: Foram avaliadas 90 fraturas do rádio distal com desvio por meio de radiografias por cinco observadores (um médico residente de Ortopedia do terceiro ano, um graduando do sexto ano de medicina, um médico radiologista, um ortopedista especializado em trauma e um ortopedista especializado em cirurgia da mão) em três momentos diferentes, empregando as classificações Universal (Cooney), AO/ASIF (Osteosynthesfragen/Association for the Study of Internal Fixation), Frykman e Fernández. Aplicou-se o coeficiente de concordância kappa (κ) para avaliação das classificações. RESULTADOS: O maior κ intraobservador médio, se considerarmos os três momentos, foi da classificação Universal (κ = 0,61), seguida da Fernández (κ = 0,59), Frykman (κ = 0,55) e AO/ASIF (κ = 0,49). A concordância interobservador foi insatisfatória em todas as classificações. A classificação de Fernández mostrou a melhor concordância (κ = 0,44) e a pior foi a de Frykman (κ = 0,26). CONCLUSÃO: Os baixos níveis de concordância observados neste estudo sugerem que atualmente ainda não há um método de classificação plenamente reprodutível.
Descritores: Fraturas do Rádio/classificação
-Fratura de Colles/classificação
Fratura de Colles
Variações Dependentes do Observador
Prognóstico
Reprodutibilidade dos Testes
Estudos Retrospectivos
Fraturas do Rádio
Sensibilidade e Especificidade
Limites: Adulto
Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Atallah, Alvaro Nagib
Albertoni, Walter Manna
Texto completo
Id: lil-463528
Autor: Belloti, João Carlos; Santos, João Baptista Gomes dos; Atallah, Álvaro Nagib; Albertoni, Walter Manna; Faloppa, Flavio.
Título: Fractures of the distal radius (Colles' fracture)
Fonte: Säo Paulo med. j;125(3):132-138, May 2007. graf.
Idioma: en.
Resumo: CONTEXT AND OBJECTIVE: Although Colles' fracture is a common clinical situation for the orthopedist, we did not find any information in the literature that would allow safe decision-making on the best treatment for each fracture type. The aim of the present study was to investigate Brazilian orthopedists' opinions regarding the main aspects of treatments for Colles' fracture. DESIGN AND SETTING: Cross-sectional study conducted during the 34th Brazilian Congress of Orthopedics and Traumatology. METHODS: Five hundred questionnaires containing 12 items were randomly distributed to orthopedists who were attending the congress; 439 were filled out correctly and were considered in this study. RESULTS: The main factors in making decisions on interventions in fracture cases were whether the fracture was intra-articular, the existence of shortening of the distal radius and the patient's age. The classification method most used was Frykmann. The closed reduction method most used was manual reduction. The principal surgical interventions were percutaneous pinning (39 percent), external fixation (27 percent) and volar plate (19 percent). Most of the interviewees only used bone grafts for osseous gaps in special cases. The most frequent complications were impairment of joint mobility and residual pain. CONCLUSIONS: Brazilian orthopedists have concordant opinions regarding conservative treatment methods and the use of bone grafts. There were conflicting opinions regarding surgical treatment methods, classification types and complications.

CONTEXTO E OBJETIVO: Embora as fraturas de Colles sejam uma situação clínica comum para os ortopedistas, não encontramos na literatura elementos que permitam decidir com segurança sobre a melhor forma de tratamento para cada tipo dessas fraturas. O objetivo deste estudo foi verificar a conduta dos ortopedistas brasileiros quanto aos principais aspectos do tratamento das fraturas de Colles. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal, realizado durante o 34° Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, São Paulo (SP). MÉTODOS: 500 questionários, com 12 itens foram distribuídos aleatoriamente aos congressistas, sendo que 439 foram corretamente preenchidos e considerados no estudo. RESULTADOS: Os principais fatores para a decisão e opção da forma de tratamento foram o grau de acometimento articular, o encurtamento do rádio e a idade. O método de classificação das fraturas do rádio distal mais utilizada é o de Frikmann. Como métodos cirúrgicos, 39 por cento dos entrevistados utilizam uma das três técnicas de pinagem percutânea, 27 por cento utilizam o fixador externo e 19 por cento utilizam osteossíntese com placa volar. Quanto à utilização de enxerto ósseo, a maioria dos entrevistados somente o utiliza em casos especiais. As complicações mais freqüentes foram a restrição do arco de movimento e a dor residual. CONCLUSÃO: A conduta do ortopedista brasileiro é concordante quanto à forma de tratamento conservador e à utilização de enxerto ósseo. Há conflito de opiniões quanto ao método de classificação das fraturas; aos métodos de tratamento cirúrgico e às complicações.
Descritores: Fratura de Colles/terapia
Ortopedia/métodos
-Brasil
Transplante Ósseo/métodos
Consenso
Estudos Transversais
Tomada de Decisões
Ortopedia/estatística & dados numéricos
Inquéritos e Questionários
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-310758
Autor: Mendoza Lemus, Oscar fernando; Mendoza Mendoza, José G; Salinas Garza, Ricardo; Arellano Pérez Vertti, Rubén D.
Título: Fractura de Colles: correlación anatomo-funcional mediante el esquema de Green y O'Brian / Colles's fracture: anatomo-functional correlationship based upon the Green and O'Brian scale
Fonte: Rev. mex. ortop. traumatol;15(3):101-105, mayo-jun. 2001. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo. Comparar los resultados anatómicos con los clínicos en pacientes tratados por fractura de Colles unilateral, según los criterios de Green y O'Brian. Material y métodos. De 30 pacientes con fractura de Colles unilateral tratados de marzo a julio de 1998, se presenta una serie de 19 por llenar criterios de inclusión al no tratarse de fracturas con antecedentes patológicos. Se comparó su estudio clínico y radiográfico inicial y final y los pacientes llenaron un cuestionario de evaluación personal de su resultado. Resultados. Independientemente del tratamiento, que fue cerrado en 17 de los 19 casos, los resultados fueron excelentes en 31 por ciento, buenos en 15 por ciento, regulares en 26 por ciento y malos en 26 por ciento. Asimismo, la correlación se pudo establecer en 52 por ciento (10 casos) y no así en los restantes nueve, ya fuera por un mal resultado radiológico y buen curso clínico o viceversa. Conclusión. No existe regla absoluta entre resultado anatómico y funcional. El mejor resultado funcional se obtiene en los casos que se apegaron estrictamente al programa domiciliario de rehabilitación.
Descritores: Pinos Ortopédicos
Fratura de Colles
Fixação Interna de Fraturas/métodos
Assistência Domiciliar
-Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: MX1.1 - CENIDSP - Centro de Información para Decisiones en Salud Pública


  9 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-272143
Autor: Angelini, Luiz Carlos.
Título: Tratamento das fraturas articulares e metafisárias, simples ou cominutivas, AO/ASIF C2 - C3, do rádio distalk, pelo método da fixação externa associada a enxêrto ósseo homólogo / Treatment of the articular and methaphyseal simple or commutive fractures, AO/ASIF C2 - C3, of distal radio, for methods of extern fixation associate homologus bone transplantation.
Fonte: São Paulo; s.n; 1998. 149 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Säo Paulo. Escola Paulista de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O autor apresenta estudo prospectivo onde utiliza o método da fixação externa associado a enxerto ósseo homólogo, para o tratamento de fraturas metafisárias, intraarticulares cominutivas do rádio distal. Trinta e seis pacientes com idade média de 52,19 anos, foram tratados por este método. O acompanhamento teve um tempo médio de 31,11 meses. Os resultados funcionais foram avaliados pelo método de Green e O'Brien, modificado por Cooney e colaboradores (1987) e os anatômicos pelo método de Sheck(1962) sndo considerados satisfatórios em sua totalidade. As complica'oes relatadas não modificaram os resultados finaios e os dados relativos à quantificação de massa óssea por densitometria ósseo, significante, não mostraram perda de conteúdo osso, nos punhos operados em comparação com os não afetados pós análise estatística
Descritores: Transplante Ósseo
Fratura de Colles
Fixadores Externos
Fraturas do Rádio
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central
BR1.2; 3563


  10 / 25 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-248282
Autor: Avila Barajas, Francisco Javier.
Título: Conceptos actuales en las fracturas distales del radio / Current concepts in distal fractures of the radius
Fonte: Rev. mex. ortop. traumatol;12(2):116-7, mar.-abr. 1998. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: De marzo de 1995 a marzo de 1996 se hizo un estudio prospectivo de 22 pacientes con 23 fracturas distales del radio. Fueron 14 del sexo masculino y 8 del femenino, con edad de 37 a 74 años (promedio 5.5). El resultado en general fue satisfactorio, teniendo en cuenta que todos los casos se trataron en forma diferente: las tipo I y IIa de la clasificación ®universal¼ con aparato enyesado después de la reducción, las tipo IIb, III y IVa con enclavamiento percutáneo después de la reducción; finalmente en las tipo IVb y IVc se utilizó fijador externo y ligamentotaxis. El resultado fue excelente en 15, casos bueno en 5 y malo en 3
Descritores: Fratura de Colles/diagnóstico
Fratura de Colles/reabilitação
Fratura de Colles/terapia
Fixadores Externos/estatística & dados numéricos
Fraturas do Rádio/classificação
Fraturas do Rádio/diagnóstico
Fraturas do Rádio/terapia
-Epidemiologia Descritiva
Estudos Prospectivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: MX1.1 - CENIDSP - Centro de Información para Decisiones en Salud Pública



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde