Base de dados : LILACS
Pesquisa : C07.320.830.700 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 155 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 16 ir para página                         

  1 / 155 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1022853
Autor: Sánchez Alemán, José Antonio; García Guerrero, Claudia Carmiña.
Título: Categorización del fracaso para el tratamiento endodóntico primario / Categorization of failure for primary endodontic treatment
Fonte: Acta odontol. Colomb. (En linea);9(2):10-23, 2019. Ilus, Tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: caracterizar la enfermedad periapical posterior al tratamiento endodóntico primario realizado en una cohorte de individuos asistentes a las clínicas de la Especialidad en Endodoncia de la Facultad de Odontología de la Universidad Nacional de Colombia. Métodos: se realizó un estudio observacional retrospectivo en una muestra de 232 dientes con tratamiento endodóntico primario, procedentes de 155 individuos. Un análisis de frecuencia estimó la prevalencia entre la presencia de enfermedad periapical y las siguientes covariables: sexo, edad, tipo y localización del diente, diagnóstico previo, condiciones del tratamiento endodóntico, y tipo de restauración. Resultados: se registró un 24% de prevalencia de enfermedad periapical en la población observada. De este porcentaje, el 13,7% fue categorizado como EPE y el 10,3% fue categorizado como EPP. La distribución por sexo fue de 59% para mujeres y 41% para hombres, con promedio de edad de 55,8 años. La prevalencia de la enfermedad fue mayor en molares (44%) y el diagnóstico pulpar más frecuente fue necrosis pulpar (34%). El 20% de los tratamientos analizados presentó longitud de obturación corta y, de ellos, el 54,3% se asoció con aparición de la enfermedad. Conclusiones: la longitud de obturación corta resultó ser el factor que registró mayor relación clínica con la aparición de la enfermedad. Se reconoce a la EPE como el verdadero fracaso del tratamiento endodóntico primario.

Objetive: Identify the characteristics of the periapical disease in the primary endodontic treatment, in teeth to individuals person that included in the Speciality in Endodontics of the Faculty of Dentistry of the Universidad Nacional de Colombia. Methods: Retrospective observational study in a population of 232 teeth from 155 individuals with primary endodontic treatment. A frequency analysis was performed, estimating the prevalence between, the presence of periapical disease and the covariables sex, age, type and location of tooth, previous diagnosis, conditions of endodontic treatment and type of restoration. Results: For the total study population, 24% has been periapical postreatment disease, was categorized in 13,7% as EPD and 10,3% as PPD. The distribution by sex included 59% women and 41% men, age average of 55,8 years. 20% of the analyzed treatments presented a short obturation length, of which 54,3% were associated with EPD. Conclusions: The short obturation length proved to be the factor that registered the greatest clinical relation with the onset of the disease. EPE is recognized as the true failure of primary endodontic treatment.
Descritores: Doenças Periapicais
-Periodontite Periapical
Obturação do Canal Radicular
Colômbia
Necrose da Polpa Dentária
Dente não Vital
Restauração Dentária Permanente
Limites: Seres Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: CO136.1 - Biblioteca


  2 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-998040
Autor: Yoshinari, Franciely Mariani Silva; Pereira, Key Fabiano Souza; Beraldo, Daniele Zafalon; Silva, Júlio César Leite da; Zafalon, Edilson José; Silva, Pedro Gregol da.
Título: Influence of Photodynamic Therapy in the Control of Postoperative Pain in Endodontic Treatment: A Cross-Sectional Randomized Clinical Trial
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;19(1):4369, 01 Fevereiro 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the postoperative pain at different times after endodontic treatment with and without the use of photodynamic therapy (PDT) of asymptomatic teeth with apical periodontitis. Material and Methods: In this cross-sectional randomized clinical trial, the treatment was performed in a single visit with and without the use of photodynamic therapy. The sample consisted of 10 patients with two teeth in the same jaw, but on different sides (splitmouth), subjected to the same endodontic treatment with reciprocating instrumentation in the apical foramen instrumentation limit. The teeth from each patient were randomly divided into two groups: G1 (Control): endodontic treatment without photodynamic therapy and G2 (PDT): received methylene blue 0.005% and irradiation with a low-level laser. The fillings were performed with a Touch'n Heat technical device and Ah Plus sealer. The treatments of G1 and G2 in the same patient were performed in an interval of 3 weeks between them and the blinding study was ensured during all long treatment. Postoperative pain was recorded using an adapted VAS scale in times of 6, 12, 24, 36, 48, and 72 hours. Results: In both groups, the highest value recorded at the VAS scale was 2 mm (no pain), and there were no statistically significant differences in postoperative pain between the groups at any observation times (p<0.05). Conclusion: The photodynamic therapy did not have advantages to control postoperative pain in endodontic treatments of asymptomatic teeth with apical periodontitis, since both groups showed low levels of pain in all patients evaluated.
Descritores: Fotoquimioterapia
Tratamento do Canal Radicular
Odontalgia
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Terapia com Luz de Baixa Intensidade/métodos
-Periodontite Periapical/diagnóstico
Brasil
Estudos Transversais/métodos
Estatísticas não Paramétricas
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Estudos de Avaliação
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  3 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1015529
Autor: Paz, Luiza Riomar.
Título: Avaliação da taxa de sucesso do tratamento endodôntico de dentes com periodontite apical utilizando procedimentos complementares de desinfecção: estudo clínico prospectivo / Evaluation of the success rate of endodontic treatment of teeth with apical periodontitis using complementary disinfection procedures: a prospective clinical study.
Fonte: São Paulo; s.n; 20180000. 87 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Este estudo clínico prospectivo avaliou a taxa de sucesso do tratamento endodôntico utilizando um protocolo antimicrobiano definido. Trinta e cinco dentes unirradiculares com periodontite apical primária foram submetidos ao tratamento endodôntico. O preparo químico-cirúrgico foi realizado com instrumentos reciprocantes, utilizando NaOCl 2,5%, seguidos de ativação com o instrumento XP-endo Finisher e irrigação ultrassônica passiva como procedimentos complementares de desinfecção (PCD) na 1a consulta. Os canais radiculares foram preenchidos com pasta de hidróxido de cálcio por 14 dias e obturados após reinstrumentação dos canais radiculares na 2a consulta. Coletas microbiológicas realizadas no momento da obturação, analisadas por qPCR baseada em 16S rDNA, foram correlacionadas com o prognóstico do tratamento. Vinte e sete casos retornaram para acompanhamento, aproximadamente 12 meses após o tratamento. O sucesso do tratamento endodôntico foi analisado baseado em critérios clínicos, radiográficos e tomográficos. A análise das imagens foi realizada por 2 avaliadores treinados, com valor de Kappa igual a 0,74 e 0,6 para tomografia e radiografia, respectivamente. A tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) apresentou maior especificidade (37%) pós tratamento quando comparada com a radiografia periapical (59,3%) (p = 0,03). Porém, quando o sucesso do tratamento foi analisado pela ausência ou redução da lesão periapical, ambos os métodos apresentaram o mesmo índice de sucesso (89%). A variação do volume das lesões periapicais foi significativa 1 ano após o tratamento (p < 0.0001). Dos 22 casos que possuíam dados microbiológicos, 32% apresentaram reações qPCR positivas no momento da obturação. A presença de baixos níveis de DNA bacteriano no momento da obturação dos canais radiculares não exerceu influência no prognóstico do tratamento. Concluiu-se que a taxa de sucesso do tratamento endodôntico utilizando PCD foi elevada, provavelmente devido à drástica redução bacteriana promovida pelo protocolo estudado.
Descritores: Periodontite Periapical
Tratamento do Canal Radicular
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  4 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1009541
Autor: Pereira, Renato Felipe.
Título: Estudo dos mecanismos envolvidos no desenvolvimento de resistência à insulina em ratos com lesão periapical / Study of the mechanisms involved in the development of insulin resistance in rats with periapical lesion.
Fonte: Araçatuba; s.n; 2018. 73 p. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho". Faculdade de Odontologia de Araçatuba para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Nos últimos anos, a relação entre infecções orais e desordens sistêmicas tem se consolidado como área de grande interesse na comunidade cientifica médica e odontológica. A lesão periapical (LP) é caracterizada como uma inflamação oral e está associada ao aumento da quantidade de citocinas pró-inflamatórias que possivelmente induzem resistência insulínica (RI). A RI é definida como a incapacidade dos tecidos periféricos em responder adequadamente às concentrações fisiológicas deste hormônio, no entanto, os mecanismos que causam RI não são totalmente compreendidos. Estudos anteriores do nosso laboratório observaram que a LP promove aumento das concentrações plasmáticas de TNF-α, prejuízos na transdução do sinal insulínico e redução do conteúdo de GLUT4 na membrana plasmática em tecido muscular esquelético, indicando uma relação entre LP e RI. Tais achados evidenciam a necessidade de realizar mais estudos para verificar os mecanismos envolvidos nestas alterações. O presente estudo, conduzido em ratos com LP, teve como objetivos: 1) calcular o índice HOMA-IR a partir dos concentrações plasmáticas de glicose e insulina 2) avaliar conteúdo total das proteínas inflamatórias (JNK, IKKα/ e TNF-) no músculo gastrocnêmio (MG) e o grau de fosforilação de JNK e IKKα/ no mesmo tecido; 3) verificar a presença de macrófagos infiltrados por meio da detecção da proteína F4/80 em MG; 4) quantificar a expressão de fatores de transcrição envolvidos com a diferenciação de linfócitos no baço (T-bet, GATA3 e FOXP3); 5) analisar as concentrações plasmáticas de LPS, HSP70, INF, IL-4, TGF- . Para tanto, foram utilizados 45 ratos Wistar (2 meses de idade) distribuídos em três grupos: a) ratos do grupo controle, sem a LP (CN); b) ratos com LP induzida em primeiro molar superior direito (apenas uma lesão) (1LP); c) ratos com LP induzida em primeiros e segundos molares superiores e inferiores do lado direito (total de quatro lesões) (4LP). A LP foi induzida empregando-se broca em aço carbono dotada de esfera na extremidade com 0,1 mm. A análise estatística foi realizada por análise de variância (ANOVA), seguida pelo teste de Tukey. O nível de significância adotado foi de 5% (alfa=5%). Os resultados demonstraram uma redução na sensibilidade à insulina e um aumento do conteúdo de macrófagos ao redor das fibras musculares nos grupos LP. O grau de fosforilação de JNK e IKKα/ no MG também foi maior nos grupos LP em relação ao grupo CN. Não foi observada diferença entre os grupos no conteúdo de TNF- no MG. A expressão gênica de T-bet foi elevada nos grupos LP enquanto que a expressão de FOXP3 monstrou-se reduzida. A expressão de GATA3 foi reduzida no grupo 1LP e elevada no grupo 4LP. Em relação às alterações sistêmicas, foi observado um aumento de LPS, HSP70 e INF-γ nos grupos LP e redução de IL-4 nos mesmos grupos quando comparados ao CN. Nenhuma diferença foi observada entre os grupos em relação ao TGF-ß. Baseados nos resultados do presente estudo, podemos inferir que tanto a imunidade inata como a imunidade adaptativa podem contribuir para a RI observada em ratos com LP. Dentre os possíveis mecanismos responsáveis por essas alterações destaca-se o recrutamento de macrófagos, ativação de vias inflamatórias no tecido muscular e uma modulação da expressão gênica de linfócitos no baço(AU)

In the last few years, the relationship between oral infections and systemic disorders has been consolidated as an issue of great interest in the medical and dental scientific community. The periapical lesion (PL) is characterized as an oral inflammation and is associated with an increase in the levels of pro-inflammatory cytokines that possibly induce insulin resistance (IR). IR is defined as the inability of peripheral tissues to respond adequately to the physiological concentrations of this hormone, however, mechanisms that cause IR are not fully understood. Previous studies performed by our laboratory have found that PL promotes an increase in plasma TNF-α concentrations, impairment of insulin signal transduction, and reduction of plasma membrane GLUT4 content in skeletal muscle tissue, indicating a relationship between PL and IR. These findings highlight the need for further studies to verify the mechanisms involved in these changes. The present study was conducted in rats with PL and aimed: 1) to calculate the HOMA-IR index from the plasma glucose and insulin levels 2) to evaluate the total content of the inflammatory proteins (JNK, IKKα/ß and TNF-α) in the gastrocnemius muscle (GM) and the JNK and IKKα/ß phosphorylation status in the same tissue; 3) to verify the presence of infiltrated macrophages by F4/80 protein detection of in GM; 4) to quantify the expression of transcription factors involved in the lymphocytes differentiation into spleen (T-bet, GATA3 and FOXP3); 5) to analyze the plasma concentrations of LPS, HSP70, INF-γ, IL-4, TGF-ß. For this purpose, 45 Wistar rats (2 months of age) were distributed in three groups: a) control rats without PL (CN); b) rats with PL induced in the upper right first molar (only one lesion) (1PL); c) rats with PL induced in the first and second upper and lower right molars (total of four lesions) (4PL). PL was induced using a surgical round bur 0.1 mm diameter. Statistical analysis was performed by analysis of variance (ANOVA) followed by the Tukey test. The adopted level of significance was 5% (alpha = 5%). The results demonstrated a reduction in insulin sensitivity and an increase in the macrophages content around the muscle fibers in the PL groups. The JNK and IKKα/ß phosphorylation status in GM was also higher in the PL groups than in the CN group. No difference was observed among groups in TNF-α content in GM. The T-bet gene expression was elevated in the PL groups while the FOXP3 expression was reduced. GATA3 expression was reduced in the 1PL group and elevated in the 4PL group. In relation to the systemic alterations, an increase of LPS, HSP70 and INF-γ and a reduction of IL-4 were observed in the PL groups compared to the CN group. No difference was observed among groups in TGFß concentrations. Based on the results of the present study, we can suggest that both innate and adaptive immunity may contribute to the IR observed in rats with PL. Among the possible mechanisms responsible for these changes are the macrophages recruitment, inflammatory pathways activation in muscle tissue and a modulation of the gene expression of lymphocytes in the spleen(AU)
Descritores: Periodontite Periapical
Resistência à Insulina
-Ratos Wistar
Responsável: BR186.1 - Biblioteca Honório Monteiro
BR186.1


  5 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1009390
Autor: Carvalho, Alexandre Pinheiro Lima de.
Título: Avaliação microbiológica de um protocolo de tratamento endodôntico utilizando procedimentos complementares de desinfecção após o preparo químicocirúrgico em dentes com periodontite apical / Microbiological evaluation of an endodontic treatment protocol using supplementary disinfection procedures after the chemical-surgical preparation in teeth with apical periodontitis.
Fonte: São Paulo; s.n; 20180000. 96 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Procedimentos clínicos complementares realizados após o preparo químico-cirúrgico de canais radiculares visam potencializar a limpeza e desinfecção após a fase de preparo. O objetivo deste trabalho foi avaliar, por métodos moleculares baseados em rDNA e rRNA, a eficácia antimicrobiana de procedimentos complementares de primeira e de segunda sessão, realizados após o PQC em dentes com periodontite apical. Baseado em estudo piloto prévio, amostras microbiológicas dos canais radiculares de 20 dentes unirradiculares com periodontite apical foram coletadas na primeira sessão clínica: após a cirurgia de acesso (S1), após o PQC realizado com Sistema Reciproc e NaOCl 2,5% (S2), após a utilização do instrumento XP-endo Finisher (S3a), e após a ativação ultrassônica (S3b). Na segunda sessão clínica as amostras foram coletadas após medicação intracanal entre sessões por 14 dias (S4), e após o repreparo dos canais na segunda sessão de tratamento (S5). As amostras foram submetidas à extração de DNA e RNA. O RNA foi submetido à reação de transcrição reversa (RT-PCR) para confecção da fita dupla de DNA complementar (cDNA). DNA e cDNA foram submetidos a reações de qPCR, com iniciadores universais para a região 16S rRNA do domínio Bacteria. A atividade metabólica das bactérias foi verificada através da relação entre os níveis de rRNA e rDNA das amostras baseados nos dados dos ensaios de qPCR. Os dados foram analisados pelo teste de Wilcoxon para amostras pareadas (p < 0,05). Todas amostras S1 foram positivas para bactérias (mediana: 1,79 x 105 cópias de rDNA). Doze canais (60%) permaneceram infectados em S2, com uma redução significativa de rDNA (mediana: 7,58 x 103; P = 0,0001). Em S3a e S3b, o número de canais infectados reduziu para 11 (55%) e 10 (50%), respectivamente, e aumentou para 14 (70%) em S4; porém não houve diferenças significativas entre os níveis de rDNA bacteriano quando essas amostras foram comparadas às amostras S2 ou comparadas entre si (P > 0,05). A prevalência de canais infectados voltou a cair em S5 para 6 (30%) e o número cópias de rDNA bacteriano detectado reduziu de maneira significativa quando comparado às amostras S4 (p = 0,0061). Nas amostras positivas para os 2 métodos, os níveis de rRNA foram significativamente maiores do que os níveis de rDNA nas amostras S1 (p = 0,0007) e S4 (p = 0,0499), indicando um alto metabolismo bacteriano. A relação dos níveis de rRNA e de rDNA revelou uma redução do metabolismo de bactérias totais em S2, S3a e S3b e um aumento significativo do metabolismo bacteriano em S4 (p = 0,0173) quando comparado a S3b. Concluiu-se que: o PQC promoveu redução dos níveis e da atividade metabólica de bactérias nos canais radiculares; o uso do instrumento XP-endo Finisher e ativação ultrassônica não contribuiu para uma desinfecção adicional na primeira sessão; após o uso de Ca(OH)2 como medicação intracanal, houve um aumento no metabolismo de bactérias persistentes; o repreparo dos canais radiculares após medicação intracanal, na segunda sessão, promoveu maior desinfecção do que os procedimentos realizados na primeira sessão do tratamento de dentes com periodontite apical.
Descritores:
Periodontite Periapical
Hidróxido de Cálcio
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  6 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-997868
Autor: Romero Cazares, Roberto Xavier.
Título: Efeito da ativação ultrassônica da pasta de hidróxido de cálcio na atividade metabólica de bactérias em canais radiculares: Estudo clínico randomizado / Effect of the ultrasonic activation of calcium hydroxide paste on the metabolic activity of bacteria in root canals: A randomized clinical trial.
Fonte: 20180000; s.n; 20180000. 95 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Protocolos complementares de desinfecção estão sendo investigados com o objetivo de promover uma maior redução de bactérias viáveis após o preparo químico-cirúrgico dos canais radiculares. Este estudo clínico randomizado comparou o efeito da ativação ultrassônica da pasta de hidróxido de cálcio com o da pasta não ativada na redução da atividade metabólica de bactérias nos canais radiculares. Vinte pacientes com necrose pulpar e periodontite apical assintomática foram alocados de forma randomizada em dois grupos de acordo com o protocolo de medicação intracanal: Grupo UA - ativação ultrassônica da pasta de hidróxido de cálcio (n=10) e Grupo NA - não ativação da pasta (n=10). Amostras microbiológicas dos canais radiculares foram coletadas após os procedimentos de: cirurgia de acesso (S1), preparo químico-cirúrgico (S2), irrigação ultrassônica passiva (PUI) (S3) e medicação intracanal entre sessões com pasta de hidróxido de cálcio, com ou sem ativação ultrassônica (S4). As amostras endodônticas foram submetidas à extração de DNA e RNA. O RNA foi submetido à reação de transcrição reversa para confecção de DNA complementar (cDNA). O efeito dos procedimentos endodônticos na redução bacteriana foi determinado por qPCR baseada em rDNA, utilizando iniciadores universais para a região 16S rRNA do domínio Bacteria. A atividade metabólica das bactérias foi calculada pela razão rRNA/rDNA baseados nos dados dos ensaios de qPCR. Bactérias foram consideradas metabolicamente ativas quando a razão era maior ou igual a 1. A análise intragrupo foi realizada pelos testes de Wilcoxon e Q de Cochran; enquanto a análise entre os grupos foi realizada pelos testes de Mann-Whitney e Exato de Fisher (P < 0,05). As amostras S1 apresentaram uma mediana de 2,38 x 106 e 1,60 x 105 cópias de rDNA nos grupos UA e NA, respectivamente. Após o preparo químico-cirúrgico houve uma redução significativa de rDNA bacteriano nos dois grupos (UA: 2,14 x 103; NA: 7,48 x 103; P < 0,01 para ambos). Porém, 80% e 90% dos casos permaneceram com bactérias metabolicamente ativas após o preparo químico-cirúrgico nos grupos UA e NA, respectivamente. A PUI contribuiu para a redução do número de canais com bactérias ativas nos dois grupos (UA: 60%; NA: 50%). No grupo UA, esse número caiu para 30% após o protocolo da medicação intracanal com ativação ultrassônica, com uma diferença significativa entre S1 e S4 (P < 0,05). Por outro lado, no grupo NA, 60% dos canais continham bactérias metabolicamente ativas. A análise entre os grupos revelou uma diferença significativa entre os protocolos de medicação intracanal quanto ao metabolismo bacteriano em S4 (P < 0,05). Concluiu-se que a ativação ultrassônica da pasta de hidróxido de cálcio foi mais efetiva do que a pasta não ativada em reduzir o metabolismo bacteriano.
Descritores:
Periodontite Periapical
Hidróxido de Cálcio
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  7 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-975694
Autor: Fuentes, Ramón; Álvarez, Giannina; Arias, Alain; Borie-Echevarría, Evelyn; Dias, Fernando.
Título: Periodontitis apical: caracterización histológica y morfométrica de quistes radiculares y granulomas periapicales / Apical periodontitis: histological and morphometric characterization of radicular cysts and periapical granulomas
Fonte: Int. j. morphol;36(4):1268-1274, Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La periodontitis apical es una patología inflamatoria que afecta los tejidos periapicales de un diente desvitalizado. El objetivo de este estudio fue caracterizar histológica y morfométricamente las lesiones de quistes y granulomas utilizando microscopía óptica. Se analizaron seis biopsias obtenidas de dientes con indicación de exodoncia. El análisis histológico se realizó mediante microscopía óptica y microfotografías, con análisis de contraste de imágenes y conteo celular mediante ImageJ. Descripción de las características histológicas: en los quistes se observaron cavidades rodeadas de epitelio escamoso estratificado no queratinizado y una cápsula fibrosa compuesta de fibrocitos, fibroblastos e infiltrado inflamatorio crónico; en los granulomas se observaron capilares, una capsula fibrosa de fibrocitos/fibroblastos y un infiltrado inflamatorio de predominio linfocitario. Cuantificación del número celular de infiltrado inflamatorio: para quistes fue de 9,2 cel/10000 µm2, mientras que para granulomas fue de 20,8 cel/10000 µm2, sin diferencias estadísticas significativas entre ambos (p=0,654). Cuantificación del número celular de fibrocitos/fibroblastos: para quistes fue de 15,4 cel/10000 µm2, mientras que para granulomas fue de 18,5 cel/10000 µm2, sin diferencia estadística significativa (p=0,499). Porcentaje de colágeno tipo I: para los quistes fue de 37,8±19,2 %, mientras que para granulomas fue de 33,8±23,3 %, sin diferencias estadísticas significativas (p=0,704). Se observó una correlación negativa moderada para el infiltrado inflamatorio (R=0,637) y una correlación positiva baja para fibrocitos/fibroblastos (R=0,121), en relación a la cantidad de colágeno tipo I. Medición del área de las lesiones periapicales: el promedio total de las lesiones fue de 10,7±5,0 mm2, siendo el mayor tamaño un quiste de 18,1 mm2 y el menor un granuloma de 5,2 mm2. El análisis histológico permite realizar un diagnóstico diferencial de lesiones con características similares y así definir el tratamiento más adecuado.

Apical periodontitis is an inflammatory pathology that affects the periapical tissues of a devitalized tooth. The aim of this study was to histologically and morphometrically characterize lesions of cysts and granulomas using light microscopy. Six biopsies obtained from teeth with indication of exodontia were analyzed. The histological analysis was carried out by means of optical microscopy and microphotographs, with contrast analysis of images and cell count by ImageJ. A description of the histological characteristics was made, observing the cavities surrounded by stratified squamous non-keratinized epithelium and a fibrous capsule composed of fibrocytes, fibroblasts and chronic inflammatory infiltrate; in the granulomas, capillaries, a fibrous capsule of fibrocytes/fibroblasts and a predominantly lymphocytic inflammatory infiltrate were observed. In relation to quantification of the cellular number of inflammatory infiltrate, for cysts itwas of 9.2 cel / 10000 mm2, while for granulomas it was 20.8 cel / 10000 mm2, without significant statistical differences between both (p = 0.654). The quantification of the fibrocyte / fibroblast cell number was, for cysts, 15.4 cells / 10000 mm2, while for granulomas it was 18.5 cells / 10000 mm2, without significant statistical difference (p = 0.499). With respect to the percentage of collagen type I, for the cysts was 37.8 ± 19.2%, while for granulomas it was 33.8 ± 23.3%, without significant statistical differences (p = 0.704). A moderate negative correlation was observed for the inflammatory infiltrate (R = 0.667) and a low positive correlation for fibrocytes / fibroblasts (R = 0.121), in relation to the amount of type I collagen. Measurement of the area of the periapical lesions: the total average of lesions were 10.7 ± 5.0 mm2, the largest being a cyst of 18.1 mm2 and the smallest a granuloma of 5.2 mm2. The histological analysis allows to make a differential diagnosis of lesions with similar characteristics and thus define the most appropriate treatment.
Descritores: Granuloma Periapical/patologia
Periodontite Periapical/patologia
Cisto Radicular/patologia
-Biópsia
Dente não Vital
Microscopia
Limites: Seres Humanos
Meia-Idade
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  8 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-746942
Autor: Obregón Miano, Fabián A; Garrido, Mauricio; Dezerega, Andrea; Hernández Ríos, Marcela.
Título: Actividad de metaloproteinasa de matriz extracelular-9 en fluido crevicular gingival durante la respuesta reparativa en periodontitis apical asintomática / Activity of matrix metalloproteinase-9 in gingival crevicular fluid during the reparative phase in asymptomatic apical periodontitis
Fonte: Rev. clín. periodoncia implantol. rehabil. oral (Impr.);8(1):54-59, 2015. ilus.
Idioma: es.
Projeto: FONDECYT.
Resumo: OBJETIVO: Los procesos destructivos del periodonto apical están en su mayoría mediados por proteasas específicas. Existe evidencia de que los niveles de metaloproteinasa de matriz extracelular-9 (MMP-9) en el fluido crevicular gingival (FCG) podrían reflejar la presencia de periodontitis apical asintomática (PAA). El objetivo de este estudio fue evaluar la actividad de MMP-9 durante la respuesta reparativa periapical en controles postendodóncicos entre una semana y 6 meses y en controles sanos. MATERIALES Y MÉTODOS: En este estudio prospectivo se incluyeron 28 pacientes con periodontitis apical asintomática, y se tomaron muestras de FCG a partir de dientes con PAA en línea base y controles postendodóncicos de una semana, uno, 3 y 6 meses. Adicionalmente se incluyeron controles contralaterales sanos. Las muestras se eluyeron y analizaron mediante gelatinogramas y densitometría. RESULTADOS: En pacientes con periodontitis apical asintomática se identificaron tanto la proforma como la forma activa de la MMP-9. Estas presentaron aumentos significativos en controles postendodóncicos de 3 y 6 meses con signos de reparación periapical. CONCLUSIONES: Los niveles de MMP-9 aumentaron significativamente en dientes con diagnóstico de PAA durante la fase reparativa. Estos resultados sugieren que MMP-9 también cumpliría un papel fisiológico durante la reparación periapical, que es susceptible de ser evaluado a través del análisis del FCG.

OBJECTIVE: Apical destructive periodontal processes are largely mediated by specific proteases. Evidence supports that the levels of extracellular matrix metalloproteinase-9 (MMP-9) could reflect the presence of asymptomatic apical periodontitis (AAP) in gingival crevicular fluid (GCF). The aim of this study was to evaluate the activity of MMP-9 during reparative response in periapical post endodontic controls between 1 week and 6 months later and in healthy controls. MATERIALS AND METHODS: A prospective study was performed on 28 patients with a diagnosis of AAP. GCF samples were taken from AAP teeth at baseline and post-endodontic controls at 1 week, 1, 3 and 6 months. Additional healthy contralateral controls were obtained, and samples were eluted and analyzed by densitometric scanning and gelatin zymography. RESULTS: In patients with asymptomatic apical periodontitis, both the pro form and the active form of MMP-9 were identified. These showed significant increases in post-endodontic controls at three and six months, with signs of periapical repairing. CONCLUSIONS: MMP-9 levels significantly increased in teeth diagnosed with AAP during the reparative phase. These results suggest that MMP-9 might be involved in the healing of apical tissues that might be reflected in GCF.
Descritores: Periodontite Periapical/enzimologia
Periodontite Periapical/terapia
Líquido do Sulco Gengival/enzimologia
Metaloproteinase 9 da Matriz/metabolismo
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 155 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-964020
Autor: Soares, Yanna de Omena.
Título: Análise da influência de proteínas da matriz extracelular e fibrinogênio na formação de biofilme por cepas de Enterococcus faecalis isoladas de infecção endodôntica primária / Analysis of influence of extracellular matrix proteins and fibrinogen in biofilm formation by Enterococcus faecalis strains isolated from primary endodontic infection.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2016. 39 p. tab, ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Enterococcus faecalis é um patógeno oportunista com peculiar potencial para a manutenção da infecção perirradicular endodôntica após o preparo químico-mecânico do sistema de canais radiculares. Adicionalmente, possui aptidão para desenvolver-se em biofilme e apresenta em sua parede celular adesinas compatíveis com substratos colagênicos, como a composição da matriz extracelular da dentina e dos túbulos dentinários. Esse estudo propôs-se a caracterizar geneticamente 23 amostras de E faecalis isoladas de infecções endodônticas primárias através da técnica da reação em cadeia da polimerase (PCR, do inglês Polymerase Chain Reaction) e investigar a influência de COL I (colágeno tipo I), FN (fibronectina) e fibrinogênio (FBG) na formação de biofilme em superfície abiótica. Assim, após a sensibilização de ¾ dos poços de placas de poliestireno estéreis com 50 µl da solução de proteína de matriz (COL I, FN e FBG) na concentração de 1mg/ml, transferiu-se 50µl de suspensão bacteriana (1,5 x 108 bact/mL) correspondente a cada amostra, de modo a preencher tanto os poços sensibilizados como os não sensibilizados. A quantificação da formação de biofilme foi realizada por meio de leitura por densidade óptica, cujos resultados revelaram que houve formação de biofilme por todas as em superfície abiótica, porém com diferentes graus de intensidade. Todas as cepas foram identificadas geneticamente como Enterococcus faecalis e a presença do gene gelE foi dominante. Contudo, nenhuma apresentou amplificação para os genes esp e agg, e, apesar de 73,9% das amostras amplificarem para o gene ace, apenas 2 cepas (P7 e P75) isoladas de infecções endodônticas primárias tiveram aumento de formação de biofilme na presença de COL I (P<0,05). Embora a presença de FBG não forneça subsídio estatisticamente significante para a formação de biofilme, COL I e FN influenciaram na redução da formação do biofilme para a maior parte das amostras. É possível que a capacidade de formação de biofilme inerente ao E. faecalis e a afinidade para FN e COL I através da expressão gênica de ace contribuam substancialmente para a manutenção desse micro-organismo no ambiente radicular mesmo após o tratamento endodôntico minucioso.

Enterococcus faecalis is an opportunistic pathogen with peculiar potential to maintain the periradicular endodontic infection even after chemical-mechanical preparation of the root canal system. In addition, it has the ability to develop into biofilms and presents in your cell wall adhesins compatible with collagenous substrates, as the composition of the extracellular matrix of the dentine and dentinal tubules. This study aims to characterize genetically 23 samples of E. faecalis isolated from primary endodontic infections by Polymerase Chain Reaction (PCR) technique and investigate the influence of collagen type I (COL I), fibronectin (FN) and fibrinogen (FBG) in biofilm formation on abiotic surface. Thus, after the sensitization of ¾ the wells of sterile microtiter plates with 50 ul of matrix protein solution (COL I and FN FBG) at a concentration of 1mg / ml, was transferred 50mL of bacterial suspension (1.5 x 108 bact / ml) corresponding to each sample in order to fill both wells sensitized and non-sensitized. Quantification of biofilm formation was performed by optical density, so the results showed that there were biofilm formation by all strains on abiotic surface, but with different degrees of intensity. All strains were genetically identified as Enterococcus faecalis and the presence of gelE gene was prevalent. However, none showed amplification for the esp and agg gene, and, while 73.9% of the samples for amplifying ace gene, only 2 strains (P7 and P75) isolated from primary endodontic infections they had increased biofilm formation in the presence of COL I (P <0.05). Although the presence of FBG no provides significant support for the biofilm formation, COL I and FN were relevant influence in the reduction of biofilm formation for most of the samples. It is possible that the biofilm-forming ability inherent in E. faecalis and affinity for FN and COL I through ace gene expression contribute substantially to maintain of this microorganism in the root environment even after thorough endodontic treatment.
Descritores: Proteínas da Matriz Extracelular/biossíntese
Proteínas da Matriz Extracelular/fisiologia
Infecções por Bactérias Gram-Positivas
Enterococcus faecalis/genética
Cavidade Pulpar
Dentina
Genes Bacterianos
-Periodontite Periapical
Reação em Cadeia da Polimerase
Biofilmes
Preparo de Canal Radicular
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; 616.314, S676


  10 / 155 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-970275
Autor: Bruno, Fernanda Pinheiro.
Título: Prevalência, quantificação e viabilidade de Propionibacterium acnes nos canais radiculares de dentes com periodontite apical antes e após os procedimentos endodônticos de desinfecção: estudo molecular baseado em RNA e DNA / Prevalence, quantification and viability of Propionibacterium acnes in root canals of teeth with apical periodontitis before and after endodontic disinfection procedures: RNA- and DNA-based molecular study.
Fonte: São Paulo; s.n; 20180000. 79 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a taxa de detecção, quantidade e atividade metabólica de Propionibacterium acnes, antes e após os procedimentos endodônticos de desinfecção, utilizando métodos moleculares baseados em rRNA e rDNA. Foram selecionados 22 pacientes com necrose pulpar e periodontite apical assintomática. Amostras microbiológicas foram coletadas dos canais radiculares após a cirurgia de acesso (S1), após o preparo químico-cirúrgico realizado com Sistema Reciproc e NaClO- 2,5% (S2) e após medicação intracanal com Ca(OH)2 por 14 dias (S3). As amostras dos canais radiculares foram submetidas à extração de DNA e RNA. O RNA foi submetido à reação de transcrição reversa (RT) para confecção de DNA complementar (cDNA). DNA e cDNA foram submetidos a reações de qPCR utilizando iniciadores complementares à sequência de 16S rRNA de P. acnes. O efeito dos procedimentos endodônticos na redução bacteriana foi determinado por qPCR baseada em rDNA. A atividade metabólica bacteriana foi calculada pela razão rRNA/rDNA baseados nos dados dos ensaios de qPCR. Os dados foram analisados pelo teste de Wilcoxon para análise entre as amostras e teste de McNemar para comparação da taxa de detecção dos métodos baseados em rDNA e rRNA, com nível de significância de 5%. A taxa de detecção de P. acnes nas amostras endodônticas foi maior pelo método baseado em rRNA do que pelo método baseado em rDNA (P < 0,0001). P. acnes foi detectado em 36,4% (8/22) e 90,9% (20/22) das amostras S1 utilizando qPCR baseado em rDNA e rRNA, respectivamente. Nas amostras S2, P. acnes foi detectado em 36,4% (8/22) das amostras utilizando o método baseado em rDNA e em 86,4% (19/22) pelo método baseado em rRNA. Nas amostras S3, P. acnes persistiu em níveis detectáveis em todas as amostras positivas em S2. Na análise quantitativa, o nível médio de P. acnes foi 1,28 x 103 cópias de rDNA nas amostras S1. Não houve uma alteração significante dos níveis bacterianos nas amostras S2 e S3 quando comparadas às amostras S1 (P > 0,05). O número de cópias de rRNA foi maior do que o de rDNA em todas as amostras (P < 0,0001). Em S1, o valor mediano da razão rRNA/rDNA foi 7,93 (intervalo de 2,03 a 2,04 x 102). Essa razão permaneceu positiva em S2 (mediana 16,40, intervalo de 2,21 a 4,87 x 102) e S3 (mediana 25,34, intervalo de 0,58 a 1,05 x 103), sem diferença estatística na comparação entre as amostras S1-S2 e S2-S3 (ambos P > 0,05). Baseados nesses achados, concluiu-se que o ensaio de qPCR baseado em rRNA revelou uma alta prevalência de P. acnes nas infecções endodônticas primárias e que este permaneceu metabolicamente ativo nos canais radiculares após o preparo químico-cirúrgico e medicação intracanal.
Descritores: Periodontite Periapical
Propionibacterium acnes
Endodontia
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica



página 1 de 16 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde