Base de dados : LILACS
Pesquisa : C07.793.494.825 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 242 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 25 ir para página                         

  1 / 242 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-723155
Autor: Anon.
Título: An interview with Mark G. Hans
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(3):26-35, May-Jun/2014. graf.
Idioma: en.
Descritores: Ortodontia Corretiva/tendências
-Desenvolvimento Ósseo/fisiologia
Determinação da Idade pelo Esqueleto
Cefalometria/tendências
Estudos Longitudinais
Fatores Etários
Resultado do Tratamento
Remodelação Óssea/fisiologia
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Mordida Aberta/terapia
Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/instrumentação
Aparelhos de Tração Extrabucal
Ossos Faciais/crescimento & desenvolvimento
Má Oclusão/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Má Oclusão Classe III de Angle/terapia
Mandíbula/crescimento & desenvolvimento
Maxila/crescimento & desenvolvimento
Desenvolvimento Maxilofacial/fisiologia
Respiração Bucal/terapia
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Entrevista
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-751400
Autor: Pacheco, Maria Christina Thomé; Fiorott, Bruna Santos; Finck, Nathalia Silveira; Araújo, Maria Teresa Martins de.
Título: Craniofacial changes and symptoms of sleep-disordered breathing in healthy children
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);20(3):80-87, May-Jun/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: The main cause of mouth breathing and sleep-disordered breathing (SDB) in childhood is associated with upper airway narrowing to varying degrees. OBJECTIVE: The aim of this study was to assess the prevalence of morphological and functional craniofacial changes and the main clinical symptoms of SDB in healthy children. METHODS: A cross-sectional observational study was conducted. A sample comprising 687 healthy schoolchildren, aged 7-12 years old and attending public schools, was assessed by medical history, clinical medical and dental examination, and respiratory tests. The self-perceived quality of life of mouth breathing children was obtained by a validated questionnaire. RESULTS: Out of the total sample, 520 children were nose breathers (NB) while 167 (24.3%) were mouth breathers (MB); 32.5% had severe hypertrophy of the palatine tonsils, 18% had a Mallampati score of III or IV, 26.1% had excessive overjet and 17.7% had anterior open bite malocclusion. Among the MB, 53.9% had atresic palate, 35.9% had lip incompetence, 33.5% reported sleepiness during the day, 32.2% often sneezed, 32.2% had a stuffy nose, 19.6% snored, and 9.4% reported having the feeling to stop breathing while asleep. However, the self-perception of their quality of life was considered good. CONCLUSION: High prevalence of facial changes as well as signs and symptoms of mouth breathing were found among health children, requiring early diagnosis and treatment to reduce the risk of SDB. .

INTRODUÇÃO: a principal causa da respiração bucal e dos distúrbios respiratórios do sono (DRS) está associada ao estreitamento das vias aéreas superiores, em diferentes graus. OBJETIVO: avaliar a prevalência de alterações morfológicas e funcionais da face e os principais sintomas clínicos de DRS em crianças saudáveis. MÉTODOS: estudo transversal, observacional, com amostra de 687 escolares saudáveis, provenientes de escolas públicas, com idades entre 7 e 12 anos. Foram avaliados pela história clínica, exame clínico médico e odontológico e testes respiratórios. A autopercepção da qualidade de vida dos escolares com respiração bucal foi obtida por meio de um questionário validado. RESULTADOS: na amostra total, 520 crianças eram respiradoras nasais (RN) e 167 (24,3%) eram respiradoras bucais (RB); 32,5% tinham hipertrofia das amígdalas palatinas, 18% tinham índice Mallampati obstrutivo (III e IV); 26,1% tinham overjet exagerado e 17,7%, mordida aberta anterior. Entre os RB, 53,9% tinham palato atrésico; 35,9% com ausência de selamento labial; 33,5% relataram sonolência diurna; 32,2%, espirros frequentes; 32,2%, nariz entupido; 19,6% roncavam e 9,4% relataram ter a sensação de parar de respirar durante o sono. Entretanto, a autopercepção da qualidade de vida desses escolares foi considerada boa. CONCLUSÃO: foi encontrada alta prevalência de alterações faciais, de sinais e de sintomas clínicos de respiração bucal nos escolares saudáveis examinados, necessitando diagnóstico e tratamento para reduzir o risco de DRS. .
Descritores: Síndromes da Apneia do Sono/epidemiologia
Respiração Bucal/epidemiologia
-Palato/anormalidades
Exame Físico
Qualidade de Vida
Testes de Função Respiratória
Fases do Sono/fisiologia
Espirro/fisiologia
Ronco/epidemiologia
Tonsila Palatina/patologia
Brasil/epidemiologia
Doenças Nasais/epidemiologia
Prevalência
Estudos Transversais
Mordida Aberta/epidemiologia
Sobremordida/epidemiologia
Hipertrofia
Lábio/patologia
Má Oclusão/epidemiologia
Anamnese
Respiração Bucal/psicologia
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-757426
Autor: Pacheco, Maria Christina Thomé; Casagrande, Camila Ferreira; Teixeira, Lícia Pacheco; Finck, Nathalia Silveira; Araújo, Maria Teresa Martins de.
Título: Guidelines proposal for clinical recognition of mouth breathing children
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);20(4):39-44, July-Aug. 2015. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: Mouth breathing (MB) is an etiological factor for sleep-disordered breathing (SDB) during childhood. The habit of breathing through the mouth may be perpetuated even after airway clearance. Both habit and obstruction may cause facial muscle imbalance and craniofacial changes.OBJECTIVE: The aim of this paper is to propose and test guidelines for clinical recognition of MB and some predisposing factors for SDB in children.METHODS: Semi-structured interviews were conducted with 110 orthodontists regarding their procedures for clinical evaluation of MB and their knowledge about SDB during childhood. Thereafter, based on their answers, guidelines were developed and tested in 687 children aged between 6 and 12 years old and attending elementary schools.RESULTS: There was no standardization for clinical recognition of MB among orthodontists. The most common procedures performed were inefficient to recognize differences between MB by habit or obstruction.CONCLUSIONS: The guidelines proposed herein facilitate clinical recognition of MB, help clinicians to differentiate between habit and obstruction, suggest the most appropriate treatment for each case, and avoid maintenance of mouth breathing patterns during adulthood.

INTRODUÇÃO: a respiração bucal (RB) é um fator etiológico para os distúrbios respiratórios do sono (DRS) na infância. O hábito de respirar pela boca pode ser perpetuado mesmo depois da desobstrução das vias aéreas. Tanto o hábito quanto a obstrução podem causar desequilíbrios da musculatura facial e alterações craniofaciais. O objetivo deste trabalho é propor e testar uma diretriz para o reconhecimento clínico da RB e de alguns fatores predisponentes aos DRS em crianças.MÉTODOS: entrevistas semiestruturadas foram realizadas com 110 ortodontistas, com relação aos seus procedimentos para avaliação clínica da RB e aos seus conhecimentos sobre DRS na infância. A partir daí, com base nas respostas obtidas, uma diretriz foi desenvolvida e testada em 687 crianças, com 6 a 12 anos, oriundas de escolas de ensino fundamental.RESULTADOS: não existe padronização para o reconhecimento clínico da RB pelos ortodontistas. Os procedimentos mais comumente realizados foram ineficientes para reconhecer a diferença entre a RB por hábito e a por obstrução.CONCLUSÕES: a diretriz proposta facilita o reconhecimento clínico da RB, diferencia entre RB por hábito e por obstrução, sugere o tratamento mais adequado para cada caso, e evita a manutenção do padrão de respiração bucal na idade adulta.
Descritores: Guias de Prática Clínica como Assunto
Respiração Bucal/diagnóstico
-Sialorreia/diagnóstico
Fases do Sono/fisiologia
Ronco/diagnóstico
Obstrução Nasal/diagnóstico
Estudos Transversais
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Padrões de Prática Odontológica
Mordida Aberta/diagnóstico
Olho/patologia
Face/patologia
Fadiga/diagnóstico
Lista de Checagem
Gengivite/diagnóstico
Hipersensibilidade/diagnóstico
Lábio/anatomia & histologia
Má Oclusão/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-840227
Autor: Siécola, Gustavo Silva; Capelozza Filho, Leopoldino; Lorenzoni, Diego Coelho; Janson, Guilherme; Henriques, José Fernando Castanha.
Título: Subjective facial analysis and its correlation with dental relationships
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(2):87-94, Mar.-Apr. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Subjective facial analysis is a diagnostic method that provides morphological analysis of the face. Thus, the aim of the present study was to compare the facial and dental diagnoses and investigate their relationship. METHODS: This sample consisted of 151 children (7 to 13 years old), without previous orthodontic treatment, analyzed by an orthodontist. Standardized extraoral and intraoral photographs were taken for the subjective facial classification according to Facial Pattern classification and occlusal analyses. It has been researched the occurrence of different Facial Patterns, the relationship between Facial Pattern classification in frontal and profile views, the relationship between Facial Patterns and Angle classification, and between anterior open bite and Long Face Pattern. RESULTS: Facial Pattern I was verified in 64.24% of the children, Pattern II in 21.29%, Pattern III in 6.62%, Long Face Pattern in 5.96% and Short Face Pattern in 1.99%. A substantial strength of agreement of approximately 84% between frontal and profile classification of Facial Pattern was observed (Kappa = 0.69). Agreement between the Angle classification and the Facial Pattern was seen in approximately 63% of the cases (Kappa = 0.27). Long Face Pattern did not present more open bite prevalence. CONCLUSION: Facial Patterns I and II were the most prevalent in children and the less prevalent was the Short Face Pattern. A significant concordance was observed between profile and frontal subjective facial analysis. There was slight concordance between the Facial Pattern and the sagittal dental relationships. The anterior open bite (AOB) was not significantly prevalent in any Facial Pattern.

RESUMO INTRODUÇÃO: a análise facial subjetiva é um método diagnóstico que privilegia a avaliação morfológica da face; assim, o principal objetivo do presente trabalho foi comparar os diagnósticos faciais e dentários e investigar a correlação entre eles. MÉTODOS: a amostra consistiu de 151 crianças (7 a 13 anos de idade), sem nenhum tratamento ortodôntico prévio, analisadas por um ortodontista. Foram realizadas fotografias padronizadas extrabucais e intrabucais, para a classificação subjetiva dos Padrões Faciais e das relações dentárias segundo a classificação de Angle. Investigou-se a ocorrência de diferentes tipos de Padrões Faciais, em vistas frontal e de perfil; a relação entre os Padrões Faciais e as relações dentárias de Classe e, também, entre a má oclusão de mordida aberta anterior e o Padrão Face Longa. RESULTADOS: o Padrão Facial I (PF I) esteve presente em 64,24% das crianças; o PF II, em 21,29%; o PF III, em 6,62%; o PF Face Longa, em 5,96% e o PF Face Curta, em 1,99%. Observou-se concordância substancial entre a avaliação do PF na vista frontal e na de perfil, igual a 84% (Kappa = 0,69). Houve concordância entre a avaliação da relação dentária de Classe e do PF em 63% da amostra (Kappa = 0,27). O PF Face Longa não demonstrou maior prevalência da má oclusão de mordida aberta. CONCLUSÃO: os Padrões Faciais I e II foram os mais prevalentes em crianças, enquanto o menos prevalente foi o Padrão Face Curta. Verificou-se concordância significativa entre as análises faciais frontal e de perfil. Existe uma ligeira concordância entre o Padrão Facial e a relação sagital dentária. A mordida aberta anterior não se apresentou mais prevalente em nenhum tipo de Padrão Facial.
Descritores: Ortodontia
Face/anatomia & histologia
Má Oclusão/classificação
Má Oclusão/diagnóstico
-Fotografação
Fotografia Dentária
Mordida Aberta/classificação
Mordida Aberta/epidemiologia
Oclusão Dentária
Face/diagnóstico por imagem
Ortodontistas/psicologia
Má Oclusão/epidemiologia
Má Oclusão/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891095
Autor: Rodrigues, Gustavo Tirado.
Título: Angle's Class II division 1 associated to mandibular retrusion and skeletal open bite: a 5-year post-orthodontic/orthopedic treatment follow-up
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(5):98-112, Sept.-Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Obtaining long term stability allied to functional and aesthetic balance is the main goal of any orthodontic-orthopedic therapy. This case report describes the orthodontic therapy applied to a 7-year-9-month old child, who presented a Class II, division 1 malocclusion associated to skeletal open bite. Functional and skeletal corrections (sagittally and vertically) were obtained by means of mandible advancement achieved with a closed Balter's bionator appliance followed by a fixed appliance. This approach showed to be efficient in accomplishing both functional and aesthetic goals, that were kept stable five years after the treatment was finished. This case report was presented to the Board of Directors of the Brazilian Board of Orthodontics and Facial Orthopedics (BBO), as partial requirement to becoming a Diplomate of the BBO.

RESUMO A obtenção do equilíbrio funcional e estético em um contexto de estabilidade em longo prazo é o objetivo de qualquer abordagem ortodôntico-ortopédica. O presente relato aborda o tratamento ortodôntico realizado em uma criança com 7 anos e 9 meses de idade, portadora de Classe II, divisão 1, associada a mordida aberta esquelética. A correção funcional e esquelética (sagital e vertical) foi obtida por meio de avanço mandibular, com aparelho Bionator de Balters do tipo fechado, seguido de aparelho ortodôntico fixo. Essa abordagem foi eficiente para atingir as metas funcionais e estéticas, que continuaram estáveis cinco anos após a conclusão do tratamento. Esse caso clínico foi apresentado à Diretoria do Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial (BBO), como parte dos requisitos para a obtenção do título de Diplomado pelo BBO.
Descritores: Retrognatismo/terapia
Mordida Aberta/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
-Ortodontia Corretiva
Seguimentos
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Avanço Mandibular
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891099
Autor: Moshiri, Shuka; Araújo, Eustáquio A; McCray, Julie F; Thiesen, Guilherme; Kim, Ki Beom.
Título: Cephalometric evaluation of adult anterior open bite non-extraction treatment with Invisalign
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(5):30-38, Sept.-Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: The purpose of this study was to evaluate, by means of cephalometric appraisal, the vertical effects of non-extraction treatment of adult anterior open bite with clear aligners (Invisalign system, Align Technology, Santa Clara, CA, USA). Methods: Lateral cephalograms of 30 adult patients with anterior open bite treated using Invisalign (22 females, 8 males; mean age at start of treatment: 28 years and 10 months; mean anterior open bite at start of treatment: 1.8 mm) were analyzed. Pre- and post-treatment cephalograms were traced to compare the following vertical measurements: SN to maxillary occlusal plane (SN-MxOP), SN to mandibular occlusal plane (SN-MnOP), mandibular plane to mandibular occlusal plane (MP-MnOP), SN to mandibular plane (SN-MP), SN to palatal plane (SN-PP), SN to gonion-gnathion plane (SN-GoGn), upper 1 tip to palatal plane (U1-PP), lower 1 tip to mandibular plane (L1-MP), mesiobuccal cusp of upper 6 to palatal plane (U6-PP), mesiobuccal cusp of lower 6 to mandibular plane (L6-MP), lower anterior facial height (LAFH), and overbite (OB). Paired t-tests and descriptive statistics were utilized to analyze the data and assess any significant changes resulting from treatment. Results: Statistically significant differences were found in overall treatment changes for SN-MxOP, SN-MnOP, MP-MnOP, SN-MP, SN-GoGn, L1-MP, L6-MP, LAFH, and OB. Conclusions: The Invisalign system is a viable therapeutic modality for non-extraction treatment of adult anterior mild open bites. Bite closure was mainly achieved by a combination of counterclockwise rotation of the mandibular plane, lower molar intrusion and lower incisor extrusion.

RESUMO Objetivo: o objetivo desse estudo foi realizar uma avaliação cefalométrica dos efeitos verticais do tratamento sem extração de mordidas abertas anteriores em adultos com o uso de alinhadores (sistema Invisalign, Align Technology, Santa Clara, CA, EUA). Métodos: foram analisados cefalogramas laterais de 30 pacientes adultos com mordida aberta anterior, tratados com o sistema Invisalign (22 do sexo feminino, 8 do sexo masculino, com idade média ao início do tratamento de 28 anos e 10 meses, e mordida aberta anterior média igual a 1,8mm). Os cefalogramas pré- e pós-tratamento foram traçados e as seguintes medidas verticais foram avaliadas: SN ao plano oclusal maxilar (SN-MxOP), SN ao plano oclusal mandibular (SN-MnOP), plano mandibular ao plano oclusal mandibular (MP-MnOP), SN ao plano mandibular (SN-MP), SN ao plano palatino (SN-PP), SN ao plano gônio-gnátio (SN-GoGn), incisivo central superior ao plano palatino (U1-PP), incisivo central inferior ao plano mandibular (L1-MP), cúspide mesiovestibular do molar superior ao plano palatino (U6-PP), cúspide mesiovestibular do molar inferior ao plano mandibular (L6-MP), altura facial anterior inferior (AFAI) e sobremordida (OB). Testes t pareados e estatística descritiva foram utilizados para analisar os dados e as alterações significativas resultantes do tratamento. Resultados: foram encontradas diferenças estatisticamente significativas durante o tratamento para SN-MxOP, SN-MnOP, MP-MnOP, SN-MP, SN-GoGn, L1-MP, L6-MP, AFAI e OB. Conclusões: o sistema Invisalign é uma modalidade terapêutica viável para o tratamento sem extração de mordidas abertas anteriores em pacientes adultos. O fechamento da mordida foi obtido principalmente por uma combinação de rotação do plano mandibular no sentido anti-horário, intrusão molar inferior e extrusão do incisivo inferior.
Descritores: Aparelhos Ortodônticos Removíveis
Técnicas de Movimentação Dentária/instrumentação
Dimensão Vertical
Cefalometria
Mordida Aberta/terapia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891113
Autor: Quintão, Ana Paula Abdo; Nunes, Livia Kelly Ferraz; Rédua, Renato Barcellos; Brunharo, Ione Helena Portela; Quintão, Catia Cardoso Abdo.
Título: Nonsurgical treatment for a severe anterior and lateral open bite and multiple congenitally missing teeth: a case report with 4-year follow-up
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(6):74-85, Nov.-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT This case report describes the treatment of a severe anterior and lateral open bite combined with multiple congenitally missing teeth. A 10-year-old girl presented with an open gonial angle, absence of lip sealing, and soft tissue pogonion retrusion. She had an open bite of 8.5 mm, agenesis of the upper right and left lateral incisors and the upper left first premolar, and transverse maxillary deficiency. Nonsurgical treatment was planned aiming at controlling the vertical pattern, establishing the correct overbite, and closing the spaces on the upper arch, to provide satisfactory occlusion and facial and dental esthetics.

RESUMO O presente caso clínico descreve o tratamento de uma mordida aberta anterior e lateral associada à ausência congênita de dentes permanentes. Paciente com 10 anos de idade, apresentava ângulo goníaco aberto, ausência de selamento labial passivo e retrusão do pogônio mole. Além disso, foi diagnosticada uma mordida aberta de 8,5 mm, agenesia de incisivos laterais superiores direito e esquerdo e de primeiro pré-molar superior esquerdo, além de deficiência transversa da maxila. O planejamento do caso envolveu um tratamento não cirúrgico, com controle vertical do crescimento, obtenção de correta sobremordida e fechamento dos espaços superiores. O caso foi finalizado com uma boa intercuspidação, contemplando a estética facial e dentária.
Descritores: Mordida Aberta/complicações
Mordida Aberta/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/complicações
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Anodontia/complicações
Anodontia/terapia
-Aparelhos Ortodônticos
Fatores de Tempo
Dimensão Vertical
Dente Pré-Molar/anormalidades
Seguimentos
Resultado do Tratamento
Mordida Aberta/diagnóstico por imagem
Modelos Dentários
Estética Dentária
Assimetria Facial/etiologia
Assimetria Facial/terapia
Assimetria Facial/diagnóstico por imagem
Incisivo/anormalidades
Incisivo/diagnóstico por imagem
Má Oclusão Classe II de Angle/diagnóstico por imagem
Maxila/anormalidades
Anodontia/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-975029
Autor: Alhammadi, Maged Sultan; Halboub, Esam; Fayed, Mona Salah; Labib, Amr; El-Saaidi, Chrestina.
Título: Global distribution of malocclusion traits: A systematic review
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);23(6):40.e1-40.e10, Nov.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: Considering that the available studies on prevalence of malocclusions are local or national-based, this study aimed to pool data to determine the distribution of malocclusion traits worldwide in mixed and permanent dentitions. Methods: An electronic search was conducted using PubMed, Embase and Google Scholar search engines, to retrieve data on malocclusion prevalence for both mixed and permanent dentitions, up to December 2016. Results: Out of 2,977 retrieved studies, 53 were included. In permanent dentition, the global distributions of Class I, Class II, and Class III malocclusion were 74.7% [31 - 97%], 19.56% [2 - 63%] and 5.93% [1 - 20%], respectively. In mixed dentition, the distributions of these malocclusions were 73% [40 - 96%], 23% [2 - 58%] and 4% [0.7 - 13%]. Regarding vertical malocclusions, the observed deep overbite and open bite were 21.98% and 4.93%, respectively. Posterior crossbite affected 9.39% of the sample. Africans showed the highest prevalence of Class I and open bite in permanent dentition (89% and 8%, respectively), and in mixed dentition (93% and 10%, respectively), while Caucasians showed the highest prevalence of Class II in permanent dentition (23%) and mixed dentition (26%). Class III malocclusion in mixed dentition was highly prevalent among Mongoloids. Conclusion: Worldwide, in mixed and permanent dentitions, Angle Class I malocclusion is more prevalent than Class II, specifically among Africans; the least prevalent was Class III, although higher among Mongoloids in mixed dentition. In vertical dimension, open bite was highest among Mongoloids in mixed dentition. Posterior crossbite was more prevalent in permanent dentition in Europe.

Resumo Objetivo: considerando-se que os estudos disponíveis sobre a prevalência das más oclusões são de base local ou nacional, esse estudo teve como objetivo reunir dados para determinar a distribuição dos tipos de má oclusão em uma escala global, nas dentições permanente e mista. Métodos: foi realizada uma busca eletrônica através das ferramentas de pesquisa do PubMed, Embase e Google Acadêmico, para reunir estudos publicados até dezembro de 2016 sobre a prevalência das más oclusões, tanto na dentição permanente quanto na dentição mista. Resultados: dos 2.977 estudos encontrados, 53 foram analisados. Na dentição permanente, a distribuição mundial das más oclusões de Classe I, II e III foi, respectivamente, de 74,7% [31 - 97%], 19,56% [2 - 63%] e 5,93% [1 - 20%]. Na dentição mista, a distribuição dessas más oclusões foi de 73% [40 - 96%], 23% [2 - 58%] e 4% [0,7 - 13%]. Em relação às más oclusões verticais, observou-se prevalência de 21,98% de sobremordida profunda e 4,93% de mordida aberta. A mordida cruzada posterior afetou 9,39% da amostra. Os africanos mostraram a maior prevalência de Classe I e mordida aberta na dentição permanente (89% e 8%, respectivamente) e na dentição mista (93% e 10% respectivamente), enquanto os caucasianos apresentaram a maior prevalência de Classe II na dentição permanente (23%) e na dentição mista (26%). A má oclusão de Classe III na dentição mista foi mais prevalente entre xantodermas. Conclusão: mundialmente, nas dentições mista e permanente, as más oclusões de Classe I de Angle são mais prevalentes do que as de Classe II, especificamente entre os africanos; a menos prevalente foi a Classe III, ainda que mais prevalente entre os xantodermas na dentição mista. Na dimensão vertical, as mordidas abertas foram mais prevalentes entre xantodermas na dentição mista. A mordida cruzada posterior apresentou maior prevalência na dentição permanente na Europa.
Descritores: Saúde Global/estatística & dados numéricos
Má Oclusão/epidemiologia
-População
Prevalência
Bases de Dados Factuais
Dentição Permanente
Mordida Aberta/epidemiologia
Oclusão Dentária Traumática
Dentição Mista
Fatores Raciais
Geografia
Má Oclusão Classe I de Angle/epidemiologia
Má Oclusão Classe II de Angle/epidemiologia
Má Oclusão Classe III de Angle/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 242 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-975032
Autor: Al-Falahi, Bilal; Hafez, Ahmad Mohammad; Fouda, Maher.
Título: Three-dimensional assessment of external apical root resorption after maxillary posterior teeth intrusion with miniscrews in anterior open bite patients
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);23(6):56-63, Nov.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: The objective of this study was to assess the external apical root resorption (EARR) of the maxillary posterior teeth after intrusion with miniscrews. Methods: Fifteen patients (13 females and 2 males) with age ranging from 14.5 to 22 years (mean 18.1 ±2.03 years) were selected to participate in this study. All patients presented with anterior open bite of 3 mm or more. An intrusion force of 300 g was applied on each side to intrude the maxillary posterior teeth. Cone beam computed tomography (CBCT) scans were taken pretreatment and post-intrusion and were analyzed to evaluate the EARR. Results: The maxillary posterior teeth were intruded in average 2.79 ± 0.46 mm (p< 0.001) in 5.1 ± 1.3 months, and all examined roots showed statistically significant EARR (p< 0.05) with an average of 0.55 mm, except the distobuccal root of the left first permanent molars and both the palatal and buccal roots of left first premolars, which showed no statistically significant changes. Conclusions: The evaluated teeth presented statistically significant EARR, but clinically, due to the small magnitude, it was not considered significant. Moreover, the CBCT provided a good visualization of all roots in all three planes, and it was effective in detecting minimal degrees of EARR.

RESUMO Objetivo: o objetivo desse estudo foi verificar a existência de reabsorção radicular apical externa (RRAE) em dentes posterossuperiores após intrusão ancorada em mini-implantes. Métodos: quinze pacientes (13 mulheres e 2 homens) com a idade variando entre 14,5 e 22 anos (média de 18,1 ± 2,03 anos) foram selecionados para participar desse estudo. Todos os pacientes possuíam mordida aberta anterior de 3mm ou mais. Uma força de 300 gramas foi aplicada em cada lado para intruir os dentes posterossuperiores. Tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC), adquiridas antes do tratamento e após a intrusão, foram comparadas para se avaliar a RRAE. Resultados: os dentes posterossuperiores foram intruídos em média 2,70 ± 0,46 mm (p< 0,001) em 5,1 ± 1,3 meses, e todas as raízes examinadas mostraram RRAE estatisticamente significativa (p< 0,05), com média de 0,55 mm, exceto pela raiz distovestibular dos primeiros molares permanentes esquerdos, e pelas raízes palatina e vestibular dos primeiros pré-molares esquerdos, que não apresentaram mudanças estatisticamente significativas. Conclusões: os dentes avaliados apresentaram RRAE estatisticamente significativa, a qual, porém, não foi considerada clinicamente significativa, devido à sua reduzida magnitude. Além disso, a TCFC possibilitou uma boa visualização de todas as raízes nos três planos espaciais, e foi eficaz para detecção de níveis mínimos de RRAE.
Descritores: Reabsorção da Raiz/diagnóstico por imagem
Parafusos Ósseos/efeitos adversos
Imageamento Tridimensional/métodos
Mordida Aberta/terapia
Maxila/patologia
Maxila/diagnóstico por imagem
-Reabsorção da Raiz/patologia
Técnicas de Movimentação Dentária/efeitos adversos
Técnicas de Movimentação Dentária/instrumentação
Técnicas de Movimentação Dentária/métodos
Reabsorção de Dente/patologia
Reabsorção de Dente/diagnóstico por imagem
Raiz Dentária/patologia
Raiz Dentária/diagnóstico por imagem
Dente Pré-Molar
Mordida Aberta/diagnóstico por imagem
Análise do Estresse Dentário
Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/efeitos adversos
Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/instrumentação
Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/métodos
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico/métodos
Dente Molar/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 242 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011974
Autor: Caballero-Purizaga, Paola Janett; Arriola-Guillén, Luis Ernesto; Watanabe-Kanno, Gustavo Adolfo.
Título: Efficiency of ODI and APDI of Kim's cephalometric analysis in a Latin American population with skeletal open bite
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);24(3):46-54, May-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: The objective of this research was to demonstrate the efficiency of the overbite depth indicator (ODI) and the anteroposterior dysplasia indicator (APDI) from Kim's cephalometric analysis, regarding the determination of the vertical and sagittal patterns of Latin American individuals. Methods: Two hundred lateral cephalometric radiographs were selected and divided into four study groups, with 50 radiographs each, for carrying out a cross-sectional study. The control group included radiographs of balanced individuals, and the other three groups had lateral cephalometric radiographs of subjects with Class I, II and III malocclusions and with skeletal open bite. After the pilot test was performed to calibrate the investigator, the ODI and APDI were measured. Descriptive statistics were performed and the one-way ANOVA with post-hoc Tukey HSD, or Kruskal-Wallis and Mann-Whitney U-test were used. Also a multiple linear regression was employed. Results: Statistically significant differences were found for the ODI of all groups (p< 0.001), except between Class I group (65.87 ± 4.26) and Class II open bite group (67.19 ± 3.58), both with similar values to each other. For APDI, statistically significant differences were also found for all groups (p< 0.001). However, no statistically significant differences were found between the balanced group (83.18 ± 1.71) and Class I group with skeletal open bite (81.78 ± 2.69). Conclusions: ODI and APDI are reliable indicators to evaluate the sagittal and vertical patterns of an individual, demonstrating their efficiency when a Latin American population was evaluated.

RESUMO Objetivo: o objetivo desta pesquisa foi demonstrar a eficácia do indicador de profundidade da sobremordida (ODI) e do indicador de displasia anteroposterior (APDI) da análise cefalométrica de Kim, no que diz respeito à determinação dos padrões vertical e sagital em indivíduos latino-americanos. Métodos: duzentas telerradiografias em norma lateral foram selecionadas e divididas em quatro grupos, com 50 radiografias cada, para a realização desse estudo transversal. O grupo controle incluiu radiografias de indivíduos com oclusão normal, e os outros três grupos incluíram, respectivamente, radiografias de indivíduos com má oclusão de Classe I, Classe II e Classe III, com mordida aberta esquelética. Após a realização de um estudo piloto para calibração do investigador, fez-se a medição do ODI e do APDI. Foram realizadas estatísticas descritivas e utilizados os testes ANOVA de uma via com post-hoc HSD de Tukey, ou teste de Kruskal-Wallis e teste U de Mann-Whitney. Também foi realizada uma regressão linear múltipla. Resultados: foram encontradas diferenças estatisticamente significativas para o ODI entre todos os grupos (p< 0,001), exceto entre os grupos Classe I (65,87 ± 4,26) e Classe II com mordida aberta (67,19 ± 3,58), ambos com valores semelhantes entre si. Para o APDI, também foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre todos os grupos (p< 0,001). Entretanto, não foi encontrada nenhuma diferença estatisticamente significativa entre o grupo controle (83,19 ± 1,71) e o grupo Classe I com mordida aberta esquelética (81,78 ± 2,69). Conclusões: tanto o ODI quanto o APDI são indicadores confiáveis para se avaliar os padrões sagital e vertical de um indivíduo, tendo sua eficácia comprovada para uso na população latino-americana estudada.
Descritores: Mordida Aberta
Sobremordida
Má Oclusão Classe II de Angle
-Cefalometria
Estudos Transversais
América Latina
Mandíbula
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 25 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde