Base de dados : LILACS
Pesquisa : C08.381.495.389 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 970 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 97 ir para página                         

  1 / 970 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039730
Autor: Szpak, Renata; Strapasson, Giovanna Chipon; Böger, Beatriz; Rattmann, Yanna Dantas; Gomes, Eliane Carneiro.
Título: Legal demands of the tiotropium bromide for treatment of chronic obstructive pulmonary disease and their financial impact for the State of Paraná, Brazil / Demandas judiciais do uso de brometo tiotrópio para o tratamento da doença pulmonar obstrutiva crônica e o impacto financeiro para o Estado do Paraná, Brasil
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eGS4442, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To analyze the legal demands of tiotropium bromide to treat chronic obstructive pulmonary disease. Methods We included secondary data from the pharmaceutical care management systems made available by the Paraná State Drug Center. Results Public interest civil action and ordinary procedures, among others, were the most common used by the patients to obtain the medicine. Two Health Centers in Paraná (Londrina and Umuarama) concentrated more than 50% of the actions. The most common specialty of physicians who prescribed (33.8%) was pulmonology. There is a small financial impact of tiotropium bromide on general costs with medicines of the Paraná State Drug Center. However, a significant individual financial impact was observed because one unit of the medicine represents 38% of the Brazilian minimum wage. Conclusion Our study highlights the need of incorporating this medicine in the class of long-acting anticholinergic bronchodilator in the Brazilian public health system.

RESUMO Objetivo Analisar as demandas judiciais do brometo de tiotrópio para tratar a doença pulmonar obstrutiva crônica. Métodos Foram considerados dados secundários dos sistemas gerenciais de assistência farmacêutica, disponibilizados pelo Centro de Medicamentos do Paraná. Resultados Ações civis públicas e ações ordinárias, de procedimento comum, entre outras, foram as mais praticadas pelos pacientes para obter o medicamento. Duas Regionais de Saúde do Paraná (Londrina e Umuarama) concentraram mais de 50% das ações. Quanto à especialidade dos médicos prescritores, 33,8% eram pneumologistas. Verificou-se discreto impacto financeiro do brometo de tiotrópio nos gastos gerais com medicamentos pelo Centro de Medicamentos do Paraná. Entretanto, também houve relevante impacto financeiro individual, pois uma unidade do medicamento consome 38% do salário mínimo. Conclusão O estudo aponta para a necessidade de incorporação deste medicamento da classe broncodilatadores anticolinérgicos de longa duração, no Sistema Único de Saúde.
Descritores: Broncodilatadores/economia
Medicamentos Essenciais/provisão & distribuição
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/economia
Função Jurisdicional
Brometo de Tiotrópio/economia
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
-Fatores de Tempo
Brasil
Estudos Retrospectivos
Estatísticas não Paramétricas
Medicamentos Essenciais/economia
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/tratamento farmacológico
Acesso aos Serviços de Saúde/economia
Acesso aos Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
Acesso aos Serviços de Saúde/tendências
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde/economia
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde/tendências
Programas Nacionais de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Conde, Marcus Barreto
Texto completo
Id: biblio-1056077
Autor: Morais, Letícia de Araújo; Cavalcante, Samylla Ysmarrane Ismail Eisha de Sousa; Conde, Marcus Barreto; Rabahi, Marcelo Fouad.
Título: Evaluating the disease and treatment information provided to patients with chronic obstructive pulmonary disease at the time of discharge according to GOLD discharge guidelines / Avaliação da doença e informações sobre tratamento fornecidas a pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica no momento da alta, de acordo com diretrizes GOLD para alta hospitalar
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO4706, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To evaluate the disease and treatment information provided to patients with chronic obstructive pulmonary disease at hospital discharge. Methods This was a cross-sectional study including hospitalized patients with chronic obstructive pulmonary disease at three tertiary hospitals. The study was based on seven items of the Global Initiative for Obstructive Lung Disease (GOLD) discharge guidelines. Two hospitals in this study had a Medical Residency Program in Pulmonology, and one did not have the program. Results Fifty-four patients were evaluated. Large amounts of information were provided concerning effective pharmacological maintenance (item 1), blood gas evaluation/measurement of oxygen saturation (item 2), assessment of inhalation technique (item 4), and maintenance therapy (item 5). Less information was provided regarding comorbidity management planning (item 3), the completion of antibiotic/corticosteroid therapy (item 6) and follow-up with the attending physician or specialist (item 7) had less information. We observed significant differences between hospitals for items 1, 4 and 7, and better performance in hospitals with medical residency in pulmonology. Conclusion Hospitalized patients with chronic obstructive pulmonary disease received little to no information about the seven items addressed by GOLD discharge guidelines. This finding suggests that these guidelines should be used more often by clinicians in hospital with or without medical residency in pulmonology. The lack of specialized care resulted in insufficient amount of information for patients with chronic obstructive pulmonary disease at discharge.

RESUMO Objetivo Avaliar informações sobre a doença e o tratamento fornecidos a pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica no momento da alta hospitalar. Métodos Estudo transversal incluindo pacientes internados com doença pulmonar obstrutiva crônica de três hospitais terciários. O estudo baseou-se em sete itens das diretrizes de alta hospitalar da Global Initiative for Obstructive Lung Disease (GOLD). Dois hospitais participantes deste estudo tinham um Programa de Residência Médica em Pneumologia, e o terceiro não tinha. Resultados Foram avaliados 54 pacientes. Muitas informações foram fornecidas em relação à manutenção farmacológica efetiva (item 1), avaliação de gasometria/medida da saturação de oxigênio (item 2), avaliação da técnica de inalação (item 4) e terapia de manutenção (item 5). Foram fornecidas menos informações em relação ao planejamento do manejo de comorbidade (item 3), a realização de antibioticoterapia/corticoterapia (item 6) e seguimento com o médico assistente ou especialista (item 7). Observaram-se diferenças significativas entre os hospitais para os itens 1, 4 e 7, e melhor desempenho nos hospitais com Programa de Residência Médica em Pneumologia. Conclusão Pacientes hospitalizados com doença pulmonar obstrutiva crônica receberam pouca ou nenhuma informação relacionada aos sete itens abordados pelas diretrizes da GOLD para alta. Esses achados sugerem que essas diretrizes deveriam ser utilizadas com maior frequência por clínicos em hospitais com ou sem Programa Residência Médica em Pneumologia. A falta de atendimento especializado resultou em informação insuficiente para pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica na alta hospitalar.
Descritores: Alta do Paciente/normas
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/terapia
-Estudos Transversais
Guias de Prática Clínica como Assunto
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/fisiopatologia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133731
Autor: Pinto, Charleston Ribeiro; Costa, Lindemberg Assunção; Lemos, Antônio Carlos Moreira; Martins Netto, Eduardo.
Título: Evidence that justifies reviewing policies of access to medicines for chronic obstructive pulmonary disease in the Brazilian Public Health System / Evidências que justificam a revisão das políticas de acesso a medicamentos para doença pulmonar obstrutiva crônica no Sistema Único de Saúde
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eCE5754, 2020.
Idioma: en.
Descritores: Medicamentos Essenciais
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/tratamento farmacológico
Política de Saúde
Acesso aos Serviços de Saúde
-Brasil
Saúde Pública
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Malafaia, Osvaldo
Texto completo
Id: biblio-1019236
Autor: Kalil-Filho, Faruk Abrão; Campos, Antônio Carlos Ligocki; Tambara, Elizabeth Milla; Tomé, Bruna Karoline Alves; Treml, Cleiton José; Kuretzki, Carlos Henrique; Furlan, Fernanda Luiza Schumacher; Albuquerque, Jocilene Pedroso; Malafaia, Osvaldo.
Título: Physiotherapeutic approaches and the effects on inspiratory muscle force in patients with chronic obstructive pulmonary disease in the pre-operative preparation for abdominal surgical procedures / Abordagens fisioterapêuticas e os efeitos na força muscular inspiratória em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica no preparo para procedimentos cirúrgicos abdominais
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;32(2):e1439, 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Abdominal disorders can alter respiratory function and increase the morbidity and mortality of patients with chronic obstructive pulmonary disease. Aim: To improve the physiotherapeutic and muscular capacity in chronic obstructive pulmonary muscular inspiration in the preoperative preparation in abdominal surgeries. Method: Retrospective and documentary study using SINPE © , clinical database software of patients with chronic obstructive pulmonary disease and candidates to abdominal operation. The sample consisted of 100 men aged 55-70 years, all with chronic obstructive pulmonary disease who underwent preoperative physiotherapeutic treatment. They were divided into two groups of 50 individuals (group A and group B). In group A the patients were treated with modern mobility techniques for bronchial clearance and the strengthening of the respiratory muscles was performed with IMT ® Threshold. In group B the treatment performed for bronchial obstruction was with classic maneuvers and for the strengthening of the respiratory muscles for flow incentive was used Respiron ® . Results: Both groups obtained improvement in the values ​​of the PiMáx after the different treatments. Group A obtained greater change in the intervals and a more significant increase of the values of the PiMax in relation to the average pre and post-treatment. However, when analyzing the variance and the standard deviation of the samples, group B presented the best results showing more homogeneity. Conclusions: The modern and traditional bronchial clearance techniques associated with inspiratory muscle training were equally effective in gaining inspiratory muscle strength with increased Pmax. In this way, the two can be used in the preoperative preparation of patients with chronic obstructive pulmonary disease and referred to abdominal operations.

RESUMO Racional: As operações abdominais podem alterar a função respiratória e aumentar a morbimortalidade dos operados com doença pulmonar obstrutiva crônica. Objetivo: Avaliar que técnica fisioterapêutica apresenta melhor efeito na força muscular inspiratória dos pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica no preparo pré-operatório em operações abdominais. Método: Estudo retrospectivo e documental usando o SINPE©, software de banco de dados clínicos de pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica e candidatos a operações abdominais. A amostra foi composta de 100 homens com idade entre 55-70 anos, todos com DPOC com indicação para operação abdominal e que realizaram tratamento fisioterapêutico pré-operatório. Foram divididos em dois grupos de 50 indivíduos (grupo A e grupo B). No grupo A o tratamento realizado para a desobstrução brônquica foi com técnicas modernas e para fortalecimento dos músculos respiratórios foi realizado o Threshold IMT®. No grupo B o tratamento realizado para desobstrução brônquica foi com técnicas tradicionais e para fortalecimento dos músculos respiratórios foi realizado incentivador a fluxo Respiron®. Resultados: Ambos os grupos obtiveram melhora dos valores da PiMáx (Pressão inspiratória Máxima) após o tratamento com abordagens diferentes com melhora também nos intervalos da PiMáx. O grupo A obteve maior mudança nos intervalos e aumento mais significativo dos valores da PiMáx em relação à média pré e pós tratamento. Porém, ao analisar a variância e o desvio-padrão das amostras, o grupo B apresentou melhor distribuição que o grupo A mostrando que seus resultados na amostra foram mais homogêneos. Conclusões: As técnicas modernas e tradicionais de desobstrução brônquica associadas ao treinamento muscular inspiratório mostraram-se igualmente eficazes no ganho de força dos músculos inspiratórios com aumento da PiMáx. Dessa forma as duas podem ser utilizadas no preparo pré-operatório de pacientes com DPOC e encaminhados para operações abdominais.
Descritores: Procedimentos Cirúrgicos do Sistema Digestório
Músculos Respiratórios/fisiopatologia
Exercícios Respiratórios/métodos
Cuidados Pré-Operatórios/métodos
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/fisiopatologia
-Testes de Função Respiratória
Espirometria
Software
Estudos Retrospectivos
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/reabilitação
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284425
Autor: Herrera Monterrey, Ilis; González Días, Donel; Terry Valles, Otilia María; Díaz Garrido, Drialis; Fernández García, Sergio.
Título: Fenotipos clínicos de la enfermedad pulmonar obstructiva crónica en los pacientes atendidos en el Hospital neumológico de La Habana / Clinical phenotypes of chronic obstructive pulmonary disease in patients treated at the Hospital Neumológico de La Habana
Fonte: Int. j. med. surg. sci. (Print);8(2):1-12, jun. 2021. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La identificación de los fenotipos clínicos son claves en la modulación de la expresión clínica, para un tratamiento integrado de la EPOC. Objetivos: Caracterizar los fenotipos clínicos de la EPOC en los pacientes atendidos en el Hospital Neumológico Benéfico Jurídico. Métodos:Se realizó un estudio observacional descriptivo retrospectivo, en 172 pacientes con diagnóstico de EPOC, en el Hospital Neumológico Benéfico Jurídico durante el año 2017.Resultados: El 38,4 % de los pacientes tenían edad entre 70-79 años. Del total de pacientes, el 54,6 % eran del sexo masculino. El 52,9 % eran fumadores activos y el 41,3 % exfumadores. Aunque las diferencias no fueron significativas, la edad avanzada y el sexo masculino fueron más frecuentes en el fenotipo enfisematoso agudizador y agudizador bronquítico crónico. El tabaquismo activo fue más frecuente en el fenotipo enfisematoso agudizador. Todos los pacientes con el fenotipo agudizador bronquítico crónico tuvieron dos o más exacerbaciones, mientras que el enfisematoso agudizador se relacionó con una severidad grave de la EPOC (46,7 %). Conclusiones: El sexo masculino y la edad avanzada muestran una tendencia a relacionarse con el fenotipo enfisematoso agudizador y agudizador bronquítico crónico, mientras que el tabaquismo activo es más frecuente en el fenotipo enfisematoso agudizador. El fenotipo agudizador bronquítico crónico se relaciona con mayores exacerbaciones y el enfisematoso agudizador con una mayor severidad de la EPOC.

Introduction: The identification of clinical phenotypes are key in the modulation of clinical expression, for an integrated treatment of COPD. Objectives: To characterize the clinical phenotypes of COPD in patients treated at the Hospital Neumológico Benéfico Jurídico. Methods: A retrospective descriptive observational study was carried out in 172 patients with a diagnosis of COPD at the Hospital Neumológico Benéfico Jurídico in 2017. Results: 38.4 % of the patients were between 70-79 years of age. Of the total number of patients, 54.6 % were male. 52.9 % were active smokers and 41.3 % ex-smokers. Although the differences were not significant, advanced age and male sex were more frequent in the exacerbator emphysematous and chronic bronchial exacerbator phenotype. Active smoking was more frequent in the exacerbating emphysematous phenotype. All patients with the chronic bronchial exacerbator phenotype had two or more exacerbations, while exacerbation emphysematous was associated with severe severity of COPD (46.7 %). Conclusions: Male sex and advanced age show a tendency to be related to the exacerbating emphysematous phenotype and chronic bronchitis exacerbator, while active smoking is more frequent in the exacerbating emphysematous phenotype. The chronic bronchitis exacerbator phenotype is related to greater exacerbations and exacerbation emphysematous with a greater severity of COPD
Descritores: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/diagnóstico
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/epidemiologia
-Fenótipo
Tabagismo
Índice de Gravidade de Doença
Epidemiologia Descritiva
Estudos Retrospectivos
Distribuição por Sexo
Distribuição por Idade
Cuba/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Clínico
Responsável: CL61.1 - Biblioteca Central Campus Sur


  6 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-734938
Autor: Peña León, Débora María; Benítez, Luis Miguel.
Título: Aneurisma de arteria pulmonar y sus ramas / Aneurysm of pulmonary artery and its branches
Fonte: Acta méd. colomb;39(4):397-397, oct.-dic. 2014. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Mujer de 69 años con disnea progresiva y tos húmeda de cuatro meses de evolución. Se descartó tuberculosis, enfermedad pulmonar obstructiva crónica, tromboembolismo pulmonar y enfermedades autoinmunes. En la Figura 1 se muestra angio TAC de arterias pulmonares, que como hallazgo incidental evidenció un aneurisma del tronco de la arteria pulmonar (AAP) con diámetro de 4.5 cm y de sus ramas en proyección axial. En la Figura 2 la resonancia magnética de corazón (CMR) en proyección sagital mostró una válvula pulmonar displásica con estenosis pulmonar moderada (gradiente de 30 mmHg y área calculada en 0.7 cm2), además del AAP, datos corroborados ecocardiográficamente.
Descritores: Aneurisma
-Artéria Pulmonar
Valva Pulmonar
Mulheres
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Responsável: CO70 - Asociación Colombiana de Medicina Interna


  7 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-961412
Autor: Saldías, Fernando; Gassmann, Javiera; Canelo, Alejandro; Díaz, Orlando.
Título: Variables clínicas y funcionales asociadas al riesgo de muerte en el seguimiento a largo plazo en pacientes con enfermedad pulmonar obstructiva crónica / Clinical and functional variables associated to long-term mortality in COPD patients
Fonte: Rev. méd. Chile;146(4):422-432, abr. 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Projeto: Fondecyt.
Resumo: Background: Identifying risk factors for long-term mortality in patients with chronic obstructive pulmonary disease (COPD) could improve their clinical management. Aim: To examine the clinical variables associated to long-term mortality in a cohort of COPD patients. Patients and Methods: A clinical and respiratory functional assessment, chest computed tomography and clinical follow up for five years was carried out in 202 COPD patients aged 66 ± 9 years (59% males), active or former smokers of 10 or more pack-years. Results: Thirty four percent of patients were active smokers, consuming 46 ± 23 packs/year, 86% had comorbidities, especially chronic cardiovascular and metabolic diseases. Forty-six patients died in the five years follow-up (5-year mortality was therefore 22.8%). In the univariate analysis, the main risk factors associated to long-term mortality were an older age, male sex, dyspnea severity, severe exacerbation risk, chronic respiratory failure, magnitude of lung emphysema, airflow obstruction and lung hyperinflation, reduction of thigh muscle cross-sectional area and physical activity limitation. In the multivariate analysis, the three independent risk factors for long-term mortality were dyspnea severity, chronic hypoxemia and exercise limitation measured with the six minutes' walk test. Conclusions: Systematic clinical assessment allowed to identify the main risk factors associated with long-term mortality in patients with COPD, which could be used in planning preventive and management programs aimed at the high-risk population.
Descritores: Fumar/fisiopatologia
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/fisiopatologia
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/mortalidade
-Testes de Função Respiratória
Fumar/mortalidade
Análise de Sobrevida
Valor Preditivo dos Testes
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Seguimentos
Fatores Etários
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/sangue
Dispneia/fisiopatologia
Dispneia/mortalidade
Teste de Esforço
Exacerbação dos Sintomas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  8 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-780569
Autor: Forero Forero, Julio César.
Título: Terapia broncodilatadora ¿Qué responsabilidad tenemos los médicos y los pacientes en su uso inadecuado? / Bronchodilator therapy What responsibility do we doctors and patients have in their misuse?
Fonte: Acta méd. colomb;40(3):191-193, jul.-dic. 2015.
Idioma: es.
Resumo: Las enfermedades pulmonares con compromiso broncoobstructivo incluyen una variedad de patologías que van desde la enfermedad pulmonar obstructiva crónica (EPOC) y el asma, pero también incluye otros trastornos como las enfermedades intersticiales dentro de las que se encuentran la bronquiolitis respiratoria, la fibrosis quística o las enfermedades vasculíticas con compromiso pulmonar como la poliangeítis granulomatosa eosinofílica (síndrome de Churg Strauss), causas infecciosas como las bronquiolitis virales, tuberculosis, neumonía y aspergillosis broncopulmonar alérgica y otras causas como neumonitis por broncoaspiración o cuerpos extraños en la vía aérea entre otras. El mayor uso de inhaladores se concentra en la EPOC y asma por su mayor incidencia y prevalencia, lo cual genera un alto costo al sistema de salud para su manejo. La EPOC se estima que para el año 2030 será la cuarta causa de muerte (1) teniendo una carga económica actualmente en Europa de 38.6 mil millones de euros y en Estados Unidos sus costos directos se estiman en 29.5 mil millones de dólares y los costos indirectos en 20.4 mil millones de dólares (2); el asma está presente en 235 millones de personas en el mundo (3) con un costo económico en Estados Unidos de 56 mil millones de dólares en 2007 o 3259 dólares por persona por año (en 2009), en Europa en el año 2011 se estimó que el costo total por año es de 19.3 mil millones de euros en personas entre 15 y 65 años (4). La prevalencia de la EPOC en Latinoamérica y el Caribe es de 13.4%, encontrando en Colombia una prevalencia de 7.7% (6.2-9.5, IC 95%) que se incrementa con la edad en mayores de 50 años (5), mientras que el asma en Latinoamérica tiene una prevalencia total entre 6.9% (México) y 33.1% (Perú) (6) y la prevalencia en adultos en Colombia está estimada en 6.3% (7)
Descritores: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
Pneumopatias
-Pacientes
Médicos
Síndrome
Sistemas de Saúde
Prevalência
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: CO70 - Asociación Colombiana de Medicina Interna


  9 / 970 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-746739
Autor: Araujo, Cintia Laura Pereira de; Karloh, Manuela; Santos, Karoliny dos; Reis, Cardine Martins dos; Mayer, Anamaria Fleig.
Título: Reabilitação pulmonar em longo prazo na doença pulmonar obstrutiva crônica / Pulmonary rehabilitation in chronic obstructive pulmonary disease
Fonte: ABCS health sci;39(1):56-60, jan.-abr. 2014. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) prejudica o estado funcional, com consequente limitação das atividades de vida diária (AVD). Este estudo teve como objetivo investigar o efeito de um programa de reabilitação pulmonar (RP), em longo prazo, no estado funcional, na dispneia e no índice BODE em pacientes com DPOC. RELATO DE CASO: Trata-se de um estudo retrospectivo e documental, com análise dos prontuários de cinco pacientes participantes de um programa de RP por um ano. Destes prontuários foram coletados dados referentes às avaliações: espirometria, índice de massa corporal (IMC), escalas London Chest Activity of Daily Living (LCADL) e Medical Research Council (MRC) e teste de caminhada de seis minutos (TC6min). Após um ano participando do programa de exercício físico, a maioria dos pacientes apresentou maior capacidade funcional, menor dispneia e redução no risco de mortalidade. CONCLUSÃO: Um ano de RP parece ter função de manutenção da melhora da capacidade funcional de pacientes com DPOC obtida após 24 sessões de treinamento.

INTRODUCTION: The chronic obstructive pulmonary disease (COPD) impairs the functional status with consequent impairment of the activities of daily living (ADL). This study aimed to investigate the effect of a long term pulmonary rehabilitation (PR) on the functional status, dyspnea and on the BODE index in patients with COPD. CASE REPORT: This is a retrospective and descriptive study. The records of five patients that participated in a year PRprogram were analyzed. Assessments about spirometry, body mass index (BMI), London Chest Activity of Daily Living (LCADL) and Medical Research Council (MRC) scales and six-minute walking test (6MWT) were collected. After a year participating in the PR program, most patients improved their functional capacity, dyspnea and reduced the risk of mortality. CONCLUSION: A year of PR seemed to maintain the improvement in functional capacityobtained after 24 training sessions in patients with COPD.
Descritores: Atividades Cotidianas
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
Exercício Físico
Mortalidade
Reabilitação
Tolerância ao Exercício
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF


  10 / 970 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875635
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde.
Título: Roflumilaste para doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) grave associada à bronquite crônica / Roflumilast for chronic obstructive pulmonary disease (COPD) associated with chronic bronchitis.
Fonte: Brasília; CONITEC; 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A DOENÇA: Definição: Segundo a "Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease" (GOLD), a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma patologia comum, prevenível e tratável, que se caracteriza por limitação persistente no fluxo de ar pulmonar, com caráter usualmente progressivo e associado com aumento da resposta inflamatória das vias aéreas e dos pulmões a gases e partículas nocivas. As exacerbações e comorbidades contribuem para a severidade geral da doença. Fisiopatologia: A limitação crônica do fluxo aéreo característica da DPOC é causada por uma mistura entre doença das pequenas vias aéreas (bronquiolite obstrutiva) e destruição do parênquima (enfisema), sendo que a contribuição de cada um destes processos varia de indivíduo para indivíduo. A inflamação crônica causa alterações estruturais e estreitamento das pequenas vias aéreas. A destruição do parênquima pulmonar, também por processos inflamatórios, leva a uma perda da adesão dos alvéolos às pequenas vias aéreas e decréscimo da elasticidade destas vias, que, por conseguinte leva a uma diminuição da capacidade destas permanecerem abertas durante a expiração. A limitação do fluxo aéreo é melhor medida pela espirometria, e este é o teste mais disponível e reprodutível para avaliar a função pulmonar. Classificação de Risco: Atualmente a DPOC é classificada em 4 estágios de severidade na dependência do grau de obstrução das vias aéreas medido pelo Volume Expiratório Forçado no 1º segundo (VEF1) e na relação entre o VEF1 e a Capacidade Vital Forçada (CVF) - VEF1/CVF. Estes estágios são: I - leve VEF1/CVF < 0,70; VEF1 >= 80% do previsto; II - moderada VEF1/CVF < 0,70; 50% <= VEF1 < 80% do previsto; III - grave VEF1/CVF < 0,70; 30% <= VEF1 < 50% do previsto; IV - muito grave VEF1/CVF < 0,70; VEF1< 30% do previsto ou VEF1 < 50% do previsto mais insuficiência respiratória crônica. Epidemiologia: A DPOC é uma das principais causas de mortalidade e morbidade no mundo e, desta forma, um importante problema de saúde pública mundial. Em 2000, segundo a Organização Mundial de Saúde - OMS(4), a DPOC era a 5ª principal causa de mortalidade no mundo, com 4,5% das mortes, atrás apenas das doenças vasculares cerebrais e cardíacas, da HIV/AIDS e das infecções das vias aéreas inferiores. Em 2004, também segundo a OMS(5), a DPOC passou a ser 4ª principal causa de morte no mundo, com 5,1% das mortes, superando a HIV/AIDS. Além disso, quando consideramos a "carga de doença" (Burden of Disease) medida em QALY (Quality Adjusted Life Years ­ métrica que envolve a quantidade e a qualidade dos anos vividos), estima-se que a DPOC passará da 13ª patologia no ranking mundial em 2004 para a 5ª em 2030, possivelmente decorrente do envelhecimento populacional e da industrialização dos países de baixa renda. No Brasil, estima-se que entre 3 e 7 milhões de brasileiros tenham DPOC. Segundo dados do DATASUS, a DPOC gerou no ano de 2010, no Sistema Nacional de Saúde Pública, 141.994 hospitalizações que levaram a 778.428 dias de internação. O custo total dessas internações foi de R $ 92.434.415,51 e 7.937 mortes diretamente relacionadas com a DPOC. Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a prevalência de DPOC no Brasil é de 15,8% em adultos acima de 40 anos. TRATAMENTO: Segundo o GOLD 2011(1) os principais aspectos da terapêutica do paciente com DPOC são: -O abandono do hábito de fumar nos pacientes fumantes, o que pode ser obtido tanto pelo aconselhamento frequente dos pacientes, quanto por medidas terapêuticas (brupopiona, nortriptilina e Vareniclina). A cessação do tabagismo é a medida com maior potencial para evitar a evolução da doença; -A vacinação contra Influenza e pneumococos que diminuem os quadros infecciosos responsáveis por períodos de exacerbação; -Medidas de reabilitação e condicionamento físico que melhoram a qualidade de vida do paciente e sua capacidade para realização de atividades físicas; -Utilização de fármacos tanto na fase estável da doença, a fim de diminuir a intensidade e a frequência das crises, quanto nas crises, visando a retirada do paciente desta fase de exacerbação aguda da doença. A farmacoterapia utilizada no tratamento da DPOC, e que é o cerne deste parecer, é composta por diversas classes de medicações como: os Beta2 agonistas de curta e longa ação (LABA), os anticolinérgicos de curta e longa ação (LAMA), os corticoides sistêmicos e inalatórios (ICS), os inibidores inespecíficos da fosfodiesterase (metilxantinas), os inibidores específicos da fosfodiesterase 4 (roflumilaste), assim como diversas combinações destas medicações. A escolha do medicamento ou combinação de medicações a ser utilizada depende da disponibilidade, do custo, do grau da doença (baseado nos riscos e sintomas clínicos, segundo o GOLD 2011) e da resposta do paciente a estas medicações. A TECNOLOGIA: Roflumilaste - Indicação aprovada na Anvisa: tratamento de manutenção de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) grave associada com bronquite crônica (tosse e expectoração crônicas) que apresentam histórico de exacerbações (crises) frequentes, em complementação ao tratamento com broncodilatadores. Indicação proposta para incorporação: tratamento de manutenção de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) grave associada com bronquite crônica (tosse e expectoração crônicas) que apresentam histórico de exacerbações (crises) frequentes, em complementação ao tratamento com broncodilatadores. EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS: Além da análise dos estudos apresentados pelo demandante, a Secretaria-Executiva da CONITEC realizou busca na literatura por artigos científicos, com o objetivo de encontrar Revisões Sistemáticas e Ensaios Clínicos Randomizados (ECR), considerados a melhor evidência para avaliar a eficácia de uma tecnologia usada para tratamento. As bases pesquisadas foram Medline® (via PubMed), The Cochrane Library (via Bireme) e CRD (Centre for Reviews and Dissemination). Os termos utilizados na busca foram "roflumilast AND COPD". Foram considerados os estudos publicados até o dia 01/05/2012, nos idiomas inglês, português ou espanhol. CONSIDERAÇÕES FINAIS: O esquema terapêutico da DPOC estável tem sido motivo de muito debate nos últimos anos e observa-se uma grande complexidade nos algoritmos atualmente propostos em decorrência dos diferentes graus de gravidade da doença, bem como da quantidade de terapias disponíveis. Recentemente, esta complexidade aumentou ainda mais com a chegada de uma nova classe de medicações, os inibidores da fosfodiesterase 4, que parece muito promissora para o tratamento de grupos específicos de pacientes com DPOC, notadamente aqueles com quadros mais severos e exacerbações frequentes. O roflumilaste, agente da classe dos inibidores da fosfodiesterase 4, que foi aprovado por agências de regulação nacionais como FDA (Estados Unidos da América), EMA (Europa) e ANVISA (Brasil) para ser utilizado no tratamento do DPOC estável, tem sido motivo de especial atenção em decorrência de trabalhos científicos que mostram sua utilidade clínica e segurança: M2-107(19); M2-112(22); M2-124 e M2-125(12); M2-127 e M2-128(8). Em 2011, o GOLD(1) incluiu o roflumilaste no algoritmo terapêutico da DPOC, em conjunto com outras classes de medicamento como o LAMA, LABA e ICS, como esquemas possíveis de serem utilizados como 2ª opção de terapia em pacientes não respondedores às terapias de 1ª escolha. No que tange aos aspectos de custo-efetividade, as análises são ainda mais restritas, limitadas a três no levantamento da literatura realizado neste parecer. Como limitações ao estudo, os autores colocam a falta de dados disponíveis comparando as opções terapêuticas umas contra as outras e ressaltam a necessidade de trabalhos futuros a fim de melhorar a precisão das análises realizadas. Desta forma, podemos observar que os trabalhos realizados até o momento tanto sob o aspecto clínico quanto sob o aspecto econômico da utilização do roflumilaste na terapia do DPOC ainda são limitados. Estas limitações têm levado a uma restrição à incorporação do roflumilaste no sistema público de saúde em países como Inglaterra, Canadá e Irlanda. DELIBERAÇÃO FINAL: Na reunião da CONITEC aos dois dias do mês de agosto de 2012, após discussão e não tendo sido apresentadas mais informações sobre o uso do medicamento, os membros da CONITEC presentes, deliberaram, por unanimidade, não recomendar a incorporação do medicamento Roflumilaste para Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) grave associada à Bronquite Crônica. DECISÃO: PORTARIA Nº 39, de 27 de setembro de 2012 - Torna pública a decisão de não incorporar o medicamento roflumilaste para Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) grave associada com Bronquite Crônica no Sistema Único de Saúde (SUS).
Descritores: Bronquite Crônica
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/complicações
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/tratamento farmacológico
Inibidores da Fosfodiesterase 4
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Análise Custo-Benefício/economia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 97 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde