Base de dados : LILACS
Pesquisa : C08.460.799 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 499 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 50 ir para página                         

  1 / 499 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-966353
Autor: Rodríguez-Orozco, A R; Méndez-López, T T; Moreno-Chimal, K.
Título: Sensibilización a alérgenos fúngicos como causa de enfermedad alérgica respiratoria. Extractos alergénicos de hongos para diagnóstico y tratamiento. Inmunoterapia / Sensitization to fungi allergens as a cause of respiratory allergic disease. Allergens for diagnosis and treartment for fungi allergy. Immunotherapy
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;41(4):137-142, 2010. tab.
Idioma: es.
Resumo: La implicación de los hongos en las reacciones alérgicas se conoce desde hace mucho tiempo. Más de 80 géneros de hongos se han asociado con síntomas de alergias del tracto respiratorio. Se resume la clasificación taxonómica de los géneros de hongos que más se han relacionado con enfermedades alérgicas respiratorias y el mecanismo fisiopatológico de daño al huésped causado por hongos en asma, rinitis, sinusitis, micosis pulmonares y pneumonitis por hipersensibilidad, y se presentan las bases de la nomenclatura de los determinantes alergénicos fúngicos según su caracterización bioquímica. El uso de alérgenos recombinantes de hongos permite aclarar el perfil alergénico que presentan algunos pacientes polisensibilizados y reconocer la sensibilización a alérgenos potencialmente peligrosos, como es el caso de alérgenos alimentarios, e identificar la presencia de éstos en diversas fuentes; además, sirven para estudiar la reactividad cruzada entre alérgenos de la misma especie o de otras especies, y con éstos podría superarse la limitación de los extractos fúngicos convencionales los cuales son muy variables en cuanto a potencia y contenido alergénico. Se comentan la complejidad y las indicaciones de la inmunoterapia específica para desensibilización de pacientes hiperreactivos a hongos alergénicos. (AU)

The involvement of fungi in allergic reactions has been known for a long time. More than 80 genera of fungi have been associated with symptoms of respiratory allergies. This review summarize the taxonomic classification of genera of fungi that have been linked to the most prevalent allergic diseases and also commented the pathophysiological mechanisms of damage to the host caused by fungi in asthma, rhinitis sinusitis and pulmonary fungal hypersensitivity pneumonitis and presents the bases of nomenclature of fungal allergenic determinants according to their biochemical characterization. The use of recombinant allergens helps clarify the profile fungal allergen present in some patients polysensitized and recognize their presence in various sources. This also serves well to study cross-reactivity between allergens of the same species or other species. With the use of recombinant allergens could overcome the limitation of the conventional fungal extracts which are very variable in terms of potency and allergen content. We comment of the complexity and indications of specific immunotherapy for desensitization of hyperreactive patients to allergenic fungi. (AU)
Descritores: Asma/imunologia
Alérgenos
Fungos
-Asma
Rinite
Dessensibilização Imunológica
Imunoterapia
Antígenos de Fungos/imunologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  2 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-383684
Autor: Colmán McLeod, Nelly; Cañete Benítez, María Raquel; Aguilera Aranda, Arnulfo; Acosta, Carolina.
Título: Dosaje de IgE y pruebas cutáneas en pacientes Atópicos. Artículos originales / IgE dosage and cutaneous tests in atopics patients. Original articles
Fonte: Med. actual;3(1):22-25, 2002. tab.
Idioma: es.
Resumo: Los objetivos del trabajo han sido determinar concentraciones séricas de IgE y realizar pruebas cutáneas de sensibilidad a aeroelergenos en pacientes con manifestaciones alérgicas respiratorias, y correlacionar estos datos con la sintomatología, edad, sexo y antecedentes familiares de atopia de los pacientes. Se realizó un estudio observacional analítico y de corte transversal. Se estudiaron 27 pacientes seleccionados por muestreo probabilístico, con edades comprendidas entre 5 y 70 años. El 33.3 por ciento pertenecía al sexo femenino. El 81.48 por ciento presentaba asma y el 18.51 por ciento asma y rinitis. Todos presentaron prick test positivo para algún aeroalergeno, entre éstos los más comunes fueron los ácaros (74.07 por ciento). El 92.59 por ciento presentó niveles elevados de IgE sérica (superior a 300 Ul/ml). En pacientes con más de una manifestación de atopía (asma y rinitis) se presentaron los niveles más elevados de IgE sérica. El 85.18 por ciento de los pacientes presentó antecedentes familiares de atopia. No se pudo demostrar relación con la edad ni el sexo. La interpretación correcta de las pruebas de alergia (IgE sérica y prick test) requiere conocimiento detallado de la historia y signos físicos del paciente. El conocimiento de los alergenos que provocan el cuadro alérgico es importante para evitar o reducir al mínimo la exposición...
Descritores: Asma
Rinite
Responsável: PY3.1 - Biblioteca


  3 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-466342
Autor: Souza-Machado, Adelmir; Souza-Machado, Carolina; Silva, Daisy Freitas; Ponte, Eduardo Vieira; Cruz, Alvaro A.
Título: Causas de óbitos entre asmáticos graves admitidos no Programa de Controle da Asma e da Rinite Alérgica na Bahia / Causes of death in asthma patients enrolled in the Bahia State Program for the Control of Asthma and Allergic Rhinitis
Fonte: J. bras. pneumol;33(4):372-379, jul.-ago. 2007. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Universidade Federal da Bahia - UFBA", "_d": "Faculdade de Medicina da Bahia. Programa de Controle da Asma e da Rinite Alérgica na Bahia - ProAR.
Resumo: OBJETIVO: Descrever características demográficas e clínicas de asmáticos que apresentaram como desfecho a morte e relatar as condições que concorreram para o óbito entre admitidos no Programa de Controle da Asma e da Rinite Alérgica na Bahia (ProAR). MÉTODOS: Estudo observacional retrospectivo e descritivo. Foram coletadas informações de atestados de óbitos e prontuários médicos de 16 dos 930 portadores de asma grave acompanhados no ambulatório Central de Referência do ProAR entre dezembro de 2003 e junho de 2006. RESULTADOS: Foram identificadas 16 (1,72 por cento) mortes em asmáticos do ProAR. Destes, 10 pacientes eram do sexo masculino; as idades variaram de 39 a 74 anos (mediana, 55 anos), sendo 12 (75 por cento) pacientes do grupo racial negróide. A duração da doença diagnosticada pelo médico foi de 1 a 68 anos (mediana, 30 anos). História pessoal e familiar de atopia foi observada em 43,8 e 53,8 por cento destes casos, respectivamente. História familiar de atopia não foi relatada em 3 casos. Tabagismo (<10 maços/ano) no passado foi identificado em 37,5 por cento dos casos. As causas registradas em atestados de óbito foram: asma ou crise de asma em 8 (50 por cento); insuficiência respiratória em 3 (18,75 por cento); infarto agudo do miocárdio em 2 (12,5 por cento); hepatite em 1 (6,25 por cento); choque hipovolêmico em 1 (6,25 por cento); e parada cardiorrespiratória em 1 (6,25 por cento). Dos 16 óbitos, 13 (81,25 por cento) ocorreram dentro de uma unidade hospitalar. CONCLUSÃO: A maioria dos óbitos dos asmáticos graves foi atribuída a asfixia e doenças cardiovasculares, em ambiente hospitalar; sexo masculino, idade avançada, tempo prolongado de doença e obstrução fixa aos fluxos aéreos foram características comuns nos pacientes estudados.

OBJECTIVE: To report demographic and clinical characteristics of patients with asthma who evolved to death, as well as to describe the conditions related to this outcome in a subgroup of patients admitted to the Program for the Control of Asthma and Rhinitis in Bahia (ProAR). METHODS: A descriptive, retrospective, observational study. Data from clinical charts and death certificates of 16 patients of 930 subjects with severe asthma monitored at the ProAR Central Reference Center from December 2003 to June 2006 were reviewed. RESULTS: Of the 930 patients participating in the program, 16 (1.72 percent) died. Of these, there were 10 males and 6 females, ranging in age from 39 to 74 years (median, 55 years); 12 (75 percent) of the patients were black. Time since diagnosis ranged from 1 to 68 years (median, 30 years). In 43.8 and 53.8 percent, respectively, there was a personal or family history of atopy. Ex-smokers (<10 pack-years) accounted for 37.5 percent of the cases. Causes of death listed on the death certificates were as follows: asthma or asthma exacerbations in 8 (50 percent); respiratory failure in 3 (18.75 percent); acute heart infarction in 2 (12.5 percent); hepatitis in 1 (6.25 percent); hypovolemic shock in 1 (6.25 percent); and cardiorespiratory arrest in 1 (6.25 percent). Of the 16 deaths, 13 (81.25 percent) occurred inside hospitals. CONCLUSION: Asphyxia and cardiovascular diseases were the most common atributed causes of mortality in this subgroup of patients with severe asthma. Hospital-based mortality, male gender, advanced age, long-term disease and fixed airflow obstruction were the aspects most frequently observed in the cases studied.
Descritores: Asma/mortalidade
-Fatores Etários
Asfixia/complicações
Asma/fisiopatologia
Brasil
Doenças Cardiovasculares/complicações
Causas de Morte
Continuidade da Assistência ao Paciente
Métodos Epidemiológicos
Predisposição Genética para Doença
Programas Governamentais
Mortalidade Hospitalar
Rinite/terapia
Fatores Sexuais
Fatores de Tempo
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Stein, Renato Tetelbom
Texto completo
Id: biblio-1047443
Autor: Strassburger, Márcio Junior; Strassburger, Simone Zeni; Roncada, Cristian; Pitrez, Paulo Márcio; Stein, Renato Tetelbom.
Título: Asma, rinite e atopia em escolares de duas cidades ambientalmente distintas: metrópole industrializada e região agrícola / Asthma, rhinitis and atopy in schoolchildren from two environmentally distinct cities: industrialized metropolis and agricultural region
Fonte: Sci. med. (Porto Alegre, Online);29(4):34336, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Analisar as características da asma entre escolares de região metropolitana e região agrícola. MÉTODOS: Os escolares de ambos locais, responderam questionário de diagnóstico epidemiológico da asma e características clínicas da asma, rinite e atopia conforme ISAAC. Também foram avaliados pelo Teste de Controle da Asma e medida de atividade física. RESULTADOS: Entre os 290 e 123 asmáticos avaliados na região metropolitana e região agrícola, respectivamente, a prevalência de asma foi 20,4% e 19,2%. Os asmáticos da região agrícola apresentaram maior frequência de rinite (87% vs. 48,8%, p< 0,001) e atopia (81,4% vs. 63,5%, p=0,005) Não foi observada diferença em medidas de controle da doença (51,9% vs. 47,2%, p=0,378). A combinação asma com rinite ou atopia apresentou risco significativo para o controle da doença nos escolares da região agrícola (OR: 2,300; IC95%:1,867-2,833). CONCLUSÃO: Não houve diferença na frequência de asma e controle da doença entre os escolares estudados. Contudo, os escolares da região agrícola apresentam maiores taxas de rinite e atopia o que interferiu negativamente no controle da asma. Estes achados sugerem que asma em populações com meio ambientes distintos têm características clínicas distintas, que devem ser levadas em conta na definição de estratégias de prevenção e manejo clínico.

AIM: To analyze the characteristics of asthma among students from metropolitan and agricultural regions. METHODS: Students from both locations answered a questionnaire for epidemiological diagnosis of asthma and clinical characteristics of asthma, rhinitis and atopy according to ISAAC. They were also evaluated by the Asthma Control Test and measure of physical activity. RESULTS: Among the 290 and 123 asthmatics evaluated in the metropolitan region and agricultural region, respectively, the prevalence of asthma was 20.4% and 19.2%. Asthmatics in the agricultural region had a higher frequency of rhinitis (87% vs. 48.8%, p<0.001) and atopy (81.4% vs. 63.5%, p=0.005) No difference was observed in disease control measures (51.9% vs. 47.2%, p=0.378). The combination asthma with Rhinitis or atopy presented significant risk for disease control in schoolchildren in the agricultural region (OR: 2,300; 95% CI: 1,867-2,833). CONCLUSION: There was no difference in asthma frequency and disease control among the students studied. However, the students of agricultural region have higher rates of rhinitis and atopy which negatively interfered with asthma control. These findings suggest that Asthma in populations with different environments have different clinical characteristics, which should be taken into account when defining prevention strategies and clinical management.
Descritores: Rinite
-Asma
Pneumologia
Medicina
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  5 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1015009
Autor: Pacheco Tejerina, Álvaro.
Título: Manifestaciones otorrinolaringológicas de la disquinesia ciliar primaria / Ent manifestations of primary ciliar dyskinesia
Fonte: Neumol. pediátr. (En línea);14(2):92-94, jul. 2019.
Idioma: es.
Resumo: Primary Ciliary Diskinesia (PCD) is a heterogeneous, rare genetic disease that can be present in up to 5% of the patients with recurrent respiratory infections. The underlying pathogenesis is disrupted ciliary function which results in delayed mucus transportation leading to chronic inflammation in the upper and lower respiratory tract. Almost all PCD patients have otolaryngologic manifestations, characterized by recurrent ear and sinus infections, chronic inflammation at this level, sensorioneural and conductive hearing loss, and sleep-disordered breathing. This article reviews the diagnostic and therapeutic aspects of these manifestations.

La Disquinesia Ciliar Primaria (DCP) es una enfermedad genética heterogénea rara que puede estar presente en hasta un 5% de los pacientes que presentan infecciones respiratorias a repetición. La patogenia es secundaria a una alteración de la función ciliar que a su vez provoca una alteración del transporte de moco, resultando en una condición inflamatoria crónica en la vía aérea superior e inferior. Las manifestaciones clínicas de la esfera otorrinolaringológica en los pacientes portadores de DCP están presentes prácticamente en la totalidad de los mismos, y se caracterizan por infecciones recidivantes de oídos y cavidades perinasales, inflamación crónica a este nivel, hipoacusia neurosensorial y conductiva, y alteraciones respiratorias durante el sueño. En este artículo se revisarán los aspectos diagnósticos y terapéuticos de dicho compromiso.
Descritores: Otite Média/epidemiologia
Sinusite/epidemiologia
Rinite/epidemiologia
Síndrome de Kartagener/epidemiologia
-Otite Média/terapia
Rinite/terapia
Apneia Obstrutiva do Sono/diagnóstico
Apneia Obstrutiva do Sono/fisiopatologia
Limites: Humanos
Criança
Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1024327
Autor: Baptista, Peter; Garaycochea, Octavio; Prieto-Matos, Carlos; Alperi, Marta Alvarez de Linera; Alcalde, Juan.
Título: Lacrimal Diversion Devices (Sinopsys Lacrimal Stent): Sharing our Experience with Patients with Chronic Rhinosinusitis without Polyposis
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);23(4):422-426, Out.-Dez. 2019. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Chronic rhinosinusitis (CRS) is a highly prevalent pathology in our society. Due to the prevalence of this condition and to the persisting symptoms despite an appropriate medical treatment, surgical techniques are often required. Lately, minimal invasive techniques have been described, such as lacrimal diversion devices (LDDs). This technique offers a fast and convenient choice for delivery of sinus irrigation and topical medication. Objective: We aimed to describe our experience with LDDs and evaluate the safety and effectiveness of the procedure in patients with moderate to severe CRS without nasal polyposis (CRSsNP) and persistent symptomatology despite medical therapy. Methods: A total of 7 patients underwent bilateral lacrimal stents placement in the operating room. A retrospective observational study was conducted. The Sino-Nasal Outcome Test-20 (SNOT-20) survey was performed and the score obtained was compared before and 1 month after the procedure. Results: The LDDs were used for an average of 80 days. During the follow-up, only three patients had a mild complication with the device (granuloma in the punctum, obstruction, and early extrusion). The mean baseline SNOT-20 score dropped significantly ( p = 0.015) from 25.85 to 11.57 (mean: - 14.29) 1 month after the procedure. Conclusion: According to our experience and results, the use of LDD is a novel, feasible, and less invasive technique to treat refractory CRS. It reduces the risk of mucosal stripping, provides short-term outcomes, and the surgical procedure does not require advanced training in endoscopic sinus surgery. Moreover, it can be performed in-office under local anesthesia or sedation (AU)
Descritores: Sinusite/cirurgia
Stents
Rinite/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Nasais/métodos
-Estudos Retrospectivos
Procedimentos Cirúrgicos Minimamente Invasivos/métodos
Aparelho Lacrimal/cirurgia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  7 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-683445
Autor: Mion, Olavo.
Título: Rinite / Rhinitis
Fonte: RBM rev. bras. med;70(5), maio 2013.
Idioma: pt.
Resumo: A rinite alérgica é uma das doenças inflamatórias mais comuns do trato respiratório superior, afetando cerca de 20% a 25% da população mundial e a sua prevalência continua a aumentar. A inflamação de origem celular da mucosa nasal é um marco da rinite alérgica, doença mediada pela imunoglobulina E, sendo caracterizada pelo acúmulo de eosinófilos; expressão de moléculas de adesão aumentada; liberação de quimiocinas, citocinas, histamina e leucotrienos.A qualidade de vida dos pacientes com rinite é bastante afetada pela doença. O tratamento pode ser feito com higiene ambiental, lavagens nasais com solução salina fisiológica ou hipertônica, com o uso de descongestionantes, anticolinérgicos, cromoglicato, anti-histamínicos, antileucotrienos e corticosteroides sistêmicos e tópicos. As classes de medicamentos mais comumente prescritas para o tratamento da rinite alérgica são três: corticosteroides tópicos intranasais, anti-histamínicos e antagonistas de receptores de leucotrienos, sendo que os corticosteroides intranasais são considerados o padrão-ouro, ou seja, são os medicamentos de primeira linha para o tratamento da rinite alérgica. Além do mais, são também indicados para as rinites não alérgicas e para o tratamento da rinossinusite infecciosa aguda e crônica, assim como a polipose nasossinusal.A eficácia da terapia depende do uso correto dessas opções de tratamento não medicamentoso e medicamentoso, procurando obter o melhor efeito de cada droga através do conhecimento dos seus efeitos clínicos nos pacientes, assim como de seus efeitos adversos...
Descritores: Rinite
Limites: Humanos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  8 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abrahäo, Márcio
Id: lil-704876
Autor: Abrahão, Márcio; Deboni, Marcelo; Greggio, Bárbara.
Título: Rinite / Rhinitis
Fonte: RBM rev. bras. med;70(1/2), jan.-fev. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Rinite é definida como a inflamação do revestimento das mucosas da cavidade nasal e é caracterizada por sintomas, como rinorreia anterior e posterior, espirros, obstrução e prurido nasal. Afeta até 20% da população e é uma das causas mais comuns de procura a atendimento médico. A rinite pode ser classificada, de acordo com sua etiopatogenia, em alérgica e não alérgica. É estimado que 25% a 33% das rinites correspondam a rinites não alérgicas e que 44% a 87% correspondam a rinites alérgicas. A rinite alérgica é definida como uma desordem sintomática do nariz induzida por exposição a antígenos alergênicos devido a processo inflamatório mediado por IgE. Rinite alérgica é um problema de saúde mundialmente encontrado. Pacientes de todos os países, grupos étnicos e idades podem sofrer de rinite alérgica. A rinite alérgica geralmente se inicia na infância ou na adolecência, tendo como caracterísitca principal a presença de obstrução nasal, prurido nasal ou faríngeo, espirros "em salva", rinorreia aquosa e sintomas irritativos oculares ou otológicos associados. Entretanto esses sintomas também podem ser encontrados nas rinites não alérgicas. Os sintomas de RA são resultados de uma complexa cascata inflamatória causada pela interação entre células inflamatórias fixas à superfície da mucosa nasal, células presentes no plasma sanguíneo e de mediadores vasoativos e pró-inflamatórios, incluindo citocinas. O diagnóstico da RA é realizado pela história clínica e pelo exame físico do paciente fundalmentalmente. Porém, testes laboratoriais como testes cutâneos são indicados quando os sintomas são severos/moderados ou quando o diagnóstico de rinite alérgica é incerto. As modalidades terapêuticas para o controle das rinites alérgicas podem ser não medicamentosas, medicamentosas, imunoterapia e também cirurgia.
Descritores: Hipersensibilidade
Rinite
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  9 / 499 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Solé, Dirceu
Id: lil-683441
Autor: Tintori, Sílvia Maria; Carvalho, Maria Dalva de Barros; Solé, Dirceu; Odebrech, Leonardo; Antoniassi, Pamela Cristina; Costa, Renata Giovanetti.
Título: Prevalência de asma e doenças alérgicas em escolares da faixa etária de 12 a 15 anos do município de Maringá - PR / Prevallence of asthma and allergic diseases in brazilian school children aged 12 to 15 years in the city of Maringa, Parana State, Brazil
Fonte: RBM rev. bras. med;70(1/2), jan.-fev. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Este trabalho teve como objetivos determinar a prevalência de asma e doenças alérgicas em escolares de 12 a 15 anos em Maringá; comparar os dados obtidos em relação ao sexo e tipo de escola; avaliar a gravidade e identificar os fatores de risco familiares e ambientais a elas associados. Método: Estudo transversal realizado empregando-se o protocolo ISAAC (International Study of Asthma and Allergies in Childhood) aos alunos das sétimas e oitavas séries. As escolas foram escolhidas por amostragem estratificada. Os dados de cada aluno foram transcritos para um banco de dados (Epi-Info). A análise das respostas às perguntas do questionário e do escore global de corte classificou o aluno como "doente" ou não, determinando a prevalência. Resultados: Foram adequadamente respondidos 3.057 questionários (retorno de 97%), por 2.036 alunos de 17 escolas públicas e 1021 de 8 escolas privadas, sendo 53,5% alunos do sexo feminino e 46,5% do sexo masculino. A prevalência da asma foi 15,6%; de rinite 42,4% e de eczema 10,9% pelo escore global de corte. A prevalência de sibilos, sintomas nasais sem resfriado e eczema nos últimos 12 meses foi de 14,5%, 36% e 6,9%, respectivamente. Conclusão: A prevalência de asma entre escolares de Maringá se apresenta na média nacional, porém com uma gravidade maior. Em relação à rinite a prevalência é alta, o mesmo não ocorrendo com o eczema atópico. Quanto ao domínio escolar, encontrou-se uma maior frequência nas escolas privadas e maior gravidade nas escolas públicas. Demonstrou-se, assim, a importância do aspecto social para essas doenças...
Descritores: Adolescente
Asma
Prevalência
Rinite
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  10 / 499 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Weckx, Luc Louis Maurice
Id: lil-545632
Autor: T-Ping, Cheng; Pizarro, Gilberto Ulson; Weckx, Luc Louis Maurice; Campos, Eduardo Goulart; Pires, Michel Coronel; Ranniger, Renata Lack.
Título: Rinossinusites / Rhinosinusitis
Fonte: RBM rev. bras. med;67(supl.2), mar. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: A rinossinusite é uma doença frequente na prática diária de clínicos gerais, pediatras, alergologistas, pneumologistas e otorrinolaringologistas. Embora tenha baixa mortalidade e alta morbidade, há situações específicas que precisam ser reconhecidas, em que as complicações podem colocar a vida do paciente em risco. Por ser abordada por diversas especialidades e ter formas variadas de apresentações, é importante definir uma classificação comum a fim de estabelecer diagnósticos mais precisos, racionalizar a solicitação de exames complementares e instituir tratamentos adequados. Dessa forma, haverá uma redução nos custos do tratamento, nas complicações e nas formas crônicas da doença, garantindo uma melhor qualidade de vida para o paciente.
Descritores: Preparações Farmacêuticas
Rinite/diagnóstico
Rinite/etiologia
Rinite/patologia
Rinite/terapia
Sinusite/etiologia
Sinusite/patologia
Sinusite/terapia
-Doenças Respiratórias/diagnóstico
Doenças Respiratórias/fisiopatologia
Doenças Respiratórias/terapia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adulto
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde



página 1 de 50 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde