Base de dados : LILACS
Pesquisa : C09.218.458.341 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1015 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 102 ir para página                         

  1 / 1015 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151890
Autor: García-Rey, Tatiana.
Título: Detección y prevención de la hipoacusia / Detection and prevention of hearing loss
Fonte: Acta otorrinolaringol. cir. cabeza cuello;49(1):25-26, 2021. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El 3 de marzo se celebró el Día Mundial de la Audición, por lo que quisiera aprovechar para tomar consciencia de la importancia de la detección temprana de las pérdidas auditivas en los niños, así como fomentar el cuidado auditivo y la prevención de la hipoacusia. Según la reciente publicación de la Organización Mundial de la Salud (OMS), se estima que en la actualidad 1 de cada 5 personas en el mundo sufren algún grado de hipoacusia que no está siendo tratada, lo que corresponde al 5,5 % de la población mundial actual; esto genera un gasto en la economía global de US $ 980 billones anualmente (1). La OMS hace un llamado de atención a la población para tomar consciencia, ya que se estima que para 2050 la prevalencia de la pérdida auditiva aumentará a 1 de cada 4 personas (2). En este sentido, es muy importante que los otorrinolaringólogos, especialistas del área, enfoquemos nuestro ejercicio profesional diario a la prevención, detección temprana y el tratamiento óptimo de las pérdidas auditivas.
Descritores: Perda Auditiva
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CO5.1 - Centro de Información y Conocimiento


  2 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-655376
Autor: Frota, Mirna Albuquerque; Amaral, Larissa Cipião Gurgel do; Nobre, Caroline Soares; Barbosa, Priscilla Mayara Estrela.
Título: Promoção da saúde de famílias de crianças surdas / Health promotion of families of deaf children
Fonte: Rev. bras. promoç. saúde (Impr.) = Braz. j. health promot;25(2 Supl):70-75, jun. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Investigar o impacto da perda auditiva na dinâmica familiar da criança surda, identificando o conhecimento da família sobre a surdez e compreendendo o modo como os pais vivenciam o diagnóstico e o tratamento do filho com surdez. Métodos: Estudo com abordagem qualitativa desenvolvido no Núcleo de Atenção Médica Integrada ? NAMI, vinculado à Universidade de Fortaleza ? UNIFOR, localizado em Fortaleza-CE, Brasil. Participaram do estudo seis mães de crianças com deficiência auditiva. A coleta de dados realizou-se mediante observação participante e entrevista semiestruturada. Para o processamento dos dados, foi utilizada a Análise Temática de Bardin. Resultados: Após codificação emergiram dos discursos as categorias: desinformação da perda auditiva;impacto da descoberta da perda auditiva; dificuldade de se comunicar com o filho; necessidade de compreensão no âmbito familiar. Conclusão: O nascimento de um filho Surdo altera o equilíbrio anterior da família, gerando problemas específicos, como a barreira comunicativa, cuja solução está relacionada ao como lidar com a situação. É necessária a promoção de mudanças, enfatizando a participação dos entes como cuidadores e facilitadores do desenvolvimento da criança Surda. Na Fonoaudiologia, essa atitude representa descobrir novas maneiras de identificar o necessário para o sujeito. Requer estratégias que valorizem a opinião destes, viabilizando a expressão de expectativas, percepções, representações e sentimentos.

Objective: To investigate the impact of hearing loss in the family dynamics of the deaf child; identify the family?s knowledge about deafness, understand how parents experience the diagnosis and treatment of child with hearing impairment. Methods: The study has a qualitative approach developed at the Center for Integrated Medical Care - NAMI, attached to the University of Fortaleza - UNIFOR located in Fortaleza - CE, Brazil. The participants were six mothers of children with hearing impairment. Data collection was carried out through participant observation and semi-structured interview. The Thematic Analysis of Bardin was used for processing the data. Results: After coding, some categories emerged from the discourse: Misinformation of Hearing Loss; impact of the discovery of hearing loss, caregivers and facilitators of the development of the deaf children. Conclusion: The birth of a deaf child alters the previous family balance, causing specific problems, such as the communication barrier, whose solution is related to how to handle the situation. It is necessary to promote changes, emphasizing the involvement of caregivers and loved as facilitators of deaf child?s development. In Phonoaudiology, this attitude represents discovering new ways to identify the need for the subject, which requires strategies that value their opinion, allowing the expression of expectations, perceptions, representations and feelings.
Descritores: Saúde da Criança
Pessoas com Deficiência
Promoção da Saúde
Perda Auditiva
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  3 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1148476
Autor: Tomicic, Pamela; García del Solar, Gloria; Matute, Isabel; Drápela, Javiera; Marína, Fabiola; Castro, Patricia.
Título: Evaluación de un programa piloto para trabajar habilidades narrativas en niños con hipoacusia usuarios de ayudas auditivas / Evaluation of a pilot program: developing narrative skills in children with hearing aids or cochlear implant
Fonte: Rev. chil. fonoaudiol. (En línea);19:1-9, nov. 2020. tab.
Idioma: es.
Resumo: El Discurso Narrativo (DN) es una unidad lingüística compleja utilizada en ciertos contextos y que refleja la organización del pensamiento. La evidencia científica muestra que la población sorda, usuaria de ayudas auditivas, presenta dificultades en los diferentes niveles del lenguaje, tanto expresivos como comprensivos, incluida la habilidad para narrar. Además, existe evidencia de que la intervención terapéutica ayudaría a mejorar su rendimiento. Sin embargo, los datos disponibles sobre las características y abordaje del DN en esta población son escasos. El objetivo del estudio es evaluar un programa piloto para trabajar habilidades narrativas en niños chilenos usuarios de ayudas auditivas. Se estudiaron 22 niños con un promedio de edad de 6,5 años, adaptados con audífonos y/o implante coclear. Se aplicó a este grupo de niños una evaluación inicial del DN utilizando el instrumento Evaluación del Discurso Narrativo (EDNA), obteniéndose la Etapa y Desempeño narrativo de cada niño. Luego, se creó y aplicó individualmente un programa de estimulación del discurso narrativo de 12 sesiones una vez por semana. Finalmente, se repitió la evaluación al final del programa. Se encontraron diferencias significativas entre los resultados obtenidos previo y posterior a la implementación del programa de estimulación. En relación con la Etapa del DN, antes de la intervención el 45,5% de los niños no estructuraba, lo cual se redujo a un 9.1% en la evaluación final. En cuanto al Desempeño, previo a la intervención el 72,7% de los niños presentaba un "déficit narrativo", lo cual se redujo a un 18,2% posterior a la aplicación del programa.

Narrative discourse is considered a linguistic unit that is used in a specific communicative context, being an indicator of thinking organization. Previous evidence shows how hearing aid users, have difficulties with different language skills, both expressive and comprehensive, including the ability to narrate. Additionally, there is evidence showing how therapeutic intervention would help to improve their narrative performance. However, the information available about the discursive skilland the effect ofstimulation programs on it in hearing impaired children is scarce. Accordingly, the present study aims to explore narrative performance in hearing impaired children users of hearing aids/cochlear implants, before and after a narrative speech stimulation program. Twenty-two children diagnosed with bilateral hearing loss users of hearing aids/cochlear implants with a mean age of 6.5 years were included. An initial assessment of the narrative skills was performed using Narrative Discourse Assessment (EDNA), which provided a narrative Stage and a Total score. A twelve-session stimulation program was developed and individually administered to children once a week. Finally, an assessment was performed after the program ended. In the initial assessment, 45.5% of children did not have a structured narrative speech, a percentage that was reduced to a 9.1% in the final evaluation. Statistically significant differences were observed on the EDNA scores when comparing initial and final assessments. The results obtained in the present investigation show how children who use hearing aids/cochlear implants improved significantly their narrative abilities after participating in a pilot narrative speech stimulation program.
Descritores: Linguagem Infantil
Implante Coclear
Narração
Perda Auditiva/fisiopatologia
Perda Auditiva/terapia
-Aptidão
Projetos Piloto
Auxiliares de Audição
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039474
Autor: Sena, Tereza Raquel Ribeiro de; Dourado, Solano Sávio Figueiredo; Antoniolli, Ângelo Roberto.
Título: Audição em altas frequências em trabalhadores rurais expostos a agrotóxicos / High frequency hearing among rural workers exposed to pesticides
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(10):3923-3932, Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Os agrotóxicos podem causar inúmeros problemas de saúde e são considerados agentes otoagressores. O objetivo deste estudo foi analisar as características auditivas nas altas frequências em trabalhadores com e sem exposição aos agrotóxicos, que apresentaram resultados normais na audiometria convencional. Estudo transversal com 87 trabalhadores, de ambos os gêneros, entre 19 e 59 anos, com vínculo de trabalho formal, informal e/ou que atuavam na agricultura familiar e realizaram Audiometria de Altas Frequências. O uso de glifosato foi relatado por 73% dos trabalhadores e as misturas de agrotóxicos diversos ocorreram em 78% deles. Não foi identificado uso adequado dos equipamentos de proteção individual recomendados para a atividade agrícola. Os trabalhadores expostos a agrotóxicos apresentaram piores resultados na Audiometria de Altas Frequências quando comparados aos que não tiveram contato com agrotóxicos (p < 0,0001). A Audiometria de Altas Frequências pode ser considerada um instrumento sensível para detectar, precocemente, alterações auditivas em trabalhadores expostos a agrotóxicos, e, seu uso em serviços de saúde poderá contribuir para as ações de vigilância em saúde do trabalhador.

Abstract Pesticides may cause a number of health problems and are considered oto-agressive agents. The objective of this study was to investigate the high frequency hearing characteristics of workers both with and without exposure to pesticides, that presented normal conventional audiometry. It involved a cross-sectional study with 87 workers, of both genders, between 19 and 59 years, with formal or informal jobs and some of whom worked with family agriculture, either using pesticides or not, who had taken High-Frequency Audiometry tests. The use of glyphosate was reported by 73% of workers and several pesticide mixtures occurred in 78% of them. There were no cases of proper use of personal protective equipment recommended for the activity. The workers exposed to pesticides had worse results in High-Frequency Audiometry tests in comparison with those who had no contact with pesticides (p < 0.0001). High-Frequency Audiometry has proved to be a useful and effective tool in the early detection of hearing loss caused by pesticides.
Descritores: Praguicidas/toxicidade
Exposição Ocupacional/efeitos adversos
Perda Auditiva/epidemiologia
Doenças Profissionais/epidemiologia
-População Rural
Audiometria
Estudos Transversais
Equipamento de Proteção Individual
Perda Auditiva/diagnóstico
Testes Auditivos
Pessoa de Meia-Idade
Doenças Profissionais/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785813
Autor: Duarte, Maycon; Gresele, Amanda Dal Piva; Pinheiro, Maria Madalena Canina.
Título: Temporal processing in postlingual adult users of cochlear implant / Processamento temporal em adultos pós-linguais usuários de implante coclear
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(3):304-309tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Postlingual adults demonstrate impressive performance in speech recognition in silence after cochlear implant (CI) surgery. However, problems in central hearing abilities remain, which complicates understanding in certain situations, such as in competitive listening and in the perception of suprasegmental aspects of speech. OBJECTIVE: To assess the temporal processing abilities in postlingual adult users of CI. METHODS: Cross-sectional and descriptive study, with a non-probabilistic sample for convenience. The population was divided into two groups. The study group consisted of 12 postlingual adult users of cochlear implants and the control group consisted of 12 adults with normal hearing, matched for age and gender with the control group. The Frequency Pattern Test and the Gaps in Noise test were selected to assess temporal processing. Free-field testing was applied at 50 dB SL. RESULTS: Adult users of cochlear implant attained a mean temporal threshold of 16.33 ms and scored 47.7% in the pattern frequency test; the difference was statistically significant in comparison with the control group. CONCLUSION: It was verified that postlingual adult users of cochlear implants have significant alterations in temporal processing abilities in comparison to adults with normal hearing.

Resumo Introdução: Os adultos pós-linguais apresentam ótimo desempenho no reconhecimento de fala no silêncio após a cirurgia de implante coclear. No entanto, permanecem com alterações nas habilidades auditivas centrais, dificultando a compreensão em situações de escuta competitiva e na percepção dos aspectos supra-segmentais da fala. Objetivo: Avaliar as habilidades do processamento temporal em adultos pós-linguais usuários de implante coclear. Método: O estudo foi do tipo transversal, descritivo com amostra não-probabilística por conveniência. A população foi distribuída em dois grupos. O grupo estudo foi composto por 12 adultos pós-linguais usuários de IC e o grupo controle por 12 adultos com audição normal pareados conforme faixa etária e sexo do grupo estudo. Para avaliar o processamento temporal foi selecionado o Teste Padrão de Frequência e o teste Gaps in Noise. Os testes foram aplicados em campo livre e a 50 dB NS. Resultados: Os adultos pós-linguais usuários de IC obtiveram limiar de acuidade temporal médio de 16,33 ms e desempenho de 47,7% de acertos no teste padrão de frequência, sendo que a diferença foi estatisticamente significante em relação ao grupo controle. Conclusão: Foi constatado que os adultos pós-linguais usuários de IC apresentam alterações nas habilidades do processamento temporal em relação aos adultos sem alterações auditivas.
Descritores: Vias Auditivas/fisiologia
Implantes Cocleares
Perda Auditiva/reabilitação
-Percepção Auditiva
Limiar Auditivo
Percepção da Fala
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Perda Auditiva/fisiopatologia
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785828
Autor: Gökdoğan, Çağil; Altinyay, Senay; Gökdoğan, Ozan; Tutar, Hakan; Gündüz, Bülent; Okur, Ilyas; Tümer, Leyla; Kemaloğlu, Yusuf Kemal.
Título: Audiologic evaluations of children with mucopolysaccharidosis / Avaliação audiológica em crianças com mucopolissacaridose
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(3):281-284tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Mucopolysaccharidosis is a hereditary lysosomal storage disease, which develops due to a deficiency in the enzymes that play a role in the metabolism of glycosaminoglycans (GAG). The incidence of mucopolysaccharidosis is 1/25,000, with autosomal recessive inheritance (except for MPS II). Mucopolysaccharidosis occurs in seven different types, each with a different congenital deficiency of lysosomal enzymes. In mucopolysaccharidosis patients, even though progression of clinical findings is not prominent, the disease advances and causes death at early ages. Facial dysmorphism, growth retardation, mental retardation, and skeletal or joint dysplasia are the most frequently found symptoms in these patients. OBJECTIVE: The purpose of our study is to present the types of hearing loss types and tympanometric findings of patients with mucopolysaccharidosis referred to our clinic with suspicion of hearing loss. METHODS: After otorhinolaryngological examination, 9 patients with different types of mucopolysaccharidosis, underwent to immittance and audiometric evaluations, performed according to their physical and mental abilities, and ages, in order to determine their hearing thresholds. RESULTS: The audiometric findings of the 9 patients followed with mucopolysaccharidosis were reported separately for each case. CONCLUSION: Based on the high frequency of hearing loss in mucopolysaccharidosis patients, early and detailed audiological evaluations are highly desirable. Therefore, regular and systematic multidisciplinary evaluations are very important.

Resumo Introdução: Mucopolissacaridose (MPS) é uma doença hereditária de depósito lisossômico, decorrente da deficiência das enzimas que influenciam o metabolismo dos glicosaminoglicanos (GAGs). A incidência de MPS é de 1/25.000 habitantes, resultante de herança autossômica recessiva (exceto no caso de MPS II). MPS se apresenta na forma de sete tipos diferentes e, em cada tipo, ocorre uma deficiência congênita distinta de enzimas lisossômicas. Embora em pacientes com MPS os achados clínicos não sejam geralmente observados, a doença progride em seu curso natural e costuma levar a óbito pacientes muito jovens. Dismorfismo facial, retardo de crescimento, retardo mental e displasia esquelética ou articular são os sinais e sintomas mais frequentemente observados nesses pacientes. Objetivo: A finalidade do presente estudo foi apresentar os tipos de perda auditiva e os achados timpanométricos de pacientes com MPS encaminhados para nossa clínica com suspeita de perda auditiva. Método: Em seguida ao exame otorrinolaringológico, nove pacientes com diferentes tipos de MPS, foram submetidos a avaliações imitanciométricas e testes audiométricos de acordo com sua faixa etária eficiência física e mental, no intuito de identificar seus limiares auditivos. Resultados: Os achados audiométricos dos nove pacientes acompanhados por MPS foram descritos separadamente para cada caso. Conclusão: Baseado na alta frequência de perda auditiva em pacientes com MPS, avaliação audiológica precoce e detalhada é altamente desejável. Para tanto, é importante que sejam realizados avaliações multidisciplinares periódicas e sistemáticas.
Descritores: Mucopolissacaridoses/complicações
Perda Auditiva/etiologia
-Audiometria
Testes de Impedância Acústica
Índice de Gravidade de Doença
Perda Auditiva/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828227
Autor: Adebola, Stephen Oluwatosin; Olamoyegun, Micheal A; Sogebi, Olusola A; Iwuala, Sandra O; Babarinde, John A; Oyelakin, Abayomi O.
Título: Otologic and audiologic characteristics of type 2 diabetics in a tertiary health institution in Nigeria / Características audiológicas e otológicas de diabéticos tipo 2 em uma instituição de saúde terciária na Nigéria
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(5):567-573, Sept.-Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: This cross-sectional comparative study was carried out at the Diabetes outpatient clinic of LAUTECH Teaching Hospital (LTH) Ogbomoso, Nigeria. OBJECTIVE: This study assessed patterns of otologic diseases and auditory acuity among type 2 diabetics and determinants of these findings among diabetics. METHODS: Ninety-seven consenting patients with clinical diagnosis of diabetes mellitus (194 ears) were matched for age and sex with ninety non-diabetic patients (180 ears). These patients were screened using otoscopy and pure tone audiometry over a 6-month period. RESULTS: The study reported a crude prevalence rate of 21.6% hearing loss in T2DM patients. The most common type of otologic disease that showed significant association with T2DM patients was otitis media with effusion (p = 0.027). T2DM was significantly associated with abnormal audiometric findings (p = 0.022), particularly sensorineural hearing loss (p = 0.022), of the moderate grade (p = 0.057). There were no differences of the audilogical findings for any particular ear, and no differential affectation of frequency range was observed. Coexisting hypertension and poor glycaemic control were significantly associated with aggravation of the hearing of the T2DM patients (p < 0.001, and p = 0.009 respectively). CONCLUSION: T2DM had appreciable effects on hearing acuity. T2DM was significantly associated with the type and the degree of the hearing loss. The need for screening of hearing acuity of T2DM patients, in order to detect early changes, and promptly offer an adequate management and remedial measures was emphasized in this study.

Resumo Introdução: Este estudo de caso-controle foi realizado no Ambulatório de Diabetes do LAUTECH Teaching Hospital (LTH), em Ogbomoso, Nigéria. Objetivos: Este estudo avaliou os padrões de doenças otológicas e acuidade auditiva entre os diabéticos tipo 2 e os fatores determinantes desses achados entre os diabéticos. Método: Ao todo, 97 pacientes com diagnóstico clínico de diabetes melito (194 orelhas) deram seu consentimento e foram pareados por idade e sexo, com 90 pacientes não diabéticos (180 orelhas). Eles foram avaliados por otoscopia e audiometria tonal liminar por um períodode seis meses. Resultados: O estudo relatou uma taxa de prevalência bruta de 21,6% de perda auditiva em pacientes com DM2. O tipo mais comum de doença otológica, afetando significativamente pacientes com DM2, foi otite média com efusão (p = 0,027). A DM2 foi associada com achados audiométricos alterados (p = 0,022), principalmente perda auditiva neurossensorial (p = 0,012), de grau moderado (p = 0,057). Não houve predileção dos efeitos da DM2 para uma das orelhas em particular, e também não houve efeito diferencial da faixa de frequência. A coexistência de hipertensão e controle glicêmico inadequado associou-se significativamente à piora da audição dos pacientes com DM2 (p < 0,001 e p = 0,009, respectivamente). Conclusão: A DM2 mostrou apresentar efeitos significantes na acuidade auditiva afetando significativamente o tipo e o grau da disacusia. Este estudo mostrou a necessidade de avaliação da acuidade auditiva de pacientes com DM2, a fim de detectar as alterações iniciais, e poder rapidamente oferecer medidas corretivas adequadas.
Descritores: Otite Média com Derrame/etiologia
Diabetes Mellitus Tipo 2/complicações
Perda Auditiva/etiologia
-Audiometria de Tons Puros
Fatores Socioeconômicos
Índice de Gravidade de Doença
Otite Média com Derrame/diagnóstico
Estudos de Casos e Controles
Prevalência
Estudos Transversais
Otoscopia
Perda Auditiva/diagnóstico
Nigéria
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828235
Autor: Tootoonchi, Seyed Javad Seyed; Ghiasi, Samad; Shadara, Parvaneh; Samani, Simin Mirakhor; Fouladi, Daniel Fadaei.
Título: Hearing function after betahistine therapy in patients with Ménière's disease / Função auditiva após terapia com beta-histina em pacientes com doença de Ménière
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(5):500-506, Sept.-Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Preventing or reversing hearing loss is challenging in Ménière's disease. Betahistine, as a histamine agonist, has been tried in controlling vertigo in patients with Ménière's disease, but its effectiveness on hearing problems is not known. OBJECTIVE: To examine the effect of betahistine on hearing function in not-previously-treated patients with Ménière's disease and to define possible contributors in this regard. METHODS: A total of 200 not-previously-treated patients with definite unilateral Ménière's disease received betahistine by mouth (initial dose, 16 mg three times a day; maintenance dose, 24-48 mg daily in divided doses). Changes in indicators of hearing status before and six months after treatment were documented. Hearing loss was considered as the mean hearing level >25 dB HL at five frequencies. RESULTS: The mean duration of disease was 3.37 years. Six months after treatment the mean hearing level decreased by 6.35 dB compared to that at the baseline (p < 0.001). Both patients' age and the duration of disease correlated negatively with the improvement in hearing function. Post treatment hearing loss was independently associated with age, the initial hearing level and the chronicity of disease. The corresponding optimal cut-off points for predicating a persistent hearing loss 6 months after treatment were 47 years, 38 dB HL, and 1.4 years, respectively. CONCLUSION: Oral betahistine was significantly effective in preventing/reversing hearing deterioration in patients with Ménière's disease. Age, the hearing level on admission, and the disease duration were independent predictors of hearing status after treatment.

Resumo Introdução: Prevenir ou reverter a perda auditiva é um desafio na doença de Ménière. A betahistina, um agonista de histamina, tem sido testada no controle de vertigem em pacientes com doença de Ménière, mas sua eficácia em problemas de audição ainda não é conhecida. Objetivo: Analisar o efeito da betahistina na função auditiva em pacientes com doença de Ménière não tratados previamente, e definir possíveis contribuintes a esse respeito. Método: Um total de 200 pacientes sem tratamento prévio, e com diagnóstico definido de doença de Ménière unilateral, recebeu beta-histina por via oral (dose inicial de 16 mg três vezes ao dia; dose de manutenção de 24-48 mg por dia, em doses divididas). Alterações dolimiar auditivo antes e após seis meses de tratamento foram documentadas. Considerou-se como perda auditiva uma média do nível de audição > 25 dB NA em cinco frequências. Resultados: A média de duração da doença foi de 3,37 anos. Seis meses após o tratamento, a média do limiar auditivo diminuiu em 6,35 dB, em comparação com o valor da linha de base (p < 0,001). Tanto a idade dos pacientes quanto a duração da doença apresentaram correlação negativa com a melhora da função auditiva. A perda auditiva após o tratamento foi independentemente associada à idade, ao nível inicial de audição e à cronicidade da doença. Os pontos de corte ótimos correspondentes para prever uma perda auditiva persistente seis meses após o tratamento foram 47 anos, 38 dB HL e 1,4 ano, respectivamente. Conclusão: A betahistina oral foi significantemente eficaz na prevenção/reversão da deterioração auditiva em pacientes com doença de Ménière. Idade, nível de audição na admissão e duração da doença foram fatores preditivos independentes da condição auditiva após o tratamento.
Descritores: beta-Histina/uso terapêutico
Agonistas dos Receptores Histamínicos/uso terapêutico
Perda Auditiva/tratamento farmacológico
Doença de Meniere/tratamento farmacológico
-Audiometria
Resultado do Tratamento
Otoscopia
Perda Auditiva/etiologia
Doença de Meniere/complicações
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1015 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828238
Autor: Manche, Santoshi Kumari; Madhavi, Jangala; Meganadh, Koralla Raja; Jyothy, Akka.
Título: Association of tinnitus and hearing loss in otological disorders: a decade-long epidemiological study in a South Indian population / Associação de zumbido e perda auditiva em distúrbios otológicos: estudo epidemiológico de uma década em uma população do Sul da Índia
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(6):643-649, Oct.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Tinnitus is a common disorder that occurs frequently across all strata of population and has an important health concern. Tinnitus is often associated with different forms of hearing loss of varying severity. Objective: The present study aimed to identify the association of tinnitus with hearing loss in various otological disorders of a South Indian population. Methods: A total of 3255 subjects referred to the MAA ENT Hospital, Hyderabad, from 2004 to 2014, affected with various otological diseases have been included in the present cross-sectional study. Diagnosis of the diseases was confirmed by an ear, nose, and throat (ENT) specialist using detailed medical and clinical examination. Statistical analysis was performed using the χ 2 test and binary logistic regression. Results: Tinnitus was observed in 29.3% (956) of the total study subjects that showed an increased prevalence in greater than 40 years of age. There was a significant increase in risk of tinnitus with middle (OR = 1.79, 95% CI = 1.02-3.16) and inner (OR = 3.00, 95% CI = 1.65-5.45) inner ear diseases. It was noted that 96.9% (n = 927) of the tinnitus subjects was associated with hearing loss. Otitis media (60.9%), presbycusis (16.6%) and otosclerosis (14.3%) are the very common otological disorders leading to tinnitus. Tinnitus was significantly associated with higher degree of hearing loss in chronic suppurative otitis media (CSOM) subjects. Conclusion: The present study could identify the most prevalent otological risk factors leading to development of tinnitus with hearing loss in a South Indian population.

Resumo Introdução: O zumbido é um distúrbio comum que ocorre com frequência em todos os estratos da população, constituindo um problema importante de saúde. O zumbido é frequentemente associado a diferentes formas de perda auditiva e sua gravidade é variada. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo identificar a associação entre zumbido e perda auditiva em várias doenças otológicas na população do Sul da Índia. Método: No total, 3.255 indivíduos encaminhados ao Hospital MAA ENT em Hyderabad de 2004 a 2014, com diversas doenças otológicas, foram incluídos neste estudo transversal. O diagnóstico das doenças foi confirmado pelo otorrinolaringologista por meio de exames médico e clínico detalhados. A análise estatística foi realizada com o teste do χ2 e regressão logística binária. Resultados: Zumbido foi observado em 29,3% (956) do total de participantes do estudo, com maior prevalência em indivíduos com mais de 40 anos de idade. Houve um aumento significante do risco de zumbido em doenças da orelha média (OR = 1,79, IC 95% = 1,02-3,16) e interna (OR = 3,00, IC 95% = 1,65-5,45). Observamos que em 96,9% (n = 927) dos indivíduos com zumbido houve associação com perda auditiva. Conclusão: O presente estudo pôde identificar os fatores etiológicos mais prevalentes que levam ao desenvolvimento de zumbido associado à perda auditiva em uma população do Sul da Índia. Otite média (60,9%), presbiacusia (16,6%) e otosclerose (14,3%) são doenças otológicas frequentemente associadas ao zumbido. Em indivíduos com otite média crônica supurativa (OMCS), o zumbido foi significantemente associado ao maior grau de perda auditiva.
Descritores: Zumbido/etiologia
Otopatias/complicações
Perda Auditiva/etiologia
-Zumbido/epidemiologia
Doença Crônica
Prevalência
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Otopatias/epidemiologia
Perda Auditiva/epidemiologia
Índia/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1015 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-839421
Autor: Durante, Alessandra Spada; Wieselberg, Margarita Bernal; Roque, Nayara; Carvalho, Sheila; Pucci, Beatriz; Gudayol, Nicolly; Almeida, Kátia de.
Título: Assessment of hearing threshold in adults with hearing loss using an automated system of cortical auditory evoked potential detection / Estimativa do limiar auditivo em adultos com perda auditiva por meio de um sistema automatizado de detecção do potencial evocado auditivo cortical
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(2):147-154, Mar.-Apr. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Abstract Introduction: The use of hearing aids by individuals with hearing loss brings a better quality of life. Access to and benefit from these devices may be compromised in patients who present difficulties or limitations in traditional behavioral audiological evaluation, such as newborns and small children, individuals with auditory neuropathy spectrum, autism, and intellectual deficits, and in adults and the elderly with dementia. These populations (or individuals) are unable to undergo a behavioral assessment, and generate a growing demand for objective methods to assess hearing. Cortical auditory evoked potentials have been used for decades to estimate hearing thresholds. Current technological advances have lead to the development of equipment that allows their clinical use, with features that enable greater accuracy, sensitivity, and specificity, and the possibility of automated detection, analysis, and recording of cortical responses. Objective: To determine and correlate behavioral auditory thresholds with cortical auditory thresholds obtained from an automated response analysis technique. Methods: The study included 52 adults, divided into two groups: 21 adults with moderate to severe hearing loss (study group); and 31 adults with normal hearing (control group). An automated system of detection, analysis, and recording of cortical responses (HEARLab®) was used to record the behavioral and cortical thresholds. The subjects remained awake in an acoustically treated environment. Altogether, 150 tone bursts at 500, 1000, 2000, and 4000 Hz were presented through insert earphones in descending-ascending intensity. The lowest level at which the subject detected the sound stimulus was defined as the behavioral (hearing) threshold (BT). The lowest level at which a cortical response was observed was defined as the cortical electrophysiological threshold. These two responses were correlated using linear regression. Results: The cortical electrophysiological threshold was, on average, 7.8 dB higher than the behavioral for the group with hearing loss and, on average, 14.5 dB higher for the group without hearing loss for all studied frequencies. Conclusion: The cortical electrophysiological thresholds obtained with the use of an automated response detection system were highly correlated with behavioral thresholds in the group of individuals with hearing loss.

Resumo Introdução: O uso da amplificação sonora por pessoas com perda auditiva oferece uma melhor qualidade de vida. O acesso a esse recurso e o seu benefício podem ficar comprometidos no caso de pacientes que apresentem dificuldades ou limitações na avaliação audiológica tradicional comportamental, tais como neonatos e crianças pequenas, presença do espectro da neuropatia auditiva e do autismo, déficit intelectual e presença de estados demenciais de adultos e idosos. Essas populações (ou indivíduos) incapazes de participar de uma avaliação comportamental geram uma crescente demanda por métodos objetivos de avaliação auditiva. Os potenciais evocados auditivos corticais são usados há décadas, com a finalidade de estimar os limiares auditivos. Avanços tecnológicos atuais permitiram o desenvolvimento de equipamentos que possibilitam seu uso clínico, dotados de recursos que permitem maior precisão, sensibilidade e especificidade, além da possibilidade de detecção, análise e registro automatizados das respostas corticais. Objetivo: Determinar e correlacionar o limiar auditivo comportamental com o limiar auditivo cortical obtido em equipamento de análise automatizada das respostas. Método: Participaram do estudo 52 adultos, distribuídos em dois grupos: 21 com perda de grau moderado a severo (grupo estudo) e 31 com audição normal (grupo controle). Para o registro dos limiares comportamentais e corticais foi usado um equipamento dotado de um sistema com detecção, análise e registro automatizados das respostas corticais (HEARLab®). Os participantes permaneceram despertos, em um ambiente acusticamente tratado. Foram apresentados 150 estímulos tipo tone burst nas frequências de 500, 1.000, 2.000 e 4.000 Hz, por meio de fones de inserção em intensidades descendente-ascendente. O menor nível no qual o sujeito detectou a presença do estímulo sonoro foi definido como o limiar auditivo comportamental. O menor nível no qual uma resposta cortical estava presente foi definido como o limiar eletrofisiológico cortical. Essas duas respostas foram correlacionadas por meio da regressão linear. Resultados: O limiar eletrofisiológico cortical foi, em média, 7,8 dB superior ao comportamental para o grupo com perda auditiva e 14,5 dB superior, em média, para o grupo sem perda auditiva para todas as frequências estudadas. Conclusão: Os limiares eletrofisiológicos corticais obtidos por meio de um sistema de detecção automatizado de respostas estavam fortemente correlacionados com os limiares comportamentais no grupo de indivíduos com perda auditiva.
Descritores: Limiar Auditivo/fisiologia
Potenciais Evocados Auditivos/fisiologia
Perda Auditiva/fisiopatologia
-Audiometria
Estimulação Acústica
Processamento de Sinais Assistido por Computador
Estudos de Casos e Controles
Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Encefálico/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 102 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde