Base de dados : LILACS
Pesquisa : C09.218.568.900.883 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 421 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 43 ir para página                         

  1 / 421 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1046770
Autor: Musso, Jorge; Flores, Gabriela; Cabezas, Guillermo.
Título: Evaluación inicial del paciente con mareos y vértigo / Initial evaluation of the patient with dizziness and vertigo
Fonte: ARS med. (Santiago, En línea);44(1):51-58, 2019. Tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: El paciente que consulta por mareos o vértigo es sin duda un desafío para el médico que trabaja en un servicio de urgencia. Esto se da en parte por la dificultad de los pacientes de definir el síntoma, a la amplia gama de diagnósticos diferenciales y su potencial riesgo de desenlace negativo, como en el caso del accidente cerebrovascular de fosa posterior. En esta revisión narrativa, el objetivo: es explicar el enfrentamiento inicial del paciente con mareos y vértigo, describir las pruebas y métodos diagnósticos complementarios, distinguir los diagnósticos diferenciales más frecuentes y explicar el manejo inicial. Método:se realizó una revisión bibliográfica de literatura científica sobre esta patología, basado en la propuesta de Edlow (2016), donde se enfatiza en un enfoque basado en temporalidad, factores desencadenantes y contexto del síntoma.(AU)

The patient who consults for dizziness or vertigo is undoubtedly a challenge for the emergency physician. This is partly due to the difficulty of the patients to define the symptom, the wide range of differential diagnoses and their potential risk of negative outcome, as in the case of posterior circulation stroke. In this narrative review, the objective is to explain the initial approach of the patient with dizziness and vertigo, describe the tests and complementary diagnostic methods, distinguish the most frequent differential diagnoses and explain the initial management. A bibliographic review of the scientific literature on this pathology was carried out, based on the proposal of Edlow (2016), which emphasizes an approach based on temporality, trigger factors and context of the symptom. (AU)
Descritores: Vertigem
Tontura
-Neuronite Vestibular
Acidente Vascular Cerebral
Serviço Hospitalar de Emergência
Labirintite
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL10.1 - Biblioteca Biomédica


  2 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040013
Autor: Yetişer, Sertaç.
Título: Intratympanic Gentamicin for Intractable Ménière's Disease - A Review and Analysis of Audiovestibular Impact
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);22(2):190-194, Apr.-June 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Intratympanic gentamicin regulates the symptoms in most patients with incapacitating Ménière's disease. The treatment protocols have changed over the years from medical labyrinthectomy to preservation of vestibular function. Objectives This study aims to review the audiovestibular response related to the effect of the drug in controlling vertigo. Data Synthesis Articles were identified by means of a search in the PubMed database using the key words Meniere and intratympanic or transtympanic gentamicin. Total 144 articles were reviewed after excluding those that were technical reports, those based on experimental animal studies, those that focused on outcomes other than vertigo (tinnitus or aural fullness), those with delivery methods other than tympanic membrane injection, and those with bilateral cases. If there was more than one article by the same author(s) or institution, only the most recent one matching the aforementioned criteria and those that were not overlapping were included. Conclusion Titration methods or multiple injections on a daily basis can be preferred if the patients have profound or non-serviceable hearing, since these methods have significant incidence of hearing loss. Treatment protocols with a frequency of injection not shorter than once a week, or those with injections on a monthly basis as "needed" provide the same level of vertigo control with better preservation of hearing. Caloric testing is not an ideal tool to analyze the correlation between vertigo control and the effect of gentamicin as compared with gain asymmetry of the vestibulo-ocular reflex. Vestibular-evoked myogenic potentials and the head thrust test are more reliable than other vestibular tests for the follow-up of patients undergoing gentamicin treatment.
Descritores: Gentamicinas/administração & dosagem
Gentamicinas/uso terapêutico
Vertigem/tratamento farmacológico
Doença de Meniere/tratamento farmacológico
-Audiometria
Testes de Função Vestibular
Vertigem/etiologia
Doença de Meniere/complicações
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  3 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-983901
Autor: Pimentel, Bianca Nunes; Silveira, Arieli Bastos da; Santos Filha, Valdete Alves Valentins dos.
Título: Aspectos otoneurológicos em Traumatismos Cranioencefálicos: série de casos / Otoneurological aspects in Traumatic Brain Injuries: series of cases
Fonte: Audiol., Commun. res;23:e1776, 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: CAPES.
Resumo: RESUMO Estudo retrospectivo, transversal e descritivo, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), sob o número CAAE 16728013.0.0000.5346. Trata-se de uma série de casos que tem por objetivo investigar a presença de sintomas otoneurológicos e o equilíbrio postural de seis pacientes com tontura após traumatismo cranioencefálico (TCE). Foram submetidos a uma anamnese clínica e a avaliações: teste de organização sensorial por meio da posturografia dinâmica foam laser e provas oculomotoras e vestibulares da vectoeletronistagmografia computadorizada (VENG). Os dados foram analisados a partir dos valores de referência para cada avaliação. Na posturografia, observou-se que as maiores diferenças entre o valor obtido e o valor de referência foram nas posições VI, V e III, respectivamente. A análise sensorial indicou alteração, principalmente, nos sistemas de preferência visual e vestibular. Todos os pacientes avaliados apresentaram ao menos uma alteração nas provas da VENG. Cinco pacientes tiveram alteração na prova calórica e nenhum apresentou alteração na prova rotatória pendular decrescente, que avalia a compensação vestibular. Além das queixas vestibulares, quatro pacientes estavam em tratamento com psicotrópicos para depressão. Tais resultados ratificam a presença de alterações vestíbulo-oculares no pós-TCE, os quais devem receber atenção especial devido ao comprometimento central associado.

ABSTRACT It is a retrospective, cross-sectional, descriptive, approved by Ethics Research Committee (ERC), under number CAAE 16728013.0.0000.5346. This is a series of cases that aims to investigate the presence of otoneurological symptoms and the postural balance of six patients with dizziness after Traumatic Brain Injury (TBI). Participants were submitted to a clinical anamnesis and the evaluations: Sensory Organization Test through Foam Laser Dynamic Posturography and oculomotor and vestibular tests of Computerized Vectoelectronystamography (VENG). The data were analyzed from the reference values for each evaluation. In posturography, it was observed that the greatest differences between the value obtained and the reference value were in positions VI, V and III, respectively. Sensory analysis indicated alteration mainly in the visual and vestibular preference systems. All the evaluated patients presented at least one alteration in the VENG tests. Five patients had alterations in the caloric test, and none presented alterations to the rotatory chair test (RCT), which evaluates the vestibular compensation. Considering vestibular complaints, four patients were on psychotropic treatment for depression. These results demonstrate the presence of vestibulo-ocular alterations in post-TBI, which should receive special attention due to associated central impairment.
Descritores: Vertigem
Neuro-Otologia
Lesões Encefálicas Traumáticas
Traumatismos Craniocerebrais/diagnóstico
-Testes de Função Vestibular
Nistagmo Patológico
Estudos Retrospectivos
Tontura/diagnóstico
Equilíbrio Postural
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  4 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950634
Autor: Sousa, Maria da Glória Canto de; Ganança, Cristina Freitas; Lobo, Laíse dos Santos; Souza, Melka de Almeida; Sena, Eduardo Pondé de.
Título: Propriedades psicométricas do dizziness handicap inventory-child/adolescent - versão reduzida / Psychometric properties of the dizziness handicap inventory-child/adolescent (DHI-CA) - short form
Fonte: Audiol., Commun. res;22:e1817, 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: RESUMO Introdução A tontura na infância e adolescência interfere no comportamento psicológico e pode levar a consequências, como mau rendimento escolar e distúrbios de linguagem. Objetivo Desenvolver e verificar a aplicabilidade da versão reduzida do Dizziness Handicap Inventory-Child/Adolescent (DHI-CA) em crianças e adolescentes em fase escolar. Métodos Estudo metodológico de validação, desenvolvido nas unidades de ensino da rede pública municipal do Distrito Sanitário Cabula/Beiru de Salvador, Bahia. Os dados foram coletados por meio do Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent (DHI-CA) e da proposta reduzida, denominada Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent-short form (DHI-CA/SF). O DHI-CA/SF é composto de 15 questões objetivas, divididas em subescalas correspondentes aos aspectos emocionais, físicos e funcionais. Resultados A amostra foi composta por 97 crianças e adolescentes. Destas, 69 eram do sexo feminino (71,1%) e 28 (28,9%) eram do sexo masculino. A faixa etária esteve entre 7 e 15 anos, com média de 11 anos. A consistência interna referente à escala total foi de α=0,84 e α=0,66, para a subescala funcional, α=0,61 para a emocional e α=0,65 para a física. Quanto à concordância das duas aplicações do DHI-CA/SF, foi verificado que os coeficientes de correlação intraclasse, intraexaminadores, demonstraram concordância satisfatória e de satisfatória a excelente para os itens, na segunda aplicação. Os valores de concordância na segunda aplicação foram os seguintes: emocional: 0,70; funcional: 0,93 e física: 0,80. Conclusão A partir do Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent DHI-CA, foi possível obter uma versão reduzida, denominada Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent-short form (DHI/CA-SF), aplicável em crianças ou adolescentes com queixas de tontura.

ABSTRACT Introduction Dizziness during childhood and adolescence interferes with psychological behavior, and can lead to consequences such as poor academic performance and language disorders. Purpose To develop and verify the applicability of the short version of the Dizziness Handicap Inventory-Child/Adolescent (DHI-CA) in school-going children and adolescents. Methods A methodological validation study developed in municipal public network teaching units of Cabula Sanitary District/ Beiru de Salvador, Bahia. Data were collected by means of the Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent (DHI-CA) and proposed short version denominated Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent-short form (DHI-CA/SF). The DHI-CA/SF is composed of 15 objective questions divided into subscales corresponding to emotional, physical and functional aspects. Results The sample of 97 children and adolescents was composed of 69 girls (71.1%) and 28 (28.9%), boys. The age-range was from 7 to 15 years with mean age of 11 years. Internal consistency relative to the total scale was α=0.84; and α=0.66 for the functional; α=0.61, emotional, and α=0.65 for the physical subscale. Relative to agreement between the two applications of DHI-CA/SF, the authors verified that the intra-examiner intraclass correlation coefficients demonstrated satisfactory agreement, and satisfactory to excellent agreement for the items in the second application. Agreement values in the second application were: - emotional: 0.70; - Functional: 0.93, and Physical: 0.80. Conclusion By means of the Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent DHI-CA it was possible to obtain a short version denominated Dizziness Handicap Inventory Child/Adolescent-short form (DHI/CA-SF) applicable in children or adolescents with complaints of dizziness.
Descritores: Psicometria/métodos
Tontura
Vestibulopatia Bilateral
-Baixo Rendimento Escolar
Vertigem
Transtornos da Linguagem
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-771202
Autor: Martins, Erika Scaffide; Fragoso, Yara Dadalti.
Título: Vertigem: como deve ser a abordagem inicial para distinguir suas causas / How should be the initial approach to distinguish its causes
Fonte: RBM rev. bras. med;72(7), jul. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: A vertigem é uma manifestação específica da tontura. É uma das queixas mais frequentes e frustrantes que os pacientes trazem para seu médico. Na prática clínica, o termo "vertigem" quase não é utilizado sendo descrito pelos pacientes como "sensação de tontura" ou de "ver tudo girando" e, portanto, os médicos têm a tarefa de decifrar o significado real de tal queixa. A avaliação clínica tem como objetivos determinar a presença de vertigem verdadeira,distinguir se a vertigem é central ou periférica, e avaliar a necessidade de investigações mais específicas, para descartar condições graves. Discorremos sobre a avaliação inicial da vertigem pelo clínico geral e suas diferentes causas, discutindo a conduta a ser tomada na abordagem do paciente para diferenciá-las. Tontura e vertigem podem apresentar um desafio diagnóstico. O papel do clínico é identificar as causas benignas e tratáveis e descartar condições graves, o que pode ser obtido geralmente através de uma abordagem sistêmica com um cuidadoso exame físico e histórico do paciente, utilizando-se de métodos de imagem quando pertinentes.
Descritores: Doença de Meniere
Equilíbrio Postural
Neuronite Vestibular
Tontura
Vertigem
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  6 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-721600
Autor: Kasse, Cristiane Akemi; Onishi, Ektor Tsuneo; Ganança, Maurício Malavasi; Scharlach, Renata Coelho; Branco-Barreiro, Fátima Cristina Alves; Doná, Flávia; Gazzola, Juliana Maria.
Título: Característica clínica de 200 idosos da comunidade com queixas vestibulares / Clinical characteristics of 200 community elderly with vestibular complains
Fonte: RBM rev. bras. med;71(5), maio 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: O acometimento vestibular no idoso assume importância devido à prevalência, limitação das atividades e comprometimento físico e psicológico do paciente. Objetivo: Avaliar as características clínicas, epidemiológicas, o diagnóstico médico e o tipo de tratamento realizado em idosos com labirintopatia. Material e método: Estudo clínico, observacional, de levantamento de prontuários, no período de dezembro 2008 a março de 2011. Foram descritos as características epidemiológicas de idosos acima de 60 anos, além dos sintomas clínicos, identificação de etiologias, avaliação do resultado da avaliação otoneurológica e o tratamento realizado. Realizou-se análise descritiva simples. Resultados: A média etária dos pacientes foi de 70,05 anos e desvio padrão de 6,76, sendo 87,5% do gênero feminino. A queixa de tontura foi a mais prevalente (74,5% dos casos), seguido da vertigem (9,5%). A maioria das queixas havia mais de cinco anos (44,5%). Entre as comorbidades, destaca-se a hipertensão arterial (35,5%). A associação com perda auditiva ocorreu em 49,5% e a presença do zumbido em 56,5%. O exame vestibular foi normal na grande maioria (58,0%). A etiologia vascular foi a mais prevalente (32,0%), seguida da vertigem posicional paroxística benigna (28,0%). Dentre os protocolos de reabilitação vestibular, as manobra de reposição otolítica foram as mais indicadas (31,0%), seguido pela reabilitação em solo (26,0%). Conclusão: A obtenção de dados epidemiológicos, as comorbidades, as características dos sintomas, associada a um adequado exame físico, complementado pelo exame vestibular são fundamentais para o diagnóstico adequado e o tratamento específico...
Descritores: Equilíbrio Postural
Idoso
Reabilitação
Vertigem
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  7 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-721593
Autor: Miyake, Mônica Aidar Menon; Miyake, Marcel Menon; Santana, Graziela Gaspar de; Olsen, Julia Maria.
Título: Vestibulopatias / Vestibular diseases
Fonte: RBM rev. bras. med;71(4), abr. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: A tontura é um dos sintomas mais referidos nos consultórios médicos do Brasil e pode ter grande impacto na qualidade de vida dos pacientes. Um diagnóstico preciso das causas da tontura permite não só o tratamento adequado dos pacientes, mas também identificar determinadas condições patológicas sistêmicas ou de maior gravidade. Este artigo tem como objetivo descrever e diferenciar as principais vestibulopatias, de várias causas, incluindo princípios do diagnóstico e tratamento deste quadro...
Descritores: Orelha Interna
Tontura
Vertigem
Vestibuloplastia
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  8 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-683406
Autor: Dolci, José; Santos, Mônica Alcântara de Oliveira.
Título: Labirintopatias / Labyrinth disorders
Fonte: RBM rev. bras. med;70(3), mar. 2013.
Idioma: pt.
Descritores: Doenças Vestibulares
Tontura
Vertigem
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  9 / 421 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-564314
Autor: Santana, Graziela Gaspar; Branco-Barreiro, Fátima Cristina Alves; Dona, Flávia; Coelho, Renata; Scharlach, Renata; Kasse, Cristiane Akemi.
Título: Qualidade de vida e controle postural na VPPB / Quality of life and body balance in BPPV
Fonte: RBM rev. bras. med;67(supl.7), set. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A tontura e a vertigem são os principais sintomas de doenças que acometem o labirinto. A vertigem postural paroxística benigna (VPPB) apresenta uma prevalência alta em idosos, interferindo na qualidade de vida destes indivíduos. Objetivo: Avaliar a influência da VPPB na qualidade de vida e no equilíbrio corporal dos pacientes idosos, pré e pós-reabilitação vestibular, com a manobra de Epley modificada. Método: Estudo prospectivo de 33 pacientes idosos, com diagnóstico de VPPB e de ambos os gêneros. Aplicou-se o questionário ?Dizziness Handicap Inventory? versão brasileira (DHI) e mediu-se o limite de estabilidade (LE), na Posturográfica Estática (BRUTM), pré e pós-manobra de Epley modificada. Análise estatística: Teste Wilcoxon. Resultados: A média etária foi de 68 anos, com predomínio da população feminina (87,9%) 81,8% apresentavam VPPB do canal posterior unilateral (51,5% do lado direito), 15,2% de ambos os canais posteriores e 3% do canal anterior. Uma única manobra eliminou os sintomas na maioria dos pacientes (54,5%). O escore total médio do DHI foi de 36,97 ± 20,74 pontos (média ± desvio padrão) e diminui para 1,88 ± 5,81 pontos após a manobra (p<0, 001). O escore médio dos aspectos funcionais, emocionais e físicos pré-manobra foram de, respectivamente, 1,47±0,86 pontos, 0,87 ± 0,97 pontos e 2,38 ± 0,86 pontos. Após o tratamento todos os escores dos aspectos diminuíram, respectivamente, seguindo a ordem anterior, para 0,36 ± 0,21 pontos (p < 0,001), 0,66 ± 0,10 pontos (p<0, 001) e 0,13 ± 0,45 pontos (p < 0,001). O valor médio do LE foi de 134,27 ± 55,32 cm2 (média ± desvio padrão) para 181,03 ± 47,79 cm2, após o tratamento, indicando uma melhora do equilíbrio corporal (p = 0,001). Conclusão: A VPPB prejudica a qualidade de vida e o equilíbrio corporal dos pacientes idosos. O tratamento com a manobra de Epley modificada melhora o equilíbrio corporal estático, além da qualidade de vida, com a remissão dos sintomas.
Descritores: Perfil de Impacto da Doença
Postura/fisiologia
Saúde do Idoso
Vertigem/diagnóstico
Vertigem/terapia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  10 / 421 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-996046
Autor: Rosa, Luiza Diniz da; Fonseca, Angelica Biazus Mendonça da; Momensohn-Santos, Teresa Maria; Fiorini, Ana Claudia.
Título: Associação entre a autorreferência de tontura e testes de equilíbrio estático e dinâmico em idosos / Association between self-reporting of dizziness and tests of static and dynamic balance in the elderly / Asociación entre la autorreferencia de mareo y pruebas de equilibrio estático y dinámico en ancianos
Fonte: Distúrb. comun;31(1):3-11, mar. 2019. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A tontura pode atingir cerca de 20-40% da população e entre os seus prejuízos, as quedas são consideradas uma das principais complicações na saúde de idosos. Objetivo: Verificar a associação entre autorreferência de tontura e os testes de equilíbrio estático e dinâmico em idosos de um Centro Especializado em Reabiltação de São Paulo. Método: 27 idosos responderam a cinco perguntas de autorreferência de tontura e foram submetidos aos seguintes testes de equilíbrio estático e dinâmico: Fournier, Romberg, Romberg-Barré, Unterberger e de Marcha linear. Os dados foram analisados de forma descritiva e as associações por meio do teste qui-quadrado. Resultados: A faixa etária da amostra foi de 61 a 91 anos, com média de 74 anos. A maioria dos idosos, 16 (59,25%) afirmou sentir o sintoma de tontura. Do total, 13 indivíduos (48,14%) relataram vertigem associada ao desequilíbrio, sete (25,92%) afirmaram ter sofrido pelo menos uma queda nos últimos 12 meses e 14 (51,85%) tinham medo de sofrer quedas. O teste Qui-quadrado mostrou associação entre a variável desfecho "Você sente Tontura?" com as perguntas "Você tem desequilíbrio ou instabilidade?" (p=0,018) e "Você se limita a fazer atividades próximo a sua residência devido ao medo cair ou perder o equilíbrio?" (p= 0,021). Conclusão: Não houve associação entre a queixa de tontura e os resultados dos testes de equilíbrio. Entretanto, perguntas de autorreferrência de tontura e desequilíbrio podem ser uma importante ferramenta para o processo de triagem, na identificação de idosos com risco de quedas.

Dizziness can reach about 20-40% of the population and among its losses, falls are considered one of the main complications in the health of the elderly. Objective: To verify the association between self-reporting of dizziness and the tests of static and dynamic balance in the elderly of a Hearing and Rehabilitation Center of São Paulo. Methods: 27 elderly subjects answered five self-reported questions of dizziness and were submitted to the following tests of static and dynamic balance: Fournier, Romberg, Romberg-Barré, Unterberger and Linear gait. The data were analyzed in a descriptive way and the associations through the Chi-square test. Results: The age range of the sample was 61 to 91 years, with a mean of 74 years. The majority of the elderly, 16 (59.25%) stated feeling the symptom of dizziness. Of the total, 13 individuals (48.14%) reported vertigo associated with imbalance, seven (25.92%) reported having suffered at least one fall in the last 12 months and 14 (51.85%) were afraid of falling. The Chisquare test showed an association between the outcome variable "Do you feel dizzy?" With the questions "Do you have imbalance or instability?" (P = 0.018) and "Are you limited to doing activities near your residence due to fear of falling or lose balance?" (p = 0.021). Conclusion: There was no association between the complaint of dizziness and the results of the balance tests. However, self-reported questions of dizziness and imbalance can be an important tool for the screening process, in the identification of the elderly with risk of falls.

La mareo puede alcanzar alrededor del 20-40% de la población y entre sus pérdidas, las caídas son consideradas una de las principales complicaciones en la salud de ancianos. Objetivo: Verificar la asociación entre autorreferencia de mareo y las pruebas de equilibrio estático y dinámico en ancianos de un Centro Especializado en Rehabilitación de São Paulo. Método: 27 ancianos respondieron a cinco preguntas de autorreferencia de mareo y se sometieron a las siguientes pruebas de equilibrio estático y dinámico: Fournier, Romberg, Romberg-Barré, Unterberger y de Marcha lineal. Los datos fueron analizados de forma descriptiva y las asociaciones por medio del test chi-cuadrado. Resultados: El grupo de edad de la muestra fue de 61 a 91 años, con un promedio de 74 años. La mayoría de los ancianos, 16 (59,25%) afirmó sentir el síntoma de mareo. En el total, 13 individuos (48,14%) reportaron vértigo asociado al desequilibrio, siete (25,92%) afirmaron haber sufrido al menos una caída en los últimos 12 meses y 14 (51,85%) tenían miedo de sufrir caídas. La prueba Qui-cuadrado mostró asociación entre la variable desenlace "¿Usted siente Tontura?" Con las preguntas "¿Usted tiene desequilibrio o inestabilidad?" (P = 0,018) y "Usted se limita a hacer actividades cerca de su residencia debido al miedo caer o (p = 0,021). Conclusión: No hubo asociación entre la queja de mareo y los resultados de las pruebas de equilibrio. Sin embargo, las preguntas de autorreferencia de mareo y desequilibrio pueden ser una importante herramienta para el proceso de clasificación, en la identificación de ancianos con riesgo de caídas.
Descritores: Idoso
Vertigem
Tontura
Equilíbrio Postural
-Acidentes por Quedas
Limites: Seres Humanos
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR195.3 - Biblioteca Nadir Gouvêa Kfouri



página 1 de 43 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde