Base de dados : LILACS
Pesquisa : C10.177 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 113 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 12 ir para página                         

  1 / 113 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Spósito, Andrei C
Texto completo
Id: biblio-985002
Autor: Breder, Ikaro Soares Santos; Sposito, Andrei C.
Título: Cardiovascular autonomic neuropathy in type 2 diabetic patients
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);65(1):56-60, Jan. 2019.
Idioma: en.
Resumo: SUMMARY Diabetes is one of the most common chronic pathologies around the world, involving treatment with general clinicians, endocrinologists, cardiologists, ophthalmologists, nephrologists and a multidisciplinary team. Patients with type 2 Diabetes Mellitus (T2DM) can be affected by cardiac autonomic neuropathy, leading to increased mortality and morbidity. In this review, we will present current concepts, clinical features, diagnosis, prognosis, and possible treatment. New drugs recently developed to reduce glycemic level presented a pleiotropic effect of reducing sudden death, suggesting a potential use in patients at risk.

RESUMO Diabetes é uma das mais frequentes patologias crônicas em todo o mundo, cujo tratamento envolve uma equipe multidisciplinar, médicos generalistas, endocrinologistas, cardiologistas, nefrologistas e oftalmologistas. Pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (DMT2) podem apresentar neuropatia autonômica cardíaca (NAC), levando a aumento de mortalidade e morbidade. Nesta revisão, apresentaremos atuais conceitos, características clínicas, diagnóstico, prognóstico e possíveis tratamentos. Novas drogas recentemente desenvolvidas para redução de níveis glicêmicos apresentaram efeito pleiotrópico de redução de morte súbita, sugerindo um potencial uso neste perfil de pacientes.
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/diagnóstico
Complicações do Diabetes/diagnóstico
Diabetes Mellitus Tipo 2/diagnóstico
Neuropatias Diabéticas/diagnóstico
Cardiopatias/diagnóstico
-Prognóstico
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/mortalidade
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/terapia
Fatores de Risco
Morte Súbita
Complicações do Diabetes/mortalidade
Complicações do Diabetes/terapia
Diabetes Mellitus Tipo 2/mortalidade
Diabetes Mellitus Tipo 2/terapia
Neuropatias Diabéticas/mortalidade
Neuropatias Diabéticas/terapia
Cardiopatias/mortalidade
Cardiopatias/terapia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055204
Autor: Aktürk, Tülin; Turan, Yasar; Tanik, Nermin; Karadag, Müjgan Ercan; Sacmaci, Hikmet; Inan, Levent Ertugrul.
Título: Vitamin D, vitamin D binding protein, vitamin D receptor levels and cardiac dysautonomia in patients with multiple sclerosis: a cross-sectional study / Vitamina D, proteína de ligação à vitamina D, níveis de receptores de vitamina D e disautonomia cardíaca em pacientes com esclerose múltipla: um estudo transversal
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;77(12):848-854, Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Vitamin D is a pleiotropic steroid hormone that modulates the autonomic balance. Its deficiency has been described as an environmental risk factor for multiple sclerosis (MS). The aim of this study was to investigate the serum levels of vitamin D, vitamin D binding protein (VDBP) and vitamin D receptors (VDR) and to evaluate cardiac dysautonomia in MS patients due to bidirectional interaction between vitamin D and the autonomic nervous system. Methods: The current cross-sectional study was conducted on 26 patients with relapsing-remitting MS and on 24 healthy controls. Twenty-four-hour ambulatory blood pressure variability (BPV) was calculated and the participants were evaluated for orthostatic hypotension and supine hypertension. Serum levels of vitamin D, VDBP and VDR were measured. Results: The mean serum vitamin D level was significantly lower in MS patients than in controls (p = 0.044); however there was no significant difference in terms of VDR and VDBP levels between the groups. Supine hypertension and orthostatic hypotension were significant and the 24-hour systolic BPV was significantly decreased in patients with MS (p < 0.05) compared to controls. No correlation was found between vitamin D, VDBP and VDR with supine hypertension, orthostatic hypotension and systolic BPV values (p > 0.05). Also, there was a negative correlation between VDBP and the EDSS (p = 0.039, r = −0.406). Conclusion: There was no correlation between orthostatic hypotension, supine hypertension and systolic BPV values and serum vitamin D, VDBP and VDR in MS patients. Future prospective studies with large number of patients may help us to better understand the relationship between vitamin D and the autonomic nervous system.

RESUMO A vitamina D é um hormônio esteroide pleiotrópico que modula o equilíbrio autonômico. Sua deficiência tem sido descrita como fator de risco ambiental para esclerose múltipla (EM). O objetivo deste estudo foi investigar os níveis séricos de vitamina D, proteína de ligação à vitamina D (VDBP) e receptor de vitamina D (VDR) e avaliar a disautonomia cardíaca em pacientes com EM devida à interação bidirecional entre vitamina D e sistema nervoso autônomo. Métodos: O presente estudo transversal foi realizado em 26 pacientes com EM remitente-recorrente e em 24 controles saudáveis. A variabilidade da pressão arterial ambulatorial (BPV) por 24 horas foi calculada e os participantes foram avaliados quanto à hipotensão ortostática e hipertensão supina. Os níveis séricos de vitamina D, VDBP e VDR foram medidos. Resultados: O nível sérico médio de vitamina D foi significativamente menor nos pacientes com EM do que nos controles (p = 0,044); no entanto, não houve diferença significativa em termos de níveis de VDR e VDBP entre os grupos. Hipertensão supina e hipotensão ortostática foram significativas e a BPV sistólica de 24 horas diminuiu significativamente em pacientes com EM (p < 0,05) em comparação aos controles. Não foi encontrada correlação entre vitamina D, VDBP e VDR com hipertensão supina, hipotensão ortostática e BPV sistólica (p > 0,05). Também houve correlação negativa entre VDBP e EDSS (p = 0,039, r = −0,406). Conclusão: Não houve correlação entre hipotensão ortostática, hipertensão supina e valores de BPV sistólica e vitamina D sérica, VDBP e VDR em pacientes com EM. Futuros estudos prospectivos com grande número de pacientes podem nos ajudar a entender melhor a relação entre vitamina D e sistema nervoso autônomo.
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/sangue
Vitamina D/sangue
Proteína de Ligação a Vitamina D/sangue
Receptores de Calcitriol/sangue
Esclerose Múltipla Recidivante-Remitente/sangue
Disautonomias Primárias/sangue
-Valores de Referência
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/fisiopatologia
Deficiência de Vitamina D/complicações
Deficiência de Vitamina D/sangue
Pressão Sanguínea/fisiologia
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Decúbito Dorsal/fisiologia
Estatísticas não Paramétricas
Esclerose Múltipla Recidivante-Remitente/fisiopatologia
Disautonomias Primárias/etiologia
Disautonomias Primárias/fisiopatologia
Frequência Cardíaca/fisiologia
Hipertensão/fisiopatologia
Hipertensão/sangue
Hipotensão Ortostática/fisiopatologia
Hipotensão Ortostática/sangue
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131720
Autor: Theuer, Renata Valladão; Neves, Simone Vilela Nunes; Champs, Ana Paula Silva.
Título: Rehabilitation for motor functional neurological disorder: a follow-up study of 185 patients / Reabilitação para transtorno neurológico funcional motor: um estudo de acompanhamento de 185 casos
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;78(6):331-336, June 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Motor functional neurological disorder (mFND) is a common and disabling condition. There are no evidence-based guidelines for treatment. Long-term outcome is often poor. This study describes the epidemiological profile, symptom pattern and outcome of patients admitted to the Belo Horizonte unit of the SARAH Network of Rehabilitation Hospitals from 1997 to 2018 with functional motor symptoms resulting from functional neurological disorder. Methods: This retrospective study reviewed data from 185 patients who met inclusion criteria for mFND. Diagnoses were made by multiple professionals in the presence of positive signs and excluding other neurological and systemic conditions. Results: 75.1% were women; 48.3% were receiving social security benefits. The youngest was 3 years old, the oldest 69. 23.8% were in wheelchairs, 77.2% had psychiatric disorders, 69.7% participated in rehabilitation programs and, among them, 70% improved. Conclusion: Participation in rehabilitation is beneficial for patients with mFND. Symptoms lasting for less than 30 days and aged less than 18 years had better outcomes (p<0.001).

RESUMO Introdução: Alterações motoras decorrentes de Transtorno Neurológico Funcional (TNF) são comuns, incapacitantes e com prognóstico ruim. Não há protocolos de tratamento baseado em evidências. Esse estudo descreve o perfil epidemiológico, os sintomas e a evolução de pacientes com alterações motoras decorrentes de Transtorno Neurológico Funcional (TNF) admitidos na unidade de Belo Horizonte da Rede SARAH de Hospitais de Reabilitação no período de 1997 a 2018. Métodos: Este estudo retrospectivo analisou dados de 185 pacientes que atenderam aos critérios de inclusão para TNF. Os diagnósticos foram realizados por múltiplos profissionais considerando a presença de sinais positivos e a exclusão de outras condições neurológicas e sistêmicas. Resultados: 75,1% eram mulheres; 48,3% estavam recebendo benefícios previdenciários. O indivíduo mais jovem tinha 3 anos de idade, e o mais velho, 69 anos. 23,8% usavam cadeira de rodas, 77,2% apresentavam desordens psiquiátricas, 69,7% tinham participado do programa de reabilitação e, dentre esses, 70% apresentaram melhora dos sintomas. Conclusão: O processo de reabilitação é benéfico para pacientes com TNF. Pacientes menores de 18 anos de idade e com sintomas de evolução com duração inferior a 30 dias apresentaram melhores resultados no tratamento (p<0,001).
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo
Transtornos Motores
-Estudos Retrospectivos
Seguimentos
Hospitalização
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-897818
Autor: Altıparmak, Başak; Uysal, Ali İhsan; Yaşar, Eylem; Demirbilek, Semra.
Título: Alternative approach to autonomic instability of very severe tetanus: stellate ganglion block / Abordagem alternativa para instabilidade autonômica no tétano muito grave: bloqueio do gânglio estrelado
Fonte: Rev. bras. anestesiol;68(2):209-211, Mar.-Apr. 2018.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Tetanus is an acute and deadly disease caused by Clostridium tetani. A 60-year-old male came to hospital after he injured his thumb with a knife. Ten days later, he returned to hospital with abdominal spasms. He was vaccinated against tetanus and referred to intensive care unit. As he had sudden difficulty in respiration, he was entubated. Midazolam, magnesium and esmolol infusion were started. Next day, muscle spasms progressed all over his body. Midazolam infusion was replaced with propofol and vecuronium. At the third day, morphine infusion was added. At the 16th day, dexmedetomidine infusion was started. At the 20th day, ultrasound guided stellate ganglion block was performed to denervate sympathetic activity. The block was performed three times in a 10 days period. At the 30th, the patient recovered from very severe tetanus. The mainstay of tetanus treatment is adequate sedation. Neuroaxial blocks were proved to be effective for the control of sympathetic overactivity in recent years. Circulatory collapse remains to be the major cause of death. The mechanism is unclear but altered myocardial function is thought to be related to changeable catecholamine levels. The effect of stellate ganglion block on sympathetic and parasympathetic control of heart has been studied since the beginning of 1980s. Recently Scanlon et al. reported they treated a patient with medically refractory ventricular arrhythmias by ultrasound guided bilateral stellate ganglion block. In conclusion, stellate ganglion block can be an alternative method when the autonomic storm cannot be controlled with medical agents.

Resumo O tétano é uma doença aguda e fatal causada por Clostridium tetani. Um homem de 60 anos deu entrada em nosso hospital depois de ferir o polegar com uma faca. Após dez dias, deu entrada no hospital com espasmos abdominais; foi vacinado contra tétano e enviado para a unidade de terapia intensiva. Como apresentava dificuldade súbita na respiração, foi intubado. Foi iniciada uma infusão de midazolam, magnésio e esmolol. No dia seguinte, os espasmos musculares progrediram para o corpo todo. A infusão de midazolam foi substituída por propofol e vecurônio. No terceiro dia, foi adicionada morfina à infusão. No 16º dia, foi iniciada uma infusão de dexmedetomidina. No 20º dia, o bloqueio do gânglio estrelado guiado por ultrassom foi realizado para dessensibilizar a atividade simpática. O bloqueio foi feito três vezes em dez dias. No 30º dia, o paciente recuperou-se de um tétano muito grave. A base do tratamento de tétano é a sedação adequada. Nos últimos anos, os bloqueios neuraxiais provaram ser eficazes para o controle da hiperatividade simpática. O colapso circulatório continua a ser a principal causa de morte. O mecanismo não está claro, mas se acredita que a função alterada do miocárdio esteja relacionada com os níveis de catecolaminas mutáveis. O efeito do bloqueio do gânglio estrelado sobre o controle simpático e parassimpático do coração tem sido estudado desde o início da década de 1980. Recentemente, Scanlon et al. relataram o tratamento de um paciente com arritmia ventricular refratária a medicamentos com bloqueio bilateral do gânglio estrelado guiado por ultrassom. Em conclusão, o bloqueio do gânglio estrelado pode ser um método opcional quando a tempestade autonômica não pode ser controlada com agentes medicamentosos.
Descritores: Bloqueio Nervoso Autônomo
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/cirurgia
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/etiologia
Gânglio Estrelado
Tétano/complicações
-Índice de Gravidade de Doença
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-692131
Autor: Sánchez Legaza, Elena; Guerrero Cauqui, Rosario; Miranda Caravallo, José Idelfonso; Oliver, C. Cervera.
Título: Schwannoma cervical de la cadena del simpático / Cervical schwannoma of the sympathetic chain
Fonte: Acta otorrinolaringol. cir. cabeza cuello;40(4), 2012. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Los schwannomas de la cadena cervical del simpático (SC) son tumores benignos e infrecuentes, que se presentan como una masa cervical unilateral de lento crecimiento, y cuyo diagnóstico preoperatorio definitivo suele ser difícil. A pesar de las pruebas disponibles (TAC, RM, eco y angiografía), solo se obtiene en el momento de la cirugía. El tratamiento de elección es la cirugía, y rara vez se produce recidiva o malignización, aunque sí puede variar hastapresentarse el síndrome de Horner…

Schwannomas of the sympatic cervical chain are infrequent and benign tumors, presented as unilateral cervical mass of slow growth, and whose definitive preoperative diagnosis usually is difficult, in spite of the available tests (CAT, MR, ecography and angiography), obtaining it at the moment of the surgery. Surgical extirpation constitutes the election treatment, being rare the tumor recidive and the malignization, not so the Horner syndrome…
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo
Neoplasias Otorrinolaringológicas
Neurilemoma
Paraganglioma
Sistema Nervoso Simpático
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO361.9


  6 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989288
Autor: Lemos, Marina de Paiva; Miranda, Munique Tostes; Marocolo, Moacir; Resende, Elisabete Aparecida Mantovani Rodrigues de; Chriguer, Rosângela Soares; Sordi, Carla Cristina de; Barbosa Neto, Octávio.
Título: Low levels of dehydroepiandrosterone sulfate are associated with the risk of developing cardiac autonomic dysfunction in elderly subjects
Fonte: Arch. endocrinol. metab. (Online);63(1):62-69, Jan.-Feb. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To assess the relationships between serum dehydroepiandrosterone sulfate (DHEA-S) levels and heart rate variability (HRV) among different age groups. Subjects and methods: Forty-five healthy men were divided into 3 groups: young age (YA; 20-39 yrs; n = 15), middle age (MA; 40-59 yrs; n = 15) and old age (OA; ≥ 60 yrs; n = 15). Hemodynamic parameters, linear analyses of HRV and concentrations of cortisol and DHEA-S were measured at rest. Results: The OA group presented a higher resting heart rate (84.3 ± 4.6 bpm) than the YA group (72.0 ± 4.4 bpm; p < 0.05). The YA group showed an attenuated variance of HRV (2235.1 ± 417.9 ms2) compared to the MA (1014.3 ± 265.2 ms2; p < 0.05) and OA (896.3 ± 274.1 ms2; p < 0.05) groups, respectively. The parasympathetic modulation of HRV was lower in both the MA (244.2 ± 58.0 ms2) and OA (172.8 ± 37.9 ms2) groups in comparison with the YA group (996.0 ± 255.4 ms2; p < 0.05), while serum DHEA-S levels were significantly lower in both the MA (91.2 ± 19.6 mg/dL) and OA (54.2 ± 17.7 mg/dL) groups compared to the YA group (240.0 ± 50.8 mg/dL; p < 0.05). A positive correlation between lower serum concentrations of DHEA-S and attenuated variance of HRV (r = 0.47, p = 0.031), as well as lower serum concentrations of DHEA-S and decreased parasympathetic modulation of HRV (r = 0.54, p = 0.010), were found. Conclusion: The present study demonstrated that the decline of plasma DHEA-S is associated with reduced cardiac autonomic modulation during the aging process.
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/sangue
Envelhecimento/fisiologia
Sulfato de Desidroepiandrosterona/sangue
Cardiopatias/sangue
Frequência Cardíaca/fisiologia
-Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/fisiopatologia
Biomarcadores/sangue
Medição de Risco
Cardiopatias/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-584158
Autor: Ticse Aguirre, Ray; Villena, Jaime E.
Título: Asociación de la neuropatía autonómica cardiovascular y el intervalo QT prolongado con la morbimortalidad cardiovascular en pacientes con diabetes mellitus tipo 2 / Association of cardiovascular autonomic neuropathy and prolonged QT interval with cardiovascular morbidity and mortality in patients with type 2 diabetes mellitus
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;28(1):83-86, marzo 2011. tab.
Idioma: es.
Resumo: Con el objetivo de evaluar la relación entre la neuropatía autonómica cardiovascular (NACV) y el intervalo QT corregido (QTc) con la morbimortalidad cardiovascular en pacientes con diabetes mellitus tipo 2, se realizó el seguimiento a 5 años de 67 pacientes que acudieron a consulta externa del Servicio de Endocrinología. Se presentaron eventos cardiovasculares en 16 pacientes; el 82 por ciento completó el seguimiento y se encontró que el intervalo QTc prolongado fue la única variable que se asoció de forma significativa a morbimortalidad cardiovascular en el análisis de regresión logística múltiple (RR: 13,56; IC 95 por ciento: 2,01-91,36) (p=0,0074).

In order to evaluate the relationship between cardiovascular autonomic neuropathy and corrected QT interval (QTc) with cardiovascular morbidity and mortality in patients with type 2 diabetes mellitus, we followed up for 5 years 67 patients attending the outpatient Endocrinology Service. 82 percent completed follow-up and cardiovascular events occurred in 16 patients. We found that long QTc interval was the only variable significantly associated with cardiovascular morbidity and mortality in the multiple logistic regression analysis (RR: 13.56, 95 percent CI: 2.01-91.36) (p = 0.0074).
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/etiologia
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/mortalidade
Doenças Cardiovasculares/complicações
Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Complicações do Diabetes/etiologia
Complicações do Diabetes/mortalidade
/complicações
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/complicações
Neuropatias Diabéticas/etiologia
Neuropatias Diabéticas/mortalidade
-Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/fisiopatologia
Complicações do Diabetes/fisiopatologia
/fisiopatologia
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/fisiopatologia
Neuropatias Diabéticas/fisiopatologia
Eletrocardiografia
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-479964
Autor: Ticse Aguirre, Ray; Villena Chávez, Jaime Eduardo; Pimentel Valdivia, Renán.
Título: Prevalencia de neuropatía autonómica cardiovascular en pacientes con diabetes mellitus tipo 2 de un hospital general / Prevalence of cardiovascular autonomic neuropathy in patients with type 2 diabetes mellitus of general hospital
Fonte: Rev. méd. hered;18(3):129-135, jul.-sept. 2007. tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Determinar la prevalencia de la neuropatía autonómica cardiovascular (NACV) en pacientes con diabetes tipo 2, que acuden de manera regular al consultorio del servicio de Endocrinología del Hospital Nacional Cayetano Heredia (HNCH) y los factores que se asocian a su presentación. Material y Métodos: Ingresaron 81 pacientes que cumplieron con los criterios de inclusión y exclusión. Se aplicaron cuatro pruebas para el diagnóstico de NACV, según el consenso de San Antonio sobre Neuropatía Diabética: Test de Valsalva, razón 30/15, hipotensión ortostática y variación de la frecuencia cardiaca. Además se tomaron datos demográficos, metabólicos, patológicos y de complicaciones por la diabetes. Se aplicó el test MDNS (Michigan Diabetic Neuropatic Score) y electromiografía para el diagnóstico de neuropatía periférica. Se dividió en dos grupos según la presencia o no de NACV y se buscó diferencias. Resultados: El grupo de pacientes con NACV presentó mayor tiempo de enfermedad (10,36 ± 6,88 vs 6,32 ± 6,75; p=0,008), mayores niveles de glicemia en ayunas (160,55 ± 54,78 vs 120,63 ± 43,68; p=0,001) y de hemoglobina glicosilada (10,47 ± 2,06 vs 9,30 ± 2,14; p=0,013). No se halló diferencias significativas en las demás variables. Conclusiones: La frecuencia de NACV en pacientes con diabetes mellitus tipo 2 del HNCH es de 41,47 por ciento. Se asocia a niveles altos de glucosa en ayunas, hemoglobina glicosilada.y mayor tiempo de enfermedad.
Descritores: DIABETES MELLITUS TIPO TEMEFOS
Doenças Cardiovasculares
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo
Fatores de Risco
Neuropatias Diabéticas
Prevalência
-Epidemiologia Descritiva
Estudo Comparativo
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Feminino
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  9 / 113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-82981
Autor: Demenech, Aurimar Antonio; Freires, Luce Marina O.
Título: Disreflexia autonomica: uma emergência ou näo? / Automatic dyreflexia: an emergency or not?
Fonte: Rev. bras. enferm;37(3/4):247-50, jul.-dez. 1984.
Idioma: pt.
Resumo: Trata-se de um estudo de caráter bibliográfico, envolvendo nossa antiga prática profissional, onde säo descritos alguns rpoblemas de disreflexia autonômica (DA). Esta é uma síndrome que ocorre em 85% dos pacientes com lesäo medular ao nível da sexta vértebra torácica ou acima, que indica uma atividade reflexa anormal do sistema nervoso autônomo, de ocorrência altamente imprevisível e súbita, acarretando risco de vida apra o paciente. Surge como resposta a estímulos que säo inócuos a pessoas normais. Säo descritos quais os estímulos desencadeantes, bem como as formas de prevení-los e a assistência de enfermagem a ser prestada na iminência de uma crise
Descritores: Traumatismos da Medula Espinal/complicações
Cateteres de Demora/efeitos adversos
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/etiologia
-Cuidados de Enfermagem
Limites: Adulto
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  10 / 113 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-959327
Autor: Godoy, Daniel Agustin; Orquera, Jose; Rabinstein, Alejandro A.
Título: Síndrome de hiperatividade simpática paroxística causada por síndrome da embolia gordurosa / Paroxysmal sympathetic hyperactivity syndrome caused by fat embolism syndrome
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;30(2):237-243, abr.-jun. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO A hiperatividade simpática paroxística representa uma complicação incomum, com potencial risco à vida, de lesões cerebrais graves, mais comumente de origem traumática. Seu diagnóstico clínico se baseia na manifestação recorrente de taquicardia, hipertensão, diaforese, taquipneia e, às vezes, febre, além de posturas distônicas. Os episódios podem ser induzidos por estímulos ou ocorrer de forma espontânea. É comum que ocorra subdiagnóstico desta síndrome, e o retardamento de seu reconhecimento pode aumentar a morbidade e a incapacidade em longo prazo. Evitar os desencadeantes e a farmacoterapia podem ter muito sucesso no controle desta complicação. A síndrome da embolia gordurosa é uma complicação rara, mas grave, das fraturas de ossos longos. Sinais neurológicos, petéquias hemorrágicas e insuficiência respiratória aguda são as características que constituem seu quadro clínico. O termo "embolia gordurosa cerebral" é estabelecido quando predomina o envolvimento neurológico. O diagnóstico é clínico, porém achados específicos de neuroimagem podem confirmá-lo. As manifestações neurológicas incluem diferentes graus de alteração da consciência, défices focais ou convulsões. Seu tratamento é de suporte, porém são possíveis desfechos favoráveis, mesmo nos casos com apresentação grave. Relatamos dois casos de hiperatividade simpática paroxística após embolia gordurosa cerebral, uma associação muito incomum.

ABSTRACT Paroxysmal sympathetic hyperactivity represents an uncommon and potentially life-threatening complication of severe brain injuries, which are most commonly traumatic. This syndrome is a clinical diagnosis based on the recurrent occurrence of tachycardia, hypertension, diaphoresis, tachypnea, and occasionally high fever and dystonic postures. The episodes may be induced by stimulation or may occur spontaneously. Underdiagnosis is common, and delayed recognition may increase morbidity and long-term disability. Trigger avoidance and pharmacological therapy can be very successful in controlling this complication. Fat embolism syndrome is a rare but serious complication of long bone fractures. Neurologic signs, petechial hemorrhages and acute respiratory failure constitute the characteristic presenting triad. The term cerebral fat embolism is used when the neurological involvement predominates. The diagnosis is clinical, but specific neuroimaging findings can be supportive. The neurologic manifestations include different degrees of alteration of consciousness, focal deficits or seizures. Management is supportive, but good outcomes are possible even in cases with very severe presentation. We report two cases of paroxysmal sympathetic hyperactivity after cerebral fat embolism, which is a very uncommon association.
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/etiologia
Lesões Encefálicas/complicações
Embolia Gordurosa/complicações
-Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/diagnóstico
Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/fisiopatologia
Síndrome
Taquicardia/etiologia
Embolia Gordurosa/mortalidade
Taquipneia/etiologia
Hipertensão/etiologia
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 12 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde