Base de dados : LILACS
Pesquisa : C10.228.140.140.254 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 988 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 99 ir para página                         

  1 / 988 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Ribeiro, Cecília Claúdia Costa
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1130151
Autor: de Carvalho, Marcio Santos; Ribeiro, Yuri Jivago Silva; Beckman, Camilla Karoline Carvalho; de Sousa, Iago Torres Cortês; Pestana, Aylla Mesquita; Jural, Lucas Alves; Ribeiro, Cecilia Cláudia Costa; Nunes, Ana Margarida Melo Nunes.
Título: Avaliação da experiência odontológica prévia, hábitos alimentares e de higiene bucal em pacientes com paralisia cerebral / Evaluation of previous dental experience, eating habits and oral hygiene in patients with cerebral palsy
Fonte: Rev. Rede cuid. saúde;14(2):[1-11], 20201130.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliar descritivamente a experiência odontológica prévia, práticas de higiene bucal e hábitos alimentares de pacientes com Paralisia Cerebral (PC). Foi realizado um estudo observacional, do tipo transversal, com pacientes diagnosticados com PC através uma amostra de conveniência (n=27), com idade entre 3 e 14 anos, de ambos os sexos, que buscaram atendimento no ambulatório de pediatria do Hospital Universitário Materno Infantil, em São Luís ­ MA, no período de julho a outubro de 2018. Foi aplicado um questionário estruturado ao cuidador contendo história médica e odontológica da criança, avaliando também as práticas de higiene bucal e hábitos alimentares. Verificou-se que 66.67% dos pacientes eram do sexo masculino, com média de idade de 8,5 anos. Todos os acompanhantes eram do sexo feminino e a maior parte apresentou baixa escolaridade. Dentro os participantes, 92,59% não apresentavam habilidade para realizar escovação dentária e 51,85% dos cuidadores nunca receberam orientação sobre os cuidados de higiene bucal; 70,37% dos participantes fazem o consumo de alimentos açucarados e pastosos, e mais da metade já tiveram experiência de cárie. O estudo mostrou deficiência na higienização e um alto consumo de açúcar. Nesse sentido, práticas de higiene bucal e instruções dietéticas devem ser reforçadas e orientadas aos cuidadores a fim de contribuir para melhor assistência e prevenção à saúde.

Descriptively evaluate the previous dental experience, oral hygiene practices and eating habits of patients with Cerebral Palsy (CP). An observational, cross-sectional study was carried out with patients diagnosed with CP through a convenience sample (n = 27), aged between 0 and 18 years, of both sexes, who sought care at the pediatric outpatient clinic of Materno Infantile University Hospital, at Federal University of Maranhão, in São Luís - MA, from July to October 2018. A structured questionnaire was applied to the caregiver containing the child's medical and dental history, also evaluating oral hygiene practices and eating habits. It was found that 66.67% of the patients were male, with a mean age of 8.5 years. All companions were female and most had low education. Within the participants, 92.59% did not have the ability to perform tooth brushing and 51.85% of the caregivers never received guidance on oral hygiene care; 70.37% of participants consume sugary and pasty foods, and more than half have had caries experience. The study showed poor hygiene and a high consumption of sugar. In this sense, oral hygiene practices and dietary instructions should be reinforced and oriented to caregivers in order to contribute to better health care and prevention.
Descritores: Escovação Dentária
Paralisia Cerebral
Cárie Dentária
Comportamento Alimentar
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  2 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891458
Autor: Teixeira, Fernando Borge; Ramalho Júnior, Amancio; Morais Filho, Mauro César de; Speciali, Danielli Souza; Kawamura, Catia Miyuki; Lopes, José Augusto Fernandes; Blumetti, Francesco Camara.
Título: Correlation between physical examination and three-dimensional gait analysis in the assessment of rotational abnormalities in children with cerebral palsy / Correlação entre exame físico e análise tridimensional da marcha na determinação dos desvios rotacionais em crianças com paralisia cerebral
Fonte: Einstein (Säo Paulo);16(1):eAO4247, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To evaluate the correlation between physical examination data concerning hip rotation and tibial torsion with transverse plane kinematics in children with cerebral palsy; and to determine which time points and events of the gait cycle present higher correlation with physical examination findings. Methods A total of 195 children with cerebral palsy seen at two gait laboratories from 2008 and 2016 were included in this study. Physical examination measurements included internal hip rotation, external hip rotation, mid-point hip rotation and the transmalleolar axis angle. Six kinematic parameters were selected for each segment to assess hip rotation and shank-based foot rotation. Correlations between physical examination and kinematic measures were analyzed by Spearman correlation coefficients, and a significance level of 5% was considered. Results Comparing physical examination measurements of hip rotation and hip kinematics, we found moderate to strong correlations for all variables (p<0.001). The highest coefficients were seen between the mid-point hip rotation on physical examination and hip rotation kinematics (rho range: 0.48-0.61). Moderate correlations were also found between the transmalleolar axis angle measurement on physical examination and foot rotation kinematics (rho range 0.44-0.56; p<0.001). Conclusion These findings may have clinical implications in the assessment and management of transverse plane gait deviations in children with cerebral palsy.

Resumo Objetivo Avaliar a correlação entre dados do exame físico relativos à rotação do quadril e torção tibial com a cinemática do plano transverso em crianças com paralisia cerebral; e determinar quais pontos no tempo e eventos do ciclo de marcha apresentam maior correlação com achados do exame físico. Métodos Um total de 195 crianças com paralisia cerebral vistas em dois laboratórios de marcha, de 2008 a 2016, foi incluído neste estudo. As medidas do exame físico incluíram rotação interna do quadril, rotação externa do quadril, ponto médio da rotação do quadril e ângulo do eixo transmaleolar. Foram selecionados seis parâmetros cinemáticos para cada segmento, para avaliar a rotação do quadril e a do pé em relação à perna durante a marcha. As correlações entre exame físico e medidas cinemáticas foram analisadas por coeficientes de correlação de Spearman, e considerou-se um nível de significância de 5%. Resultados Comparando as medidas da rotação do quadril e da cinemática do quadril, encontramos correlações moderadas a fortes para todas as variáveis (p<0,001). Os coeficientes mais altos foram observados entre o ponto médio da rotação do quadril no exame físico e a rotação do quadril na cinemática (rho range: 0,48-0,61). Correlações moderadas também foram encontradas entre a medição do ângulo do eixo transmaleolar no exame físico e a rotação do pé em relação à perna na cinemática (faixa rho: 0,44-0,56; p<0,001). Conclusão Estes achados podem ter implicações clínicas na avaliação e no tratamento de desvios da marcha do plano transverso em crianças com paralisia cerebral.
Descritores: Exame Físico
Paralisia Cerebral/fisiopatologia
Amplitude de Movimento Articular/fisiologia
Marcha/fisiologia
-Rotação
Fenômenos Biomecânicos
Índice de Gravidade de Doença
Estudos Retrospectivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1059110
Autor: Pérez-Salas, Claudia P; Cobo-Rendón, Rubia; Herrera, Constanza; Bustos, Claudio; Candia, Jessica.
Título: Validación del cuestionario de hábitos de vida (LIFE-H) para evaluar la participación de niños/as y jóvenes con Parálisis Cerebral en Chile / Validation of Life Habits Assessment Questionnaire (LIFE-H) to assess participation of children and young people with Cerebral Palsy in Chile
Fonte: Ter. psicol;37(2):104-115, ago. 2019. tab.
Idioma: es.
Projeto: CONICYT.
Resumo: Resumen La participación es un derecho humano que debe ser garantizado. No obstante, variadas restricciones físicas y sociales dificultan el involucramiento de las personas con condiciones neurológicas en su comunidad. Muchos países de Latinoamérica no cuentan con instrumentos validados que permitan analizar la participación de estos grupos. Por esta razón, a través de un diseño instrumental esta investigación evalúa las propiedades psicométricas del cuestionario de hábitos de vida (LIFE-H) en una muestra de 123 personas con parálisis cerebral entre 9 y 21 años (M = 14.14; DE=2.89). Se detectaron adecuados índices de consistencia interna. No se replicó la estructura de dos dimensiones mediante análisis factorial confirmatorio. Sin embargo, el análisis factorial exploratorio de los datos evidenció un factor general que explicó el 69.55 % de la varianza. Se concluye que el LIFE-H es un instrumento idóneo para el estudio de la participación como un constructo global en esta población.

Abstract Participation is a human right that must be guaranteed. However, various physical and social restrictions make it difficult for people with neurological conditions to participate in their community. Many Latin American countries do not have validated instruments to analyze the participation of these groups. The present investigation used an instrumental design to evaluate the psychometric properties of the Life Habits Assessment Questionnaire (LIFE-H) in a sample of 123 people with cerebral palsy between 9 and 21 years old (M = 14.14; DE=2.89). Adequate internal consistency indices were detected. The two-dimensional structure proposed by the authors was not replicated through confirmatory factor analysis. However, the exploratory factor analysis of the data evidenced a general factor that explained 69.55 % of the variance. It is concluded that LIFE-H is an ideal instrument for the study of participation as a global construct in this population.
Descritores: Paralisia Cerebral
Criança
Inquéritos e Questionários
Hábitos
Neurologia
-Chile
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: CL58.1 - Biblioteca


  4 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1284010
Autor: Gusmão, Cláudio Henrique Vieira; Soares, Esther Gonçalves; Moreira, Larissa Stephanie Maria; Batista, Bruno Fernandes; Souto, Deisiane Oliveira.
Título: Relação entre função motora e cognitiva na paralisia cerebral hemiplégica / Relationship between motor and cognitive function in hemiplegic cerebral palsy
Fonte: Fisioter. Bras;22(1):25-36, Mar 19, 2021.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Crianças com paralisia cerebral hemiplégica (PCH) exibem dificuldades funcionais na utilização do membro superior hemiparético, repercutindo negativamente no desempenho em realizar atividades de vida diária. Atualmente, os déficits motores nessa população são acompanhados por distúrbios sensoriais, dificuldades na aprendizagem, alterações de comportamento e comunicação e défices cognitivos gerais. Objetivo: Investigar a possível associação entre os déficits motores e cognitivos de crianças com PCH, verificando ainda a influência da lateralidade da hemiplegia. Métodos: Participaram do estudo 30 crianças com PCH (idade média = 10,48 ± 2,46 anos). Os participantes foram submetidos aos seguintes testes: Assisting Hand Assessment (AHA), Matrizes Progressivas Coloridas de Raven, o Subteste cubos do Wechsler Intelligence Scale for Children fourth Edition - WISC IV e a fluência verbal semântica de animais. Resultados: Os grupos foram homogêneos em relação ao sexo e idade (p > 0.05). Os grupos não diferiram em relação ao nível de desempenho motor, memória de trabalho, inteligência e fluência verbal (p > 0,05). O desempenho motor correlacionou com todas as variáveis cognitivas. Conclusão: Em crianças com PCH o desempenho motor correlacionou fortemente com funções cognitivas. Além disso, a lateralidade da lesão cerebral não influenciou o desempenho em tarefas motoras e cognitivas. (AU)

Introduction: Children with hemiplegic cerebral palsy (HCP) exhibit functional difficulties in using the hemiparetic upper limb, negatively impacting their performance in carrying out activities of daily living. Currently, motor deficits in this population are accompanied by sensory disorders, learning difficulties, changes in behavior and communication and general cognitive deficits. Objective: To investigate the possible association between motor and cognitive deficits in children with PCH, also verifying the influence of laterality in hemiplegia. Methods: Thirty children with PCH participated in the study (mean age = 10.48 ± 2.46 years). Participants were subjected to the following tests: Assisting Hand Assessment (AHA), Raven's Colorful Progressive Matrices, the Wechsler Intelligence Scale for Children fourth Edition - WISC IV Subtest and the semantic verbal fluency of animals. Results: The groups were homogeneous in relation to sex and age (p > 0.05). The groups did not differ in relation to the level of motor performance, working memory, intelligence and verbal fluency (p> 0.05). Motor performance correlated with all cognitive variables. Conclusion: In children with PCH, motor performance correlated strongly with cognitive functions. In addition, the laterality of the brain injury did not influence performance in motor and cognitive tasks. (AU)
Descritores: Desempenho Psicomotor/fisiologia
Paralisia Cerebral/fisiopatologia
Cognição/fisiologia
Hemiplegia/fisiopatologia
Lateralidade Funcional/fisiologia
-Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  5 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1283726
Autor: Doylet-Rivas, Yaira Lyanne; Álvarez-Condo, Graciela Mercedes; González-Calero, Miriam Janet; Hidalgo Candell, Cassandra.
Título: Parálisis Cerebral infantil, sus complicaciones gastrointestinales y efectos del estado nutricional en los niños 1-10 años del centro integral de equitación de la Prefectura del Guayas / Infantile cerebral palsy, its gastrointestinal complications and effects of nutritional status in children 1-10 years of the integral riding center of the prefecture of guayas
Fonte: Más Vita;2(1):38-46, mar 2020. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Paralisia Cerebral/complicações
Paralisia Cerebral/fisiopatologia
Nutrição da Criança
-Pediatria
Cuidadores
Gastroenteropatias
Manifestações Neurológicas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  6 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1283658
Autor: Ferreira, Vivian Aguiar Reis; Torres, Daniel da Costa; Ávila, Paulo Eduardo Santos; Da Silva, Andrezza Sousa Assunção; Pereira, Raphael do Nascimento.
Título: Modulação autonômica da frequência cardíaca em crianças e jovens com paralisia cerebral / Autonomic heart rate modulation in children and youths with cerebral palsy
Fonte: Fisioter. Bras;21(6):560-564, Jan 6, 2021.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A paralisia cerebral é uma doença que causa distúrbios neuromusculares, doenças cardiovasculares, além de distúrbios autonômicos e homeostáticos. Objetivo: Avaliar a modulação autonômica cardíaca de crianças e jovens com PC. Métodos: Estudo de delineamento transversal e observacional de carácter quantitativo. Foram coletados os intervalos R-R (IRR) do eletrocardiograma de 05 voluntários cadeirantes, com idade de 06 a 18 anos com PC através do cardiofrequencimetro Polar modelo V800®. Resultados: Idade média foi de 12,4 anos, ambos os gêneros, massa corpórea de 35,1 kg, estatura de 1,39 m e índice de massa corpórea 16,8 kg/m2 equivalente à desnutrição. Os dados apresentam a modulação autonômica cardíaca no domínio do tempo, as variáveis do desvio-padrão de todos os intervalos RR normais 60,0 ms, raiz-quadrada da média da soma dos quadrados das diferenças entre os IRR normais 60,3 ms, porcentagem dos IRR adjacentes maiores que 50 ms 16,1 % e no domínio da frequência a baixa frequência cardíaca (un) 55,7, a alta frequência cardíaca (un) 44,2, a razão da alta com a baixa frequência cardíaca 2,3. Conclusão: As crianças e adolescentes com paralisia cerebral têm uma baixa variabilidade da frequência cardíaca, com alta probabilidade de desenvolver doenças cardiovasculares, devido ao sedentarismo. (AU)

Introduction: Cerebral Palsy is a disease that causes neuromuscular disorders, cardiovascular diseases, in addition to disorders autonomic and homeostatic. Objective: To measure the cardiac autonomic modulation of children and young people with CP. Methods: Quantitative crosssectional and observational study. The electrocardiogram R-R intervals (IRR) were collected from 05 volunteers in wheelchairs, aged 6 to 18 years with CP through the cardiofrequencimeter Polar model V800®. Results: The average age is 12.4 years, both genders, body mass 35.1 kg, height 1.39 m and body mass index of 16.8 kg/m2 equivalent to malnutrition. The data show cardiac autonomic modulation in the time domain, the standard deviation variables of all normal RR intervals 60.0 ms, square root of the mean of the sum of squares of the differences between normal IRR 60.3 ms, percentage of adjacent IRR greater than 50 ms 16.1% and in the frequency domain, low heart rate (un) 55.7, high heart rate (un) 44.2, the ratio of discharge to low heart rate 2,3. Conclusion: Children and adolescents with cerebral palsy have a low heart rate variability, with a greater probability of developing cardiovascular diseases, due to sedentary lifestyle. (AU)
Descritores: Paralisia Cerebral
Frequência Cardíaca
-Sistema Nervoso Autônomo
Criança
Adolescente
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  7 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140790
Autor: Herrera Sterren, Natalia; Berra, Silvina.
Título: Adaptación transcultural de un cuestionario de calidad de vida relacionada con la salud en paralisis cerebral / Cross-cultural adaptation of a questionnaire on health-related quality of life in cerebral palsy
Fonte: Rev. argent. salud publica;12:1-9, 2020.
Idioma: es.
Resumo: INTRODUCCIÓN: los indicadores de calidad de vida relacionada con la salud (CVRS) son importantes en la valoración de personas con discapacidad porque incorporan su propia perspectiva. El CP QOL (Cerebral Palsy Quality of Life) es un cuestionario australiano que mide CVRS en niños, niñas y adolescentes con parálisis cerebral por autoadministración o por informador indirecto. El objetivo del presente estudio fue obtener una versión del CP QOL-PCQ (Primary Caregiver Questionnaire) adecuada culturalmente a la población argentina, que fuera práctica y semánticamente equivalente a la versión original. MÉTODOS: se realizó una adaptación transcultural incluyendo traducción y retrotraducción por lingüistas profesionales, control de equivalencia por expertos y autores, y pruebas de comprensión mediante entrevistas cognitivas a una muestra de cuidadores. La adecuación, equivalencia y comprensión fueron comprobadas en los discursos de expertos y las respuestas de entrevistas. RESULTADOS: se tradujeron 95 ítems, y 19 se modificaron durante las etapas de revisión y consenso con expertos y autores. En las entrevistas cognitivas se detectó dificultad de comprensión y equivalencia cultural y se modificaron 6 ítems. DISCUSIÓN: se dispone de versiones del CP QOLPCQ adecuadas culturalmente a la población infantil y adolescente argentina, con pruebas de su comprensión en población diana. Sus propiedades métricas y conformación definitiva serán evaluadas próximamente
Descritores: Qualidade de Vida
Paralisia Cerebral
Criança
Inquéritos e Questionários
Adolescente
Responsável: AR650.1 - Biblioteca


  8 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1283123
Autor: Silva, Márcia Bianca Ferreira; Santos, Thialy Miranda Silva; Costa Junior, Valdemy Novaes; De Barros, Roberto Moreno; Cordeiro, André Luiz Lisboa.
Título: Equoterapia sobre o desempenho funcional em crianças com paralisia cerebral: uma revisão sistemática / Equotherapy on functional performance in children with cerebral paralysis: a systematic review
Fonte: Fisioter. Bras;21(3):314-321, Ago 31, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A paralisia cerebral (PC) é uma condição permanente causada por uma lesão encefálica estática, multifatorial e não progressiva dos movimentos e postura. A equoterapia aparece como método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo para melhoria do desenvolvimento de pessoas portadoras de necessidades especiais. Objetivos: Revisar sistematicamente os efeitos da equoterapia sobre o desempenho funcional em crianças com paralisia cerebral. Métodos: Trata-se de uma revisão sistemática revisada por dois revisores independentes, conforme recomendações PRISMA, nas bases de dados PubMed e Biblioteca Cochrane. Incluídos estudos originais que utilizaram a equoterapia em pacientes com paralisia cerebral publicados em português e na língua inglesa. A Escala PEDro foi utilizada para analisar a qualidade metodológica dos estudos e a Cochrane Collaboration para análise de risco de viés. Resultados: Foram incluídos cinco artigos, publicados entre os anos 2012 e 2019. Todos estudos evidenciaram resultados satisfatórios em pacientes com paralisia cerebral após o tratamento com a equoterapia, melhorando a marcha, o equilíbrio, o tônus, a simetria e a qualidade de vida independente se ela foi associada a outro método. Conclusão: A equoterapia é uma modalidade terapêutica eficaz no tratamento das crianças com paralisia cerebral, melhorando os déficits motores e neurológicos, além da espasticidade muscular. (AU)

Introduction: Cerebral palsy (CP) is a permanent condition caused by a static, multifactorial and non-progressive brain injury of the movements and posture. Equine therapy is a therapeutic and educational method that uses horse to improve the development of people with special needs. Methods: This is a systematic review reviewed by two independent reviewers, according to PRISMA recommendations, in the PubMed and Cochrane Library databases. Including original studies that used equine therapy in patients with cerebral palsy published in Portuguese and in the English language. The PEDro Scale was used to analyze the methodological quality of the studies and the Cochrane Collaboration for bias risk analysis. Results: Five articles published between the years 2012 and 2019 were included. All studies showed satisfactory results in patients with cerebral palsy after treatment with equine therapy, improving gait, balance, tone, symmetry and quality of life whether it was associated with another method. Conclusion: Equine therapy is an effective therapeutic modality in the treatment of children with cerebral palsy, improving motor and neurological deficits, as well as muscle spasticity, favors balance, postural control, reduction of joint deformities and gross motor function. (AU)
Descritores: Paralisia Cerebral
Criança
Terapia Assistida por Cavalos
Desempenho Físico Funcional
-Equilíbrio Postural
Tono Muscular
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  9 / 988 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1279598
Autor: Davis, Abigail Oluwadunni; Olagbegi, Oladapo Michael; Orekoya, Kayode; Adekunle, Mathew; Oyewole, Olufemi Oyeleye; Adepoju, Modinat; Soetan, Oluyemisi.
Título: Sobrecarga e qualidade de vida de cuidadores informais de crianças com paralisia cerebral / Burden and quality of life of informal caregivers of children with cerebral palsy
Fonte: Rev Rene (Online);22:e61752, 2021. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: analisar a sobrecarga e qualidade de vida de cuidadores informais de crianças com paralisia cerebral. Métodos: o estudo transversal envolveu 109 cuidadores recrutados em uma clínica de fisioterapia em um hospital terciário. A qualidade de vida e a sobrecarga foram avaliadas por meio do Personal Wellbeing Index e do Modified Caregivers' Strain Index, respectivamente. Os dados foram analisados de forma descritiva e inferencial. Resultados: as médias do índice de sobrecarga e dos escores de qualidade de vida foram 11,85 ± 5,72 e 64,68 ± 8,03, respectivamente. A maioria (67,9%) dos cuidadores apresentou bem-estar pessoal razoável, enquanto cerca de um terço (33,0%) apresentou alta sobrecarga. Idade da criança (B=2,454; p<0,005) e ocupação dos cuidadores (B= -2,547; p=0,001) foram preditores de tensão do cuidador. Conclusão: cuidar de crianças com paralisia cerebral impôs uma sobrecarga substancial aos cuidadores e a idade da criança e a ocupação dos cuidadores foram variáveis preditoras.

ABSTRACT Objective: to analyze the caregiver burden and the quality of life of informal caregivers of children with cerebral palsy. Methods: the cross-sectional survey involved 109 caregivers of children with cerebral palsy recruited from physiotherapy clinic at a tertiary hospital. The quality of life and caregiver burden were assessed using the Personal Wellbeing Index Scale and the Modified Caregivers' Strain Index, respectively. Data were analysed using descriptive and inferential statistics. Results: the mean strain index and quality of life scores of the participants were 11.85 ± 5.72 and 64.68 ± 8.03 respectively. The majority (67.9%) of the caregivers had fair personal well-being, while about one-third (33.0%) had high caregiver's strain. Child's age (B=2.454; p<0.005) and caregivers' occupation (B= -2.547; p=0.001) were predictors of caregiver strain. Conclusion: caring for children with cerebral palsy imposed a substantial burden on the caregivers and child's age and caregivers' occupation were predictor variables.
Descritores: Qualidade de Vida
Paralisia Cerebral
Cuidadores
Esgotamento Psicológico
Assistência ao Paciente
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  10 / 988 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1282788
Autor: Silva, Renata Kelen Alves; Souto, Deisiane Oliveira.
Título: Reabilitação dos membros inferiores na paralisia cerebral diplégica / Rehabilitation of lower limbs in diplegic cerebral palsy
Fonte: Fisioter. Bras;21(1):104-113, mar 8, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: A paralisia cerebral (PC) é uma das causas mais comuns de incapacidade motora na infância. Resulta de uma perturbação não progressiva no cérebro imaturo. A diplégica espástica (DE) é a forma mais comum de PC e cursa com deficiência nos membros inferiores e no padrão de marcha. Tal limitação tem impacto negativo no desempenho da criança para realizar tarefas básicas de vida diária. O presente estudo objetivou revisar a literatura científica acerca das principais técnicas utilizadas para reabilitar os membros inferiores de crianças com DE. A pesquisa bibliográfica foi realizada nas bases de dados Lilacs, Scielo, Pubmed e incluiu artigos publicados, entre 2010 e 2018, em inglês e português. Após aplicar os critérios de inclusão e exclusão, um total de 28 estudos foi selecionado para a revisão. As principais técnicas encontradas no tratamento da DE foram: método Pilates, Equoterapia, Esteira, Hidroterapia, Therasuit, Bobath, Estimulação Elétrica Funcional e Realidade Virtual. Todos os estudos encontraram efeitos positivos. Os resultados revelaram que o uso isolado de uma das técnicas não é tão eficaz quanto o uso concomitante de duas ou mais delas. A maioria dos estudos revisados são estudos de caso. Novos estudos controlados e com amostras maiores ainda são necessários. (AU)

Cerebral palsy (CP) is one of the most common causes of motor incapacity in childhood. It results from a non-progressive disorder in the immature brain. Spastic diplegia (SD) is the most common form of CP with deficits in the lower limbs and walking pattern. Such a limitation has a negative impact on the child's performance to perform basic tasks of daily living. The present study aimed to review the scientific literature about the main techniques used to rehabilitate the lower limbs of children with SD. This review was carried out in Lilacs, Scielo, Pubmed and included articles published between 2010 and 2018, in English and Portuguese. After applying the inclusion and exclusion criteria, 28 studies were selected. The main techniques found in the treatment of SD were Pilates, Equine Therapy, Treadmill, Hydrotherapy, Therasuit, Bobath, Functional Electrical Stimulation and Virtual Reality. All studies found positive effects. The results revealed that the isolated use of one of the techniques is not as effective as the concomitant use of two or more of them. Most of the studies reviewed are case studies. New controlled studies and larger samples are still needed. (AU)
Descritores: Paralisia Cerebral
Modalidades de Fisioterapia
Extremidade Inferior
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG



página 1 de 99 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde