Base de dados : LILACS
Pesquisa : C10.228.140.199 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 474 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 48 ir para página                         

  1 / 474 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-795997
Autor: Gökçek, Erhan; Kaydu, Ayhan; Akdemir, Mehmet Salim; Akil, Ferit; Akıncı, Ibrahim Ozkan.
Título: Early postoperative recovery after intracranial surgical procedures. Comparison of the effects of sevoflurane and desflurane
Fonte: Acta cir. bras;31(9):638-644, Sept. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT PURPOSE: To compared the effects of sevoflurane and desflurane on early anesthesia recovery in patients undergoing to craniotomy for intracranial lesions. METHODS: After IRB approval, the study included 50 patients aged 18-70 years who had ASA physical statuses of I-II and were scheduled for intracranial surgery. Patients were randomly divided into two groups: sevoflurane and desflurane. Anaesthesia was routinely induced in all patients followed by desflurane 5%-6% or sevoflurane 1%-2%. Moreover remifentanil infusion (0.05-0.2 mcg/kg/min) was adjusted to maintain mean arterial pressure (MAP) within 20% baseline and heart rate <90 bpm. Postoperatively, patients were evaluated over time for responses to painful stimulus, eye opening, hand squeezing, extubation, orientation and time required to achieve a Modified Aldrete Score of 9-10. Parametric and non-parametric data were assessed using Student's t- and Mann-Whitney U tests, respectively. A p<0.05 was taken as statistically significant. RESULTS: The times to responses to painful stimuli (7.7±2.7 vs. 4.8±1.7 min.; p<0.001), emergence (9.5±2.81 vs. 6.3±2.2 min.; p<0.001), hand-squeezing (12.1±2.9 vs. 8.2±2.3 min.; p<0.001), extubation (10.1±2.87 vs. 7.1±1.6 min.; p<0.001), orientation (15.3±3.2 vs. 10.3±2.7 min.; p<0.001) and Aldrete score of 9-10 (23.3±6.1 vs. 15.8±3.8 min.; p<0.001) were significantly lower with desflurane-based anaesthesia vs. sevoflurane-based anaesthesia. CONCLUSION: Desflurane yields early recovery functions and facilitates early postoperative neurologic examinations of intracranial surgery patients.
Descritores: Período de Recuperação da Anestesia
Anestésicos Inalatórios/administração & dosagem
Craniotomia/métodos
Isoflurano/análogos & derivados
Éteres Metílicos/administração & dosagem
-Período Pós-Operatório
Lesões Encefálicas/cirurgia
Método Duplo-Cego
Estudos Prospectivos
Isoflurano/administração & dosagem
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1038755
Autor: Portalete, Caroline Rodrigues; Urrutia, Gabriel Agustín Urrutia; Pagliarin, Karina Carlesso; Keske-Soares, Marcia.
Título: Tratamento motor da fala na disartria flácida: um estudo de caso / Motor speech treatment in flaccid dysarthria: a case report
Fonte: Audiol., Commun. res;24:e2118, 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Este estudo descreveu o processo de avaliação das bases motoras e de intervenção, conduzido através da hierarquia do tratamento motor da fala em uma pessoa do sexo masculino, de 45 anos, que possui disartria flácida decorrente de acidente vascular encefálico. O paciente recebeu tratamento fonoaudiológico após três anos da lesão cerebral, dividido em 25 sessões semanais, que ocorreram durante oito meses. Foram realizadas avaliações fonoaudiológicas pré e pós terapia, bem como após cada período de tratamento de uma base motora. A terapia obedeceu à hierarquia do tratamento motor da fala, iniciando pela reabilitação da respiração, ressonância e prosódia, seguindo para terapia da fonação e, por último, ajustes da articulação. O paciente apresentou aperfeiçoamento em todas as bases motoras, adquirindo adequado suporte respiratório e ressonância durante a fala, melhorias na prosódia e precisão articulatória e mais estabilidade vocal. Além disso, quanto à autopercepção do paciente, em relação aos progressos terapêuticos, este relatou diminuição dos impactos da disartria na sua qualidade de vida. Sendo assim, foram evidenciados os benefícios do tratamento fonoaudiológico na disartria, principalmente ao seguir a estrutura proposta pela hierarquia do tratamento motor da fala. Os resultados permitiram concluir que uma adequada abordagem terapêutica pode proporcionar ganhos, mesmo alguns anos após a lesão cerebral.

ABSTRACT This study described the motor speech bases assessment and therapeutic process conducted through the hierarchy of motor speech treatment in a 45-year-old person, male, that has flaccid dysarthria caused by stroke. This patient received speech-language therapy after three years since the brain lesion, during 25 weekly sessions that occurred in 8 months. Speech-language assessments were applied before and after therapy, as well as a specific evaluation after each base motor treatment. Therapy obeyed the hierarchy of motor speech treatment, initiating with respiratory and resonance rehabilitation, following by prosodic therapy, phonatory treatment and, lately, articulatory treatment. The patient showed improvements in all motor speech bases, acquiring adequacy in respiratory support and resonance during the speech, improvements in prosody, more articulatory precision, and vocal stability. Beyond that, about patient self-perception about therapeutic progressions, he related reduction of the dysarthria impacts in his life quality. In this way, the benefits of speech-language therapy in dysarthria had been evidenced, mainly at following the proposal of the hierarchy of motor speech treatment structure. Results allowed us to conclude that an appropriate therapeutic approach may offer benefits even years after cerebral lesion.
Descritores: Transtornos da Articulação/terapia
Fonoterapia
Lesões Encefálicas/reabilitação
Disartria/terapia
-Qualidade de Vida
Acidente Vascular Cerebral
Doenças Neuromusculares
Limites: Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  3 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-186067
Autor: Souza, Regina Marcia Cardoso.
Título: Padräo de recuperaçäo das vítimas de trauma crânia-encefálico aos 6 meses e 1 ano / Recovery pattern of victims of traumatic brain injury at 6 months and 1 year.
Fonte: Säo Paulo; s.n; 22 maio 1995. 104 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Trata-se de um estudo prospectivo longitudinal sobre o padräo de recuperaçäo de vítimas de TCE de diferentes gravidades, com idade entre 12 e 60 anos. As vítimas foram examinadas aos 6 meses e 1 ano pós-trauma e suas limitaçöes funcionais mensuradas pela ERG em sua versäo de oito categorias. A maioria das vítimas apresentou como características ISS igual ou maior 16 (51,9 por cento); ECGI igual ou maior 13 (72,2 por cento) na primeira avaliaçäo feita pela equie de neurocirurgia; e, idade menor ou igual 35 anos (68,6 por cento). Total recuperaçäo ou pontuaçäo o na ERG foi obtida por 21,3 por cento das vítimas aos 6 meses e 38,6 por cento, no período de 1 ano. Globalmente, a maioria atingiu a classificaçäo boa recuperaçäo na escala aos 6 meses pós-trauma (64,8 por cento), ou seja, recebeu pontuaçäo o ou 1 na ERG, assim como, retornou a sua atividade produtiva nesse período (73,6 por cento). Por outro lado, embora a maioria (65,0 por cento) tenha atingido a pontuaçäo máxima na ERG, aos 6 meses pós-trauma, houve indícios estatísticos de melhora entre 6 meses e 1 ano. Da mesma forma, a freqüência de retorno à produtividade foi maior 1 ano após TCE do que aos 6 meses. A ERG mostrou ainda correlaçäo com a ECGI (correlaçäo negativa) e alguns pontos de correlaçäo ou de associaçäo com o ISS e a idade de vítima. Quanto ao retorno ao trabalho remunerado e nível de escolaridade ou tipo de ocupaçäo anterior, näo houve associaçäo estatística significativa
Descritores: Lesões Encefálicas/enfermagem
Pesquisa em Enfermagem/educação
-Lesões Encefálicas/reabilitação
Estudos Prospectivos
Estudos Longitudinais
Índices de Gravidade do Trauma
Limites: Seres Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta
BR41.1; T1093


  4 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955399
Autor: Paula, Juliana P. L; Leal, Paula V; Pupin, Rayane C; Lima, Stephanie C; Souza, Marcos A. S; Santos, Alexandre A; Lemos, Ricardo A. A; Gomes, Danilo C.
Título: Healing of brain lesions in sheep recovered from amprolium-induced polioencephalomalacia / Cicatrização das lesões cerebrais em ovinos recuperados de polioencefalomalacia induzida por amprólio
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;38(5):806-810, May 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundect/CNPq; . Pronem/MS; . Fundect/CAPES; . PVMS.
Resumo: To evaluate the outcome of acute lesions in the brains of sheep that completely clinically recover from acute polioencephalomalacia (PEM), ten sheep were used in this experiment. Eight of those sheep received varying doses of amprolium to induce PEM. Four sheep were treated intramuscularly with 40mg/kg/body weight with thiamine to allow recovery and four sheep were left untreated. Two control sheep did not receive either amprolium or thiamine and were kept along with the other eight sheep for the duration of the experiment. Except for the two drugs, the diet and water source were the same for the ten sheep. Two sheep receiving high daily doses of amprolium and one sheep receiving a lower dose had acute deaths and developed acute brain lesions consisting of neuronal laminar cortical necrosis (red neurons), edema, reactive astrocytes, swollen endothelial cells and gitter cells infiltration. Four sheep that recovered from lower doses of amprolium-induced PEM after being treated with thiamine and another one that recovered spontaneously were euthanatized six months after clinical recovery and had gross changes consisting of segmental absence of cortical tissue. Histologically these segmental cortex-deprived areas corresponded to quasi-empty spaces where only vessels and gitter cells existed. No changes were seen in the brains of the two control sheep.(AU)

Para avaliar a evolução das lesões agudas no cérebro de ovinos que se recuperam clinicamente de polioencefalomalacia aguda (PEM), dez ovinos foram usados neste experimento. Oito desses ovinos receberam doses variáveis de amprólio para induzir PEM. Quatro ovinos foram tratados intramuscularmente com 40mg/kg/peso corporal de tiamina para permitir a recuperação, e outros quatro ficaram sem tratamento. Dois ovinos controles não receberam amprólio nem tiamina e foram mantidos com os outros oito ovinos durante a duração do experimento. Exceto pelas duas drogas, a dieta e a fonte de água eram as mesmas para os dez ovinos. Dois ovinos que receberam doses diárias altas de amprólio, e um que recebeu doses menores, tiveram mortes agudas e desenvolveram lesões cerebrais constituídas por necrose neuronal laminar cortical (neurônios vermelhos), edema, tumefação de células endoteliais, astrócitos reativos, tumefação de células endoteliais e infiltração por células gitter. Quatro ovinos que se recuperam da PEM induzida por amprólio, após tratamento com tiamina, e outro que se recuperou espontaneamente, permaneceram clinicamente normais e foram submetidos a eutanásia seis meses após a recuperação clínica. Na necropsia, apresentavam alterações macroscópicas caracterizadas por ausência segmentar de tecido corticocerebral. Histologicamente, essas áreas privadas de tecido cortical consistiam de espaços praticamente vazios onde apenas vasos e células gitter eram vistos. Não foram encontradas alterações no encéfalo das duas ovelhas controle.(AU)
Descritores: Cicatrização
Lesões Encefálicas/terapia
Ovinos/lesões
-Amprólio
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952979
Autor: Akashi, Daniela Aiko; Ortiz, Karin Zazo.
Título: Formal language assessment in low-educated healthy subjects / Avaliação formal da linguagem em indivíduos normais com baixa escolaridade
Fonte: Dement. neuropsychol;12(3):284-291, July-Sept. 2018. tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Abstract Although many studies have shown the influence of education on cognition, the impact of low education on the various cognitive functions appears to differ. The hypothesis of the present study is that, with regards to language, the use of parameters derived from populations with 5-8 years of education leads to false-positive results. Objective: to determine the influence of low education on the language tasks assessed by the MTL-Brazil Battery Methods: 30 healthy adults with 2-4 years of education were submitted to the MTL-Br Battery, comprising 22 subtests. The data were submitted to descriptive statistical analysis for each subtest and Z-scores were then calculated based on the parameters of a population with 5-8 years of education. All participants would be considered impaired if the Battery had been applied according to published normative criteria for a population with 5-8 years of education. Results: Separate analysis revealed that published scores for 17 out of the 22 Battery tasks were inappropriate for a population with 2-4 years of education. Conclusion: Education was found to effect performance for each of the language abilities differently. In addition, the study results can be applied to language assessments of individuals with 1-4 years of education using the MTL-Br battery, since this is the only language test for adults available in Brazil, and for which there are no normative data for low-educated subjects.

Resumo As funções cognitivas, dentre elas a linguagem, sofrem a interferência da escolaridade. A hipótese deste estudo é que mesmo o uso de parametros obtidos em populações de 5 a 8 anos de escolaridade pode levar a falsos-positivos em populações com escolaridade de 2 a 4 anos de estudo. Objetivo: Verificar a influência da baixa escolaridade nas tarefas linguísticas da bateria MTL-Br e obter dados que possam ser utilizados como parâmetros clínicos nas avaliações de indivíduos cérebro-lesados de baixa grau de escolaridade. Métodos: Trata-se de um estudo prospectivo, em que foram avaliados 30 indivíduos normais de baixa escolaridade, de dois a quatro anos de estudo, com idade entre 19 e 60 anos, de ambos os sexos. Os indivíduos foram submetidos ao Mini-Exame do Estado Mental e Teste do Desenho do Relógio para fins de rastreio cognitivo. Resultados: Todos os indivíduos que obtiveram escores compatíveis com os parâmetros de normalidade nestes dois testes foram submetidos à bateria MTL-Br. A avaliação seguiu estritamente as normas publicadas no instrumento original e o registro foi realizado nas folhas da própria bateria. Conclusão: No presente estudo evidenciamos a influência da escolaridade em tarefas linguísticas. Além disso, foi possível obter dados que poderão ser utilizados como parâmetros clínicos nas avaliações de indivíduos cérebro-lesados de baixa escolaridade.
Descritores: Transtornos da Comunicação
Testes de Linguagem
-Lesões Encefálicas
Escolaridade
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  6 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950648
Autor: Alves, Thaís Coelho; Santos, Rarissa Rúbia Dallaqua dos; Cola, Paula Cristina; Jorge, Adriana Gomes; Gatto, Ana Rita; Silva, Roberta Gonçalves da.
Título: Tempo de trânsito oral e lateralidade da lesão cerebral no acidente vascular encefálico / Oral transit time and brain lesion laterality in stroke
Fonte: Audiol., Commun. res;22:e1794, 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: RESUMO Introdução O tempo de trânsito orofaríngeo se modifica de acordo com inúmeras variáveis. Objetivo Comparar o tempo de trânsito oral total (TTOT) e a lateralidade da lesão cerebral no indivíduo após acidente vascular encefálico (AVE), com disfagia orofaríngea. Métodos Foram analisados 61 exames de videofluoroscopia da deglutição de indivíduos pós-AVE hemisférico unilateral e isquêmico. Os participantes foram divididos em dois grupos: O Grupo 1 (G1) foi composto de 30 indivíduos com lesão cortical direita e o Grupo 2 (G2), de 31 indivíduos com lesão cortical esquerda. A análise quantitativa do TTOT foi feita por dois juízes treinados no procedimento, por meio de software específico e foi realizada a análise da confiabilidade entre julgadores. Para a análise dos resultados, utilizou-se o teste Mann-Whitney. Resultados Verificou-se que, no G1, o TTOT foi maior que 2000 ms em 50% dos indivíduos e, no G2, em 94% dos indivíduos, ocorrendo diferença estatística significativa entre os grupos (p<0,01). Na comparação entre G1 e G2, para o TTOT, observou-se diferença estatística significativa (p=0,001). Entretanto, não houve diferença estatística significativa na comparação do G1 e G2, tanto para o TTOT menor que 2000 ms (p=1,000), como para o TTOT maior que 2000 ms (p=0,603). Contudo, verificou-se que, no G2, a média do TTOT maior que 2000 ms foi superior, quando comparada ao G1. Conclusão Houve tempo de trânsito oral total maior e menor que 2000 ms, em ambos os hemisférios corticais lesionados. A frequência de indivíduos com tempo de trânsito oral total maior que 2000 ms, bem como a média desse tempo, foram maiores na lesão cortical à esquerda no AVE.

ABSTRACT Introduction The oropharyngeal transit time changes according to several variables. Purpose To compare the total oral transit time (TOTT) and laterality of brain lesion in the individual after stroke with oropharyngeal dysphagia. Methods Analyzed 61 videofluoroscopic swallowing studies of individuals after unilateral cortical ischemic stroke. Participants were divided into two groups. Group 1 (G1) consisted of 30 individuals with right-side cortical lesion and group 2 (G2) of 31 individuals with left-side cortical lesion. Quantitative analysis of the TOTT was performed by two judges trained in the procedure by means of specific software and an analysis of the reliability between judges was performed. The Mann-Whitney test was used for the data analysis. Results It was found TTOT longer than 2000 ms in 50% of the G1 and in 94% of the individuals of G2 with a significant statistical difference between the groups (p<0.01). In the comparison between G1 and G2 regarding TOTT, it was verified that there was significant statistical difference (p=0.001). However, there was no significant statistical difference in the comparison between G1 and G2 for both TOTT shorter than 2000 ms (p=1.000) and TOTT longer than 2000 ms (p=0.603). However, it was found that in G2 the TOTT average is longer than 2000 ms and was greater than in G1. Conclusion There were TOTT shorter and longer than 2000 ms in both hemispheric cortical lesion. The frequency of individuals with TTOT are longer than 2000 ms and the average are greater in the left-side cortical lesion in stroke.
Descritores: Transtornos de Deglutição
Córtex Cerebral
Isquemia Encefálica
Acidente Vascular Cerebral
-Lesões Encefálicas
Análise Quantitativa
Estudos Transversais
Estatísticas não Paramétricas
Deglutição
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-824
Autor: Nobre, Isadora Di Natale; Lemos, Carolina dos Santos; Pardini, Adriana Cristina Guimarães; Carvalho, Janaína; Salles, Isabel Chateaubriand Diniz.
Título: Ansiedade, depressão e desesperança no cuidador familiar de pacientes com alterações neuropsicológicas / Anxiety, depression and hopelessness in family caregivers of patients with neuropsychological sequelae
Fonte: Acta fisiátrica;22(4):160-165, dez. 2015.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: Identificar a incidência de ansiedade, depressão e desesperança em 54 cuidadores familiares de pacientes com alteração neuropsicológica após lesão encefálica ocorrida na idade adulta. Métodos: Trata-se de um estudo observacional com corte transversal e análise quantitativa, desenvolvido em um centro de reabilitação (Associação de Assistência à Criança Deficiente - AACD) localizado na cidade de São Paulo. Foram aplicados os instrumentos: Inventário de Ansiedade Beck (BAI), Inventário de Depressão Beck (BDI) e Escala de Desesperança Beck (BHS), juntamente com um questionário de caracterização da amostra. Resultados: Os dados foram analisados estatisticamente e dos familiares entrevistados 55,6% apresentou índices de ansiedade, 20,4% apresentou depressão e 31,5% desesperança. Conclusão: Os cuidadores familiares desta pesquisa apresentaram relevante sofrimento psíquico, apontando a necessidade de ações voltadas especificamente a eles nos programas de reabilitação.

Objective: This article's aim is to determine the incidence of anxiety, depression, and hopelessness among 54 family caregivers of patients with neuropsychological sequelae after brain injury in adulthood. Methods: This is an observational cross-sectional study and quantitative analysis, developed in a rehabilitation center (Associação de Assistência à Criança Deficiente - AACD) located in the city of Sao Paulo. The following instruments were applied: Beck Anxiety Inventory (BAI), Beck Depression Inventory (BDI), and Beck Hopelessness Scale (BHS), along with a questionnaire to characterize the sample. Results: Data was statistically analyzed and 55.6% of the family caregivers showed signs of anxiety, 20.4% depression, and 31.5% hopelessness. Conclusion: It was concluded that the family caregivers in this study were under significant psychological distress, indicating a need for actions aimed specifically at them in rehabilitation programs.
Descritores: Ansiedade/epidemiologia
Lesões Encefálicas
Cuidadores/psicologia
Depressão/epidemiologia
-Estudos Transversais
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1024853
Autor: Mattos, Deborah Cristina Garcia de; Oliveira, Danielle Silva Viegas de; Suzigan, Erika; Neves, Rita de Cassia; Braga, Douglas Martins.
Título: Caracterização de pacientes com lesão encefálica adquirida submetidos à cirurgia para correção de deformidades nos membros inferiores / Correction of orthopedic deformities deformities Orthopedic in adults with acquired encephalic injury in Adult Acdquired injury
Fonte: Medicina (Ribeiräo Preto);52(1), jan.-mar.,2019.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: Identificar as características demográficas e clínicas dos pacientes com Lesão Encefálica Adquirida (LEA) submetidos a cirurgias ortopédicas para correção de deformidades em membros inferiores (MMII), e analisar quais procedimentos cirúrgicos foram mais realizados nesses pacientes.Métodos: estudo transversal com revisão de 103 prontuários de pacientes submetidos a cirurgia ortopédica para correção de deformidade em membros inferiores no período de 2012 a 2014. Resultados: Os pacientes com diagnóstico de Traumatismo Cranioencefálico (TCE) e sequela de dupla hemiparesia foram os frequentemente submetidos à cirurgia de correção de partes moles, sendo que o alongamento de tríceps sural a técnica mais realizada. Conclusão: Os pacientes vítimas de TCE foram submetidos a correções cirúrgicas de MMII, seguidos pelos pacientes vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC), com faixa etária entre 39 e 51 anos, respectivamente, e predominância do sexo masculino, em todos os grupos. As técnicas mais realizadas envolveram a correção de deformidades no pé e tornozelo. Observamos que o tempo transcorrido entre a lesão e o procedimento cirúrgico fora igual ou superior a quatro anos, sendo comum que pacientes chegassem aos centros de reabilitação com deformidades, já instaladas, devido à espera para ingressar em algum serviço. (AU)

ABSTRACT Objective: to identify the demographic and clinical characteristics of patients with acquired brain injury (ABI) submitted to orthopedic surgeries to correct lower limb deformities (LLDF), and to analyze which surgical procedures were more commonly performed in these patients. Methods: Cross--sectional study with a review of 103 medical records of patients undergoing orthopedic surgery for correction of lower limb deformity in the period from 2012 to 2014. Results: Patients diagnosed with cranioencephalic trauma (CET) and sequelae of double hemiparesis were the ones frequently submitted to soft tissue correction surgery, and the triceps stretching sural was the most accomplished technique. Conclusion: Patients who were victims of CET underwent surgical correction of lower lim-bs, followed by patients with stroke, with age range between 39 and 51 years, respectively, and male predominance, in all groups. The most accomplished techniques involved the correction of foot and ankle deformities. We observed that the time elapsed between the lesion and the surgical procedure was equal to or greater than four years, and it was common for patients to arrive at rehabilitation centers with deformities, already installed, due to waiting to be admitted in some health service (AU)
Descritores: Ortopedia
Anormalidades Congênitas
Lesões Encefálicas
Extremidade Inferior
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  9 / 474 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Radanovic, Márcia
Texto completo
Id: lil-724276
Autor: Ribeiro, Ariella Fornachari; Radanovic, Marcia.
Título: Inferential abilities based on pictorial stimuli in patients with right hemisphere damage: influence of schooling / Habilidades inferenciais a partir de estímulos pictóricos em pacientes com lesão de hemisfério direito: influência da escolaridade
Fonte: Dement. neuropsychol;8(3), set. 14.
Idioma: en.
Resumo: Inferences are mental representations, formed through the interaction between explicit linguistic information and an individual?s world knowledge. It is well known that individuals with brain damage in the right hemisphere (RH) often fail on this task and that schooling may be a variable affecting this. Objective: To compare the effect of schooling on an inference comprehension task based on pictorial stimuli in patients with RH lesion. Methods: The inferential abilities of 75 controls and 50 patients with RH lesion were assessed through the pictorial stimuli from the instrument ?300 exercises of comprehension of logical and pragmatic inferences and causal chains?. Both groups were stratified into two subgroups according to schooling level: 4 to 8 years and 9 or more years. Results and Conclusion: Highly educated subjects performed better than low educated individuals, both on intergroup and intragroup comparisons (p<0.0001) for logical and pragmatic inference ability.

Inferências são representações mentais, formadas através da interação entre a informação linguística explícita e o conhecimento de mundo de um indivíduo. Sabe-se que indivíduos com lesão cerebral em hemisfério direito (HD) frequentemente falham nesse tipo de tarefa e que, a escolaridade pode ser uma variável que afeta tal competência. Objetivo: Comparar o efeito da escolaridade em um teste de compreensão de inferência a partir de estímulos visuais, em pacientes com lesão de HD. Métodos: As habilidades inferenciais de 75 controles e 50 pacientes com lesão de HD foram avaliadas a partir de estímulos pictóricos do intrumento ?300 exercícios de compreensão de inferências lógicas e pragmáticas e cadeias causais?. Ambos os grupos foram divididos em dois subgrupos de acordo com o nível de escolaridade: 4 a 8 anos e 9 anos ou mais. Resultados e Conclusão: O grupo mais escolarizado apresentou melhor desempenho do que os menos escolarizados, seja nas comparações intragrupos e intergrupos (p<0.0001), tanto na compreensão de inferências lógicas quanto pragmáticas.
Descritores: Lesões Encefálicas
Cérebro
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  10 / 474 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-996364
Autor: Beber, Bárbara Costa.
Título: Proposta de apresentação da classificação dos transtornos de linguagem oral no adulto e no idoso / Proposal for the classification of oral language disorders in the adult and elderly / Propuesta de presentación de la clasificación de los trastornos de lenguaje oral en el adulto y en el anciano
Fonte: Distúrb. comun;31(1):160-169, mar. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Indivíduos adultos e idosos acometidos por lesões ou disfunções do Sistema Nervoso Central podem apresentar como consequência quadros diversos de transtornos de linguagem. Definir o tipo de transtorno de linguagem que ocorre em cada paciente tem grande relevância clínica e científica. A literatura descreve variados tipos de transtornos de linguagem oral, porém não apresenta um sistema de classificação com o maior número possível de tipos de transtornos de linguagem. Objetivo: Propor uma forma de apresentação abrangente da classificação dos transtornos de linguagem oral que podem ocorrer em adultos e idosos. Método: Revisão não sistemática de literatura. A apresentação dos transtornos de linguagem foi realizada a partir do agrupamento dos diversos tipos de transtornos de linguagem já descritos na literatura, mas com taxonomia organizada considerando critérios como a manifestação linguística e etiologia. Resultados: Os tipos de transtornos de linguagem oral que acometem a população em questão foram classificados em três grandes categorias, os transtornos de linguagem afásicos, os transtornos de linguagem não afásicos, e os transtornos cognitivos da comunicação. O grupo de transtornos de linguagem afásicos recebeu uma subclassificação própria. Conclusão: A utilização desta classificação poderá auxiliar a comunicação entre os profissionais, permitir a caracterização dos pacientes e facilitar o raciocínio clínico. É esperado que o avanço científico na área acarrete em mudanças na classificação destas condições e no próprio paradigma de estabelecimento dos diagnósticos médico e fonoaudiológico.

Introduction: Adult and elderly individuals that were affected by lesion or dysfunction of the Central Nervous System may present language disorders as consequence. The definition of the language disorder type is of relevance to the clinical and scientific practices. The literature reports a variety of types of language disorders but does not present a classification system with as many types of language disorders as possible. Objective: To propose a comprehensive presentation of the classification of oral language disorders that can affect adults and elderly. Methods: Non-systematic literature review. The presentation of language disorders was made by grouping the different types of language disorders already described in the literature, but with an organized taxonomy that considered criteria such as linguistic manifestation and etiology Results: The types of oral language disorders that can occur in this population were classified into three categories: the aphasic language disorders, non-aphasic language disorders and cognitive-communication disorders. The category aphasic language disorder received its own subclassification. Conclusion: This classification might help the communication among professionals, might allow the characterization of patients, and might facilitate the clinical reasoning. It is expected that the scientific advance in this field leads to changes in the classification systems, and also in the paradigm of establishing medical and speech-language diagnoses.

Introducción: Individuos adultos y ancianos acometidos por lesiones o disfunciones del Sistema Nervioso Central pueden presentar como consecuencia cuadros diversos de trastornos del lenguaje. Definir el tipo de trastorno de lenguaje que ocurre en cada paciente tiene gran relevancia clínica y científica. La literatura describe variados tipos de trastornos de lenguaje oral, pero no presenta un sistema de clasificación con el mayor número posible de tipos de trastornos de lenguaje. Objetivo: Proponer una forma de presentación completa de la clasificación de los trastornos de lenguaje oral que pueden ocurrir en adultos y ancianos. Método: Revisión no sistemática de literatura. La presentación de los trastornos del lenguaje fue realizada a través de la agrupación de los diversos tipos de trastornos de lenguaje ya descritos en la literatura, pero con taxonomía organizada considerando criterios como la manifestación lingüística y etiologia. Resultados: Los tipos de trastornos de lenguaje oral que afectan a la población en cuestión, se clasificaron en tres grandes categorías, los trastornos del lenguaje afásicos, los trastornos del lenguaje no afásicos, y los trastornos cognitivos de la comunicación. El grupo de trastornos de lenguaje afásicos recebió una subclasificación propia. Conclusión: La utilización de esta clasificación podrá auxiliar la comunicación entre los profesionales, permitir la caracterización de los pacientes y facilitar el raciocinio clínico. Se espera que el avance científico en el área acarrete en cambios en la clasificación de estas condiciones y en el propio paradigma de establecimiento de los diagnósticos médico y fonoaudiológico.
Descritores: Afasia
Lesões Encefálicas
Comunicação
Transtornos da Linguagem/classificação
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR195.3 - Biblioteca Nadir Gouvêa Kfouri



página 1 de 48 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde