Base de dados : LILACS
Pesquisa : C10.228.662.825 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 38 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 38 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Machado, Luís dos Ramos
Yacubian, Elza Márcia Targas
Id: lil-165393
Autor: Limongi, Joäo Carlos Papaterra.
Título: Toxina botulínica em distúrbios do movimento / Botulinum toxins in movement disorders
Fonte: In: Nitrini, Ricardo; Machado, Luís dos Ramos; Yacubian, Elza Marcia Targas; Rabello, Getúlio Daré. Condutas em neurologia: 1995. Säo Paulo, Clínica Neurológica HC/FMUSP, 1995. p.62-62, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Transtornos de Tique/tratamento farmacológico
Tremor/tratamento farmacológico
Distonia/tratamento farmacológico
Espasticidade Muscular/tratamento farmacológico
Músculos Faciais
Toxinas Botulínicas/uso terapêutico
-Distonia/classificação
Resistência a Medicamentos
Toxinas Botulínicas/efeitos adversos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/2673.05; BR73.1; WL100, N731c. 1968


  2 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-759849
Autor: Amorín Costabile, Héctor Ignacio.
Título: Corea / Korea
Fonte: In: Salamano Tessore, Ronald L; Scaramelli Giordan, Alejandro; Oehninger Gatti, Carlos L. Diagnóstico y tratamiento en neurología. Montevideo, Dedos, oct.2012. p.283-286.
Idioma: es.
Descritores: Transtornos de Tique
Tiques
Tremor
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina


  3 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-731032
Autor: Alves, Helvio L.; Quagliato, Elizabeth M. A. B..
Título: The prevalence of tic disorders in children and adolescents in Brazil / A prevalência dos transtornos dos tiques em crianças e adolescentes no Brasil
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;72(12):942-948, 02/12/2014. graf.
Idioma: en.
Resumo: Tourette syndrome (TS) and tic disorders represent events of familiar magnitude characterized by involuntary movements and/or vocalization. To determine the prevalence of TS/tic disorders we studied a sample of 762 subjects (388 M, 374 F), between 1992 and 1997, age 6 to 43 years old, taken out of a population of 10,155 subjects (4,918 M, 5,237 F; age: 3-56 years old). A structured 4-item questionnaire, direct interview (multistaged), >1 yr follow-up, were used. 9,565 subjects (4,614 M, 4,951 F) sent back the questionnaires, 3,354 of these (1,671 M, 1,683 F) with positive answers to tics. 42 subjects (31 M, 11 F, age: 7-21 years old, mean: 11 years old) met the DSM-III-R criteria. The total minimal prevalence of TS is 0.43%, with a 3:1 ratio male/female. The minimal prevalence of chronic tic disorder is 2.27%. The total minimal prevalence for tic disorders at all is 2.91%. No special education students participation.

Síndrome de Tourette e transtornos de tiques representam eventos de magnitude familiar caracterizados por movimentos involuntários e/ou vocalização. Para determinar a prevalência de TS/transtornos de tiques, estudamos uma amostra de 762 indivíduos (286 M, 376 F), entre 1992 e 1997, de 6 a 43 anos de idade, retirados de uma população de 10.155 indivíduos (4.918 M, 5.237 F, idade: 3-56 anos). Questionário de avaliação inicial (4 itens), entrevista direta, follow-up >1 ano, foram utilizados. 9.565 indivíduos (4.614 M, 4.951 F) retornaram seus questionários, 3.354 (1.671 M, 1.683 F), com respostas positivas para tiques. 42 sujeitos (idade 31 M, 11 F, 7-21 anos, média: 11 anos) preencheram os critérios diagnósticos do DSM-III-R. A prevalência total mínima para TS é de 0,43% (3 M:1 F), e para transtornos de tiques crônicos é de 2,27%. A prevalência total mínima para transtornos dos tiques é 2,91%. Nenhuma participação de estudantes de classe especial.
Descritores: Transtornos de Tique/epidemiologia
-Distribuição por Idade
Fatores Etários
Brasil/epidemiologia
Prevalência
Distribuição por Sexo
Inquéritos e Questionários
Síndrome de Tourette/epidemiologia
Limites: Adolescente
Adulto
Criança
Feminino
Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-727716
Autor: Woods, Douglas W.; Thomsen, Per H..
Título: Tourette and tic disorders in ICD-11: standing at the diagnostic crossroads
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;36(supl.1):51-58, 2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: This article reflects discussion by the WHO ICD-11 Working Group on the Classification of Obsessive-Compulsive and Related Disorders. After reviewing the historical classification of tic disorders, this article discusses their placement in ICD-11. Existing problems with diagnostic labels and criteria, appropriate placement of the tic disorders category within the ICD-11 system, and pragmatic factors affecting classification are reviewed. The article ends with recommendations to (a) maintain consistency with the DSM-5 diagnostic labels for tic disorders, (b) add a minimum duration guideline for a provisional tic disorder diagnosis, (c) remove the multiple motor tic guideline for the diagnosis of Tourette disorder, and (d) co-parent the tic disorder diagnoses in the disorders of the nervous system and the mental and behavioral disorders categories, with secondary co-parenting in the obsessive-compulsive and related disorders and neurodevelopmental disorders sections.
Descritores: Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais
Classificação Internacional de Doenças
Transtornos de Tique/classificação
Transtornos de Tique/diagnóstico
-Transtorno Obsessivo-Compulsivo/classificação
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/diagnóstico
Síndrome de Tourette/classificação
Síndrome de Tourette/diagnóstico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-720630
Autor: Leckman, James Frederick.
Título: Phenomenology and natural history of Tourette syndrome: brief summary or research / Fenomenologia e história natural da síndrome de Tourette: breve resumo da pesquisa.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. [105] p. ilus, tab, graf.
Idioma: en.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: The phenomenology of Tourette syndrome is complex. Although overt motor and vocal tics are the defining features of Tourette syndrome, many individuals report experiencing sensory "urges," which are often difficult to describe. The natural history of this condition is also variable, with some individuals experiencing a marked reduction in tics by the end of the second decade of life while others go on to have a lifelong condition. The aim of this thesis was three-fold: (1) to develop a valid and reliable clinical rating instrument; (2) to investigate the sensory phenomena associated with Tourette syndrome; and (3) to document the course of tic severity over the course of the first two decades of life. Each of these three studies involved groups of patients with Tourette syndrome or a chronic tic disorder and each of these studies has been published in a peer-reviewed journal. The Yale Global Tic Severity Scale (YGTSS) has excellent psychometric properties that have been independently replicated. It has also emerged as the most widely used clinician-rated tic severity scale in randomized clinical trials around the world. Sensory phenomena, particularly premonitory urges, are commonly reported among individuals with Tourette syndrome by the age of 10 years. There is considerable overlap with the sensory phenomena described by individuals with Obsessive-Compulsive Disorder. Tics usually have their onset in the first decade of life. They then follow a waxing and waning course and a changing repertoire of tics. As documented in the third study, for a majority of patients the period of worst tic severity usually falls between the ages of 7 and 15 years of age, after which tic severity gradually declines. This falloff in tic symptoms is consistent with available epidemiological data that indicate a much lower prevalence of Tourette syndrome among adults than children. This decline in tic severity has been confirmed in subsequent studies...

A fenomenologia da síndrome de Tourette (ST) é complexa. Apesar de tiques motores e vocais serem as características definidoras da síndrome, muitas pessoas relatam ter urgências premonitórias (fenômenos sensoriais) de difícil descrição. A história natural da ST também é variável, com alguns indivíduos que experimentam uma redução acentuada nos tiques até o final da segunda década de vida, enquanto outros permanecem com sintomas ao longo de toda a vida adulta. Os objetivos principais desta tese são três: (1) desenvolver um instrumento de avaliação clínica com boa validade e confiabilidade para ST; (2) investigar os fenômenos sensoriais (FS) associados a ST; e (3) documentar o curso da gravidade dos tiques durante as duas primeiras décadas de vida. Para atingir esses objetivos incluíram-se grupos de pacientes clinicamente bem caracterizados e de artigos científicos publicados em periódicos internacionais de alto impacto. A Escala de Gravidade Global de tiques de Yale (YGTSS) apresentou excelentes propriedades psicométricas, o que foi replicado em estudos independentes. Também emergiu como a escala de gravidade mais utilizada em ensaios clínicos randomizados para ST em todo o mundo. Os FS, particularmente urgências premonitórias, são comumente relatados entre os indivíduos com ST com a partir da idade de 10 anos. Há uma sobreposição considerável com os FS descritos por indivíduos com Transtorno Obsessivo- Compulsivo (TOC). Os tiques costumam ter seu início na primeira década de vida e, então, seguem um curso flutuante com mudança do seu repertório. Conforme documentado no terceiro estudo, para a maioria dos pacientes, o período de pior gravidade dos tiques ocorre geralmente entre 7 e 15 anos de idade, após o qual a gravidade declina gradualmente. Esta queda dos sintomas de tiques é consistente com os dados epidemiológicos disponíveis que indicam uma prevalência muito menor de ST entre adultos do que crianças. Em resumo, há um esforço para incremento...
Descritores: Síndrome de Tourette/complicações
Síndrome de Tourette/diagnóstico
Síndrome de Tourette/fisiopatologia
Síndrome de Tourette/psicologia
Síndrome de Tourette/terapia
Transtornos de Tique/complicações
Transtornos de Tique/diagnóstico
Transtornos de Tique/fisiopatologia
Transtornos de Tique/terapia
-Fatores Etários
História Natural das Doenças
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1


  6 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-645376
Autor: Fabiani, Giorgio; Munhoz, Renato Puppi; Teive, Hélio A. G..
Título: Isolated frontalis, corrugator and procerus dystonia: a blepharospasm variant / Distonia isolada dos músculos frontal, corrugador e prócero: uma variante de blefaroespasmo
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;70(8):639-640, Aug. 2012. ilus.
Idioma: en.
Descritores: Blefarospasmo/diagnóstico
Distúrbios Distônicos/diagnóstico
-Diagnóstico Diferencial
Músculos Faciais/fisiopatologia
Transtornos de Tique/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-615976
Autor: Morales Pérez, Elsa Patricia.
Título: Prevención y control de desordenes de la voz en los docentes / Prevention and voice disorders control in teachers
Fonte: Rev. colomb. rehabil;1(1):22-26, oct. 2002. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presencia de problemas en la voz es frecuente en docentes, debido a que ellos requieren para el desempeño de sus funciones un uso vocal continuo y la mayoría no han recibido información ni instrucción sobre la voz y el uso adecuado de la misma. Estos problemas se pueden prevenir si se realiza un efectivo control de los riesgos ocupacionales que pueden desencadenar desordenes de la voz. El control de estos riesgos es responsabilidad de docentes, Instituciones educativas a lo largo de su formación, empleadores y servicios de salud, y cada uno de estos grupos debe tomar conciencia sobre la importancia. En este artículo se resume los principales factores de riesgo para los profesores y las repercusiones que estos tienen sobre la voz; proporciona información sobre como detectar los primeros síntomas de un problema de voz y estar alerta para controlarlos a tiempo. La información presentada permite conocer las principales áreas de trabajo para llegar a optimizar el acto vocal y proporciona recomendaciones prácticas para los cuidados de la voz.
Descritores: Docentes
Transtornos de Tique
Prega Vocal
Voz
Limites: Adulto
Responsável: CO214.1 - Biblioteca


  8 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-609335
Autor: Hounie, Ana Gabriela.
Título: Transtornos do espectro obsessivo-compulsivo e febre reumática: um estudo de transmissão familiar / Obsessive-compulsive spectrum disorders and rheumatic fever: a family study.
Fonte: São Paulo; s.n; 2003. xiv,173 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A febre reumática (FR) é uma doença autoimune causada por anticorpos desenvolvidos contra o estreptococo beta hemolítico do grupo A (SBHGA). Estudos recentes amparam a noção de que a FR esteja associada ao transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), independentemente da presença de outras manifestações no sistema nervoso central (ex.: coréia de Sydenham - CS). O TOC freqüentemente surge acompanhado por outros transtornos, como aqueles denominados de transtornos do espectro obsessivo (TEO), entre eles, a síndrome de Tourette (ST), o transtorno de tiques crônicos (TTC) e o transtorno dismórfico corporal (TDC). Alguns deles parecem apresentar uma relação geneticamente determinada. Um subgrupo de TOC é geneticamente relacionado à ST, podendo ser considerado uma expressão fenotípica alternativa de seu genótipo. Um recente estudo de famílias de portadores de TOC encontrou alta freqüência de TDC nos seus familiares de primeiro grau, além de transtornos de tiques. Neste estudo de famílias buscamos verificar a freqüência de TOC e TEO relacionados em familiares de portadores de FR, com ou sem CS e em um grupo controle, na tentativa de determinar se existe agregação familiar desses transtornos em famílias com FR. Foram avaliados 98 probandos e seus 381 familiares de primeiro grau (FPG). Dos 98 probandos, 31 eram portadores de FR sem CS, 28 tinham FR com CS e 39 eram controles sem FR recrutados em um ambulatório de ortopedia. Entrevistadores treinados avaliaram os sujeitos por meio de entrevistas semi-estruturadas (KSADS e SCID). Vinhetas clínicas foram elaboradas e avaliadas por psiquiatras independentes que faziam a melhor estimativa diagnóstica (best estimate diagnosis). Estes avaliadores eram cegos quanto a se os sujeitos eram probandos ou familiares e quanto ao grupo a que pertenciam. As comparações entre as freqüências dos transtornos entre os três grupos foram feitas por meio dos testes de Fisher, qui-quadrado, pelas Equações de Estimação...

Rheumatic fever (RF) is an autoimmune disease caused by antibodies against group A beta hemolytic streptococcus (GABHS). Some studies support the notion that RF be associated with obsessive-compulsive disorder (OCD) independent of its manifestations on the central nervous system (eg., Sydenham's Chorea - SC). OCD is often accompanied by other disorders, which are known as obsessive-compulsive spectrum disorders (OCSD), such as Tourette syndrome (TS), chronic tic disorder (CTD) and body dysmorphic disorder (BDD). Some of those putative OCSD seem to share a genetic relationship. An OCD subgroup is genetically related to TS, being considered an alternative phenotype. A recent OCD family study found higher rates of BDD and tic disorders among first-degree relatives (FDR) of OCD probands. This is a family study that assessed the frequency of OCD and OCSD in first-degree relatives of RF probands (with and without SC) in order to verify if there was aggregation of those disorders in RF families. We assessed 98 probands and their 381 first-degree relatives. Of the 98 probands, 31 had RF without SC, 28 had RF with SC and 39 were controls without RF recruited in an orthopedic clinic. Trained interviewers assessed subjects with semi-structured interviews (KSADS and SCID). Clinical vignettes were elaborated and evaluated by independent psychiatrists that assigned best estimate diagnosis. These raters were blind to subject status regarding group and if they were probands or relatives. Comparisons between frequencies of disorders were done with Fisher and chi-square tests, generalized estimated equations (GEE), and Kaplan-Meier survival analyses. Results were considered statistically significant if their level of significance was less or equal to 0.05 (p, two-tailed). OCSD combined were more frequent in FDR of RF probands (with or without SC) than in FDR of controls (p=0.03). CTD was more frequent in FDR of SC probands than FDR of controls (p=0.05)...
Descritores: Grupos Controle
Febre Reumática/genética
Entrevista Psiquiátrica Padronizada
Fatores de Risco
Síndrome de Tourette/epidemiologia
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/epidemiologia
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/genética
Transtornos de Tique/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1; W4.DB8, H836teo, FM-2


  9 / 38 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-597341
Autor: Leão, Amílcar de Souza.
Título: Tique e TOC / Tic and OCD
Fonte: J. bras. med;99(1):20-22, mar.-maio 2011. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Tique psíquico e TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) compõe a "síndrome auto-obsessiva" com duas modalidades: psicomotora e psicoatuante, respectivamente, que aparentam uma auto-hipnose inconsciente. Esquisitices e algumas neuroses nem sempre são bem distintas, e casos de pessoas célebres são apresentados. Confirma-se a falta de lesões anatômicas evidentes nesta síndrome, se bem que a bioquímica e o mapeamento eletrônico das zonas cerebrais possam denotar hiperatividade. "Egrégora" é a condensação de pensamentos, por afinidade, de várias pessoas, ou de fluido-magnetismo de muitos animais afins, e que pode justificar, além da visão, a "contaminação" da "SAO", principalmente dos tiques.

Psychic tic and obsessive compulsive disturbance (OCD) compound the "auto-obsessive syndrome" that has two forms: psychomotor and psychoactive, respectively, and both seem an unconscious auto-hipnosis. Queerness and some neurosis are not always well distinguishable, and a few cases of celebrated persons are presented. The lack of anatomic lesions is confirmed in this syndrome, although the biochemistry and the map of the cerebral zones can denote hyperactivity. "Égregora" is a condensation of thinking, byaffinity, from various persons, or of fluid-magnetism from many related animals, and that can justify, in addition to the vision, the "contamination" of the "AOS", mainly in the tics.
Descritores: Transtornos de Tique
Tiques
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/classificação
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/etiologia
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/fisiopatologia
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/terapia
-Comportamento Compulsivo/etiologia
Comportamento Compulsivo/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  10 / 38 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-525802
Autor: Teixeira, Antônio Lúcio; Corrêa, Humberto; Cardoso, Francisco; Fontenelle, Leonardo F.
Título: Síndromes neuropsiquiátricas pós-estreptocócicas / Post-streptococcal neuropsychiatric syndromes
Fonte: J. bras. psiquiatr;55(1):62-69, jan.-mar. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Nesta revisão narrativa, o nosso objetivo foi descrever as síndromes neuropsiquiátricas pós estreptocócicas e discuti-las à luz das evidências científicas atuais sobre os possíveis mecanismos patogenéticos envolvidos. Nos últimos anos, uma série de distúrbios do movimento, como tiques, distonia, parkinsonismo, e transtornos psiquiátricos, como o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e o transtorno da hiperatividade com déficit de atenção (THDA), vem sendo considerada parte do espectro das manifestações pós-estreptocócicas. O termo PANDAS (acrônimo do inglês: pediatric autoimmune neuropsychiatric disorder associated with streptococcus) foi inclusive cunhado para descrever um subgrupo de pacientes com TOC e tiques que inibe flutuação clínica dos sintomas associada a infecção estreptocócica. Entretanto a análise crítica das evidências clinicolaboratoriais não apóia esse espectro ampliado das manifestações pós-estreptocócicas. Apenas na coréia de Sydenham há evidências consistentes de patogênese mediada por processo auto-imune pós-estreptocócico.

In this narrative review, our objective was to describe the post-streptococcal neuropsychiatric syndromes and to discuss the possible pathogenetic mechanisms involved in their clinical expression. Recently, several movement disorders, such as tics, dystonia, and parkinsonism, and psychiatric disorders like obsessive-compulsive disorders (OCD) and attention deficit hyperativity disorder (ADHD), are being considered part of a putative spectrum of post-streptococcal infection disorder. The term PANDAS (pediatric autoimmune neuropsychiatric disorder associated with streptococcus) has been introduced to describe a subset of patients with these diagnoses in which onset of symptoms or symptom exacerbations are related to streptococcal infection. However the critical analysis of clinical and laboratory data does not support the hypothesis of an extended spectrum of post-streptococcal neuropsychiatric disorders. Only for Sydenham chorea there is consistent evidence for a post-streptococcal autoimmune mediated pathogenesis.
Descritores: Cérebro/imunologia
Coreia/etiologia
Doenças do Sistema Nervoso Central/etiologia
Infecções Estreptocócicas/complicações
Fatores de Risco
Streptococcus pyogenes
Síndrome de Tourette/etiologia
Transtorno Obsessivo-Compulsivo/etiologia
Transtornos Motores/etiologia
Transtornos de Tique/etiologia
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde