Base de dados : LILACS
Pesquisa : C10.597.606 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 109 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 11 ir para página                         

  1 / 109 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1286199
Autor: Laboratório Interdisciplinar de Investigação MédicaSouza, Maria de Fátima Dias de; Laboratório Interdisciplinar de Investigação MédicaCardoso, Maíra Glória de Freitas; Laboratório Interdisciplinar de Investigação MédicaVieira, Érica Leandro Marciano; Department of NeurologyRocha, Natália Pessoa; Departamento de MorfologiaVieira, Talita Hélen Ferreira e; Pessoa, Alberlúcio Esquirio; Laboratório Interdisciplinar de Investigação MédicaPedroso, Vinicius Sousa Pietra; Departamento de PatologiaRachid, Milene Alvarenga; Laboratório Interdisciplinar de Investigação MédicaSouza, Leonardo Cruz de; Teixeira, Antônio Lúcio; Departamento de FonoaudiologiaMourão, Aline Mansueto; Laboratório Interdisciplinar de Investigação MédicaMiranda, Aline Silva de.
Título: Clinical correlates of social cognition after an ischemic stroke: preliminary findings / Correlatos clínicos da cognição social após acidente vascular cerebral isquêmico: descobertas preliminares
Fonte: Dement. neuropsychol;15(2):223-229, Apr.-June 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais.
Resumo: ABSTRACT. The co-occurrence of post-stroke behavioral disorders and cognitive impairment has been extensively investigated. However, studies usually do not include social cognition among the assessed cognitive domains. Objective: To investigate the potential association between facial emotion recognition, a measure of social cognition, and behavioral and cognitive symptoms in the subacute phase of ischemic stroke. Methods: Patients admitted to a Stroke Unit with ischemic stroke were followed up to 60 days. At this time point, they were evaluated with the following tools: Mini-Mental State Examination (MMSE); Frontal Assessment Battery (FAB); Visual Memory Test of the Brief Cognitive Battery (VMT); Phonemic Verbal Fluency (F-A-S Test); Digit Span; Facial Emotion Recognition Test (FERT) and Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS). A control group composed of 21 healthy individuals also underwent the same evaluation. Results: Eighteen patients with ischemic stroke were enrolled in this study. They had similar age, sex and schooling years compared to controls. Depression symptoms and episodic memory deficits were significantly more frequent in patients compared to controls. The recognition of sadness expression positively correlated with the levels of anxiety and depression, while and the recognition of fear expression negatively correlated with depression in the stroke group. Conclusions: After an ischemic stroke, patients exhibit impairment in social cognition skills, specifically facial emotion recognition, in association with behavioral symptoms.

RESUMO. A co-ocorrência de distúrbios comportamentais e comprometimento cognitivo pós-acidente vascular cerebral (AVC) é amplamente descrita na literatura. No entanto, os estudos geralmente não incluem a cognição social entre os domínios cognitivos avaliados. Objetivo: Investigar a potencial associação entre o reconhecimento da emoção facial, uma medida da cognição social, e os sintomas comportamentais e cognitivos na fase subaguda do AVC isquêmico. Métodos: Pacientes internados em uma Unidade de AVC com AVC isquêmico foram acompanhados até 60 dias, quando foram avaliados com os seguintes instrumentos: Mini-Exame do Estado Mental (MEEM); Bateria de Avaliação Frontal (FAB); Teste de Memória Visual da Bateria Cognitiva Breve (VMT); Fluência Verbal Fonêmica (Teste F-A-S); Span de dígitos; Teste de Reconhecimento de Emoção Facial (FERT) e Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS). Um grupo controle constituído por 21 indivíduos saudáveis também foi submetido à mesma avaliação. Resultados: Dezoito pacientes com AVC isquêmico foram incluídos no presente estudo, apresentando idade, sexo e anos de escolaridade semelhantes aos do grupo controle. Os sintomas de depressão e déficits de memória episódica foram significativamente mais frequentes em pacientes com AVC. O reconhecimento da expressão de tristeza correlacionou-se positivamente com os níveis de ansiedade e depressão, ao passo que o reconhecimento da expressão de medo correlacionou-se negativamente com depressão no grupo de AVC. Conclusões: Após um AVC isquêmico, pacientes podem apresentar alterações de cognição social, especificamente de reconhecimento da emoção facial, em associação com sintomas comportamentais.
Descritores: Cognição
-Manifestações Neurocomportamentais
Acidente Vascular Cerebral
Depressão
Disfunção Cognitiva
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  2 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-791343
Autor: Taborda Zapata, Eliana; Montoya Gonzalez, Laura Elisa; Gómez Sierra, Natalia María; Arteaga Morales, Laura María.
Título: Manejo integral del paciente con esquizofrenia: más allá de los psicofármacos / Integrated management of patients with schizophrenia: beyond psychotropic drugs
Fonte: Rev. colomb. psiquiatr;45(2):118-123, abr.-jun. 2016. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La esquizofrenia es una enfermedad compleja con graves repercusiones funcionales, por lo que amerita un tratamiento que vaya más allá de los fármacos. Desarrollo del tema: Se requiere un enfoque que, considerando el proceso de diátesis estrés, incluya la rehabilitación, estrategias psicoterapéuticas para los síntomas cognitivos, negativos y psicóticos persistentes, psicoeducación del paciente y las comunidades, estrategias para la adaptación en comunidad como introducción a la fuerza laboral y el modelo comunitario como cambio del paradigma manicomial. Discusión: Es necesario que se establezcan iniciativas privadas y públicas para la atención integral de la esquizofrenia en el país, abogando por el bienestar de quienes la padecen. Conclusiones: El manejo integral del paciente con esquizofrenia requiere una mirada global de este y su enfermedad y es imperativo su desarrollo.

Introduction: Schizophrenia is a complex disease with severe functional repercussions; therefore it merits treatment which goes beyond drugs. Theme development: It requires an approach that considers a diathesis-stress process that includes rehabilitation, psychotherapeutic strategies for persistent cognitive, negative and psychotic symptoms, psychoeducation of patient and communities, community adaptation strategies, such as the introduction to the work force, and the community model, such as a change in the asylum paradigm. Discussion: It is necessary to establish private and public initiatives for the integrated care of schizophrenia in the country, advocating the well-being of those with the disease. Conclusions: The integrated management of schizophrenic patients requires a global view of the patient and his/her disease, and its development is essential.
Descritores: Esquizofrenia
Preparações Farmacêuticas
Adaptação
-Carência Psicossocial
Psicotrópicos
Atenção
Terapêutica
Características de Residência
Estratégias de Saúde
Manifestações Neurocomportamentais
Suscetibilidade a Doenças
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO78 - Asociación Colombiana de Psiquiatría


  3 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Caramelli, Paulo
Texto completo
Id: biblio-1133640
Autor: Calil, Victor; Elliott, Emma; Borelli, Wyllians Vendramini; Barbosa, Breno José Alencar Pires; Bram, Jessyka; Silva, Felipe de Oliveira; Cardoso, Leonardo Galvão Machado; Mariano, Luciano Inácio; Dias, Natalia; Hornberger, Michael; Caramelli, Paulo.
Título: Challenges in the diagnosis of dementia: insights from the United Kingdom-Brazil Dementia Workshop / Desafios no diagnóstico de demência: conclusões do Workshop de Demência Reino Unido-Brasil
Fonte: Dement. neuropsychol;14(3):201-208, July-Sept. 2020. tab.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: ABSTRACT. In July 2019, a group of multidisciplinary dementia researchers from Brazil and the United Kingdom (UK) met in the city of Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil, to discuss and propose solutions to current challenges faced in the diagnosis, public perception and care of dementia. Here we summarize the outcomes from the workshop addressing challenges in diagnosis. Brazil faces a major problem in dementia underdiagnosis, particularly involving the population in an adverse socioeconomic context. There is poor availability of resources and specialists, and the knowledge of general practitioners and other healthcare professionals is far from satisfactory. Low education level is a further obstacle in diagnosing dementia, as the most commonly used screening tests are not designed to evaluate this population. Patients and their families must overcome the stigma of a diagnosis of dementia, which is still prevalent in Brazil and increases the burden of this condition. Whilst the UK has greater resources, dedicated memory services and a National Dementia Strategy plan, the National Health Service (NHS) has limited funding. Therefore, some challenges regarding diagnosis are common across both countries. The authors suggest possible solutions to confront these, with the goal of improving assessment and recognition of dementia and reducing misdiagnosis.

RESUMO. Em julho de 2019, um grupo multidisciplinar de pesquisadores em demência do Brasil e do Reino Unido se reuniu em Belo Horizonte para discutir e propor soluções para os desafios no diagnóstico, percepção pública e tratamento dessa condição. Neste artigo, sintetizamos as conclusões do workshop sobre os desafios no diagnóstico de demência. O Brasil enfrenta um grande problema no subdiagnóstico de demência, principalmente entre a população em condições socioeconômicas adversas. Há pouca disponibilidade de recursos e de especialistas e o conhecimento de médicos generalistas e de outros profissionais de saúde é pouco abrangente. Baixa escolaridade é também um obstáculo no diagnóstico de demência, uma vez que os testes de rastreio mais utilizados na prática clínica não são estruturados para avaliar a população com esse perfil. Os pacientes com demência e suas famílias ainda têm que superar o estigma do diagnóstico, que é ainda muito prevalente no Brasil e colabora para a piora da qualidade de vida. O Reino Unido, por outro lado, dispõe de mais recursos financeiros e de pessoal, possui serviços dedicados à avaliação de problemas de memória e um plano estratégico nacional para demência. Contudo, o National Health Service (NHS) tem verbas limitadas, o que faz com que alguns dos desafios no diagnóstico de demência sejam comuns aos dois países. Os autores sugerem possíveis soluções para enfrentá-los, com o objetivo de melhorar a avaliação e o reconhecimento da demência e reduzir os erros de diagnóstico.
Descritores: Demência
-Biomarcadores
Manifestações Neurocomportamentais
Diagnóstico
Disfunção Cognitiva
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  4 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-902279
Autor: González López, Irelis; Sierra Benítez, Enrique Marcos; León Pérez, Mairiannys Quianella; Mirabal Battamorde, Yamirka; Vega Somonte, María Victoria; Perovani Cuesta, Félix Lázaro.
Título: Desórdenes conativos en la enfermedad de Alzheimer. Presentación de un caso / Conative disorders in Alzheimer's disease. Case report
Fonte: Rev. medica electron;40(1):183-191, ene.-feb. 2018. ilus.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Se presenta el caso de una paciente femenina de 76 años, estudiada por demencia tipo Alzheimer con trastornos en la esfera conativa y agresividad. El contexto personal y social del paciente, por las características de su enfermedad, especialmente trastornos de conducta, comportamiento agresivo, agitación, irritabilidad, hiperactividad, desinhibición sexual, deambulación errática y reacciones catastróficas, hacen interesante el conocimiento de esta patología, sus implicaciones y el abordaje terapéutico. Por lo expuesto anteriormente se decide realizar esta investigación con el objetivo de describir los desórdenes conativos en la enfermedad de Alzheimer (AU).

ABSTRACT The case of a 76-years-old female patient, studied for Alzheimer-type dementia with disorders in the conative sphere and aggressiveness is presented. The patient´s personal and social context makes it interesting knowing this pathology, its implications and therapeutic approach due to the nature of the illness, especially the behavior disorder, aggressive behavior, agitation, irritability, hyperactivity, sexual disinhibition, erratic wandering and catastrophic reactions. For all the before said, it was decided to make this research with the aim of describing the conative disorders in Alzheimer's disease (AU).
Descritores: Arteterapia
Tomografia Computadorizada por Raios X
Fatores de Risco
Manifestações Neurocomportamentais
Doença de Alzheimer/diagnóstico
Doença de Alzheimer/tratamento farmacológico
Doença de Alzheimer/epidemiologia
-Psicoterapia
Condições Patológicas, Sinais e Sintomas
Sintomas Comportamentais
Transtorno de Comunicação Social
Transtornos do Desenvolvimento da Linguagem
Musicoterapia
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CU424.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas


  5 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1141236
Autor: Mostajo Ch, Alejandro; Salazar B, Rosario Liceth; Llanque Ll, Limber; Cuiza C, Joel; Duran L, Cinthia Kareliz; Pozo Ch, Roció; Gutiérrez R, Lourdes Cristina; Oporto Bl, Irina Mariely; Lucas C, Viviana.
Título: Estrés académico en estudiantes de la Universidad Mayor Real y Pontificia de San Francisco Xavier de Chuquisaca / Academic stress in students of the Universidad Mayor Real y Pontificia de San Francisco Xavier de Chuquisaca
Fonte: Bio sci. (En línea);3(5):19-29, 2020. tab.
Idioma: es.
Resumo: El estrés es hoy en día, es una problemática a la que se está prestando una atención creciente. Sin embargo, el estrés académico no recibe la suficiente atención en el ámbito de la investigación. Es por eso que con la presente investigación se determinará el nivel de estrés académico en estudiantes de la Universidad Mayor Real y Pontificia de San Francisco Xavier de Chuquisaca, ya que al seguir una Carrera Universitaria se tiende a desarrollar algún nivel de estrés que puede desencadenar problemas emocionales, cognitivos y fisiológicos. En el estudio participaron 332 estudiantes de todas las Facultades y Carreras en general, a quienes se les aplicó el inventario SISCO de Barraza. Los resultados mostraron que la mayoría de los estudiantes presenta un estrés patológico que consta los niveles, mediano, alto y máximo que representan un 92,4% de los individuos y el porcentaje restante presentan un estrés fisiológico. De acuerdo a los resultados obtenidos concluimos que el estrés académico es un fenómeno de frecuencia elevada. Su carácter multidimensional presenta manifestaciones fisiológicas, conductuales y cognitivas, que están asociadas a variables como la edad y el sexo siendo estas las de mayor nivel de expresión. Es importante generar el interés de realizar futuras investigaciones en la que el estrés académico sea centro de atención.

Stress is today, it is a problem that is being given increasing attention. However, academic stress does not receive sufficient attention in the field of research. That is why with the present investigation the level of academic stress will be determined in students of the Universidad Mayor Real y Pont ificia de San Francisco Xavier de Chuquisaca, since following a University Degree there is a tendency to develop some level of stress that can cause problems Emotional, cognitive and physiological. The study involved 332 students from all faculties and careers in general, to whom the SISCO inventory of Barraza was applied. The results showed that the majority of the students present a pathological stress that consists of the medium, high and maximum levels that represent 92.4% of the individuals and the remaining percentage presents a physiological stress. In the study we conclude that academic stress is a phenomenon of high frequency. Its multidimensional character presents physiological, behavioral and cognitive manifestations, which are associated with variables such as age and sex, these being the highest level of expression. It is important to generate interest in conducting future research in which academic stress is the center of attention.
Descritores: Estresse Fisiológico
Manifestações Neurocomportamentais
-Atenção
Estudantes
Limites: Humanos
Responsável: BO138.1 - Biblioteca Central


  6 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120466
Autor: Barbosa, Tânia Santana Menezes.
Título: Repercussões da dor neonatal no desenvolvimento neuromotor de infantes / Effects of neonatal pain on neuromotor development in infants.
Fonte: Salvador; s.n; 2007. 95P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A dor experenciada pelo prematuro durante a fase neonatal pode trazer alterações neurocomportamentais tardias. Uma coorte retrospectiva foi realizada com objetivo de avaliar o desenvolvimento neuromotor dos infantes submetidos a procedimentos dolorosos repetidos em unidade de terapia intensiva neonatal e determinar a incidência das alterações neuromotoras encontradas. Foram estudados 41 (38,7%) infantes prematuros moderados num total de 106 recém-nascidos identificados através do livro de registro e prontuários. Uma perda de seguimento de 65 (61,3%) recém-nascidos ocorreu devido a informações incorretas de endereços e telefones que inviabilizaram sua localização. As informações foram obtidas com os responsáveis pelos infantes através de um formulário para Avaliação Neurológica (Gesell, 2003). Os dados foram armazenados e analisados utilizando o programa Epi Info Windows e pacote estatístico R. Observamos que 20 (48,8%) infantes são do sexo masculino, 10 (24,4%) nasceram com peso ≤1500g, 21 (51,2%) tinham 01 ano de idade. A incidência de alterações neuromotoras foi de 39%. O risco de ter alteração foi 1,35 (IC 95% 0,62- 2,93) vezes maior para infantes do sexo masculino comparados aos do sexo feminino e ser submetido a cem ou mais procedimentos dolorosos aumentou o risco de alterações neuromotoras, tais como inabilidade na aquisição motora no andar, RR=2,56 (IC 95% 0,73-8,84 p=0,12) e do "pegar em forma de pinça" 2,13 (0,58-7,75 p=0,22), embora nenhum tenha alcançado significância estatística. Os fatores de risco independentemente associados à alteração neuromotora no modelo de regressão logística foram asfixia perinatal 13,85 (1,28 ­ 149,42), Apgar no primeiro minuto 6,37 (1,33 ­ 30,56) e Apgar no quinto minuto 2,21 (1,12 ­ 4,34; p=0,07). É fundamental que os profissionais de saúde saibam valorizar a dor do recém-nascido, buscando prevenir os possíveis prejuízos no desenvolvimento da criança a longo prazo.
Descritores: Unidades de Terapia Intensiva Neonatal
Enfermagem Neonatal
Manifestações Neurocomportamentais
Percepção da Dor
-Dor/prevenção & controle
Fatores de Risco
Manejo da Dor/enfermagem
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  7 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-576981
Autor: Silva, Rosa Carla Gomes da; Silva, Abel Avelino de Paiva e; Marques, Paulo Alexandre Oliveira.
Título: Analysis of a health team's records and nurses' perceptions concerning signs and symptoms of delirium / Análise dos registros produzidos pela equipe de saúde e da percepção dos enfermeiros sobre os sinais e sintomas de delirium / Análisis de registros producidos por el equipo de salud y de la percepción de los enfermeros sobre las señales y síntomas de delirio
Fonte: Rev. latinoam. enferm;19(1):81-89, Jan.-Feb. 2011. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study investigates the extent of under-diagnosis of acute confusion/delirium by analyzing the records of a health team and the perception of nurses concerning this phenomenon. This quantitative study was developed in a central university hospital in Portugal and used the documentary and interview techniques. The sample obtained through the application of the NeeCham's scale was composed of 111 patients with the diagnosis of acute confusion/delirium hospitalized in the medical and surgical acute care units. A rate of 12.6 percent of under-diagnosis was identified in the records and a rate of 30.6 percent was found taking into account the perception of nurses. No indicators of acute confusion/delirium were found in 8.1 percent of the 111 cases and only 4.5 percent of the patients were diagnosed with acute confusion/delirium. The results indicate there is difficulty in identifying acute confusion/delirium, with implications for the quality of care, suggesting the need to implement training measures directed to health teams.

Esta pesquisa pretendeu conhecer a dimensão do subdiagnóstico da confusão aguda/delirium, ao analisar os registros produzidos pela equipe de saúde e percepção dos enfermeiros sobre esse fenômeno. Foi desenvolvido em um hospital universitário central, de Portugal, delineada dentro do paradigma quantitativo, utilizando a técnica documental e entrevista. A amostra obtida, pela aplicação da Escala de Confusão NeeCham, foi de 111 doentes com diagnóstico de confusão aguda/delirium, internados em unidades de cuidados agudos médicos e cirúrgicos. Identificou-se taxa de subdiagnóstico do fenômeno de 12,6 por cento nos registros e de 30,6 por cento tendo em conta a percepção dos enfermeiros. Em 8,1 por cento, dos 111 casos, não foi identificado qualquer indicador de confusão aguda/delirium. Somente 4,5 por cento dos doentes tinha o fenômeno diagnosticado. Os resultados apontam dificuldade para se identificar a confusão aguda/delirium, com implicações para a qualidade dos cuidados, sugerindo a necessidade de medidas formativas dirigidas às equipes de saúde.

Esta investigación pretendió conocer la dimensión del subdiagnóstico de la confusión aguda/delirio, al analizar los registros producidos por el equipo de salud y percepción de los enfermeros sobre este fenómeno. Fue desarrollado en un hospital universitario central de Portugal. Delineada dentro del paradigma cuantitativo, utilizando la técnica documental y la entrevista. La muestra obtenida, por la aplicación de la Escala de Confusión NeeCham, fue de 111 enfermos con diagnóstico de confusión aguda/delirio, internados en unidades de cuidados agudos médicos y quirúrgicos. Se identificó una tasa de subdiagnóstico del fenómeno de 12,6 por ciento en los registros y de 30,6 por ciento teniendo en cuenta la percepción de los enfermeros. En 8,1 por ciento de los 111 casos, no fue identificado cualquier indicador de confusión aguda/delirio. Solamente, 4,5 por ciento de los enfermos tenían el fenómeno diagnosticado. Los resultados apuntan para la dificultad en identificar la confusión aguda/delirio, con implicaciones para la calidad de los cuidados, sugiriendo la necesidad de adoptar medidas formativas dirigidas a los equipos de salud.
Descritores: Transtornos Neurocognitivos/diagnóstico
Equipe de Assistência ao Paciente
Equipe de Enfermagem
Manifestações Neurocomportamentais
Percepção
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  8 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-682106
Autor: Chagas, Karla Larissa Matoso; Lima, Luisa Helena de Oliveira; Oliveira, Edina Araújo Rodrigues; Luz, Givaneide Oliveira de Andrade.
Título: Diagnósticos de enfermagem em crianças com sinais e sintomas respiratórios: um estudo descritivo / Nursing diagnosis in children with signs and symptoms of asthma: a description study
Fonte: Rev. RENE;12(2), abr.-maio 2011.
Idioma: pt.
Resumo: As doenças respiratórias são muito comuns na infância. A asma merece destaque por ser a principal doença crônica na infância e sua sintomatologia gera sofrimento aos seus portadores e familiares. O estudo teve como objetivo analisar os diagnósticos de Enfermagem presentes em crianças com sinais e sintomas respiratórios no município de Quixadá-CE, Brasil. Pesquisa descritiva, do tipo transversal, realizada com 30 crianças em internamento hospitalar. Os dados foram coletados entre março e abril de 2009. As crianças avaliadas apresentaram 13 diagnósticos de enfermagem, sendo identificadas 41 características definidoras, 23 fatores relacionados e 19 fatores de risco. O diagnóstico de enfermagem mais prevalente foi desobstrução ineficaz das vias aéreas (96,7%), seguido de padrão respiratório ineficaz (80%) e risco de infecção (63,3%). É importante que os enfermeiros que prestam assistência às crianças com doenças respiratórias possam direcionar suas intervenções para os diagnósticos de maior frequência aqui apresentados.
Descritores: Criança
Diagnóstico de Enfermagem
Manifestações Neurocomportamentais
Respiração
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  9 / 109 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891031
Autor: Takeda, Juliana Rumy Tsuchihashi; Matos, Tatiane Martins; Souza-Talarico, Juliana Nery de.
Título: Cardiovascular risk factors and cognitive performance in aging / Fatores de risco cardiovascular e desempenho cognitivo no envelhecimento
Fonte: Dement. neuropsychol;11(4):442-448, Oct,-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: ABSTRACT. Background. Atherosclerosis in cerebral blood vessels, especially those which compose the Circle of Willis, can lead to reduced supply of oxygen and nutrients to different cortical structures, affecting cognitive function. Objective: To analyze whether cardiovascular risk factors negatively influence cognitive performance in adults and elderly. Methods: One hundred twenty-nine participants of both sexes, aged over 50 years, without cognitive or functional impairment were included. Body mass index (BMI), hypertension (HTN), diabetes mellitus (DM), smoking history, plasma levels of total cholesterol, low density lipoproteins (LDL), high density lipoproteins (HDL) and very low density lipoproteins (VLDL) cholesterol, triglycerides, and glucose were the cardiovascular risk factors analyzed. Cognitive assessment was performed using tests of attention, working memory, category fluency and declarative memory. Results: Controlling for age and education, multivariate linear regression models revealed that higher concentrations of triglycerides, as well as total, LDL and VLDL cholesterol, were associated with poorer performance on the digit span and category fluency tests. Higher HDL concentrations were associated with higher scores on category fluency tasks. Furthermore, higher BMI was associated with poorer delayed recall performance. Conclusion: The findings revealed that cardiovascular risk factors may negatively impact cognitive performance in aging.

RESUMO. Introdução: A aterosclerose nos vasos sanguíneos cerebrais, especialmente naqueles que compõem o Círculo de Willis, pode levar à redução da oferta de oxigênio e nutrientes para diferentes estruturas corticais, afetando a função cognitiva. Objetivo: Analisar se fatores de risco cardiovascular influenciam negativamente o desempenho cognitivo em adultos e idosos. Métodos: Foram incluídos cento e vinte e nove participantes de ambos os sexos, com idade superior a 50 anos, sem comprometimento cognitivo ou funcional. Índice de massa corporal (IMC), hipertensão arterial (HAS), diabetes mellitus (DM), história de tabagismo, níveis plasmáticos de colesterol total e lipoproteínas de baixa densidade (LDL), lipoproteínas de alta densidade (HDL) e lipoproteínas de baixa densidade (VLDL), triglicerídeos e glicemia foram os fatores de risco cardiovascular analisados. A avaliação cognitiva foi realizada utilizando testes de atenção, memória operacional, fluência verbal e memória declarativa. Resultados: Controlando para idade e escolaridade, os modelos de regressão linear multivariada revelaram que concentrações mais elevadas de triglicerídeos, bem como colesterol total, LDL e VLDL, estão associadas com pior desempenho nos testes de extensão de dígitos e fluência verbal. Além disso, concentrações maiores de HDL se correlacionaram com pontuações maiores nas tarefas de fluência verbal. IMC maior se associou com menor desempenho na evocação tardia. Conclusão: Os achados revelaram que fatores de risco cardiovascular podem afetar negativamente o desempenho cognitivo durante o envelhecimento.
Descritores: Serviços Preventivos de Saúde
Fatores de Risco
Manifestações Neurocomportamentais
Memória
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  10 / 109 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891004
Autor: Musa, Gada; Henríquez, Fernando; Muñoz-Neira, Carlos; Delgado, Carolina; Lillo, Patricia; Slachevsky, Andrea.
Título: Utility of the Neuropsychiatric Inventory Questionnaire (NPI-Q) in the assessment of a sample of patients with Alzheimer's disease in Chile / Utilidade do questionário de inventário neuropsiquiátrico (npi-q) na avaliação de uma amostra de pacientes com doença de Alzheimer no Chile
Fonte: Dement. neuropsychol;11(2):129-136, Apr.-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conicyt.
Resumo: ABSTRACT. The Neuropsychiatric Inventory Questionnaire (NPI-Q) is an informant-based instrument that measures the presence and severity of 12 Neuropsychiatric Symptoms (NPS) in patients with dementia, as well as informant distress. Objective: To measure the psychometric properties of the NPI-Q and the prevalence of NPS in patients with Alzheimer's disease (AD) in Chile. Methods: 53 patients with AD were assessed. Subjects were divided into two different groups: mild AD (n=26) and moderate AD (n=27). Convergent validity was estimated by correlating the outcomes of the NPI-Q with Neuropsychiatric Inventory (NPI) scores and with a global cognitive efficiency test (Addenbrooke's Cognitive Examination - Revised - ACE-R). Reliability of the NPI-Q was analysed by calculating its internal consistency. Prevalence of NPS was estimated with both the NPI and NPI-Q. Results: Positive and significant correlations were observed between the NPI-Q, the NPI, and the ACE-R (r=0.730; p<0.01 and 0.315; p<0.05 respectively). The instrument displayed an adequate level of reliability (Cronbach's alpha=0.783). The most prevalent NPS were apathy/indifference (62.3%) and dysphoria/depression (58.5%). Conclusion: The NPI-Q exhibited acceptable validity and reliability indicators for patients with AD in Chile, indicating that it is a suitable instrument for the routine assessment of NPS in clinical practice.

RESUMO. O Questionário de Inventário Neuropsiquiátrico (NPI-Q) é um instrumento baseado em informantes que mede a presença e a gravidade de 12 Sintomas Neuropsiquiátricos (NPS) em pacientes com demência, bem como o sofrimento do informante. Objetivo: Avaliar as propriedades psicométricas do NPI-Q e a prevalência de NPS em pacientes com doença de Alzheimer (DA). Métodos: Foram avaliados 53 pacientes com DA. Eles foram divididos em dois grupos diferentes: AD leve (n=26) e AD moderado (n=27). A validade convergente foi estimada correlacionando os resultados do NPI-Q com os escores do Inventário Neuropsiquiátrico (NPI) e um teste de eficiência cognitiva global (Addenbrooke's Cognitive Examination - Revised - ACE-R). A confiabilidade do NPI-Q foi analisada pelo cálculo da sua consistência interna. A prevalência de NPS foi estimada com NPI e NPI-Q. Resultados: Foram observadas correlações positivas e significativas entre NPI-Q, NPI e ACE-R (r=0,730; p<0,01 e 0>315; p<0>05). O instrumento apresentou um nível adequado de confiabilidade (alfa de Cronbach=0J83). Os NPS mais prevalentes foram apatia/indiferença (62,3%) e disforia/depressão (58,5%). Conclusão: O NPI-Q apresenta indicadores de validade e confiabilidade aceitáveis em pacientes com DA, o que indica que é um instrumento adequado para a avaliação rotineira de NPS na prática clínica.
Descritores: Prevalência
Manifestações Neurocomportamentais
Demência
Doença de Alzheimer
Testes de Estado Mental e Demência
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante



página 1 de 11 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde