Base de dados : LILACS
Pesquisa : C10.668.829.500.850 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 26 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 26 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1242693
Autor: Chung, Moon Sang; Baek, Goo Hyun; Oh, Joo Han; Lee, Young Ho; Cho, Hoyune Esther; Gong, Hyun Sik.
Título: Extensor indicis proprius transfer for the abducted small finger.
Fonte: s.l; s.n; 2008. 6 p. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: Persistent abduction of the small finger has usually been treated by transfer of the extensor digiti minimi muscle. However, anatomic variations of the extensor system may limit the potential for a successful extensor digiti minimi transfer. Therefore, we evaluated the outcomes of an alternative reconstruction method for the abducted small finger using an extensor indicis proprius (EIP) transfer. METHODS: We performed 8 EIP transfers in 8 patients with persistent, flexible abduction posturing of the small finger. The primary etiology of the deformity was incomplete motor reinnervation after surgeries for ulnar neuropathy in 6 patients, rupture of the third palmar interosseous musculotendinous unit in 1 patient, and intrinsic muscle fibrosis in 1 patient. The EIP was elongated by splitting the tendinous portion and was transferred to the distal and radial part of the extensor hood. Surgical outcomes were assessed by comparing preoperative and postoperative active adduction and abduction motion of the 2 ulnar digits. RESULTS: At the mean follow-up of 23 months, the average adduction angle improved from 19 degrees to 1 degrees postoperatively. In terms of active finger motion, 6 patients showed excellent results, 1 good, and 1 fair, without loss of flexion and extension. No patient had an extension lag or complained of functional deficits of the donor index finger. There was not adverse change to digital function or range of motion for the middle and ring fingers that are crossed by the EIP. CONCLUSIONS: Extensor indicis proprius transfer can be a reliable option for correction of abduction deformity of the small finger, maintaining active abduction and full flexion and extension. TYPE OF STUDY/LEVEL OF EVIDENCE: Therapeutic IV.
Descritores: Mecanorreceptores/lesões
Neuropatias Ulnares/cirurgia
Neuropatias Ulnares/complicações
Neuropatias Ulnares/diagnóstico
Neuropatias Ulnares/fisiopatologia
Neuropatias Ulnares/reabilitação
Transferência Tendinosa/métodos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer
[{"text": "BR191.1", "_a": "09434/S"}]


  2 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-440931
Autor: Garbino, José Antônio.
Título: Ensaio clínico e neurofisiológico sobre a resposta do nervo ulnar, na hanseníase em reação tipo 1 e tipo 2, sob diferentes regimes de esteróides via oral / Clinical and neurophysiologic radomized trial about ulnar neruropathy responses, in type 1 and type 2 hansen's disease reactions under oral steroid treatment.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 140 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A neuropatia da hanseníase se agrava durante as reações e evolui, freqüentemente, com perda axonal, para as deficiências físicas. Do conhecimento dos mecanismos fisiopatológicos e do seu tratamento adequado dependem as ações de prevenção das incapacidades. Portanto,interessa avaliar os diferentes regimes de esteróides via oral e, secundariamente, caracterizar o comportamento neurofisiológico dos nervos nas reações tipo 1 e tipo 2. O experimento foi um ensaio clínico e neurofisiológico aleatório, com duração de seis meses, tendo como modelo o nervo ulnar em pacientes de hanseníase, em reação tipo 1 (RT1) e reação tipo 2 (RT2) referenciado para o Instituto Lauro de Souza Lima. Dentre 188 pacientes atendidos no período da pesquisa foram selecionados 21 pacientes, 12 com RT1 e nove com RT2 (42 nervos). Oito nervos não apresentavam comprometimento neurológico, totalizando-se 34 nervos com neuropatia. Os regimes de esteróides com doses iniciais mais elevadas produziram diferenças com significância estatística até o primeiro mês, tanto nos nervos com RT1 como RT2. Quando comparados os resultados finais, período onde as doses se assemelharam, não houve diferenças significativas. Quando o tratamento foi instituído com menos de três meses do início dos sintomas não foram encontradas diferenças efetivas nos resultados entre os regimes de esteróides. As alterações neurofisiológicas desmielinizantes e axonais ocorreram ao longo de todo o nervo, sendo exuberante através do cotovelo tanto nos nervos com RT1 como nos nervos como RT2. A desmielinização predominou na RT1 comparada a RT2, assim como a remielinização sob o tratamento, tanto aguda como tardiamente. As respostas aos esteróides foram dose-dependentes em ambas as reações. Entretanto, quando instituído o tratamento precocemente as respostas aos diferentes regimes de esteróides se equivaleram. Foi evidenciado o predomínio do envolvimento mielínico nas RT1 comparadas às RT2.
Descritores: Esteroides
Hanseníase
Neurofisiologia/métodos
Neuropatias Ulnares/prevenção & controle
Interações Hospedeiro-Parasita/imunologia
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, G213e, 2006


  3 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-933176
Autor: Garbino, José Antônio.
Título: Ensaio clínico e neurofisiológico sobre a resposta do nervo ulnar, na hanseníase em reação tipo 1 e tipo 2, sob diferentes regimes de esteróides via oral.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 140 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A neuropatia da hanseníase se agrava durante as reações e evolui, freqüentemente, com perda axonal, para as deficiências físicas. Do conhecimento dos mecanismos fisiopatológicos e do seu tratamento adequado dependem as ações de prevenção das incapacidades. Portanto,interessa avaliar os diferentes regimes de esteróides via oral e, secundariamente, caracterizar o comportamento neurofisiológico dos nervos nas reações tipo 1 e tipo 2. O experimento foi um ensaio clínico e neurofisiológico aleatório, com duração de seis meses, tendo como modelo o nervo ulnar em pacientes de hanseníase, em reação tipo 1 (RT1) e reação tipo 2 (RT2) referenciado para o Instituto Lauro de Souza Lima. Dentre 188 pacientes atendidos no período da pesquisa foram selecionados 21 pacientes, 12 com RT1 e nove com RT2 (42 nervos). Oito nervos não apresentavam comprometimento neurológico, totalizando-se 34 nervos com neuropatia. Os regimes de esteróides com doses iniciais mais elevadas produziram diferenças com significância estatística até o primeiro mês, tanto nos nervos com RT1 como RT2. Quando comparados os resultados finais, período onde as doses se assemelharam, não houve diferenças significativas. Quando o tratamento foi instituído com menos de três meses do início dos sintomas não foram encontradas diferenças efetivas nos resultados entre os regimes de esteróides. As alterações neurofisiológicas desmielinizantes e axonais ocorreram ao longo de todo o nervo, sendo exuberante através do cotovelo tanto nos nervos com RT1 como nos nervos como RT2. A desmielinização predominou na RT1 comparada a RT2, assim como a remielinização sob o tratamento, tanto aguda como tardiamente. As respostas aos esteróides foram dose-dependentes em ambas as reações. Entretanto, quando instituído o tratamento precocemente as respostas aos diferentes regimes de esteróides se equivaleram. Foi evidenciado o predomínio do envolvimento mielínico nas RT1 comparadas às RT2.
Descritores: Interações Hospedeiro-Parasita/imunologia
Hanseníase
Neurofisiologia/métodos
Esteroides
Neuropatias Ulnares/prevenção & controle
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, G213e, 2006


  4 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-789345
Autor: Souza, Claudia Fernanda Dias; Slaibi, Érica Bertolace; Pereira, Raquel Noschang; Francisco, Fernanda Porphírio; Bastos, Mayara Lisboa Soares de; Lopes, Márcia Regina Araújo; Nery, José Augusto da Costa.
Título: A importância do diagnóstico precoce da hanseníase na prevenção de incapacidades / The importance of early diagnosis of leprosy in the prevention of disability
Fonte: Hansen. int;35(2):61-66, 2010. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A hanseníase é amplamente conhecida por suas complicações neurais e curso desafiador, apesar de rotina terapêutica bem estabelecida. A fim de evitar o desenvolvimento de incapacidades físicas, ressaltamos o papel fundamental do diagnóstico precoce, interrompendo o surgimento de neuropatias hansênicas. Relatamos um caso com evolução para garra ulnar.

Leprosy is well known because it's neural complications and challenging evolution, despite the established treatment. To avoid the development of physical incapacities, we emphasize the fundamental paper of early diagnose, stopping the appearance of leprosy neuropathies. We describe a case with evolution to ulnar claw.
Descritores: Diagnóstico Precoce
Hanseníase/diagnóstico
Prevenção de Doenças
-Deformidades Adquiridas da Mão
Hanseníase/complicações
Hanseníase/reabilitação
Neuropatias Ulnares
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer


  5 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-558286
Autor: Lima, Gabriela Martins; Miranda, Marina Gabriella Rodrigues; Ferreira, Tereza Cristina Reis.
Título: Ação do exercício terapêutico nas neurites crônicas de membros superiores em pacientes portadores de hanseníase atendidos na unidade de referência especializada em dermatologia sanitária Dr. Marcello Candia / Action of therapeutic exercises in patients with chronic neuritis holders of leprosy, accompanied at the reference unit specialized in sanitary dermatology Dr. Marcello Candia
Fonte: Hansen. int;34(1), 2009. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho verificou a ação dos exercícios terapêuticos em pacientes com neurites crônicas, portadores de hanseníase, acompanhados na Unidade de Referência Especializada em Dermatologia Sanitária Dr. Marcello Candia, tendo como variáveis a mensuração da força muscular, dor e sensibilidade, medidas por meio da dinamometria, escala visual numérica de dor e monofilamentos de Semmes-Weisntein, respectivamente. Participaram do estudo 5 pacientes, com faixa etária entre 22 e 70 anos, que foram submetidos a um protocolo, de 20 sessões, de exercícios terapêuticos. Observou-se que a força de preensão e dor apresentaram melhora significativa, sugerindo algum efeito benéfico dos exercícios; entretanto a sensibilidade não mostrou significância estatística, apesar de não se constatar piora da mesma. Diante disto, o exercício terapêutico pode ser considerado como um recurso importante no que tange à promoção e prevenção de incapacidades em indivíduos portadores de hanseníase, porém ainda são necessários novos estudos para ratificar os achados.

This study checked the action of therapeutic exercises in patients with chronic neuritis holders of leprosyaccompanied at the Reference Unit Specialized in Sanitary Dermatology Dr. Marcello Candia, adopting variables as muscle strength, pain and sensibility whose measurement through dinamometria, visual numeric scale of pain and monofilament of Semmes-Weisntein, respectively. Study participants were 5 patients, aged between 22 and 70 years, which were submitted to a protocol of therapeutic exercises in 20 sessions. So, it was observed that the strength of grip and pain showed significant improves with this scheme therapeutic suggesting a beneficial effect of exercises, however the sensitivity no showed statistical significance, but is no found there worsening of the same. Given this, the therapeutic exercise can be regarded as an important resource in terms of promotion and prevention of incapacity in leprosy patients, but still it seems necessary to make further studies to ratify the findings.
Descritores: Hanseníase/terapia
Neuritos
Neuropatia Mediana
Neuropatia Radial
Neuropatias Ulnares
Terapia por Exercício
-Hospitais de Dermatologia Sanitária de Patologia Tropical
Modalidades de Fisioterapia
Prevenção de Doenças
Reabilitação/métodos
Sistema Único de Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto Jovem
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer


  6 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-789337
Autor: Carneiro, Adrielle P. S; Correia, Mariana da Mota S; Cury Filho, Milton; Marcos, Elaine V. C; Souza, Fabiana C; Nogueira, Maria E. S; Barreto, Jaison A.
Título: Hanseníase tuberculóide apresentando-se como lesão em raquete de tênis: relato de um caso típico / Tuberculoid leprosy presenting as a racket lesion: report of a typical case
Fonte: Hansen. int;33(2):35-40, 2008. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A hanseníase tuberculóide é caracterizada, em geral, por lesões únicas ou em pequeno número, sendo o comprometimento neural intenso e localizado. A lesão "em raquete de tênis" caracteriza de forma particular esse comprometimento, e se apresenta sob a forma de um ramo nervoso sensitivo cutâneo emergindo de uma placa tuberculóide. Relata-se o caso de paciente masculino, 61 anos, com diagnóstico de hanseníase tuberculóide, cuja lesão permaneceu ativa mesmo após o término de poliquimioterapia paucibacilar (PQT-PB). Ao exame dermatológico, foi observado espessamento do ramo superficial do nervo ulnar, emergindo da placa tuberculóide típica em dorso da mão direita, caracterizando a "lesão em raquete de tênis". A sorologia para anti-PGL-1 foi negativa, o exame histopatológico da lesão demonstrou hanseníase de padrão tuberculóide com baciloscopia negativa, e a reação de Mitsuda foi fortemente positiva, confirmando o diagnóstico de hanseníase tuberculóide ativa. Foi reiniciado o tratamento com PQT-PB, além de emprego de neurolépticos, com discreta regressão da lesão. Neste relato, ao ser apresentado um caso típico de lesão "em raquete de tênis", evidencia-se a evolução clássica dos casos de hanseníase em pacientes Mitsuda positivos, onde a PQT geralmente não modifica a história natural da doença.

Tuberculoid leprosy is characterized, usually, by single or few lesions which show intense and localized neural impairement. The "racket lesion", which is described as pathognomonic of tuberculoid leprosy, presents with a cutaneous nerve branch emerging from a tuberculoid plaque. It is reported a case of a 61 years old male, with diagnosis of tuberculoid leprosy, whose lesion remained active even after the end of PB multidrugtherapy (PB-MDT). At dermatologic examination, enlargement of the sensitive cutaneous branch of the ulnar nerve was observed, which emerged from a tuberculoid plaque on the dorsum of the right hand, characterizing a "racket lesion". Serology for anti-PGL-1 was negative, and the Mitsuda reaction was highly positive, confirming the diagnosis of tuberculoid leprosy. MDT-PB was reinitiated, with little improvement. In this report, we describe the typical evolution of leprosy in individuals with positive Mitsuda reaction, where the MDT does not change the natural history of the disease.
Descritores: Hanseníase Tuberculoide/tratamento farmacológico
Neuropatias Ulnares
Quimioterapia Combinada
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer


  7 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-500569
Autor: Garbino, José Antonio; Virmond, Marcos da Cunha Lopes; Ura, Somei; Salgado, Manoel Henrique; Naafs, Bernard.
Título: A randomized clinical trial of oral steroids for ulnar neuropathy in type 1 and type 2 leprosy reactions / Ensaio clínico sobre o tratamento com esteróides via oral da neuropatia ulnar em reação tipo 1 e tipo 2 da hanseníase
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;66(4):861-867, dez. 2008. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Steroids regimens in leprosy neuropathies are still controversial in botth types of reactions. METHOD: For this trial, 21 patients with ulnar neuropathy were selected from 163 leprosy patients, 12 with type 1 reaction (T1R) and nine with type 2 (T2R). One experimental group started with prednisone 2 mg/kg/day and the control group with 1 mg/kg/day. A clinical score based on tests for spontaneous pain, nerve palpation, sensory and muscle function was used. Neurophysiological evaluation consisted on the motor nerve conduction of the ulnar nerve in three segments. Student "t" test for statistical analysis was applied on the results: before treatment, first week, first month and sixth month, between each regimen and types of reaction. CONCLUSION: In both reactions during the first month higher doses of steroids produced better results but, earlier treatment with lower dose was as effective. Short periods of steroid, 1 mg/Kg/day at the beginning and,tapering to 0,5 mg/Kg/day or less in one month turned out to be efficient in T2R.

INTRODUÇÃO: O tratamento da neuropatia da hanseníase com esteróides é ainda controverso nos dois tipos de reações. MÉTODO: Neste ensaio, de 163 pacientes foram selecionados 21 com neuropatia ulnar, 12 com reação tipo 1 e 9 com tipo 2. Um grupo experimental iniciou com 2 mg/kg/dia e o grupo controle com 1 mg/kg/dia. Foi composto um escore clínico pela avaliação da sensação dolorosa espontânea, palpação de nervos e funções sensitiva e motora. Realizou-se a condução nervosa motora do nervo ulnar em três segmentos. Aplicaram-se os estudos estatísticos com o teste t de Student nos resultados: antes do tratamento, primeira semana, primeiro mês e sexto mês. CONCLUSÃO: Em ambas as reações dosagens mais elevadas iniciais produziram melhores resultados, mas a dose menor quando administrada precocemente foi igualmente efetiva. Períodos curtos com doses efetivas, 1 mg/Kg/dia no início e reduzindo-se para 0,5 mg/Kg/dia ou menos em um mês foram eficientes na reação tipo 2.
Descritores: Anti-Inflamatórios/administração & dosagem
Hanseníase/tratamento farmacológico
Condução Nervosa/fisiologia
Prednisona/administração & dosagem
Nervo Ulnar/efeitos dos fármacos
Neuropatias Ulnares/tratamento farmacológico
-Hanseníase/complicações
Hanseníase/fisiopatologia
Medição da Dor
Tempo de Reação
Resultado do Tratamento
Neuropatias Ulnares/etiologia
Neuropatias Ulnares/fisiopatologia
Adulto Jovem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911211
Autor: Cannoni, Luiz Fernando; Haddad, Luciano.
Título: Anconeus Epitrochlearis Muscle as a Cause of Ulnar Nerve Compression at the Elbow
Fonte: Arq. bras. neurocir;36(3):190-193, 08/09/2017.
Idioma: en.
Resumo: Ulnar nerve entrapment is the second most common compressive neuropathy in the upper limb, after carpal tunnel syndrome (Dellon, 1986). One of the causes that must be considered is the accessory anconeus epitrochlearis muscle, which is present in 4% to 34% of the general population (Husarik et al, 2010; Vanderpool et al, 1968; Nellans et al, 2014). We describe a patient with symptoms of compression of the left ulnar nerve at the elbow and the result of the surgical treatment. The patient presented with hypoesthesia in the fourth and fifth fingers of the left hand, and reduction of strength in the fifth finger abduction. No alterations were found in the thumb adduction. Initially, the treatment was conservative (splint, physiotherapy, analgesics); surgical treatment was indicated due to the continuity of the symptoms. The ulnar nerve was surgically released and transposed, with complete recovery after 6 months of follow-up. Ulnar nerve entrapment at the elbow by the anconeus epitrochlearis muscle is not common, but it must not be ignored (Chalmers, 1978). Ultrasonography (Jung et al, 2013; Bargalló et al, 2010), elbow magnetic resonance imaging (MRI) (Jeon, 2005), and electromyography (Byun, 2011) can help establish the proper diagnosis.

A compressão do nervo ulnar é a segunda causa mais frequente de neuropatia compressiva no membro superior, após a síndrome do túnel do carpo (Dellon, 1986). Uma das causas que dever ser considerada é a presença do músculo anconeu epitroclear, que está presente em cerca de 4% a 34% da população (Husarik et al, 2010; Vanderpool et al, 1968; Nellans et al, 2014). Descrevemos uma paciente com sintomas de compressão do nervo ulnar esquerdo no cotovelo, e o resultado do tratamento cirúrgico. A paciente apresentava hipoestesia no IV e V dedos da mão esquerda, e diminuição de força na abdução do V dedo; não foram encontradas alterações na adução do polegar. Inicialmente, o tratamento foi conservador (uso de splint, fisioterapia e analgésicos); a cirurgia foi indicada pela persistência dos sintomas. O nervo ulnar foi cirurgicamente liberado e transposto, com melhora total dos sintomas após 6 meses de acompanhamento. A compressão do nervo ulnar no cotovelo não é comum, mas não deve ser ignorada (Chalmers, 1978). Ultrassonografia (Jung et al, 2013; Bargalló et al, 2010), ressonância magnética do cotovelo (Jeon, 2005) e eletromiografia (Byun, 2011) auxiliam no diagnóstico.
Descritores: Nervo Ulnar/cirurgia
Síndromes de Compressão do Nervo Ulnar
Neuropatias Ulnares
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR840 - Sociedade Brasileira de Neurocirurgia


  9 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-707382
Autor: Canaves, Yanina; Paron, Leandra.
Título: Síndrome de mano diabetica / Diabetic hand
Fonte: Rev. med. Rosario;79(3):118-125, sept.-dic. 2013.
Idioma: es.
Resumo: La diabetes mellitus (DBT) es un desorden metabólico producto de una deficiencia absoluta o relativa de insulina. Este trastorno tiene consecuencias de importancia en varios órganos y sistemas del cuerpo. Es bien conocido que la DBT está asociada con una cantidad de manifestaciones cutáneas y osteoarticulares. La más común de estas características afecta al pie (síndrome de pie diabético); sin embargo, similares lesiones se pueden observar en la mano (síndrome de mano diabética), generalmente asociadas a una larga evolución de la enfermedad, malos controles glicémicos y complicaciones microvasculares. En este artículo se realiza una revisión de la literatura para actualizar el diagnóstico y la terapéutica de manifestaciones musculo-esqueléticas en la mano de pacientes con DBT: movilidad articular limitada, contractura de Dupuytren, tenosinovitis del flexor (dedo en gatillo), infección por síndrome de mano diabética tropical, ulceración neuropática periférica, síndrome del túnel carpiano, neuropatía cubital y neuropatía en piel y uñas.

Diabetes mellitus (DBT) is a metabolic disorder caused by absolute or relative deficiency of insulin. This disorder has importance consequences in various organs and systems. It is well known that DBT is associated with cutaneous and osteoarticular manifestations; the most common of these complications affects the foot (diabetic foot syndrome). However, similar lesions can be observed in the hand (diabetic hand syndrome), usually associated with long standing disease, poor glycemic control and microvascular complications. This article makes a review of the literature to update diagnosis and therapy ofmusculoskeletal manifestations in patients with diabetic hand syndrome: limited joint mobility, Dupuytren's contracture, trigger finger, tropical diabetic hand, peripheral neuropathic ulceration, carpal tunnel syndrome, cubital neuropathy, and skin and nail changes.
Descritores: Complicações do Diabetes/complicações
Contratura de Dupuytren/etiologia
Diabetes Mellitus/etiologia
Insulina/deficiência
Limitação da Mobilidade
Neuropatias Ulnares/etiologia
Neuropatias Diabéticas/etiologia
Síndrome do Túnel Carpal/etiologia
Tenossinovite/etiologia
Transtornos do Metabolismo de Glucose/diagnóstico
Limites: Humanos
Responsável: AR16.1 - Biblioteca


  10 / 26 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-649671
Autor: Tustumi, Francisco; Nakamoto, Hugo Alberto; Tuma Junior, Paulo; Milcheski, Dimas André; Ferreira, Marcus Castro.
Título: Estudo prospectivo da sensibilidade tátil em mãos de uma população brasileira usando pressure-specified sensory device / Prospective study on tactile sensitivity in the hands of a brazilian population using the pressure-specified sensory device
Fonte: Rev. bras. ortop;47(3):344-347, 2012. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar os limiares de percepção da pressão em polpas de dois dedos (indicador e mínimo), em uma população brasileira, sem lesão nervosa ou neuropatia. MÉTODOS: Usamos Pressure-Specified Sensory Device, um equipamento computadorizado para obter limiares de percepção da pressão normal, tanto estáticos quanto dinâmicos, e discriminação de dois pontos. RESULTADOS: Testamos a sensibilidade nos dedos, em 30 voluntários. Os testes de significância foram realizados utilizando o teste t de Student. Os valores médios (g/mm²) para os limiares de pressão estática de um e dois pontos (s1PD, s2PD) e discriminação dinâmica de um e dois pontos (m1PD, m2PD) no dedo indicador dominante foram: s1PD = 0,4, m1PD = 0,4, s2PD = 0,48, m2PD = 0,51. CONCLUSÃO: Não há diferença significativa na sensibilidade entre as mãos dominante e não dominante.

OBJECTIVE: To evaluate the pressure perception thresholds on the pulp of two fingers (index and little fingers), among a Brazilian population with no nerve injury or neuropathy. METHODS: We used the Pressure-Specified Sensory Device (a computerized device) to derive static and dynamic normal pressure perception thresholds and two-point discrimination distances. RESULTS: We tested finger sensitivity on 30 volunteers. Significance analyses were performed using the Student t test. The mean values (g/mm²) for static one and two-point pressure thresholds (s1PD, s2PD) and dynamic one and two-point discrimination (m1PD, m2PD) in the dominant index finger were: s1PD = 0.4, m1PD = 0.4, s2PD = 0.48, m2PD = 0.51. CONCLUSION: There was no significant difference in sensitivity between the dominant and nondominant hands.
Descritores: Neuropatia Mediana
Percepção
Neuropatias Ulnares
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde