Base de dados : LILACS
Pesquisa : C10.900.300.284.250.124 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 9 [refinar]
Mostrando: 1 .. 9   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 9 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1042928
Autor: Hernández Fernández, Yardanis; Pérez Parra, Zaadia; León Rodríguez, Yereyni; Cabrera Laza, Michael; Castillo Pérez, Alexeide de la C; Fernández García, Odenis.
Título: Recubrimiento conjuntival en afecciones corneales / Conjunctival flap in corneal diseases
Fonte: Rev. cuba. oftalmol;31(4):25-33, oct.-dic. 2018. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Determinar la eficacia del recubrimiento conjuntival en afecciones corneales. Métodos: Se realizó un estudio descriptivo retrospectivo de corte transversal, entre los años 2015 y 2017 en el Instituto Cubano de Oftalmología Ramón Pando Ferrer. La muestra quedó conformada por 52 pacientes quienes asistieron a la consulta externa del Servicio de Córnea de la mencionada institución. Resultados: Predominó el sexo masculino con el 63,5 por ciento de los pacientes. El grupo etario comprendido entre los 50 y 59 años de edad representó el 26,9 por ciento. Entre las afecciones corneales, el mayor porcentaje correspondió al descemetocele (30,8 por ciento), seguido de las úlceras corneales (23,1 por ciento). La técnica más empleada fue el recubrimiento conjuntival total representada por el 46,2 por ciento de las cirugías realizadas. El 80,8 por ciento de los casos evolucionó a la cicatrización corneal. La complicación más frecuente fue la retracción del colgajo (9,6 por ciento). Conclusiones: Los recubrimientos conjuntivales resultan un simple y eficaz procedimiento quirúrgico en pacientes que no responden a tratamiento médico o perforaciones corneales menores o iguales a 3 mm. Es un procedimiento extraocular que puede realizarse de urgencia para disminuir el dolor y la inflamación y puede ser revertido para realizar cirugías con fines visuales en un segundo tiempo(AU)

Objective: To determine the effectiveness of the conjunctival flap to treat corneal diseases. Methods: Retrospective, descriptive and cross-sectional study was carried out from 2015 to 2017 at "Ramon Pando Ferrer" Cuban Institute of Ophthalmology. The sample was made up of 52 patients who went to the outpatient Service of the Corneal Department of the institution. Results: Males represented 63.5 % of patients. The 50-59 y group represented 26.9 percent. Among the corneal diseases, descemetocele exhibited the highest percentage (30.8 percent) followed by corneal ulcers (23.1 percent). The most used surgical technique was the total conjunctival flap in 46.2 percent of surgeries. 80.8 percent of patients evolved into corneal scarring. The most frequent complication was flap retraction (9.6 percent). Conclusions: The conjunctival flaps represent a simple and effective surgical procedure in patients who do not respond to medical treatment or in corneal perforations equal or under 3 mm. This is an extraocular procedure that may be performed in emergency in order to release pain and inflammation and may be reversed later to perform surgeries aimed at visual problems(AU)
Descritores: Retalhos Cirúrgicos/efeitos adversos
Perfuração da Córnea/etiologia
Lesões da Córnea/cirurgia
-Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  2 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-976157
Autor: Fernández González, María Emilia; Rodríguez Alfonso, Yamirka; Vidal Rodríguez, Elizabeth Leyte.
Título: Aplicación tópica de plaquetas plasmáticas en pacientes con queratitis punteada superficial / Topical use of plasmatic platelets in patients with superficial punctuated queratitis
Fonte: Medisan;22(8), set.-oct. 2018.
Idioma: es.
Resumo: Se realizó un estudio clínico, prospectivo, intervencionista y comparativo, de 41 pacientes (31 ojos) con diagnóstico de queratitis punteada superficial -seleccionados por muestreo aleatorio simple-, atendidos en el Hospital Infantil Docente Sur Dr Antonio María Béguez César de Santiago de Cuba, desde noviembre del 2016 hasta mayo del 2017, con vistas a demostrar la eficacia del tratamiento tópico con colirio de plaquetas plasmáticas en ellos, para lo cual se conformaron 2 grupos: el A, que recibió tratamiento tópico convencional, y el B con la misma terapia más colirio de plasma rico en plaquetas. Los pacientes tuvieron seguimiento clínico a las dos y cuatro semanas de aplicado el tratamiento. En la mayoría de los pacientes del grupo B el tiempo de cicatrización corneal fue de 7 días y el de curación de 2 semanas; de manera que se demostró la eficacia de este colirio autólogo en la cicatrización corneal, sin riesgo de reacción inmunológica y de bajo costo económico.

A clinical, prospective, interventionist and comparative study of 41 patients (31 eyes) with diagnosis of superficial punctate queratitis -selected by simple random sampling-, assisted in Dr Antonio María Béguez Caesar Southern Teaching Pediatric Hospital in Santiago de Cuba was carried out from November, 2016 to May, 2017, with the objective of demonstrating the effectiveness of the topical treatment of plasmatic platelets in them with eyewash, for which 2 groups were formed: group A with conventional topical treatment, and group B with the same therapy plus eyewash with rich platelets plasm. The patients had clinical follow- up at two and four weeks of having applied the treatment. In most of the patients of group B the time of corneal scaring was of 7 days and that of cure of 2 weeks; so that the effectiveness of this autologous eyewash was demonstrated in the corneal scaring, without risk of immunological reaction and with low economic cost.
Descritores: Plasma Rico em Plaquetas/metabolismo
Lesões da Córnea/terapia
Ceratite/terapia
-Cicatrização/efeitos dos fármacos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-831462
Autor: Werli-Alvarenga, Andreza.
Título: Efeito das intervenções de enfermagem na prevenção de lesão na córnea: ensaio clínico randomizado / Effect of nursing interventions in the prevention of corneal injury: randomized clinical trial.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2014. 143 p. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Pacientes criticamente enfermos apresentam maior risco para lesão na córnea, uma vez que os mecanismos responsáveis pela lubrificação e proteção ocular podem estar comprometidos. Entretanto, a literatura diverge em relação à melhor prática clínica para a sua prevenção e tratamento. Objetivo: Avaliar o efeito das intervenções de enfermagem: higiene ocular, gel ocular, colírio e filme de polietileno para a prevenção de lesão na córnea em pacientes criticamente enfermos. Casuística e método: foram incluídos pacientes clínicos e cirúrgicos admitidos na UTI de um hospital de ensino, que apresentassem um dos seguintes critérios: pacientes sedados (valor da escala de Ramsay em 5 ou 6); pacientes comatosos (escala de coma de Glasgow menor ou igual a 7); pacientes em ventilação mecânica; pacientes em uso de máscara facial de oxigênio com oferta maior que 6 litros/minuto; reflexo de piscar menor que cinco vezes por minuto; exposição do globo ocular (conjuntiva e/ou córnea). Esses indivíduos foram alocados aleatoriamente para um dos seguintes cuidados: higiene ocular, gel ocular, colírio ou filme de polietileno. Os pacientes eram seguidos até a alta da UTI e o desfecho (lesão na córnea) foi avaliado diariamente através do exame ocular com fluoresceína e oftalmoscópio com luz azul de cobalto. A avaliação da eficácia do cuidado ocular foi medida comparando cada cuidado à higiene ocular, bem como todos os grupos de intervenção entre si, através do valor da incidência de lesão na córnea encontrada em cada grupo (desfecho primário). Os desfechos secundários foram descritos em relação à caracterização demográfica, clínica e ocular. Modelo ajustado com os fatores de risco para lesão na córnea foi construído. Resultados: foram incluídos 360 pacientes no estudo, sendo 90 em cada grupo. A incidência de lesão na córnea foi superior no grupo controle (p<0,001) quando comparado aos demais grupos de intervenção. Ao comparar o gel ocular...

Critically ill patients are at greater risk for injury to the cornea, since the mechanisms responsible for lubrication and eye protection may be compromised. However, the literature differs on the best clinical practice for prevention and treatment. Objective: To evaluate the effect of nursing interventions: eye care, eye gel, eye drops and polyethylene film for the prevention of corneal injury in critically ill patients. Patients and methods: it included clinical and surgical patients admitted to the ICU of a teaching hospital, to present one of the following criteria: sedated patients (Ramsay scale value of 5 or 6); comatose patients (lower Glasgow Coma Scale or equal to 7); patients on mechanical ventilation; patients using facial mask with oxygen supply greater than 6 liters / minute; reflex blink less than five times per minute; exposure of the eye (conjunctiva and / or cornea). These individuals were randomly allocated to one of the following care: eye care, eye gel, eye drops or polyethylene film. Patients were followed until discharge from the ICU and the outcome (corneal injury) was evaluated daily by visual examination with fluorescein and ophthalmoscope with cobalt blue light. Assessing the effectiveness of eye care was measured by comparing every care to eye care as well as all intervention groups with each other, through the value of the incidence of corneal injury found in each group (primary endpoint). Secondary outcomes were described in relation to demographic and clinical characteristics and eye. Model adjusted to the risk factors for corneal injury was built. Results: 360 patients were included in the study, 90 in each group. The incidence of corneal injury was higher in the control group (p <0.001) when compared to other intervention groups. Comparing the eye gel and eye drops (p = 0.035) and polyethylene eyedrop group (p = 0.018), statistically significant differences were...
Descritores: Lesões da Córnea/enfermagem
Lesões da Córnea/prevenção & controle
Cuidados de Enfermagem
-Administração Oftálmica
Lesões da Córnea/epidemiologia
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Fatores de Risco
Inquéritos e Questionários
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1; T-WW220, ALEF


  4 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-768179
Autor: Arici, Ceyhun; Iskeleli, Guzin; Atalay, Eray; Mangan, Mehmet Serhat; Kilic, Belgin.
Título: Molten metal-related ocular thermal burn: report on two cases / Queimadura térmica ocular por metal derretido: relato de dois casos
Fonte: Arq. bras. oftalmol;78(6):379-381, Nov.-Dec. 2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT We report two cases of severe thermal burns on the ocular surface and its adnexal appendages that developed secondary to exposure to molten heavy metal with a melting temperature of near-thousand degree Celsius. Despite aggressive intervention and strict monitoring, the profound inflammation caused significant damage to the ocular surface, ending up in an intractable infection with an unfavorable outcome. The heat of the molten metal at impact, the heat-retaining capacity of the heavy metal, the total area of the ocular surface exposed to the molten metal, and the duration of exposure determined the severity of the injury. The unfavorable outcome, despite an intensive treatment, in terms of visual acuity and cosmetic appearance, should be explicitly explained to the patient, and a psychiatrist consultation should be considered if necessary.

RESUMO Relatamos dois casos de queimaduras graves da superfície ocular e seus anexos causadas por exposição à metais pesados derretidos com temperatura de fusão de quase mil graus Celsius. Embora rigorosamente acompanhados, a inflamação intensa causou danos significativos para a superfície ocular, que acabou em uma infecção intratável com um resultado desfavorável. O calor do metal fundido no momento do impacto, a capacidade de retenção de calor do metal pesado, a área total da superfície ocular exposta ao metal fundido e a duração da exposição determinaram a gravidade da lesão que vai ocorrer. O resultado desfavorável, apesar do tratamento intensivo, em relação à acuidade visual e à aparência estética, devem ser claramente explicados ao paciente e uma consulta ao psiquiatra deve ser considerada, se necessário.
Descritores: Queimaduras Oculares/etiologia
Temperatura Alta
Metais
-Lesões da Córnea/etiologia
Queimaduras Oculares/patologia
Queimaduras Oculares/terapia
Índices de Gravidade do Trauma
Resultado do Tratamento
Acuidade Visual
Limites: Adulto
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-768172
Autor: Esporcatte, Bruno Leonardo Barranco; Lopes, Flávio Siqueira Santos; Fonseca Netto, Camila; Rebouças-Santos, Vespasiano; Dias, Diego Torres; Marujo, Fábio Iglesias; Rolim-de-Moura, Christiane.
Título: Rebound tonometry versus Goldmann tonometry in school children: feasibility and agreement of intraocular pressure measurements / Tonometria de rebote versus tonometria de Goldmann em crianças em idade escolar: viabilidade e concordância entre as medidas da pressão intraocular
Fonte: Arq. bras. oftalmol;78(6):359-362, Nov.-Dec. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: High intraocular pressure (IOP) is an important risk factor for a variety of pediatric ophthalmic conditions. The purpose of this study is to evaluate the feasibility, length of examination, and corneal epithelial damage induced by rebound tonometry (RBT) versus Goldmann applanation tonometry (GAT) in school children. Methods: Healthy children (n=57) participated in a randomized, transversal study with IOP measurement by GAT followed by RBT (study arm 1) or RBT followed by GAT (study arm 2). The number of attempts to acquire a reliable IOP measurement and the length of the examination were quantified. Corneal epithelial damage induced by tonometry was evaluated. Bland-Altman analysis was performed to establish the level of agreement between the two techniques. Results: The IOP was measured in all children with at least one of the devices. In both study arms, more children failed to be examined with GAT than with RBT (26% vs. 4%, and 16% vs. 6%, p<0.001, in study arm 1 and 2, respectively). The length of examination was shorter for RBT than for GAT (67.81 s ± 35.20 s vs. 126.70 s ± 56.60 s; p<0.0001); IOP measurements with RBT in both study arms were higher than those with GAT (15.20 ± 2.74 mmHg vs. 13.25 ± 2.47 mmHg, p=0.0247 and 16.76 ± 3.99 mmHg vs. 13.92 ± 2.08 mmHg, p=0.003, respectively). No difference was observed between RBT and GAT regarding the corneal epithelial damage caused by tonometry. Conclusion: IOP measurement is feasible in a greater number of children with RBT, and the examination was faster than that for GAT. Compared with GAT, RBT tended to overestimate the IOP. None of the methods induced marked corneal epithelial defects.

RESUMO Objetivo: A pressão intraocular (PIO) elevada é um importante fator de risco presente em diversas patologias que acometem crianças. O objetivo deste estudo é avaliar a viabilidade, a duração do exame e o dano epitelial corneano induzido pela tonometria de rebote (RBT) versus a tonometria de aplanação de Goldmann (GAT) em crianças em idade escolar. Métodos: Crianças sem comorbidades (n=57) participaram de um estudo randomizado e transversal com medidas da pressão intraocular com GAT seguido de RBT (sequência 1) ou RBT seguido de GAT (sequência 2). O número de tentativas para adquirir uma medição confiável da pressão intraocular e a duração de exame foi quantificado. Danos epiteliais induzidos pela tonometria foram avaliados. Análise de Bland-Altman foi realizada para estabelecer a concordância entre as duas técnicas. Resultados: A pressão intraocular foi medida em todas as crianças com pelo menos com um dos dispositivos. Em ambas as sequências do estudo, mais crianças não permitiram o exame com GAT (26% vs. 4% e 16% vs. 6%, p<0,001). A duração exame com RBT foi menor (67,81 ± 35,20 s vs. 126,70 ± 56,60 s; p<0,0001). As medições de pressão intraocular com este tonômetro em ambas as sequências do estudo foram mais elevadas do que as medidas adquiridas com GAT (15,20 ± 2,74 mmHg vs 13,25 ± 2,47 mmHg, p=0,0247 e 16,76 ± 3,99 mmHg vs. 13,92 ± 2,08 mmHg; p=0,003, respectivamente). Não foi observada diferença quanto à lesão epitelial corneana induzida pela tonometria com RBT e GAT. Conclusão: A medição da pressão intraocular foi possível em um maior número de crianças com a tonometria de rebote, além de ser um exame mais rápido do que GAT. A pressão intraocular foi superestimada com RBT em comparação com GAT. Nenhum dos métodos induziu defeito epitelial corneano significativo.
Descritores: Córnea/anatomia & histologia
Pressão Intraocular/fisiologia
Tonometria Ocular/métodos
-Estudos Transversais
Lesões da Córnea/etiologia
Paquimetria Corneana/métodos
Estudos de Viabilidade
Valores de Referência
Reprodutibilidade dos Testes
Estatísticas não Paramétricas
Fatores de Tempo
Tonometria Ocular/efeitos adversos
Tonometria Ocular/instrumentação
Limites: Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudos de Avaliação
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-768159
Autor: Perches, C. S; Pellizzon, C. H; Ranzani, J. J. T; Donatti, C; Padovani, C. R; Merlini, N. B; Fonzar, J. F; Beserra, H. E. O; Rocha, N. S; Brandão, C. V. S.
Título: Expressão de metaloproteinases de matriz e PCNA em úlceras de córnea profundas, induzidas em coelhos, tratadas com plasma rico em plaquetas / Expression of matrix metalloproteinases and PCNA in deep corneal ulcers induced in rabbits, treated with platelet-rich plasma
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;67(6):1607-1615, nov.-dez. 2015. graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa e Ensino do Estado de São Paulo; . CNPq.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do plasma rico (PRP) e pobre (PPP) em plaquetas na proliferação celular e expressão de metaloproteinases de matriz (MMPs), durante a reparação de úlceras corneais profundas. Foram utilizadas 45 coelhas, distribuídas em 3 grupos (G) experimentais (n=15), designados como grupos PRP (GR), PPP (GP) e Controle (GC), de acordo com o tratamento. Todos os animais foram submetidos à indução cirúrgica unilateral de úlcera corneal. No GR e GP, o sangue autólogo foi centrifugado, utilizando-se protocolo padronizado, e foram confeccionados os colírios de PRP e PPP, e instilados cinco vezes ao dia. No GC, foi utilizado colírio lubrificante. Cada grupo foi subdividido (n=5), segundo o momento final de avaliação, sendo 4 (M4), 7 (M7) e 30 dias (M30). As córneas dos animais foram processadas para avaliação morfológica e imuno-histoquímica para PCNA, MMP1, MMP2, MMP9, MT1-MMP e TIMP1. No M4, os níveis de MMP2 foram maiores no GP e GR, sendo que, no M7, esse comportamento foi observado apenas no GP. No M30, no GR, verificou-se maior número de células epiteliais e marcação para MMP1 que o GP. No GR, a proliferação celular foi maior no M4 que nos demais momentos, e a marcação para MMP2 foi maior no M4 que no M30. O PRP estimula a proliferação celular na fase inicial (M4) do tratamento quando comparado aos demais momentos, diferentemente dos demais tratamentos. O uso de colírios de plasma rico e pobre em plaquetas influencia a expressão de metaloproteinases de matriz envolvidas no processo de reparação corneal.

The aim of this study was to evaluate the influence of platelet-rich (PRP) and poor (PPP) plasma in cell proliferation and matrix metalloproteinases (MMPs) expression during the repair of deep corneal ulcers. Forty-five female rabbits were distributed in 3 experimental groups (G) (n = 15), referred to as PRP (GR), PPP (GP) and Control (GC) groups, in accordance with the treatment. All animals underwent surgical induction of unilateral corneal ulcer. PRP and PPP eye drops were made by using centrifuged blood through standardized protocol, and instilled five times a day. In GC, lubricant eye drops were used. Each group was subdivided (n = 5) according to the final time point, 4 (M4), 7 (M7) and 30 days (M30). The animals' corneas were processed for morphological and immunohistochemical analysis for PCNA, MMP1, MMP2, MMP9, MT1-MMP and TIMP1. In M4, the levels of MMP2 were higher in GP and GR, and in M7, this behavior was only observed in the GP. In M30, more epithelial cells and MMP1 expression were found in GR than GP. In GR, cell proliferation was higher in M4 than at other time points and MMP2 expression was higher in M4 than M30. The PRP stimulates cell proliferation in the early phase (M4) of treatment when compared to other time points, different from other treatments. The use of eye drops of platelet-rich and poor plasma influences the expression of matrix metalloproteinases involved in the corneal repair process.
Descritores: Antígeno Nuclear de Célula em Proliferação/análise
Metaloproteinases da Matriz/análise
Plasma Rico em Plaquetas/fisiologia
Úlcera da Córnea/cirurgia
-Cicatrização/fisiologia
Imuno-Histoquímica/veterinária
Lesões da Córnea/veterinária
Proliferação Celular/fisiologia
Limites: Animais
Feminino
Coelhos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-735803
Autor: Gonul, Saban; Bozkurt, Banu; Okudan, Suleyman.
Título: Metallic corneal foreign bodies: an occupational health hazard / Corpos estranhos metálicos na córnea: um problema de saúde ocupacional
Fonte: Arq. bras. oftalmol;77(6):411-411, Nov-Dec/2014.
Idioma: en.
Descritores: Acidentes de Trabalho/estatística & dados numéricos
Lesões da Córnea/epidemiologia
Corpos Estranhos no Olho/epidemiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Comentário
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-735800
Autor: Kucukevcilioglu, Murat; Hurmeric, Volkan.
Título: Ultrasound biomicroscopy confirmation of corneal overriding due to improper suturing of full-thickness corneal laceration / Confirmação por biomicroscopia ultrassônica de encavalamento corneano devido à sutura inadequada de laceração de espessura total da córnea
Fonte: Arq. bras. oftalmol;77(6):392-394, Nov-Dec/2014. graf.
Idioma: en.
Resumo: We herein present a case with corneal overriding due to improper suturing of a full-thickness corneal laceration. There was a 2.5-mm difference between horizontal and vertical white-to-white measurements in the cornea. However, slit lamp examination failed to demonstrate the exact architecture of the laceration. Ultrasound biomicroscopy defined the wound edges thoroughly and confirmed the presence of corneal overriding. Six weeks after suture enhancement, the abnormal oval appearance of the cornea was absent and correct apposition of the corneal edges was seen on ultrasound biomicroscopy. Ultrasound biomicroscopy can be used in preoperative surgical planning of cases with complicated corneal lacerations. It can be used to adjust and enhance wound architecture in eyes with penetrating injury.

Apresentamos um caso com encavalamento corneano devido à sutura inadequada de uma laceração da córnea de espessura total. Houve uma diferença 2,5 mm entre as medidas do branco ao branco horizontais e verticais na córnea. No entanto, o exame da lâmpada de fenda não conseguiu demonstrar a arquitetura exata da laceração. A biomicroscopia ultrassônica definiu as bordas da ferida completamente e confirmou a presença de encavalamento da córnea. Seis semanas após a melhora da sutura, a aparência oval anormal da córnea havia desaparecido, e a correta aposição das bordas da córnea foi identificada na biomicroscopia ultrassônica. A biomicroscopia ultrassônica pode ser usada no planejamento cirúrgico pré-operatório de casos com lacerações corneanas complicadas. Ela pode ser utilizada para ajustar e melhorar a arquitetura da ferida em olhos com lesão penetrante.
Descritores: Lesões da Córnea/cirurgia
Lacerações/cirurgia
Complicações Pós-Operatórias/cirurgia
Técnicas de Sutura/efeitos adversos
-Lesões da Córnea
Ferimentos Oculares Penetrantes/complicações
Ferimentos Oculares Penetrantes/cirurgia
Lacerações
Microscopia Acústica/métodos
Complicações Pós-Operatórias
Resultado do Tratamento
Limites: Adulto
Seres Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 9 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-716260
Autor: Ozkurt, Zeynep Gursel; Yuksel, Harun; Saka, Gunay; Guclu, Hande; Evsen, Sina; Balsak, Selahattin.
Título: Metallic corneal foreign bodies: an occupational health hazard / Corpos estranhos metálicos na córnea: um problema de saúde ocupacional
Fonte: Arq. bras. oftalmol;77(2):81-83, Mar-Apr/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Purpose: To analyze the risk factors, outcomes, demographic characteristics, and attitudes of workers with metallic corneal foreign body (FB) injury. Methods: One hundred consecutive patients who presented with a metallic corneal FB to the eye clinic at Diyarbakir Training and Research Hospital were evaluated. The patients completed a questionnaire and were examined to determine features of the injury. Results: All patients were male. The mean age was 32.46 ± 1.03 years. Fiftyfive percent of the patients were unregistered workers, 59% were working in the metal industry sector, and 65% injuries resulted from metal cutting. Protective goggles were available in the workplace of 64% patients. However, 57% patients were not wearing goggles when the accident occurred, and 43% were injured despite goggle use. Most patients (52%) attempted to remove FBs by themselves. FBs were located in the central zone of the cornea in 16% patients. Rust marks remained after FB removal in 26% patients. Corneal scars from previous FB injuries were present in 58% patients. Only 8% workplaces provided compensation for physician visits for occupation related illnesses. Conclusions: Workplaces with a high risk for eye injuries should increase their protective measures, and educational programs should be implemented for both workers and occupational physicians. The government should enforce laws regarding unregistered workers in a better manner. .

Objetivo: Analisar os fatores de risco, resultados, características demográficas dos trabalhadores e atitudes em relação à lesão por corpo estranho metálico na córnea. Métodos: Foram avaliados cem pacientes consecutivos que se apresentaram com corpo estranho metálico na córnea à clínica oftalmológica do Diyarbakir Training and Research Hospital. Um questionário foi respondido e as características da lesão foram anotadas. Resultados: Todos os pacientes eram do sexo masculino. A idade média foi de 32,46 ± 1,03 anos. Cinquenta e cinco por cento dos pacientes eram trabalhadores não registrados. Cinquenta e nove por cento dos pacientes estavam trabalhando no setor da indústria metal, 65% das lesões resultaram de corte de metal. A presença de óculos de proteção no local de trabalho foi de 64%. Cinquenta e sete por cento dos pacientes não estavam usando óculos de proteção no momento do acidente, e 43% sofreram a lesão, apesar do uso óculos de proteção. Cinquenta e dois por cento dos pacientes tentaram remover o corpo estranho por si só. Dezesseis por cento dos corpos estranhos foram na zona central da córnea. Um depósito de ferrugem permaneceu após a remoção do corpo estranho em 26% dos pacientes. Cinquenta e oito por cento dos pacientes tinham cicatrizes na córnea por causa de lesões por corpo estranho anteriores. Os locais de trabalho que proporcionaram remuneração por visita médica relacionada à ocupação foram de apenas 8%. Conclusões: Locais de trabalho de alto risco devem ser detectados e medidas de proteção devem ser aumentadas. Os programas educacionais devem ser implementados para os trabalhadores e médicos do trabalho. As leis sobre trabalhadores sem carteira assinada ...
Descritores: Acidentes de Trabalho/estatística & dados numéricos
Lesões da Córnea/epidemiologia
Corpos Estranhos no Olho/epidemiologia
-Lesões da Córnea/etiologia
Fatores de Risco
Turquia/epidemiologia
Limites: Adolescente
Adulto
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde