Base de dados : LILACS
Pesquisa : C12.777.934.284.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 22 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 22 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-564317
Autor: Gonçalves, Tatiana Maria; Silva, Erico Vinícius Campos Moreira da; Campos, Lígia Maria Pirani de; Semenzati, Graziela; Weber, Silke Anna Theresa.
Título: Avaliação da enurese noturna em crianças com distúrbios respiratórios obstrutivos (DRO) durante o sono, antes e após adenotonsilectomia / Nocturnal enuresis in children with obstructive breathing disorders during sleep, before and after adenotonsilectomy
Fonte: RBM rev. bras. med;67(supl.7), set. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Distúrbios respiratórios obstrutivos (DRO) são frequentes em crianças e têm como sua principal causa a hipertrofia das tonsilas. A enurese noturna tem sido associada aos DRO, causando assim importante impacto psicossocial. Objetivo: Avaliar a associação entre enurese e DRO em crianças e sua possível melhora após adenoidectomia e/ou tonsilectomia. Métodos: Foram estudadas 138 crianças do Ambulatório de Distúrbios do Sono, com idade entre 5 e 12 anos, com indicação de adeno e/ou tonsilectomia por DRO. Foram analisadas variáveis como: sexo, idade e presença de enurese. As crianças foram reavaliadas três a seis meses após o tratamento cirúrgico. Resultado: Dentre as 138 crianças, 31 (22,5%) apresentavam enurese noturna. Houve predomínio na faixa etária de cinco a sete anos, com distribuição igual entre os gêneros. Houve melhora da enurese em 21 (67,7%) dos pacientes após o procedimento cirúrgico, em sete (70%) das dez crianças nas quais persistiu a enurese, também houve persistência dos roncos. Conclusão: A enurese noturna é frequente em crianças com DRO e pode ter melhora após tratamento da causa da obstrução respiratória, sugerindo interação entre SAOS e enurese noturna.
Descritores: Doenças Respiratórias/cirurgia
Doenças Respiratórias/patologia
Enurese Noturna/etiologia
Tonsilectomia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  2 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Vasconcelos, Mônica Maria de Almeida
Texto completo
Id: biblio-906552
Autor: Vasconcelos, Mônica Maria de Almeida.
Título: Enurese noturna: o que há de novo? / Night Enuresis: What's New?
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;24(supl.10):12-14, 2014.
Idioma: pt.
Descritores: Enurese Noturna/prevenção & controle
Enurese Noturna/terapia
-Psicologia da Criança/tendências
Enurese Noturna/tratamento farmacológico
Imipramina/efeitos adversos
Limites: Seres Humanos
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  3 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Silvares, Edwiges Ferreira de Mattos
Texto completo
Id: biblio-963672
Autor: Ferrari, Rafaela Almeida; Pereira, Rodrigo Fernando; Alckmin-Carvalho, Felipe; Rafihi-Ferreira, Renatha; Silvares, Edwiges Ferreira de Mattos.
Título: Efeitos do tratamento com alarme para enurese no autoconceito de crianças / Effects of alarm treatment for enuresis on children's self-concept / Efectos del tratamiento con alarma para enuresis en el autoconcepto de niños
Fonte: Aval. psicol;16(4):397-404, 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo do estudo foi avaliar a eficácia do tratamento comportamental para enurese com uso de alarme, realizado à distância, e avaliar efeitos da intervenção no autoconceito dos participantes. Trata-se de um ensaio clínico com delineamento quase-experimental de grupos. Trinta e uma crianças com enurese primária monossintomática participaram (M(idade)=8,3; DP=1,3), 15 meninos (48,3%). Para avaliar a enurese, foi utilizado o Formulário de Avaliação da Enurese; para o autoconceito, a Escala de Autoconceito Infantojuvenil; para instruções sobre o tratamento, o Guia de Pais. A taxa de sucesso no tratamento foi de 71%. Houve diferença estatisticamente detectável na variação do autoconceito pessoal pré e pós-intervenção (M=4,8; DP=1,9; vs M=6,1; DP=1,9; p=0,01), independentemente do desfecho, e diferenças no autoconceito social entre as médias de crianças que tiveram sucesso no tratamento (M=9,8; DP=1,9 vs M=0,5; DP=1,5; p=0,03). A proposta de tratamento da enurese apresentada é viável e eficaz e impactou positivamente o autoconceito das crianças avaliadas. (AU)

The objective of the study was to evaluate the efficacy of enuresis alarm therapy, performed at a distance, and to evaluate the effects of the intervention on the participants' self-concept. This is a clinical trial with a quasi-experimental group design. Thirty-one children with mono-symptomatic primary enuresis participated (M(age)=8.3, SD=1.3), 15 boys (48.3%). Assessments were made using the Enuresis Evaluation Form; Child-Juvenile Self-Concept Scale; and the Parents' Guide, for treatment instructions. Treatment success rate was 71%. There was a statistically significant difference in the variation of the personal self-concept before and after intervention (M=4.8, SD=1.9; vs M=6.1, SD=1.9; p=0.01), regardless of the outcome (M=9.8, SD=1.9 vs M=0.5, SD=1.5; p=0.03), and differences in the social self-concept among the means of children who had successful treatment (M=9.8, SD=1.9 vs M=0.5, DP=1.5; p=0.03). The proposed enuresis treatment is feasible and effective, and positively impacted the self-concept of the children evaluated. (AU)

El objetivo del estudio fue evaluar la eficacia del tratamiento comportamental para Enuresis, con uso de alarma, realizado a distancia, y evaluar también los efectos de la intervención en el autoconcepto de los participantes.Se trata de un ensayo clínico con delineamiento casi experimental de grupos. Participaron 31 niños con enuresis primaria monosintomático (M(edad)=8,3; DP=1,3), 15 varones (48,3%). Para evaluar la enuresis fue utilizado el Formulario de Evaluación de Enuresis, para el autoconcepto; Escala de Autoconcepto Infanto Juvenil, para instrucciones sobre el tratamiento; Guía de Padres. La tasa de éxito del tratamiento fue de 71%. Hubo diferencia estadísticamente detectable en la variación del autoconcepto personal antes y después de la intervención (M=4,8; DP=1,9; vs M=6,1; DP=1,9; p=0,01) independiente de los resultados, y diferencias en el autoconcepto social entre el promedio de los niños que tuvieron un tratamiento exitoso (M=9,8; DP=1,9 vs M=0,5; DP=1,5; p=0,03). La propuesta del tratamiento de enuresis presentada es viable y eficaz e impactó positivamente en el autoconcepto de los niños evaluados. (AU)
Descritores: Autoimagem
Terapia Comportamental
Alarme
Enurese Noturna/psicologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR1249.1 - Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas


  4 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-904918
Autor: Leite Pacheco, Rafael; Dittrich, Nicole; Aparecida de Aguiar Kopke, Luciane; Vianna Pachito, Daniela; Maria Machado, Daisy; Riera, Rachel.
Título: Evidências de revisões sistemáticas Cochrane sobre tratamento da enurese em crianças / Evidence from Cochrane systematic reviews on treatment of enuresis in children
Fonte: Diagn. tratamento;23(2):76-82, abr.-jun. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Contexto: Apesar de a enurese acometer mais de 15% das crianças e ter impacto importante na sua qualidade de vida, existem muitas incertezas sobre a efetividade e a segurança das intervenções disponíveis para o seu tratamento. Objetivo: Avaliar evidências de revisões sistemáticas Cochrane sobre efetividade e segurança de intervenções para o tratamento da enurese em crianças. Métodos: Revisão de revisões sistemáticas com busca sistematizada na Biblioteca Cochrane. Dois autores avaliaram a adequação das revisões encontradas aos critérios de inclusão e apresentaram uma síntese qualitativa de seus resultados. Resultados: Foram incluídas sete revisões que avaliaram o uso de intervenções farmacológicas (n = 3), comportamentais e educacionais (n = 4) em crianças com enurese. Conclusão: Desmopressina, indometacina, diclofenaco, diazepam e ibuprofeno/pseudoefedrina, intervenções com dispositivos de alarme e intervenções educacionais e comportamentais parecem ter algum benefício nos desfechos clínicos. No entanto, esses achados precisam ser confirmados em futuras atualizações das revisões sistemáticas existentes e por ensaios clínicos adicionais com melhor qualidade metodológica.
Descritores:
Tomada de Decisão Clínica
Medicina Baseada em Evidências
Prática Clínica Baseada em Evidências
Enurese Noturna
Revisão
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR171 - APM/Unidade de Publicações


  5 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870996
Autor: Soster, Leticia Maria Santoro Franco Azevedo.
Título: Análise da microarquitetura do sono (padrão alternante cíclico) na polissonografia de crianças com enurese noturna monossintomática / Sleep microstructure analysis (Cyclic Alternating Pattern) in children with monosymptomatic nocturnal enuresis.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. [110] p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: A enurese noturna (EN) é considerada como a eliminação de urina no período noturno, de forma involuntária, em indivíduos com cinco ou mais anos de idade em pelo menos duas noites no mês até todas as noites. EN pode ser do tipo monossintomática, quando ocorre na ausência de outros sintomas, ou não monossintomática, na presença de sintomas de vesicais diurnos. Apesar de historicamente conhecida com uma desordem psiquiátrica, a EN monossintomática está incluída na Classificação Internacional dos Transtornos de 2012 como uma parassonia podendo ocorrer em qualquer fase do sono, porém predominantemente no sono não REM. Está comumente associada a hiperatividade vesical, produção excessiva de urina e falha em acordar após o enchimento vesical. Apesar de ocorrer no sono, a avaliação do sono pelos padrões usuais falhou em encontrar justificativa para este processo patológico. A análise da microestrutura do sono é uma ferramenta mais refinada e precisa que pode auxiliar na busca do mecanismo neurofisiológico que justifica este processo. Objetivo: Analisar os padrões de microarquitetura de sono atrvés do Padrão alternante Cíclico (CAP) nas crianças com EN monossintomática para melhor compreensão das bases neurofisiológicas da EN. Metodologia: Trinta e seis crianças sendo, 22 enuréticos e 14 controles com idade variando entre sete e 17 anos de idade, que satisfizeram os critérios de inclusão, foram submetidas a triagem clínica e laboratorial, avaliados quanto aos aspectos do sono, com uso de diários de sono, das escalas de Berlin, Sleep Scale for Children (SDSC) e Escala de Sonolência de Epworth e posteriormente submetidos ao de estudo polissonográfico completo de noite inteira, com a avaliação do CAP. Resultados: As escalas de sonolência e de Berlin não evidenciaram anormalidades, o SDSC evidenciou apneia em 11/22 (50%), hiperidrose em 2/22 (9%) e transtorno da transição vigília-sono, do despertar e do início e manutenção de sono em 1/22...

Introduction: Nocturnal enuresis (NE) is defined as the lack of nocturnal urine control, in individuals with five or more years old for at least two nights in a month, but up to every night. EN can be monosymptomatic (ENM), when it occurs in the absence of other symptoms or non monosymptomatic in the presence of diurnal renal symptoms. Although historically known as a psychiatric disorder, ENM is included in the International Classification of Sleep Disorders 2012 as a parasomnia. It can occur at any sleep stage but predominantly in non-REM sleep. EN is commonly associated to bladder hyperactivity, excessive urine production and/or failure to wake up after bladder filling. Despite the occurrence in sleep, standard sleep evaluation has failed to find abnormalities. The analysis of sleep microstructure is a refined and more accurate tool that can help find the neurophysiological mechanism underlying this process. Purpose: To evaluate sleep microarchitecture through Clyclic Altenating Pattern (CAP) analysis in children with monosymptomatic NE and provide a better understanding of the neurophysiological basis of EN. Methods: After IRB approval, 36 children, 22 with NE and 14 controls aged between seven and 17 years old who met the inclusion criteria were submitted to clinical and laboratory screening, evaluated for aspects of sleep, using sleep logs, Berlin Questionnaire (BQ), Sleep Scale for Children (SDSC) and Epworth Sleepiness Scale (ESS) and submitted to a full polysomnographic study, with evaluation of CAP. Results: ESS and BQ evidenced no abnormalities, the SDSC showed mild sleep apnea in 11/22 (50%), hyperhidrosis in 2/22 (9%) and disorder of the sleep-wake transition, awakening and initiation and maintenance sleep in 1/22 (4.5%) each. Analysis of sleep macrostructure showed higher numbers of awakenings (p < 0.001) and N2 sleep (p = 0.0025) as well as greater amount of sleep N3 (p < 0.0001) when compared to controls. Sleep microstructure showed an...
Descritores: Eletroencefalografia
Enurese Noturna/fisiopatologia
Fases do Sono/fisiologia
Nível de Alerta/fisiologia
Parassonias
Periodicidade
Polissonografia
Ritmo Circadiano/fisiologia
Transtornos do Despertar do Sono
Transtornos do Sono-Vigília/fisiopatologia
-Adolescente
Criança
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1


  6 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870986
Autor: Sammour, Simone Nascimento Fagundes.
Título: Avaliação comparativa da eficácia do uso isolado e combinado de alarme noturno e desmopressina no tratamento da enurese noturna monossintomática / Comparative evaluation of the efficacy of isolated and combined use of night alarm and desmopressin in the treatment of monosymptomatic nocturnal enuresis.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. [188] p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: A enurese (EN) é uma condição clínica de etiologia multifatorial com característica de perda de urina intermitente no período noturno que promove uma dificuldade ao convívio social da criança/adolescente e pode ser afetada pela presença de comorbidades e por imaturidade do sistema nervoso na regulação central sobre o funcionamento vesical. O conjunto de eventos promotores do episódio da enurese, desde o enchimento vesical durante o sono até a deflagração do esvaziamento vesical involuntário sem acordar constitui-se no foco principal de abordagem clínico-laboratorial e terapêutica. Objetivo: Estudar o impacto de uma avaliação multidisciplinar do indivíduo com enurese noturna monossintomática (ENM) sobre a eficácia terapêutica dos métodos tradicionalmente utilizados em sua abordagem, assim como comparar, pela polissonografia (PSG), os efeitos da intervenção sobre a estrutura do sono. Método: Estudo prospectivo de crianças de 6 a 17 anos incompletos, com ENM, diagnosticada por avaliação multidisciplinar utilizando anamnese estruturada com enfoque nefropediátrico, exame clínico, diários das eliminações, ultrassonografia de rins e vias urinárias, análises laboratoriais de sangue e urina, exame neurológico, diário do sono, questionários de avaliação do sono e polissonografia, avaliação psicológica de distúrbios do comportamento pelo CBCL e da qualidade de vida pelo PedsQL 4.0 e avaliação fisioterapêutica do equilíbrio. Condições crônicas e genéticas constituíram exclusão do protocolo. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do HCFMUSP de número 0649/10 e apoio da FAPESP (2011/17589-1). Das 140 crianças/adolescentes ingressantes, foram excluídos 58 (41,4%) por comorbidades não tratáveis e/ou não aderência ao protocolo, 82/140 (58,6%) pacientes com ENM foram incluídos para intervenção terapêutica em três grupos de tratamento (alarme, desmopressina e alarme com desmopressina). A resposta à intervenção terapêutica foi avaliada no...

Introduction: Enuresis (NE) is a clinical condition of multifactorial etiology with intermittent nocturnal urine loss characteristic at night that leads to difficulties in child / adolescent social interaction. It can be affected by comorbidities and by immaturity of the central nervous system in the regulation of bladder function. The range of events of the bedwetting episode, from bladder filling until the involuntary triggering of bladder emptying during sleep, constitutes the main focus for clinical-laboratory and therapeutic approach. Objective: To study the impact of a multidisciplinary assessment of the patient with monosymptomatic nocturnal enuresis (MNE) on the therapeutic efficacy of the interventions traditionally used in its approach, and to compare, by polysomnography (PSG), the effects of intervention on sleep structure. Method: Prospective study of children, of 6 to 17 incomplete years, with MNE diagnosed by multidisciplinary assessment, based on: pediatric nephrology - oriented structured history, clinical examination, kidney and urinary tract ultrasound, laboratory tests of blood and urine and daily bladder and intestinal elimination diaries; neurological examination, sleep diary and sleep questionnaires and PSG; psychology evaluation using CBCL and PedsQL 4.0 questionnaires; physiotherapic evaluation of balance. The study was approved by the HCFMUSP Ethics Committee in Research of number 0649/10 and was supported by Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) Grant # 2011/17589-1. Of the 140 children/adolescents entering the study, 58 (41.4%) were excluded because of non - treatable comorbidities and / or nonadherence to study protocol, 82/140 (58.6%) patients with MNE were included for therapeutic intervention in three treatment groups (alarm, desmopressin and alarm with desmopressin). The response to therapeutic intervention was evaluated in the immediate and late post-intervention period, respectively...
Descritores: Adolescente
Alarme
Criança
Desamino Arginina Vasopressina
EVALUATION
Enurese Noturna
Fisioterapia
Psicologia da Criança
Sono
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1


  7 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-835168
Autor: Schoen, Teresa Helena.
Título: Problemas de comportamento em crianças e adolescentes com falta de controle urinário noturno / Behavioral problems in children and adolescents with nocturnal enuresis
Fonte: Psicol. argum;34(84):15-28, jan.-mar. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A enurese é um problema que aflige muitas crianças. O objetivo deste estudo foi investigar a associação entre a falta de controle urinário noturno e problemas de comportamento. Participaram 774 pais de crianças e adolescentes de 5 a 18 anos, respondendo ao Child Behavior Checklist - CBCL. Foi selecionado o item “meu filho faz xixi na cama”, que foi comparado com os demais itens do instrumento e seus resultados. Verificou-se que 8,91% dos pais assinalaram positivamente este item. Houve associação entre falta de controle urinário noturno e idade, escolaridade - os mais novos, os que estudam nas séries iniciais do Ensino Fundamental e os com defasagem idade-série escolar -, e problemas de comportamento medidos pelo CBCL. Observou-se que 'molhar a cama' é um problema comum e pode levar a importantes distúrbios sociais e psicológicos. A implementação de uma triagem para problemas psicológicos pode contribuir para um melhor tratamento da enurese noturna.

Enuresis (bedwetting) is a problem that affects a large number of children. The aim of the present study was to investigate associations with bedwetting and behavioral problems. A total of 774 parents of children and adolescents aged five to 18 years responded to the Child Behavior Checklist. The item “my child wets the bed” was selected and compared to the other items on this checklist. A total of 8.91% of the parents checked the item in question. Nocturnal enuresis was associated with age (younger children), schooling (those in early years of elementary school and those behind in school for their age) and behavioral problems measured by the checklist. Bedwetting is a common problem that can lead to social and psychological disorders. The implementation of a screening protocol for psychological problems could contribute to better treatment in cases of nocturnal enuresis.
Descritores: Comportamento
Comorbidade
Enurese Noturna
-Adolescente
Criança
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: BR495.1 - Biblioteca Central


  8 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-779889
Autor: Wright, Anne J..
Título: Daytime urinary incontinence: a chronic and comorbid condition of childhood / Incontinência urinária diurnal: uma doença crônica e comorbidade infantil
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);92(2):106-108, Mar.-Apr. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Enurese Diurna
Enurese Noturna
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-750122
Autor: Ferreira, Yuri Afonso.
Título: Análise da expressão das metaloproteinases e seus inibidores teciduais no músculo detrusor de pacientes com obstrução infravesical por hiperplasia prostática benigna / Expression of metalloproteinases and their tissue inhibitors in the detrusor muscle of patients with bladder outlet obstruction due to benign prostatic hyperplasia.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. [77] p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: A obstrução infravesical (OIV) de longo prazo secundária a hiperplasia prostática benigna (HPB) pode causar alterações funcionais e morfológicas na bexiga. Um dos principais eventos consiste no aumento da deposição de colágeno e perda de complacência vesical, levando a alteração de armazenamento e esvaziamento urinário. O aumento da deposição de colágeno na matriz extracelular (MEC) da musculatura detrusora é a principal razão para a diminuição da complacência vesical. Na bexiga, assim como em outros órgãos, este fenômeno depende da atividade equilibrada de enzimas proteolíticas, incluindo as metaloproteinases (MMP) e os seus inibidores endógenos (inibidores teciduais de metaloproteinases-TIMPs). Como estes fenômenos são desconhecidos na bexiga obstruída, o objetivo deste estudo foi avaliar a expressão gênica de colágeno, MMPs e seus inibidores na bexiga de pacientes com obstrução infravesical. Material e Métodos: Foi realizada uma análise prospectiva e controlada de 43 pacientes com OIV devido a HPB, que foram submetidos à ressecção transuretral da próstata (RTUP) entre 2011 e 2012. Como grupo controle foram selecionados espécimes de músculo detrusor de 10 pacientes que foram submetidos a prostatectomia radical retropúbica devido adenocarcinoma de próstata. Todos estes pacientes tinham idade menor que 60 anos, tamanho de próstata menor que 30 gramas ao ultra-som e escore internacional de sintomas prostáticos (IPSS) menor que 7. Todos os pacientes foram submetidos a estudo urodinâmico pré e pós operatório (após 6 meses). A biópsia de fragmento de músculo da bexiga foi realizada ao final da RTUP e colocada em solução estabilizadora de RNA para quantificação da expressão de colágenos I e III, metaloproteinases de matriz 1, 2 e 9, e inibidores de MMPs (TIMP1, TIMP2 e RECK) na bexiga de pacientes com HPB. Os genes descritos foram avaliados através da técnica de reação em cadeia da polimerase quantitativa em tempo real (qRT-PCR)....

Introduction: Long-term Bladder outlet obstruction (BOO) secondary to Benign prostatic Hyperplasia (BPH) can cause functional and morphological abnormalities in the bladder, such as increased collagen deposition and loss of compliance, leading to urinary storage and voiding symptoms. A decrease in bladder compliance is known to be correlated with deterioration of renal function. Increased deposition of collagen in the extracellular matrix (ECM) is the primary reason for a decreased compliance. In the bladder, as in other organs, this phenomenon is dependent on the balanced activity of proteolytic enzymes, including matrix metalloproteinases (MMPs) and their endogenous inhibitors, tissue inhibitors of metalloproteinases (TIMPs). The imbalance between MMPs and TIMPs is a key regulator in ECM turnover. Since these mechanisms are unknown in the obstructed bladder, the objective of this study was to evaluate gene expression of collagen, MMPs and their inhibitors in patients with bladder outlet obstruction due to BPH. Material and Methods: We performed a prospective and controlled analysis of 43 patients with BOO due to BPH who underwent transurethral resection of the prostate (TURP) from 2011 to 2012. The control group was comprised of 10 bladder specimens from patients with < 60 years who underwent radical prostatectomy with an International Prostatic Symptom Score (IPSS) < 8 and prostate volume < 30 grams. All patients underwent urodynamic analysis pre and post operatively after 6 months. A biopsy of the bladder muscle was performed at the end of TURP for analysis of collagen, metalloproteinases and TIMPs gene expressions. For this purpose we used the quantitative real time polymerase chain reaction method (qRT-PCR)...
Descritores: Colágeno Tipo I
Colágeno Tipo III
Expressão Gênica
Metaloproteinase 1 da Matriz
Metaloproteinase 9 da Matriz
Metaloproteases
METALOPROTEINASE TEMEFOS DA MATRIZ
Hiperplasia Prostática
Obstrução do Colo da Bexiga Urinária
Bexiga Urinária Hiperativa
-Enurese Noturna
Estudos Prospectivos
Inibidores Teciduais de Metaloproteinases
Ressecção Transuretral da Próstata
Urodinâmica
Limites: Seres Humanos
Meia-Idade
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  10 / 22 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-741579
Autor: Mota, Denise M.; Barros, Aluisio J.D.; Matijasevich, Alicia; Santos, Iná S..
Título: Prevalence of enuresis and urinary symptoms at age 7 years in the 2004 birth cohort from Pelotas, Brazil / Prevalência de enurese e sintomas miccionais aos sete anos na coorte de nascimentos de 2004, Pelotas, Brasil
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);91(1):52-58, Jan-Feb/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To determine the prevalence of enuresis, urinary, and bowel symptoms and associated factors in children aged 7 years in a birth cohort. METHODS: A pre-coded questionnaire was applied to 3,602 children who belonged to a birth cohort initiated in 2004 in Pelotas, Brazil. During home visits at 12, 24, and 48 months and at age 7 years, mothers answered a questionnaire with demographic questions and characteristics of bladder and bowel habits of children using a urinary symptom score. Poisson regression was used for the hierarchical multivariable analysis, with robust variance. RESULTS: The prevalence of enuresis was 10.6%;11.7% in males and 9.3% in females; enuresis was monosymptomatic in 9.8% of the children (10.8% of males and 8.3% of females); 37.4% had symptoms up to once a week; 32.9%, two to four times a week; and 26.2%, every day, with no difference between genders. The most common urinary symptoms were urinary urgency (22.7%) and urinary retention maneuvers (38.2%). In the multivariate analysis, it was observed that the number of urinary symptoms and the number of children at home showed a direct association with the presence of enuresis, whereas maternal education was inversely associated. CONCLUSIONS: Enuresis is a prevalent condition and should be investigated in clinical practice, especially in children of lower socioeconomic status. A detailed history of urinary habits detects associated urinary symptoms, which is important for adequate classification of enuresis and subsequent management. .

OBJETIVO: Determinar a prevalência de enurese, sintomas urinários e intestinais e fatores associados em crianças de sete anos, em uma coorte de nascimentos. MÉTODOS: Foi aplicado um questionário pré-codificado em 3.602 crianças pertencentes à coorte de nascimentos iniciada em 2004, em Pelotas, RS. Em visitas domiciliares realizadas aos 12, 24 e 48 meses e aos sete anos, as mães responderam um questionário com questões sociodemográficas e sobre as características e hábitos miccionais e intestinais das crianças, utilizando um escore de sintomas miccionais. Para a análise multivariável hierarquizada, utilizou-se regressão de Poisson com variância robusta. RESULTADOS: A prevalência de enurese de foi 10,6%, sendo 11,7% nos meninos e 9,3% nas meninas; a enurese foi monossintomática em 9,8% das crianças (10,8% dos meninos e 8,3% das meninas); 37,4% apresentavam o sintoma até uma vez por semana; 32,9%, duas a quetro vezes por semana; e 26,2% todos os dias, sem diferença entre os sexos. Os sintomas urinários mais frequentes foram urgência miccional (22,7%) e manobras de contenção urinária (38,2%). Na análise multivariável, observou-se que o número de sintomas miccionais e o número de crianças em casa mostraram relação direta com presença de enurese, enquanto que a escolaridade materna apresentou relação inversa. CONCLUSÕES: A enurese é uma patologia prevalente e deve ser investigada em consultas de rotina, especialmente em crianças com menor nível socioeconômico. Uma história detalhada sobre hábitos urinários pode detectar sintomas miccionais associados, importantes para uma adequada classificação da enurese e posterior manejo. .
Descritores: Enurese Noturna/epidemiologia
-Brasil/epidemiologia
Estudos de Coortes
Escolaridade
Hábitos
Distribuição de Poisson
Prevalência
Fatores de Risco
Fatores Sexuais
Fatores Socioeconômicos
Inquéritos e Questionários
Transtornos Urinários/epidemiologia
Limites: Criança
Pré-Escolar
Feminino
Seres Humanos
Lactente
Recém-Nascido
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde