Base de dados : LILACS
Pesquisa : C13.351.500.852.593.112 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-668332
Autor: Coser, Janaina; Fontoura, Simone; Belmonte, Cláudia; Vargas, Vera Regina Andrade.
Título: Relação entre fatores de risco e lesão precursora do câncer do colo do útero em mulheres com e sem ectopia cervical / Relation between risk factors and cervical cancer precursor lesion in women with and without cervical ectopy
Fonte: Rev. bras. anal. clin;44(1):50-54, 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A ectopia cervical, uma condição fisiológica do organismo da mulher, pode favorecer infecções genitais, até mesmo pelo papilomavírus humano, que é o principal fator de risco envolvido na carcinogênese cervical. O objetivo deste estudo foi relacionar alguns fatores de risco para lesão precursora de câncer de colo de útero com resultados de exames citopatológicos de mulheres com e sem ectopia cervical. Foi realizado um estudoobservacional descritivo transversal com mulheres que realizaram exame de rotina em um consultório médico privado no município de São Borja, entre janeiro e junho de 2009. O estudo constou de exame clínico e exame citológico. Pelo exame citológico de Papanicolaou foi determinada a presença de lesões precursoras do câncer de colo deútero, e pela inspeção visual foi identificada a ectopia cervical. Das 57 mulheres, 29 apresentaram ectopia e 28 não apresentaram ectopia. Entre os resultados citológicos com células epiteliais atípicas, 10,7% (3/28) das mulheres sem ectopia e 17,1% (5/29)das mulheres com ectopia apresentaram células epiteliais atípicas. Quando foram relacionados os fatores de risco entre as mulheres com ectopia e sem ectopia, o uso de anticoncepção oral (p = 0,007) e o número de filhos (p = 0,021) estiveram associados com a ectopia cervical.
Descritores: Anticoncepcionais Orais
Estudos Transversais
Erosão do Colo do Útero
Infecções por Papillomavirus
Fatores de Risco
Neoplasias do Colo do Útero
Esfregaço Vaginal
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-569888
Autor: Rodríguez, María Isabel; Umaña Llanos, Gerardo.
Título: Erosión cervical y trauma oclusal / Cervical erosion and occlusal trauma
Fonte: Rev. Estomat;4(1):6-13, jun. 1994. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Durante largo tiempo se ha observado la aparición de erosiones cervicales en los dientes. Algunas de ellas es posible asociarlas a factores mecánicos, cepillado, o químicos, dieta ácida, pero otras se apartan, totalmente, de estos factores etiológicos. La literatura se refiere poco a este tipo de lesiones, y no se han realizado estudios para buscar otras etiologías. Sólo Lee y Eakle, 1983, asocian la aparición de estas lesiones con trauma oclusal, específicamente con fuerzas laterales que producen tensión durante la masticación y movimientos parafuncionales, ocasionando interrupción de las uniones químicas entre los prismas del esmalte. El resultado es una estructura dentaria más susceptible al trauma, abrasión y disolución química. El presente es un estudio piloto que busca una asociación causal entre las fuerzas tensoras producidas por el trauma oclusal y la aparición de lesiones cervicales.

Cervical erosions have been associated to multiple etiologic factors such as oral hygiene techniques, dietary, bulimic behavior, but some of them are different and cannot be related to those causes. Lee and Eakle (1983) associate cervical erosions to lateral forces fram occlusal trauma, creating tensile and compressive stresses, affecting enamel and dettin while peripheral enamel in dento enamel junction demostrated low tensile and high compressive stresses, dentin demostrated a reverse trend. The result is a tooth structure more susceptible to trauma, abrasion and acid dissolution.
Descritores: Erosão do Colo do Útero
Lesões do Pescoço
Ajuste Oclusal
Abrasão Dentária
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO331 - Escuela de Odontologia


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-484524
Autor: Machado Junior, Luís Carlos; Dalmaso, Ana Sílvia Whitaker; Carvalho, Heráclito Barbosa de.
Título: Evidence for benefits from treating cervical ectopy: literature review / Evidências de benefícios no tratamento de ectopia do colo do útero: revisão de literatura
Fonte: Säo Paulo med. j;126(2):132-139, Mar. 2008. tab.
Idioma: en.
Resumo: CONTEXT AND PURPOSE: Uterine cervical ectopy (cervical erosion) is today considered to be a physiological condition, but there still seems to be a strong tendency towards treating it. The purpose of this study was to review the medical literature for evidence regarding benefits from treating cervical ectopy. METHODS: The following databases were reviewed: Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (Medline), Excerpta Medica Database (Embase), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs) and Cochrane Library databases. In addition, six medical textbooks were consulted. RESULTS: The review showed that: 1) there is probably an association between ectopy and higher risk of Chlamydia trachomatis, human papillomavirus and human immunodeficiency virus infection; 4) there is probably an association between ectopy and cervical intraepithelial neoplasia; 5) there is an association between ectopy and mucous discharge and nocturia; and 6) there is no evidence of an association between ectopy and cervical cancer, or of protection against cervical cancer associated with ectopy treatment. CONCLUSIONS: 1) No data were found in the medical literature to support routine treatment for ectopy; 2) Treatment could be recommended for symptom relief, but more symptoms are attributed to ectopy than could be demonstrated in a controlled study; 3) Further studies to test the hypothesis of protection against cervical cancer associated with treatment are necessary.

CONTEXTO E OBJETIVO: A ectopia do colo do útero é hoje considerada um fenômeno fisiológico, mas parece ainda haver uma forte tendência no sentido da intervenção (tratamento). Este estudo se propõe a realizar revisão da literatura buscando evidências de benefícios conseqüentes ao tratamento da ectopia. MÉTODOS: Pesquisa nas bases Medical Literature Analysis and Retrieval Sysem Online (Medline), Excerpta Medica Database (Embase), Literatura Latino-Americane e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs), Biblioteca Cochrane e seis livros especializados. RESULTADOS: A revisão mostrou que: 1) existe provavelmente associação de ectopia com infecção cervical por Chlamydia trachomatis, pelo vírus HPV e maior risco de soroconversão para HIV; 2) existe provavelmente associação entre ectopia e neoplasia intra-epitelial cervical; 3) existe associação com mucorréia e nictúria; 4) não existem evidências sobre associação entre ectopia e câncer de colo do útero nem sobre proteção contra este câncer proporcionada pelo tratamento da ectopia. CONCLUSÕES: 1) Não foram encontrados na literatura dados que justifiquem o tratamento rotineiro da ectopia; 2) O tratamento pode ser utilizado para tratar sintomas associados à ectopia, porém mais sintomas são atribuídos à ectopia do que se pôde confirmar em um estudo controlado; 3) Seriam necessários novos estudos para testar a hipótese de proteção contra o câncer de colo proporcionada pelo tratamento.
Descritores: Cauterização
Neoplasias de Células Escamosas/prevenção & controle
Erosão do Colo do Útero/cirurgia
Neoplasias do Colo do Útero/prevenção & controle
-Brasil
Neoplasia Intraepitelial Cervical/etiologia
Neoplasia Intraepitelial Cervical/patologia
Neoplasia Intraepitelial Cervical/prevenção & controle
Infecções por Chlamydia/complicações
Infecções por Chlamydia/patologia
Eletrocoagulação
Infecções por HIV/complicações
Infecções por HIV/patologia
Armazenamento e Recuperação da Informação/métodos
Metaplasia/patologia
Neoplasias de Células Escamosas/etiologia
Neoplasias de Células Escamosas/patologia
Erosão do Colo do Útero/microbiologia
Erosão do Colo do Útero/patologia
Neoplasias do Colo do Útero/etiologia
Neoplasias do Colo do Útero/patologia
Adulto Jovem
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-298191
Autor: Barata, Terezinha de Jesus Esteves; Fernandes, Maria Inez Lemos Peliz; Fernandes, José Marcos Alves.
Título: Lesöes cervicais näo cariosas: condutas clínicas / Non carious cervical lesions: clinical procedures
Fonte: ROBRAC;9(28):22-4, dez. 2000.
Idioma: pt.
Resumo: As lesöes cervicais näo cariosas constituem o grupo de lesöes de maior complexidade na prática clínica odontológica, principalmente no que se refere à identificaçäo do agente etiológico e ao tratamento proposto. Estas lesöes têm sido pesquisadas com maior interesse em decorrência da perda excessiva de tecido dentário na regiäo cervical (junçäo amelo-cementária) causar sensibilidade dentinária, problemas funcionais e/ou estéticos. A literatura as classifica em: erosäo, abrasäo, atriçäo e afraçäo. Este artigo apresenta uma revisäo da literatura a respeito das lesöes cervicais näo cariosas, com o objetivo de auxiliar o cirurgiäo dentista na identificaçäo e remoçäo dos agentes etiológicos envolvidos, recuperar a integridade funcional do elemento dentário por meio de procedimentos reabilitadores e prevenir o desenvolvimento de novas lesöes ou recidivas
Descritores: Sensibilidade da Dentina
Erosão do Colo do Útero
Hiperestesia
Abrasão Dentária
Erosão Dentária
Responsável: BR337.1 - Biblioteca


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-264508
Autor: García de Valente, María Shirley.
Título: Alteraciones bucales en pacientes con trastornos de alimentación / Oral alterations in patients with feeding disorders
Fonte: Bol. Asoc. Argent. Odontol. Niños;28(4):3-5, dic. 1999. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El presente trabajo describe algunos procesos de etiología no bacteriana: abrasión, atrición y erosión que afectan la integridad de los tejidos dentarios relacionados con los trastornos de la alimentación. La erosión dental, patología que aparece como secuela frecuente en pacientes con vómitos autoinducidos, es definida y clasificada. Son enumeradas las manifestaciones bucales y las medidas para prevenir la progresión de la lesión. La presencia de signos dentarios de la enfermedad permite al odontólogo identificar una patología que muchas veces es ocultada por la paciente, cumpliendo un importante rol en el equipo terapéutico
Descritores: Abrasão Dentária/etiologia
Anorexia Nervosa/complicações
Bulimia/complicações
Erosão do Colo do Útero
Erosão Dentária/etiologia
Refluxo Gastroesofágico
Vômito
-Abrasão Dentária/prevenção & controle
Antissépticos Bucais/uso terapêutico
Goma de Mascar
Deficiências Nutricionais
Cárie Dentária/etiologia
Solubilidade do Esmalte Dentário
Erosão Dentária/prevenção & controle
Fluoretos Tópicos/uso terapêutico
Equipe de Assistência ao Paciente
Saliva/fisiologia
Escovação Dentária
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: AR29.1 - Biblioteca



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde