Base de dados : LILACS
Pesquisa : C13.703.223.650 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 91 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 10 ir para página                        

  1 / 91 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890505
Autor: Cardoso, Ana Rita Paulo; Araújo, Maria Alix Leite; Cavalcante, Maria do Socorro; Frota, Mirna Albuquerque; Melo, Simone Paes de.
Título: Análise dos casos de sífilis gestacional e congênita nos anos de 2008 a 2010 em Fortaleza, Ceará, Brasil / Analysis of cases of gestational and congenital syphilis between 2008 and 2010 in Fortaleza, State of Ceará, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(2):563-574, Fev. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O presente estudo analisa os casos notificados de sífilis em gestantes e os possíveis desfechos para o feto e o recém-nascido em Fortaleza, Ceará. Estudo transversal que analisou 175 casos notificados de sífilis em gestantes, pareados com as correspondentes notificações de sífilis congênita durante os anos de 2008 a 2010. Utilizou-se estatística descritiva com frequências absolutas e relativas, medidas de tendência central e dispersão e qui-quadrado de Pearson para analisar a significância estatística, utilizando o valor de p < 0,05. Foram analisadas variáveis sociodemográficas das gestantes/puérperas, da assistência prestada aos recém-nascidos e o desfecho dos casos. Os resultados mostraram a ocorrência da sífilis em mulheres jovens com mais de 85,0% de tratamentos inadequados, 62,9% dos parceiros sexuais não tratados ou com informação ignorada e percentuais elevados da não realização dos exames preconizados para a investigação de sífilis congênita nas crianças. Dentre os conceptos, cinco foram natimortos, um aborto e três óbitos neonatais. A falta de tratamento adequado dos casos de sífilis em gestantes pode estar associada à morbimortalidade dos conceptos, mantendo essa infecção como um fardo no rol dos problemas de saúde pública.

Abstract This study analyzes the reported cases of syphilis in pregnant women and the possible outcomes for fetuses and the newborn in Fortaleza, Ceará. It is a cross-sectional study that analyzed 175 reported cases of syphilis in pregnant women matched with the corresponding reports of congenital syphilis during the years 2008-2010. Descriptive statistics with absolute and relative frequencies, central tendency and dispersion measures, and the Pearson's chi-square test were used to analyze the statistical significance using the p-value <0.05. Sociodemographic variables of pregnant/postpartum women, the assistance provided to newborns and the outcome of cases were analyzed. The results showed the occurrence of syphilis in young women with more than 85% of inappropriate treatment, 62.9% of untreated sexual partners or lack of statistics and high percentages of non-realization of the recommended tests for congenital syphilis investigation in children. Among the fetuses, five were stillborn, one miscarried and there were three neonatal deaths. The lack of adequate treatment of pregnant women may be associated with morbidity and mortality of fetuses, maintaining this infection as a burden on the list of public health problems.
Descritores: Complicações Infecciosas na Gravidez/epidemiologia
Sífilis Congênita/epidemiologia
Resultado da Gravidez
Sífilis/epidemiologia
-Complicações Infecciosas na Gravidez/microbiologia
Complicações Infecciosas na Gravidez/terapia
Brasil/epidemiologia
Parceiros Sexuais
Sífilis/terapia
Estudos Transversais
Natimorto/epidemiologia
Morte Perinatal/etiologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1003947
Autor: Güiza Argüello, Daniela Jimena; Sandoval Martínez, Diana Katherine; Álvarez Ojeda, Olga Mercedes.
Título: Trombosis antenatal de aneurisma espontáneo de conducto arterial / Antenatal thrombosis of arterial ductus spontaneous aneurysm
Fonte: Rev. cuba. obstet. ginecol;44(2):1-6, abr.-jun. 2018. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Los aneurismas espontáneos del conducto arterial se detectan inusualmente de forma prenatal. Su incidencia varía entre 1,5 por ciento y 8 por ciento de los embarazos. Usualmente se solucionan espontáneamente; sin embargo, pueden presentarse complicaciones letales como trombosis, embolia y ruptura. Los casos fatales descritos son escasos, la mayoría después del nacimiento. El objetivo es presentar el reporte de autopsia de un mortinato cuya causa de muerte fue la trombosis de aneurisma del conducto arterial. La madre fue una primigesta de 22 años de edad, con embarazo de 40 semanas sin antecedentes de importancia, atendida en un hospital de tercer nivel de Bucaramanga, Santander. Le realizamos una cesárea emergente por perfil biofísico fetal alterado y bradicardia fetal. Se obtuvo un mortinato masculino sin esfuerzo respiratorio, hipotónico, cianótico, que no respondió a maniobras de reanimación. Los hallazgos de autopsia relevantes fueron: dilatación auricular derecha y dilatación preductal con trombosis del conducto cuya luz estaba completamente ocluida por un coágulo. Los aneurismas ductales prenatales son una entidad que merece más estudio para determinar estrategias de diagnóstico precoz y seguimiento, y así disminuir el riesgo de desenlaces fatales(AU)

Introduction: Spontaneous ductus arteriosus aneurysm is a condition rarely diagnosed on prenatal imaging. Literature reveals 1,5 to 8 percent incidence on pregnancies. Most cases have spontaneous resolution, nonetheless, life-threatening complications such thrombosis, embolism and rupture can occur. Fatal cases reports are scarce, most of them presenting on newborns, days to months after birth. Objective: To present the autopsy report of a stillbirth whose cause of death was thrombosis of the arterial duct aneurysm. Methods: A 22-year healthy prime mother with 40-week pregnancy was assisted at a tertiary hospital in Bucaramanga, Santander. She required emergency cesarean section due to low biophysical profile and fetal bradycardia. The newborn had no respiratory effort, was floppy, cyanotic and did not respond to resuscitation maneuvers. The relevant autopsy findings were right atrial dilatation and preductal dilation with thrombosis of the duct whose lumen was completely occluded by a clot. Conclusions: The prenatal ductal aneurysm is an entity that deserves more study to determine strategies for early diagnosis and follow-up thus decrease the risk of fatal outcomes(AU)
Descritores: Diagnóstico Precoce
Canal Arterial/anormalidades
Aneurisma/complicações
-Natimorto/genética
Aneurisma/prevenção & controle
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-975433
Autor: Roth, Cassia.
Título: Birthing life and death: women's reproductive health in early twentieth-century Rio de Janeiro / Vida e morte no parto: saúde reprodutiva das mulheres no Rio de Janeiro do início do século XX
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;25(4):921-941, Oct.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This article explores women's reproductive health in early twentieth-century Rio de Janeiro, showing that elevated and sustained stillbirth and maternal mortality rates marked women's reproductive years. Syphilis and obstetric complications during childbirth were the main causes of stillbirths, while puerperal fever led maternal death rates. Utilizing traditional sources such as medical dissertations and lesser-used sources including criminal investigations, this article argues that despite official efforts to medicalize childbirth and increase access to clinical healthcare, no real improvements were made to women's reproductive health in the first half of the twentieth century. This, of course, did not make pregnancy and childbirth any easier for the women who embodied these statistics in their reproductive lives.

Resumo O artigo aborda a saúde reprodutiva das mulheres no Rio de Janeiro do início do século XX, mostrando que taxas elevadas de mortalidade materna e de contínua natimortalidade marcavam os anos reprodutivos das mulheres. As principais causas de natimortalidade eram sífilis e complicações obstétricas, enquanto febre puerperal encabeçava as taxas de morte materna. Utilizando fontes tradicionais como teses doutorais e fontes como investigações criminais, o artigo discute que, apesar dos esforços oficiais para medicalizar o parto e aumentar o acesso aos serviços de saúde, nenhuma melhoria real foi feita na saúde reprodutiva das mulheres na primeira metade do século XX. Isso, certamente, não facilitou a gravidez e o parto das mulheres que compunham as estatísticas em suas vidas reprodutivas.
Descritores: Mortalidade Materna/história
Saúde da Mulher/história
Parto Obstétrico/história
Natimorto
Saúde Reprodutiva/história
-Complicações Infecciosas na Gravidez/história
Infecção Puerperal/história
Brasil
Sífilis/complicações
Sífilis/história
Cidades
Parto Obstétrico/efeitos adversos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1098839
Autor: Gonçalves, Guilherme Quaresma; Carvalho, José Alberto Magno de; Wong, Laura Lídia Rodríguez; Turra, Cássio Maldonado.
Título: A transição da fecundidade no Brasil ao longo do século XX - uma perspectiva regional / Fertility transition in Brazil across the 20th century - a regional perspective / La transición de la fecundidad en Brasil durante el siglo XX. Una perspectiva regional
Fonte: Rev. bras. estud. popul;36:e0098, 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A essência da transição da fecundidade consiste na mudança de um padrão de intensiva reprodução, quando muitas crianças nascem, mas muitas morrem, para uma reversão desse cenário, passando os nascimentos a serem planejados. Grande parte da literatura sobre a transição da fecundidade no Brasil indica que esse processo teria começado na segunda metade da década de 1960, caracterizando a transição brasileira como tardia e rápida. Apesar desse aparente consenso, o objetivo do presente estudo é indicar quando e onde começou a transição da fecundidade no Brasil, reestimando a transição da fecundidade regional do país. Aplica-se a técnica proposta por Frias e Oliveira, nos anos 1990, aos dados dos Censos Demográficos de 1940, 1950 e 1970 a 2010. Os resultados indicam que a transição da fecundidade já vinha em curso, em parte considerável do Brasil, desde o início da década de 1930, mais especificamente no Rio de Janeiro, em São Paulo e no extremo sul do país. Como consequência desse cenário heterogêneo, foram identificadas duas fases da transição da fecundidade. Na primeira, a transição foi lenta, similar ao modelo europeu, sendo precursores as regiões do Rio de Janeiro, São Paulo e o extremo sul. A segunda fase foi muito rápida, em consonância com a transição da fecundidade dos países retardatários no processo.

The essence of fertility transition is the shift from intensive reproduction, when many children are born but few survive, to a new pattern where births are fewer and planned. Some articles discussing fertility transition in Brazil indicate that this process began in the second half of the 1960s, characterizing the Brazilian transition as late and fast. Despite this consensus, the objective of this paper was to identify "when" and "where" fertility transition started in Brazil, reassessing regional fertility transition. We used the method proposed by Frias and Oliveira (1991) applied to Brazilian census data (1940, 1950 and 1970 to 2010) Results indicate that fertility transition had been underway since, at least the 1930s in some of Brazil's most important regions like Rio de Janeiro, São Paulo, and the far South. Because of this complex scenario, we argue that Brazil experienced two phases of fertility transition. The first one would have been long and slow, like the European fertility transition, pioneered by Rio de Janeiro, São Paulo, and the far South, whereas the second one was short and fast, in line with the fertility transition observed in countries where the process began later.

La esencia de la transición de la fecundidad es el cambio de un patrón de reproducción intensiva -cuando nacen muchos niños y pocos sobreviven- a otro en el cual la mayor parte de los nacimientos son planificados. Gran parte de la literatura sobre la transición de la fecundidad en Brasil indica que este proceso comenzó en la segunda mitad de la década del sesenta, lo que la caracateriza como tardía y rápida. A pesar de este aparente consenso, el objetivo de este trabajo es determinar cuándo y dónde comenzó esta transición, identificando este proceso desde el punto de vista regional. Se aplica el método de Frias y Oliveira, originalmente propuesto en 1991, a los datos de fecundidad reciente de los censos demográficos de Brasil de 1940, 1950 y 1970 a 2010. Los resultados indican que la transición de la fecundidad ya estaba en curso, en parte de Brasil, desde principios de la década del treinta en Río de Janeiro, en San Pablo y en el extremo sur del país. Como consecuencia de este escenario heterogéneo, habría dos fases de la transición: la primera, larga y lenta, similar al modelo europeo, cuyos precursores fueron Río de Janeiro, San Pablo y el extremo Sur; la segunda, corta y rápida, como la transición de los países rezagados en el proceso.
Descritores: Coeficiente de Natalidade/tendências
Taxa de Fecundidade
-Brasil
Estudos de Coortes
Distribuição por Idade
Censos
Comportamento Reprodutivo
Nascimento Vivo
Natimorto
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  5 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145381
Autor: Nascimento, Rita de Cássia de Sousa.
Título: Mortalidade perinatal em Salvador: análise espacial das condições de evitabilidade e desigualdades sociais / Perinatal mortality in Salvador: spatial analysis of conditions of avoidability and social inequalities.
Fonte: Salvador; s.n; 28 abr. 2014. 77 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia. Instituto de Saúde Coletiva para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A mortalidade perinatal constitui-se na atualidade um grande desafio para as autoridades no mundo inteiro, em face da dificuldade para evitar estes óbitos, haja vista a complexidade dos fatores de risco. É grande a sua magnitude, mas não tão expressivas são as medidas de prevenção, especialmente nos países menos desenvolvidos. Assim sendo, representa um indicador sensível da qualidade e acesso à assistência obstétrica e neonatal. Esta pesquisa teve como objetivos identificar as áreas de risco, a evitabilidade das causas, os fatores associados à mortalidade perinatal e as desigualdades sociais nesta mortalidade em Salvador, Bahia, no ano de 2007. As unidades de análise foram as 62 áreas de ponderação desta capital soteropolitana. Os dados foram obtidos dos Sistemas de Informação de Nascidos Vivos e sobre Mortalidade, bem como do Censo Demográfico de 2010. A análise estatística foi realizada utilizando os softwares Arc-View, GeoDa, STATA e R. Para análise da evitabilidade, tomou-se como referência a Lista de Causas de Mortes Evitáveis por Intervenções do Sistema Único de Saúde do Brasil. A mortalidade perinatal em Salvador foi elevada no ano em estudo (25,81000/NV) e as maiores taxas se localizaram ao centro e algumas áreas concentradas ao norte, oeste, sul e leste. Não foi detectada dependência espacial para esta mortalidade pela estatística de I de Moran no estudo, a não ser para a mortalidade perinatal evitável pela atenção à gestação, pelo C de Geary, cujas áreas de risco se encontravam ao norte. Quase a totalidade dos óbitos foi evitável (92,1%) e quase metade destes ocorreu pelas causas evitáveis na atenção o parto, sendo a asfixia ao nascer a principal causa (31,5%). Em se tratando dos fatores associados à mortalidade perinatal, baixo peso ao nascer (ß = 0,477; p<0,01), raça negra (ß = 0,048; p<0,01) e local de nascimento em hospital público (ß = 0,026; p<0,01) foram os preditores da variação espacial desta mortalidade. Para a mortalidade perinatal evitável, independentemente do local de nascimento, os recém- nascidos foram expostos até sete vezes mais ao risco pelo efeito do baixo peso ao nascer. Não houve gradiente na mortalidade perinatal quando analisada por estratos do Índice de Condição de Vida, porém os indicadores socioeconômicos apresentaram risco relativo 71,0% superior para nas áreas de ponderação cuja renda domiciliar per capita era inferior a 2,2 salários mínimos. Este resultado foi similar quando a variável dependente analisada tratou-se da mortalidade perinatal por causa evitável. Os resultados deste estudo demonstraram que a mortalidade perinatal em Salvador teve forte influencia dos fatores sociais, considerando as áreas de risco em locais de infraestrutura precária, as desigualdades de renda e os preditores para a mortalidade perinatal proxy de condições socioeconômicas. Avaliar a mortalidade perinatal com enfoque das áreas de risco, fatores associados, evitabilidade e desigualdades sociais, permitiu melhor compreensão da magnitude desta mortalidade em Salvador e poderá contribuir para orientar estratégias de prevenção
Descritores: Fatores de Risco
Causas de Morte
Iniquidade Social
Mortalidade Perinatal
Análise Espacial
-Condições Sociais
Características de Residência
Natimorto
Responsável: BR2149.1 - Biblioteca


  6 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1126639
Autor: Vega Candelario, Rodolfo.
Título: Tratamiento de la embarazada con fibrilación auricular y compromiso hemodinámico / Treatment of pregnant women with atrial fibrillation and hemodynamic disorders
Fonte: Rev. cuba. med. mil;48(3):e244, jul.-set. 2019.
Idioma: es.
Resumo: Las arritmias cardiacas son complicaciones frecuentes en el embarazo, son más frecuentes las supraventriculares, con gran importancia la fibrilación auricular con compromiso hemodinámico, que pone en peligro al binomio madre hijo, asociado al efecto dañino de los medicamentos antiarrítmicos. El autor se propone analizar los elementos del consenso científico al tratar la fibrilación auricular de forma más adecuada para el binomio madre hijo, así como la protocolización del tratamiento. A partir de la experiencia del tratamiento de dos embarazadas con fibrilación auricular, con formas y desenlaces totalmente diferentes, en discusión del colectivo multidisciplinario, se busca y analiza una protocolización actualizada, en la conducta a seguir con madre hijo, en caso de arritmia. Las arritmias en la embarazada representan un riesgo para eventos fetales adversos, además de los riesgos potenciales de los medicamentos usados para el tratamiento. La cardioversión eléctrica, sincronizada, parece ser claramente idónea en el tratamiento(AU)

Cardiac arrhythmias are frequent complications in pregnancy, supra ventricular diseases are more frequent, with great importance atrial fibrillation with hemodynamic disorders, which puts the child mother binomial in danger, associated with the harmful effect of antiarrhythmic drugs. The author proposes to analyze the elements of the scientific consensus when treating atrial fibrillation in a more adequate way for the child mother binomial, as well as the protocolization of the treatment. From the experience of the treatment of two pregnant women with atrial fibrillation, with completely different forms and outcomes, in discussion of the multidisciplinary group, an updated protocol is searched and analyzed, in the behavior to be followed with the mother, in case of arrhythmia. Arrhythmias in the pregnant woman represent a risk for adverse fetal events, in addition to the potential risks of the medications used for the treatment. The synchronized electrical cardioversion seems to be clearly suitable in the treatment(AU)
Descritores: Arritmias Cardíacas/tratamento farmacológico
Gestantes
Natimorto
Antiarrítmicos/efeitos adversos
-Fibrilação Atrial/complicações
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  7 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794924
Autor: Paris, Gisele Ferreira; Montigny, Francine de; Pelloso, Sandra Marisa.
Título: Factors associated with the grief after stillbirth: a comparative study between Brazilian and Canadian women / Factores asociados con el estado después de muerte fetal: estudio comparativo entre Brasileñas y Canadienses / Fatores associados ao estado de luto após óbito fetal: estudo comparativo entre brasileiras e canadenses
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;50(4):546-553, July-Aug. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Resumo: Abstract OBJECTIVE To verify the association between complicated grief and sociodemographic, reproductive, mental, marital satisfaction, and professional support characteristics in women after stillbirth. METHOD Cross-sectional study with 26 women who had stillbirth in 2013, living in the city of Maringá, Brazil, and eight women who attended the Centre d'Études et de Rechercheen Intervention Familiale at the University of Quebec en Outaouais, in Canada. The instrument was administered as an interview to a small number of mothers of infants up to three months (n=50), who did not participate in the validation study. RESULTS By applying the short version of the Perinatal Grief Scale, the prevalence of complicated grief in Brazilian women was found to be higher (35%) in relation to Canadian women (12%).Characteristics of the Brazilian women associated with the grief period included the presence of previous pregnancy with live birth, absence of previous perinatal loss, postpartum depression, and lack of marital satisfaction. For the Canadians it was observed that 80% of the women presenting no grief made use of the professional support group. In both populations the occurrence of complicated grief presented a higher prevalence in women with duration of pregnancy higher than 28 weeks. CONCLUSION The women that must be further investigated during the grief period are those living in Brazil, making no use of a professional support group, presenting little to no marital satisfaction, having no religion, and of a low educational level.

Resumen OBJETIVO Verificar la asociación entre el luto complicado y las características sociodemográficas, reproductivas, mentales, de satisfacción conyugal y apoyo profesional en mujeres después de muerte fetal. MÉTODO Estudio transversal con 26 mujeres que pasaron por muerte fetal en el año de 2013 residentes en el municipio de Maringá, Brasil, y 18 mujeres participantes en el Centre d'Études et de Recherche en Intervention Familiale, en la Universidad de Quebec en Outaouais, Canadá. RESULTADOS Mediante la aplicación de la versión corta de la Perinatal Grief Scale, la prevalencia de luto complicado fue mayor en las brasileñas (35%) con relación a las canadienses (12%). Las características de las brasileñas asociadas con el luto complicado fueron la presencia de embarazo anterior con hijo nacido vivo, no ocurrencia de pérdida perinatal anterior, depresión post parto y no satisfacción conyugal. Para las canadienses, se observó que el 80% de las mujeres sin luto utilizaron grupo profesional de apoyo. En ambas poblaciones, la ocurrencia del luto complicado fue más frecuente en las mujeres con duración de embarazo mayor que 28 semanas. CONCLUSIÓN Las mujeres que más se deben investigar en el estado de luto son las que viven en Brasil, que no utilizan grupo profesional de apoyo, no tienen satisfacción conyugal, no practican religión y tienen menor escolaridad.

Resumo OBJETIVO Verificar aassociação entre o luto complicado e as características sociodemográficas, reprodutivas, mentais, de satisfação conjugal e apoio profissional em mulheres após óbito fetal. MÉTODO Estudo transversal com 26 mulheres que tiveram óbito fetal no ano de 2013 residentes no município de Maringá, Brasil, e 18 mulheres participantes do Centre d'Études et de Rechercheen Intervention Familiale, na Universidade do Quebec em Outaouais, no Canadá. RESULTADOS Por meio da aplicação da versão curta da Perinatal Grief Scale, a prevalência de luto complicado foi maior nas brasileiras (35%) em relação às canadenses (12%). As características das brasileiras associadas ao luto complicado foram a presença de gestação anterior com filho nascido vivo, não ocorrência de perda perinatal anterior, depressão pós-parto e não satisfação conjugal. Para as canadenses, foi observado que 80% das mulheres sem luto utilizaram grupo profissional de apoio. Nas duas populações a ocorrência do luto complicado foi mais frequente nas mulheres com duração na gestação maior que 28 semanas. CONCLUSÃO As mulheres que mais devem ser investigadas no estado de luto são as que moram no Brasil, que não utilizam grupo profissional de apoio, não têm satisfação conjugal, não praticam religião e têm menor escolaridade.
Descritores: Pesar
Natimorto/psicologia
-Brasil
Canadá
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-608373
Autor: Trindade, Letícia de Lima; Amestoy, Simone Coelho; Picolo, Diogo; Falchetti, Giancarlo; Milbrath, Viviane Marten.
Título: Fatores de risco para morte fetal no município de Pato Branco (Brasil) / Risk factors for fetal death in the city of Pato Branco (Brazil)
Fonte: Invest. educ. enferm;29(3):451-458, nov. 2011. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo. Descrever os fatores de risco para mortalidade fetal na cidade de Pato Branco (Brasil). Metodologia. Realizou-se um estudo descritivo, no qual foram analisados os casos de nascidos mortos de 2000 a 2008 na cidade de Pato Branco. A informação foi obtida do Sistema de Informação de Mortalidade. Resultados. Registraram-se 91 mortes fetais no período estudado para uma taxa média de 9.27 por mil nascidos vivos. Os principais fatores de risco de origem maternos foram: placenta prévia (38.5%), hipertensão induzida na gravidez (13.2%), idade de 21 a 30 anos (40.7%), ter três e menos anos de escolaridade (25.7%) e a ocupação de dona de casa (34.1%). Para os fetos, o único fator de risco registrado foi o sexo, no que o masculino contribuiu o 52.7% das mortes. Conclusão. Identificaram-se alguns fatores de risco previsíveis que é necessário intervir com o fim de reduzir a mortalidade fetal no município.

Objetivo. Describir los factores de riesgo para natimortalidad en la ciudad de Pato Branco (Brasil). Metodología. Se realizó un estudio descriptivo, en el cual fueron analizados los casos de nacidos muertos de 2000 a 2008 en la ciudad de Pato Branco. La información fue obtenida del Sistema de Información de Mortalidad. Resultados. Se registraron 91 muertes fetales en el periodo estudiado para una tasa media de 9.27 por mil nacidos vivos. Los principales factores de riesgo de origen maternos fueron: placenta previa e hipertensión inducida en el embarazo como complicaciones del embarazo (38.5% y 13.2%), edad de 21 a 30 años (40.7%), baja escolaridad (25.7%) y como ocupación de ama de casa (34.1%). Para los fetos, el único factor de riesgo registrado fue el sexo: el masculino aportó el 52.7% de las muertes. Conclusión. Se identificaron algunos factores de riesgo prevenibles que merecen intervención con el fin de reducir la natimortalidad en el municipio.

Objective. To describe risk factors for fetal mortality in the city of Pato Branco (Brazil). Methodology. Descriptive study. Cases of babies born dead in the city of Pato Branco from 2000 to 2008 were analyzed. The information was obtained from the Mortality Information System. Results. 91 fetal deaths were registered in the studied period, for a mean rate of 9.27 per thousand born alive. The main risk factors originated from the mother were: placenta previa (38.5%), pregnancy induced hypertension (38.5%), age under 20 years or over 30 years of age (40.7%), having three or less years of school (25.7%) and being a housewife (34.1%). For the fetus, the only risk factor registered was the sex, in which 52.7% of deaths were males. Conclusion. Some preventable risk factors were identified; it is necessary to intervene them to reduce fetal mortality in the city.
Descritores: Cuidado Pré-Natal
Fatores de Risco
Natimorto
Gestantes
Placenta Prévia
Limites: Humanos
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  9 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-960833
Autor: Rêgo, Midiã Gomes da Silva; Vilela, Mirella Bezerra Rodrigues; Oliveira, Conceição Maria de; Bonfim, Cristine Vieira do.
Título: Óbitos perinatais evitáveis por intervenções do Sistema Único de Saúde do Brasil / Muertes perinatales evitables por intervención del Sistema de Salud Pública / Perinatal deaths preventable by intervention of the Unified Health System of Brazil
Fonte: Rev. gaúch. enferm;39:e20170084, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO Descrever características epidemiológicas dos óbitos perinatais por ações do Sistema Público de Saúde. MÉTODOS Estudo descritivo de análise temporal, população composta por óbitos perinatais de mães residentes no Recife, 2010-2014. Utilizado Lista de causas de mortes evitáveis para classificar a evitabilidade e EpiInfo versão 7 para análise das variáveis. RESULTADOS Ocorreram 1.756 óbitos perinatais (1.019 fetais e 737 neonatais precoce), observou-se redução dos óbitos neonatais precoces (-15,8%) e aumento dos fetais (12,1%). Apresentou como principais causas: feto e recém-nascido afetado por afecção materna e asfixia/hipóxia ao nascer. CONCLUSÕES A maior parte dos óbitos foi evitável, concentrando-se no grupamento de assistência adequada dispensada à mulher na gestação. Lacunas na assistência dispensada à mulher no parto, explicam o percentual de asfixia/hipóxia. Redução da mortalidade perinatal evitável associa-se à ampliação do acesso e qualidade da assistência para garantir promoção, prevenção, tratamento, cuidados específicos e oportunos.

Resumen OBJETIVO Describir las características epidemiológicas de las muertes perinatales por acciones del Sistema de Salud Pública. MÉTODOS Estudio descriptivo del análisis temporal, población compuesta por muertes perinatales de madres residentes en Recife, 2010-2014. Lista de causas de muertes evitables para clasificar la evitación y, EpiInfo versión 7 para el análisis de variables. RESULTADOS Hubo 1.756 muertes perinatales (1.019 fetales, 737 prematuros neonatos), reducción de muertes neonatales tempranas (-15,8%) y aumento fetal (12,1%). Principales causas: feto y recién-nacido afectados por afección materna y asfixia / hipoxia al nacer. CONCLUSIONES La mayoría de las muertes fueron evitables, concentrándose en la agrupación adecuada de la atención prestada a la mujer durante el embarazo. Las fallas en el cuidado dado a la mujer al nacer explican el porcentaje de asfixia/hipoxia. La reducción de la mortalidad perinatal prevenible se asocia con un mayor acceso y calidad de atención para asegurar la promoción, prevención, tratamiento y atención específica y oportuna.

Abstract OBJECTIVE To describe the epidemiological characteristics of perinatal deaths through the actions of the Unified Health System. METHODS This is a descriptive study of temporal analysis with a population of perinatal deaths of mothers residing in Recife, Brazil, from 2010 to 2014. A list was used to classify the preventable diseases and the variables were analysed using Epi lnfo™ version 7 RESULTS The perinatal deaths totalled 1,756 (1,019 foetal and 737 neonatal premature) with a reduction of neonatal deaths (-15.8%) and an increase of foetal deaths (12.1%) in the study period. The main causes of death were foetus and newborn affected by the mother´s condition and asphyxia/hypoxia at birth. CONCLUSIONS Most deaths were avoidable, especially in the group of appropriate care to mothers during pregnancy. Faults in the care provided to women at birth explain the percentage of deaths caused by asphyxia/hypoxia. The reduction of preventable perinatal mortality is associated with the increased access and quality of care, which ensures health promotion, disease prevention, treatment and specific and timely care.
Descritores: Morte Perinatal/prevenção & controle
Programas Nacionais de Saúde
-Cuidado Pré-Natal
Asfixia Neonatal/mortalidade
População Urbana/estatística & dados numéricos
Brasil/epidemiologia
Recém-Nascido de Baixo Peso
Recém-Nascido Prematuro
Parto Obstétrico/estatística & dados numéricos
Escolaridade
Serviços de Saúde Materno-Infantil
Natimorto/epidemiologia
Mortalidade Perinatal/tendências
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 91 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1098836
Autor: Neupert, Ricardo; Menjivar, Rogelio Eduardo Fernandez; Castilla, Rogelio Eduardo Fernandez.
Título: Indirect estimation of infant mortality in small areas* / Estimação indireta da mortalidade infantil em pequenas áreas / Estimación indirecta de la mortalidad infantil en pequeñas áreas
Fonte: Rev. bras. estud. popul;36:e0100, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The Brass-type indirect methods of early-age mortality estimation have been used for more than four decades, providing very robust estimates for countries without reliable vital registration systems. However, when estimation areas become smaller, the number of dead children could be very small, especially among those born to young women, who provide essential information to estimate recent mortality. In these cases, estimates could be affected by random errors and unexpected annual fluctuations. At the same time, although it is very unlikely that demographic trends in a small area would follow patterns very different from those prevailing in the broader environment they belong to, it is possible that some local events may become relevant to small areas, causing some deviations from the assumptions that may hold true to the larger area. The objective of this paper is to propose an adaptation of the indirect estimation approach, which would allow obtaining infant and child mortality estimates for small areas. As such, this proposal belongs to the realm of indirect estimation methods, sharing the limitations and advantages that characterize this type of estimation procedures. The method is illustrated with data from the 2014 Population and Housing Census of Myanmar. The results indicate that the method proposed here provides reliable and consistent infant mortality estimates, compared to the original Brass' method, even in very small areas.

Métodos indiretos do tipo Brass para estimar a mortalidade nas primeiras idades da vida têm sido usados por mais de quatro décadas, fornecendo estimativas muito robustas para países que não possuem sistemas confiáveis de estatísticas vitais. No entanto, quando as áreas de estimativa são pequenas, o número de crianças mortas pode ser muito baixo, especialmente entre os nascidos de mulheres jovens, que fornecem informações essenciais para estimar a mortalidade recente. Nestes casos, as estimativas podem ser afetadas por erros aleatórios e flutuações anuais inesperadas. Ao mesmo tempo, embora seja muito improvável que as tendências demográficas em uma área pequena sigam padrões muito diferentes daqueles prevalecentes no ambiente mais amplo ao qual pertencem, é possível que certos eventos locais se tornem relevantes em pequenas áreas, causando alguns desvios de padrões que na área maior são válidos. O objetivo deste trabalho é propor uma adaptação da abordagem de estimativa indireta, que permita obter estimativas de mortalidade infantil e das crianças em pequenas áreas. Dessa forma, tal proposta pertence ao escopo dos métodos de estimativa indireta, compartilhando as limitações e vantagens que caracterizam essa metodologia de estimativa. O método é ilustrado com dados do Censo de População e Habitação de Myanmar, 2014. Os resultados indicam que o método proposto aqui fornece estimativas confiáveis e consistentes de mortalidade infantil, em comparação com os resultados do método original de Brass, mesmo em áreas muito pequenas.

Los métodos indirectos del tipo Brass para estimar la mortalidad en las edades tempranas se han utilizado durante más de cuatro décadas y han proporcionado estimaciones muy robustas para países que no cuentan con sistemas de estadísticas vitales fiables. Sin embargo, cuando las áreas de estimación son pequeñas, el número de niños muertos podría ser muy reducido, especialmente entre los nacidos de mujeres jóvenes, quienes proporcionan información esencial para estimar la mortalidad reciente. En estos casos, las estimaciones podrían verse afectadas por errores aleatorios y fluctuaciones anuales inesperadas. Al mismo tiempo, aunque es muy poco probable que las tendencias demográficas en un área pequeña sigan patrones muy diferentes de los que prevalecen en el entorno más amplio al cual pertenecen, es posible que ciertos eventos locales se tornen relevantes en áreas pequeñas, causando algunas desviaciones de los supuestos que para el área más grande pueden ser válidos. El objetivo de este trabajo es proponer una adaptación del enfoque de estimación indirecta que permita obtener estimaciones de mortalidad infantil y en la niñez para áreas pequeñas. Como tal, esta propuesta pertenece al ámbito de los métodos de estimación indirecta, por lo que comparte las limitaciones y ventajas que caracterizan a esta metodología de estimación. El método se ilustra con datos del censo de población y vivienda de Myanmar de 2014. Los resultados obtenidos indican que el método aquí propuesto brinda estimaciones de mortalidad infantil confiables y consistentes, en comparación con los resultados del método original de Brass, incluso en áreas muy pequeñas.
Descritores: Mortalidade Infantil
Estatísticas Vitais
Censos
Nascimento Vivo
Natimorto
-Gravidez
Cidades
Parâmetros Indiretos
Limites: Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública



página 1 de 10 ir para página                        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde