Base de dados : LILACS
Pesquisa : C14.240.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1966 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 197 ir para página                         

  1 / 1966 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1289233
Autor: Giraldo-Grueso, Manuel; Zarante, Ignacio; Mejía-Grueso, Alejandro; Gracia, Gloria.
Título: Risk factors for congenital heart disease: A case-control study / Factores de riesgo para cardiopatías congénitas: Estudio caso control
Fonte: Rev. colomb. cardiol;27(4):324-329, jul.-ago. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: to investigate the prevalence and risk factors in newborns with congenital heart defects (CHD). Methods: this case-control study included 234,386 births from January 2006 to June 2013 that were evaluated and registered in the Latin-American Collaborative Study of Congenital Malformations (ECLAMC) methodology, establishing the Bogota Birth Defects Surveillance and Follow-up Program (BBDSFP). Results: 234,368 births were registered and 277 of them were identified to have a CHD. The most common defect among all was ventricular septal defect (13.7%) followed by atrial septal defect (10.1%). As main associations we obtained: having any type of pre-gestational diabetes mellitus had an increased risk for the development of CHD (OR 16.36 CI: 4.54-58.35). Low weight newborns (less than 2,500 g) (OR: 4.13 CI: 3.13-5.44) and a gestational age lower than 36 weeks (OR: 4.92 CI: 3-5.44) were also linked to malformations. Conclusions: women with diabetes mellitus represent a high-risk pregnancy group, more work is needed to educate diabetic women, so CHD can be prevented and the outcomes of their pregnancy can be improved. Appropriate glycemic control before and during pregnancy may reduce CHD.

Resumen Objetivos: investigar la prevalencia y los factores de riesgo en recién nacidos con cardiopatías congénitas. Métodos: este estudio caso control incluyó 234.386 nacimientos desde enero del 2006 hasta junio del 2013, los cuales fueron evaluados y registrados según la metodología del Estudio Colaborativo Latinoamericano de Malformaciones Congénitas (ECLAMC) estableciendo el programa de vigilancia de defectos congénitos de Bogotá. Resultados: de 234.368 pacientes fueron incluidos en el estudio, 277 fueron diagnosticados con cardiopatías congénitas. El defecto cardiaco más común fue la comunicación interventricular (13.7%) seguido por la comunicación interauricular (10.1%). Al evaluar los factores de riesgo se encontró que las madres con diabetes mellitus pregestacional tuvieron mayor riesgo de tener hijos con cardiopatías congénitas (OR 16.36 IC: 4.54-58.35) y que los pacientes con bajo peso al nacer (menor de 2.500 g) (OR: 4.13 IC: 3.13-5.44) y edad gestacional menor a 36 semanas (OR: 4.92 CI: 3-5.44) tenían mayor riesgo de ser diagnosticados con una cardiopatía congénita. Conclusiones: las pacientes diabéticas en embarazo tienen mayor riesgo de que sus hijos desarrollen una cardiopatía congénita. Por lo anterior se necesita realizar un mayor trabajo tanto de educación como de seguimiento a las mujeres diabéticas, para así prevenir cardiopatías congénitas y disminuir el resigo de sus embarazos.
Descritores: Diabetes Mellitus
Cardiopatias Congênitas
-Anormalidades Congênitas
Peso ao Nascer
Gravidez de Alto Risco
Genética
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  2 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1289245
Autor: Muñoz-Ortiz, Edison; Gándara-Ricardo, Jairo A; Velásquez-Penagos, Jesús A; Giraldo-Ardila, Natalia; Betancur-Pizarro, Ana M; Arévalo-Guerrero, Edwin F; Fortich-Hoyos, Fernando M; Sénior-Sánchez, Juan M.
Título: Caracterización de la enfermedad cardiaca en pacientes embarazadas y desenlaces hospitalarios materno-fetales / Characterisation of heart disease in pregnant patients and mother-newborn hospital outcomes
Fonte: Rev. colomb. cardiol;27(5):373-379, sep.-oct. 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Introducción: la enfermedad cardiaca durante el embarazo puede llevar a deterioro clínico e incluso a la muerte de la madre o el feto. En nuestro medio hay pocos datos al respecto. Materiales y métodos: estudio observacional, analítico, de cohorte retrospectiva, de gestantes con enfermedad cardiaca, en el que se incluyeron pacientes con cardiopatía congénita o adquirida, o arritmias, que requirieran hospitalización o intervención urgente por manifestación de síntomas. Se excluyeron pacientes con insuficiencias valvulares leves o moderadas, o estenosis leves, y pacientes sin estudio ecocardiográfico o sin información del parto. Se determinaron eventos cardiacos primarios y secundarios, así como eventos obstétricos y neonatales. Resultados: se incluyeron 104 pacientes con igual número de embarazos. La evaluación por Cardiología fue en promedio a las 32 semanas. La fracción de expulsión promedio fue del 61% y el 23,1% tenía dilatación del ventrículo derecho. El 26,9% de las pacientes tenían alguna intervención cardiovascular previa. Las cardiopatías congénitas fueron el diagnóstico más frecuente (51,9%), seguido por enfermedad valvular (25,9%), arritmias (15,4%) y disfunción ventricular izquierda (4,8%). Los eventos cardiacos primarios se presentaron en 13,5% de las pacientes, en tanto que los secundarios en el 14,4%. La cesárea por indicación cardiaca fue sólo en el 21,2%. Los eventos neonatales ocurrieron en el 36,5%; y los eventos obstétricos en el 14,4%. Conclusiones: pese al alto riesgo y las etiologías complejas, las embarazadas con enfermedad cardiaca reciben evaluación tardía por cardiología, lo que puede explicar las altas tasas de eventos cardiacos maternos y neonatales. Se requieren grupos con experiencia para el manejo de estas pacientes.

Abstract Introduction: Heart disease during pregnancy can lead to a clinical deterioration, and even to the death of the mother or the child. There is lack of data as regards this in the scientific literature. Material and methods: A retrospective, observational, and analytical study was conducted on a cohort of pregnant women with heart disease. The study included patients with congenital or acquired heart disease or arrhythmias that required hospital admission or urgent treatment due to onset of symptoms. Patients with mild or moderate valve insufficiency, as well as those with no ultrasound data or information about their delivery, were excluded. Primary and secondary cardiac events, as well as obstetric and neonatal events were recorded. Results: The study included 104 patients with an equal number of pregnancies. The evaluation by Cardiology was at 32 weeks on average. The mean ejection fraction was 61%, and 23.1% had enlargement of the right ventricle. More than one-quarter (26.9%) of the patients had some previous cardiovascular treatment. Congenital heart disease was the most common diagnosis (51.9%), followed by valve disease (25.9%), arrhythmias (15.4%), and left ventricular dysfunction (4.8%). Primary cardiac events were observed in 13.5% of the patients, whilst 14.4% had secondary events. Caesarean section due to a cardiac indication was only performed in 21.2%. Neonatal events were recorded in 36.5%, with obstetric events in 14.4%. Conclusions: Despite the high risk and aetiological complexity, pregnant women with heart disease were assessed at a late stage by cardiology. This may explain the high rates of maternal and neonatal events. Groups with experience are required to manage these patients.
Descritores: Gravidez
Doença das Coronárias
Cardiopatias
-Complicações na Gravidez
Disfunção Ventricular Esquerda
Gestantes
Cardiopatias Congênitas
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  3 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1290803
Autor: Valério, Raul Serra; Rodrigues, Alfredo Augusto Eyer; Raoul, Artur José da Silva; Uellendahl, Marly Maria; Silva, Carlos Eduardo Suaide; Peixoto, Luciana Braz.
Título: Embolização de prótese de amplatzer após fechamento percutâneo de comunicação interatrial: relato de caso / Amplatzer prosthesis embolization after percutaneous atrial septal defect closure: a case report
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;34(2), 2021. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Cardiopatias Congênitas/reabilitação
Cardiopatias Congênitas/diagnóstico por imagem
Comunicação Interatrial/cirurgia
-Artéria Pulmonar/cirurgia
Fatores de Tempo
Ecocardiografia
Ultrassonografia Doppler em Cores
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/efeitos adversos
Remoção de Dispositivo/métodos
Embolização Terapêutica/métodos
Esternotomia/métodos
Angiografia por Tomografia Computadorizada
Comunicação Interatrial/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  4 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-485774
Autor: Fontes, Valmir Fernandes; Fontes, Simone Rolim Fernandes; Braga, Sérgio Luiz Navarro; Pedra, Carlos Augusto Cardoso.
Título: Fechamento percutâneo da comunicação interatrial / Percutaneous closure of the atrial septal defect
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(2):293-305, Mar-Abr. 2002. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A comunicação interatrial do tipo "ostium secundum" é uma das cardiopatias congênitas mais freqüentes. Nos últimos 10 a 20 anos, a abordagem percutânea teve evolução notável, emergindo como forma alternativa de tratamento com excelente eficácia, segurança e claras vantagens sobre a abordagem cirúrgica. Os autores apresentam sua experiência com o método e discutem vários de seusaspectos, emitem seus posicionamentos atuais e apontam direções para o futuro...
Descritores: Cateterismo
Cardiopatias Congênitas
-Ecocardiografia
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  5 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-485775
Autor: Haddad, Jorge; Lima Filho, Moysés de Oliveira; Figueiredo, Geraldo Luiz de; Carvalho, Sandra Regina Marques.
Título: Tratamento intervencionista da coarctação de aorta / Interventional treatment of aortic coarctation
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(2):281-292, Mar-Abr. 2002. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As indicações e os resultados das intervenções percutâneas na coarctação de aorta são analisados pelos autores no período neonatal e lactância, na infância e adolescência, e na vida adulta. São focalizadas as diferenças entre coarctação nativa (sem intervenção prévia) e recoarctação pós-cirúrgica, e consideradas as técnicas de dilatação por cateter-balão e implantede stents. São revisadas as principais séries publicadas na literatura e a própria experiência, analisando-se os resultados, as complicações imediatas e tardias, assim como os fatores técnicos fundamentais na abordagem das diferentes alterações morfológicas...
Descritores: Angioplastia
Coartação Aórtica
-Stents
Aneurisma Aórtico
Cardiopatias Congênitas
Reestenose Coronária
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  6 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-414461
Autor: Pedra, Carlos A. C; Arrieta, Santiago Raul.
Título: Estabilização e manejo clínico inicial das cardiopatias congênitas cianogênicas no neonato / Stabilization and initial clinical management of cyanogenic congenital heart disease in the neonate
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(5):734-750, set.-out. 2002.
Idioma: pt.
Resumo: Neste artigo de revisão, procuramos estabelecer Diretrizes gerais para a estabilização clínica do neonato com diversas cardiopatias congênitas cianogênicas. As principais lesões abordadas foram a transposição completa das grandes artérias, a tetralogia de Fallot, os corações univentriculares, incluindo a síndrome de hipoplasia do coração esquerdo, o tronco arterioso comum, a atresia pulmonar com septo íntegro, a estenose pulmonar crítica, a anomalia de Ebstein, a atresia pulmonar com comunicação interventricular e a conexão anômala total de veias pulmonares. As medidas clínicas discutidas basearam-se em conceitos fisiopatológicos da lesão de base, sem se ater a detalhes de exame físico, ecocardiográfico ou de cateterismo. O enfoque dado é útil não somente para o cardiologista pediátrico, mas principalmente para o neonatologista e o intensivista pediátrico, principais responsáveis pelo manejo clínico inicial e pela estabilização até que o paciente seja encaminhado para tratamento cirúrgico ou percutâneo, em muitas ocasiões...
Descritores: Tetralogia de Fallot
Atresia Pulmonar
Anomalia de Ebstein
Cardiopatias Congênitas
-Arritmias Cardíacas
Estenose da Valva Pulmonar
Cianose
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  7 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-788852
Autor: Lopes, Lilian Maria.
Título: Diagnóstico intrauterino de cardiopatia: implicações terapêuticas / Intrauterine diagnosis of heart disease: therapeutic implications
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;25(3):122-125, jul.-set. 2015. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O diagnóstico através da ecocardiografia fetal especializada tem sido cada vez mais detalhado com a melhora dos equipamentos de ultrassom e principalmente com o advento da tecnologia tridimensional. A referência precoce para o cardiologista pediátrico permite que os pais compreendam melhor a cardiopatia em questão. Quando uma cardiopatia congênita fetal é diagnosticada é necessária a coordenação pelo cardiologista fetal do nascimento com o obstetra, neonatologista, intensivista, incluindo serviços de cardiologia especializada como hemodinâmica, ritmologia e cirurgia. Embora seja importante considerar os benefícios potenciais da intervenção cardíaca com cateter balão para casos selecionados, tais como estenose aórtica crítica e atresia pulmonar com septoventricular íntegro, os benefícios em longo prazo e os resultados destes procedimentos são ainda desconhecidos, sendo necessários mais estudos para determinar com mais precisão suas indicações.

Diagnosis by means of specialized fetal echocardiography has become increasingly detailed, not only because of modern ultrasound machines, but also due to the advent of three-dimensional technology. Early referral to a pediatric cardiologist gives parents a better understanding of this disease. When a fetal congenital heart disease is diagnosed,the cardiologist must do the coordination of the birth, with an obstetrician, neonatologist, and intensivist, including specialized cardiology services such as hemodynamics, rhythmology and surgery. Although it is important to consider the potential benefits of fetal cardiac intervention with balloon catheter in selected cases, such as critical aortic stenosis and pulmonary atresia with intact ventricular septum, the long-term benefits and outcomes of these procedures are still unknown, and further studies are needed to determine their indications more precisely.
Descritores: Cardiopatias Congênitas/terapia
Diagnóstico Pré-Natal/métodos
Gravidez/genética
-Doenças Fetais/diagnóstico
Doenças Fetais/terapia
Ecocardiografia/métodos
Imageamento Tridimensional/métodos
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  8 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-788853
Autor: Silva, Célia Maria Camelo; Azevedo, Luciana Silveira Nina de; Carvalho, Antônio Carlos Camargo de.
Título: Indicações atuais para anticoagulacão em crianças com Cardiopatias Congênitas / Current indications for anticoagulation in children with Congenital Heart Disease
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;25(3):126-133, jul.-set. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Os avanços nas técnicas cirúrgicas e manejo clínico aumentaram a sobrevida das crianças com cardiopatia congênita. Eventos tromboembólicos representam importante causa de morbimortalidade nestes pacientes, principalmente no pós-operatório da cirurgia de Fontan e implante de próteses, acrescido do risco adicional do seu tratamento. Particularidades próprias da idade, fatores hemodinâmicos e limitações na investigação de trombose contribuem para a dificuldadede definir diretrizes para anticoagulação em crianças. Os medicamentos mais usados na fase aguda são: heparina não fracionada e de baixo peso molecular, enquanto em longo prazo os antagonistas da vitamina K, principalmente a varfarina. O manejo seguro de anticoagulação nesta faixa etária é dificultado pela estreita faixa terapêutica, interação alimentar, uso simultâneo de vários medicamentos, além da dificuldade de punção venosa frequente e, com frequência os níveis desejáveis não são atingidos. Ainda faltam dados que deem suporte para recomendação de anticoagulação em crianças. Os novos anticoagulantes como os inibidores diretos da trombina e os inibidores seletivos do fator Xa, são empregados em adultos, principalmente com fibrilação atrial, o uso pediátrico ainda não está definido. Esta revisão sumariza as indicações atuais do uso de anticoagulantes e antiagregantes plaquetários em crianças com cardiopatia congênita.

Advances in surgical techniques and clinical management have led to increased survival ofchildren with congenital heart disease. Thromboembolic events represent a major cause of morbidity and mortality in these patients, particularly following Fontan surgery and the implantation of prosthesis, added to the risk of their treatment. Characteristics such as age, hemodynamic factors and limitations in the investigation of thrombosis have contributed to the difficulty of defining guidelines for anticoagulation in children. The most commonly used medications in the acute phase are and low molecular weight heparin, and in the long term, vitamin K antagonists, particularly warfarin. The safe management of anticoagulation in this age range is hindered by the narrow therapeutic range, food interactions, simultaneous use of other medications, and the difficulty of frequent venous puncture. As a result, the desired levels are often not reached. There is also a lack of data to support the recommendation of anticoagulation in children. The pediatric use of the new anticoagulants, such as direct thrombin inhibitors and selective factor Xa inhibitors used in adults, particularly with atrial fibrillation, is not yet defined. This review summarizes the current indications of the use of anticoagulants and platelet antiaggregants in children with congenital heart disease.
Descritores: Anticoagulantes/administração & dosagem
Cardiopatias Congênitas/fisiopatologia
Cardiopatias Congênitas/terapia
Criança
Trombose
-Circulação Extracorpórea/métodos
Fatores de Risco
Heparina/administração & dosagem
Procedimento de Blalock-Taussig/métodos
Terapia Trombolítica/efeitos adversos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  9 / 1966 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-788854
Autor: Zorzanelli, Leína; Lopes, Antônio Augusto.
Título: Hipertensão pulmonar secundária a cardiopatias congênitas: onde estamos e onde podemos chegar / Pulmonary hypertension secondary to congenital heart disease: where we are and where we can go
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;25(3):134-140, jul.-set. 2015. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A prevalência da hipertensão pulmonar associada às cardiopatias congênitas(HAP-CCG) é estimada em 1,6-12,5 casos por um milhão de adultos, com 25-50% destes pacientes exibindo a forma mais séria da doença, a síndrome de Eisenmenger. Mais de 90% dos pacientes portadores de cardiopatias congênitas com comunicações simples entre as circulações sistêmica e pulmonar são submetidos à correção cirúrgica ou percutânea dos defeitos ainda na infância. Entretanto 5 a 10% dos pacientes portadores destes defeitos não apresentam esse padrão, mesmo na presença de comunicações não restritivas, com risco maior de complicações graves no pós-operatório, incluindo falência ventricular direita e óbito. A avaliação e o manejo clínico dos pacientes com HAP-CCG devem ser individualizadas devido à grande multiplicidade de situações. Envolve uma ampla faixa etária, com formas de apresentação muito distintas e diferentes problemas a serem equacionados. Ainda hoje a literatura é escassa no que diz respeito ao manejo medicamentoso, principalmente dentro da faixa etária pediátrica. As perspectivas futuras são na direção de expansão do conhecimento fisiopatológico, incluindo aspectos genéticos, com o objetivo de melhora progressiva tanto na avaliação precoce quanto na conduta terapêutica para esses pacientes.

The prevalence of pulmonary hypertension associated with congenital heart disease(PHT-CHD) is estimated at 1.6-12.5 cases per million adults, with 25%-50% of these presenting the most serious form of the disease: Eisenmenger's syndrome. More than 90% of patients with congenital heart disease with simple communications between the systemic and pulmonary circulations under go surgical or percutaneous correction of the defects while still in infancy. However, 5% to 10% of patients with these defects do not present this same pattern, even in the presence of non-restrictive communications, with a higher risk of severe postoperative complications, including right ventricular failure and death. The evaluation and clinical management of patients with PHT-CHD should be individualized , due to the great multiplicity of situations. It involves a wide age range, with very distinct forms of presentation and different problems to be resolved. The literature still lacks studieson drug management, particularly in pediatric patients. The future prospects are towards the expansion of physio-pathological knowledge, including genetic aspects, with the aim of gradually improving both early evaluation and therapeutic conduct for these patients.
Descritores: Cardiopatias Congênitas/epidemiologia
Cardiopatias Congênitas/terapia
Complexo de Eisenmenger/genética
Complexo de Eisenmenger/terapia
Criança
Hipertensão Pulmonar/epidemiologia
Hipertensão Pulmonar/terapia
-Diagnóstico Diferencial
Doença Cardiopulmonar/diagnóstico
Doença Cardiopulmonar/fisiopatologia
Ecocardiografia/métodos
Eletrocardiografia/métodos
Fatores de Risco
Radiografia/métodos
Ventrículos do Coração
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  10 / 1966 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-788858
Autor: Azeka, Estela; Miura, Nana.
Título: Transplante cardíaco em crianças: visão atual e perspectivas futuras / Heart transplant in children: current view and future perspectives
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;25(3):160-163, jul.-set. 2015. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O transplante cardíaco em crianças tem sido opção nas cardiopatias congênitas complexas e nas cardiomiopatias refratárias a terapêutica convencional. A investigação diagnóstica da etiologia das cardiopatias tem avançado na última década como, por exemplo, a sequência de exons. A assistência circulatória tem sido utilizada como ponte para transplante e no tratamento de rejeições agudas e crônicas. Do ponto de vista imunológico, a prova cruzada virtual no momento do transplante principalmente para os pacientes sensibilizados tem sido útil e fundamental. Novas drogas imunossupressoras como tacrolimo, sirolimo e rituximabe apresentam-se como promissoras na prevenção e tratamento da rejeição. O transplante com sitema ABO incompativel é uma possibilidade para recém-nascidos pela escassez de doadores.

Heart transplant in children has been an option in complex congenital heart disease and cardiomyopathies that do not respond to conventional treatment. The diagnostic investigatio nof the etiology of heart disease has advanced in the last decade, an example of this being exon sequencing. Circulatory support has been used as a bridge to transplantation, and in the treatment of acute and chronic rejections. From an immunological point of view,the virtual crossmatch test at the time of transplant, particularly for sensitized patients, has been useful and essential. New immunosuppressant drugs such as tacrolimus, sirolimusand rituximab have shown promise in the prevention and treatment of rejection. ABO--incompatible transplantation is a possibility for newborn infants, due to the lack of donos.
Descritores: Cardiopatias Congênitas/etiologia
Cardiopatias Congênitas/terapia
Criança
Transplante de Coração/métodos
Transplante de Coração/tendências
-Cardiomiopatias/complicações
Cardiomiopatias/terapia
Ciclosporina/administração & dosagem
Fatores de Risco
Prognóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 197 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde