Base de dados : LILACS
Pesquisa : C14.907.137.126.056 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-571761
Autor: Boni, Adriana; Pugliese, Camila; Cláudio, Cristiane Chiantelli; Patin, Rose Vega; Oliveira, Fernanda Luísa C.
Título: Vitaminas antioxidantes e prevenção da arteriosclerose na infância / Antioxidant vitamins and prevention of atherosclerosis in childhood
Fonte: Rev. paul. pediatr;28(4):373-380, out.-dez. 2010. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Revisar os potenciais efeitos antioxidantes das vitaminas A, C e E na prevenção do desenvolvimento da arteriosclerose na infância, com ênfase na prevenção da dislipidemia. FONTES DE DADOS: Pesquisa bibliográfica em revistas científicas, livros técnicos e publicações de órgãos oficiais dos últimos 20 anos. Utilizaram-se as bases de dados Lilacs, SciELo e Medline em português, inglês e espanhol, com as palavras-chave: "antioxidantes", "arteriosclerose", "dislipidemias", "peroxidação de lipídeos", "infância", "vitamina A", "vitamina C" e "vitamina E". SÍNTESE DE DADOS: A prevalência de dislipidemia na infância e na adolescência mostra frequência crescente, provavelmente relacionada às mudanças dos hábitos alimentares e à redução na prática de atividades físicas. O elevado nível plasmático da lipoproteína de baixa densidade (LDL-c) é fator de risco para o desenvolvimento da arteriosclerose. O consumo de frutas, verduras e legumes, ricos em antioxidantes, é um dos fatores de maior importância na prevenção da peroxidação lipídica. A baixa ingestão dessas fontes naturais de antioxidantes sugere a necessidade de intervenção nutricional para atingir as metas diárias de consumo de vitaminas A, C e E, não sendo preconizada a sua suplementação medicamentosa. CONCLUSÕES: O pediatra e o nutricionista devem orientar as famílias sobre o consumo de alimentos saudáveis, principalmente frutas, verduras e legumes, por seu potencial efeito antioxidante, especialmente nos primeiros anos de vida.

OBJECTIVE: To review the potential antioxidant effects of vitamins A, C and E in the prevention of atherosclerosis development during childhood, emphasizing the prevention of dyslipidemia. DATA SOURCES: Bibliographic search in scientific journals, technical books and official publications of the last 20 years. Lilacs, SciElo and Medline databases were searched for articles in Portuguese, Spanish and English using a combination of the following terms: "antioxidants", "atherosclerosis", "dyslipidemia", "lipid peroxidation", "childhood", "vitamin A", "vitamin C" and "vitamin E". DATA SYNTHESIS: There is an increasing prevalence of dyslipidemia in children and adolescents, probably related to changes in dietary habits and to the reduced practice of physical activities. The high plasma concentration of low-density lipoprotein (LDL-c) is a risk factor for atherosclerosis development. The consumption of nutrients rich in antioxidants, such as fruits and vegetables, is very important to prevent lipid peroxidation. The low intake of these natural antioxidants sources suggests the need for nutritional intervention to achieve the daily ingestion targets of vitamins A, C and E. Vitamin supplementation is not recommended. CONCLUSIONS: Children should be encouraged to increase ingestion of fruits and vegetables due to their potential antioxidant effect, especially in the first years of life.
Descritores: Antioxidantes
Arteriolosclerose/prevenção & controle
Dislipidemias/prevenção & controle
-Peroxidação de Lipídeos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-492925
Autor: Barbosa, Júnia H. P; Oliveira, Suzana L; Seara, Luci Tojal e.
Título: O papel dos produtos finais da glicação avançada (AGEs) no desencadeamento das complicações vasculares do diabetes: [revisão] / The role of advanced glycation end-products (AGEs) in the development of vascular diabetic complications: [review]
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;52(6):940-950, ago. 2008. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Os produtos finais da glicação avançada (AGEs [do inglês, Advanced Glycation End-products]) constituem uma classe de moléculas heterogêneas formadas a partir de reações aminocarbonilo de natureza não-enzimática, que ocorrem aceleradamente no estado hiperglicêmico do diabetes. Considerados importantes mediadores patogênicos das complicações diabéticas, os AGEs são capazes de modificar, irreversivelmente, as propriedades químicas e funcionais das mais diversas estruturas biológicas. Na presente revisão, são apresentados os dados recentes da literatura que descrevem as vias de formação de AGEs, seu metabolismo, os principais mecanismos de ação dessas substâncias no desencadeamento dos processos patológicos, bem como os métodos de determinação de AGEs em amostras biológicas. Este artigo aponta, ainda, novas perspectivas de terapias anti-AGEs, a exemplo de estudos envolvendo a ação de compostos naturais dos alimentos, que podem oferecer potencial terapêutico para os portadores de diabetes ou de outras patologias associadas ao acúmulo degenerativo de AGEs.

The advanced glycation end-products (AGEs) constitute a class of heterogeneous molecules formed by amino-carbonyl reactions of a non-enzymatic nature, which occur at an accelerated rate in the hyperglycemic state of diabetes. Considered important pathogenic mediators of diabetic complications, AGEs are capable of irreversibly modifying the chemical properties and functions of diverse biological structures. In this review, recent data from literature is presented describing the pathways of AGEs formation, their metabolism, the main mechanisms of action of these substances in the triggering of pathological processes associated with diabetes, as well as methods of AGEs determination in biological samples. This text also points to new perspectives in anti-AGE therapies, an example of which is the studies involved with the action of natural compounds of food, which can represent a potential coadjuvant therapy for people with diabetes or other pathologies associated with the degenerative accumulation of AGEs.
Descritores: Arteriolosclerose/etiologia
Angiopatias Diabéticas/etiologia
Produtos Finais de Glicação Avançada/fisiologia
-Antioxidantes/uso terapêutico
Nefropatias Diabéticas/etiologia
Neuropatias Diabéticas/etiologia
Retinopatia Diabética/etiologia
Alimentos
Produtos Finais de Glicação Avançada/análise
Produtos Finais de Glicação Avançada/antagonistas & inibidores
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carvalho, Maria das Gracas
Texto completo
Id: lil-470081
Autor: Lima, Luciana M; Carvalho, Maria das Graças; Sabino, Adriano de P; Mota, Ana P. L; Fernandes, Ana P; Sousa, Marinez O.
Título: Apo B/Apo A-I ratio in central and peripheral arterial diseases
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;51(7):1160-1165, out. 2007. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: The apo B/apo A-I ratio represents the balance between atherogenic particles, rich in apo B, and the antiatherogenic ones, apo A-I rich. This study investigated the association between atherosclerotic diseases in different anatomical sites and apo B/apo A-I ratio. METHODS: Lipids, lipoproteins, and apolipoproteins A-I and B were assessed in 30 subjects with coronary artery disease (CAD), 26 with ischemic stroke (IS), 30 with peripheral arterial obstructive disease (PAOD), and 38 healthy subjects (controls). RESULTS: HDLc and Apo A-I were significantly lower in PAOD and CAD groups, respectively, than in other groups. Significantly higher levels of triglycerides were observed for CAD and PAOD groups than for controls. Apo B was significantly higher in IS group than in control and PAOD groups. The apo B/apo A-I ratio showed significantly higher in CAD and IS groups when compared to control and PAOD groups (p < 0.001). CONCLUSION: The apo B/apo A-I ratio was important for identifying an increased trend for coronary and cerebral atherosclerosis. In spite of the increased trend for apo B/apo A-I ratio in IS and CAD groups, the studied variables cannot be considered in an isolated way, given as those parameters were analyzed together by a binary logistic regression, no association has been demonstrated.

INTRODUÇÃO: O índice apo B/apo A-I representa o balanço entre partículas de colesterol potencialmente aterogênicas ricas em apo B e partículas anti-aterogênicas ricas em apo A-I. O objetivo deste estudo foi investigar a associação entre doenças ateroscleróticas em diferentes sítios anatômicos e o índice apo B/apo A-I. MÉTODOS: Lípides, lipoproteínas e apolipoproteínas A-I e B foram quantificados em 30 indivíduos apresentando doença arterial coronariana (DAC), 26 com acidente vascular cerebral (AVC), 34 apresentando doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) e 38 indivíduos hígidos (grupo controle). RESULTADOS: HDLc e apo A-I apresentaram-se significativamente mais baixos nos grupos DAOP e DAC, respectivamente, quando comparados com os demais grupos. Níveis de triglicérides foram significativamente mais elevados nos grupos DAC e PAOD quando comparados com o grupo controle. Apo B foi significativamente mais elevada no grupo AVC quando comparado com os grupos controle e DAOP. O índice apo B/apo A-I se mostrou significativamente elevado nos grupos DAC e AVC quando comparados com os demais (p < 0,001). CONCLUSÃO: O índice apo B/apo A-I foi importante para identificar uma tendência aumentada para aterosclerose coronariana e cerebral. No entanto, os parâmetros avaliados não podem ser considerados de forma isolada, considerando que nenhuma associação foi demonstrada quando os dados foram analisados pelo modelo de regressão logística binária.
Descritores: Apolipoproteína A-I/sangue
Apolipoproteínas B/sangue
Arteriolosclerose/sangue
Doença da Artéria Coronariana/sangue
Doenças Vasculares Periféricas/sangue
Acidente Vascular Cerebral/sangue
-Arteriopatias Oclusivas/sangue
Arteriopatias Oclusivas/etiologia
Arteriolosclerose/etiologia
Biomarcadores/sangue
Isquemia Encefálica/sangue
Isquemia Encefálica/etiologia
HDL-Colesterol/sangue
Doença da Artéria Coronariana/etiologia
Métodos Epidemiológicos
Linhagem
Doenças Vasculares Periféricas/etiologia
Fatores de Risco
Fumar
Triglicerídeos/sangue
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Criança
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde