Base de dados : LILACS
Pesquisa : C14.907.355.830 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1053 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 106 ir para página                         

  1 / 1053 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1289867
Autor: Ramírez, Céleo; Herrera Paz, Edwin F; Gómez Ventura, Sandra; Rodríguez, Gaspar; Linarez, Nery; Durón, Reyna M.
Título: Dealing with perceptions related to thrombosis and COVID-19 vaccines
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;45:e45, 2021.
Idioma: en.
Resumo: en
Descritores: Trombose/induzido quimicamente
Vacinas contra COVID-19/efeitos adversos
COVID-19/prevenção & controle
-Fatores de Risco
Farmacovigilância
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1289259
Autor: Pérez Díaz, Pedro; Martínez del Río, Jorge; Frías García, Raquel; Morón Alguacil, Alfonso; Jurado Román, Alfonso.
Título: Infarto de miocardio tras la administración de adrenalina intragingival ¿Una nueva causa de infarto agudo de miocardio sin enfermedad coronaria aterosclerótica obstructiva? / Myocardial infarction after intra-gingival administration of adrenaline. A new cause of myocardial infarction without obstructive coronary atherosclerosis?
Fonte: Rev. colomb. cardiol;27(5):477-480, sep.-oct. 2020. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Es frecuente la relación entre la adrenalina administrada por vía intramuscular y el desarrollo de cardiopatía isquémica. La adrenalina potencia las hemostasias primaria y secundaria -puede producir trombosis intracoronaria- y causa vasoconstricción transitoria arteriolar. Se presenta un caso clínico de una paciente que acudió a urgencias por dolor torácico pocas horas después de una intervención dentaria. En el estudio posterior se descubrió un infarto de miocardio por trombosis intracoronaria de la descendente anterior distal.

Abstract There is a relationship between adrenaline administered intramuscularly and the development of ischaemic heart disease. Adrenaline promotes primary and secondary haemostasis, which can produce a coronary thrombosis and cause a transient arteriolar vasoconstriction. A case is presented of a patient who was seen in the Emergency Department with chest pain a few hours after dental treatment. In the subsequent work-up, it was discovered that she had a myocardial infarction due to a coronary thrombosis of the left anterior distal artery.
Descritores: Isquemia Miocárdica
-Trombose
Doença da Artéria Coronariana
Infarto do Miocárdio
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  3 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1138821
Autor: Hincapié Rubio, Luis Miguel; Estrada Bedoya, Germán Alonso; Gómez Paz, Darío Fernando; Saldarriaga Rivera, Lina María.
Título: Protein C and S deficiency as a cause of mesenteric thrombosis: Differential diagnosis of systemic vasculitis / Deficiencia de proteínas C y S como causa de trombosis mesentérica: diagnóstico diferencial de las vasculitis sistémicas
Fonte: Rev. colomb. reumatol;26(4):276-279, oct.-dic. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Acute mesenteric ischemia is a medical emergency that accounts for less than 1/1000 hospital admissions. The disease affects adults older than 50 years predominantly with cardiac compromise, in whom the presence of acute abdominal pain is the cardinal manifestation, and should make the clinician suspect this entity. Its presentation in adolescents is unusual; therefore, in these cases, the possibility of an underlying thrombophilia should be part of the differential diagnosis. The case is presented here of a young female with a protein C and S deficiency as the cause of mesenteric thrombosis.

RESUMEN La isquemia mesentérica aguda es una urgencia médica que se presenta en menos de 1/1.000 ingresos hospitalarios. Es una entidad clínica infrecuente, predominante en adultos mayores de 50 arios con afectación cardíaca, en quienes la presencia de dolor abdominal agudo es la manifestación cardinal y debería hacer sospechar dicho diagnóstico. La presentación en adolescentes es inusual, por lo que, en estos casos, la posibilidad de una trombofilia subyacente debe formar parte del diagnóstico diferencial. Presentamos el caso de una paciente joven con deficiencia de proteínas C y S como agente causal de trombosis mesentérica.
Descritores: Deficiência de Proteína
Trombose
Vasculite
Dor Abdominal
Emergências
-Proteína C
Isquemia Mesentérica
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO356.9


  4 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1290876
Autor: Carrijo, Alice Mirane Malta; Souza, Marcela Gomes de; Costa, Marina Vitória Silva; O'Connell, João Lucas.
Título: Pseudoaneurisma ventricular esquerdo em paciente diabético sem clínica de síndrome coronariana aguda / Left ventricular pseudoaneurysm in a diabetic patient without clinical acute coronary syndrome
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;34(2), 2021. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Falso Aneurisma/cirurgia
Falso Aneurisma/diagnóstico por imagem
Diabetes Mellitus/fisiopatologia
Cardiopatias/reabilitação
-Alta do Paciente
Trombose/diagnóstico por imagem
Fatores de Tempo
Comorbidade
Fatores de Risco
Disfunção Ventricular Esquerda/diagnóstico por imagem
Ultrassonografia Doppler
Angiografia por Tomografia Computadorizada
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  5 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-970540
Autor: Baruzzi, Antonio Cláudio do Amaral; Stefanini, Edson; Pispico, Agnaldo.
Título: Infarto agudo do miocárdio com supra de ST: trombólise em qualquer local que a medicação esteja disponível / ST elevation myocardial infarction: thrombolysis in any location with available medication
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;28(4):409-420, out.-dez. 2018. tab, ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: As doenças cardiovasculares, especialmente, o infarto agudo do miocárdio, são responsáveis pela primeira causa de óbito em nosso país. Baseando-se em sua fisiopatogenia e nos fatores de risco envolvidos, a taxa de mortalidade, em 30 dias, varia de 3-5% em centros avançados e quase 30% naqueles cujo atendimento não aplicam as diretrizes recomendadas. Tal mudança dependerá de um aprimoramento organizacional com ações educativas para o paciente, profissionais do setor de emergência e plena sintonia com os gestores do sistema de saúde público ou privado. A angioplastia primária é o tratamento padrão-ouro da reperfusão miocárdica, porém, disponível apenas em 15% dos hospitais. Em geral, o setor público carece dessa disponibilidade, sendo a estratégia fármaco-invasivo-terapia fibrinolítica seguida da transferência precoce para angioplastia ­a recomendada. O diagnóstico baseia-se em critérios eletrocardiográficos, porém, nem sempre há médicos habilitados para tal confirmação. Isso retarda o tratamento e compromete bastante os resultados. A disponibilidade da telemedicina ou teleECG permite que profissionais mesmo à distância possam corroborar com o diagnóstico, orientar o tratamento e obter métricas de qualidade e mortalidade. A rápida identificação do paciente com sinais e sintomas de infarto agudo, diagnóstico imediato no ECG e administração do fibrinolítico não devem ultrapassar 20 minutos. São minutos dependentes da prévia organização que salvam vidas! O tratamento fibrinolítico é a realidade para um país com dimensões continentais e sérias limitações logísticas de transporte. Compete aos gestores de saúde disponibilizá-lo a qualquer hora ou momento para o atendimento do paciente infartado

Cardiovascular events, especially acute myocardial infarction, are the main cause of death in our country. In addition to its physiopathogenesis and the involved risk factors, the 30-day mortality rates vary from 3% to 5% in advanced centers and 30% in those where care does not apply the recommended guidelines. Such change will depend on organizational improvement, as well as patient education, professionals in the emergency department, and harmony with agents in the public or private health system. Primary angioplasty is the gold standard treatment for myocardial reperfusion, but is only available in 15% of hospitals. If it is not available in the public sector, a pharmacoinvasive strategy ­ fibrinolytic therapy followed by patient transfer for angioplasty ­ has been recommended. Diagnosis is based on ECG criteria, but there is a shortage of physicians qualified for such confirmation. This delays the treatment and compromises the results. Telemedicine or teleECG allows distant professionals to corroborate with the diagnosis, guide the treatment, and obtain quality and mortality metrics. The rapid identification of patients with signs and symptoms of acute myocardial infarction, immediate diagnosis on ECG, and fibrinolytic administration should not exceed 20 min. They are life-saving minutes dependent on prior organization. Fibrinoly-tic treatment is the reality for a country with continental dimensions and transport logistic limitations. It is the responsibility of health managers to make them available to the care of patients with infarction
Descritores: Reperfusão Miocárdica/métodos
Terapia Trombolítica/métodos
Infarto do Miocárdio/terapia
-Trombose
Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Fatores de Risco
Angioplastia/métodos
Vasos Coronários
Tratamento Farmacológico/métodos
Eletrocardiografia/métodos
Emergências
Stents Farmacológicos
Hemodinâmica/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  6 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1289279
Autor: Barajas-Díaz, Carolina; Pérez-de la Sota, Enrique; Centeno-Rodríguez, Jorge; Cortina-Romero, José María.
Título: Masa auricular derecha: la importancia del ecocardiograma al momento del diagnóstico de fibrilación auricular en el enfoque terapéutico / Right atrial mass: The importance of cardiac ultrasound at the time of diagnosis of atrial fibrillation in the therapeutic approach
Fonte: Rev. colomb. cardiol;27(6):607-610, nov.-dic. 2020. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Se presenta el caso de un varón de 70 años de edad, quien debutó con fibrilación auricular no valvular, en quien, dos meses después y mediante ecocardiografía, se objetivaron dos masas contiguas en la aurícula derecha. Las masas eran dependientes de la válvula de Eustaquio, alcanzaban el septo interauricular y se asemejaban a un mixoma. Ambas fueron resecadas mediante cirugía, sin complicaciones intraoperatorias ni postoperatorias. El estudio anatomo-patológico concluyó que eran compatibles con trombos sin componente tumoral. Durante el seguimiento permaneció asintomático y en ritmo de fibrilación auricular.

Abstract The case is presented on a 70 year-old male who debuted with non-valvular atrial fibrillation. Two months later, and using cardiac ultrasound, two contiguous masses were observed in the right atrium. The masses were hanging from the Eustachian (inferior vena cave) valve, reached the interatrial septum and resembled a myxoma. Both were surgically resected, with no intra- or post-operative complications. The patient remained asymptomatic and in atrial fibrillation rhythm during follow-up.
Descritores: Função do Átrio Direito
-Fibrilação Atrial
Trombose
Ecocardiografia
Mixoma
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  7 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-458214
Autor: Sousa, Amanda G. M. R; Sousa, J. Eduardo.
Título: Escolha do melhor stent na atualidade / Selecting the best drug-eluting stent
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;17(1):11-19, jan.-mar. 2007. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Desde 2002, estão disponíveis, para uso clínico, no Brasil e em vários países do mundo, os stents com liberação de sirolimus (Cypher) e de paclitaxel (Taxus). Esses instrumentais, foram primeiramente testados, em nosso Serviço, em pacientes que constituíam o registro FIM (First in Man), cujas avaliações sequenciais de 4 meses, 12 meses, 24 meses e 48 meses foram de grande impacto, pela observação da importante e mantida redução da reestenose na evolução tardia. O stent liberador de paclitaxel (Taxus) foi introduzido no mercado cerca de um ano após, mostrando, igualmente, bons resultados clínicos e excelente aceitação por parte dos intervencionistas. Até o momento, dispomos de seis estudos comparativos entre Cypber e Taxus (TAXI, REALITY, SIRTAX, CORPAL, ISAR-DESIRE), cujos resultados foram divulgados a partir de setembro de 2004. Desses estudos, os dois que recrutaram o maior número de casos foram o REALITY (n igual 1.353; 1.911 lesões) e o SIRTAX (n igual 1.012; 1.601 lesões). O stent com sirolimus produz maior inibição da hiperplasia...

Drug-eluting stents (DES) were first clinically and market approved in Brazil in 2002. Sirolimus-eluting stent (Cypher®) was initially tested in our service and the first patients to receive this new device were enrolled in the FIM (First in Man) registry. The sequential angiographic follow-up studies of this population (4, 12, 24 and 48 months) were determinant to demonstrate the sustained long term reduction in restenosis rates. Paclitaxel-eluting stent (Taxus®) was commercially approved one year later after equally encouraging preliminary clinical results and excellent acceptance from the interventionists. To the present there are six “head-to-head” studies comparing Cypher® to Taxus®: TAXI, REALITY, SIRTAX, CORPAL, ISAR-DIABETES and ISAR-DESIRE. Their preliminary results started to be released in September 2004. Two of these studies deserve special attention due to the large amount of patients enrolled: REALITY (1,353 patients, 1,911 lesions) and SIRTAX (1,012 patients, 1,601 lesions). Cypher® was shown to be more efficient than Taxus® in suppressing neointimal formation irrespective of the angiographic parameter analyzed: late minimal lumen diameter, percentage of stenosis, late lumen loss and net gain. However, in the REALITY study, this superiority did not translate into clinical benefit and both stents had equivalent angiographic restenosis (7.0% for Cypher® versus 8.3% for Taxus®; p = NS) and target-lesion revascularization (5.0% for Cypher® vs. 5.4% for Taxus®; p = NS). Conversely, in the SIRTAX, Cypher® proved to be significantly superior to Taxus® in reducing binary restenosis (6.7% vs. 11.9%; p = 0,01) and target-lesion revascularization (4.8% versus 8.3%; p = 0,01). The other four previously mentioned studies did not contribute with definite evidence of superiority of one over the other drug-eluting stents since they analyzed less complex populations (TAXI) or did not reflect the multicentric reality (ISAR-DIABETES, ISARDESIRE)...
Descritores: Stents
Trombose/complicações
Trombose/diagnóstico
-Reestenose Coronária/complicações
Reestenose Coronária/terapia
Sirolimo/farmacologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  8 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-344689
Autor: Feres, Fausto; Staico, Rodolfo; Centemero, Marinella; Sousa, J. Eduardo.
Título: Braquiterapia intracoronária / Intracoronary brachytherapy
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(2):245-258, Mar-Abr. 2002. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Dos mecanismos envolvidos na gênese da reestenose após intervenção coronária percutânea, o remodelamento negativo crônico pode ser evitado com o implante de stents. Entretanto, as próteses metálicas exacerbam a proliferação neo-intimal, que persiste como a principal caüsa da reestenose após seu implante. A braquiterapia intracoronária, quebrando a dupla hélice de DNA no ciclo celular, impede a capacidade das células de se replicar, que acabam necrosando durante seu processo de divisão. Em conseqüência disso, há redução da proliferação neointimal após o implante dos stents. Por outro lado, estudos randomizados comparando radiação e placebo ainda não "demonstraram benefício clínico da braquiterapia quando lesões "de novo" (primárias) são tratadas. O grande benefício da braquiterapia intracoronária manifesta-se nos pacientes com reestenose intra-stent. Estes apresentam, na maioria dos estudos, independentemente do tipo de radiação utilizada (gama ou beta), redução significativa dos índices de recorrência da reestenose. Existem algumas complicações da braquiterapia, tais como o efeito de bordas, que ocorrem em conseqüência de doses menores nas extremidades dos locais tratados (falha geográfica), invariavelmente lesados pela ação do balão. Esse efeito pode ser evitado, utilizando-se fontes mais longas. A trombose tardia, em decorrência de endotelização retardada, pode ser combatida com a administração prolongada dos antipla- quetárias e evitando-se o implante de um novo stent, quando se realiza a braquiterapia. A braquiterapia é uma terapêutica segura e eficaz no tratamento da reestenose intra-stent...
Descritores: Braquiterapia
Reestenose Coronária
-Radioterapia
Trombose
Stents
Angioplastia
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  9 / 1053 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-796514
Autor: Modolo, Rodrigo; Coelho, Otávio Rizzi.
Título: Terapia antitrombótica na fase aguda das síndromes coronarianas aguda / Antithrombotic therapy in acute phase of acute coronary syndrome
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;26(2):105-111, abr.-jun.2016. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A morbidade e a mortalidade nas síndromes coronarianas agudas – causadas principalmente pela instabilidade da placa aterosclerótica, levando à formação de trombos – foi bastante reduzida com o advento de antiplaquetários, antitrombóticos e revascularização precoce. Hoje, dispomos de quatro antitrombóticos para uso nestas condições: a heparina não fracionada, a de baixo peso molecular, o fondaparinux e a bivalirudina – sendo apenas as três primeiras disponíveis no Brasil. Como são agentes antiocoagulantes, o risco de sangramento não é desprezível e deve ser apropriadamente dosado com o fim de trazer o máximo benefício antitrombótico, sem grande risco hemorrágico. Nesta revisão sumarizamos o atual estado da arteno uso de antitrombóticos no Brasil...

Morbidity and mortality in the acute coronary syndromes – caused in the majorly by atherosclerotic plaque instability, with consequent thrombus formation – was drastically reduced by the advent of antiplatelet and antithrombotic agents, and by early revascularization. Nowadays, we have 4 antithrombotic agents: unfractionated heparin, low molecular weight heparin, fondaparinux and bivalirudin – with only the first 3 available in Brazil. As they comprise anticoagulant effects, the risk of bleedingis high and must be taken into account when prescribed, in order to bring the greater benefits without higher bleeding risk. In this review we summarized the current state of the art about the use of these agents in our country...
Descritores: Fibrinolíticos/administração & dosagem
Placa Aterosclerótica/complicações
Placa Aterosclerótica/terapia
Síndrome Coronariana Aguda/terapia
Trombose/terapia
-Angioplastia/métodos
Enoxaparina/administração & dosagem
Fatores de Risco
Heparina/administração & dosagem
Inibidores da Agregação Plaquetária/administração & dosagem
Protaminas/administração & dosagem
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  10 / 1053 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-796517
Autor: Bezerra, Cristiano Guedes; Pinton, Fábio Augusto; Lemos Neto, Pedro Alves.
Título: Síndrome coronariana aguda em indivíduos com revascularização cirúrgicaou percutânea prévia / Acute coronary syndrome in individuals with previous surgical or percutaneous revascularization
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;26(2):128-133, abr.-jun.2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Aproximadamente 30% dos pacientes que se apresentam com quadro de síndrome coronariana aguda têm revascularização prévia do miocárdio. Os eventos coronarianos subsequentes à revascularização do miocárdio podem ocorrer por progressão da doença aterosclerótica no leito coronário nativo, evento relacionado ao stent (reestenose, trombose ou neoaterosclerose) ou evento relacionado à cirurgia de revascularização domiocárdio (degeneração ou oclusão de enxertos cirúrgicos). Esses pacientes que necessitamde um novo procedimento de revascularização têm perfil de alto risco, geralmente associado a doença renal crônica, diabetes mellitus, doença arterial periférica, além deelevada carga aterosclerótica no leito coronariano nativo, degeneração de enxertos de veia safena e reestenose de stents. Este cenário faz com que o segundo procedimento de revascularização tenha maior risco e maior complexidade. Neste artigo discutiremos as características clínicas e as possibilidades terapêuticas de pacientes com SCA e revascularização percutânea ou cirúrgica prévias.

Around 30% of patients who present acute coronary syndrome have undergone previous myocardial revascularization. Coronary events following myocardial revascularization can occur due to progression of atherosclerotic disease in the native coronary bed, an event related to the stent (restenosis, thrombosis or neoatherosclerosis) or to the myocardial revascularization surgery (degeneration or occlusion of surgical grafts). These patients who need a new revascularization procedure have a high-risk profile, generally associated with chronic kidney disease, diabetes mellitus, and peripheral arterial disease, as well as a high atherosclerotic burden in the native coronary bed, degeneration of grafts of the saphenous vein, and restenosis of stents. This scenario confers a higher risk and greater complexity on the second revascularization procedure. In this article, we discuss the clinical characteristics and therapeutic possibilities of patients with ACS and previous percutaneous or surgical revascularization.
Descritores: Intervenção Coronária Percutânea/métodos
Reestenose Coronária/diagnóstico
Reestenose Coronária/terapia
Revascularização Miocárdica/efeitos adversos
Síndrome Coronariana Aguda/diagnóstico
Síndrome Coronariana Aguda/terapia
-Angioplastia/métodos
Doença Aguda
Fatores de Risco
Stents
Trombose/diagnóstico
Trombose/terapia
Vasos Coronários/cirurgia
Veia Safena
Ventrículos do Coração
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 106 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde