Base de dados : LILACS
Pesquisa : C14.907.355.830 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1010 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 101 ir para página                         

  1 / 1010 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1171340
Autor: Argibay, Pablo.
Título: Fisiopatología quirúrgica del aparato digestivo / Surgical physiopathology of the digestive tract
Fonte: Rev. argent. cir;(n.esp):11-27, 2000. ilus.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Congreso Argentino de Cirugía, 71, Buenos Aires, 2000.
Descritores: Sistema Digestório
-Genética
Hemorragia/fisiopatologia
Inflamação/fisiopatologia
Neoplasias/fisiopatologia
Neoplasias/genética
Sistema Digestório/fisiopatologia
Trombose/fisiopatologia
Limites: Humanos
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  2 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-784169
Autor: Kawecki, Damian; Morawiec, Beata; Dola, Janusz; Waha, Wojciech; Smolka, Grzegorz; Pluta, Aleksandra; Marcinkiewicz, Kamil; Ochała, Andrzej; Nowalany-Kozielska, Ewa; Wojakowski, Wojciech.
Título: First- Versus Second-Generation Drug-Eluting Stents in Acute Coronary Syndromes (Katowice-Zabrze Registry) / Stents Farmacológicos de Primeira Versus Segunda Geração na Síndrome Coronariana Aguda (Registro Katowice-Zabrze)
Fonte: Arq. bras. cardiol;106(5):373-381, May 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: There are sparse data on the performance of different types of drug-eluting stents (DES) in acute and real-life setting. Objective: The aim of the study was to compare the safety and efficacy of first- versus second-generation DES in patients with acute coronary syndromes (ACS). Methods: This all-comer registry enrolled consecutive patients diagnosed with ACS and treated with percutaneous coronary intervention with the implantation of first- or second-generation DES in one-year follow-up. The primary efficacy endpoint was defined as major adverse cardiac and cerebrovascular event (MACCE), a composite of all-cause death, nonfatal myocardial infarction, target-vessel revascularization and stroke. The primary safety outcome was definite stent thrombosis (ST) at one year. Results: From the total of 1916 patients enrolled into the registry, 1328 patients were diagnosed with ACS. Of them, 426 were treated with first- and 902 with second-generation DES. There was no significant difference in the incidence of MACCE between two types of DES at one year. The rate of acute and subacute ST was higher in first- vs. second-generation DES (1.6% vs. 0.1%, p < 0.001, and 1.2% vs. 0.2%, p = 0.025, respectively), but there was no difference regarding late ST (0.7% vs. 0.2%, respectively, p = 0.18) and gastrointestinal bleeding (2.1% vs. 1.1%, p = 0.21). In Cox regression, first-generation DES was an independent predictor for cumulative ST (HR 3.29 [1.30-8.31], p = 0.01). Conclusions: In an all-comer registry of ACS, the one-year rate of MACCE was comparable in groups treated with first- and second-generation DES. The use of first-generation DES was associated with higher rates of acute and subacute ST and was an independent predictor of cumulative ST.

Resumo Fundamento: Os dados sobre o desempenho dos diferentes tipos de stents farmacológicos (SF) no cenário agudo e da vida real são escassos. Objetivo: Comparar a segurança e a eficácia dos SF de primeira e de segunda geração em pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA). Métodos: Este registro arrolou pacientes consecutivos com diagnóstico de SCA e tratados com intervenção coronariana percutânea e implantação de SF de primeira ou segunda geração em seguimento de 1 ano. O desfecho primário 'eficácia' foi definido como eventos cardíacos adversos maiores (ECAM), um composto de morte por todas as causas, infarto do miocárdio não fatal, revascularização de vaso-alvo e acidente vascular encefálico. O desfecho primário 'segurança' foi trombose de stent (TS) definitiva em 1 ano. Resultados: Do total de 1.916 pacientes arrolados, 1.328 foram diagnosticados com SCA. Desses, 426 foram tratados com SF de primeira geração e 902, com SF de segunda geração. Não houve diferença significativa na incidência de ECAM entre os dois tipos de SF em 1 ano. A taxa de TS aguda e subaguda foi maior com SF de primeira geração do que com os de segunda geração (1,6% vs. 0,1%, p < 0,001; e 1,2% vs. 0,2%, p = 0,025, respectivamente), mas não houve diferença para TS tardia (0,7% vs. 0,2%, respectivamente, p = 0,18) nem para sangramento gastrointestinal (2,1% vs.1,1%, p = 0,21). Na regressão de Cox, o SF de primeira geração foi preditor independente para TS cumulativa [HR 3,29 (1,30-8,31); p = 0,01]. Conclusões: No registro de SCA, a taxa de ECAM em 1 ano foi comparável nos grupos tratados com SF de primeira e de segunda geração. O uso de SF de primeira geração associou-se a maiores taxas de TS aguda e subaguda, sendo um preditor independente para TS cumulativa.
Descritores: Transtornos Cerebrovasculares/etiologia
Ponte de Artéria Coronária/efeitos adversos
Síndrome Coronariana Aguda/cirurgia
Stents Farmacológicos/efeitos adversos
Intervenção Coronária Percutânea/efeitos adversos
Infarto do Miocárdio/etiologia
-Polônia/epidemiologia
Trombose/etiologia
Fatores de Tempo
Transtornos Cerebrovasculares/mortalidade
Sistema de Registros
Estudos Retrospectivos
Seguimentos
Síndrome Coronariana Aguda/mortalidade
Imunossupressores/farmacologia
Infarto do Miocárdio/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-521685
Autor: Carvalho, Jozélio Freire de; Caleiro, Maria Teresa Correia; Bonfá, Eloísa.
Título: Hyperhomocysteinemia and primary antiphospholipid syndrome / Hiper-homocisteinemia e síndrome antifosfolípide primária
Fonte: Rev. bras. reumatol;49(4):337-345, jul.-ago. 2009. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: OBJETIVOS: Investigar a prevalência de hiper-homocisteinemia e suas possíveis associações clínicas e laboratoriais em pacientes com síndrome antifosfolípide primária (SAFP). PACIENTES E MÉTODOS: Estudo transversal de 27 pacientes (88% mulheres) com SAFP (critérios de Sapporo). Foram avaliados dados demográficos, clínicos, comorbidades, medicações, anticorpos antifosfolípides, colhendo-se uma amostra de sangue para dosagem da homocisteína, pela técnica de cromatografia líquida de alta resolução. RESULTADOS: Seis (22%) dos 27 pacientes apresentaram níveis de homocisteinemia acima dos valores normais (98,7 ± 8,9 versus 8,0 ± 2,9 »M, P = 0,0008). Comparando-se o grupo de pacientes com hiper-homocisteinemia com aquele que apresentava níveis normais, verificou-se que ambos os grupos de pacientes com SAFP não diferiram estatisticamente em relação aos dados demográficos (idade, cor branca, peso, altura e índice de massa corporal), bem como ao tempo de duração de doença (64 ± 39,6 versus 77,9 ± 61,3 meses, P = 0,32). Nenhum dos grupos apresentou diferenças quanto às manifestações da doença (eventos arteriais, venosos e obstétricos, trombose venosa profunda, tromboembolismo pulmonar, plaquetopenia, infarto agudo do miocárdio, angina e acidente vascular cerebral), comorbidades (hipertensão arterial e dislipidemia), ao estilo de vida (atividade física e tabagismos atual e pregresso), bem como ao uso de medicações (corticoide atual e pregresso, estatina, cloroquina e ácido acetilsalicílico). A prevalência e os títulos de anticorpos anticardiolipina foram semelhantes em ambos os grupos. CONCLUSÃO: A hiper-homocisteinemia pode ser detectada em cerca de um quarto da população com SAFP, sem associação com características distintivas clínicas e laboratoriais dessa doença.

OBJECTIVES: The objective of this study was to investigate the prevalence of hyperhomocysteinemia and its possible clinical and laboratorial associations in patients with primary antiphospholipid syndrome (PAPS). PATIENTS AND METHODS: This is a transversal study with 27 patients (88 percent women) with PAPS (Sapporo criteria). Demographic and clinical data, as well as comorbidities, medications, antiphospholipid antibodies, and blood concentrations of homocysteine, measured by high resolution liquid chromatography, were evaluated. RESULTS: Six (22 percent) out of 27 patients had high levels of homocysteine (98.7 ± 8.9 versus 8.0 ± 2.9 »M, P = 0.0008). Comparison between the group of patients with hyperhomocysteinemia and the group of patients with normal serum homocysteine levels did not show differences in the demographic data (age, white, weight, height, and body mass index) or in the duration of the disease (64 ± 39.6 versus 77.9 ± 61.3 months, P = 0.32). Differences in disease manifestations (arterial, venous, and obstetric events, deep venous thrombosis, pulmonary thromboembolism, thrombocytopenia, acute myocardial infarction, angina, and stroke), comorbidities (hypertension and hyperlipidemia), life style (physical activity, past and present smoking), as well as the use of medications (past and present use of corticosteroids, statins, chloroquine, and acetylsalicylic acid), were not observed between both groups. The prevalence and titers of anticardiolipin antibodies were similar in both groups of patients. CONCLUSION: Hyperhomocysteinemia can be detected in approximately one fourth of the PAPS patients, and it is not associated with distinct clinical and laboratorial characteristics of this disorder.
Descritores: Hiper-Homocisteinemia
Anticorpos Antifosfolipídeos
Homocisteína/administração & dosagem
Síndrome Antifosfolipídica
Trombofilia
Trombose
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR396.3 - Biblioteca Setorial Umuarama


  4 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1151256
Autor: Pinilla, Lizeth; Trejos, Sabrina; Villarreal, Olmedo; Aguilera, Amparo; Benavidez, María; Ceballos, Ayezka; Chacón, José; Gómez, Yaneth; Escobar, María; González, Miriam; Iturralde, Camilo; Jaramillo, Julio; Jiménez, Raúl; Laguna, Andrés; Lee, Harold; Lobán, Alejandra; Rodríguez, Yamileth; Samaniego, Rigoberto; Tablas, Eduardo.
Título: Manifestaciones trombóticas en la neumonía viral por SARS-CoV-2 pacientes hospitalizados en el Hospital «Irma de Lourdes Tzanetatos¼, Panamá, Panamá. De marzo de 2020 a septiembre de 2020 / Thrombotic manifestations in viral neumonia by CoV-2-SARS hospitalized patients at «Irma Lourdes Tzanetatos¼ Hospital, Panama, Panama. March 2020 to September 2020
Fonte: Rev. ADM = ADM;77(6):312-315, nov.-dic. 2020. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: La respuesta a la infección viral produce un estado de trombosis o hipercoagulabilidad que, unido a la inflamación de las células endoteliales, puede generar disfunción plaquetaria y predisposición a la formación de trombos que, aunque con frecuencia son más venosos, también pueden aparecer en el sistema arterial y producir infartos a cualquier nivel así como tromboembolia e hipertensión pulmonar. Estas manifestaciones han sido captadas hospitalariamente y al egreso de los pacientes detectados por SARS-CoV-2 habiendo ya cumplido el tiempo establecido de virulencia. Los criterios diagnósticos de respuesta inmunológica trombótica asociada a COVID-19 (RITAC) ayudan a seleccionar al paciente que está predispuesto a esta condición; a esto se añade que el paciente ya tiene un diagnóstico de infección por SARS-CoV-2 (AU)

The response to viral infection produces a prothrombotic state of hypercoagulability , united with an inflammation of endothelial cells, It can generate platelet dysfunction and predisposition to the formation of thrombus, that, although, are more frequently venous, Also, it can appear in the arterial system and cause heart attacks at any level; thromboembolism and pulmonary hypertension, as well. These manifestations have been captured hospitably and with the egress of patients detected by SARS-CoV-2. The diagnostic criteria of RITAC (abbreviation in Spanish of Thrombotic Immune Response Associated to COVID-19), help to select the patient who is predisposed to this condition; adding that the patient already has a diagnosis of SARS-CoV-2 infection (AU)
Descritores: Pneumonia Viral
Trombose
Infecções por Coronavirus
Betacoronavirus
-Panamá
Embolia Pulmonar
Unidade Hospitalar de Odontologia/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  5 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827856
Autor: Hotta, Viviane Tiemi; Bluemke, David A; Staszko, Kamila Fernanda; Pereira, Ana Neri Rodrigues Epitacio; Rochitte, Carlos Eduardo.
Título: Rare Complication of non-Treated Abdominal Aortic Aneurysm: Extensive Thrombus in Right Cardiac Chambers / Complicação Rara de Aneurisma da Aorta Abdominal não Tratado: Trombo Extenso em Câmaras Cardíacas Direitas
Fonte: Arq. bras. cardiol;107(4):378-380, Oct. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract A 78-year-old patient presented with shortness of breath after falling down. Transthoracic echocardiogram showed an extensive thrombus in the right atrium (RA), extensive thrombosis of the inferior vena cava (IVC), and abdominal aortic aneurysm (AAA). A magnetic resonance confirmed the thrombosis of the RA extending to the IVC, which was apparently fused to the abdominal aortic aneurysm (compression? erosion?). This case illustrates a severe and rare complication of a non-treated AAA. There probably was IVC erosion by the aortic aneurysm, leading to blood stasis and extensive thrombosis of the IVC and right cardiac chambers.

Resumo Uma paciente de 78 anos procurou o serviço de emergência apresentando dispneia após sofrer queda da própria altura. O ecocardiograma transtorácico mostrou um extenso trombo no átrio direito (AD), trombose extensa da veia cava inferior (VCI), e aneurisma de aorta abdominal (AAA). A ressonância magnética confirmou a trombose do AD estendendo-se até a VCI, a qual aparentemente apresentava fusão ao aneurisma da aorta abdominal (compressão? erosão?). Este caso ilustra uma complicação grave e rara de um AAA não tratado. Provavelmente houve uma erosão da VCI pelo aneurisma da aorta resultando em estase sanguínea e trombose extensa da veia cava inferior e cavidades cardíacas direitas.
Descritores: Trombose/etiologia
Trombose/diagnóstico por imagem
Veia Cava Inferior/diagnóstico por imagem
Aneurisma da Aorta Abdominal/complicações
Aneurisma da Aorta Abdominal/diagnóstico por imagem
-Trombose/patologia
Veia Cava Inferior/patologia
Imagem por Ressonância Magnética/métodos
Ecocardiografia/métodos
Tomografia Computadorizada por Raios X/métodos
Aneurisma da Aorta Abdominal/patologia
Doenças Raras
Átrios do Coração/patologia
Átrios do Coração/diagnóstico por imagem
Ventrículos do Coração/patologia
Ventrículos do Coração/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-887970
Autor: Almeida, João Gonçalves; Ferreira, Sara; Caeiro, Daniel; Ribeiro, José; Ribeiro, Vasco Gama.
Título: Transcatheter Aortic Valve Implantation with Embolic Protection System in a Patient with Left Ventricle Apical Thrombus / Implantação de Válvula Aórtica Percutânea com Sistema de Proteção Embólico em Paciente com Trombo Apical no Ventrículo Esquerdo
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(5):495-496, Nov. 2017. graf.
Idioma: en.
Descritores: Trombose/cirurgia
Substituição da Valva Aórtica Transcateter/métodos
Cardiopatias/cirurgia
Ventrículos do Coração/diagnóstico por imagem
-Trombose/diagnóstico por imagem
Resultado do Tratamento
Cardiopatias/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Albuquerque, Denilson Campos de
Texto completo
Id: biblio-887988
Autor: Costa, Marcio José Montenegro da; Ferreira, Esmeralci; Quintella, Edgard Freitas; Amorim, Bernardo; Fuchs, Alexandre; Zajdenverg, Ricardo; Sabino, Hugo; Albuquerque, Denilson Campos de.
Título: Left Atrial Appendage Closure with Amplatzer Cardiac Plug in Nonvalvular Atrial Fibrillation: Safety and Long-Term Outcome / Oclusão Percutânea do Apêndice Atrial Esquerdo com Amplatzer Cardiac Plug na Fibrilação Atrial não Valvar: Análise de Segurança e Resultados de Longo Prazo
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(6):541-549, Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Atrial fibrillation (AF) is a cardiac arrhythmia with high risk for thromboembolic events, specially stroke. Objective: To assess the safety of left atrial appendage closure (LAAC) with the Amplatzer Cardiac Plug for the prevention of thromboembolic events in patients with nonvalvular AF. Methods: This study included 15 patients with nonvalvular AF referred for LAAC, 6 older than 75 years (mean age, 69.4 ± 9.3 years; 60% of the male sex). Results: The mean CHADS2 score was 3.4 ± 0.1, and mean CHA2DS2VASc , 4.8 ± 1.8, evidencing a high risk for thromboembolic events. All patients had a HAS-BLED score > 3 (mean, 4.5 ± 1.2) with a high risk for major bleeding within 1 year. The device was successfully implanted in all patients, with correct positioning in the first attempt in most of them (n = 11; 73.3%). Conclusion: There was no periprocedural complication, such as device migration, pericardial tamponade, vascular complications and major bleeding. All patients had an uneventful in-hospital course, being discharged in 2 days. The echocardiographic assessments at 6 and 12 months showed neither device migration, nor thrombus formation, nor peridevice leak. On clinical assessment at 12 months, no patient had thromboembolic events or bleeding related to the device or risk factors. In this small series, LAAC with Amplatzer Cardiac Plug proved to be safe, with high procedural success rate and favorable outcome at the 12-month follow-up. (Arq Bras Cardiol. 2017; [online].ahead print, PP.0-0)

Resumo Fundamento: Fibrilação atrial (FA) é uma arritmia cardíaca que submete os pacientes a alto risco de eventos tromboembólicos, particularmente o acidente vascular encefálico. Objetivo: Avaliar a segurança da oclusão do apêndice atrial esquerdo (OAAE) com o dispositivo Amplatzer Cardiac Plug na prevenção de fenômenos embólicos em pacientes com FA de origem não valvar. Métodos: Este estudo de OAAE incluiu 15 pacientes, sendo 6 (40%) acima de 75 anos (idade média, 69,4 ± 9,3 anos; 60% do sexo masculino). Resultados: A média do escore CHADS2 foi 3,4 ± 0,1. Quando se aplicou o CHA2DS2VASc, a média foi de 4,8 ± 1,8, mostrando alto risco de eventos tromboembólicos. Todos os pacientes tinham o escore HAS-BLED > 3 (média 4,5 ± 1,2) com alto risco de sangramentos maiores em 1 ano. Houve sucesso no implante do dispositivo em todos os pacientes, com posicionamento correto na primeira tentativa na maioria deles (n = 11; 73,3%). Conclusão: Não houve complicações periprocedimento, como migração do dispositivo, tamponamento pericárdico, complicações vasculares e hemorragias maiores. Na fase intra-hospitalar, os pacientes evoluíram favoravelmente, obtendo alta em até 2 dias. Nas avaliações ecocardiográficas do seguimento em 6 e 12 meses, não houve migração do dispositivo, presença de trombos e nem vazamentos peridispositivo. Na evolução clínica aos 12 meses, nenhum dos pacientes apresentou eventos tromboembólicos ou sangramentos relacionados aos fatores de risco ou ao dispositivo. Nesta pequena série, a OAAE mostrou-se segura, com uma alta taxa de sucesso do procedimento e evolução favorável dos pacientes aos 12 meses. (Arq Bras Cardiol. 2017; [online].ahead print, PP.0-0)
Descritores: Fibrilação Atrial/prevenção & controle
Tromboembolia/prevenção & controle
Cateterismo Cardíaco/instrumentação
Apêndice Atrial/cirurgia
Dispositivo para Oclusão Septal
-Trombose
Estudos Retrospectivos
Estudos Longitudinais
Apêndice Atrial/diagnóstico por imagem
Segurança de Equipamentos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973758
Autor: Silveira, Inês; Oliveira, Marta; Gomes, Catarina; Cabral, Sofia; Luz, André; Torres, Severo.
Título: Partial Papillary Muscle Rupture after Myocardial Infarction and Early Severe Obstructive Bioprosthetic Valve Thrombosis: an Unusual Combination / Rutura Parcial de Músculo Papilar após Infarto do Miocárdio e Trombose Obstrutiva Severa Precoce de Bioprótese valvar: Uma Combinação Invulgar
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(3):430-433, Sept. 2018. graf.
Idioma: en.
Descritores: Músculos Papilares/diagnóstico por imagem
Trombose/complicações
Bioprótese/efeitos adversos
Ruptura Cardíaca Pós-Infarto/etiologia
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
-Trombose/diagnóstico por imagem
Ruptura Cardíaca Pós-Infarto/diagnóstico por imagem
Falha de Prótese/efeitos adversos
Ecocardiografia Transesofagiana
Insuficiência da Valva Mitral/cirurgia
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1010 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Avila, Walkíria Samuel
Texto completo
Id: biblio-973775
Autor: Ávila, Walkíria Samuel; Caldas, Vinícius Araújo de Freitas Chagas; Batista, Daniel Valente; Gutierrez, Paulo Sampaio.
Título: Case 5 / 2018 - Acute Respiratory Failure and Cardiogenic Shock in a Patient in the First Trimester of Pregnancy with Mechanical Mitral Valve Prosthesis Implant / Caso 5 /2018 - Insuficiência Respiratória Aguda e Choque Cardiogênico em Mulher no Primeiro Trimestre de Gravidez e Portadora de Prótese Mitral Mecânica
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(4):629-634, Oct. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Descritores: Complicações Cardiovasculares na Gravidez/patologia
Insuficiência Respiratória/patologia
Choque Cardiogênico/patologia
Trombose/patologia
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
Valva Mitral
-Complicações Cardiovasculares na Gravidez/etiologia
Primeiro Trimestre da Gravidez
Edema Pulmonar/patologia
Insuficiência Respiratória/etiologia
Choque Cardiogênico/etiologia
Trombose/etiologia
Falha de Prótese
Evolução Fatal
Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/etiologia
Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/patologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1010 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-907793
Autor: Laboratorio Clínico Hematológico.
Título: Antitrombina III / Antithrombin III
Fonte: Med. lab;21(9-10):493-496, 2015.
Idioma: es.
Resumo: Antitrombina III Antithrombin IIICódigo SCPC (Sociedad Colombiana de Patología Clínica): 10700. Código CUPS (CodificaciónÚnica de Procedimientos en salud): 902007. Sección: Hematología. Nivel de complejidad:alto. Metodología: colorimetría. Sinónimos: actividad de antitrombina.DefiniciónLa prueba de antitrombina III, un inhibidor natural de la coagulación, es útil para el diagnóstico del riesgo de trombosis o bien para definir la etiología en pacientes con episodios previos de tromboembolismo venoso. La actividad de la antitrombina se determina mediante un método colorimétrico a partir de muestras de plasma citratado.Espectro clínico de aplicaciónLa antitrombina es una glicoproteína dependiente de vitamina K, sintetizada en el hígado, que actúa como un inhibidor natural de la coagulación mediante la unión irreversible a la trombina y al factor Xa y, en menor medida, a los factores Ixa, XIa, XIIa, plasmina y calicreína. De esta forma, la antitrombina inhibe múltiples puntos la cascada de la coagulación y, debido a esto, su deficiencia funcional o cuantitativa predispone a la trombosis.En la población general la deficiencia de antitrombina es variable, afectando alrededor de una por cada 500-5.000 personas. La deficiencia de antitrombina puede corresponder a una deficienciaen la concentración, la actividad o ambas; a su vez, puede ser hereditaria, congénita o adquirida. Existen varios tipos de deficiencia congénita y hereditaria que se resumen en la tabla 1. Por su parte, la deficiencia adquirida de antitrombina se puede presentar en pacientes con enfermedades hepáticas, coagulación intravascular diseminada, síndrome nefrótico, bypass cardiopulmonar, sepsis o con historia de nacimiento prematuro.
Descritores: Antitrombina III
Colorimetria
Hematologia
Trombose
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: CO373.9 - EDIMECO - Editora Médica Colombiana S.A.



página 1 de 101 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde