Base de dados : LILACS
Pesquisa : C20.543.480 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 168 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 17 ir para página                         

  1 / 168 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-292727
Autor: Maya, Fernando Montoya.
Título: Inmunoterapia alergénica: bases inmunológicas y efectividad terapéutica / Allergenic immunotherapy:immunologic bases and therapeutic efficacy
Fonte: Acta méd. colomb;8(3):174-180, 1983. tab.
Idioma: es.
Descritores: Alérgenos/administração & dosagem
Alérgenos/uso terapêutico
Hipersensibilidade Imediata/terapia
Dessensibilização Imunológica/instrumentação
Dessensibilização Imunológica/métodos
Dessensibilização Imunológica
-Imunoterapia/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO47.1 - Centro de Documentación


  2 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-292721
Autor: Ortega, Jorge E.
Título: Manejo de emergencias medicas: crisis asmatica / Management of medical emergencies. Asthmatic crisis
Fonte: Acta méd. colomb;8(2):100-103, 1983. tab.
Idioma: es.
Descritores: Broncodilatadores/administração & dosagem
Broncodilatadores/uso terapêutico
Hipersensibilidade Imediata/complicações
Hipersensibilidade Imediata/fisiopatologia
Estado Asmático/diagnóstico
Estado Asmático/etiologia
Estado Asmático/fisiopatologia
Limites: Seres Humanos
Responsável: CO47.1 - Centro de Documentación


  3 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-627129
Autor: Anon.
Título: Guias para el diagnóstico y manejo del asma: Capítulo 3: prevención del asma bronquial alérgico / Guidelines for the diagnosis and management of asthma: Chapter 3: prevention of allergic bronchial asthma
Fonte: Rev. chil. enferm. respir;20(3):164-167, jul. 2004. tab.
Idioma: es.
Descritores: Asma/imunologia
Asma/prevenção & controle
-Hipersensibilidade Imediata/complicações
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-894669
Autor: Orraca Castillo, Odalys; Navarro Palmera, Emilio; Quintero Pérez, William; Blanco Valdés, Tatiana Margarita; Rodríguez Machín, Leovaldo René.
Título: Frecuencia de infecciones respiratorias agudas en niños y adolescentes con asma de la provincia de Pinar del Río / Frequency of acute breathing infections in children and adolescents with asthma from Pinar del Río province
Fonte: Medisan;22(1), ene. 2018. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se realizó un estudio epidemiológico analítico, de casos y controles en fase exploratoria, con vistas a determinar si la frecuencia de infecciones respiratorias en niños y adolescentes con asma de la provincia de Pinar del Río superaba la observada en aquellos que no presentaban esa enfermedad, desde julio del 2014 hasta junio del 2015. Para ello se conformaron 2 grupos de 585 integrantes cada uno, o sea un control por cada caso. Luego de procesada la información, se obtuvo un predominio del sexo masculino, en tanto, el catarro común fue la infección que afectó con mayor frecuencia fundamentalmente a los pacientes de 5-9 años de edad. Asimismo, se destacó un incremento del riesgo de padecer -- por orden de frecuencia -- afecciones, tales como catarro común, amigdalitis aguda y neumonía, bronconeumonía, así como neumonía intersticial

An analytic epidemiologic, of cases and controls study in exploratory phase, aimed at determining if the frequency of breathing infections in children and adolescents with asthma from Pinar del Río exceeded the one observed in those that didn't present that disease, was carried out from July, 2014 to June, 2015. Two groups of 585 members each one were conformed for that purpose, that is to say a control for each case. After having processed the information, there was a prevalence of the male sex, while, the common cold was the infection that affected with higher frequency fundamentally those patients aged 5-9. Also, it was emphasized an increment of the risk from suffering -- in order of frequency -- disorders, such as common cold, acute tonsillitis and pneumonia, bronchopneumonia, as well as interstitial pneumonia
Descritores: Infecções Respiratórias/epidemiologia
Asma/epidemiologia
Hipersensibilidade Imediata
-Atenção Primária à Saúde
Estudos Epidemiológicos
Cuba
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CU418.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas de Santiago de Cuba


  5 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-940867
Autor: Coelho, Sabrina Sidney Campolina.
Título: Estudo longitudinal do efeito do tratamento, com drogas anti-helmínticas, sobre os níveis de anticorpos IgE anti-Dermatophagoides pteronyssius (Der p1) e anti-antígeno bruto de Ascaris lumbricoides, em indivíduos portadores de infecção por helmintos.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2013. XV, 76 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: No presente trabalho investigou-se a relação entre infecções por geohelmintos e S. mansoni e os fatores de risco para alergia em duas áreas endêmicas com diferentes prevalências de infecção e co-infecção. A intensidade das infecções, eosinofilia,fatores de risco para alergia, co infecção e os níveis de IgE anti-Der p 1 e antiAscarisantes e 2 anos (população 1) e 3 anos (população 2) após o tratamento com drogas anti-helmínticas foram avaliados. Observou-se que na população com baixa prevalência e intensidade de infecção (população 2) apresentou menor contagem de eosinófilos (>600/mm3) e maior contato com animais do que a população com alta prevalência e intensidade de parasitos (população 1). Após o tratamento a intensidade da infecção por S. mansoni diminuiu, mas não foram observadas mudanças nos indivíduos infectados por geohelmintos ou co-infectados. Na população 1, o tratamento anti-helmíntico aumentou os níveis de densidade óptica pelo método de ELISA de IgE anti-Der p1 e anti-Ascaris nos subgrupos que se tornaram negativos para infecção helmíntica independente da condição prévia ao tratamento. Diante disso, avaliou-se o index de reatividade de IgE anti-Der p1, e a razão (após/antes tratamento) foi significativamente maior em pacientes coinfectados antes do tratamento. Por outro lado, nenhuma associação entre o index de reatividade de IgE anti-Der p1 e a intensidade foram observados. Conclui-se que o tratamento antihelmíntico de indivíduos de áreas endêmicas com alta prevalência para infecções por geohelmintos e S.mansoni aumenta os níveis de IgE anti-Der p1e que há uma correlação direta entre os níveis de IgE anti-Der p1 com os níveis de IgE e anti- Ascaris, mostrando que altos níveis de IgE anti- Ascaris e não somente a infecção, é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças alérgicas.
Descritores: Alergia e Imunologia/tendências
Hipersensibilidade Imediata/imunologia
Schistosoma mansoni
Esquistossomose mansoni/imunologia
Limites: Masculino
Feminino
Seres Humanos
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.963, C672e, 2013


  6 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-849422
Autor: Fernádez, Jorge A.
Título: Dermografismo "mixto o bifásico" / "Mixed or biphasic" Dermographism
Fonte: Rev. fac. cienc. méd. (Impr.);14(1):28-43, ene.-jun. 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El dermografismo, conocido como "escritura sobre la piel", fenómeno que ocurre en forma espontánea o a la provocación física de la misma, es un síntoma, signo o síndrome semiológico, característico de procesos clínicos alérgicos y no alérgicos. Se expresa comúnmente como dermografismo rojo (urticaria dermatográfica, con o sin angioedema acompañante), con eritema y/o roncha muy frecuente en procesos alérgicos, pero también en las urticarias físicas, autoinmunes o tóxicas por aditivos alimentarios, infecciones, medicamentos y otros agentes. El dermografismo blanco, que se evidencia como un área que palidece alrededor de la línea de estimulación física, muy característico de la atopia; y, el que en esta comunicación hemos denominado dermografismo "mixto o bifásico", por su carácter bimodal, en el que se alternan las expresiones de los dermografismos rojo y blanco, en forma casi simultánea o en sucesión de blanco temprano en el primer minuto a rojo tardío a los cinco minutos o más, o al contrario, rojo inmediato y blanco posterior, típico de atopia. El paciente con hiperreactividad atópica en piel es el que exhibe el dermografismo mixto o bifásico, pues muestra el dermografismo blanco como estigma de atopia y el dermografismo rojo de la urticaria sintomática aguda o crónica. Esta última forma de dermografismo no se encuentra en las descripciones clásicas y es el objetivo de esta comunicación, que se acompaña de una amplia discusión sobre la ocurrencia de dermografismo en la práctica clínica. Material y Métodos: Se realizó una extensa revisión bibliográfica, consultando bases de datos como Medline, PubMed, DocChek, Wiley, Amedeo, Cochrane, Scielo, Hinari y Lilacs; se presentan viñetas clínicas de casos de pacientes atópicos. Conclusión: En esta revisión se ha presentado la ocurrencia clínica del dermografismo como un fenómeno frecuente de diferentes orígenes, pero que, muchas veces, es acompañante casi invariable de expresiones atópicas, en donde el dermografismo es un signo de ayuda para la tipificación del paciente alérgico...(AU)
Descritores: Alergia e Imunologia
Hipersensibilidade Alimentar/complicações
Hipersensibilidade Imediata
Mastocitose/complicações
Urticária/complicações
Limites: Seres Humanos
Responsável: HN1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  7 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-842065
Autor: Vasconcelos, Jackson S. de; Oliveira Neto, Temístocles S. de; Nascimento, Harlan H. L; Barbosa, Francisca M. S; Rezende, Fábbio Ygor S; Oliveira, Lindemarques G. de; Lucena, Ricardo B; Dantas, Antônio F. M.
Título: Caracterização clínica e histopatológica das dermatites alérgicas em cães / Clinical and histopathological characterization of allergic dermatitis in dogs
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(3):248-256, Mar. 2017. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Descrevem-se as características clínicas e histopatológicas da dermatite alérgica diagnosticada em cães da região metropolitana de João Pessoa, Paraíba. Durante o período de setembro de 2014 a setembro de 2015, um total de 90 cães com lesões cutâneas. Desses 24 apresentaram alterações compatíveis com dermatite alérgica, sendo 12 machos e 12 fêmeas. A dermatite atópica (DA) foi a mais frequente, afetando 58,33% (14/24) dos cães, seguido por dermatite por hipersensibilidade alimentar (HA) 25% (6/24), dermatite de contato alérgica (DAC) com 8,33% (2/24) dos casos, dermatite alérgica por picada de pulgas (DAPP) com um caso e a hipersensibilidade a medicamento (farmacodermia) também um caso, que representou 4,17% respectivamente. As lesões macroscópicas incluíram hipotricose, hiperpigmentação, comedões, eritema, alopecia, xerose, erosões, úlceras e exsudato, anatomicamente distribuídas na face, cabeça, pescoço, toracolombar, lombossacra, flanco, membros e abdome. As lesões microscópicas mais frequentes foram hiperceratose, acantose, espongiose e exocitose de linfócitos na epiderme. Na derme superficial foi observada perivasculite, perianexite e em alguns casos de incontinência pigmentar, edema, dilatação de vasos sanguíneos, linfáticos e glândulas sudoríparas. O exame histopatológico associado com a história clínica, exame clínico e pele são ferramentas importantes para o diagnóstico de dermatite alérgica em cães, bem como medidas terapêuticas associadas.(AU)

This paper describes the clinical and histopathological features of allergic dermatitis in dogs diagnosed the metropolitan region of João Pessoa, Paraíba. From September 2014 to September 2015 a total of 90 dogs with skin lesions was studied. Twenty-four cases showed changes consistent with allergic dermatitis, in 12 males and 12 females. The age of dogs ranged from 3 months to 15 years. Atopic dermatitis was the most common, affecting 58.33% (14/24) of the dogs, followed by food hypersensitivity dermatitis at 25% (6/24), allergic contact dermatitis at 8.33% (2/24), a case of allergic dermatitis flea and one case of drug hypersensitivity, which represented 4.17% respectively. Gross lesions included hypotrichosis, hyperpigmentation, comedones, erythema, alopecia, xerosis, erosions, ulcers, and exudates. Anatomically distributed was on face, head, neck, thoracolumbar, lumbosacral, flank, limbs and abdomen. The most common microscopic lesions were hyperkeratosis, acanthosis, spongiosis and exocytosis of lymphocytes in the epidermis. In the superficial dermis was observed perivasculitis, perianexite and in some cases pigmentary incontinence, edema, dilated lymphatic vessels and sweat glands. Histopathological examination associated with medical history, clinical examination and skin examen are important tools for the diagnosis of allergic dermatitis in dogs, as well as for associated therapeutic measures.(AU)
Descritores: Dermatite/etiologia
Hipersensibilidade Imediata/veterinária
-Dermatite Alérgica de Contato/etiologia
Dermatopatias/veterinária
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-835903
Autor: Fuentelsaz-del Barrio, Victoria; Echevarría García, Begoña; Parra Blanco, Verónica.
Título: ¿Cuál es su diagnóstico? / What is your diagnosis?
Fonte: Rev. chil. dermatol;29(4):397-400, 2013. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Dermatopatias/diagnóstico
Dermatopatias/induzido quimicamente
Hidróxido de Alumínio/efeitos adversos
Pseudolinfoma/diagnóstico
Pseudolinfoma/induzido quimicamente
-Diagnóstico Diferencial
Dessensibilização Imunológica/efeitos adversos
Dermatopatias/terapia
Hipersensibilidade Imediata
Hidróxido de Alumínio/administração & dosagem
Injeções
Pseudolinfoma/terapia
Limites: Seres Humanos
Adulto
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 168 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-783251
Autor: Bezerra, Geusa Felipa de Barros; Silva, Marcos Antonio Custódio Neto da; Santos, Ramon Moura dos; Haidar, Denise Maria Costa; Muniz Filho, Walbert Edson; Rosa, Ivone Garros; Viana, Graça Maria de Castro; Zaror, Luís Conrado; Nascimento, Maria do Desterro Soares Brandão.
Título: Avaliação da resposta IgE para o entendimento do papel de fungos do ar na alergia respiratória em crianças / Evaluation of IgE responses for a better understanding of the role of airborne fungi in respiratory allergy in children
Fonte: Braz. j. allergy immunol;2(3):119-124, May-June.2014.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo realizou-se na cidade de São Luis, Maranhão, com a finalidade de investigar possível relação entre alergia respiratória e elevação sérica de IgE total e IgE específica para fungos isolados de ambientes externos. Métodos: Fizeram parte deste estudo 98 crianças com diagnóstico clínico de asma e/ou rinite alérgica, com idades entre 4 e 12 anos, sendo 65(66,3%) do sexo masculino e 33 (33,7%) do sexo feminino. Quantificaram-se no soro dessas crianças os níveis de IgE total e IgE específica para Aspergillus spp e Penicillium spp, pelo método de ELISA. Resultados: IgE total foi detectada em 95 crianças (96,9%); 73 (74,5%) apresentaram níveis detectáveis de IgE anti-Aspergillus spp e 85 (86,7%) de IgE anti-Penicillium spp. Não houve significância estatística quando foram correlacionados níveis de IgE total, sexo e área de residência das crianças estudadas (p = 0,88). Na correlação entre IgE total e faixa etária verificou-se distribuição não normal dos dados, com destaque à faixa etária de 11 anos, onde os níveis deIgE total foram mais elevados (Teste de Shapiro p < 0,05). Não houve correlação entre IgE anti-Aspergilluse IgE anti-Penicillium com idade, sexo e área de residência. Conclusão: Anticorpos IgE contra os fungos estudados possivelmente fazem parte de uma polissensibilização, já que os fungos estão presentes em todas as áreas e durante todo o ano na cidade de São Luis, Maranhão, Brasil. Serão necessários mais estudos para o entendimento da alergia respiratória por fungos do ar em São Luis, Maranhão...

The present study was carried out in the city of São Luís, capital of the state of Maranhão, northeastern Brazil, with the aim of investigating a possible relationship between respiratory allergies and high serum levels of total IgE and specific IgE for fungi isolated in outdoor environments. Methods: The study included 98 children with a clinical diagnosis of asthma and/or allergic rhinitis, aged 4 to 12 years. Sixty-five (66.3%) were male and 33 (33.7%) female. Total IgE, Aspergillus spp-specific IgE, and Penicillium spp-specific IgE were quantified in the serum of the children using the ELISA method. Results: Total IgE was detected in 95 children (96.9%). Seventy-three (74.5%) showed detectable levels of Aspergillus spp-specific IgE, and 85 (86.7%), of Penicillium spp-specific IgE. There was no significant correlation between total IgE levels, sex, and area of residence among the children assessed (p = 0.88). When assessing the correlation between total IgE levels and age, data were found to have a non-normal distribution, especially in the 11-year old age group, where total IgE levels were higher than in the other ages (Shapiro test, p < 0.05). There was no significant correlation of Aspergillus spp- and Penicillium spp-specific IgE with age, gender, and area of residence. Conclusion: IgE antibodies against the fungi investigated are possibly a part of polysensitization, as these fungi are present in all areas and throughout the year in the city investigated. Further studies are necessary for a better understanding of the role played by fungal sensitization in respiratory allergy in São Luís, Maranhão...
Descritores: Técnicas e Procedimentos Diagnósticos
Hipersensibilidade Imediata
Imunoglobulina E
Mastócitos
Fungos Mitospóricos
Hipersensibilidade Respiratória
-Meio Ambiente
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Métodos
Pacientes
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica


  10 / 168 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-775974
Autor: Geschwandtner, Débora Toassa Gomes; Chong Neto, Herberto José; Riedi, Carlos Antônio; Rosário Filho, Nelson Augusto.
Título: Teste do soro autólogo em urticária crônica espontânea na criança / Autologous serum skin test in children with chronic spontaneous urticaria
Fonte: Braz. j. allergy immunol;1(5):267-272, sept.-out. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Verificar a reatividade ao teste do soro autólogo em crianças com urticária crônica espontânea e analisar a relação entre o teste do soro autólogo, as características clínicas e o tratamento utilizado nesses pacientes. Método: Este estudo transversal analisou resultados de testes cutâneos com soro autólogo dos pacientes. Foram incluídas crianças com urticária crônica espontânea nos últimos 12 meses, submetidas ao teste do soro autólogo entre agosto/2001 a junho/2012. Soro autólogo (0,05 mL) foi injetado via intradérmica e reações interpretadas após 30 minutos. Medicações que pudessem suprimir a resposta cutânea foram suspensas por 7 dias antes da realização do teste cutâneo. Todos os pacientes foram investigados detalhadamente para urticária crônica e outras doenças. As crianças foram consideradas não responsivas ao tratamento se submetidas ao uso oral de anti-histamínicos em doses habituais, com persistência dos sintomas por no mínimo 3 meses. Resultados: Foram incluídos 57 pacientes (61,4% meninos), com mediana de 10,6 anos (3,7-17,1 anos). Trinta pacientes (53%) apresentaram teste do soro autólogo positivo e 21 destes (70%) não responderam ao tratamento habitual (p < 0,001). Pacientes com teste do soro autólogo positivo apresentaram maior frequência de sintomas, com 1,5 episódios/mês (p = 0,04). Quatorze por cento das crianças apresentaram níveis altos de anticorpo antiperoxidase e 16,6% níveis altos de anticorpo antitireoglobulina. Houve relação significativa entre os altos títulos de anticorpo antiperoxidase com a positividade ao teste do soro autólogo (p = 0,02). Conclusões: A frequência de reatividade ao teste do soro autólogo foialta, sugerindo que o teste deve ser realizado rotineiramente em crianças com urticária crônica espontânea. Pacientes com teste do soro autólogo positivo apresentaram maior chance de não responder ao tratamento habitual.

Objectives: To investigate reactivity to the autologous serum skin test in children with chronic spontaneous urticaria and to analyze the relationship between test results and clinical characteristics and treatment response in these patients. Method: This cross-sectional study analyzed the results of skin tests performed with autologous serum obtained from the patients. Children showing chronic spontaneous urticaria in the past 12 months and subjected to autologous serum skin testing between August 2001 and June 2012 were included. Autologous serum (0.05 mL) was injected intradermally and reactions interpreted after 30 minutes. Medications that could suppress skin response were with held for 7 days prior to skin testing. All patients underwent a thorough workup for chronic urticaria and other illnesses. Children were considered non-responsive if chronic spontaneous urticaria persisted for at least 3 months under regular doses of oral anti-histamines. Results: Fifty seven children were included (61.4% males), with a median age of 10.6 years (3.7-17.1 years). Thirty patients (53%) had positive autologous serum skin tests; of these, 21 (70%) did not respond to treatment (p < 0.001). Patients with a positive autologous serum skin test showed.
Descritores: Doenças Autoimunes
Agonistas dos Receptores Histamínicos
Anticorpos
Hipersensibilidade Imediata
Imunoglobulina E
Urticária
-Técnicas e Procedimentos Diagnósticos
Métodos
Morbidade
Pacientes
Testes Cutâneos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica



página 1 de 17 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde