Base de dados : LILACS
Pesquisa : C22.394 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-662562
Autor: Carvalho, Vitor S; Araújo, Byanca R; Vasconcelos, Ticianna C; Chiminazzo, Cláudio; Costa Neto, Antonio O; Ayres, Maria C. C; Guimarães, José E; Costa, Joselito N.
Título: Evolução clínica e avaliação de parâmetros leucocitários e de proteínas de fase aguda na pododermatite infecciosa ovina / Clinical evolution and evaluation of leukocyte parameters and acute phase protein of ovine footrot
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;32(12):1289-1296, Dec. 2012. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Neste artigo realizou-se a avaliação de ovinos mestiços Santa Inês com pododermatite infecciosa, verificando as alterações no leucograma e proteínas de fase aguda. No primeiro experimento, 70 fêmeas foram separadas em três grupos de acordo com o seu escore podal: Grupo controle (G1) com escore 0; Dermatite interdigital (G2) com escore 1 ou 2 e Pododermatite necrosante (G3) com escore 3, 4 ou 5. Durante dois meses observou-se a evolução clínica e efeitos no leucograma em cinco momentos: M1 (dia 0), M2 (dia 15), M3 (dia 30), M4 (dia 45) e M5 (dia 60). A intensidade do resultado do leucograma foi de baixa magnitude, observando-se alterações significativas (p<0,05) como uma leve leucocitose (G3, M4), atribuída a neutrofilia e um discreto aumento no número total de monócitos (G3, M2 e M3) apesar do extenso dano e necrose tecidual existentes na última fase da doença. No segundo experimento, utilizaram-se 105 animais de sete propriedades com objetivo de isolar o agente etiológico e avaliar os efeitos da doença sobre proteína plasmática total e proteínas de fase aguda. Os animais também foram separados em três grupos: controle, dermatite interdigital e pododermatite necrosante. Em todas as propriedades foi realizado o isolamento de Dichelobacter nodosus. Não houve correlação significativa (p<0,05) das diferentes fases da doença sobre as proteínas estudadas, porém a haptoglobina dos grupos com animais doentes apresentou médias superiores ao grupo controle. De acordo com a metodologia utilizada e resultados obtidos, conclui-se que as proteínas de fase aguda estudadas não foram eficientes na caracterização das fases da pododermatite infecciosa ovina e que a resposta leucocitária foi branda, tornando difícil sua utilização para este fim.

In this paper, Santa Inês crossbred sheep with footrot were evaluated, checking the changes on leukogram and the acute phase proteins. In the first experiment, 70 females were divided into three groups according to their podal scores: a control group (G1) with score 0, scald group (G2) with score 1 or 2 and a footrot group (G3) with score 3, 4 or 5. During two months, the clinical course and its effect on leukogram were observed at five moments: M1 (day 0), M2 (day 15), M3 (day 30), M4 (day 45) and M5 (day 60). The intensity of the white blood cell count was low magnitude, observing significant changes (p <0.05) as a mild leukocytosis (G3, M4), attributed to neutrophilia and a slight increase in the total number of monocytes (G3, M2 and M3) despite the extensive damage and tissue necrosis existed during the final stage of the disease. In the second experiment, 105 animals from seven farms were used with the objective of isolating the causative agent and to evaluate the effect of disease on total plasma protein and acute phase proteins. The animals were also divided into three groups: control, scald and footrot. In all farms, the isolation of Dichelobacter nodosus was regarded. For the different stages of the disease on the proteins studied there was no significant correlation (p<0.05) but the haptoglobin in scald and footrot groups showed higher average than the control group. Based on these results, we conclude that the acute phase proteins studied were not efficient in the characterization of the phases of the disease and the leukocyte response was mild, making it difficult to use for this purpose.
Descritores: Contagem de Leucócitos
Ovinos/parasitologia
Pododermatite Necrótica dos Ovinos/diagnóstico
Proteínas/análise
-Dichelobacter nodosus
Fusobacterium necrophorum
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-626492
Autor: Duarte, Eduardo R; Rocha, Fabrício T. da; Teixeira, Lucas M; Silva, Rayana B; Nogueira, Flávia A; Silva, Nathalie O; Almeida, Anna C.
Título: Ocorrência e tratamento de miíases cutâneas em ovinos criados em condições semiáridas no norte de Minas Gerais / Occurrence and treatment of cutaneous myiasis in sheep reared in semi-arid conditions in northern Minas Gerais
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;32(6):490-494, jun. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A ocorrência de miíases cutâneas foi verificada em 10 diferentes criatórios de ovinos no norte de Minas Gerais, Brasil, durante o período de um ano, onde foram analisados os fatores relacionados a essas parasitoses. Os rebanhos possuíam predominantemente animais mestiços Santa Inês, criados em sistemas semiextensivo. Foram registrados 50 casos e a maior incidência foi observada nos meses de março (22%) e abril (18%), períodos de maiores temperaturas e umidade relativa do ar. As patas foram as regiões mais frequentemente acometidas (34% dos casos). As lesões por pododermatites (38% dos casos), onfaloflebites (10%), linfadenite (6%) e dermatobiose (6%) foram os fatores mais frequentemente relacionados às miíases. As taxas de ocorrência não diferiram quanto ao sexo e idade dos animais. Foi constatado que a maioria dos proprietários não realizava o tratamento das miíases de forma correta, sendo que após a implantação de uma terapia preconizada nesta pesquisa, 92% das lesões apresentaram cura entre sete e trinta dias. Os resultados apontam a importância de estratégias para prevenção baseadas nos fatores relacionados neste estudo. A inspeção constante dos ovinos, identificando-se os ferimentos e tratando-se as lesões precocemente, devem constituir práticas rotineiras, principalmente no período chuvoso e quando estão presentes nas patas dos animais.

Cutaneous myiasis was investigated in 10 sheep herds during one year in northern Minas Gerais, Brazil, and factors related to its occurrence were analyzed. The sheep were predominantly hybrid Saint Inês, bred in semi-extensive systems. A total of 50 cases were registered and the highest incidence occurred during March (22%) and April (18%), months with high temperatures and high relative humidity of the air. There was no influence of sex and age for the occurrence of myiasis. The lesions were mostly found on the legs (34% of the cases). Pododermatitis (38% of the cases), omphalophlebitis (10%), lymphadenitis (6%) and dermatobiosis (6%) were the predisposing factors more frequently associated with myiasis. The myiasis was not correctly treated by the owners, but after implantation of a correct therapy, 92% of the lesions presented cure within 7 to 30 days. The results show the importance of preventive strategies based on the predisposing factors identified in this study. The constant inspection, identifying wounds and precociously treating the lesions, should be routine especially at the end of rainy season and when predisposing factors are present.
Descritores: Causalidade
Dípteros/parasitologia
Infecção por Mosca da Bicheira/veterinária
Miíase/prevenção & controle
Miíase/veterinária
Ovinos/parasitologia
Estações do Ano
-Pododermatite Necrótica dos Ovinos
Hipodermose/veterinária
Ivermectina/uso terapêutico
Linfadenite/parasitologia
Umbigo/parasitologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-606663
Autor: Aguiar, Gildeni M. N; Simões, Sara V. D; Silva, Tatiane R; Assis, Adriana C. O; Medeiros, João M. A; Garino Júnior, Felício; Riet-Correa, Franklin.
Título: Pododermatite infecciosa e outras doenças podais de caprinos e ovinos no semiárido Nordestino / Foot rot and other foot diseases of goat and sheep in the semiarid region of northeastern Brazil
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;31(10):879-884, out. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: This paper reports the occurrence and epidemiology of outbreaks of foot rot and other foot diseases in goats and sheep in the semiarid region of Paraíba, northeastern Brazil. Four farms were inspected for the presence of foot lesion in sheep and goats and for environmental conditions, general hygiene, pastures, and disease control measures. The prevalence of foot lesions was 19.41 percent (170/876) in sheep and 17.99 percent (52/289) in goats, ranging between 5.77 percent and 33.85 percent in different farms. Foot rot was the most common disease, affecting 12.1 percent of the animals examined (141/1165), but with significantly higher (p<0.05) prevalence in sheep (13.69 percent) than in goats (7.27 percent). The frequency of malignant foot rot was also significantly lower (p<0.05) in goats (9.53 percent) than in the sheep (40.83 percent). On one farm, Dorper sheep showed significantly higher (p<0.05) prevalence of foot rot (17.5 percent) than Santa Inês sheep (6.79 percent), and the number of digits affected was also higher in the former. Dichelobacter nodosus and Fusobacterium necrophorum were isolated from cases of foot rot. White line disease was found in 3.95 percent of the animals, sole ulcers in 1.29 percent, foot abscess in 1.03 percent and hoof overgrowth in 0.5 percent. The high rainfall at the time of occurrence, grazing in wetlands, clay soils with poor drainage, presence of numerous stony grounds, closure of the flocks in pens at night, and introduction of affected animals were considered predisposing factors for the occurrence of foot diseases.

Este trabalho relata a ocorrência e aspectos epidemiológicos de surtos de pododermatite infecciosa e outras afecções podais em caprinos e ovinos no semiárido paraibano. As propriedades foram inspecionadas quanto à presença de problemas podais e aspectos relacionados às condições ambientais, higiene, locais de pastejo e medidas de controle utilizadas. Nos ovinos a prevalência de lesões podais foi de 19,41 por cento (170/876) e nos caprinos de 17,99 por cento (52/289), variando entre 5,77 por cento e 33,85 por cento nas diferentes propriedades. A pododermatite infecciosa foi a doença mais frequente acometendo 12,1 por cento dos animais examinados (141/1165), sendo a prevalência nos ovinos (13,69 por cento) significativamente maior (p<0,05) do que a nos caprinos (7,27 por cento). A frequência de lesões malignas desta doença em caprinos (9,53 por cento) foi, também, significativamente menor (p<0,05) do que nos ovinos (40,83 por cento). Em uma das propriedades a prevalência de pododermatite infecciosa entre os ovinos Dorper (17,5 por cento) foi significativamente maior do que a nos ovinos da raça Santa Inês (6,79 por cento), tendo os animais pela pododermatite infecciosa. Dichelobacter nodosus e Fusobacterium necrophorum foram isolados de casos de pododermatite infecciosa. A doença da linha branca foi constatada em 3,95 por cento dos animais, a úlcera de sola em 1,29 por cento, o abscesso do pé em 1,03 por cento, e crescimento excessivo do casco em 0,5 por cento. Os altos índices pluviométricos na época de ocorrência, o pastejo em áreas úmidas, os solos argilosos com pouca drenagem, os terrenos pedregosos, o encerramento em currais durante a noite e a introdução de animais doentes foram considerados fatores predisponentes para a ocorrência dos surtos.
Descritores: Infecção/veterinária
Pododermatite Necrótica dos Ovinos/metabolismo
-Ferimentos e Lesões/veterinária
Ovinos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde